Você está na página 1de 13

EL L I OT T KATZ

Por que
as mulheres
amam os
homens fortes?
Como se tornar o companheiro que toda mulher quer ter ao seu lado

Olho e rosto pq fortes.indd 2 10/28/09 3:20:41 PM


‫ﱘﱗﱖ‬

Mulheres querem
homens fortes

O que as mulheres querem? Essa é uma pergunta an-


tiga, mas especialmente relevante para os homens
do século XXI. Nos últimos 50 anos houve uma
mudança nos papéis de cada sexo e nas expectati-
vas quanto aos relacionamentos. Os homens agora
são aconselhados a aprender a agradar as mulheres
e a abandonar os estereótipos patriarcais do passa-
do. Entretanto, por mais que o homem moderno e
sensível se esforce para agradar sua companheira,
seu caminho é marcado por frustrações, equívocos
e ressentimentos.
A mulher bem resolvida quer um homem for-
te, que saiba tomar decisões e possa cuidar dos in-
teresses daqueles que ama. Um homem com quem

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 7 10/28/09 3:21:09 PM


ela possa contar e que faça o que é certo – não o
que é fácil, comum ou conveniente.
Elliott Katz acertou em cheio com Por que as
mulheres amam os homens fortes?, um livro provo-
cante e inovador. Com base na sabedoria de todos
os tempos, Katz guia o leitor pelo labirinto de
confusões criado pelo pensamento “iluminado”
dos dias de hoje no que diz respeito aos papéis de
cada sexo. Princípios antigos e eficazes ensinam
como ser o tipo de homem desejado pelas mu-
lheres, sem regredir aos clichês de masculinidade
autoritários, ofensivos ou controladores.
Por que as mulheres amam os homens fortes? ofere-
ce esperança tanto aos homens quanto às mulhe-
res. É leitura obrigatória para todo homem que
estiver pronto para recuperar o seu eu masculino e
começar a se tornar o tipo de companheiro que as
mulheres realmente querem.

Robert A. Glover, Ph.D., autor de


No More Mr. Nice Guy (Chega de ser o cara legal)

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 8 10/28/09 3:21:09 PM


‫ﱘﱗﱖ‬

A história por trás


da jornada

Todas as vezes que temos um problema em nossos


relacionamentos, em geral é mais fácil culpar o
outro do que assumir a responsabilidade. No en-
tanto, precisamos perceber que a relação é um es-
pelho e que esses desafios são oportunidades para
nosso crescimento pessoal. Mas como aprender
as coisas que devemos saber para evoluir? A te-
levisão e o cinema apresentam ideias confusas e
estereotipadas.
Quando iniciei minha jornada, perguntei a
mim mesmo se era o único a enfrentar aqueles
desafios. Uma vez que homens e mulheres se re-
lacionam há milhares de anos, será que não existi-
ria alguma sabedoria universal da qual eu pudesse

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 9 10/28/09 3:21:09 PM


extrair algumas lições? Comecei a investigar e en-
contrei esclarecimentos encorajadores que respon-
diam diretamente às minhas perguntas.
Durante milhares de anos os homens adqui-
riram conhecimentos uns com os outros sobre
como lidar com essas dificuldades. Ao contrário
de muitos dos clichês atuais, esses conhecimentos
dizem que os homens devem ser fortes e o que isso
significa – algo bem diferente de ser controlador.
Eles falam sobre as qualidades nobres, sobre as ca-
racterísticas e virtudes admiráveis de quem é vi-
ril. Por muitos anos os homens tiveram que lidar
com desafios semelhantes aos que enfrentam hoje
e cresceram a partir desses desafios.
Na história a seguir, um homem faz com que
seu neto trave contato com essa sabedoria atem-
poral. Este livro não foi escrito para todos, mas
sempre me surpreendo ao descobrir o número de
pessoas que se identificam com ele e que se tor-
nam mais fortes e mais felizes após sua leitura.
Espero que você goste da jornada e que ela o con-
duza à verdadeira felicidade.

