Você está na página 1de 40

União dos Escoteiros do Brasil

Diretoria de Métodos Educativos


Equipe Nacional de Gestão de Adultos

MÓDULO DO RAMO LOBINHO

Revisão: 2015
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Caros Escotistas,

Esta apostila foi elaborada com a maior transparência dentro de


algumas literaturas da UEB.

A idéia é aproximar o escotista da forma mais fácil de trabalhar com o


Ramo Lobinho. Portanto gostaria que aproveitassem bem o CTRL.

Os nossos Lobinhos e Lobinhas necessitam do nosso empenho para


passar com tranqüilidade nossos conhecimentos e transparência naquilo
que é proposto pela UEB.

“A linguagem familiar, a seqüência dos temas e a flexibilidade das


propostas, contribuem, adicionalmente, para que uma pessoa bem
intencionada e jovem de espírito, com uma atitude educativa básica,
mesmo que nunca tenha sido um escotista, possa encarar a tarefa de
colaborar com os escotistas de uma alcateia. E isso trará mais cedo ou
mais tarde a boa notícia de mais e melhores escotistas.” (pag. 04
Manual Escotista Ramo Lobinho)

ELABORADA POR: SONIA GENDOR E PATRÍCIA TRANT

CURSANTE: ______________________________________________________

DIRETOR DO CURSO:
________________________________________________________________

DATA DO CURSO:_____/_____/_____REGISTRO UEB:_____________________

LOCAL DO CURSO:__________________________________________________

2
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Sumário
Capítulo 1 - Baden-Powell e o Fundo de Cena do Lobismo ............................................................................... 4
Ambiente Motivador - Fundo de Cena- Fantasia .............................................................................................. 5
O Livro da Jangal é uma Fábula .......................................................................................................................... 5
Fundo de Cena do Ramo Lobinho ...................................................................................................................... 6
Nomenclatura e Símbolos do Ramo Lobinho ..................................................................................................... 6
Estrutura da Alcatéia .......................................................................................................................................... 6
Vestuários e Distintivos ...................................................................................................................................... 6
Reunião de Seção ............................................................................................................................................. 12
Como devem ser as reuniões....................................................................................................................... 13
Esquema de uma Reunião Normal de Alcatéia ........................................................................................... 13
Regras Importantes para as Reuniões de Seção .......................................................................................... 14
- Variedade .............................................................................................................................................. 14
- Unidade ................................................................................................................................................. 14
- Ritmo ..................................................................................................................................................... 14
- Aprendizagem ....................................................................................................................................... 15
- Duração ................................................................................................................................................. 15
Elementos de uma Reunião ......................................................................................................................... 15
- JOGOS .................................................................................................................................................... 15
- CANÇÕES ............................................................................................................................................... 16
- DANÇAS ................................................................................................................................................. 16
- DRAMATIZAÇÃO .................................................................................................................................... 16
- HISTÓRIA ............................................................................................................................................... 16
- TRABALHOS MANUAIS .......................................................................................................................... 16
Avaliação de uma Reunião de Seção ........................................................................................................... 17
Vivência de Reunião de Escotistas ................................................................................................................... 17
Totem ............................................................................................................................................................... 19
O Caminho da Jângal ........................................................................................................................................ 25
Os Objetivos Educativos do Movimento Escoteiro e as Competências ........................................................... 34
O Escotista do Ramo Lobinho .......................................................................................................................... 34
LITERATURAS .................................................................................................................................................... 35
Anexo 1 – Objetivos Ramo Lobinho ................................................................................................................. 36
Anexo 2 – Modelo de Programação ................................................................................................................. 38
Anexo 3 – Modelo de Avaliação de uma Reunião ............................................................................................ 39

3
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Capítulo 1 - Baden-Powell e o Fundo de Cena do Lobismo


O fundo de cena que oferecemos às crianças e que anima o Ramo Lobinho está
associado à obra de Rudyard Kipling, "O LIVRO DA SELVA", resumido em MOWGLI, O
MENINO LOBO, UM DOS BEST SELLER DO COMEÇO DO SÉCULO XX, que Baden-Powell
escolheu e utilizou, com a permissão do autor, para animar o Ramo Lobinho, e que se
conserva atual, mesmo nos dias de hoje.(Pag. 30 Manual do Escotista Ramo Lobinho)

Na edição original do livro "Escotismo para Rapazes", Baden Powell não fixou um
limite de idade mínima, nem máxima para o ingresso do menino no Movimento
Escoteiro. Como conseqüência disso as tropas tinham meninos cujas idades variavam
entre 9 a 18 anos.
As coisas, no entanto, não eram tão simples assim! Imediatamente levantaram-se
agudas e persistentes vozes dos meninos que eram muito pequenos para serem
escoteiros, irmãos menores, que não estavam na faixa etária da "diversão" organizada
no princípio do século, queriam entrar na brincadeira e não podiam esperar mais.Os
"pequenos" foram tão persistentes, intrometendo-se nas reuniões de Tropa e iniciaram
alguns ensaios por volta de 1909.Os primeiros esforços de trabalhar com meninos
menores não obtiveram sucesso. A tropa desestruturou-se, os mais velhos não
desejavam misturar-se com os pequenos e estes não conseguiram acompanhar as
vigorosas atividades feitas pelos escoteiros.Tomar providências para que o que mais
tarde foi chamado "Junior Scouts" (Escoteiros Junior), foi uma tarefa muito árdua para
Baden Powell, pois embora ele estivessem receptivo à idéia, teve que tomar
precauções para evitar a impressão que seu Movimento estava criando um jardim de
infância para escoteiros.

B.P. teve dupla preocupação, conforme explicou em artigo do "HeadquartersGazette",


a primeira era de não exaurir as crianças desta idade com atividades que não estavam
além de sua capacidade física; e a segunda era evitar o risco de perturbar os rapazes
mais velhos, os quais poderiam se sentir humilhados em terem de executar as
mesmas atividades que os mais jovens.Para esclarecer as suas idéias, escreveu no
final do ano de 1913 as primeiras tentativas de denominar os meninos menores e
entre as sugestões do chefe estavam os nomes de: Beavers (castores), Wolf Cubs
(lobinhos), Cubs (filhotes), Colts (potros) e Trappers (ajudante de caçador). Em suma
B.P. preocupava-se que o novo ramo tivesse suas próprias características, não fosse
uma versão simplificada do programa dedicado aos escoteiros.

Em novembro de 1913, Everett lhe apresentou um projeto intitulado: Regras para


escoteiros menores.Sobre este manifesto o Chefe demonstrou seu agradecimento ao
reverendo Everett, salientando apenas o uso de uma nomenclatura e a distinção
necessária pelo uniforme. Segundo B.P. o nome "Lobinho" ou "Cachorro" seria muito
adequado especialmente este último para designar os Pata Tenras.

Com mudanças e emendas, em 1914, o HeadquarterGazette publicou o esquema para


"Lobinho" ou "Jovem Escoteiro" que não era mais que uma forma modificada de
adestramento de escoteiros; incluía uma forma de saudação, um emblema em forma
de cabeça de lobo, a promessa simples de servir e cumprir o dever e alguns testes
simples adaptados à faixa etária. O clima de guerra imprimia um forte sabor
patriótico, com muitas manobras, marchas, saudações a Bandeira e cantar o Hino
Nacional.A publicação desse esquema foi acompanhada da promessa de B.P. de

4
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

elaborar um Manual próprio para os pequenos o qual abordasse um método com


características próprias.A partir de 1920, Gilwell abriu suas portas para os chefes de
lobinhos. O centésimo curso foi elaborado em 1949, pois o número de cursos foi
acelerando-se desde cedo.Em poucos anos, a presa portada com exclusividade pelos
Chefes de Lobinhos foi substituída pelas tradicionais contas, igualmente aos Chefes de
Tropa.Manuais de treinamento e guias para lobinhos começaram a ser publicados,
como também livros para serem usados pelos próprios lobinhos.A demanda pelo
treinamento cresceu mais que a capacidade de Gilwell. Em 1922, o título de Akelá
Líder foi inventado, o que autorizava ao seu usuário a tocar os seus próprios cursos na
sua cidade, tão rigorosamente nos moldes de Gilwell quanto possível.

O Livro da Jungle foi publicado pela primeira vez em 1904, BP solicitou autorização a
Kipling para utilizar o livro como fundo de cena para o Ramo, e foi prontamente
atendido. Isso em 1906, a Publicação oficial do Guia do Lobinho ocorreu em
2/12/1926 embora alguns livros considerem 1923 como ano de criação do Ramo
Lobinho, Por BP foi considerado em 1906.

