Você está na página 1de 9

MANUAL DE MAGIA RITUAL

O melhor e o mais seguro caminho para aprender a arte da Magia Ritual é entrar numa escola
de boa reputação e trabalhar sob a tutela de alguém que seja um(a) mago(a) praticante.
Partindo deste ponto-de-vista, as escolas, os candidatos em geral caem em uma destas três
categorias:

1. Aqueles que têm uma queda por vídeos, em geral cada vez piores, de ocultismo, oferecidos
como "a coisa certa", e que pensam que podem-se tornar Adeptos da noite para o dia. Estes
em geral tornam-se fascinados pela ideia de fazer círculos, brandir espadas mágicas e correr
até igrejas fechadas para confrontar as Forças da Escuridão, de crucifixo na mão e armado de
algumas sentenças vitais de um livro perdido de rituais achado por acidente nos arquivos do
Museu Britânico (por exemplo).

2. Aqueles que têm-se interessado por ocultismo por algum tempo, e que resolveram "cair na
chuva para se molhar".

3. Aqueles que são atraídos pelos Mistérios quase contra sua vontade e que acham seu
caminho por tentativa e erro até a porta certa.

Setenta por cento do primeiro grupo irá ficar cansado da coisa toda assim que se derem conta
de que pode levar até dez anos para chegar à metade do que é ser um Adepto, ao se deparar
do quão longo, duro e disciplinado é o treinamento para tanto. Se por qualquer estranha virada
do destino o acaso mandar um evento psíquico real no caminho destas pessoas, o fato apenas
irá apressar a desistência deles desta empreitada. Outros dez por cento irá desistir, tendo
adquirido alguma ideia da terminologia do ocultismo e do treinamento, e tendo em vista tal
conhecimento, irão tentar criar suas próprias Ordens Mágicas.

Porque o treinamento não foi atingido de forma completa em todos os níveis, a Ordem será
regida apenas pelo entusiasmo do momento. Ela não terá ou terá muito pouco contato com os
Níveis Interiores e não muito será obtido. Os membros tornar-se-ão envolvidos nos aspectos
exteriores do ritual, acreditando que estes são os detalhes que realmente importam. Mas
qualquer contato interior que tiverem para começar será perdido quando estiverem tentando
decidir quantas curvaturas devem fazer para o Leste, quantos círculos cada membro deve
traçar antes de tomar seu lugar, além de ficarem extremamente irritados quando não lhes
forem atribuídas as altas funções que julgam merecer. A coisa toda vai se transformar numa
desculpa para se trajar como mago(a), sentir-se importante, e acima de tudo, entrar numa
organização "secreta". A necessidade de sentir que eles têm algo que ninguém sabe é algo
importante, mas este é um segredo falso. A maior parte das Ordens sérias têm uma face
exterior que é mais ou menos pública, mas seus níveis interiores são preservados. Segredo,
que é uma das marcas duma ordem falsa, é algo necessário, aqui é para que outros fiquem
pensando no que estão perdendo. Na realidade, a tal ordem não tem muita ideia do que está
fazendo . e se soubesse, toda "diversão" pela coisa provavelmente não iria durar.

Outros cinco por cento, quando a memória da primeira experiência estiver se dissipado, irá ver
oportunidades de fazer dinheiro. É aí que você irá encontrar material do tipo "você também
pode se tornar um(a) mago(a) em três meses", com algumas boas dezenas ou centenas de
reais, é claro. Infelizmente, fazer parte do mundo do ocultismo não faz de você uma pessoa
melhor da noite para o dia.

Sobram os últimos quinze por cento. Destes, dez por cento de bravos podem começar a se dar
conta da falsidade de suas suposições iniciais e retraçar seus passos, desta vez com o desejo
sincero de ser bem sucedido. Eles irão trazer para o trabalho a compreensão e a compaixão, e
provavelmente tornar-se-ão professores com o tempo. Os últimos cinco por cento irão voltar-se
para o lado escuro do ocultismo, e este é o lado das trevas. Drogas, álcool, perversões são o
que atrai estas pessoas. Algumas vezes, podem ser resgatados, e existem Templos cuja tarefa
é procurar pois tais pessoas e tentar ajudá-las. Tais templos e Ordens são um tipo especial de
ocultistas, com a coragem e a fé que pode levá-los aos corredores do Inferno em busca
daqueles que se perderam do Caminho.

No segundo grupo, a percentagem dos candidatos genuínos será bem maior. Pela leitura e
pesquisa, eles já terão uma boa base do que esperar e a grande maioria deles irá ser bem
sucedido no primeiro e fundamental ano de estudos. Alguns inevitavelmente irão retornar ao
mundo mais seguro e confortável passatempo de ser um "ocultista de poltrona".

