Você está na página 1de 5

Meio: Imprensa Pág: 18

País: Portugal Cores: Cor

Period.: Semanal Área: 18,80 x 26,00 cm²

ID: 76256745 09-08-2018 Âmbito: Desporto e Veículos Corte: 1 de 5

TESTE O 1.2 turbo a gasolina de 125 cv por menos 3000 € que Diesel 1.5 de 110 cv

: IN 'L1 A tC :5 n ! rt

Para que o novo Duster 4x2 Em 2017, o Sandero foi o


possa ser taxado como Classe 1 veículo mais vendido na Europa
nas portagens nacionais, a Dacia a clientes particulares, com
alterou os amortecedores o anterior Duster a ocupar
da frente: são 2 cm mais baixos o 2.° posto na categoria dos SUV

Passado
a pente fino
Nesta segunda geração, Duster mexido de fio a pavio, numa
evolução que transforma o conceito low cost' na expressão
dos três 'B': bom, bonito e barato! Melhor insonorizado e mais
cuidado, surpreende, até, com o motor 1.2 turbo a gasolina
por PAULO SÉRGIO CARDOSO

UALQUER que seja a pro-


veniência, o preço, a dimen-

Q são ou o motor, o mundo


atual está entregue aos SUV.
Universo que a Dacia. mar-
ca jovem do Grupo Renault,
também aderiu em 2010 coma anterior
e primeira geração do Duster. Em 2018,
ano de comemoração do 50.0 aniversá-
rio dq fabricante romeno, lançamento
da segunda geração do SUV, represen-
tando enorme salto evolutivo, da esté-
tica à tecnologia, passando, essencial-
mente, pelo apuro das sensações de
conforto.
Para tal, a motorização base de gama,
a gasolina (entenda-se como tal, por
ser 3000 e mais acessível face ao 1.5 dCi
de 110 cv) contribui para o superior
refinamento do Duster, por ter um tra-
balhar suave, quase inaudível ao ralen-
ti, o que é extensível a uma atuação li-
near e espontânea nos baixos regimes,
permitindo que se rode com uma rela- Opcional, por 200 €, boa resposta da mecânica a gasolina ao
ção de caixa (de seis velocidades) ele- o cartão-mãos correto escalonamento da caixa de ve-
vada e, quase sempre, a baixa rotação. livres faz a estreia locidades. ... _
: .
Esta última, manual, também prima na Dacia, no Duster. Pode dizer-se que a manifesta suavi-
pela suavidade e facilidade nas diver- O sistema funciona dade colocada na condução está, real- ,~-..;,_ - — --------
----c_—,----7,..._ — ---
-:
_
sas engrenagens. por aproximação, mente, assente na atuação desta mecâ- - -7.-
- —

Mesmo com reduzida cilindrada de acionando o fecho nica, mais solta que o Diesel, especial-
apenas 1,2 litros, mas generosos 125 cv central ao 'sentir' mente em cidade. A atuação do start-
sobrealimentados por turbo, o motor a o cartão a afastar-se -stop é muito discreta e existe, ainda,
gasolina não se acanha a acelerar de O do veículo modo de condução Eco que reduz a sen-
a 100 km/h abaixo de 11 segundos (me- e destranca sibilidade da resposta do acelerador.
didos: 10,8 s), aproveitando o peso con- as portas pouco Coma inclusão do ajuste emprofun-
tido do Duster, a rondar os 1300 kg. antes do condutor didade do volante e o ligeiro direciona-
Mas mesmo se estiver carregado, o Dus- chegar à viatura mento da consola central para o lado do
ter 1.2 TCe não se demite das suas res- condutor, o posto de condução surge
ponsabilidades familiares, aliando a mais ergonómico, incluindo o bom
Meio: Imprensa Pág: 19

