Você está na página 1de 7

Problemas

°10 Um mastro de alumínio tem 33 m de altura. De quanto seu com-


.-.••o número de pontos indica o nível de dificuldade do problema.
primento aumenta quando a temperatura aumenta de 15 CO?
°11 Determine a variação no volume de uma esfera de alumínio co
Seção 18-4 Medindo Temperatura
um raio inicial de 10 em quando a esfera é aquecida de O,O°Cparz
°1 Dois termômetros de gás a volume constante são construídos, um 100°C.
com nitrogênio e o outro com hidrogênio. Ambos contêm gás sufi- °12 Qual é o volume de uma bola de chumbo a 30,00°C se o s _
ciente para que P3 = 80 kPa. (a) Qual é a diferença de pressão entre volume é 50,00 em' a 60,00°C?
os dois termômetros se os dois bulbos estiverem em água no ponto
de ebulição? (Sugestão: Veja a Fig. 18-6.) (b) Que gás está numa °13 A 20°C, um cubo de bronze tem um lado de 30 em, Qual é

pressão mais alta? aumento na área da face do cubo quando ele é aquecido de 20°C aa
75°C?
°2 Suponha que a temperatura de um gás seja 373,15 K quando ele
está no ponto de ebulição da água. Qual é, então, o valor limite da 001\ A 20°C, uma haste tem exatamente 20,05 em de comprimen
razão entre a pressão do gás no ponto de ebulição e sua pressão no alinhada com uma régua de aço. Tanto a haste como a régua sã
ponto triplo da água? (Suponha que o volume do gás é o mesmo em colocadas em um fomo a 270°C, onde a haste mede agora 20,11 c
ambas as temperaturas.) na mesma régua. Qual é o coeficiente de expansão linear do mater-
al do qual a haste é feita?
°3 Um termômetro consiste em dois bulbos com gás, cada um em
um banho térmico de água, como mostrado na Fig. 18-28. A dife- 0°15 Uma xícara de alumínio de 100 em' de capacidade está com-

rença de pressão entre os dois bulbos é medida por um manômetro pletamente cheia com glicerina a 22°C. Quanta glicerina, se alge-
de mercúrio, como mostrado. Re- ma, será derramada se a temperatura da glicerina e da xícara su .
servatórios apropriados, não mos- para 28°C? (O coeficiente de expansão volumétrica da glicerina _
trados na figura, mantêm os volu- 5,1 X 1O-4/Co.)
mes nos dois bulbos constantes. oo~ Quando a temperatura de um cilindro de metal é aumentada
Não há diferença de pressão quan- O,O°Cpara 100°C, seu comprimento aumenta de 0,23%. (a) Deter-
do os dois banhos estão no ponto mine o aumento percentual na densidade. (b) Qual é o metal? Use
triplo da água. A diferença de pres- Tabela 18-2.
são é 120 torr quando um banho Fig. 18-28 Problema 3.
está no ponto triplo e o outro está ooi7 Uma haste de aço tem um diâmetro de 3,000 cma 25,00°C. c-
no ponto de ebulição da água. Ela é 90,0 torr quando um banho está anel de bronze tem um diâmetro interno de 2,992 em a 25,00°C. E=:
no ponto triplo da água e o outro está em uma temperatura desco- que temperatura comum o anel se ajustará à haste?
nhecida a ser medida. Qual é a temperatura desconhecida? oOlS Quando a temperatura de uma moeda de cobre é aumentada r ,
100 C", seu diâmetro aumenta em 0,18%. Com precisão de dois a-
Seção 18-5 As Escalas Celsius e Fahrenheit garismos significativos, determine o aumento percentual (a) na '
da face, (b) na espessura, (c) no volume e (d) na densidade da moe-
°4 Em que temperatura a leitura da escala Fahrenheit é igual a (a)
da. (e) Calcule o coeficiente de expansão linear da moeda.
duas vezes a da escala Celsius e (b) metade daquela na escala
Celsius? 00''9Um tubo de vidro vertical de 1,28 m de comprimento e -
semipreenchido com um líquido a 20oe. De quanto a altura da
°5 (a) Em 1964, a temperatura da vila de Oymyakon na Sibéria atin-
luna do líquido irá variar quando o tubo for aquecido para 30°C
giu -71°C. Que temperatura é esta na escala Fahrenheit? (b) A mais
Considere avidro = 1,0 X 1O-5/K e {3líquido = 4,0 X 1O-5/K.
alta temperatura oficialmente registrada nos Estados Unidos foi de
134°F no Vale da Morte, Califórnia. Que temperatura é esta na es- 0°20 Em um certo experimento, uma pequena fonte radioati _
cala Celsius? deve se mover com velocidades selecionadas extremamente b -
xas. Este movimento é conseg -
0°6 Em uma escala linear de temperatura X, a água congela a
do prendendo-se a fonte numa e -
-125,OoX e evapora a 375,OoX. Em uma escala de temperatura Y
tremidade de uma haste de aiune-
linear, a água congela a -70,00oy e evapora a - 30,00°y' Uma tem-
nio e aquecendo-se a região ce -
peratura de 50,00oy corresponde a que temperatura na escala X?
tral da haste de forma controla
0°7 Suponha que em uma escala linear de temperatura X a água eva- Se a seção aquecida efetiva
pora a - 53,5°X e congela a -170oX. Quanto vale uma temperatu- haste na Fig. 18-29 tem comp -
ra de 340 K na escala X? (Aproxime o ponto de ebulição da água Fig. 18-29 Problema 20. mento d = 2,00 em, a que tax,
como 373 K.) constante a temperatura da has:
deve mudar para que a fonte se mova com uma velocidade co -
Seção 18-6 Expansão Térmica tante de 100 nrnls?
ooo~ Como resultado de um au-
\os Uma haste de uma liga de alumínio tem um comprimento de
mento de temperatura de 32 C", Lo----
10,000 em a 20,000°C e um comprimento de 10,015 em no ponto
uma barra com uma rachadura no
de ebulição da água. (a) Qual é o comprimento da haste no ponto de
seu centro dobra para cima (Fig.
congelamento da água? (b) Qual é a temperatura se o comprimento
18-30). Se a distância fixa Lo for
da haste é de 10,009 em?
3,77 m e o coeficiente de expansão
°9 Um furo circular em uma placa de alumínio tem um diâmetro de linear da barra for 25 X 1O-6/Co,
2,725 cm a O,OOO°C.Qual é o diâmetro do furo quando a tempera- encontre a altura x que o centro
tura da placa é aumentada para 100,0°C? atinge. Fig. 18-30 Problema 21.
Seção 18-8 A Absorção de Calor por Sólidos e Líquidos 300