O terceiro grupo irá vencer contra todos os obstáculos. Estes são os magos e magas natos, os
quais, em vidas passadas, já serviram o seu aprendizado e estão agora retornando para
passar para graus mais elevados. A cada vida, eles têm aspirações mais e mais elevadas, até
ser feita a escolha final, ou seguir para outras esferas e dimensões, sempre para aprender, ou
voltar e auxiliar aqueles que ainda estão na jornada. Estes candidatos tornam-se os Mestres.

Este livro é para os determinados do primeiro e segundo grupos, para ajudá-los a entender o
que pode e não poder ser feito em magia ritual ao se trabalhar sem um tutor pessoal, ou dentro
do escudo de proteção de uma escola de alta reputação. Como disse anteriormente, a melhor
forma de se aprender é por um mestre de boa reputação. Caso tal pessoa não esteja
disponível, este é um livro escrito levando em conta alguns dos problemas que o estudante
poderá encontrar, além de procurar explicar os requisitos interiores que você deve buscar
dentro de si mesmo para se tornar um(a) mago(a), além de fornecer conhecimentos básicos.
Este livro não vai fazer de você um iniciado, ele não vai nem mesmo fazer de você um(a)
mago(a) especial. Mas ele vai tentar evitar que você incorra em erros crassos e caros, e dar
uma base sobre a qual você poderá avançar no seu próprio ritmo.

Nestas páginas, você irá encontrar trabalho para um ano completo, desde os primeiros
preparativos centrados em você como mago(a) até o verdadeiro trabalho de ritual. Ao longo do
processo, você vai aprender um pouco, muito pouco na verdade, de muitos estudos variados,
ou seja, temas que você estudaria com profundidade se você estivesse estudando e
trabalhando em condições ideais. Você irá aprender a trabalhar com as suas mãos e com a
cabeça, com o coração e a intuição. Se você pegar cada seção e trabalhar cuidadosamente
com cada item, não haverá razões para duvidar que, ao final deste ano, você será capaz de
construir, executar e controlar os efeitos de um simples ritual, entendido que controle é o
componente mais importante de aprendizado e prática.

Se você estiver procurando por magia instantânea, esqueça! Trabalho, e trabalho duro é a
única forma que vai ajudar você a atingir a meta. Se você realmente quiser, você fará o
trabalho. É, na realidade, bem simples: você obterá os resultados daquilo e do quê você se
dispuser a trabalhar.

O treinamento que segue visa auxiliar principalmente o praticante solitário, mas providenciei
adaptações nos rituais para até cinco pessoas, este sendo o número ideal por razões que
explicarei mais tarde. NÃO USE ESTE LIVRO PARA TREINAR UM GRUPO GRANDE. O
treinamento de um grande grupo exige muito conhecimento e experiência, bem mais do que o
que você pode aprender em um ano. Se isto não for o suficiente para desencorajar você,
lembre-se que, de acordo com uma tradição, o mestre faz parte do Carma daquele ou daquela
a quem ele/ela está ensinando, e um grupo mal controlado quer dizer muito Carma mesmo. Ser
um mestre na arte do ocultismo tem as suas desvantagens. Se dois ou três de vocês quiserem
trabalhar juntos como um grupo no futuro, então cada um deve trabalhar individualmente ao
longo de um ano de preparação, como indicado neste livro. Então vocês começarão com uma
grande vantagem, ou seja, três pessoas que saberão o que estarão fazendo e o que esperar
do trabalho de ritual.

Se você trabalhar em dupla ou em três pessoas, o grupo deve ser misto. Um par deve ser um
homem e uma mulher, no caso de três, um homem e duas mulheres, duas mulheres e um
homem. Desta forma, as polaridades vitais são mantidas em equilíbrio, e isto é de grande
importância no trabalho de ritual e no treinamento que o precede.

Se você não está em boa saúde, não tente começar este treinamento antes de estar-se
sentindo bem novamente. Se você estiver sofrendo de depressão, não comece de forma
alguma este curso, pois o trabalho em ocultismo pode aumentar certos tipos de doenças
depressivas. Se você estiver tomando o que chamamos de drogas sociais, maconha, LSD,
êxtase, etc. este livro não é para você. Você irá precisar de sua mente em sua totalidade
quando estiver trabalhando com mágica, e quando a força dos níveis interiores começar a
trabalhar na psique, você irá precisar de toda saúde e força na empreitada.