País: Portugal Cores: Cor

Period.: Semanal Área: 18,80 x 26,00 cm²

ID: 76256745 09-08-2018 Âmbito: Desporto e Veículos Corte: 2 de 5

ratos GONÇALO MARI1N5


Meio: Imprensa Pág: 20

País: Portugal Cores: Cor

Period.: Semanal Área: 18,80 x 26,00 cm²

ID: 76256745 09-08-2018 Âmbito: Desporto e Veículos Corte: 3 de 5

Autoroco TESTE Motor 1.2 turbo a gasolina exibe grande suavidade de funcionamento

DACIA
DUSTER
1.2 TCE

Falta marcação de red line no


conta-rotações. Computador
de bordo inclui diversa
te útil! informação e a
leitura da mesma é fácil

1.4. toque da pele que reveste o volante. bem-eslar rolante, com ní- Os plásticos e materiais utilizados
Os comandos cio computador de bor- veis de conforto bem no habitáculo perderam o brilho que
do estão agora no volante e o monitor mais apurados e (final- lhes preenchia a etiqueta de excessiva-
(tátil) do sistema telemático surge em mente!) associados a mente baratos, sendo que tanto tablier
posição mais cimeira e fácil de aceder. menores índices de como a zona central da consola ganha-
Sendo maior por fora e por dentro que ruído de rolamento ram formas mais expressivas e originais.
todos os congéneres de preço equiva- e aerodinâmico. É Que nesta versão Prestige, a mais equi-
lente. o Duster tem na facilidade de aco- SUV que já foge ao pada da gania, surge bem acompanha-
lher ocupantes e bagagens importante conceito /ou, cost, da pelo efeito do monitor central tátil
trunfo que o poderá colocar na linha da podendo agora ser com sistema de navegação, ligação Blue-
frente na altura de escolha de carro utilizado em viagens tooth e câmara traseira de auxílio a ma-
novo lá para casa. Para pessoas de mo- de longo curso sem nobras de estacionamento (acompa-
bilidade mais reduzida, o acesso ao ha- que condutor ou passa- nhada pelos avisos sonoros do sensor)
"Maculo pode revelar-se algo elevado. geiros se sintam afetados ou ainda pelos revestimentos em pele
mesmo tendo o eixo dianteiro sofrido re- pelo cansaço — se os bancos nos bancos e zona central das portas.
baixamento forçado, em 20 mm. de for- dianteiros estão bem mais ergonó- A bagageira tem No capítulo da segurança, mais evo-
ma a que o Duster (4x2) seja taxado micos e cómodos. nos traseiros pode- muitos centímetros luções à vista, com a presença. de sé-
corno Classe 1 nas portagens nacionais. rá ser sentiria a falta de centímetros nas úteis em altura rie, cie alerta de veículo em angulo mor-
Mas onde o novo Duster dá sinais de costas (em altura) a acompanhar o tron- e profundidade, to e aviso de baixa pressão dos pneus.
superior evolução -crá
\ no conjugar do co de quem aí se sente. além de acesso O sistema de travagem laz também par-
largo. Sob o piso te do processo evolutivo do Duster, com
ainda pode ficar distâncias mais curtas e superior con-
alojada a roda sistência e resistência. Receita de vir-
sobressalente tudes aplicada à direção, embora ain-
da com alguma sensação de menor
controlo a velocidades mais elevadas.
Enquanto SUV, o Mister tem o con-
dão de estar devidamente preparado
para enfrentar caminhos menos bons.
com boa altura ao solo e suspensões
bem resistentes. •

O lançamento desta segunda geração do Dus-


ter permite à Bacia, afastar-se, de facto, do con-
ceito /ow cost, não obstante o preço continuar
a ser das principais virtudes do modelo, para mais
com esta motorização a gasolina. É que o mui-
to suave 1.2 TCe de 125 cv participa atívamen-
te no somar de qualidades dinâmicas do novo
SUV, aliando performances justas a grande sua-
vidade de ação. Os consumos, não sendo conti-
dos, ficam abaixo dos 7,5 11100 km.
Meio: Imprensa Pág: 21