°22 Quanta água permanece no estado líquido após 50,2 kJ serem " -,
transferidos sob a forma de calor a partir de 260 g de água inicial- g
f....
270
mente em seu ponto de congelamento? 1'\
250
1'\
°23Uma certa substância tem uma massa por mol de 50,0 g/mol. <
Quando 314 J são adicionados sob a forma de calor a uma amostra o 4Q 80
de 30,0 g, a temperatura da amostra sobe de 25,0°C para 45,0°C. t(min)
Quais são (a) o calor específico e (b) o calor específico molar da
substância? (c) Quantos moles estão presentes na amostra? Fig. 18-31 Problema 32.
°24 Um certo nutricionista encoraja as pessoas a fazerem uma dieta
bebendo água com gelo. Sua teoria é a de que o corpo deve queimar
gordura suficiente para aumentar a temperatura da água de O,OO°C
para a temperatura do corpo de 37,0°C. Quantos litros de água com
··~3Em um aquecedor solar de água, energia do Sol é absorvida pela
água que circula através de tubos em um coletor de teto. A radiação
gelo você deve beber para queimar 454 g (cerca de 11b) de gordura, solar penetra no coletor através de uma cobertura transparente e
supondo que para queimar este tanto de gordura 3500 Cal devem aquece a água nos tubos; essa água é então bombeada para um tan-
ser transferidas sob a forma de calor para a água com gelo? Por que que de armazenamento. Suponha que a eficiência de todo o sistema
não é recomendável que se siga esta dieta? (Um litro = 103 em'. A seja de 20% (ou seja, 80% da energia solar incidente é perdida). Que
densidade da água é 1,00 g/cm") área do coletor é necessária para aumentar a temperatura de 200 L
°25 Calcule a menor quantidade de energia, em joules, necessária de água no tanque de 20°C para 40°C em 1,0 h quando a intensida-
para fundir 130 g de prata inicialmente a 15,0°C. de de luz solar incidente é de 700 W/m2?
02~ Que massa de manteiga, a qual tem uma energia útil de 6,0 Cal/ ··34 Duas amostras A e B estão em diferentes temperaturas iniciais
g (= 6000 cal/g), seria equivalente a uma variação de energia po- quando são colocadas em contato em um recipiente termicamente
tencial gravitacional de um homem de 73,0 kg que sobe do nível do isolado até que atinjam o equilíbrio térmico. A Fig. 18-32a fornece
mar para o topo do Monte Everest, numa altura de 8,84 km? Supo- suas temperaturas T em função do tempo t. A amostra A tem uma
nha que o valor médio de g na subida é de 9,80 m/S2. massa de 5,0 kg; a amostra B tem uma massa de 1,5 kg. A Fig. 18-
32b é um gráfico geral para o material da amostra B. Ele mostra a
oh Um pequeno aquecedor elétrico de imersão é usado para aque-
cer 100 g de água para uma xícara de café instantâneo. O aquecedor variação de temperatura I1T que o material sofre quando para o
tem a especificação de "200 watts" (ele converte energia elétrica em mesmo é transferida energia como calor Q. A variação I1T é mos-
energia térmica com esta taxa). Calcule o tempo necessário para levar trada em função da energia Q por unidade de massa do material. Qual
toda esta água de 23,0°C para 100°C, ignorando quaisquer perdas é o calor específico da amostra A?
de calor.
°28 Uma maneira de se evitar que o interior de uma garagem conge-
100 4 .----.-.,.----,-- .•
le em uma noite com temperatura abaixo do ponto de congelamen-
to da água é colocar um tonel com água na garagem. Se a massa da \
água for de 125 kg e a sua temperatura inicial for de 20°C, (a) que
energia a água deve transferir para a sua circunvizinhança para se 6 60
e.... Y S2f---+-+-+---l