Há uma grande tentação de começar de imediato com os rituais, deixando os trabalhos


preparatórios de lado, mesmo sem fazer as leituras necessárias: a escolha é sua. Você será o
único a perder se fizer isto. Alguns de vocês irão dar-se conta deste fato e proceder conforme
as instruções, alguns vão seguir adiante e fazer seus próprios erros e então voltar e começar
de novo. Alguns irão ignorar meus conselhos, mas isto não vai me impedir de dar estes
mesmos conselhos de qualquer modo. Aqueles que chegarem até o final do ano, têm os dons
do que faz ser um(a) mago(a) dentro de si. Eles terão tocado o indefinível e provado a emoção
de estar em controle (mais ou menos!) de seu universo interior; depois desta experiência, a
vida jamais será a mesma.

Aprenda desde o início a manter sua língua calada, pois a perseguição e o preconceito
tomaram formas mais sutis em nossos dias. Se você desejar andar nas ruas com um robe ou
chapéu de abas largas, ou usar um anel do tamanho de um ovo de codorna, você
inevitavelmente irá se encontrar em situações bizarras. Aprenda e medite sobre a máxima
do(a) mago(a):

OUSAR, QUERER, SABER, MANTER O SILÊNCIO

Adicione a esta os dois atributos que todo mago ou maga verdadeiros tentam manter com
perfeição em si mesmos, DISCREÇÃO E DISCRIMINAÇÃO. Para imprimir estas seis
importantes regras na sua mente consciente e inconsciente, sua primeira instrução, antes
mesmo de você virar a próxima página (será que sua determinação é forte o suficiente?),
pegue lápis e papel e desenhe dois triângulos superpostos, tal qual uma estrela de Davi, que é
a Estrela de Seis pontas. Escreva seu nome no centro, e em cada um dos pontos, escreva uma
das seis qualidades acima. Corte o papel num tamanho adequado e use-o como marcador
deste livro para o próximo ano, substituindo-o quando ficar muito usado

Nos próximos seis meses, se você tiver determinação e a estamina, você pode se considerar
um noviço numa Escola de Mistérios, alguém que está solicitando entrada para os Planos
Interiores. Se você passar pelos próximos seis meses sem desistir (ou "colar" ou não seguir as
instruções), então você poderá se considerar um neófito, termo que define aquele que foi
aceito para treinamento sério. É importante que você construa esta ideia em sua mente a nível
consciente e inconsciente todo dia, até este fato ser aceito. Por que então não começar agora?
Leia as seguintes instruções cuidadosamente duas ou três vezes. Então ponha o livro de lado e
tente criar estas imagens com os olhos de sua mente, como se fosse um sonho, mas com toda
atenção ao detalhe, da forma mais vívida que você puder. Se você estiver levando este livro a
sério, não siga a leitura até Ter completado este conjunto de instruções até que você as tenha
aceitado como fato.

Crie uma imagem de você, em qualquer idade que você sentir apropriada, vestido(a) de uma
túnica branca e simples de lã branca fina ou outro material natural como linho ou algodão, que
chegue até os joelhos para um homem e até o tornozelo para as mulheres. Na cintura, você
tem uma corda trançada, e como sapatos, você tem sandálias de couro. Neste momento, você
será conhecida por seu próprio nome, pois você ainda não mereceu seu Nome Mágico.
Certifique-se de que esta imagem esteja clara e vibrante na sua mente antes de prosseguir.

Você é um de um grupo de candidatos ante os degraus que levam a uma antiga Escola de
Mistérios. Você está esperando para descobrir se você foi aceito no Templo como noviço. O
prédio de pedras brancas brilha ao sol e uma série de degraus leva-o(a) até a imponente
entrada. Nos degraus mais altos, estão o Alto Sacerdote e a Alta Sacerdotisa do Templo.
Ambos vestem robes longos, arrastando no chão. Eles avançam, e todas as conversas dos
candidatos cessam, e vocês se aproximam. O Alto Sacerdote possui um rolo de papiro (Nota
de Lishtar: ou tábua de argila, se você for Mesopotâmico como eu). Ele começa a ler os nomes
daqueles que foram aceitos como noviços. Seu nome é o último da lista, você recebeu a
chance de provar seu valor. Trate de bem usar esta oportunidade.

Com os outros selecionados, você sobe os degraus com o Alto Sacerdote e a Alta Sacerdotisa
à sua frente, e este pequeno grupo entra no interior fresco e agradável do Grande Templo.

Você está numa grande sala circular, de teto abobadado e mantida firme na terra por pilares de
mármore, alternadamente pretos e brancos, erguidos num padrão de labirinto em mosaico
preto. No centro deste intrincado labirinto está o altar, um duplo cubo de mármore preto, e
sobre este, um cálice de cristal azul que brilha num único raio de sol que se lança para baixo
da abertura do teto abobadado.