Kipling foi autor original do Hino dos Escoteiros e pai de Escoteiro.

Ambiente Motivador - Fundo de Cena-Fantasia

As crianças que estão na faixa etária do Ramo Lobinho podem acreditar em tudo e
jogam com a imaginação, dos contos infantis, da televisão, de sua vida diária. Mas o
pensamento mágico dos anos anteriores se faz pouco a pouco menos presente e,
assim embora continuem representando personagens em suas brincadeiras, as
crianças sabem que não o são e que tudo não passa de um jogo. Envolvemos a
criança com a fantasia, mas com a distinção da realidade.

O Livro da Jangal é uma Fábula

Não se trata de substituir a realidade pela ficção mas de colocar ao alcance das
crianças por meio de símbolos e imagens,um modelo de sociedade e diferentes
formas de comportamento de um modo mais compreensível.

A história do Povo Livre apresenta uma grande quantidade de valores e modelos


a imitar ou a descartar.

A simbologia nos mostra, o contraste entre dois povos com estilos de vidas ou
formas de agir muito diferentes, simbolizando atitudes com que nos defrontamos
continuamente na vida e diante das quais devemos optar.

Cada história que se vive ou que se escuta na Alcatéia, representa um novo


ensinamento.

5
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Nestas histórias, os personagens mostram atitudes e valores que são possíveis de


identificarmos na vida cotidiana, e assim, a criança vai ligando personagens às
pessoas que convive/conhece.

A evocação constante exige que você se familiarize com esses personagens. E


isso só se consegue lendo várias vezes O LIVRO DA JÂNGAL, de maneira a poder
identificar aqueles de talhesque devem ser destacados, e aplicados como valores
positivos ou modelos de conduta que serão propostos às crianças.

Fundo de Cena do Ramo Lobinho


O fundo de cena do Ramo Lobinho em conjunto com o Método Escoteiro cria uma
atração irresistível às crianças e não menospreza sua capacidade para perceber onde
termina a fantasia e onde começa a realidade.

Nomenclatura e Símbolos do Ramo Lobinho


Existem uma série de nomes e símbolos dentro da história do Povo Livre que são
utilizadas constantemente na alcatéia e precisam ser do conhecimento dos escotistas
para que possam repassar as crianças.

(Ex: Alcateia, Matilhas, Lobinhos e Lobinhas, Saudação, Lei do Lobinho, Gruta, Roca
do Conselho, Bastão Tótem, Flor Vermelha, Povo Miúdo, Nomes do Personagens, etc).

Vamos estudá-los a seguir.

Estrutura da Alcatéia
Organizada em Alcatéia, Matilhas, Roca de Conselho,Escotistas.

Vestuários e Distintivos
O Lobinho e a lobinha usam um vestuário que os identifica e que foi desenhado
para permitir realizar atividades com comodidade, bem como para evitar que a
roupa seja motivos de diferença entre eles. Há diferentes versões e suas
descrições encontram-se no P.O.R.

O boné é opcional no traje, mas seu uso é importante para proteger os


lobinhos do sol e do sereno, além de ter o distintivo do Lobo (azul) Regra 047-I
do POR.

O vestuário escoteiro permite alem disso, a exposição de alguns símbolos, tais


como, os distintivos de identificação do grupo, região, progressão e
especialidades.

O lenço é uma peça fundamental no vestuário pois, permite a identificação dos


escoteiros em toda a parte do mundo desde a criação do Movimento Escoteiro.

6
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Ele é usado enrolado e preso por meio de um anel de couro ao redor do


pescoço.

Temos os distintivos que identificam o Grupo Escoteiro e que está vinculada a


uma organização de alcance nacional,parte de uma fraternidade mundial. São
Eles:

- Numeral do G.E

- Listel da Região Escoteira

- O Distintivo do País

- Boureau Mundial

- Distintivo Anual

7
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

- Distintivo de Promessa; O distintivo de Promessa é usado por todos os lobinhos e


lobinhas do mundo que se dispuseram a fazer sempre seu melhor possível, que
amarão a Deus e ao seu país e que seguirão a Lei do Lobinho.

Distintivo de Matilha; O distintivo de Matilha, é um pequeno triangulo de cor


correspondente a uma das pelagens de Lobo- Branco, Vermelho, Preto,Cinza, Marrom,
Amarelo, ou castanho – cor esta que damos como nomes às Matilhas.

-Para a organização das crianças e melhor funcionamento da alcatéia, ela é dividida


em pequenos grupos denominados MATILHAS, cada uma delas composta por seis
Lobinhos e Lobinhas.
Geralmente, as Matilhas são designadas com as cores primárias, que são: Matilha
Preta, Matilha Cinza, Matilha Branca e Matilha Vermelha; e temos ainda as cores
secundárias que são: Matilha Marrom e Matilha Amarela.
As Matilhas podem ser mistas ou não. Uma matilha não existe de verdade se seus
membros não convivem bem. Por isso, recomenda-se que antes de decidir qual
matilha uma criança vai pertencer, sejam promovidos muitos jogos em grupos
diferentes para que a criança encontre seus parceiros com maior afinidade.
Caso sejam necessárias mudanças de matilhas que elas sejam realizadas:
- Em concordância com a criança;
- E no final de um Ciclo de Programa.
O fator mais importante é o desejo das crianças, e a melhor decisão sobre o assunto
será aquela que for adotada pelos próprios lobinhos e lobinhas com a ajuda objetiva e
imparcial dos escotistas.

- Os Distintivos de Progressão; Os Distintivos de Progressão, que se sucedem uns


aos outros, e identificam a etapa da progressão que se inicia e é entregue no final de
um ciclo de programa.

O reconhecimento do mérito pessoal pelo alcance das competências, por meio dos
distintivos de progressão é motivo de orgulho e os lobinhos ficam felizes em exibi-los
em seu vestuário.

Para os demais distintivos, eles reconhecem o mérito das conquistas realizadas


durante o ciclo.

8
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Os distintivos de especialidade, da Insígnia Mundial de Meio Ambiente, estrelas de


atividades, dentre outros, devem ser entregues ao lobinho imediatamente após a sua
conquista e não ao final do Ciclo de Programa.

- Distintivos de Especialidades; Os Distintivos de Especialidades e da Insígnia


Mundial de Meio Ambiente, Insígnia do Cone Sul, Insígnia da Boa Ação, Insígnia da
Lusofonia, que dão testemunho das habilidades específicas de cada um.

- Existem outros distintivos usados no Ramo Lobinho: o distintivo de Ramo


(usado no boné), o de Primo, o de Segundo, as Estrelas de Atividades...

9
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Distintivos de Especialidades

Grande Uivo
O Grande Uivo é o grito da alcatéia, expresso em cerimônia, realizada na abertura e
no encerramento das atividades da Alcatéia, O Grande Uivo tem triplo significado:
Manifestar a alegria de pertencer a alcatéia; Saudar o Akelá e demais velhos lobos e
que a alcatéia está preparada para seguir seu comando; Reafirmar a disposição em
fazer seu Melhor Possível. Todos podem fazer o grande uivo, independente de terem
promessa ou não, inclusive sem o uniforme. O grande uivo é conduzido por Akelá,
mas em sua ausência um de seus assistentes deve representá-los. A escolha da
criança deve ser feita com antecedência para os assistentes posicionem-se
corretamente. Deve haver revezamento das crianças escolhidas para dar oportunidade
a todas. Se o totem da Alcatéia estiver presente no Grande Uivo (como por exemplo,
na cerimônia de Passagem) ele deve ficar com um dos assistentes fora do círculo.

- A cerimônia começa com a alcatéia em circulo de parada, Akelá no centro e os


assistentes fora da roda e atrás de Akelá (para cuidarem dos lobinhos que Akelá não
está vendo). Os assistentes permanecem todo o tempo ali em posição de firme.

- Lobinho escolhido

- Akelá

- Assistentes

10
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

- Akelá escolhe um dos lobinhos e fica de frente para ele, olhando-o


diretamente para que ele tenha certeza de que será o responsável por conclamar os
demais lobinhos a fazer o seu Melhor Possível. A cada cerimônia um dos lobinhos é
escolhido para esta honra.

- Akelá levanta os dois braços lateralmente na altura dos ombros com as mãos
espalmadas para baixo. Os lobinhos estão em posição de firme. Quando Akelá abaixa
os braços ao longo do corpo (sinal para começar), todos os lobinhos abaixam-se e
ficam de cócoras, com os joelhos afastados e com os dedos indicadores e médios
juntos, tocando o chão entre os pés.

