Você está na página 1de 5

Estruturas Metálicas Engenharia Civil

ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL

Disciplinas: Estruturas de Madeiras


Estruturas Metálicas
Prof. Dr Celso Antonio Abrantes
2015

Autor: Celso Antonio Abrantes Capítulo: Dimensionamento a tração axial - 1


Material didático registrado Direitos autorais reservados
Estruturas Metálicas Engenharia Civil

Assunto: Determinação da máxima carga axial de tração, em estados limites últimos, em


tirante pendural de piso.

10.2 Determinar o valor da sobrecarga característica ”Q K “ axial de tração, Nt,Sd


a ser aplicada na barra ao lado, nas seguintes situações:
a) Tirante comum;
b) Pendural suporte de piso.
Dados:
1) Seção dupla cantoneira abas iguais, com: Nt,Rd = 301,04 kN;
2) Esforços axiais característicos de tração:
GK = 90 kN, devido a ação permanente;
QK = sobrecarga de uso a se determinar; Nt,Sd
3) Coeficientes de ponderação das ações: ᵞg = 1,4; ᵞq = 1,5;
4) Coeficiente de impacto da ação variável, devido ao caminhar de pessoas: ᵩ = 1,33.

10.3 Determinar a área liquida efetiva (Ae) da barra chata abaixo, para o arranjo de furos
indicado, considerando:
1) Parafusos com db = 16 mm ; furos do tipo padrão.

50
Nt,Sd 70 Nt,Sd
240
70

50

44 44 40 t = 12

Corte
10.4 Determinar a área liquida efetiva (Ae) da barra chata abaixo, para o arranjo de furos
indicado, considerando:
1) Parafusos com db = 12 mm ; furos do tipo padrão.

25
25
Nt,Sd 25 Nt,Sd
150
25
25
25

12
28 33 33 28 8 8
Corte

Autor: Celso Antonio Abrantes Capítulo: Dimensionamento a tração axial - 2


Material didático registrado Direitos autorais reservados
Estruturas Metálicas Engenharia Civil

Assunto: Compressão em seção monossimétrica em relação a x.

10.5. Da tesoura de um telhado em duas águas abaixo esquematizada, pelos critérios da NBR
8800/2008, pede-se determinar:
a) A resistência a compressão do banzo superior (linha de A até E);
b) A resistência a tração das barras A-F e I-E do banzo inferior;
c) A resistência a tração das barras F-G e G-I do banzo inferior.
Dados:
1) Aço ASTM A-572 grau 65, com fy =405 MPa , fu =550 MPa, E= 200.000 MPa e G =77.000
MPa
2) Nós contraventados no plano perpendicular à tesoura, por sistemas estruturais não
representados: A, C, E e G;
3) Chapas de ligação e presilhas com espessura t=1/4” = 6,35 mm;
4) 1” = 25,4 mm;
5) Perfil empregado nas barras do banzo superior (barras da linha de A até E):
Dupla cantoneira de abas iguais
2 1/2” x 2 1/2” x 3/16” = 64 x 64 x 4,76 mm, com: Ag = 11,60 cm2,
rx = 1,98 cm ; ry = 2,87 cm ; yG = 1,75 cm ; Ix = 46,00 cm4 ;
Iy = 95,70 cm4 ; Cw = 0 ; x0 = 0 ; y0 = 1,51 cm ; J = 0,886 cm4 ;
Cantoneira simples de abas iguais entre presilhas (espaçadores)
2 1/2”x2 1/2”x 3/16”= 64 x 64 x 4,76 mm, com: r z min = 1,24 cm;
6) Presilhas (espaçadores): empregadas três presilhas entre nós
do banzo superior ;
7) Perfil empregado nas barras do banzo inferior:
Dupla cantoneira de abas desiguais
L 5” x 3 ½” x 5/16” = L 127 x 89 x 7,9 mm, com: Ag = 33,0 cm2; yG = 4,04 cm;
8) Juntas parafusadas de montagem nos nós C e G, demais nós soldados com Ct = 0,75;
9) Esquema estrutural de meia tesoura de um telhado em duas águas
10) Parafusos com diâmetro nominal d b = 22 mm.
11) Distância entre eixos de parafusos: s = 58 mm; g = 51 mm;
12) Furos do tipo padrão;

Autor: Celso Antonio Abrantes Capítulo: Dimensionamento a tração axial - 3


Material didático registrado Direitos autorais reservados
Estruturas Metálicas Engenharia Civil

1600

1600 E

1600 D
1600 C
I 3200
B

(medidas em milímetros).

A F G
1847 1848 924 924

(medidas em milímetros)

t= ¼’
13) Detalhe do nó G: ligação parafusada de montagem.

127 g 127 yG

s s ss s 89 y
Vista Corte

Autor: Celso Antonio Abrantes Capítulo: Dimensionamento a tração axial - 4


Material didático registrado Direitos autorais reservados
Estruturas Metálicas Engenharia Civil

Autor: Celso Antonio Abrantes Capítulo: Dimensionamento a tração axial - 5


Material didático registrado Direitos autorais reservados