Você está na página 1de 26

Infomed Remote

Requisitos de TI e
Implantação
João Pessoa, Novembro de 2017
Este documento foi desenvolvido pela equipe Infomed, e
é um guia para orientação ao usuário sobre a implantação do Remote.

É proibida a sua reprodução parcial ou total sem prévia autorização


da Unimed NNE - Unidade de Tecnologia.

Infomed 2016 © Todos os direitos reservados.

Remote

Unimed NNE
Unidade de Tecnologia

Av. Josefa Taveira, nº 53 – Mangabeira


CEP 58055-000 – João Pessoa – PB.
Fone: (83) 3048-2570
www.Infomed.inf.b
Sumário
1. Introdução ..................................................... 4
2. Servidor Web .................................................. 5
2.1. Configuração Mínima .............................................. 5
2.2. Configuração Recomendada ..................................... 5
3. Estação Client ................................................. 6
3.1. Requisitos para acesso via Tablets ............................. 6
4. Recomendações ............................................... 7
5. Instalação do Infomed Remote ............................. 8
5.1. Permissões .......................................................... 8
5.2. Configuração IIS .................................................... 8
5.2.1. Restrições ISAPI e CGI ...................................................... 8
5.2.2. Mapeamentos de Manipulador ............................................ 9
5.3. Instalação ou Atualização via WebWizard.................... 11
5.4. Configuração de Biometria no Remote ....................... 15
5.5. Configuração de Parâmetros Infomed Remote .............. 16
5.6. Configuração do Email ........................................... 19
5.7. Configuração do Certificado .................................... 21
6. Primeiro Acesso ............................................. 22
7. Cadastro Inicial de Usuários .............................. 23
8. Configuração do Google Maps ............................ 24
1. Introdução
Este documento visa o apoio aos usuários do produto Infomed Remote na atividade
de instalação, cujos detalhes a respeito dos respectivos procedimentos, além dos
requisitos de T.I., serão abordados ao longo das próximas seções.

4
2. Servidor Web
A fim de que a instalação do produto ocorra com sucesso, é necessário um servidor
de aplicação WEB cujas características sejam apropriadas ao porte da operadora,
variando entre uma Configuração Mínima e a Recomendada (descritas a seguir).

2.1. Configuração Mínima


Os requisitos mínimos são voltados para uma operadora de pequeno porte, com
um baixo fluxo de transação por minuto. Para operadoras com alto fluxo de
transações, será necessário um servidor mais robusto e uma infraestrutura de rede
adequada para o volume de dados transmitido.

 Servidor WEB Dedicado (sem banco instalado na máquina e sem estar em


virtualização)
 Windows Server 2008 R2 SP1 64 bits
 20 GB de Espaço em Disco
 8 GB de memória RAM
 IIS instalado e habilitado o recurso de desenvolvimento de aplicativos ASP.NET
 Processador categoria servidor (Intel Xeon, por exemplo)
 Cliente Oracle 11g 64 bits. Para o caso da operadora optar pelo uso da
biometria, instalar também o Oracle 11g 32 bits
 .Net 4.0 SP1
 Firefox 38+ ou Chrome 40+ Instalado (para teste de acesso)
 Chave de acesso ao Google Maps gerada (ver item 8 deste documento)
 ServiceInfomed instalado
 HTTPS habilitado no IIS

2.2. Configuração Recomendada


A configuração abaixo é recomendada para operadoras de médio e grande porte;
para os itens não listados, permanece a configuração mínima supracitada.

 Windows Server 2012 R2 SP1 64 bits


 16 GB de RAM

5
3. Estação Client
Para os usuários do produto Infomed Remote, é necessária a utilização dos
seguintes navegadores:

 Internet Explorer 10 ou superior (vale ressaltar que há casos onde o navegador


encontra-se em modo de compatibilidade, identificando-se como ‘versão 7’,
sendo, portanto, incompatível)
 Firefox 38 ou superior
 Chrome 40 ou superior
 Safari 7 ou superior
 Opera 10 ou superior
Dois aspectos também devem ser observados: a versão requerida do componente
Java é a JRE7; e o Java Script deve estar habilitado no navegador.