- No momento em que os dedos encontram-se ao solo, todos falam (uivam) juntos e


ritimadamente. "A-ke-lá, fa-re-mos-o-me-lhor"

- Em seguida os lobinhos saltam no lugar “como uma mola” e ficam de pé, colocando
as duas mãos ao lado da cabeça como estavam anteriormente. Dessa forma, os dedos
juntos apontados para cima lembram as orelhas do lobo.

- O lobinho escolhido por Akelá pergunta para alcatéia, olhando para as quatro
matilhas: ( significando: vocês, lobinhos de todas as matilhas farão o Melhor
Possível?)

"Melhor, melhor, melhor, melhor?"

- Os lobinhos abaixam o braço esquerdo e com a mão direita fazem a saudação do lobinho
(dedos abertos) e respondem:

"SIIIIIIIIIM, Melhor, melhor, melhor, melhor!"

11
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

- Akelá, que permanecia em posição de firme, agora faz a saudação do lobinho junto
com eles. Os lobinhos abaixam o braço direito e ficam em posição de firme, enquanto
Akelá sai da roda e, colocando-se no círculo como eles, agradece (se for no inicio da
reunião) ou deseja uma boa caçada para todos (se for no final da atividade). Assim
termina a cerimônia do Grande Uivo.

Caça Livre
No encerramento da atividade e somente nela, após o Grande Uivo, representando o
final da caçada, Akelá( ou quem o representa) dá o Caça Livre. Significa que a partir
daquele momento os lobinhos irão caçar por sua própria conta, sem a tutela de Akelá.
Reafirmar que eles irão continuar a fazer o seu MELHOR POSSÍVEL.
- O Caça Livre tem os seguintes significados:

- Que a partir daquele momento os lobinhos irão caçar por sua própria conta, sem a
tutela de Akelá.

- Reafirmar que eles irão continuar a fazer o seu MELHOR POSSÍVEL.

- Como é feito o caça livre

- A Alcatéia está formada num circulo de parada com Akelá fazendo parte dele. Os
assistentes estão atrás de Akelá por fora do círculo.

- Akelá anuncia em tom alto e firme “CAÇA LIVRE”

- Os lobinhos viram para a direita, dão um passo para fora do círculo, mantendo o pé
esquerdo dentro do círculo, e com a saudação do lobinho respondem todos juntos em
tom alto e ritmado “MELHOR POSSÍVEL”. Depois saem, desmanchando o círculo.

Reunião de Seção
As reuniões semanais é onde no Movimento Escoteiro, crianças e jovens aprendem
fazendo. As reuniões semanais possuem conteúdos diversos, que utilizam desde as
habilidades escoteiras até temas dos mais variados dependendo do interesse e
necessidade da seção.

12
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Como devem ser as reuniões


Atendem ao Ciclo de Programa; onde é definida a ênfase, que também é utilizada nas
reuniões semanais.

São indicadas para trabalhar todas as áreas de desenvolvimento.

Deve ser realizada por toda equipe de escotistas, com antecedência de pelo menos
uma semana; antes de realizar a programação em si, é preciso definir os objetivos da
reunião, como por exemplo: fortalecer laços de amizades, propiciar a socialização,
estimular práticas de boa ação, etc.

Trabalha sempre com um fundo de cena;

Utilização de dados da jângal.

É através dela que geramos experiências pessoais para o jovem e permite que faça o
acompanhamento da progressão pessoal dos lobinhos, e assim ela remete à conduta
desejável prevista nos objetivos educacionais de cada ramo.

Como preencher uma ficha de programação de Reunião Semanal (exemplo: Anexo 1)

Esquema de uma Reunião Normal de Alcatéia

ABERTURA (10 min.)


Hasteamento da Bandeira, Oração, Grande Uivo.
(Pode ter cerimônia de Investidura, de entrega de distintivos ou de Promessa).
JOGO QUEBRA GELO (10 min.)
Seu objetivo principal é acolher e integrar as crianças ao grupo. Para isso não pode
ser jogo de competição
nem de exclusão. Pode ser também uma canção com movimentos ou dança.
JOGO ATIVO (15 min.)
Para desenvolver habilidades, destrezas, trabalho em equipe. Pode ser de competição,
revezamento,
cooperação, estratégia, etc.
TEMAS ESCOTEIROS(15 a 20 min., podendo ser desmembrados em dois
momentos)
Lobismo, Lei, Mística, Técnicas (nós, montagem de barracas,...), Hasteamento da
Bandeira, História do
Escotismo, Fraternidade Mundial, Estrutura e história do Grupo Escoteiro, etc.
CANÇÃO (5 a 10 min.)
Promove a alegria e fortalece o espírito de equipe. Pode visar o desenvolvimento de
habilidades motoras, a
aprendizagem de algum tema, a sensibilização, ensino da mística, etc...
HISTÓRIA ou DRAMATIZAÇÃO ou TRABALHO MANUAL (15 a 20 min.)

13
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

O emprego do "ou" significa que não se devem colocar todos esses recursos numa
única reunião.
JOGO TÉCNICO (15 min.)
Objetiva a fixação e/ou avaliação dos conhecimentos adquiridos. Pode ser de
desempenho individual ou de
equipe.
JOGO ATIVO ou de APRIMORAMENTO DOS SENTIDOS (15 min.)
Jogo alegre, agitado ou de observação (KIM).
JOGO CALMO (15 min.)
Aqui entram os jogos de raciocínio, de memória, de organização, de criação, etc.
CANÇÃO COM MOVIMENTOS ou DANÇA (10 min.)
Nada melhor do que terminar uma reunião com alegria e alto astral.
ENCERRAMENTO (10 min.)
Inspeção, Oração, Arriamento da Bandeira, Grande Uivo, Avisos e Caça Livre.
(Pode ter cerimônia de Investidura, de entrega de Distintivos ou de Promessa).
Notas:
1. A reunião pode ter um tema. Nela, todos os elementos devem ser relacionados com
o tema.
2. A duração das reuniões é variável, podendo ir de 90 a 180 min.
3. A ordem dos elementos também pode variar, porém após a abertura sempre vem o
Quebra-gelo e é preciso
cuidar para que o ritmo alterne entre o agitado, o moderado e o calmo.
4. Todas as reuniões de Alcatéia terminam com o "Caça Livre".

Regras Importantes para as Reuniões de Seção


- Variedade
Devemos variar os elementos para que as reuniões não fiquem todas iguais e,
portanto, previsíveis. O fator surpresa encanta os jovens e estimula o desejo de
voltar na reunião seguinte.Então se numa reunião teve história, na próxima pode
ter dramatização, na outra trabalhos manuais. Os jogos não devem ser repetidos
muitas vezes, mesmo se ele for o preferido dos jovens. Pode-se variar bastante o
tipo de jogo: competição ou cooperação, em conjunto ou por equipes, intelectuais, de
observação ou de destrezas físicas, em ambiente fechado ou ao ar livre,amplos ou
restritos, parados ou agitados, de revezamento ou de equipes inteiras, ... A variedade
também implica em explorar diferentes materiais (bola,corda, bastão, etc.) e em
trabalhar com todas as áreas de desenvolvimento. Apesar da importância da
variedade, quase todas as reuniões começam e terminam com a cerimônia da
Bandeira, para que não percam a feição de reunião escoteira.

- Unidade
Ainda que com uma grande variedade dos elementos, é preciso que haja unidade no
conjunto da reunião. Se ela tiver um tema determinado, todos os elementos devem
contemplar esse tema em seus vários aspectos.Então, ele é o fator de unidade. Se
não tiver um tema,os elementos da reunião devem ser encadeados para
que se complementem e dêem a unidade ao conjunto.

- Ritmo
Em toda reunião deve ser sentido um ritmo que acompanhe a necessidade da faixa
etária. Nas reuniões de Alcatéia o ritmo é agitado, pois as crianças têm bastante
energia e gostam de atividades alegres, divertidas e ativas. O que eles menos querem

14
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

é uma atividade onde tenham que ficar parados, ouvindo o chefe, ou seja, com "cara
de escola".Ainda assim, é preciso dosar a atividade. Após um jogo ativo, coloque um
elemento calmo (história, trabalho manual, jogo de inteligência) ou uma atividade
moderada antes de colocar uma canção e vice-versa.
Balancear a reunião é fundamental.

- Aprendizagem
Quando queremos que as crianças aprendam algo na reunião, é bom promover três
momentos distintos: um para ensinar, outro para fixar o aprendizado e mais um
para avaliar.

- Duração
Uma reunião de lobinhos não deve ser curta demais senão não marca nem alcança
seus objetivos, nem longa demais para não se tornar estafante para as
crianças e desgastante para a chefia. A duração ideal é de 2 horas a 2 horas e meia.
É preciso também observar o tempo máximo de concentração da criança, que em
geral é de 15minutos. Atividades mais longas correm o risco de dispersar a atenção
das crianças.