'-
f....
congelar completamente e (b) qual é a menor temperatura possível <l
da água e do seu ambiente até que isso ocorra? .•.... -
0·29Versão não-métrica: Quanto tempo leva um aquecedor de água ,". B
de 2,0 X 105 Btu/h para elevar a temperatura de 40 gal de água de 10 20 o 8 16
70°F para 100°F? Versão métrica: Quanto tempo leva um aquece- t (min) Q/m (kl /kg)
dor de água de 59 kW para elevar a temperatura de 150 L de água (a) (b)
de 21°C para 38°C?
Fig. 18-32 Problema 34.
··ja Um vaso de cobre de 150 g contém 220 g de água e estão am-
bos a 20,0°C. Um cilindro de cobre de 300 g muito quente é jogado
dentro da água, fazendo a água ferver e transformando 5,0 g dela
em vapor. A temperatura final do sistema é de 100°C. Despreze a ··35 O álcool etílico tem um ponto de ebulição de 78,0°C, um ponto
transferência de energia para o ambiente. (a) Quanta energia (em de congelamento de -114°C, um calor de vaporização de 879 kJ/
calorias) é transferida para a água sob a forma de calor? (b) Quanta kg, um calor de fusão de 109 kJ/kg e um calor específico de 2,43 kJ/
energia é transferida para o vaso? (c) Qual é a temperatura original kg . K. Quanta energia deve ser removida de 0,510 kg de álcool
do cilindro? etílico que está inicialmente na forma de gás a 78,O°C para que ele
oo~ Que massa de vapor a 100°C deve ser misturada com 150 g de se tome um sólido a -114°C?
gelo no ponto de fusão, em um recipiente termicamente isolado, para ··36 Uma amostra de 0,530 kg de água e uma amostra de gelo
produzir água a 50°C? são colocadas em um recipiente termicamente isolado. O recipi-
0·3'2 Uma amostra de 0,400 kg é colocada em um aparato de resfri- ente também contém um dispositivo que transfere calor da água
amento que remove energia sob a forma de calor com uma taxa para o gelo numa taxa constante P, até que o equilíbrio térmico
constante. A Fig. 18-31 fornece a temperatura T da amostra em fun- seja estabelecido. As temperaturas T da água e do gelo são dadas
ção do tempo t; a amostra congela durante o tempo de remoção de na Fig. 18-33 como funções do tempo t. (a) Qual é a taxa P? (b)
energia. O calor específico da amostra em seu estado líquido inicial Qual é a massa inicial de gelo no recipiente? (c) Quando o equi-
é 3000 J/kg . K. Quais são (a) o calor de fusão da amostra e (b) seu líbrio térruico é atingido, qual é a massa de gelo produzida neste
calor específico na fase congelada? processo?
40 <,
r-, i
20 <, ~ee
40
1/
o
r-,
...... .- ~30
o
.'"~ 20 V Q W ÃEint

