Você está na página 1de 2

Declaração de Trabalho

Cálculo das resistências aos fluxos logísticos

PROJETO DE TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO


RESITENCIAS AOS FLUXOS LOGÍSTICOS
Preparado por Leila Santos e Fernanda Ferreira Versão 0
Aprovado por Herval Fontes e Salatiel Lopes 08/12/2017

I- Identificação das resistências à implantação/ampliação de um


Projeto de transporte

IDENTIFICAÇÃO DAS RESISTÊNCIAS A IMPLANTAÇÃO DE UM CANAL DE


TRANPORTE
DIMENSÕES Baixa resistência 1 2 3 4 5 6 Alta resistência
Hinterland
Os serviços feeder são eficientes? X

O nível de desenvolvimento industrial da região é alto? X

O volume de geração de carga é alto? X

O custo do transbordo é baixo? X


Nível de concentração de mercado de transporte X

Número de clientes X

Vorland
Número de empresas concorrentes na região (50km de raio) X

Proximidade do mercado principal X

Existe extensão dos serviços de transporte X

Proximidade com as rotas preferenciais X

Umland
Atualização dos equipamentos de apoio X

Tec. e especialização da força de trabalho X

Tempo de operação X

Existe retroáreas disponível? Possibilidade de ampliação? X

Disponibilidade de canal de escoamento/abastecimento X

Foreland
Alto nível de intercâmbio com outros portos X

Necessidade de negociação constante X

O modelo de Projeto é a preferência de uso pelo cliente X

O marketing da empresa é eficiente? X

Somatório dos pontos 24 Pontos

Definição das resistências : Resistência Leve Baixa resistência Alta resistência

II - Cálculo do nível das resistências encontrados


Declaração de Trabalho
Cálculo das resistências aos fluxos logísticos
Conforme identificado na matriz de identificação das resistências a implantação do canal de
transporte, foi possível avaliar que 18 pontos foram obtidos por dimensões de baixa resistência e 6
pontos obtidos por dimensões de alta resistência, obtendo um somatório de 24 pontos.

III - Análise do nível das resistências encontradas


Utilizando o somatório dos resultados identificação das resistências a implantação de um hub-point,
e comparando este resultado com os valores informados no quadro 2, o parâmetro definido para as
os fluxos logísticos de transporte de produtos perigosos, assim como o metanol, foi de leve
resistência.

Quadro 2 – Faixas de resistências.


Nível de Resistência Faixa Obs.:
Baixa resistência 19 Projeto com excelente viabilidade de
implantação
Leve 20 a 43 Projeto com viabilidade de implantação e
exploração, necessitando de atenção em
alguns pontos
Média 44 a 66 Muita atenção com este Projeto
Alta 67 a 88 Projeto com alto custo de exploração,
dificuldade de implantar/operar o Projeto
Altíssima 89 a 114 A exploração deste projeto pode se tornar
economicamente inviável

IV - Avaliação do projeto quanto as resistências aos fluxos logístico

Segundo o quadro de faixas de resistências, o projeto possui um nível de resistência leve, com
viabilidade de implantação e exploração, necessitando de atenção em alguns pontos.

REGISTRO DE ALTERAÇÕES
Data Modificado por Descrição da mudança
08/12/2017 Leila Santos Avaliação das resistências de implantação do Hub-
point
APROVAÇÕES
Salatiel Lopes [Assinatura] 08/12/2017