Todos aqueles que desejam estudar os Mistérios devem chegar ao Templo Interior levados
pela sua livre e espontânea vontade. Sem este oferecimento do eu, dado livremente e
livremente aceito, nada poderá ser feito. Agora é a hora de pensar sobre este livro, sobre o que
ele oferece, se é o que você realmente quer? Você pode oferecer seus melhores esforços por
todo um ano, sabendo que você algumas vezes vai falhar, e em outras, ser bem sucedido? Ou
você deseja retraçar seus passos e oferecer seu lugar para outro ou outra, que está esperando
lá fora? Pense sobre suas razões para estar aqui, são elas genuínas ou resultado de glamour,
alimentadas pelas fantasias de uma mente sem controle? Antes de você fazer seu voto de
serviço, certifique-se de que você entende que este aceite é pelos primeiros seis meses de seu
treinamento de um ano. Se você vencer este período, pode retornar aqui e oferecer seu serviço
por mais seis meses. Depois deste período, você estará livre de quaisquer obrigações, exceto
àquelas que você procurar por você mesmo no futuro.

Primeiro um, depois outro, os candidatos avançam e aceitam da Alta Sacerdotisa uma corda
torcida em branco e preto. Esta substituirá a corda simples que você tem na sua cintura. A
nova corda marca você como noviço. Enquanto você espera sua vez, dois candidatos recusam
a corda e voltam para o mundo exterior. Chega o seu turno e você aceita a corda, sabendo que
pelos próximos seis meses, você está comprometido com a tarefa de seguir um treinamento
básico nas Artes Mágicas.

Agora você pode retornar ao seu próprio tempo e espaço: abra os olhos, sinta o seu meio
ambiente, olhe ao seu redor, o chão sobre seus pés. Habitue-se a fazer isto, pois você sempre
deve se certificar que você está bem e realmente "de volta" na realidade física quando do
retorno de toda e qualquer jornada interior.

Você recém experimentou sua primeira lição de mágica. Pode Ter parecido como um sonho
simples, mas compreenda agora de uma vez por todas e de forma bem clara. Há três tipos de
ingredientes fundamentais em Mágica, DESEJO, FORMA e MANIFESTAÇÃO. Você deve
querer algo com verdadeiro desejo e vontade para atingir a este objetivo. Esta necessidade é
expressa nove dentre dez vezes como uma ideia na sua imaginação, e para fazer tal idéia mais
clara, você deve definir a imagem com clareza e precisão, pois apenas assim seu desejo irá se
manifestar no nível físico. Tudo isto quer dizer que se você não pode imaginar de forma clara e
com emoção, você vai achar ser muito difícil o trabalho em magia e ser um mago(a). "A
imaginação e a fantasia são a arca de tesouros carregada pelo Asno", é um ditado que você
vai encontrar bastante na literatura de ocultismo séria. Acredite nele.

Se você estivesse se candidatando para entrada numa Escola de Mistérios moderna, você teria
provavelmente de responder algumas perguntas. Este livro, uma vez que pretende também ser
um manual de treinamento, não faz exceção a esta regra. Ponha o livro de lado, pegue uma
caneta e uma folha de papel, pense cuidadosamente a respeito de suas respostas às
perguntas abaixo, sendo o mais sincero(a) possível. Escreva suas respostas, uma a uma,
cuidadosamente.

Questionário:

1. Por que V. quer fazer mágica?

2. O que V. entende pela palavra mágica?

3. Supondo que V. seja bem sucedido neste mini curso na arte do ocultismo, você tem
em mente uma meta para o futuro?

4. Há muitas sendas na prática da Mágica: você sabe aquela que seria melhor para você?

5. Você se vê como Mago ou Sacerdotisa, ou Místico(a) em potencial?

6. O que v. pensa que é necessário para se tornar um(a) bom(boa) mago(a)?

7. Você sabe o que quer dizer senda do Fogo da Lareira?

8. Você tem ideia do que está se propondo ao trilhar o Caminho da Alta Magia?
9. Você pretende seguir este curso ao pé da letra, ou pretende ler as partes interessantes
e deixar o resto de lado?

Cada uma destas perguntas pode ser respondida de diferentes formas, e cada resposta trará
informações sobre a pessoa que as estiver lendo. Leia suas respostas e veja se você quer
mudar alguma coisa, então ponha este livro de lado até o dia seguinte. Sei que você está
ansioso(a) para continuar, mas lembre-se que seu treinamento começou no momento em que
você abriu este livro. Como você pode esperar tornar-se um(a) mago(a) disciplinado(a)se você
não pode exercer a sua vontade acima de seus próprios desejos? Deixe o livro de lado, e hoje
à noite, antes de dormir, pense uma vez mais sobre cada questão e em suas respostas.
Amanhã iremos examinar e discutir as implicações de cada uma.