.-
-,---
-20
.,.~ c.
... IA -8 (a) (b) +
......• 10
20 40 60 80 B-C + (c) (d)
I (rnin)
o 1,0 2,0 3,0 4,0
(a) Volume (m3) (b)
Fig. 18-33 Problema 36.
Fig. 18-35 Problema 42.
0°37 Uma pessoa faz uma quantidade de chá com gelo misturando
500 g de chá quente (essencialmente água) com uma massa igual de
gelo em seu ponto de fusão. Suponha que a troca de energia entre a
°43 Uma amostra de gás se expan-
mistura e o seu ambiente seja desprezível. Se a temperatura inicial A
de de 1,0 m3 a 4,0 m3 enquanto sua 40
do chá é Ti = 90°C, quando o equilíbrio térmico é atingido quais
são (a) a temperatura da mistura TJe (b) a massa mJdo gelo restan- pressão decresce de 40 Pa para 10 í? 1"-
~ 30
te? Se Ti = 70°C, quando o equilíbrio térmico é atingido, quais são Pa. Que trabalho é realizado pelo o C
gás se sua pressão varia com o vo- 'lJl ~
(c) TJe (d) m/ '" 20
lume através (a) da trajetória A, (b) ~
\'01 ca ar espec ífid
lCO e uma su bstâ .. vana com a temperatura
.'"
0°38 stancia ~ 10
da trajetória B e (c) da trajetória C
de acordo com c = 0,20 + 0,14T + 0,023:f2, com Tem °C e c em na Fig. 18-36?
cal/g . K. Determine a energia necessária para aumentar a tempera- o 1,0 2,0 3,0 4,0
tura de 2,0 g desta substância de 5,0°C para 15°C. °44 Suponha que um trabalho de
Volume (m3)
200 J é realizado sobre um sistema
0°39 (a) Dois cubos de gelo de 50 g são jogados em 200 g de água e que uma quantidade de 70,0 cal Fig. 18-36 Problema 43.
em um recipiente termicamente isolado. Se a água está inicialmen- é retirada do sistema como calor.
te a 25°C e o gelo vem direto de um freezer a -15°C, qual é a tem- De acordo com a primeira lei da
peratura final no equilíbrio térmico? (b) Qual é a temperatura final termodinâmica, quais são os valo-
se for usado apenas um cubo de gelo? res (incluindo os sinais) de (a) W,
1
oolo Uma garrafa térmica isolada contém l30 em' de café quente a (b) Q e (c) Min'? ~ 40
<N
1
80,0°C. Você adiciona um cubo de gelo de 12,0 g em seu ponto de °45 Um gás em uma câmara fecha-
E C
fusão para esfriar o café. De quantos graus seu café esfriou após o
gelo ter derretido? Trate o café como se ele fosse água pura e des-
da passa pelo ciclo mostrado no di-
~ 30
.g 20
.....
vl
agramap-V da Fig. 18-37. Calcu- ~ I"'"
preze trocas de energia com o ambiente. le a energia líquida adicionada ao ~
~ 10 V I
00°41 Um anel de cobre de 20,0 g a O,OOO°Ctem um diâmetro inter- sistema sob a forma de calor du-
I
no D = 2,54000 em. Uma esfera de alumínio a 100,0°C tem um
diâmetro d = 2,54508 em. A esfera é colocada no topo do anel (Fig.
rante um ciclo completo.
Uma amostra de gás é levada
° 1,0 2,0 3,0 4,0
°46 Volume (m3)
18-34) até que os dois atinjam o equilíbrio térmico, sem perda de através do ciclo abca mostrado no
calor para o ambiente. A esfera se ajusta exatamente ao anel na tem- diagramap-V da Fig. 18-38. O tra- Fig. 18-37 Problema 45.
peratura do equilíbrio. Qual é a massa da esfera? balho líquido realizado é + 1,2 J.
Ao longo da trajetória ab, a varia- /,
ção na energia interna é + 3,0 J e o
módulo do trabalho realizado é 5,0
J. Ao longo da trajetória ca, a ener-
gia transferida para o gás como ca-
lor é +2,5 J. Que calor é transferi-
do ao longo (a) da trajetória ab e
(b) da trajetória bc? c

°47 A Fig. 18-39 mostra um ciclo '--------v


fechado para um gás (a figura não Fig. 18-38 Problema 46.
foi feita em escala). A variação na
Fig. 18-34 Problema 41. energia interna do gás quando ele
se move de a para c ao longo da
trajetória abc é -200 J. Quando p
Seção 18-11 Alguns Casos Especiais da Primeira Lei da
ele se move de c para d; 180 J pre- a
Termodinâmica

:él
cisam ser transferidos para ele
°42 Um sistema terrnodinâmico é levado de um estado A para um como calor. É necessária uma
estado B, de B para um estado C e então de volta para A, como transferência de calor adicional de
mostrado no diagramap-V da Fig. 18-35a. (a)-(g) Complete a tabe- 80 J quando ele se move de d para
la na Fig. 18-35b inserindo um sinal positivo, um sinal negativo ou a. Que trabalho é realizado sobre
zero em cada célula indicada. (h) Qual é o trabalho líquido realiza- o gás quando ele se move de c para ~----------v
do pelo sistema quando ele completa um ciclo ABCA? d? Fig. 18-39 Problema 47.
·48 Um gás em uma câmara passa B vidade 0,850 e temperatura 30°C está suspenso em um ambiente de
pelo ciclo mostrado na Fig. 18-40. temperatura 50°e. (a) Qual é a taxa líquida PI de transferência de
Determine a energia transferida radiação térmica do cilindro? (b) Se o cilindro for esticado até que
pelo sistema como calor durante o o seu raio seja r2 = 0,50 em, sua taxa líquida de transferência de radi-
processo CA se a energia adiciona- ""~
.., ação térmica toma-se P2. Qual é a razão P/PI?
da como calor QAB durante o proces- -ct;
··57 (a) Qual é a taxa de perda de energia em watts por metro qua-
so AB for de 20,0 J, nenhuma ener- drado através de uma janela de vidro de 3,0 mm de espessura se a
gia for transferida como calor du- temperatura externa é - 20°F e a temperatura interna é + nOF? (b)
rante o processo BC, e o trabalho Uma janela para tempestade é preparada com um vidro de mesma
líquido realizado durante o ciclo for o Volume espessura instalado paralelo ao primeiro com um espaçamento de
de 15,0 J.
ar entre eles de 7,5 cm. Qual é agora a taxa de perda de energia se a
··49 Quando um sistema é levado do Fig. 18-40 Problema 48. condução for o único mecanismo de perda de energia?
estado i para o estado! ao longo da "58 A Fig. 18-43 mostra a seção transversal de uma parede feita de
trajetória ia! na Fig. 18-41, Q = 50 três camadas. As espessuras das camadas são LI' Lz = 0,700L, e L;
cal e W = 20 cal. Ao longo da tra- a J
= 0,350L,. As condutividades térmicas são k, kz = 0,900k, e k:, =
jetória ibf, Q = 36 cal. (a) Quanto
vale Wao longo da trajetória ibf? (b)
Se W = - 13 cal para a trajetória de
voltafi, quanto vale Q para esta tra-
jetória? (c) Se Einl,i= 10 cal, quan- o
P:'1
.