Elliott Katz

10

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 10 10/28/09 3:21:09 PM


Capítulo 1

‫ﱘﱗﱖ‬

Se você não conduzir,


eu não conseguirei dançar

Michael ergueu a taça e propôs um brinde:


– À saúde de vocês dois, vovô Joseph e vovó
Sarah, em suas bodas de ouro!
Um pouco depois, Michael se aproximou do
avô e perguntou:
– Vovô, me conte: como vocês conseguiram?
Lisa e eu estamos juntos há sete anos e acho que
não vamos chegar ao oitavo.
O avô pôs a mão no ombro de Michael.
– Não foi fácil. Nós dois tivemos que aprender
muito.
– Eu faço de tudo para ser um bom marido
e fazê-la feliz. Mas, por mais que eu me esforce,
nunca é o suficiente.

11

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 11 10/28/09 3:21:09 PM


Joseph assentiu.
– Michael, eu não o vejo há muito tempo. Es-
tou feliz que tenha vindo. Vamos aproveitar a fes-
ta hoje. Amanhã conversaremos, só nós dois. Que
tal uma caminhada, como nos velhos tempos?
Michael suspirou.
– Vou perguntar à Lisa.
Ele pensou no motivo para ter chegado atra-
sado à festa. Havia pedido à esposa para acompa-
nhá-lo, com as crianças, mas ela havia se negado
e também não queria que ele fosse. Michael não
conseguia entender por quê.
Perdera a expressão de surpresa dos avós ao
chegarem. Sabia que eles estavam esperando um
piquenique simples no quintal com os pais de
Michael, Norm e Helen. Em vez disso, foram re-
cebidos com uma longa faixa branca, com gran-
des letras vermelhas que diziam “50 ANOS IN-
CRÍVEIS!”, e os gritos de alegria de seus filhos,
netos e bisnetos.
Michael observou o avô dando balas às crianças
menores. Depois, com Sarah ao seu lado, Joseph
pigarreou para chamar a atenção dos presentes.
Tentou conter as lágrimas enquanto admirava a
família reunida.
– É difícil acreditar que 50 anos se passaram –

12

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 12 10/28/09 3:21:09 PM


disse, olhando para a esposa. – Quando nos conhe-
cemos, eu soube que Sarah era a mulher da minha
vida. Sua bondade e gentileza eram tão grandes
quanto sua beleza. Logo que nos casamos, foi di-
fícil. Não tínhamos ninguém a quem pedir apoio,
mas seguimos em frente. Nos piores momentos,
Sarah sempre me ajudou a ver as coisas pelo lado
positivo.
Joseph beijou o rosto da mulher. Ela mudara
pouco com o passar dos anos. Seu corpo amadure-
cera e agora estava mais cheio, mas o rosto exibia
o mesmo sorriso carinhoso e acolhedor que ela ofe-
recia a todo mundo. O cabelo escuro estava mais
curto e começava a ficar grisalho. Estava vestida
de maneira simples, como sempre, de blusa bran-
ca e saia longa azul.
Todos saudaram o casal e ergueram suas ta-
ças. Michael tomou um gole de vinho e ficou ob-
servando o avô. Estava admirado da boa forma
dele, que ainda mantinha as costas e os ombros
aprumados. Seus olhos de um azul intenso ain-
da conservavam o brilho. Michael nunca havia
percebido quanto se parecia com Joseph. Ambos
tinham 1,80m de altura, um físico forte e cabe-
los escuros e ondulados, embora os do avô agora
tivessem mechas grisalhas.

