Você está na página 1de 105

Curso: Noções de

Contabilidade
Formadora: Susana Rainho
A Contabilidade
nas Organizações

Form: Susana Rainho 2


Tradicional

 Arte de recolher, classificar e sumariar, em termos quantitativos, as


transações e acontecimentos de carácter financeiro e de interpretar
os resultados obtidos.

Form: Susana Rainho 3


Atual

 Prestadora de serviços, tendo como objetivo fornecer informação


quantitativa e fidedigna, principalmente de natureza financeira, da
entidade económica, de modo a ajudar os seus utilizadores nas
tomadas de decisões.

Form: Susana Rainho 4


A evolução e o papel da
Contabilidade como instrumento de
Gestão

 A Contabilidade consiste na utilização de um


método de registo (Método Contabilístico) dos
factos patrimoniais ocorridos numa empresa de
forma a permitir a sua relevância patrimonial geral
e sistemática.

 Método Contabilístico é um processo de


tratamento da informação sobre alterações do
património da empresa.
Form: Susana Rainho 5
Princípios Gerais da Contabilidade

 Princípios contabilísticos:
( De acordo com o POC Dec..... – Lei nº 44/99, de 12 de
Fevereiro)
 Da continuidade: Considera-se que a
empresa opera continuamente, com
duração ilimitada. Desta forma, entende-se
que a empresa não tem intenção nem
necessidade de entrar em liquidação ou de
reduzir significativamente o volume das
suas operações.
Form: Susana Rainho 6
Princípios Gerais da
Contabilidade

 Da consistência: Considera-se que a empresa não altera


as suas políticas de um exercício para o outro, se o
fizer e a alteração tiver efeitos materialmente
relevantes, esta deve ser referida de acordo com o
anexo.

Form: Susana Rainho 7


Princípios Gerais da
Contabilidade
 Da especialização (ou do acréscimo): Os
proveitos e os custos são reconhecidos
quando obtidos ou incorridos,
independentemente do seu recebimento ou
pagamento, devendo incluir-se nas
demonstrações financeiras dos períodos a
que respeitam.

Form: Susana Rainho 8


Princípios Gerais da
Contabilidade

 Do custo histórico: Os registos devem basear-se em


custos de aquisição ou de produção, quer a euros
nominais, quer a euros constantes.

Form: Susana Rainho 9


Princípios Gerais da Contabilidade

 Da prudência: Significa que é possível integrar nas


contas um grau de precaução ao fazer as estimativas
exigidas em condições de incerteza sem, contudo,
permitir a criação de reservas ocultas ou provisões
excessivas ou a deliberada quantificação de ativos e
proveitos por defeito ou de passivos e custos por
excesso.

Form: Susana Rainho 10


Princípios Gerais da
Contabilidade

 Da substância sobre a forma: As operações devem ser


contabilizadas atendendo à sua substância e à
realidade financeira e não apenas à sua forma legal.

Form: Susana Rainho 11


Princípios Gerais da
Contabilidade

 Da materialidade: As demonstrações financeiras devem


evidenciar todos os elementos que sejam relevantes e
que possam afetar avaliações ou decisões pelos utentes
interessados.

Form: Susana Rainho 12


Património

Conjunto de valores utilizados pela unidade económica no


exercício da sua actividade, ou seja, todos os valores
sujeitos a uma gestão e afectos a um determinado fim.
(ex: mercadorias, edifícios, dívidas)

Form: Susana Rainho 13


Património

Duas classes de elementos patrimoniais:

 Ativo: aquilo que se possui ou se tem a


receber (valores positivos)
 Passivo: aquilo que se deve, o que se tem a
pagar (valores negativos)

Form: Susana Rainho 14


Património

 É a soma algébrica das duas classes de elementos

Form: Susana Rainho 15


Património

À expressão numérica do Património chama-se:


 Situação Líquida
 Capital Próprio
ou
 Património Líquido

Form: Susana Rainho 16


Património
Exemplo:
 Ativo (bens e direitos)

