Você está na página 1de 2

Por que cerimônia de lava pés?

Santa Ceia
11 DE ABRIL DE 2012

 facebook

 twitter

 imprimir

Muitos cristãos deixaram de praticar o lava-pés como parte da Santa Ceia. Entretanto,
ao instituir este rito Jesus declarou: “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu
vos fiz, façais vós também” (João 13:15).

“Por que cerimônia de lava pés? Hoje não tem mais poeira como antigamente. Outra
coisa se foi Jesus que lavou; hoje não seria só os pastores que tinham que lavar os pés?”
A santa ceia é uma cerimônia estabelecida por Jesus e ao participarmos da mesma, reafirmamos
nossa crença em sua morte e ressurreição (por isso Ele disse: “… fazei isto em memória de
mim” – Lucas 22:19, 1 Coríntios 11:24-25). A verdadeira cerimônia da Santa Ceia deve ser
acompanhada pelo lava-pés a fim de que a mesma seja completa de acordo com o que Jesus
ensinou. Podemos encontrar este ensinamento no Evangelho de João 13:1-10. Mas qual é o seu
significado? No verso 10 lemos: “Declarou-lhe Jesus: quem já se banhou (foi batizado) não
necessita de lavar senão os pés, quanto ao mais está todo limpo…” Podemos ver que o
lava-pés é uma espécie de “mini batismo”. Mas por que precisamos dele? Porque na vida
tropeçamos e caímos. Temos de constantemente sermos purificados de nossos pecados, e a
cerimônia do lava-pés é uma oportunidade para isso. É importante que renovemos nossa fé e
comunhão com Cristo.
Existe algum problema em não participarmos da santa ceia? Vejamos um exemplo: Depois que
levantou do lugar onde estava, Jesus pegou uma toalha e foi lavar os pés dos discípulos. Ao
aproximar-se de Simão Pedro para fazer o mesmo, o mesmo não aceitou. Disse Jesus: “Se eu
não te lavar, não tens parte comigo” (v. 8). Ao ouvir esta declaração, apavorado, Pedro
exclamou: “Senhor, não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça”. A Bíblia diz
que se não aceitarmos participar, não temos parte com Jesus, pois estamos demonstrando que
não aceitamos o Seu sacrifício e que não possuímos o caráter humilde de Cristo.
Os Cristãos primitivos também realizavam o lava-pés. Em 1 Timóteo 5:10, encontramos a
orientação de Paulo a Timóteo para que dê cargos na igreja somente para as viúvas que
já “lavaram os pés dos santos” (crentes da igreja). Vemos aqui a importância desta instituição
na vida de um crente, pois demonstra a autenticidade da conversão efetuada em sua vida. Deus
tem dois principais propósitos ao instituir o Lava-pés:

1) Renovar nossa fé no sacrifico e ressurreição de Cristo, purificando-nos assim de nossos


pecados;

2) Desenvolver em nós a humildade de Cristo.

Quando lavamos os pés de nosso irmão, estamos dizendo-lhe que não somos maior que ele. É
um momento maravilhoso de nos reconciliarmos com aquela pessoa que um dia nos magoou (ou
magoamos). “Ora, se eu sendo o Senhor e o mestre, vos lavei os pés, também vós deveis
lavar os pés uns dos outros” (João 13:14). A participação no rito nos ensina a sermos mais
humildes, preparando-nos assim, para irmos para o céu. Lembremo-nos das palavras do Mestre:
“Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” (João
13:15).
“Ora, se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes” (João 13:17)
Cerimônia de Lavar os Pés
Jesus instituiu a Cerimônia de Lavar os Pés para que as pessoas possam se
preparar para participar na Santa Ceia. A Bíblia diz em João 13:4-17 "Levantou-se
da ceia, tirou o manto e, tomando uma toalha, cingiu-se. Depois deitou água na
bacia e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com
que estava cingido. Chegou, pois, a Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, lavas-me
os pés a mim? Respondeu-lhe Jesus: O que eu faço, tu não o sabes agora; mas
depois o entenderás. Tornou-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Replicou-lhe
Jesus: Se eu não te lavar, não tens parte comigo. Disse-lhe Simão Pedro: Senhor,
não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça. Respondeu-lhe
Jesus: Aquele que se banhou não necessita de lavar senão os pés, pois no mais
está todo limpo; e vós estais limpos, mas não todos. Pois ele sabia quem o estava
traindo; por isso disse: Nem todos estais limpos. Ora, depois de lhes ter lavado os
pés, tomou o manto, tornou a reclinar-se à mesa e perguntou-lhes: Entendeis o
que vos tenho feito? Vós me chamais Mestre e Senhor; e dizeis bem, porque eu o
sou. Ora, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os
pés uns aos outros. Porque eu vos dei exemplo, para que, como eu vos fiz, façais
vós também. Em verdade, em verdade vos digo: Não é o servo maior do que o
seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. Se sabeis estas
coisas, bem-aventurados sois se as praticardes."