Agora, supondo que você pensou na noite anterior sobre as perguntas, vamos olhar para cada
uma delas. Lembre-se que estas são perguntas comparativamente fáceis frente aquelas que
você poderia esperar caso estivesse se candidatando a uma verdadeira Escola de Mistérios.

Por que V. quer fazer mágica?

Pode ser que você tenha sempre tido um interesse por literatura de ocultismo, e sente que
gostaria de saber mais a respeito a nível prático. Você terá adquirido algum conhecimento
básico de ocultismo de suas leituras e estará pelo menos familiarizado com a terminologia, se
não a verdadeira teoria. Se você lê bastante fantasia, sua visão interior será bem desenvolvida,
e isto é bom, pois a maior parte das artes mágicas tratam com o uso da imaginação e do poder
do olhar interior. Você pode Ter tido algumas experiências psíquicas e sente que precisa
entender mais a fim de poder compreendê-las e lidar com elas. Uma escola quereria saber que
tipo de experiências foram estas e em que idade. Estranhamente, nem todos os psíquicos são
bons magos(as). Uma vez dentro de uma escola, você seria "fechado" por pelo menos seis
meses enquanto se procedesse seu treinamento. Isto incomoda algumas pessoas, que
pensam estar a meio caminho de princípio na escola por causa de seu psiquismo, mas isto não
é verdade. O treinamento básico para um psíquico "aberto" pode ser difícil, se não mesmo
perigoso. Portanto, saiba de antemão, que se você comprou este livro porque você pensa que
é divertido fazer alguma mágica, você não vai nem mesmo chegar ao fim deste capítulo.
Treinamento verdadeiro nas artes mágicas pode ser duro, aborrecido, repetitivo, bem diferente
do que você vê em filmes ou em livros de ficção. Se você já estiver lendo com seriedade por
algum tempo e sentir que você precisa aumentar seus conhecimentos, este livro então é para
você.

O que V. entende pela palavra mágica?

Lembre-se, nenhuma magia trabalha como a Fada Azul e sua varinha de condão de Pinocchio.
Toda magia trabalha ao longo de bem definidas linhas de força natural. Magia é de fato uma
ciência natural que ainda é pouco entendida e manipulada de forma imperfeita. O mundo antigo
parecia Ter uma melhor noção dela do que o homem moderno, mas estamos cada vez mais
aptos para penetrar no universo mágico, e espero que um dia teremos um conjunto de Leis tão
definíveis na sua previsibilidade quanto aquelas da física, e como as leis da física são
avançadas mais e mais a cada ano, também em magia temos muito o que aprender e avançar.

Há três tipos de mágica, Alta, Baixa (*Nota de Lishtar: Prefiro Magia Natural ou de Todo Dia) e
Alquimia Espiritual. Não preste muita atenção às palavras Alta e Baixa, que são apenas termos
e não uma indicação de qualidade. Baixa Magia (ou Magia Natural ou de Todo Dia) é o
trabalho que envolve as forças naturais e pouco entendidas da Natureza, o tipo de mágica que
quase todo mundo pode fazer, e muitos a fazem, sem saber coisa alguma de magia. As
crianças fazem-na todo tempo. Não é Magia Negra. Não existe Magia Negra, apenas a pessoa
através da qual a força está trabalhando faz a mágica boa ou má. O poder da magia em si é
neutro. Pare de pensar na palavra "negro(a)" como compatível com satânico(a). Coisas muito
boas também são negras, a terra fértil, o céu da noite, o espaço profundo, o interior do útero
que carrega o bebê. A terra esconde suas maiores riquezas na escuridão, o ouro, a prata e
todas as pedras preciosas são encontrados na escuridão da terra.

É a intenção que faz as coisas boas ou más, a intenção da mente humana. A Alta Magia inclui
o uso de ritual numa série de formatos a fim de experimentar o fluxo da força que foi carregada
pela invocação de um arquétipo específico, força ou forma divina. O objetivo do trabalho pode
ser tentar efetivar a cura de um problema de saúde para outra pessoa, agradecer a um Ser das
Esferas mais altas, há tantas razões para rituais quanto pessoas no mundo, e isto você irá
aprender ao longo do próximo ano.