Numerário (dinheiro) 13 500€

Edifícios 100 000 €

Viaturas 25 000 €

Dívidas a receber 10 000 €

148 500 €

Form: Susana Rainho 17


Património

 Passivo (obrigações)

Dívidas a pagar 50 000 €


(fornecedores)
Empréstimos bancários 80 000 €

130 000 €

Form: Susana Rainho 18


Património

 Valor do Património

Ativo 148 500

Passivo 130 000

Valor do património da Empresa A 18 500

Form: Susana Rainho 19


Situação Patrimonial

ACTIVO > PASSIVO S. L. Ativa

ACTIVO = PASSIVO S. L. Nula

ACTIVO < PASSIVO S. L.Passiva

Form: Susana Rainho 20


Equação Fundamental da
Contabilidade

ATIVO+S.L.PASSIVA=PASSIVO+S.L.ACTIVA

ATIVO = CAPITAL PRÓPRIO + PASSIVO

Form: Susana Rainho 21


Inventário

É uma relação dos elementos patrimoniais com indicação


do seu valor:
 Identificação
 Descrição e classificação
 Valorização

Form: Susana Rainho 22


Balanço

 Estabelece uma comparação entre o ativo e o passivo


para determinação do valor da situação líquida.

Form: Susana Rainho 23


Conta

 Partes Constitutivas

- Título (Denominação própria) (ex: caixa,


depósitos à ordem, etc..)

- Valor (Extensão) ( ex: €10, €5, etc..)

Form: Susana Rainho 24


Requisitos da Conta

 Homogeneidade – Contém elementos que


obedeçam à característica comum que ela
define; (ex: dívida de um cliente regista-
se obrigatoriamente numa conta de
dívidas a receber)
 Integralidade – Contém todos os
elementos que gozam da característica
comum por ela definida; (ex: a conta de
mercadorias deverá incluir todos os tipos
de mercadorias transacionados pela
empresa, assim como as suas variações)
Form: Susana Rainho 25
Apresentação das principais contas
Ativo: onde se registam os bens e os créditos da empresa sobre terceiros

Passivo: onde se registam as obrigações da empresa face a terceiros

Capital Próprio: resulta da diferença entre os direitos e as obrigações


constituídas

Custos/Proveitos: onde se registam os encargos e rendimentos que a


empresa vai gerando

Form: Susana Rainho 26


Divididas em 5 grandes grupos:

 Contas de meios monetários e


disponibilidades ( Classe 1)

 Contas de terceiros e antecipações(


Classe 2)

 Contas de existências ( Classe 3)

 Contas de imobilizações ( Classe 4)

 Contas de regularização( Classe 1)

Form: Susana Rainho 27


Contas de meios monetários e
disponibilidades

Contém as contas onde estão


representados os elementos
patrimoniais que já são dinheiro, ou
rapidamente o podem ser.

Disponibilidades imediatas – meios


líquidos de pagamento (moeda e
depósitos)
Aplicações de tesouraria – Operações
financeiras de curto prazo
Form: Susana Rainho 28
Classe 1:
Disponibilidades

Form: Susana Rainho 29


11 – Caixa
12 – Depósitos à ordem
13 – Outros Depósitos Bancários
14 – Outros Instrumentos Financeiros

Form: Susana Rainho 30


Contas de Terceiros

 Contas de terceiros – registam-se as


dívidas a receber e a pagar pela
empresa

 Contas de acréscimos e diferimentos


– movimenta despesas e receitas
verificadas no exercício económico
correspondente ao exercício seguinte
e gastos e rendimentos cuja
despesa/receita ocorre apenas no
exercício económico seguinte.
Form: Susana Rainho 31
Classe 2:

CONTAS A RECEBER E A PAGAR

Form: Susana Rainho 32


21 – Clientes
22 – Fornecedores
23 – Pessoal
24 – Estado e Outros Entes Públicos
25 – Financiamentos Obtidos
26 – Acionistas (sócios)
27 – Outras contas a Receber e a Pagar
28 – Diferimentos
29 - Provisões

Form: Susana Rainho 33


Contas de Existências

 São todos os bens armazenáveis, adquiridos ou produzidos pela


empresa e que se destinam à venda ou a serem incorporados na
produção. Podem ser classificados em:
 Matérias primas;
 Matérias subsidiárias;
 Produtos em curso;
 Subprodutos e resíduos;
 Produtos acabados;
 Mercadorias.