Volume
b
0,800k,. As temperaturas nos lados
esquerdo e direito da parede são
30,0°C e -15,0°C, respectivamen-
te. A condução térmica através da
parede atingiu o estado estacioná- 30°C -15°C
to vale Eint/?Se Eint.b= 22 cal, quan- rio. (a) Qual é a diferença de tem-
to vale Q para (d) a trajetória ib e (e) Fig. 18-41 Problema 49. peratura 6.T2 através da camada 2
a trajetória bf? (entre os lados esquerdo e direito
da camada)? Se, em vez disso, kz Fig. 18-43 Problema 58.
Seção 18-12 Mecanismos de Transferência de Calor fosse igual a 1,lk), (b) a taxa de
·50 O teto da residência de uma família em um clima frio deve ter condução de energia através da parede seria maior, menor ou a mes-
uma resistência térmica R de 30. Para fornecer tal isolamento, qual ma do item anterior e (c) qual seria o valor de 6.T2?
deveria ser a espessura de um revestimento de (a) espuma de ··59 A Fig. 18-44 mostra (em seção transversal) uma parede composta
poliuretano e (b) de prata? de quatro camadas, com condutividades térmicas k, = 0,060 W/m . K,
·51Considere a placa mostrada na Fig. 18-18. Suponha que L = 25,0 k:, = 0,040 W/m . K e k, = 0,12 W/m . K (kz não é conhecido). As
em, A = 90,0 em' e que o material é cobre. Se TQ = 125°C, TF = espessuras das camadas são LI = 1,5 em, ~ = 2,8 em e L4 = 3,5 em (Lz
1O,0°Ce um estado estacionário é atingido, encontre a taxa de con- não é conhecido). A transferência de energia através da parede é estaci-
dução térmica através da placa. onária. Qual é a temperatura da interface entre as camadas 3 e 4?
·52 Se você passeasse brevemente no espaço longe do Sol sem uma
roupa adequada (como fez um astronauta no filme 2001 - Uma
Odisséia no Espaço), você sentiria o frio do espaço - enquanto
irradiasse energia, você absorveria quase nada de seu ambiente. (a)
A que taxa você perderia energia? (b) Quanta energia você perderia
em 30 s? Suponha que sua emissividade é 0,90 e estime outros da-
dos necessários para os cálculos.
·53 Uma haste cilíndrica de cobre de 1,2 m de comprimento e área
de seção transversal 4,8 em? é isolada e não perde energia através Fig. 18-44 Problema 59.
de sua superfície. As extremidades são mantidas na diferença de
temperatura de 100 COpor estar uma delas numa mistura de água e ··60 Formou-se gelo em um tanque raso e um estado estacionário
gelo e a outra em uma mistura de água e vapor no ponto de ebuli- foi atingido, com o ar acima do gelo a -5,0°C e o fundo do tanque
ção. (a) A que taxa a energia é conduzida através da haste? (b) A a 4,0°C. Se a profundidade total
que taxa o gelo derrete na extremidade livre? do gelo + água é 1,4 m, qual a es-
pessura do gelo? (Suponha que as
·54 Uma esfera de raio 0,500 m, temperatura 27,0°C e emissividade
condutividades térmicas do gelo e
0,85 está localizada em um ambiente de temperatura 77,O°e. A que
da água são 0,40 e 0,12 cal/m . CO
taxa a esfera (a) emite e (b) absorve radiação térmica? (c) Qual é a
. s, respectivamente.)
taxa líquida de troca de energia da esfera?
··61 Um reservatório de água ao
"55 Na Fig. 18-42a, duas placas retangulares de metal idênticas estão
ar livre em um dia frio tem uma
soldadas extremidade com extremidade,com uma temperatura TI = O°C
camada de gelo de 5,0 em de es-
no lado esquerdo e uma temperatura T2 =
100°C no lado direito. Em 2,0 min, 10 J
são conduzidos a uma taxa constante do TI •
iili pessura formada na superfície
(Fig. 18-45). O ar acima do gelo
está a -10°C. Calcule a taxa de
lado direito para o lado esquerdo. Que (a)
formação de gelo (em centíme-
tempo seria necessário para a condução
tros por hora) dessa camada.
dos 10 J se as placas estivessem solda-
1) Tome a condutividade térmica do
das face a face como na Fig. 18-42b?
gelo como 0,0040 cal/em- CO. s
(b)
··56 Um cilindro sólido de raio ri = 2,5 e a sua densidade como 0,92 g/
em, comprimento h, = 5,0 em, emissi- Fig. 18-42 Problema 55. em", Suponha que não há trans- Fig. 18-45 Problema 61.
ferência de energia nem através das paredes nem através do fundo fornece a temperatura T,em função da temperatura TA para um cer-
do tanque. to intervalo de valores possíveis para TA' Quais são (a) a temperatu-
ra TB e (b) a razão cJcA entre os calores específicos dos blocos?
Problemas Adicionais 67 Um recruta pode entrar para o clube "300 F" semi-secreto na
Estação Polar Amundsen-Scott no Pólo Sul apenas quando a tem-
62 Na extração de chocolate frio de um tubo, um êmbolo que em-
peratura exterior ficar abaixo de -70°C. Em um dia como este, o
purra o chocolate através do tubo realiza trabalho. O trabalho por
recruta inicialmente é exposto a uma sauna quente e depois corre ao
unidade de massa de chocolate extraído é igual a p/ p, onde p é a
ar livre usando apenas sapatos. (Isto, evidentemente, é muito peri-