Elementos de uma Reunião


Em seguida escolhem-se os elementos (jogos, histórias,canções, trabalhos manuais,
dramatizações, danças,técnicas escoteiras, cerimônias, acompanhamento da
progressão pessoal, pequenas reflexões, etc) por meio dos quais seja possível
alcançar os objetivos da reunião.

- JOGOS
O Movimento Escoteiro, quando foi idealizado pelo seu fundador, Baden Powell,
utilizou-se sempre do efeito"mágico dos Jogos".
Os jogos são meios pelos quais os fins educacionais do Movimento são atingidos.
Esta vontade natural de competir, tão comum nos jovens, os acompanham desde a
infância,dotando-os de espírito de tolerância, da vontade de progredir, do respeito
pelas regras e respeito pelos companheiros.

Características dos Jogos Escoteiros

Ação - O Escotismo é a educação pela ação. Sugere atividades atraentes onde se


aprende a partir das experiências realizadas. Existe sempre um toque de
surpresa e emoção.
Imaginação - Cada ramo é motivado por um apelo próprio a faixa etária: a fantasia
dos Lobinhos; a aventura dos Escoteiros e Escoteiras; o desafio dos Seniores e Guias.
Socialização - Os jovens aprendem a viver em pequenos grupos sociais; são
Matilhas, Patrulhas e Grupos de interesse.
Funções - Assumem e desempenham funções de liderança.
Regras - A Lei do Lobinho está presente em todas as atividades do Movimento
Escoteiro e nelas os jovens aprendem lições para suas vidas.

Aplicação dos jogos


A execução dos jogos divide-se em quatro fases distintas, a saber: a escolha, a
preparação, a condução e a avaliação. Como escolher um Jogo - Na escolha do

15
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

jogo os cuidados na escolha devem-se levar em conta o interesse dos participantes. O


objetivo educacional que pretendemos atingir. Deve-se estabelecer regras
simples e de fácil compreensão.

A preparação do Jogo
O escotista responsável deve conhecer bem o Jogo (testando anteriormente), suas
regras, o local e o material a ser utilizado.

Como conduzir um Jogo


Para a boa condução do jogo deve-se explicar com clareza as regras e exigir o seu
cumprimento,interrompendo imediatamente em face de qualquer irregularidade, falta
ou infração. A alegria, o riso, o entusiasmo, o barulho não são incompatíveis com a
obediência às regras do jogo.

Como avaliar um Jogo


Para termos certeza de que o jogo foi aplicado de forma correta e se a escolha foi a
mais adequada, é necessário que façamos uma avaliação dos resultados da aplicação.
Deve-se verificar se os objetivos foram alcançados,registrar os pontos fortes e pontos
fracos para servir de subsidio para a execução deste mesmo jogo numa outra
ocasião. Ganhar ou perder com alegria faz parte do jogo e isso é um aprendizado para
sua vida.

- CANÇÕES
O Movimento Escoteiro utiliza-se deste recurso em quase todas as atividades,
pois além de desenvolver a musicalidade nas crianças,permite trabalhar a alegria,
animação, socialização,confraternização, criatividade,etc.

- DANÇAS
As danças desenvolvem o senso rítmico, a musicalidade e a coordenação motora.
Propiciam também o entrosamento do grupo, a atenção, a disciplina, memória,
a observação, desinibição... de forma divertida e com entusiasmo.

- DRAMATIZAÇÃO
A dramatização propicia a vivência social (vida em equipe), desenvolve a expressão
oral, corporal, facial,senso crítico, criatividade, imaginação, concentração e outros...
além de ser uma excelente ferramenta de instrução.

- HISTÓRIA
A história é um dos recursos didáticos que recorremos,pois permitem de forma
prazerosa, entrar no mundo do encantamento das crianças.
São ferramentas educacionais que utilizamos para o desenvolvimento do caráter,
raciocínio, imaginação,criatividade e senso crítico.Podemos recorrer a diferentes
fontes: histórias da Jângal, contos infantis, fábulas, lendas, passagens
bíblicas, fatos históricos, fatos do cotidiano, casos engraçados....

- TRABALHOS MANUAIS
Através dos Trabalhos Manuais, podemos desenvolver o caráter porque as crianças
constroem e vencem desafios, ampliando a imaginação, a criatividade,habilidades,
controlando tensões, aumentando a concentração, a auto-estima, a paciência...

16
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Baden Powell observou que crianças destruidoras,impacientes, travessas e


descuidadas, conseguiam através dos Trabalhos Manuais desenvolver o interesse ou
curiosidade por algumas habilidades: artesão, artista, músico, etc.

Avaliação de uma Reunião de Seção

• Reação (envolvimento, comportamentos, interesse,etc)


• Desempenho (nível alcançado, avalia necessidade de mudança de abordagem)
• Aprendizagem (assimilação dos conhecimentos/ habilidade)
• Conduta (incorporação de um determinado conceito comportamental)

Vivência de Reunião de Escotistas


Os escotistas de uma seção escoteira, no caso em espécie da Alcatéia,periodicamente
haverão de se reunira fim de estarem analisando "a quantas anda", sob a ótica do
programa de jovens e método escoteiro aplicados, o aproveitamento do conteúdo
trabalhado junto a seus jovens, a evolução gradativa passível de observação.
Visando a programação das atividades para as próximas reuniões com os Lobinhos,
com vistas às necessidades pessoais dos mesmos, bem como com a dedicação na
escolha de: dinâmicas, jogos e canções,que melhor se adequarão às necessidades
detectadas,as quais deverão ser utilizadas, para propiciar a evolução e o aprendizado
almejado.
Preparando tudo para que se desenvolva em clima agradável, de brincadeira,
descontração e muita alegria, pois este é o espírito do escotismo.
É nas reuniões periódicas dos escotistas, ocasião em que cada escotista poderá expor
acerca do aproveitamento ou dificuldade detectado em face dos lobinhos os quais
se encarregou de acompanhar e avaliar, por determinado período de tempo.
A vivência em comum da chefia junto aos Lobos da Alcatéia deverá propiciar a visão
do quadro geral da seção, evidenciando as dificuldades e facilidades experimentadas
pelas crianças diante das atividades propostas, bem como, o real aproveitamento
pessoal de cada uma delas, considerando as cinco áreas de desenvolvimento: físico,
afetivo, caráter, espiritual,intelectual e social, enfocadas, o que ensejará a progressão
pessoal de cada lobinho propriamente dita.

Lei do Lobinho: É um símbolo que nos remete a alcatéia de Seeonee, a


sociedade dos lobos, que é respeitada na jângal e tem o sentido de pertencer e unir
seus integrantes além de obedecerem a lei.
Por isso, todos reconhecem os lobos como o Povo Livre. Sem a Lei,se tornam como os
Bandar-Logs, o povo sem lei, escravo do reboliço e da desordem, sempre fazendo
barulho para se exibir, mas nunca assumindo um compromisso e nem trabalhando em
equipe.

17
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Bandeira:Cerimônia de hasteamento e de arriamento da Bandeira Nacional.


Para o hasteamento, a bandeira deve ser preparada, amarrando a adriça nas alças ou
nos ilhoses da bandeira por meio do nó de escota alceado. No hasteamento os
lobinhos tiram os bonés e os deixam ao pé do mastro. Após o hasteamento, eles
pegam os bonés, colocam na cabeça e fazem a saudação à Bandeira.

E para arriar, a saudação a bandeira é feita no início da cerimônia, no caso dos


lobinhos,com o boné na cabeça (uniforme completo) e depois da saudação, eles tiram
o boné para fazerem o arriamento.

Aquele que estiver com a bandeira diz: Bandeira pronta, e o escotista diz: “Alcateia
firme”, “saudação à bandeira”, “arrie ou hasteie”.

Circulo de Parada e Círculo de Conselho


18
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

No círculo de Parada, o chefe participa do círculo. No circulo de Conselho, o chefe fica


ao centro.

Servem para preparar para o grande uivo, dar avisos aos lobinhos, explicar um jogo.

Totem
Seguindo o costume de alguns povos, as alcatéias adotam um animal simbólico – O
Lobo – e o colocam no topo de um totem que representa a união de todos os
membros do Povo Livre.

O Bastão Totem – o Totem da Alcatéia contém fitas com o nomes dos lobinhos
e nelas são gravadas as suas conquistas.