Form: Susana Rainho 34


Classe 3:

INVENTÁRIOS E ACTIVOS BIOLÓGICOS

Form: Susana Rainho 35


31 – Compras
32 – Mercadorias
33 – Matérias – Primas, Subsidiárias e de
Consumo
34 – Produtos acabados e intermédios
35 – Subprodutos, Resíduos e Refugos
36 – Produtos e Trabalhos em Curso

39 – Adiantamentos por conta de compras

Form: Susana Rainho 36


Representação Gráfica

 A conta apresenta-se na forma de “T”


Débito Título da Conta Crédito

(lado esquerdo) (lado direito)

Form: Susana Rainho 37


Movimentar Contas

Form: Susana Rainho 38


 Debitar uma conta significa inscrever uma certa quantia no lado do
débito

 Creditar uma conta é efetuar o registo dum valor no lado do crédito

 A diferença entre o débito e o crédito duma conta, no momento


considerado, chama-se saldo

Form: Susana Rainho 39


Saldo de Contas

 Saldo devedor – o débito é maior que o crédito : D > C


 Saldo credor – o débito é menor que o crédito : D < C
 Saldo nulo – o débito é igual ao crédito : D = C

Form: Susana Rainho 40


Classificação

Form: Susana Rainho 41


 Contas do Ativo – Compreendem todos os elementos
com a característica de serem propriedade do titular
do património

 Contas do Passivo – Compreendem todas as


obrigações pecuniárias que o titular do património
terá que satisfazer

 Contas de Situação Líquida – Englobam os valores


patrimoniais abstratos (diferença entre o Ativo e o
Passivo)

Form: Susana Rainho 42


Contas

 Subcontas ou contas divisionárias são subdivisões de outras contas.

Partindo de uma conta do 1º grau, as suas subdivisões imediatas serão


respectivamente do 2º, 3º, .....enésimo grau

Form: Susana Rainho 43


Form: Susana Rainho 44
 Caixa (11)
Inclui as notas de banco e moedas, cheques, vales
postais (nacionais e estrangeiros);
 Depósitos à Ordem (12)
Regista o movimento das contas bancárias (à ordem) das
empresas;
 Outros Depósitos Bancários (13)
Inclui os depósitos a prazo e outros depósitos.
 Outros Instrumentos Financeiros (14)
Visa reconhecer todos os instrumentos financeiros que
não sejam caixa (conta 11) ou depósitos bancários que
não incluam derivados (contas 12 e 13)

Form: Susana Rainho 45


Caixa (conta 11)

-Saldo inicial -Pagamentos


-Recebimentos
(pelas vendas e (pelos pagamentos
prestações de serviços efetuados em
efetuadas a dinheiro; numerário;
pelos recebimentos de pelos depósitos
clientes; efetuados em
pelos levantamentos numerário).
efetuados em banco
para reforço de Caixa).

Form: Susana Rainho 46


Depósitos à ordem (conta 12)

-Saldo inicial -Cheques emitidos


-Depósitos efetuados -Transferências para
-Cobranças (títulos e terceiros
cheques) -Transferências para
-Transferências de outras contas de
terceiros depósitos
-Juros vencidos pelos
depósitos

Form: Susana Rainho 47


 Clientes (21):

Engloba as dívidas a receber pela empresa


resultantes da venda de mercadorias e produtos ou
de serviços prestados.