Alquimia Espiritual é o campo do verdadeiro Adepto. É algo grandioso e maravilhoso, mas


apenas alguns em cada geração alcançam tais alturas, apesar de muitos aspirarem as
mesmas. Adeptos, com poucas exceções, notavelmente aqueles que são especialmente
treinados pelos Níveis Mais Altos para introduzir novos ensinamentos, não querem ser vistos
ou conhecidos. Eles buscam a transmutação final do eu no inefável. Há uma tranquilidade
interior que os faz diferentes de outras pessoas. Às vezes, parece que nos olhos deles
podemos ver outros seres por segundos. Qualquer outro tipo de mágica desaparece ante tal
poder, e o que é mais impressionante é que tal força é exercida de forma muito leve, e como é,
ou seja, algo passageiro que dá o gosto do infinito.

Mágica funciona porque a natureza não mora num vácuo, e existe uma imensa necessidade
interior causa uma espécie de vácuo no espaço pessoal. Este espaço vazio enche-se quando
você faz os seus pedidos para o universo por meio de ritual. Deve-se, portanto, desejar algo
com intensidade para que algo aconteça. Mas este desejo só será obtido se também estiver de
acordo com a Vontade Maior do Universo. Portanto, pessoas que jamais terão mágica ou
saberão fazê-la são aquelas que não podem ou não sabem decidir o que querem dentre
centenas de coisas, e então acabam com nada mesmo. Mas é preciso tempo e prática para
aprender como se faz mágica bem feita.

Sempre supondo que você irá fazer todo este pequeno curso de Artes Mágicas, você tem
já uma meta para o futuro?

Você quer salvar o mundo? Então procure por uma escola séria que treinará você nas etapas
posteriores. Você quer formar um grupo e eleger-se o(a) grande Mago(a) para a vida inteira, ou
você quer fazer o curso primeiro e então decidir?

Esqueça de salvar o mundo. Antes, você deve aprender a salvar a você mesmo antes de fazer
isto com os outros. Altruísmo pode ser algo muito bom, mas neste tipo de trabalho deve-se
visar o treinamento do eu em todos os níveis antes de mesmo se pensar em ajudar aos outros.
Sem tal treinamento, você se coloca na posição de tentar ajudar a alguém que está se
afogando quando você mesmo não sabe nadar. Você deve Ter ouvido a expressão "Desejo
saber para servir". Esta frase foi e ainda é muito usada em algumas formas de cerimônia de
iniciação. Entretanto, antes de usá-la, deve-se Ter um entendimento claro do quê será exigido
que você saiba para que você então possa servir. A maior de todas as perguntas foi aquela
perguntada no Castelo do Santo Graal, ou seja: "A quem serve o Graal?" Como você vai
responder a esta questão já mostra sua disposição de servir.

Se você tem visões de você lutando contra as Forças das Trevas com espada e bastão, pense
novamente. Poucos, muito poucos, daqueles que passam pelos Pilares do Templo estão aptos
para tal trabalho. Pense ao invés em aprender sobre você mesmo, como v. pensa,
compreende, estuda, e sobretudo, como você sente. Tenha como objetivo dar o seu melhor, e
desta forma um dia você será capaz de ver o melhor nos outros, aquele pedaço de beleza que
eles ou elas têm aprisionado dentro de si mesmos, e, quando for possível, ajudar a liberar tal
potencial.

Forme um grupo de pessoas que pensem como você, mas apenas para debate, não para
tomar para si uma tarefa para a qual você não foi treinado ou testado. Use o que você vai
aprender e aprendeu para encontrar uma escola ou professor, e se você tem talento e vontade
verdadeiros, você inevitavelmente vai acabar ensinando outros. Se você realmente quiser
começar um grupo de mágica, certifique-se de que todos os membros tenham este livro. Então
todos vocês irão começar com a mesma base, e há chances de poderem se estabilizar uns aos
outros e não criar caos no seu ambiente. Lembre-se: mágica não é algo que você pode
trabalhar a esmo, acertando ou não. Você estará trabalhando com poderosas forças latentes
dentro de você, e lembre-se do que aconteceu com o médio Dr. Jekill que se transformou no
monstruoso Mr. Hyde.

Há muitas sendas na prática da Mágica: você sabe aquela que seria melhor para você?

Há muitas tradições para escolher, por exemplo, Cabala, Egípcios, Gregos, Celtas,
Xamanismo, Wicca e todas as suas tradições como Gardnerianos, Alexandrinos, etc. Muitas
pessoas escolhem a tradição egípcia, pois é a mais fácil de ser reconhecida, mas não é a mais
fácil. A escolha de uma tradição demanda muito estudo e pesquisa, e nesta etapa, o que você
precisa saber é que existem muitas escolhas, e você saberá qual a sua no momento
adequado.

Parte do seu trabalho ao longo deste ano irá incluir um texto ou outro de algumas das mais
conhecidas Religiões de Mistérios, com algum trabalho prático para ajudar você a entender os
princípios destas. Nesta altura, você já deve Ter uma ideia do tipo de trabalho que está à sua
frente, e não apenas o tipo do trabalho, mas a quantidade dele também.