As fitas, de material e tamanho escolhidos pelas alcatéias, podem ter as cores


das matilhas ou serem amarelas, que é a cor do Ramo Lobinho. Cada alcatéia
decora o seu totem à sua maneira, podendo gravar no bastão os nomes dos
Velhos Lobos. O Bastão Totem está presente em todas as ocasiões importantes
da Alcatéia, podendo ser portado por qualquer lobinho ou velho lobo.

Roca de Conselho
Tal como a Alcatéia de Seeonee que reúne todos os lobos em conselho, nossa alcatéia
também se reúne como um órgão que toma decisões e, seguindo a tradição do Povo
Livre, o faz em uma atividade muito especial denominada Roca do Conselho, da qual
participamos escotistas e todos os lobinhos e lobinhas, mesmo os que ainda não
tenham feito sua Promessa.A Roca do Conselho se realiza com certa formalidade e

19
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

trata dos seguintes assuntos: Acolhida de novos Lobinhos - Despedida de Lobinhos e


Escotistas - Aprovação do calendário de atividades de um ciclo de programa -
Avaliação das atividades realizadas no ciclo de programa - Outros assuntos especiais.
Apesar dessas formalidades, as reuniões devem ser simples, dinâmicas e durar não
mais do que 20 a 30 minutos.

Livro de Caça
- Dentro das tradições que fazem parte da sua história, algumas Alcatéias costumam
organizar um livro no qual os lobinhos e lobinhas deixam o testemunho de suas
múltiplas“Caçadas” e aventuras, seja escrevendo suas anotações e impressões, seja
ilustrando-o com fotos, desenhos e pequenas recordações.

- Este livro oferece uma excelente oportunidade para que as crianças se entrosem e
permite manter um registro das tradições da alcatéia.

Uma Bandeira da Alcatéia


Foi escolhida a cor amarela para servir como cor de identificação do Ramo Lobinho.
Esta tradição se conserva até hoje, na maior parte das associações escoteiras do
mundo.

- A Bandeira da Alcatéia assim ficou definida que seria na cor amarela e ostentando o
desenho de lobo escolhido pela seção. Geralmente coloca-se um lobo no centro da
bandeira.

- Ela tem a forma retangular e suas medidas são de 98 cm de comprimento por 68


cm de largura.

20
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Uma Gruta
- A alcatéia vive em uma gruta, que é o abrigo onde os lobos se reúnem para
planejar suas caçadas e para o convívio cotidiano ou extraordinário. A gruta é a sala
da Alcatéia, que as crianças decoram relacionado com o fundo de cena (Jângal e
Mowgli).

- Uma Alcatéia necessita de um local próprio e exclusivo onde instalar sua gruta. Se,
por razões de ordem prática ou por outras restrições, não é possível dispor, pelo
menos, de um espaço mínimo onde a Alcatéia possa guardar os testemunhos de sua
vida em comum e o material que utiliza para suas atividades, na sede ou no campo.

Lema e Saudação

Lema
O Lema dos lobinhos está estritamente ligado a Promessa. É quase um grito, uma voz
de alerta, uma evocação das primeira palavras da Promessa.

Leva os lobinhos a uma permanente recordação do compromisso que assumiram com


sua Lei, que é o empenho em realizar as melhores ações em benefícios do próximo e
por um mundo melhor e mais justo.

MELHOR POSSÍVEL

Saudação
Na Jângal, as palavras “ TU E EU SOMOS DO MESMO SANGUE” permite que todos se
reconheçam.
Lobinhos e lobinhas de todo o mundo se saúdam por meio de um gesto só deles:
- Levantam o dedo médio e o indicador da mão direita em “V” , dobram o polegar
sobre os outros dois dedos e levam a mão com o dedo indicador na testa do lado do
olho direito, enquanto que os dedos mínimos e anelar são flexionados sobre a palma
da mão e encobertos pelo dedo polegar, representando a proteção que os maiores
devem oferecer aos menores. Seu lema é “MELHOR POSSÍVEL”

21
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Aperto de Mão
Costume adotado por BP depois de seu encontro com a tribo africana dos Ashanti, que
dessa forma expressavam confiança, já que para darem a mão esquerda deviam
largar o escudo que o protegiam.
Feito com a mão esquerda, os três dedos médios separados do polegar e do dedo
mínimo, este último entrelaçado com o do companheiro.
O aperto de mão é um sinal de reconhecimento mútuo usado por todos da
fraternidade escoteira.(Capítulo 16 - regra 157 do POR – página 94)

A flor Vermelha
- Na Alcatéia, o Fogo de Conselho se chama Flor Vermelha. Geralmente colocamos
temas para que possamos dar maior ênfase à atividade.

- A Flor Vermelha é a festa do fogo, momento ideal para cantar e dançar em torno de
uma fogueira, demonstrando a capacidade de expressar e o gênio artístico das
crianças.

- Seu nome provém do episódio da historia de Mowgli em que ele parte para a aldeia
dos homens em busca de fogo, única maneira de afugentar Shere-Khan e os que
queriam matar Akelá.

- Habitualmente, se organiza uma Flor Vermelha por ocasião da última noite de


acampamento, para comemorar uma data importante para alcatéia, ao final de um
Ciclo de Programa, ou em outras ocasiões especiais.

- Quando realizada no Grupo Escoteiro ou ocasiões especiais, os pais e outros


familiares podem se convidados.

22
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

A Lamparada
- Atividade noturna similar à Flor Vermelha, com a diferença de ser realizada em
ambiente fechado e ter iluminação proveniente de lampião ou de velas.

- Normalmente quando é impossível fazer o fogo em área aberta.

Administração da Alcatéia
O fato de ser uma comunidade educativa não dispensa a alcatéia das tarefas
administrativas. Ao contrario, se os escotistas adotam e mantém de forma constante
um mínimo de organização eficiente, suas boas idéias se converterão em resultados
concretos e estáveis a serviço dos lobinhos.

Exemplos de controles:

Ficha individual; Ficha Médica; Ficha de controle de Progressão; Livro de caçadas ou


seja das atividades feitas na alcatéia (Ex: Acampamento e ou/Acantonamento,
Reunião de Pais, etc). Deve se utilizar o SIGUE – Sistema de Informações e
Gerenciamento de Unidades Escoteiras. É importante não esquecer que cada lobinho
também registra sua própria progressão nos Guias do Caminho da Jângal ou no livro
Alcatéia em ação.

- No livro caixa, tem as despesas e o controle financeiro. A administração de recursos


financeiros deve ser compartilhada entre pais e escotistas.

23
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Cerimônia de Passagem
É tempo de partir. A última cerimônia de um lobinho na alcatéia é a passagem para o
Ramo Escoteiro, que se realiza quando o lobinho completar todos os caminhos da
Jângal, ou quando, em comum acordo entre o lobinho e os escotistas, entende-se que
o seu desenvolvimento indica ser mais conveniente prosseguir em um grupo de
crianças maiores ou ainda porque atingiu a idade estabelecida para a mudança de
ramo.

A cerimônia da Passagem não deve-se confundir com nenhuma outra e se for


necessário fazer a passagem simultânea de vários lobinhos, cada um deles deve ter o
seu momento pessoal para se despedir da alcatéia e ser recebido na Tropa Escoteira.
É necessário que um dirigente do Grupo Escoteiro esteja presente na passagem do
lobinho. A cerimônia costuma ter a seguinte seqüência de ações:

1 – O lobinho é chamado ao centro do círculo para renovar a sua Promessa; depois


volta ao seu lugar para realizar o seu último Grande Uivo, despede-se de todos os
lobinhos, dos velhos lobos e finalmente de Akelá que, a exemplo da saída de Mowgli
da Alcatéia de Seeonee, lhe diz que “se precisar de pata, olho ou dente, é só pedir que
toda a alcatéia atenderá o seu apelo”. Em seguida o leva até o diretor do grupo
escoteiro.

2 – Encaminhado pelo diretor, o lobinho passa pelo obstáculo e é recebido pelo chefe
da tropa escoteira que o acompanha até a patrulha que integrará. Após as boas
vindas, o lobinho poderá receber o distintivo da patrulha das mãos do monitor e então
entoar pela primeira vez o grito da patrulha e/ou o grito da tropa.

Admissão na alcatéia
Os meninos e as meninas que pertencem a uma seção do Ramo Lobinho são
chamados de LOBINHOS E LOBINHAS respectivamente.

O marco Simbólico é um pano de fundo, um referencial que enriquece a vida em


grupo e apoia a tarefa educativa, mas não é um fim em si mesmo. Assim sendo não é

24
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

conveniente abusar dele e fazer dos símbolos uma espécie de ritual que acabe
confundindo a forma com o fundo de cena, que afaste a Alcatéia de seus objetivos
fundamentais e que se converta em uma pesada carga para as crianças.