 Clientes – Títulos a receber (212):


Inclui as letras sacadas sobre os clientes c/c, ou
por si endossadas e ainda os extratos de fatura e as
livranças

Form: Susana Rainho 48


 Empréstimos concedidos (218)
Inclui as dívidas a receber de terceiros, resultantes
de empréstimos
 Outros devedores (217)
Respeita às dívidas de terceiros que não estejam
abrangidas pelas contas anteriores

Form: Susana Rainho 49


Clientes(conta 21)
-Facturas emitidas -Pagamentos de clientes
-Notas de débito -Saques de letras ou
-Anulação de letras outros títulos de
crédito
-Notas de Crédito
-Devolução de vendas
-Dívidas de cobrança
duvidosa
-Anulação de
adiantamentos

Form: Susana Rainho 50


 Inventários e Ativos Biológicos (Mercadorias) (Classe 3)

Respeita aos bens existentes na empresa com


destino à venda e não sujeitos a qualquer
transformação no seu seio; no seu preço de custo
devem ser incluídas as despesas adicionais de
compra;
 Investimentos (Classe 4)

Inclui as participações de capital e outros títulos


adquiridos pela empresa para rendimento ou
controlo de outras empresas. Devem ser também
aqui englobados os títulos da dívida pública;

Form: Susana Rainho 51


COMPRAS
– Existências (conta 31)
• São ativos adquiridos pela empresa:
 com destino a venda (mercadorias)
 a incorporar nos produtos finais (matérias primas) ou a
consumir no
 decurso do processo produtivo (matérias subsidiárias)
 E ainda os resultantes da produção para venda
(produtos acabados, subprodutos e produtos em curso)
– Outros bens e serviços (contas 62x)

Form: Susana Rainho 52


COMPRAS
 As existências adquiridas são valorizadas ao custo de
aquisição que inclui:

– O preço de compra;

– Direitos de importação;

– Outros impostos não dedutíveis;

– Custos de transporte e manuseamento;

– Outras despesas diretamente atribuíveis à compra existências


(conta 31)

• Exclui:

– Os descontos comerciais

– Os abatimentos, outras reduções


53

Form: Susana Rainho


COMPRAS

 Movimentação da conta 31:


• A débito:
– pelo preço de compra e despesas adicionais de compra
• A crédito:
– pelas devoluções;
– pelos descontos e abatimentos comerciais;
– pelas anulações e correções de facturas;
– pela entrada dos bens em armazém;

Form: Susana Rainho 54


COMPRAS

Form: Susana Rainho 55


COMPRAS

Form: Susana Rainho 56


COMPRAS
DEVOLUÇÕES COMPRAS

Form: Susana Rainho 57


Movimentação
Inventários e Ativos Biológicos ( classe3)

Matérias primas – são bens que não se destinam a venda mas a serem incorporados em novos produtos;

Matérias subsidiárias – são bens que, nem sempre incorporados num determinado produto, concorrem direta ou indiretamente para a sua produção

Produtos em curso

Subprodutos e resíduos

Produtos acabados

Mercadorias

Form: Susana Rainho


(Entradas em (Saídas de armazém)
armazém) Custo das vendas de
Compras mercadorias
Custo das Devoluções de
devoluções de compras
vendas

58
 Equipamento administrativo (435)

Inclui os diferentes elementos patrimoniais que a


empresa dispõe para exercer a sua actividade, tais
como: mesas, cadeiras, estantes, máquinas de
escritório, aquecedores, etc.;
 Edifícios e outras construções(432)

Respeita aos edifícios fabris, administrativos e


habitacionais, utilizados na actividade;
 Equipamento de transporte(434)

Respeita às aquisições de camionetas, automóveis,


motociclos, etc., para uso da empresa

Form: Susana Rainho 59


 Ativos Fixos Intangíveis(Imob. Incorpóreas) (conta 44)