3.1. Requisitos para acesso via Tablets


 iPad com iOS 6 ou superior
 Android com tela de 7” e com Firefox 15+

6
4. Recomendações
Antes de instalar o Infomed Remote, é necessário:

 Verificar suas dependências, ou seja, a versão mínima do Infomed GPS, a


versão mínima do Infomed Remote e do ServiceInfomed. Caso não sejam
respeitadas as interdependências, as aplicações poderão não funcionar
adequadamente
 Solicitar a licença de uso (token) à Infomed Tecnologia
 Obter a chave do Google Maps através dos procedimentos indicados no tópico
Configuração do Google Maps

Importante:
As aplicações Web estão homologadas para utilização em sistemas operacionais cujo
idioma seja Português do Brasil (pt-br). Portanto, seu uso em ambientes com idioma em
inglês poderá provocar comportamentos e resultados inesperados.

7
5. Instalação do Infomed Remote
Para configuração do Infomed Remote, certifique-se de que o IIS esteja instalado
e configurado, acompanhando os passos abaixo.

5.1. Permissões
É necessária a criação da pasta “C:\TempImageFiles\”, à qual deve ser atribuída
a permissão de escrita para o usuário IIS_IUSRS; inclusive, este último procedimento
também deve ser replicado em relação à pasta “PDFs”, localizada dentro da pasta
da aplicação do Remote.

5.2. Configuração IIS


O funcionamento apropriado do Infomed Remote requer o alinhamento do ISS
através de duas tarefas: a verificação das Restrições ISAPI/CGI e a verificação dos
Mapeamentos de Manipulador. Os detalhes quanto à execução de cada uma
encontram-se a seguir.

5.2.1. Restrições ISAPI e CGI


Na página inicial do IIS, clique em Restrições ISAPI e CGI -Figura 1. Em seguida,
observando a interface ilustrada na Figura 2, verifique se já existem restrições para
a versão 4.0 do framework .NET; não havendo, deverão ser adicionadas duas novas
restrições: uma para 32 bits, e outra para 64 bits. Para adicionar uma restrição,
clique no botão Adicionar... do painel de Ações (à direita na Figura 1).

Figura 1: Gerenciador de Serviço de Informações da Internet - Pagina inicial VIAGEM - CP

8
Na interface para Adicionar Restrição ISAPI ou CGI (Figura 2), preencha os campos
da seguinte forma:

 Caminho ISAPI ou CGI – indique o caminho para a DLL isapi do framework 4.0.
Exemplo:
 32 bits - C:\Windows\Microsoft.NET\Framework\v4.0.30319\aspnet_isapi.
dll
 64 bits - C:\Windows\Microsoft.NET\Framework64\v4.0.30319\aspnet_isapi
.dll

 Descrição – insira uma descrição que identifique a versão do framework e do


sistema. Exemplo:
 32 bits - ASP.NET v4.0 32 bits
 64 bits - ASP.NET v4.0 64 bits

 Marque a opção Permitir que o caminho da extensão seja executado.

Figura 2: Gerenciador de Serviço de Informações da Internet – Adicionar Restrição ISPI ou CGI

5.2.2. Mapeamentos de Manipulador

Na página inicial do IIS, clique em Mapeamentos de Manipulador e, nesse ambiente


(ilustrado na Figura 3), verifique se existem os seguintes mapeamentos:

 PageHandlerFactory-ISAPI-4.0_64bit
 PageHandlerFactory-ISAPI-4.0_32bit
 PageHandlerFactory-Integrated-4.0
 SVC-Integrated-4.0
 SVC-ISAPI-4.0_32bit
 SVC-ISAPI-4.0_64bit

9
Caso algum desses esteja faltando, será necessário adicioná-lo.

Figura 3: Gerenciador de Serviço de Informações da Internet - Mapeamentos de Manipulador

Para adicionar um novo mapeamento, você deve clicar no botão Adicionar


Mapeamento de Script... (disposto no painel de Ações - Figura 4). Na interface
correspondente (Figura 4), os campos devem ser preenchidos da seguinte forma:

 Caminho da solicitação – indique a extensão que será adicionada. Exemplo:


 *.aspx - para os mapeamentos iniciados com PageHandlerFactory;
 *.svc – para os mapeamentos iniciados com svc.

