Você está na página 1de 4
Matemática Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira Juros – Exercícios Intermediários – Data: 5/9/2017 - GABARITO

Matemática

Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira

Juros Exercícios Intermediários Data: 5/9/2017 - GABARITO

1. Calcule os juros simples obtidos nas seguintes condições:

Solução. Aplicando a fórmula para juros simples em cada caso, com a unidade de tempo de aplicação igual à unidade de tempo da taxa, temos:

a) Um capital de R$220,00 é aplicado por três meses, à taxa de 4% a.m. 
a)
Um capital de R$220,00 é aplicado por três meses, à taxa de 4% a.m.
 t
3 meses
a)
i
0,04
 
J
C.i.t 
(220).(0,04).(3)
R$26,40
.
 
C
220
b)
Um capital de R$540,00 é aplicado por um ano, à taxa de 5% a.m.
 t
1ano
12 meses
b)
.
i
0,05
 
J
C.i.t
(540).(0,05).(12)
R$324,00
C
5400
2. Obtenha o montante de uma dívida, contraída a juros simples, nas seguintes condições:
a)
capital: R$400,00; taxa: 48% ao ano; prazo: 5 meses;
5
t
5 meses
ano
12
5 
a)
i
0,48
M
C
 
J
C
C.i.t
C(1
i.t)
(400). 1
(400). 1
0,04.5
0,48.
 
.
12
C
400
M
(400).(1
0,20)
(400).(1,2)
R$480,00
b)
capital: R$180,00; taxa: 72% ao semestre; prazo: 8 meses;
8
t
8 meses
semestre
6
8
b)
.
i
0,72
M
C
 
J
C
C.i.t
C(1
i.t)
(180). 1
0,72.
 
(180). 1
0,12.8
6
C
180
M
(180).(1
0,96) 
(180).(1,96)
R$352,80
a)
Qual foi o capital aplicado?
Solução. Escrevendo a fórmula e do: montante a juros simples, temos:
t anos e meses
2
6
30
meses
17600 17600
i
 0,04
17600
C
.1 0,04.30
C
 $8.000,00
R
.
1  1,2 2,2
M
 17600
b)
Qual teria sido o montante gerado se a taxa de rendimento mensal fosse reduzida à metade?

Solução. Aplicando a fórmula para montante a juros simples, em cada caso, com a unidade de tempo da dívida igual à unidade de tempo da taxa, temos:

3. Um capital aplicado a juros simples durante dois anos e meio, à taxa de 4% a.m., gerou, no período, um montante de R$17.600,00.

Solução. A taxa de 4% a.m. fosse reduzida a 2% a.m. teríamos:

 t anos e meses  2 6  30 meses   i  0,02
t anos e meses
2
6
30
meses
i  0,02
M
(8000).1 0,02.30 (8000).1,6 $12.800,00
R
.
M  8000,00

Avenida Alberto Torres, 821, 2° e 3° andares, Alto –Teresópolis

(0xx21) 2642-62246

1
1
Matemática Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira 4. Um boleto de mensalidade escolar, com vencimento para

Matemática

Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira

4. Um boleto de mensalidade escolar, com vencimento para 10/08/2012, possui valor nominal de R$740,00.

a)

b)

t

i

20 dias

0,0025

M

740

Se o boleto for pago até o dia 20/07/2012, o valor a ser cobrado será R$703,00. Qual o percentual do

desconto concedido? Solução. Como há um desconto, a fórmula para o valor final é V f = V i .(1 i), onde o sinal negativo

 V  703 703  f  703  740.1     
 V
703
703
f
703
740.1
   
i
1
i
  
i
1
0,95
 
i
0,05
5%
.
V
740
740
i

indica o desconto:

Se o boleto for pago depois do dia 10/08/2012, haverá cobrança de juros de 0,25% sobre o valor nominal

do boleto, por dia de atraso. Se for pago com 20 dias de atraso, qual o valor a ser cobrado?

Solução. O valor cobrado será um montante calculado a juros simples com t = 20 dias e i = 0,25% a.d.

 M  (740).1  0,0025.20  (740).1  0,05  (740).1,05  R$777,00 .
 M 
(740).1
0,0025.20
(740).1
0,05
(740).1,05
R$777,00
.

5. Um capital é aplicado, a juros simples, à taxa de 5% a.m. Quanto tempo, no mínimo, ele deverá ficar aplicado, a fim de que seja possível resgatar:

  • a) O dobro da quantia aplicada?

b) O triplo da quantia aplicada?

c) dez vezes a quantia aplicada?