Inclui elementos patrimoniais sem existência física,


tais como trespasses, patentes, marcas, alvarás,
licenças, concessões, gastos de constituição e de
organização da empresa, de aumentos de capital,
estudos e projetos;

Form: Susana Rainho 60


Movimentação

Ativos Fixos Tangíveis e Intangíveis


(CLASSE 4)
Aquisição amortização
Anulação de
amortização

Form: Susana Rainho 61


Form: Susana Rainho 62
 Fornecedores c/c (221)

Engloba todas as dívidas a pagar, resultantes da


aquisição, pela empresa, de bens e serviços com
exceção dos destinados ao imobilizado;
 Fornecedores – Títulos a pagar(222)

Inclui os débitos a fornecedores que se encontrem


representados por letras ou outros títulos de
crédito;
 Empréstimos Obtidos(25)

Engloba os financiamentos contraídos pela empresa

Form: Susana Rainho 63


Fornecedores (conta 22)

-Pagamentos -Saldo inicial


- Notas de Crédito de -Facturas de
Fornecedores fornecedores
-Devoluções de compras -Notas de débito de
-Aceite de letras e fornecedores
outros títulos -Anulação de letras e
-Anulação de outros títulos
adiantamentos

Form: Susana Rainho 64


Financiamentos Obtidos
(conta 25)
-Reembolso do -Contracção do
empréstimo empréstimo
-Valor do juros
vencidos

Form: Susana Rainho 65


 Estado e outros Entes Públicos (conta 24)

São aqui registadas as dívidas resultantes de


imposto sobre o rendimento de pessoas coletivas
(IRC), imposto sobre o rendimento de pessoas
singulares (IRS), imposto sobre o valor acrescentado
(IVA), imposto municipal sobre veículos, imposto
municipal sobre imóveis (IMI), contribuições para a
segurança social – taxa social única (TSU);

Form: Susana Rainho 66


Movimentação

Estado e outros Entes Públicos (conta 24)

-Pagamento das dívidas -Dívidas ao Estado,


-Pagamentos por conta Autarquias e
Segurança social

Form: Susana Rainho 67


 Outros Contas a receber e a pagar (conta 27)

Respeita às dívidas para com terceiros, que não


estejam contempladas nas contas precedentes.

Form: Susana Rainho 68


CLASSE 5 :

CAPITAL, RESERVAS E RESULTADOS

TRANSITADOS
Form: Susana Rainho 69
 Capital ( conta 51)

Para as sociedades esta conta respeita ao capital


nominal subscrito.
Regista também o capital fixado dos
estabelecimentos individuais de responsabilidade
limitada e o capital inicial das empresas públicas.
Para as empresas em nome individual esta conta
compreende não só o capital inicial e adquirido, mas
ainda as operações de natureza financeira com o
respectivo proprietário.

Form: Susana Rainho 70


Movimentação

Capital
(CLASSE 5)

Reduções de capital Capital nominal


subscrito
Aumentos de capital

Form: Susana Rainho 71


 Reservas ( conta 55)

São contas constituídas em geral à base da retenção de


retenção de lucros, visando o aumento dos meios de
ação das empresas (autofinanciamento), etc.;
 Resultados ( classe 8)

Esta conta visa o apuramento do resultado de cada


exercício económico.

Form: Susana Rainho 72


Movimentação das contas

 Contas do Ativo

Debitam-se pelos aumentos e creditam-se pelas


diminuições

 Contas do Passivo

Creditam-se pelos aumentos e debitam-se pelas


diminuições

Form: Susana Rainho 73


Normalização Contabilística

Normas relativas à recolha e tratamento de dados


nomeadamente:
 Quadro de contas
 Conteúdo e regras de movimentação e articulação
das contas
 Mapas modelo para as demonstrações financeiras
 Princípios contabilísticos e critérios valorimétricos

