Você está na página 1de 6

08/05/2018

REDES DE SENSORES
Redes de sensores “alimentam” a computação pervasiva
fornecendo a ela informações do contexto
Computação pervasiva permite que o usuário tenha acesso a
as informações da rede de sensores de qualquer lugar.

UNIDADE

5
REDE DE SENSORES
E RSSF
SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

CICLO DE VIDA DE UMA REDES ESTABELECIMENTO DA REDE DE


DE SENSORES SENSORES

SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

1
08/05/2018

MANUTENÇÃO SENSORIAMENTO
Objetivos: Relacionadas com a percepção do ambiente e a coleta de
­ Prolongar o tempo de vida da rede dados.
­ Reduzir a imprevisibilidade
De acordo com o tipo da aplicação e os tipos de sensores
­ Atender aos requisitos da aplicação.
envolvidos, esta fase inclui:
Ao longo do tempo alguns nodos/ pontos atingem níveis de ­ A determinação de distância do alvo
energia que podem restringir de forma parcial ou total sua ­ Ruídos do ambiente
capacidade.
­ Tipo do dado coletado
Pode ser: ­ Volume de informação envolvida
­ Reativa
­ Frequência de amostragem
­ Preventiva
­ Corretiva
­ Adaptativa a este tipo de evento (energia), ou a outros
que venham a ocorrer
SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

SENSORIAMENTO SENSORIAMENTO - COLETA DE


DADOS
Envolve também a determinação de áreas de sobreposição Tarefas:
dos nodos sensores. ­ Coletar informações de uma região de observação específica
A descoberta destas áreas pode resultar na alteração do ­ Processar a informação e
estado de um nodo sensor. ­ Transmiti-la para um ou mais pontos de acesso a rede (estações
base).
­ Ex.: se a área de percepção de dois sensores possui uma
intersecção, isto pode resultar em uma correlação de informações A atividade de coleta envolve o cálculo da área de
antes da transmissão ou na alteração do estado de um destes
cobertura dos sensores e a exposição dos sensores sobre os
sensores de forma que apenas um permaneça ativo ou transmita
seus dados pela rede alvos.

SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

2
08/05/2018

SENSORIAMENTO DISTRIBUÍDO
Permitir maior tolerância a falha através de redundância;
Prover cobertura de uma grande área através da união de
vários pequenos sensores;
Ajustar o sistema para a aplicação determinando o número
apropriado de sensores;
Estender a área de cobertura e densidade, reconfigurando o
sistema quando um nodo sensor falha;
Garantir a qualidade do sensoriamento pela
combinação de informações de diferentes
perspectivas espaciais;

SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

SENSORIAMENTO DISTRIBUÍDO PROCESSAMENTO


Melhorar o desempenho do sensoriamento com diferentes Processamento de suporte: diz respeito a todo processamento
tipos de sensores; funcional dos sensores, ou seja, o processamento envolvido com
o gerenciamento, comunicação e manutenção da rede, como,
Monitorar um fenômeno contínuo; por exemplo, as atividades envolvidas com os protocolos.

Localizar um fenômeno discreto por intermédio de um nodo Processamento da informação: os dados coletados pelo nodo
sensor podem ser processados em função da aplicação e/ou do
individual e habilidade para combinar informações com
envolvimento do nodo sensor em relações de colaboração.
outros nodos;
Os dados poderão estar sujeitos a compressão, correlação,
Usar diferentes tecnologias como um sensor de pequena criptografia, assinatura digital, etc.
distância capaz de sensoriar o fenômeno somente para
Relação com gatilhos que definem os estímulos para
distâncias próximas;
a coleta dos dados. Por exemplo, os nodos sensores de
Superar os efeitos ambientais colocando os sensores temperatura podem ter seu processamento estimulado
em função de uma variação ou rompimento dos limites
próximos aos objetos de interesse. estabelecidos.
SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