A criança chega ao Grupo Escoteiro atraída por convite de amigos, motivada por ações
de divulgação do G.E. e muitas vezes levada por parentes, vizinhos ou amigos.
Mas para iniciar a participação nas atividades da Alcateia é necessário o
comparecimento dos pais, tutores ou responsáveis na secretaria do GE, a fim de
formalizar a inscrição (cadastro, autorização, ficha de saúde e registro na UEB).
Ao receber a criança, o Chefe da Alcateia deverá tomar as seguintes providências:
• Conversar com a criança, integrá-la a uma Matilha e pedir ao Primo que a oriente
quanto às rotinas mais urgentes: sua posição na Matilha, como fazer as formações e
sobre os significados das vozes de comando.
• Conversar com os pais, explicando como funciona a Alcateia,quem faz parte da
Chefia, qual é o Calendário de Atividades, etc.,deixando claro que necessita da
presença dos pais quando convocados, para as reuniões do Conselho de Pais ou para
apoio em eventos.
• Providenciar o preenchimento da Ficha Individual do jovem,dando início ao controle
de sua Progressão Pessoal.

Ficha individual
Também conhecida como Ficha Modelo 120, é um formulário que contém os dados
pessoais e o registro de toda a vida escoteira dos jovens, tais como datas do Ingresso,
da Integração,Promessa, Passagem de Ramo, acompanhamento da progressão
pessoal, especialidades, insígnias, distintivos especiais, etc.
●O pai lobo e a mãe loba levavam o filhote, após seu desmame, à Assembléia (Roca
de Conselho) para que o Akelá o apresentasse a todos da Alcatéia.
Com as crianças que ingressam na Alcatéia, se faz da mesma maneira que na Roca do
Conselho ou na Abertura das atividades grupais, assim todos conhecerão o lobinho
novato e passaram a reconhecê-lo como membro do Grupo Escoteiro.

O Caminho da Jângal
As atividades pessoais e coletivas das crianças estão configuradas como passos a
serem dados nos cinco progressivos trechos do Caminho da Jângal - o caminho que se
inicia quando a criança ingressa na Alcatéia e só termina quando ela passa para a
Tropa Escoteira.

-São trechos do Caminho da Jângal:


-1◦ - Caminho do Integrar

-2◦ - Caminho do Descobrir

- 3◦ - Caminho do Rastrear

-4◦ - Caminho do Caçar

- 5◦ - Caminho das Estrelas

- Quando uma criança chega à Alcateia, todos devem dar-lhe uma acolhida afetuosa,
integrá-la em uma Matilha e incorporá-la de imediato à Alcateia, deixando que
participe de todas as atividades que estão sendo realizadas. Começa nesse dia a sua
progressão pessoal no Ramo Lobinho.

25
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Cerimônia de Integração (Investidura);Uma criança passa a ser membro da


Alcatéia logo que ingressa e, desde então, pode usar o vestuário de lobinho(a), mas
sem o lenço e distintivos. Depois de percorrer o trecho Integrar do Caminho da Jângal,
durante o qual faz novos amigos, ele integra-se a uma Matilha, aprende a reconhecer
os símbolos e entender o funcionamento da vida em grupo da Alcatéia, a Cerimônia de
Integração completa a sua acolhida. Nesta cerimônia, ele recebe o lenço escoteiro,
que identifica o Grupo Escoteiro que passou a integrar.

Como Mowgli foi apresentado na Roca do Conselho a nova criança é apresentada a


comunidade escoteira local e, por conseqüência, a sua família. Na fala do Akelá não
deve faltar as palavras: “OLHAI BEM, Ò LOBOS. OLHAI BEM”.Significando que esse
novo membro da Alcatéia e do Grupo Escoteiro deve ser reconhecido por todos como
irmão dessa fraternidade. Onde o lobinho recebe alguns distintivos, que são:

- Distintivo de matilha, de etapa de progressão concluída definido pela avaliação


realizada ao fim do período de integração, listel da região e numeral do grupo.

No final da Etapa de Descobrir

É a Investidura onde ele recebe o lenço e distintivo de promessa.

Na cerimônia de Integração;
1ª - Progressão linear - Nesta opção, as crianças passam por todos os trechos do
Caminho da Jângal, as mais velhas, naturalmente, em ritmo mais acelerado.

A criança recebe também o seu primeiro Distintivo de Progressão. Qual?

Independente da idade, ele recebe o Pata Tenra.

2ª - Progressão em acesso direto - Depois do Caminho do Integrar, a criança pode


ser encaminhada para qualquer outro trecho do Caminho da Jângal, dependendo da
idade e do resultado da avaliação sobre as competências que ela possui.

Distintivo de Lobo Pata Tenra

Mas se...

 a criança tiver aproximadamente 8 anos ou mais;

 o Grupo Escoteiro optou pelo Acesso Direto;

 a avaliação indicar que a criança já adquiriu as competências da Primeira Fase;

26
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

... então ela pode receber Distintivo de Lobo Saltador, Rastreador ou Caçadore
continuar o Caminho da Jângal a partir da etapa considerada.

Lobo Saltador Rastreador Caçador

O Caminho do Integrar termina com a Cerimônia de Integração com a entrega do


distintivo de progressão LOBO PATA TENRA ou, no caso de progressão em acesso
direto, o distintivo que corresponde à última etapa considerada completa (a idade da
criança é a referência).

2º - trecho - Caminho do Descobrir

Começa após a cerimônia de Integração e nela a criança começa a descobrir o


universo escoteiro, vivencia as atividades típicas da Alcatéia e conhece lobinhos e
lobinhas de outras Alcatéias. O trecho termina quando a criança realiza metade das
atividades da Primeira Fase. Como reconhecimento, ela recebe o distintivo de LOBO
SALTADOR. Neste trecho a criança já pode começar a conquistar Especialidades e
trabalhar para a conquista da Insígnia Mundial do Meio Ambiente.

3º - trecho - Caminho do Rastrear

Neste trecho a criança deve realizar todas as atividades pessoais e coletivas e adquirir
todas as competências da Primeira Fase. Como reconhecimento, recebe o distintivo de
LOBO RASTREADOR.

4º - trecho - Caminho do Caçar

Agora a criança já sabe rastrear, portanto está pronta para ir à caça. Aqui ela
conquistará metade das atividades pessoais e coletivas da Segunda Fase, recebendo
como reconhecimento o distintivo de LOBO CAÇADOR.

5º - trecho - Caminho das Estrelas

Nesta última parte do Caminho da Jângal, a criança busca novos horizontes. É o


Caminho das Estrelas, que vão sendo conquistadas uma a uma, até formar as cinco
estrelas da constelação do Cruzeiro do Sul.

Para receber o distintivo especial do CRUZEIRO DO SUL, o lobinho ou lobinha deve ter
cumprido as tarefas correspondentes às cinco estrelas do Cruzeiro do Sul:

27
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

ETAPA DAS ESTRELAS

ALFA – Conquistar todas as competências da Segunda Fase do


Caminho da Jângal

BETA - Participar de três acampamentos ou acantonamentos e de


duas boas ações coletivas com a sua Alcatéia

DELTA - Conquistar cinco especialidades de três ramos de


conhecimentos diferentes

GAMA - Ter a Insígnia Mundial Escoteira de Meio Ambiente

EPSILON - Ser recomendado pelos Velhos Lobos por ser um


lobinho dedicado, freqüente às atividades da Alcatéia e cumpridor da Lei
e da Promessa de Lobinho.

- Observa-se, pelo conteúdo desta etapa, que a criança pode começar a trilhá-la em
paralelo com as outras etapas do Caminho da Jângal.

- No final da desta etapa (Caminho das Estrelas) a criança


recebe o Distintivo especial do Cruzeiro do Sul;

Todos os distintivos devem ser entregues com honras e méritos, baseado na sua
importância pela simbologia que ele representa. No entanto, a entrega do distintivo
Cruzeiro do Sul deve ser realizada de forma especial, preparando-se a cerimônia com
a devida antecedência e cuidado. É de fundamental importância que os pais e as
pessoas que o lobinho considera importantes, estejam presentes. Vale lembrar que o
Cruzeiro do Sul é emitido pela Direção Nacional e necessita de antecipação na
solicitação do distintivo, para que possa chegar antes que a criança passe para o

28
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Ramo Escoteiro. A esta cerimônia é dado um caráter mais solene, permitindo algum
discurso breve dos pais e dos outros Escotistas da Alcatéia, do Diretor Presidente do
Grupo Escoteiro, bem como de algum lobinho ou lobinha que o desejar. Em algumas
Alcatéias o lobinho renova sua Promessa para lembrar a si e a todos o compromisso
que assumiu perante Deus de ser uma pessoa melhor, respeitando a Lei e fazendo o
Melhor Possível ao seu próximo.