País: Portugal Cores: Cor

Period.: Semanal Área: 18,80 x 26,00 cm²

ID: 76256745 09-08-2018 Âmbito: Desporto e Veículos Corte: 4 de 5

Não é o R-Link da Renault,


Ficha técnica
DACIA DUSTER
mas o sistema inclui GPS,
1.2TCE PRESTIGE
Bluetooth e análise ecológica
0 MOTOR
da condução, além de projetar Arquitetura 4 cilindros em linha
a imagem da câmara traseira Capacidade 1197 cc
Alimentação Ini.direta, turbo, interr.. '
Distribuição 2 a.c.c./16 v
Potência 125 cv/5300 som
Binário 205 Ilm/2300 rpm
0 TRANSMISSÃO
Tração Dianteira
Caixa de velocidades Manual de 6 velocidades
O CHASSIS
Suspensão F Ind. MtPherson
Suspensão T Eixo de torção
—liavões F/T Discos melados/Tambores
DitAião/Diâmetro de viragem
Elétrica/10,1 m
o DIMENSÕES E CAPACIDADES
Comprflareura/Altura 4.341/1,804/1.693 m
Distância entre eixos 2.674 m
Mala 445-1478 litros
Depósito de combustival 50 litros
m equipada versão ,
Pneus F 215/60 R17
Prestige oferece, de serie, Pneus T 215/60 817
estofos em pele. Boas cotas Pese 1275 kg
habitáveis; as costas dos RelaçãoPs40/PolêrlFia 10,2 keltv
O PRESTACÕES E CONSUMOS OFICIAIS
gares traseiros são baixas •
Vel. máxima 177 kin/h
Acel. 0-100 km/h 10.4 s
Consumo médio 6,21/100 km

00000 Fabuloso
0000 Muito bom MEDIÇÕES
000 Apenas razoável
00 Não satisfaz 0-100 / 130 km/b 10,8 / 18,4
o Demasiado fraco Preço 0-400 / 111110 m 17,6 / 3Z4 s
Equipamento > Consumos 0 RECUPERA OES
Conforto 40-80 km/h (33 5,8s
> Alguns plásticos
60-100 km/h_13,714.'/51 6.1/0/11s
Espaço e mala > Costas dos 80-120 km/h (4.'/5.'/6. 9.1 / 11.5 / 15,7 s
Garantia geral bancos traseiros O TRAVAGEM
Interior
> Direção ainda 100.0/50-0 km/b 38,7 / 9,6 ni
Conforto
O CONSUMOS
Motor/Transmissão algo vaga em AE
Conseme médio \/ 7,31/100 km
Dinâmica
Autonomia 884 km
Economia
0 TOTAL EQUIPAMENTO BACIA
Airbeqs laterais F/T sni
Airbags de cortina S
Alarme H
Aviso da pressão depneus
Assistente de ângulo morto S
Assistente de faixa de rodassem
Avise de aproximação N
Faróis hixénon/IED 11/11 (LED [lumes)
Head up_display
Travagem automática
Acesso Mãos-livres 200 €
Ar condicionado manual S Desamão: 300 €3
Bancos em.pele S
Bluetoath S
Caixa automática H
CluiseCenuni S (c/ limitador de velocidade)

O PREÇO 18.400 €
O UNIDADE ENSAIADA 19.080 € • —

• Inclui pintura metalizada 'Laranja Atacama' (390 Cl.


pneu sobressalente 190 Cl e cartão Mãos-Livres (200 Cl
Meio: Imprensa Pág: 1

País: Portugal Cores: Cor

Period.: Semanal Área: 14,74 x 2,80 cm²

ID: 76256745 09-08-2018 Âmbito: Desporto e Veículos Corte: 5 de 5

>TESTE ,ik~ DACIA DUSTER 1.2 TCe

TODOS
OS SEGREDOS
DO SUV
ELÉTRICO
DA MERCEDES