 Executável – indique o caminho para a DLL isapi do framework 4.0. Exemplo:


 32 bits - C:\Windows\Microsoft.NET\Framework\v4.0.30319\aspnet_isapi.
dll
 64 bits - C:\Windows\Microsoft.NET\Framework64\v4.0.30319\aspnet_isapi
.dll

 Nome – insira o nome do mapeamento;


Há ainda dois outros aspectos que devem ser definidos através do botão Restrições
da Solicitação...: certifique-se de que todos os verbos estarão selecionados na aba
respectiva; e que a opção Script estará selecionada na aba Acesso.

10
Figura 4: Gerenciador de Serviço de Informações da Internet – Adicionar Mapeamento de Script

5.3. Instalação ou Atualização via WebWizard


No intuito de auxiliar no processo de instalação ou atualização dos seus produtos
Web, o Infomed fornece a aplicação chamada WebWizard, cuja inicialização
encontra-se ilustrada na Figura 5. Contudo, o arquivo executável correspondente
apenas deverá ser acionado quando realizadas por completo as configurações do IIS
(Instalação do .Net 4 e Mapeamentos de Manipulador).

Figura 5: Instalador do Remote – Pré-Requisito

11
O WebWizard permite as seguintes ações:

 Remoção de versões anteriores da aplicação


 Atualização de versões anteriores para a atual
 Instalação de novas versões
A aplicação detectará a existência de alguma versão previamente instalada,
automaticamente exibindo-a na lista de Aplicações Instaladas (ilustrada na Figura 6).
Diante de tais situações, o usuário poderá optar pela Atualização ou por um Novo
Aplicativo, que representa uma nova instalação (ambas as opções são visualizadas
também na Figura 6).

Se o usuário escolher uma nova instalação, deve selecionar a opção respectiva e,


em seguida, preencher os Dados da Aplicação (observados na imagem abaixo):

 Aliás, indicando como será chamada a aplicação dentro do IIS


 Diretório Destino onde será instalada a aplicação

Importante:
O Diretório Destino deve ser previamente cadastrado.

 Pool de aplicação a ser utilizado pela Aplicação Web. É oportuno destacar que,
para a criação de um novo pool, conforme a conveniência do usuário, este
deve recorrer ao botão + (disposto ao lado do campo em questão) e especificar
as informações ilustradas na Figura 7.

Figura 6: Instalador do Remote – Configurações do Servidor

12
Figura 7: Adicionar Pool de Aplicativos

Importante:
A título exclusivamente de organização, sugere-se que seja adotado o prefixo
Remote para o nome do Pool, evidenciando a aplicação.

É facultado ao usuário Remover a Aplicação através da opção respectiva


(visualizada em destaque na Figura 6), disponibilizada a partir de um clique com o
botão direito do mouse sobre o item da lista de Aplicações Instaladas. Contudo, o
acesso a tal opção (com o botão esquerdo do mouse) não implicará a imediata
remoção, pois o Webwizard emitirá uma mensagem (Figura 8) para que o usuário
confirme o interesse nesta ação.

Figura 8: Mensagem de Configuração

Importante:
Não será possível restaurar a Aplicação, uma vez confirmado interesse em removê-
la.

Na sequência, após estabelecidos os parâmetros relativos ao Servidor, o assistente


iniciará a etapa de Configuração da Aplicação (Webconfig), constatada na Figura 9.
A interface permite a configuração dos dados de forma rápida e prática, sobretudo
por apresentar dicas de significado do item à medida que selecionado (observar
campo Edição de Parâmetro), além do seu valor recomendado.

13
Figura 9: Gerenciador de Serviço de Informações da Internet – Configurações da Aplicação

Há uma ressalva em relação a determinados campos, na medida em que alguns


destes possuem um caráter restritivo quanto à inserção de um valor pré-definido, de
modo que serão exibidos pelo sistema exclusivamente os valores presentes dentro
da faixa de aceitáveis; não havendo qualquer bloqueio para os demais campos.
A Figura 9 denota ainda a possibilidade de atribuir um Proxy para que seja
utilizado pela Aplicação. O procedimento de configurá-lo consiste, primeiramente,
em marcar a opção Utilizar Proxy e, em seguida, na composição de dois elementos a
partir do ambiente de Edição das Configurações (acompanhar a Figura 10): as
Exceções e um Endereço; quanto a este último, vale reforçar que a porta de acesso
também deve ser designada (por exemplo, https://proxy.infomed.inf.br:3128).