Você vai ouvir bastante sobre a Tradição dos Mistérios Ocidentais, e aí pode ser que você
necessite de algum esclarecimento. Muitos mestres de ocultismo modernos, e eu me incluo
entre eles, pensam que se você é descendente de europeus, esta é a melhor tradição para
você, entendido aqui que esta inclui a maior parte das tradições gregas, romanas, celtas, a
mesopotâmica, nórdica, Cabala, etc. Eu não estou de forma alguma dizendo que você não
possa seguir as tradições orientais, bem longe de mim isso! Quero dizer apenas que se você é
ocidental, você talvez veja o mundo com olhos de ocidental de forma mais fácil e imediata. Só
isso.

Você se vê como mago(a) ou místico(a) em potencial?

Uma das maiores ocultistas britânicas disse uma vez que "todo(a) mago(a) se transforma
num(a) místico(a) no fim". Eu tiraria a palavra "todo(a)", mas concordo que uma grande parte
eventualmente irá chegar ao ponto onde mágica e misticismo são um. Um grande exemplo de
como ocorre esta transição de mago para místico está no livro da autora americana Ursula Le
Guin, O Mago de Earthsea. Magos, apesar de poderem e trabalharem sozinhos, são mais
frequentemente encontrados dentro de um grupo de trabalho, enquanto que o místico em geral
trabalha sozinho. Este fato pode desempenhar um papel na sua escolha final quando chegar o
momento, mas deixe estas considerações de lado por enquanto. Tal decisão chegará no
momento certo para você escolher conforme suas aspirações.

O que v. pensa que é necessário para se tornar um(a) bom(boa) mago(a)?

Use a seguinte lista como uma indicação. Primeiramente, você deve Ter fé em alguma coisa,
mesmo se for fé em você mesmo. Você terá de Ter paciência, tolerância, compreensão,
curiosidade, e uma boa memória é vital, pois você em breve que terá de recorrer a tantas
fontes de informação que sua cabeça vai-se sentir como que a ponto de explodir: uma
enciclopédia vai parecer livro de bolso para o que você sentir vontade de saber! Você deverá
Ter interesse pelas coisas que se passam a seu redor e bom poder de observação. Uma
imaginação fértil é dos instrumentos básicos para um(a) mago(a). Saúde e um bom nível de
resistência física, pois a Alta Magia não é algo para fracotes. Bons conhecimentos gerais, bom
senso, interesse ou alguma habilidade manual. Senso de humor é vital: se você não rir com
seu(s) Deus(es), então deixe a mágica de lado para aqueles que sabem fazê-lo. Bom
equilíbrio, pois você ficará horas em pé algumas vezes, conhecimento de uma língua
estrangeira é muito útil, pois muito material ainda não foi traduzido para nosso idioma. Algum
conhecimento de matemática e lógica podem ser importantes em certas áreas, como
germânica, astrologia, etc. Ouvido musical é importante, pois um(a) mago(a) sem ouvido pode
passar trabalho em algumas áreas do trabalho de ocultismo. Amor pela natureza, poesia e arte
são especialmente úteis quando se trabalha com os Elementos. Estes são alguns requisitos
necessários, mas há muitos outros. Leia, leia sempre, mas não tome suas leituras como
definitivas. Sempre tenha em mente de que nada é fixo ou que permanece igual para sempre,
tudo muda e evolui e esta é uma das maravilhas do universo. Seja adaptável, use tudo que
estiver disponível, mas esteja preparado(a) para novas ideias, que, se forem melhores,
deverão ser adotadas. A tradição é linda, mas deve estar aliada à adaptação.

Você sabe o que quer dizer senda do Fogo da Lareira?

Este é o nome dado à vida diária quando vivida como uma tradição sagrada. A não ser que
você esteja destinado(a) a viver sozinho(a), então num determinado tempo e lugar você de
viver esta senda (ou caminho) e viver de acordo com seus princípios. Estes princípios são o
trabalho que você faz como médico(a), engenheiro(a), esposo(a), limpador(a) de rua, etc. Deve
ser uma obra realizada como tudo o que você tem de melhor, com amor, compreensão e
orgulho pelo seu trabalho. Pode também significar casar e partilhar sua vida com alguém,
compreender os altos e baixos desta pessoa, seus defeitos e qualidades. Significar tolerar os
defeitos do parceiro e as suas próprias. Esta senda também quer dizer criar seus filhos e
compartilhar a beleza do crescimento deles. Ensinar a eles a ver as coisas como são, mas
também mostrar-lhes um mundo mágico e misterioso de encantamentos. É fazê-los
conscientes de seu futuro papel como Guardiões da Terra/planeta, em termos de cuidados com
o mundo que nos cerca, com a manutenção de outras formas de vida. Esta é a senda mais
preciosa que você pode pensar em trilhar, mas muito poucos dão-se conta disto.