3
08/05/2018

CARACTERÍSTICAS GERAIS REDES DE SENSORES SEM FIO -


RSSF
Middleware são dependentes da aplicação.
Modelo funcional deve tentar identificar o maior numero de Principais características:
requisitos em relação a: ­ elevado número de dispositivos (podendo chegar a centenas de
­ Estabelecimento da rede: distribuição dos nodos, despertar dos milhares)
nodos, dimensões envolvidas, densidades, tipos de sensores, área de ­ reduzido tamanho de cada elemento
cobertura, organização, topologia, conectividade etc;
­ Manutenção: correção das situações de anormalidade provocadas
­ Possível mobilidade dos sensores fazendo com que a rede seja
por falhas nos nodos, adaptação às condições de energia da rede, dinâmica, mudando frequentemente a sua organização física e
chegada de novos e/ou nodos diferentes etc. lógica.
­ Sensoriamento: tempo de exposição do alvo, tipos de dados, largura
de banda e frequência de atualização. Cada sensor é um elemento autônomo capaz de captar a
­ Comunicação: quais as possíveis tecnologia de acesso informação do meio, tratar e enviar estas informações
(WLAN, Bluetooth), como estabelecer a topologia da rede, através de uma comunicação sem fio
mobilidade dos nodos. ­ Para isso é necessário ter no mínimo um transceptor para
­ Processamento: algoritmos de controle, compressão, comunicação, uma unidade de sensoriamento,
segurança, criptografia, codificação e correção de erro.
fonte de energia, memória e uma unidade de processamento
SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

GESTÃO DE RSSF GESTÃO DE RSSF


Sistema de gerência deve ter diversos quesitos importantes: Os sensores são geralmente alimentados por baterias e em
­ Tolerância a falhas geral não recarregáveis.
­ Escalabilidade Muitas vezes estão distribuídos em locais de difícil acesso ou
­ Custo dos elementos até mesmo em ambientes inóspitos e por isso a interferência
­ Ambiente operacional humana nem sempre é possível.
­ Topologia da rede
Portanto, questões referentes ao gerenciamento eficiente da
­ Restrições de hardware energia são amplamente estudadas para prolongar ao
­ Meio de transmissão máximo o tempo de vida destes sensores.
­ Consumo de energia
A transmissão dos dados é responsável por uma
grande parte do consumo de energia.

SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

4
08/05/2018

ÁREAS DE APLICAÇÃO DAS ÁREAS DE APLICAÇÃO DAS


RSSF RSSF
Controle. Para prover algum mecanismo de controle, seja em Medicina/Biologia. Para monitorar o funcionamento de órgãos
como o coração, detectar a presença de substâncias que
um ambiente industrial ou não. indicam a presença ou surgimento de um problema biológico,
­ Por exemplo, sensores sem fio podem ser embutidos em “peças” seja no corpo humano ou animal
numa linha de montagem para fazer testes no processo de
Militar. Para detectar movimentos inimigos, explosões, a
manufatura. presença de material perigoso como gás venenoso ou radiação
etc.
Ambiente. Para monitorar variáveis ambientais em locais ­ Neste tipo de aplicação, os requisitos de segurança são
internos como prédios e residências, e locais externos como fundamentais.
florestas, desertos, oceanos, vulcões etc. O alcance das transmissões dos sensores é geralmente
reduzido para evitar escutas clandestinas. Os dados são
Tráfego. Para monitorar tráfego de veículos em rodovias, criptografados e submetidos a processos de assinatura
malhas viárias urbanas etc. digital. As dimensões são extremamente reduzidas e
podem utilizar nodos sensores móveis como os
Segurança. Para prover segurança em centros transportados por robôs.
comerciais, estacionamentos etc.
SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

EXEMPLOS DE SETORES DE EXEMPLOS DE SETORES DE


APLICAÇÃO DE RSSF APLICAÇÃO DE RSSF
Produção industrial: Monitoramento em indústrias Extração de petróleo e gás: Na indústria de petróleo e gás,
petroquímicas, fábricas, refinarias e siderúrgicas de principalmente em plataformas em alto-mar, o
parâmetros como fluxo, pressão, temperatura e nível, monitoramento da extração de petróleo e gás é crítico.
identificando problemas como vazamento e aquecimento
Industria de aviação: Na indústria de aviação, cada vez
Distribuição de energia, gás e água: Monitoramento de mais é utilizada a tecnologia de fly-by-wire, onde
linhas de distribuição de energia e sistemas de distribuição transdutores (sensores e atuadores) são largamente
de gás e água, de parâmetros como fluxo, pressão, utilizados.
temperatura e nível. ­ O problema é a quantidade de cabos necessários a essa
interconexão.
Áreas industriais. Monitoramento de dados em áreas
­ Nesse caso, sensores sem fio estão começando a
de difícil acesso ou perigosas.
ser usados.

SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS

5
08/05/2018

PESQUISA EM SALA
Pesquise uma ou mais aplicações de grande porte em
cidades brasileiras que utilizem sensores sem fio para
monitoramento de eventos contínuos ou para realizar a
gestão da cidade, sensoriamento remoto, modelagem de
ambientes em 3D

SISTEMA DE INFORMAÇÃO – COMPUTAÇÃO PERVASIVA – LUCIANA FORTES FARIAS