diferença entre a pressão aplicada e a pressão onde o chocolate emer-
goso, mas o rito é efetivamente um protesto contra o perigo cons-
ge do tubo e p é a densidade do chocolate. Em vez de aumentar a
tante do frio durante o inverno no Pólo Sul.)
temperatura, este trabalho derrete as gorduras do cacau no chocola-
Suponha que, ao sair da sauna, a temperatura da pele do recruta
te. Essas gorduras têm um calor de fusão de 150 kJlkg. Suponha que
seja 102°F e que as paredes, teto e piso da sauna tenham uma tem-
todo o trabalho é utilizado para derreter as gorduras que constituem
peratura de 30°C. Estime a área da superfície do recruta e tome
30% da massa do chocolate. Que percentagem das gorduras derre-
emissividade de sua pele como 0,80. (a) Qual é aproximadamente
tem durante a extração se p = 5,5 MPa e p = 1200 kg/m"?
taxa líquida P Ifq com a qual o recruta perde energia por meio da tro-
63 O diagrama p- V na Fig. 18-46 mos- p ca de radiação térmica com o ambiente? Em seguida, suponha que.
tra duas trajetórias ao longo das quais ao ar livre, metade da área da superfície do recruta troca energi
uma amostra de gás pode ser levada do P2 térmica com o céu na temperatura de -25°C e a outra metade troca
estado a para o estado b. A trajetória 1 radiação térmica com a neve e o chão na temperatura de - 80°C. Qual
requer que uma energia igual a 5,Op, VI é aproximadamente a taxa líquida com a qual o recruta perde ener-
seja transferida a partir do gás como gia por meio da troca de radiação térmica com (b) o céu e (c) a neve
calor. A trajetória 2 requer que uma PI a b e o chão?
energia igual a 5,5p, VI seja transferi-
68Uma amostra de 0,300 kg é coloca-
da para o gás como calor. Qual é a ra- '----'-----'--- V
da em um dispositivo de resfriamento
zãoplp,?
que remove energia sob a forma de
64 Um cubo sólido de alumínio de 20 Fig. 18-46 Problema 63. calor a uma taxa constante de 2,81 W. G'
em de lado flutua em mercúrio com A Fig. 18-48 fornece a temperatura T ~
uma face paralela à superfície. Qual da amostra em função do tempo t. Qual h 10f-----+--~-l
será a altura do nível de mercúrio no lado do cubo quando a tempe- é o calor específico da amostra?
ratura aumenta de 270 a 320 K? (O coeficiente de expansão
69 (a) A temperatura da superfície do
volumétrica para o mercúrio é 1,8 X 1O-4/K.)
Sol é cerca de 6000 K. Expresse esta
o 10
t(min)
65 A Eq. 18-9 (M = al: I1T,com L sendo interpretado como o com- temperatura na escala Fahrenheit. (b)
primento inicial em qualquer processo dado) é apenas uma aproxi- Expresse a temperatura normal do cor- Fig. 18-48 Problema 68.
mação para uma variação no comprimento devida a uma variação de po humano, 98,6°F, na escala Celsius.
temperatura. Vamos avaliar a aproximação. Suponha que 20,000 00 (c) Nos Estados Unidos, a temperatu-
kJ são transferidos como calor a uma haste de cobre de 0,400 000 kg ra mais baixa oficialmente registrada foi de -70°F em Rogers Pas .
com um comprimento inicial L = 3,000000 m. Suponha que a = 17 Montana. Expresse esta temperatura na escala Celsius. (d) Expres-
X 1O-6/Coé o valor exato do coeficiente de expansão linear do cobre se o ponto de ebulição normal do oxigênio, -183°C, na escala
e 386 Jlkg . K é o valor exato do calor específico do cobre. De acordo Fahrenheit.
com a Eq. 18-9, quais são (a) o aumento no comprimento da haste e 70 De quanto o volume de um cubo de alumínio com 5,00 em de
(b) o novo comprimento? A seguir, a mesma quantidade de energia é lado aumenta quando o cubo é aquecido de 1O,0°C até 60,0°C?
transferida como calor a partir da haste (de modo que a haste retoma
71 Calcule o calor específico de um metal a partir dos dados a se-
ao seu estado inicial). De acordo com a Eq. 18-9, quais são (c) o de-
créscimo no comprimento da haste e (d) o novo comprimento? (e) Qual guir. Um recipiente feito do metal tem uma massa de 3,6 kg e con-
é a diferença entre o comprimento inicial e a resposta de (d)? tém 14 kg de água. Um pedaço de 1,8 kg do metal, inicialmente na
temperatura de 180°C é jogado na água. O recipiente e a água têm
66Em uma série de experimentos, um bloco B deve ser colocado em inicialmente uma temperatura de 16,0°C e a temperatura final de todo
um recipiente termicamente isolado em contato com um bloco A, o o sistema é 18,0°C.
qual tem a mesma massa do bloco B. Em cada experimento, o bloco
72 Uma amostra de gás se expan- I
B está inicialmente a uma certa temperatura TB, mas a temperatura
do bloco A varia de experimento para experimento. Suponha que T,
de de 1,0 m3 para 4,0 m3 ao longo 40
A I
representa a temperatura [mal dos dois blocos quando eles atingem
da trajetória B do diagrama p- V da
Fig. 18-49. Ele é, então, comprimi- ~30
.,~
I