Se você está na adolescência ou tem vinte e poucos anos, leia todo este livro e então, a não
ser que você já esteja seguindo a Senda do Fogo da Lareira, deixe este livro de lado até Ter
progredido ao longo desta Senda tão preciosa dentre outras. Se você ignorar este conselho, a
Senda vai pegar você, e em algum ponto da sua vida, você terá de colocar de lado a Alta
Magia e cuidar da Lareira. Um dos estudantes mais promissores da Servants of the Light (SOL)
começou seus estudos com dezesseis anos, com a permissão por escrito de sua mãe. Seu
trabalho era brilhante para sua idade, mas quando ele foi para a universidade, ele teve a
coragem interior de deixar o curso de lado por alguns anos, sabendo que ele poderia retornar
quando estivesse pronto, mais maduro e com uma fundação mais sólida apoiando-o. Ele sem
dúvida estará mais forte e melhor por Ter mostrado tal força de propósito e determinação.

Se você já está a Caminho, ou seja, você tem emprego, é casado(a) ou tem parceiro(a) fixo(a),
certifique-se do seguinte:

1. Que seu parceiro não seja contra seus estudos, e que os estudos não sejam causa de briga
entre vocês.

2. Se você tiver sorte de Ter um parceiro ou interessado ou pelo menos que o apoie em seus
estudos, agradeça aos deuses por esta graça, e nunca permita que o tempo dos estudos
atrapalhe a vida de vocês.

Você tem ideia do que está se propondo ao trilhar o Caminho da Alta Magia?

Se, numa data futura, você se tornar num(a) mago(a) treinado(a) e com prática, você não terá
chegado a tal ponto sem alguma vez Ter-se dito a você mesmo: "... se eu tivesse tido sabido
que seria assim, não teria começado!" Não se preocupe, cada mago(a) desde Moisés já se
disse a mesma coisa de todo coração algumas vezes. Mas no fundo, eles sabem que fariam
tudinho desde o princípio. Pelo resto de sua vida, não importa qual o título ou honra que você
alcançar, você saberá ser um eterno aprendiz. Quando você atingir o topo de um nível, você
estará no degrau mais baixo do próximo. Mas você sabe que terá sempre algo novo para
aprender.

Até mesmo neste estágio, como noviço, espere sua vida, em geral, tomar o aspecto de uma
montanha russa. Porque você está mudando suas ideias e hábitos adquiridos em uma vida, a
sua própria inércia vai desencadear mudanças. É sabido que estudantes mudam de emprego,
casas, países e parceiros ao longo do primeiro ano de estudos de ocultismo. Os Níveis Mais
Elevados não acreditam em dar o que é oferecido sem testar o estudante até o limite. O
problema é que o que eles definem como o seu limite e o que você define como seu limite
tendem a diferir, e como! Este não é um cursinho de verão, mas um ano de trabalho duro, mas
as recompensas irão se mostrar não apenas nos Níveis Interiores. Você vai ver que sua vida
diária vai também melhorar. As meditações irão baixar sua pressão sanguínea, aliviar o stress
e melhorar sua saúde em geral. Você estará mais apto a compreender as pessoas e seus
problemas, e isto vai-se mostrar de muitas formas. Quando seus colegas de trabalho e vizinhos
e até mesmo seus parentes começarem a pedir a você conselhos sobre os problemas deles,
então você pode com certeza saber que seu eu interior começou a mostrar sua luz ao redor de
você.

A lição mais difícil de aprender é aceitar as inevitáveis lutas e não cair na tentação de desforra.
Isto é algo que o ocultismo compartilha com as artes marciais. Ambas fazem você mais forte,
de formas diferentes, ambas treinam você a atingir calma interior. As artes marciais ensinam
você a lutar, então treinam-no para não fazê-lo. O ocultismo treina você a controlar seu meio
ambiente, então mostra a você que tal controle não é necessário, que todas as coisas têm seu
próprio tempo.

Recomendo a todos os leitores considerar suas razões pessoais para fazer este curso com
bastante profundidade e sinceridade, especialmente aqueles que estão pela primeira vez
tomando contato com ocultismo. Se você desejar fazer de seus estudos apenas por interesse e
pesquisa, ok, desde que você compreenda que não pode praticar mágica sem antes Ter obtido
um certo treinamento. Treinamento este que irá exigir tempo, esforço e disciplina.