Você está na página 1de 1

Hist�ria

Religi�o Tradicional culto de If�


Existe uma divis�o nos cultos: If�, Egungun[6], Orix�, Vodun e Nkisi, s�o separados
pelo tipo de inicia��o sacerdotal.[7]

O culto de If� s� inicia Babalawos, n�o entram em transe.


O culto aos Egungun s� inicia Babaoj�s, n�o entram em transe.
O Candombl� Ketu inicia Ia�s, entram em transe com Orix�.
O Candombl� Jeje inicia Vodunsis, entram em transe com Vodun.
O Candombl� Bantu inicia Muzenzas, entram em transe com Nkisi.
Em cada templo religioso s�o cultuados todos os orix�s, diferenciando que nas casas
grandes tem um quarto separado para cada Orix�, nas casas menores s�o cultuados em
um �nico (quarto de santo) termo usado para designar o quarto onde s�o cultuados os
orix�s.

Alguns orix�s s�o s� assentados no templo para serem cultuados pela comunidade,
exemplo: Odudua, Oranian, Olokun, Olossa, Baiani, Iyami-Aj� que n�o s�o iniciados
Ia�s para esses orix�s.

Opon If�
A Iyalorix� ou o Babalorix� s�o respons�veis pela inicia��o dos Ia�s e pelo culto
de todo e qualquer orix� assentado no templo, auxiliada pelas pessoas designadas
para cada fun��o. Exemplo o Babaoj� que cuida da parte dos Eguns e Babalosaim que �
o encarregado das folhas.

Apesar de serem de origem daomeana, Nan�, Obaluaiy�, Iroko, Oxumar� e Yew�, s�o
cultuados nas casas de na��o Ketu, mas s�o muito raros os Ia�s que s�o iniciados,
houve casos de passar vinte ou trinta anos sem se iniciar ningu�m para esses orix�s
que s�o cultuados em locais separados dos outros.

Existem orix�s que j� viveram na terra, como Xang�, Oy�, Ogun, Oxossi, viveram e
morreram, os que fizeram parte da cria��o do mundo esses s� vieram para criar o
mundo e retiraram-se para o Orun, o caso de Obatal�, e outros chamados Orix� funfun
(branco).

Existem orix�s que s�o cultuados pela comunidade em �rvores como � o caso de Iroko,
Apaok�, os orix�s individuais de cada pessoa que � uma parte do orix� em si e s�o a
liga��o da pessoa, iniciada com o orix� divinizado; ou seja, uma pessoa que � de
Xang�, seu orix� individual, � uma parte daquele Xang� divinizado, com todas as
caracter�sticas, ou arqu�tipos.

Existe muita discuss�o sobre o assunto: uns dizem que o orix� pessoal � uma
manifesta��o de dentro para fora, do Eu de cada um ligado ao orix� divinizado,
outros dizem ser uma incorpora��o mas � rejeitada por muitos membros do candombl�,
justificam que nem o culto aos Egungun � de incorpora��o e sim de materializa��o.
Esp�ritos (Eguns) s�o despachados (afastados) antes de toda cerim�nia ou inicia��o
do candombl�.