o equilíbrio térmico em qualquer dos experimentos. A Fig. 18-47 o
do de volta para 1,0 m" ao longo ou
.~ 20
da trajetória A ou da trajetória C. ~ I

-
400 C -,
j
Calcule o trabalho líquido realiza- e, 10

300 ...- ~ do pelo gás para o ciclo completo


I 1
,,-- 1.- ao longo (a) da trajetória BA e (b) o 1,0 2,0 3,0 4,0
g 200
h....

100
.-,,-
da trajetória BC.
73 Um atleta precisa perder peso e
decide fazer isso "levantando fer-
Volume (m3)

Fig. 18-49 Problema 72.


ro". (a) Quantas vezes um peso
o 100 200 300 400 500
com massa de 80,0 kg deve ser erguido de 1,0 m para queimar 1,00
TA (K)
lb de gordura, supondo que esta quantidade de gordura é equivalen-
tea 3500 Cal? (b) Se o peso for erguido uma vez a cada 2,00 s, quanto
Fig. 18-47 Problema 66. irá durar esta tarefa?
74 Uma haste de cobre, uma haste de alumínio e uma haste de bron- p
ze, cada uma de 6,00 m de comprimento e 1,00 em de diâmetro, são
postas em contato extremidade com extremidade, com a haste de
alumínio entre as outras duas. A extremidade livre da haste de co-
bre é mantida no ponto de ebulição da água e a extremidade livre da
haste de bronze é mantida no ponto de congelamento da água. Qual
é a temperatura de estado estacionário (a) da junção cobre-alumí- a
nio e (b) da junção alumínio-bronze?
'----------v Fig. 18-51 Problema 82.
75Logo após a Terra ter se formado, o calor liberado pelo decaimento
de elementos radioativos aumentou a temperatura interna média de
(Sugestão: Você deve levar em consideração os sinais positivo e
300 para 3000 K, em torno da qual ela permanece ainda hoje. Su-
negativo para os dados fornecidos.)
pondo que o coeficiente de expansão volumétrica médio é de 3,0 X
10-5 K-', de quanto o raio do planeta aumentou desde que foi for- 83 A Fig. 18-52 mostra um ciclo fecha- p
mado? do para um gás. A variação na energia
interna ao longo da trajetória ca é -160
76 Icebergs no Atlântico Norte representam uma ameaça para navi-
os, aumentando o percurso das rotas em torno de 30% durante a tem-
J. A energia transferida para o gás como ~'
calor é 200 J ao longo da trajetória ab e
porada de icebergs. As tentativas de se destruir icebergs incluem a
40 J ao longo da trajetória bc. Que tra- a b
implantação de explosivos, bombardeio, torpedeamento, artilharia,
balho é realizado pelo gás ao longo (a) '-------v
bate-estacas e recobrimento com fuligem. Suponha que a fusão di-
da trajetória abc e (b) da trajetória ab?
reta de um iceberg, através da instalação de fontes de calor, seja Fig. 18-52 Problema 83.
tentada. Que quantidade de energia sob a forma de calor seria ne- 84 Uma haste de aço tem um comprimen-
cessária para derreter 10% de um iceberg que tem uma massa de to exato de 20 em a 30°C. O quão mais comprida ela fica a 50°C?
200000 toneladas cúbicas? (Use 1 ton métrica = 1000 kg.) 85 Um objeto de massa 6,0 kg cai de uma altura de 50,0 m e, através de
77 Uma amostra de gás sofre uma um engenho mecânico, faz girar uma roda d' água que move 0,600 kg
transição de um estado inicial a de água. Suponha que a energia potencial gravitacional inicial do obje-
3p;l2 1--1--1--1--1-7'if---1 to seja completamente transferida para a energia térmica da água, a qual
para um estado fmal b por três di-
ferentes trajetórias (processos), está inicialmente a 15,0°C. Qual é o aumento de temperatura da água?
como mostra o diagrama p- V da 86 (a) Determine a taxa com a qual o calor do corpo é conduzido
Fig. 18-50. A energia transferida p;l2 1--f""!'-1--1--f---1f---1 através da roupa de um esquiador em um processo de estado estaci-
para o gás como calor no processo onário, a partir dos seguintes dados: a área da superfície do corpo é
1 é lOpy;. Em termos de py;, quais 1,8 m2 e a roupa tem 1,0 em de espessura; a temperatura da superfí-
são (a) a energia transferida para o Vi 5V;
cie da pele é 33°C e a superfície externa da roupa está a 1,0°C; a
