Você está na página 1de 1

Adufe

O adufe é um instrumento de percussão português que terá evoluído dos


membranofones introduzidos na Península Ibérica pelos árabes, entre os séculos VIII e
XII. O adufe é um instrumento quadrangular feito com peles, que são esticadas sobre a
moldura de pau de laranjeira, posteriormente cosidas entre si, manualmente. No seu
interior são colocadas sementes, grãos de milho ou pequenas soalhas, com o objetivo
de enriquecer a sonoridade. Nos quatro cantos ondulam fitas coloridas ornamentais.
Resulta assim um instrumento com duas membranas paralelas em pele de cabra ou
ovelha, mas apenas uma é percutida ao executar a música. Um adufe segura-se com
ambas as mãos em lados adjacentes, usando os polegares e o indicador da mão direita.
A pele é então percutida pelos restantes dedos, executando diversos ritmos.

O adufe, embora com pequenas diferenças na sua construção, existe na faixa


oriental do país, na chamada zona raiana, do Alentejo a Trás-os-Montes. É
tradicionalmente um instrumento quase exclusivamente feito e tocado pelas mulheres:
as adufeiras. São famosas as Adufeiras de Idanha-a-Nova e de Monsanto. O facto de
serem zonas ricas em pastorícia justifica, de algum modo, a grande explosão de adufes
saídos das mãos habilidosas das mulheres da Beira Interior.
Antigamente era vulgar as pessoas juntarem-se nas casas umas das outras ou no largo
da aldeia e tocarem adufe ao despique. Enquanto as mulheres cantavam, dançavam e
tocavam, os homens jogavam o "truque”, um jogo de cartas.

Website: http://www.folclore-online.com/instrumentos/instrumentos-
musicais/membranofones/adufe-pandeiro.html#.WwKpqEgvzIU

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=6RAv1sRAjB8

Rita Abreu Ricon Rodrigues nº26, 6ºD Educação Musical