13

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 13 10/28/09 3:21:09 PM


Michael olhou ao redor, observando sua famí-
lia. Fazia algum tempo que não a via reunida e
se sentiu feliz por estar ali. Viu seu pai, Norm, o
filho mais velho de seus avós. O pai, também alto
e forte, aproximou-se para cumprimentá-lo.
– Como vai o novo emprego? Está gostando de
ser editor?
Michael sorriu. Sabia que Norm tinha orgulho
de seu sucesso no trabalho.
– Eles gostam das minhas ideias. Estou muito
animado.
A mãe de Michael, Helen, juntou-se a eles. Do
tipo mignon e sempre deslumbrante, ela estava
exultante por ser a anfitriã de tantas pessoas.
– Como estão as coisas com Lisa e os meninos?
– perguntou ela.
– Na mesma – respondeu Michael e logo mu-
dou de assunto. – A festa está ótima, mãe. Você
deixou o vovô e a vovó muito felizes.
Começou a tocar uma valsa vienense da época
em que Joseph e Sarah se casaram. Caminhando
pelo quintal, Michael viu uma pomba pousar na
cerca de madeira e a ouviu arrulhar. Seus olhos
passaram da pomba à sua avó e ele se aproximou
dela. Sarah era uma das pessoas que ele mais ama-
va no mundo, além de ser a melhor cozinheira que

14

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 14 10/28/09 3:21:09 PM


ele conhecia. Ela era sempre receptiva e cheia de
boa vontade.
– Michael, que bom ver você – Sarah sorriu e
deu um abraço forte no neto.
Michael pegou-a pelo braço.
– A senhora me concede essa dança?
Ela sorriu e o acompanhou até o gramado, onde
Michael a conduziu nos rodopios da valsa.
Enquanto dançavam, Michael disse:
– Vó, ouvi falar de uma teoria que diz que ser
um casal é como dançar. Quando um dá um passo
à frente, o outro dá um passo para trás. Você acha
que é verdade?
Sarah pensou por um momento.
– Acho que sim, mas de um jeito diferente: se
você não conduzir, eu não conseguirei dançar.

15

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 15 10/28/09 3:21:09 PM


PqMulheresAmamHomensFortes.indd 16 10/28/09 3:21:09 PM
Capítulo 2

‫ﱘﱗﱖ‬

Ser forte

O dia seguinte amanheceu ensolarado. Michael, ves-


tindo bermuda e camiseta, foi até a casa dos avós.
Era uma casa antiga e pequena, numa rua ladeada
por árvores grandes e frondosas. Ele olhou para
os galhos grossos, lembrando-se de como costu-
mava escalá-los. “Bons tempos”, pensou. Entrou
na cozinha pela porta dos fundos.
Sarah estava preparando o café da manhã en-
quanto conversava com sua vizinha Leanna, uma
loura alta que havia pouco tempo tinha se separa-
do de seu marido, David. Ela e Sarah eram boas
amigas e sempre tinham muito o que conversar.
– Venham, sentem-se. Sirvam-se – disse Sarah,
colocando na mesa ovos, torradas e frutas.

17

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 17 10/28/09 3:21:09 PM


Como sempre, serviu primeiro o marido. “Ela
é tão antiquada”, pensou Michael.
O avô experimentou uma torrada.
– Sarah, está uma delícia. Você se superou ou-
tra vez. Obrigado.
Sarah ficou radiante.
Michael sorriu. Sua avó prezava muito os elo-
gios do marido. Joseph comeu depressa e pediu
licença. Disse que ia procurar uma coisa.
Assim que o avô saiu da cozinha, Michael per-
guntou:
– Vovó, o que manteve você e o vovô juntos
todos esses anos?
– Ele é um bom homem, uma fortaleza.
Michael ficou surpreso.
– Ele fala sobre os sentimentos dele?
– Sentimentos? Às vezes. Mas quando ouço um
homem falando sobre seus problemas o tempo todo,
fico entediada. Quero um homem que seja forte
e confiante. Isso faz com que eu me sinta segura e
amada. É difícil admirar alguém que vive falando
dos próprios problemas.
Ela sorriu e continuou:
– Isso me lembra de algo que minha mãe cos-
tumava dizer: “A mulher quer admirar seu ho-
mem e olhá-lo com respeito, mas não quer que ele

18

PqMulheresAmamHomensFortes.indd 18 10/28/09 3:21:09 PM

Interesses relacionados