Solução. Considerando C o capital a ser aplicado, temos:

 

t

?

  • a) C(1

i

0,05

M

2C

M

i.t)

2C

C.1

0,05.t

1

 

0,05t

2

t

 

1

0,05

  • b)

t

i

?

0,05

M

C(1

i.t)

3C

C.1

0,05.t

1

 

0,05t

3

t

 

2

.

M

3C

0,05

t

?

  • c)

i

0,05

M

10C

M

C(1

i.t)

10C

C.1

0,05.t

1

 

0,05t

10

t

 

9

Matemática Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira 4. Um boleto de mensalidade escolar, com vencimento para

20 meses

.

40 meses

180 meses

.

0,05

Matemática Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira 4. Um boleto de mensalidade escolar, com vencimento para

6. Lia fez compras em uma loja no valor total de R$2400,00. Há duas opções para pagamento:

  • - à vista, com 3% de desconto;

  • - entrada de R$1200,00 mais uma parcela de R$1200,00 um mês após a compra.

    • a) Que valor Lia pagará se optar pelo pagamento à vista?

Solução. Com o pagamento à vista há o desconto de 3%.

 V  ? f   V  2400 V 2400.1 0,03   
 V  ?
f
V
 2400 V 2400.1 0,03
V
2400.0,97 $2.328,00
R
.
i
f
f
i  0,03
  • b) Que taxa mensal de juros simples a loja embute no pagamento parcelado?

Solução. O valor à vista é de R$2328,00. Com a entrada de R$1200,00 faltaria ser pago R$1128,00. Mas será pago outra parcela de R$1200,00. Ou seja, o valor que faltava sofre um juros no tempo igual a 1 mês.

 V  1200 f  1200  V  1128  1200  1128.1 
 V
1200
f
1200
V
1128 
1200
1128.1
i.1
  
1
i
 
i
1,063
  
1
i
0,063
6,3%
.
i
1128
i
?

Avenida Alberto Torres, 821, 2° e 3° andares, Alto –Teresópolis

(0xx21) 2642-62246

2
2
Matemática Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira 7. Uma loja oferece duas opções de pagamento: -

Matemática

Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira

  • 7. Uma loja oferece duas opções de pagamento:

    • - 1ª opção: à vista com desconto de 15% no valor da compra;

    • - 2ª opção: em duas parcelas iguais, a primeira paga no momento da compra e a segunda, passados dois meses da data da compra. Indique o inteiro mais próximo do valor percentual da taxa de juros mensais

simples embutidos na 2ª opção.

Solução. Considerando V o valor da compra, na 1ª opção o pagamento seria de P = V(1 0,15) = 0,85V. Na 2ª opção, no ato seria pago P 1 = V/2 e faltaria P 2 = V/2 = 0,5V. Mas, sem os juros, e, já tendo pagado V/2, deveria faltar a diferença 0,85V 0,5V = 0,35V. No entanto a loja espera receber em 2 meses P 2 = 0,5V.

 V  0,5V f  0,5 0,428  V  0,35V  0,5V  0,35V.1
 V
0,5V
f
0,5
0,428
V
0,35V 
0,5V
0,35V.1
i.2
 
1
2i
2i
1,428
  
1
i
0,214
21%
i
0,35
2
i
?

. Inteiro = 21.

8.

Capital: R$300,00; taxa: 2% a.m.; prazo: 4 meses;

 

t

4 meses

   

i

0,02

 

M

C.(1

i)

t

(300).1

0,02

4

(300).1,02

4

(300).1,0824

R$324,72

.

C

300

 

J

M

C

R$324,72

R$300,00

R$24,72

 

9.

Calcule os juros e o montante de uma aplicação financeira a juros compostos, nas seguintes condições:

Solução. Aplicando a fórmula para juros simples em cada caso, com a unidade de tempo de aplicação igual à unidade de tempo da taxa, temos:

Uma poupança especial rende 1% ao mês, em regime de juros compostos. Décio aplicou R$480,00 nessa

poupança e retirou a quantia um ano depois.

  • a) Que valor Décio retirou?

b) Que valor Décio teria retirado, se a taxa de juros fosse de 2% a.m.?