Form: Susana Rainho 74


Plano de Contas

 10 Classes codificadas de 1 a 0
 As contas 1,2,3,4,5 e 8 conduzem à construção do
balanço
 As contas 6 e 7, conjugadas com as existências
iniciais e finais de produção permitem a
determinação dos resultados do exercício
 As contas 9 e 0 ficam reservadas à contabilidade
interna, analítica, de custos ou de gestão e ao
tratamento de outras informações, entre as quais
as designadas “contas de ordem”

Form: Susana Rainho 75


Diários

Form: Susana Rainho 76


Caixa
Entradas e saídas em numerário
Bancos
Cheques emitidos, depósitos efetuados, custos
bancários, débitos e créditos de letras e livranças,
juros devedores, juros credores
Clientes
Facturas, Notas de débito e de crédito (Vendas
ou prestação de serviços)
Fornecedores
Facturas, Notas de débito e de crédito (compras
de produtos ou serviços)

Form: Susana Rainho 77


Movimentação Contas

Form: Susana Rainho 78


Movimentação

Acionistas (cta 26)

-Pagamento dos lucros -atribuição dos lucros

Form: Susana Rainho 79


Outras contas a receber e a pagar
conta 27

-Pagamentos -Compra de bens e


-Pagamentos de serviços(a crédito) p/
remunerações imobilizado
-Anulação da entrega -Remunerações líquidas a
adiantada pagar ao pessoal, quando
do processamento
-Adiantamentos de Clientes

Form: Susana Rainho 80


Diferimentos (conta 28)

“os Rendimentos e os gastos são reconhecidos


quando obtidos ou incorridos,
independentemente do seu recebimento ou
pagamento, devendo incluir-se nas
demonstrações financeiras dos períodos a que
respeitam”

Form: Susana Rainho 81


Acréscimos e diferimentos

Despesas:

São obrigações de carácter financeiro


(aquisições de bens e serviços
independentemente do seu pagamento ou
consumo);
Gastos:

São consumos e utilizações de bens e


serviços, independentemente da sua
aquisição;

Form: Susana Rainho 82


Acréscimos e diferimentos

Receitas:

São direitos de carácter financeiro (vendas


de bens e prestação de serviços
independentemente do seu recebimento
ou da sua formação);
Proveitos:

Correspondem à produção de bens ou


serviços, independentemente da sua
venda;

Form: Susana Rainho 83


Movimentação

Acréscimos e diferimentos

-proveitos a receber no -recebimento de


exercício seguinte proveitos
-pagamento da despesa -custos com despesas
-Pagamento das férias diferidas
-Remunerações a pagar
(Férias)

Form: Susana Rainho 84


Movimentação

Provisões para cobrança duvidosa (representam meios


contabilísticos com vista a cobrir eventuais prejuízos de
montante incerto, resultantes de falta de recebimento de
dívidas)

-Redução do seu -Constituição e


montante reforço

Form: Susana Rainho 85


Movimentação

Provisões para riscos e encargos

regista responsabilidades derivadas dos riscos de


natureza específica e provável (contingências)

-Anulação e reposição -Constituição e reforço


(quando a (no fim do
provisão existente exercício face aos
exceda os encargos previstos
encargos que se decorrentes de
prevêem suportar) situações
pendentes)

Form: Susana Rainho 86


COMPRAS
OUTS BENS E SERVIÇOS
Compras de outros bens e serviços (conta 62):
• Outros bens (não aprovisionáveis):
– Energia
– Combustíveis
– Ferramentas e utensílios de desgaste rápido
– Materiais reparação
– Material de escritório, etc..
• Serviços:
– Subcontratos
– Trabalhos especializados
– Honorários (retenção na fonte de IRS)
– Transportes mercadorias
– Conservação e reparação
– Rendas e alugueres 87
Form: Susana Rainho
Gastos

 Custos de produção
 Custos de distribuição
 Custos comerciais
 Custos de administração
 Custos fixos
 Custos variáveis
 Custos diretos
 Custos indiretos
 etc.