Figura 10: Configuração do Proxy

14
Quando finalizado o processo (etapa caracterizada na Figura 11), será apresentada
de forma automática pelo assistente a página da Aplicação, independentemente do
formato da operação escolhido pelo usuário, ou seja, instalação ou atualização;
inclusive, durante a configuração desta última, caso ocorra alguma falha, o
assistente recuperará uma cópia de segurança, gerada no decorrer de todo o
procedimento.

Figura 11: Instalador do Remote - Finalizado

5.4. Configuração de Biometria no Remote


Para configurar a utilização de Biometria no Remote, é necessária a instalação do
serviço Webfinger.
Uma vez assegurado tal pré-requisito, há quatro parâmetros que devem ser
preenchidos na etapa de Configuração da Aplicação, conforme ilustra a Figura 12, a
fim de proporcionar a Biometria:

 O servidor de acesso ao Webfinger


 O diretório onde foi instalado o Webfinger
 O sistema (driver) que será utilizado na validação da biometria do usuário,
isto é, Griaule (G), Digital Persona (D) ou Bioflex(B)
 O tipo de template que será empregado no momento de captura da digital,
variando entre os valores ‘1’, quando se refere ao padrão ISO, ou ‘2’ para
indicar ANSI
O Endereço para conexão Socket padrão é "ws://127.0.0.1:2012/". Onde
"127.0.0.1" é o IP do Localhost, e a porta de conexão utilizada é "2012".

15
Figura 12: Instalador do Remote – Configurações da Aplicação

5.5. Configuração de Parâmetros Infomed Remote


Interface:
 Infomed GPS / Infomed Remote / Parâmetros / Parâmetros Remote

Acesse a interface de Parâmetros Remote, em seguida, acompanhando o cenário


ilustrado na Figura 13, clique no botão Editar Parâmetros (no painel de Opções) e,
no ambiente respectivo, altere os campos:

 Url do Serviço – a mesma empregada no urlBaseAcessoServico do Web.config


em Infomed Remote
 E-mail Operadora
 E-mail Notificação
 Nome exibição interface
 Configuração de Fatura (deverá indicar a configuração de fatura a ser utilizada
pelo Remote)

16
Figura 13: Edição: Parâmetros - aba Geral

Figura 14: Edição: Parâmetros – aba Prestador

17
Figura 15: Edição: Parâmetros – aba Beneficiário

Figura 16: Edição: Parâmetros - Empresa

18
Importante:
No TNSNAMES.ORA da estação de trabalho, deve haver uma entrada chamada
ORA_REMOTE, com informações semelhantes ao ORA_NOVA.

5.6. Configuração do Email


Interface:
 Email / Parâmetros

No módulo E-mail, interface de Parâmetros, é exibida a configuração do e-mail já


cadastrado, além disso também é possível realizar as operações de Editar, Consultar,
Buscar, Filtrar e Imprimir, conforme Figura 17.

Figura 17: Parâmetros

Acompanhando o cenário ilustrado na Figura 18, no ambiente respectivo,


preencher todos os dados para configuração da funcionalidade de envio de e-mail:

19
Figura 18: Edição: Parâmetros – aba Dados Básicos

Servidor SMTP: endereço do servidor SMTP. Exemplo: smtp.unimednne.com.br

Porta de Envio: valor da porta liberada para conexão de envio


Hora Início: indica o início de envio dos e-mails

Hora Fim: indica o fim de envio dos e-mails


Intervalo: está relacionado a frequência de envios

Envio Síncrono: estabelece a forma de envio dos e-mails, quando selecionado Sim
(opção sugerida), a ordem encaminhada no envio será a mesma no recebimento
Usuário autenticação: se o servidor de e-mail requisitar autenticação para o envio,
preencher com uma conta válida