Solução. Aplicando as fórmulas de juros compostos, temos:

 t  1ano  12 meses  t  i  0,01  M C.(1
 t
1ano
12 meses
t
i
0,01
 M
C.(1
i)
(480).1
0,01
12
(480).1,01
12
(480).1,1268  R$540,88
.
C
480
  • a)

 t  1ano  12 meses  t  i   M  C.(1
 t
1ano
12 meses
t
i
M
C.(1
i)
(480).1
0,02
12
(480).1,02
12
(480).1,2682  R$608,73
.
C
480
  • b) 0,02

10. Ana emprestou x reais de uma amiga, prometendo devolver a quantia emprestada, acrescida de juros, após oito meses. O regime combinado foi de juros compostos, e a taxa, de 2,5% a.m. Se após o prazo combinado Ana quitou a dívida com R$500,00, determine:

  • a) O número inteiro

mais próximo de

x;

estabelecido regime de juros simples.

b) O valor que Ana deveria devolver á amiga, caso tivesse

Solução. Aplicando as fórmulas de juros simples e compostos quando necessário, temos:

t

8 meses

 

  • a)

i

C

0,025

x

 

M

500

500 8 8  500  x.(1  0,025)  (500)  x.1,025   
500
8
8
500
x.(1
0,025)
(500)
x.1,025
x
 R$410,34
1,2184

. Inteiro x = 410.

Avenida Alberto Torres, 821, 2° e 3° andares, Alto –Teresópolis

(0xx21) 2642-62246

3
3
Matemática Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira b)  t  8 meses   i

Matemática

Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira

b)

 t  8 meses   i  0,025  M  (410,34).(1  0,025.8)
 t
8 meses
i
0,025
M
(410,34).(1 
0,025.8)
M
(410,34).(1
0,2)
M
(410,34).(1,2)
R$492,,40
.
C
410,34

11) Um capital de R$200,00 é aplicado a juros compostos, à taxa de 5% a.m., gerando um montante de R$268,00. (Use log1,34 = 0,13; log1,05 = 0,02 e log2,25 = 0,35).

a)

Qual é o tempo em que esse capital ficou aplicado?

Solução. Aplicando as fórmulas de juros simples e compostos quando necessário, temos:

a)

b)

b)

268 log1,34 268  200.(1  0,05) t  (1,05) t   (1,05) t 
268
log1,34
268
200.(1
0,05)
t
(1,05)
t
(1,05)
t
1,34
 
t
log
1,34
200
1,05
log1,05

0,13

6,5 meses

 

.

0,02

0,35

 

17,5 meses

.

 

0,02

Qual o nº mínimo de meses necessário para que o montante fosse de R$450,00?

450 log2,25 450  200.(1,05) t  (1,05) t   (1,05) t  2,25 
450
log2,25
450
200.(1,05)
t
(1,05)
t
(1,05)
t
2,25
 
t
log
2,25 
200
1,05
log1,05

Logo, no mínimo 18 meses.

12) Uma dívida, contraída a juros compostos, aumentou de R$200,00 para R$242,00 em dois meses. Admitindo que a taxa mensal de juros é fixa, determine:

a) O valor da taxa. b) O montante dessa dívida meio ano após a data em
a)
O valor da taxa.
b) O montante dessa dívida meio ano após a data em que foi contraída.
Solução. Aplicando as fórmulas de juros compostos, temos:
121
121
11
242
200.(1
i)
2
(1
i)
2
  
1
i
  
1
i
 
i
1,1
  
1
i
0,1
10%a.m.
a)
100
100
10
.
meio ano
200.(1   6 0,1) meses 
b)
M
6
M
(200).(1,1)
6
(200).(1,7715)
R$354,30
.

13) O Sr. Lima investiu R$5000,00 em um fundo de ações. No 1º ano as ações do fundo valorizaram-se 35%; no 2º ano, valorizaram-se 20% (em relação ao 1º ano) e no 3º ano desvalorizaram-se 30% (em relação ao 2º ano).

a)

Que valor o Sr. Lima terá ao final dos três anos?

nesses três anos?

b) Qual foi o rendimento percentual da aplicação

Solução. As taxas não são fixas e ocorrem de forma sucessiva.

.
.
  • a) M 5000.(10,35).(10,2).(10,3) 5000.(1,35).(1,2).(0,7) R$5670,00

5670    1 i 1,134   i 1,134   1 i 
5670
  
1
i
1,134
 
i
1,134
 
1
i 
0,134
13,4%
5000
.
  • b) 5670 5000(1i) 1i

Avenida Alberto Torres, 821, 2° e 3° andares, Alto –Teresópolis

(0xx21) 2642-62246

4
4