Form: Susana Rainho 88


Gastos Diretos

 Todos os gastos originados por determinado produto ou serviço

Form: Susana Rainho 89


Gastos indiretos

 Gastos originados por outros serviços, desconhecendo-se no momento da


efetivação o seu destino final

Form: Susana Rainho 90


GASTOS (CLASSE 6)

 Matérias primas
 Mão de obra
 Gastos gerais

Form: Susana Rainho 91


Matérias primas

 Compra (requisição) (conta 312)


 Receção e verificação (guias dos
fornecedores)
 Registo e conferência das facturas (faturas +
guias+ requisição)
 Liquidação das facturas (facturas conferidas
+ doc tesouraria)

Form: Susana Rainho 92


Movimentação

Fornecimentos e serviços externos


(CTA 62)
consumos Anulação
(estorno)

Form: Susana Rainho 93


Custo total
de
mão-de-obraEncargos
patronais

Custo total
Salário deduções
da
Mão-de-obra
Salário recebido
bruto Salário líquido pelos
trabalhadores

Form: Susana Rainho 94


Encargos do Trabalhador

 Taxa social única (conta 245)


 IRS (conta 242)

Form: Susana Rainho 95


Encargos da Entidade Patronal
 TSU
 Seguro
 Medicina no trabalho
 Férias
 Subsídio de férias
 Subsídio de natal
 Feriados e faltas remuneradas
 Higiene e segurança no trabalho
 Subsídio de almoço
 Indemnização por cessação do contrato

Form: Susana Rainho 96


Movimentação

Gastos com pessoal


(Conta 63)

Valor ilíquido dos Anulação (estorno)


ordenados e
salários

Form: Susana Rainho 97


Movimentação

Gastos de Depreciação e Amortização


Conta 64
Amortizações dos Anulação (estorno)
Ativos Fixos

Form: Susana Rainho 98


Movimentação

Provisões do Período
Conta 67
Provisões p/ cobrança Anulação (estorno)
duvidosa
Prov p/ riscos e
encargos

Form: Susana Rainho 99


Movimentação

Custos e perdas financeiras


Conta 68
Juros suportados Anulação (estorno)
Amortizações de
imóveis para
rendimento
Prov p/ aplicações
financeiras
Diferenças de câmbio
desfavoráveis
Descontos de p.p.
Concedidos
Perdas na alienação de
aplicações de
tesouraria
Outros

Form: Susana Rainho 100


Movimentação

Custos e perdas extraordinários


Conta 69

Donativos Anulação (estorno)


Dívidas incobráveis
Perdas em existências Indemnizações
Perdas em Produto da venda
imobilizações
Multas e penalidades
Aumentos de
amortizações e
provisões
Correcções relativas a
exercícios
anteriores
Outros

Form: Susana Rainho 101


Movimentação

Rendimentos e Proveitos
(Classe 7)

Anulação (estorno) Vendas


Devoluções de clientes Prestações de serviços
Descontos e abatimentos Proveitos suplementares
Subsídios à exploração
Trabalhos para a própria
empresa
Outros proveitos e
ganhos operacionais
Proveitos e ganhos
financeiros
Proveitos e ganhos
extraordinários

Form: Susana Rainho 102


Movimentação

Resultados operacionais

Custos operacionais Transferência dos


Anulação de proveitos
existências iniciais operacionais
de produção Registo das existências
Transferênciada finais de produção
regularização de Transferênciada
existências iniciais regularização de
de produção(Sd) existências iniciais
Transferência do lucro de produção(Sc)
operacional Transferência do
prejuízo
operacional

Form: Susana Rainho 103


Movimentação

Resultados financeiros

Custos financeiros Transferência dos


proveitos
Transferência do lucro financeiros
financeiro Transferência do
prejuízo financeiro

Form: Susana Rainho 104


Balanço

É a reprodução do Balancete final, com as contas reagrupadas e


ordenadas

Form: Susana Rainho 105