Depois da cerimônia é bom realizar uma festa de confraternização e comemorar a


conquista de mais um de seus membros neste distintivo especial.

A seguir, veja abaixo os trechos do Caminho da Jângal e os distintivos de Progressão


Pessoal:

 Caminho do Integrar Distintivo Lobo Pata Tenra

 Caminho do Descobrir Distintivo Lobo Saltador

 Caminho do Rastrear Distintivo Lobo Rastreador

 Caminho do Caçador Distintivo Lobo Caçador

29
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

 Caminho das Estrelas Distintivo Cruzeiro do Sul

Cerimônia de Promessa
Adesão àFraternidade Escoteira Mundial

Promessa de Lobinho
A Promessa é um compromisso voluntário de cumprir a Lei do Lobinho feito diante de
si mesmo, dos outros e de Deus.

Suas palavras e seus conceitos são simples e expressam esse compromisso em


linguagem comum, tal como diria naturalmente uma criança.

“PROMETO FAZER O MELHOR POSSÍVEL PARA CUMPRIR MEUS DEVERES PARA COM
DEUS E MINHA PÁTRIA; OBEDECER A LEI DO LOBINHO E FAZER TODOS OS DIAS UMA
BOA AÇÃO.”

A Cerimônia de Promessa ocupa um lugar especial entre todas as comemorações. O


distintivo de Promessa é o símbolo que se entrega ao lobinho, como testemunho do
compromisso que assumiu e, por sua efetiva e voluntária adesão. A Promessa
normalmente é realizada no mesmo momento em que ocorre a integração.

È importante lembrar que a promessa não está vinculada a integração, pois cada
lobinho ou lobinha tem um tempo para que possa compreender melhor o significado
do compromisso que irá assumir.

Os pais, cuja presença é fundamental na cerimônia, devem ser informados com a


devida antecedência e solicita-se que ajudem a criança em sua preparação para o
momento, mostrando que dão importância à sua decisão.

Recomenda-se que seja realizada junto com a Cerimônia de Integração.

30
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Pode ser feita em até dois meses depois dela.

O que precisa?

Apenas manifestar a vontade de querer viver de acordo com a Lei e a Promessa.

- Para conquistar as Competências, as crianças realizam


atividades pessoais e coletivas.
Para que as crianças caminhem facilmente em direção às competências em todas as
áreas de desenvolvimento e, conseqüentemente, aos objetivos educativos (anexo 1),
foram estabelecidos conjuntos de atividades para cada uma das competências.

Essas atividades constituem ações a executar na Alcateia ou em outros espaços


sociais que freqüenta e/ou condutas desejáveis a incorporar ao seu comportamento.
Elas constituem os conteúdos das etapas da Progressão Pessoal.

Formação e vozes de comando


- Quando o Akelá ou outro velho lobo chamar:

- “LOBO, LOBO, LOBO!”

- Cada lobinho deve responder imediatamente e bem alto “LOBO!”e correr para o
lugar de onde veio o chamado. Ao se aproximar, ouvirá dele o tipo de formação que a
alcatéia deve fazer:

- POR MATILHA – cada matilha forma uma fila com o primo na frente e o segundo por
último. Os outros, quanto mais novo em entrada na alcatéia, mais próximo do primo.
A ordem das Matilhas normalmente é por ordem alfabética a contar da direita.
(esquerda do chefe, que está voltado para eles).

- CÍRCULO DE CONSELHO (por matilha, ombro a ombro).

- CÍRCULO DE PARADA – (por matilha, à distância dos braços estendidos).

INDIANA – (em linha, um lobinho atrás do outro- igual Kaa)

31
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

POSTURAS– Quando é dada a ordem de “FIRME”, todos ficam imóveis, olhando para
frente e em silêncio, com as pernas juntas e braços ao longo do corpo.

- A voz de “DESCANSAR”, devem afastar a perna esquerda e cruzar as mãos atrás.

- Se o Escotista disser uma só vez: “LOBO!” ele está pedindo o silêncio e a atenção de
toda a Alcatéia.

- OBSERVAÇÃO IMPORTANTE:

- Não se utilizam sinais manuais nem sinais por apitos na Alcatéia.

- As matilhas não se apresentam ao chefe, apenas dizem que estão prontas.

As Áreas de Desenvolvimento
O Escotismo tem como propósito contribuir com a formação integral das crianças, por
isso entendemos que o processo de desenvolvimento pessoal deve considerar o ser
humano em sua totalidade.
Assim o programa educativo contempla seis áreas de desenvolvimento: Físico,
Intelectual, Social, Afetivo, Espiritual e do Caráter.

-Estabelecidas com base na estrutura da personalidade:

- Físico;Fortes e sãos como Bagheera. Quem melhor do Bagheera


poderia ser para lobinhos e lobinhas, o símbolo do desenvolvimento físico?
Quando se trata do seu próprio crescimento, a primeira tarefa a ser enfrentada por
qualquer pessoa é o desenvolvimento de seu corpo, que influencia de maneira muito
importante, as características de sua personalidade. Também se incluem nesse
desenvolvimento do corpo, o cuidado com sua higiene pessoal e com o ambiente em
que vive, além de uma alimentação equilibrada, baseada em todos os tipos de
alimento, o bom uso de seu tempo e das horas de descanso, a prática desportiva, a
participação em atividades recreativas e a vida ao ar livre.

-Intelectual;Engenhosos como Kaa. Kaa, a serpente píton, inteligente,


experiente e engenhosa, é a mais indicada para representar o desenvolvimento
intelectual.

32
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

- A inteligência nos permite descobrir a verdade que está traduzida ou contida em


tudo o que nos cerca, relacionar umas coisas com as outras, tirar conclusões, deduzir,
armazenar informações e realizar muitas outras funções que, progressivamente, vão
formando o nosso conhecimento.

- Caráter;Sábios como Baloo. Como os lobos de Seeonee, cuja


liberdade provinha da aceitação e do cumprimento da lei, lobinhos e lobinhas se
preparam para serem livres, vivendo de acordo com seus valores. Baloo, o grande
urso pardo, é o encarregado de ensinar a lei aos filhotes de lobo, com bondade e
firmeza. Quem melhor do que ele para representar ante as crianças, a formação do
caráter? Então, uma pessoa de caráter é aquela que sabe exercer sua vontade. E o
caráter é a disposição permanente da vontade de uma pessoa para organizar suas
forças e impulsos de acordo com os princípios e valores que considera correto.

- Afetivo;Fiéis e afetuosos como Rikki-tikki-tavi. Rikki-tikki-tavi, o


pequeno mangusto de corpo alongado, pelagem lustrosa, focinho rosado e olhar
brilhante como brasa, é o amigo inquieto e valente que motivará lobinhos e lobinhas
no desenvolvimento de suas emoções e sentimentos. As experiências afetivas surgem
na vida diária, se percebem interiormente, provocam reações corporais, se
manifestam na conduta e se expressam nas idéias e pensamentos, influindo
finalmente em todo o nosso modo de ser.

- Social; Generosos como Kotick. Kotick , a foca adolescente de espírito


aventureiro, que persegue sem trégua um ideal que parece impossível, é o símbolo da
solidariedade e da justiça. Embora seu pêlo branco chame muita atenção oque na
verdade a destaca é sua preocupação com os demais. A liberdade humana conduz a
uma felicidade profunda e duradoura, se a usamos para nos realizar pessoalmente por
meio do encontro com os outros. Dessa maneira, a liberdade se converte em resposta,
em aceitação dos demais, em compromisso com a comunidade, em auxilio ao que
sofre, e ao encontro e dialogo entre as culturas e as nações.

- Espiritual;Amigo de Deus como Francisco.Desde que toma


consciência de si mesmo o ser humano busca respostas sobre a origem, a natureza e

33
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

o destino da sua vida: De onde venho? Quem sou? Para onde vou? Entre os 6 anos e
11 anos quando já encontra superado o pensamento mágico, e embora já tenha
começado a descobrir Deus como um pai que protege e um amigo que ajuda, lobinhos
e lobinhas não param de fazer perguntas. A relação que estabelecem com ele
dependerá basicamente das respostas que receberem em casa, na escola, no meio
social que freqüentam e, evidentemente, no ambiente da Alcateia e dos escotistas.