Exigi Autenticação: marcar com sim se o servidor de e-mail exigir autenticação


Senha de autenticação: senha da conta de e-mail

Importante:
AMBIENTE SERVIDOR ORACLE ATENÇÃO PARA
Em virtude das políticas de acesso para a funcionalidade envio de e-mail é
importante observar as configurações dos serviços de e-mail da operadora para que
estejam configuradas corretamente. Para isso, é preciso verificar se as ações abaixo já
foram aplicadas em seu ambiente caso não, por favor realizar as instruções abaixo:
Compilar os seguintes pacotes de envio de e-mail habilitados para versão do Oracle:

20
- utlmail
- utlsmtp
- prvtmail.plb
Em seguida, executar as seguintes permissões aos esquemas mencionados:
- grant execute on utl_mail
- grant execute on utl_smtp
Alterar o servidor de email do banco para:
-alter system set smtp_out_server=servidor_email.com.br:numero_porta scope =
both
Onde:
- servidor_email = Servidor de emails da operadora
- numero_porta = Número da porta do servidor de saída (SMTP)

5.7. Configuração do Certificado


O Infomed Remote utiliza o PTU para algumas transações, sendo necessário,
portanto, adicionar o certificado empregado pela Unimed para transações PTU no
diretório “C:\inetpub\ServiceInfomed\GPS\Certificados\PTU”.

21
6. Primeiro Acesso
Para o primeiro acesso, o Infomed Remote disponibiliza apenas um usuário:
Usuário: admin

Senha: adminremote
Ao acessar o sistema pela primeira vez – primeiro login – o usuário deverá trocar a
senha e atualizar os seus dados principais (nome e e-mail).

22
7. Cadastro Inicial de Usuários
Para inclusão de usuários no Infomed Remote a partir do cadastro de pessoas do
Infomed GPS, entrar em contato com a Infomed Tecnologia para a obtenção dos
scripts.

Login de Beneficiário (script Popula_Usuario_Remote-Beneficiarios.sql)


Usuário: código do Beneficiário
Senha: será o código do Beneficiário. Caso não exista a senha, considerar o CPF do
beneficiário, se este for válido. Se o CPF não for válido considerar o próprio código
de beneficiário
Login de Prestador (script Popula_Usuario_Remote-Prestador.sql)

Usuário: código do contrato do Prestador


Senha: considerar o CPF (se o contrato for de pessoa física) ou CNPJ (se o contrato
for de pessoa jurídica)

Importante:
O script de beneficiários deve ser executado primeiro, independentemente da
modalidade escolhida, pois, caso a ordem seja invertida, ocorrerão inconsistências de
dados.
Aplicar os scripts diretamente no schema de banco de dados REMOTE.

23
8. Configuração do Google Maps

O Infomed Remote utiliza o Google Maps v3 para a exibição dos mapas no Guia
Médico. Tal recurso exige a geração da chave a ser utilizada. Por padrão, o GMaps
fornece uma chave gratuita com a possibilidade de 25 mil requisições por dia, mas,
caso a utilização exceda esta cota, será necessário pagar uma quantia para o Google
(consultar o link: https://developers.google.com/maps/faq#usage_pricing).

 Fazer o login no APIs Console pelo link:


(https://code.google.com/apis/console) Com a Google Acount (uma conta no
Gmail ativa)
A geração da chave compreende os seguintes passos:
 Ativar o serviço Google Maps v3 (Figura 19) e confirmar os termos do serviço
(Figura 24)
 Clicar em API Access (a partir do menu à esquerda) e depois em Create new
browser key..., ambos ilustrados na Figura 25
 Digite a URL de seu site e, em seguida, clique no botão Create (Figura 26).
Após isso, será apresentada a chave GMaps v3 na página API Access, de acordo
com o destaque na Figura 26

Figura 19: Google apis

24
Figura 20: Google apis – Review termos of serviço

Figura 21: Google apis – Configure Browser Key for API Project

Figura 22: API Access

Além das orientações descritas acima, é necessário incluir a chave do Gmaps v3


no web.config, na seguinte forma:
 <add key="googlemaps.subgurim.net" value="chave gerada" />

25
Infomed REMOTE
Guia de Requisitos de
TI e Implantação
Contato | Informações | Dúvidas
Unimed NNE - Unidade de Tecnologia
CH – Coordenação de Homologação
Av. Josefa Taveira, nº 53 – Mangabeira
CEP 58055-000 – João Pessoa – PB.
Fone: (83) 3048-2500
www.Infomed.inf.br

26