Os Objetivos Educativos do Movimento Escoteiro e as Competências

Se as atividades do Ramo Lobinho oferecem a possibilidade de experiências educativas


que propiciam o desenvolvimento das crianças em todas essas áreas, o sistema de
avaliação deve ter indicadores que nos ajudem a acompanhar como isso está
acontecendo.
Partindo dos Objetivos Educativos do Movimento Escoteiro, que definem o perfil de
saída, ou as condutas de alguém que viveu um bom tempo com o “escoteiro”, foram
estabelecidas nas Competências para cada Ramo, ou seja, são passos intermediários
que se dá em cada fase de desenvolvimento, em direção a esses objetivos.
Por competência entende-se a união de conhecimento (saber),habilidade (saber fazer)
e atitude (saber ser e saber conviver).

No Ramo Lobinho as 50 competências estabelecem as condutas que esperamos estar


incorporadas em cada criança ao final de seu tempo na Alcateia.
As competências constituem os eixos geradores das atividade se orientadores da vida
de grupo da Alcateia e não precisam ser e conhecimento dos lobinhos. Elas são usadas
pelos escotistas no processo de avaliação, como indicadores do desenvolvimento
pessoal.

Características do Ramo Lobinho


• Ânimo para esforço físico;

• Tendência a jogos coletivos regulamentados;

• Convivência entre amigos, incentivo à mútua ajuda, busca da religião que


expresse a fé do jovem, atividades através de objetivos...

O dia do Lobinho é dia 04 de Outubro, dia de São Francisco de Assis. O Padroeiro é


Francisco de Assis, amigo dos animais e dos homens.

Exemplos de Eventos no Ramo Lobinho:

 Para Lobinhos- Rally, Lobo limpíadas, caçadas, desfiles cívicos, atividades


distritais e regionais para o ramo.
 Para escotistas- Indaba de Ramo Lobinho.

O Escotista do Ramo Lobinho


As informações constam no Capitulo 08 do POR, regra 057 (página 46). Onde cita que
a alcatéia deve ser dirigida por uma equipe de escotistas, preferencialmente mista,
designados e nomeados conforme a regra 126 do POR. (que trata de requisitos,

34
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

prazos e condições para o exercício das funções de escotistas, dirigentes e


formadores).

Maiores detalhes constam no Manual do Escotista- Ramo Lobinho.

LITERATURAS

- Estatuto + Resoluções

- POR (Princípios, Organização e Regras)

- Manual do Escotista - Ramo Lobinho

-Manuais do Ramo Lobinho (1º Guia do Caminho da Jangal e 2º Guia do Caminho da


Jangal)

- O Livro da Jangal de Rudyard Kipling

- Programa de Jovens – Objetivos Finais e Intermediários

- De Lobinho a Pioneiro

- Guia de Especialidades e IMMA.

- Guia do Chefe Escoteiro de B.P.

35
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Anexo 1 – Objetivos Ramo Lobinho

36
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

37
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Anexo 2– Modelo de Programação

PROGRAMAÇÃO DE REUNIÃO SEMANAL


Ramo Lobinho

Alcatéia: Tunel do Morcego Data: 15/02/2014 Ciclo: 1º Reunião nº 3


Tema da Reunião (se houver):
Objetivos da Reunião: Socialização entre a alcatéia
Ênfase trabalhada no ciclo de programa atual: Social
Áreas de Desenvolvimento Enfocadas na reunião: Bag Rik Bal Fra Kaa x Kot x
* Caçada da Semana: recolher a caça do sabado anterior.Descobrir o qu de mais importante Francisco de Assis fez
BOIA
* Grande Uivo. E Depois fazer a passagem dos lobinhos que vão para a tropa
INICIAL

HORÁRIO JOGOS ATIVIDADE OBJETIVO FUNDO DE CENA DESCRIÇÃO MATERIAL

Kaa sempre troca a sua pele. Renovando Os lobinhos vão manter os uniformes e vão ficar com os olhos vendados.
14:45 Cadê a pele de tudo, desapegando. Então os lobinhos vão Quando o chefe liberar, eles devem tirar o uniforme, e depois que todos
Quebra Gelo Atenção
à 15:00 Kaa?? compartilhar com a Kaa, trocando suas da matilha estiverem sem o uniforme, devem dar uma volta e vestir tudo de
peles. novo.

15:00 Trocar de Tirar o


Tirar o uniforme.
à 15:10 Roupa uniforme

Delimite o espaço correspondente às margens do rio. Prepare os


"crocodilos" Desenvolvimento: forme 2 equipes, entregue para cada
Fundo de cena: Jakala, é um grande
equipe 10 papelões (ou 10 folhas de jornal). O/a primeiro/a da fila, vai e
crocodilo que vive na Jângal, encontrou com
volta a primeira vez sozinho, que é para marcar o caminho. Deve ir da
os lobinhos que queriam passar para o outro
seguinte forma. Coloca um papelão no chão e pisa nele, coloca o outro,
lado do rio, que estava infestado de
15:10 à A Ajuda de Equilibrio e bem grudadinho no primeiro e pisa nele, coloca outro na frente, pisa nele , 10 papelões por
Revezamento piranhas, por isso resolveu ajudar os
15:25 Jacala descontração assim sucessivamente até chegar ao local da outra margem. Tendo matilha
lobinhos Chamou 4 amigos e pediu que
marcado o caminho, volta para pegar o segundo lobinho (pulando nos
ajudassem-nos a cruzar o rio. Deveriam
papeis), que deve ir junto com ele. Chegando na margem, o primeiro fica e
ficar, dois a dois, um ao lado do outro para
o segundo volta para pegar o terceiro, e assim sucessivamente. O último
que os lobinhos passassem em cima
deve voltar para verificar se ninguém ficou lá (dessa maneira todos vão o
mesmo número de vezes). Vence a equipe que terminar antes.

15:25 à
Capacitação Ensinar nós raciocínio Ensinar 3 nós básicos para os lobinhos; direito, correr, escota 24 cordinhas
15:40

Na alcatéia, Baloo ensinava aos lobos como Os lobinhos em círculo, voltados para o centro, mãos atrás das costas.
viver na jangal, portanto aprender a fazer os Fora do círculo corre um lobinho - o corredor - munido de um cabo de 75
nós ajudava os lobos a por exemplo amarrar cm. O chefe anuncia, por exemplo, nó de correr e o corredor deixa cair o
15:40 à
Jogo Técnico Cobrar nós raciocínio alguma coisa, a laçar outra, etc. cabo nas mãos de um dos lobinhos. Este deve ter feito o nó anunciado 24 cordinhas
16:00
Então agora Baloo vai ensinar a vocês antes que o corredor dê uma, duas ou três voltas ao círculo. Quantas
alguns nós que irão precisar para usar na voltar o corredor der, este lobinho que fizer o nó deve dar também antes
jangal em breve. de entregar o cabo para outro. chefe vai mudando de nós.

Canção - O Lobinho - De olhos castanhos, De pelo limpinho, De faro bem forte, Eu sou um Lobinho. Sou muito valente, E
16:00 à
Música O Lobinho Descontração dou muitos saltos, E no grande uivooooooooooo, Eu grito mais alto. Animação
16:10
No Caminho da Jângal Esta tudo azul, só falta agoraaaaaaaaaaaaa O Cruzeiro do sul.

Separe um Lobinho - este será o rei, que ficará com a coroa na cabeça,
sentado a uns 10 metros dos demais. Os Lobinhos, sob a supervisão do
Escotista, escolherão (em voz baixa) uma palavra (um verbo) para imitar
Nas ruínas tinha um trono e os bandarlogs
(ex: varrer). Todos correm até o rei e fazem o gesto. O rei tenta adivinhar
adoravam ficar lá fingindo que eram reis.
16:10 à o que eles estão fazendo, falando em voz alta. Quando o rei descobrir,
Ativo Final O Trono do Rei raciocínio Os lobinhos vendo aquilo resolveram de uma Uma coroa
16:30 falando a palavra correta, todos correm e o rei e tenta pegar seus
foram organizada brincarem de reis das
“súditos”. Quem for pego passara a ser ajudante do rei, sentando-se ao
ruinas
seu lado e esperando que ele diga a palavra certa para ajudá-lo a pegar
os demais súditos. O jogo termina quando declinar o interesse ou quando
o último Lobinho for pego.

16:30 à Trocar de colocar o


16:40 Roupa uniforme

Destaque da Reunião - Nom e:

* Caçada da Semana: Descobrir o qu de mais importante Francisco de Assis fez


BOIA
FINAL * Grande Uivo.

*
Áreas de Desenvolvim ento: Bag - Físico Rik - Afetivo Bal - Caráter Fra - Espiritual Kaa - Intelectual Kot - Social

38
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

Anexo 3 – Modelo de Avaliação de uma Reunião

39
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
MÓDULO RAMO LOBINHO – 2013/ 2015

40

Interesses relacionados