gás como calor no processo 2 e (b) Volume
condutividade térmica da roupa é 0,040 W/m . K. (b) Se, após uma
a variação na energia interna que o Fig. 18-50 Problema 77. queda, a roupa ficar encharcada com água de condutividade térmi-
gás sofre no processo 3? ca 0,60 W/m . K, por quanto a taxa de condução é multiplicada?
78 A taxa média com a qual a energia é liberada para fora através da 87 Um cubo de lado 6,0 X 10-6 m, emissividade 0,75 e temperatura
superfície do solo na América do Norte é 54,0 mW/m2, e a -100°C flutua em um ambiente a -150°C. Qual é a taxa líquida de
condutividade térmica média das rochas próximas da superfície é transferência de radiação térmica do cubo?
2,50 W 1m . K. Supondo que a temperatura da superfície é de 10,0°C,
88 Uma vidraça tem exatamente 20 em por 30 em a 10°C. De quan-
encontre a temperatura em uma profundidade de 35,0 km (próxima
to aumenta a sua área quando sua temperatura passa a ser 40°C, su-
da base da crosta). Ignore o calor gerado pela presença de elemen-
pondo que ela pode se expandir livremente?
tos radioativos.
89 Uma amostra de alumínio de 2,50 kg é aquecida até 92,O°C e então
79 A temperatura de um disco de Pyrex varia de 1O,O°C para 60,0°C. mergulhada em 8,00 kg de água a 5,00°C. Supondo que o sistema
Seu raio inicial é 8,00 em; sua espessura inicial é 0,500 cm. Tome amostra-água está termicamente isolado, qual é a temperatura de
esses dados como exatos. Qual é a variação no volume do disco? equilíbrio do sistema?
(Veja a Tabela 18-2.)
90 A Fig. 18-53a mostra um cilindro contendo gás, fechado por um
80 Em certa casa solar, a energia proveniente do Sol é armazenada pistom móvel. O cilindro é mantido submerso em uma mistura de
em barris preenchidos com água. Em uma seqüência particular de
cinco dias nublados durante o inverno, 1,00 X 106 kcal são necessá-
rias para manter o interior da casa a 22,0°C. Supondo que a água
nos barris está a 50,0°C e que a água tem uma densidade de 1,00 X
103 kg/m", que volume de água é necessário?
81 Uma amostra de gás se expande de uma pressão inicial de 10 Pa
e um volume inicial de 1,0 m3 para um volume final de 2,0 m'.
Durante a expansão, a pressão e o volume estão relacionados pela
equação p = aV2,onde a = 10 Nzm", Determine o trabalho realiza-
do pelo gás durante esta expansão. Início
I
82 A Fig. 18-51 mostra um ciclo fechado para um gás. De c para b,
V2 ~
40 J são transferidos a partir do gás como calor. De b para a, 130 J
Volume
são transferidos a partir do gás como calor e o módulo do trabalho
(a) (b)
realizado pelo gás é 80 J. De a para c, 400 J são transferidos para o
gás como calor. Qual é o trabalho realizado pelo gás de a para c? Fig. 18-53 Problema 90.
gelo com água. O pistom é empurrado para baixo rapidamente da na Fig. 18-54. As dimensões da janela são 60 em X 60 em X 0,5
posição 1 para a posição 2 e então mantido na posição 2 até que o em, Suponha que a energia é conduzida ao longo de um caminho
gás esteja novamente na temperatura da mistura gelo-água; em se- perpendicular à j anela, para pontos a 8,0 em em cada lado da janela..
guida, ele é erguido lentamente de volta para a posição 1. A Fig. 18- (a) A que taxa a energia é conduzida através da janela? (Sugestão:
53b é um diagrama p- V para o processo. Se 100 g de gelo são derre- A queda de temperatura através da janela é muito pequena.) (b
tidos durante o ciclo, que trabalho foi realizado sobre o gás? Estime a diferença de temperatura entre as superfícies interna e ex-
terna do vidro.
91 Um grande tanque de água cilíndrico com diâmetro da base de
1,7 m é feito de ferro com espessura de 5,2 mm. A água no tanque é
aquecida a partir do fundo por um aquecedor capaz de manter uma
diferença de temperatura de 2,3°C entre as superfícies de cima e de
baixo da placa de ferro do fundo do tanque. Que energia 6 transmi-
tida através desta placa em 5,0 min?
92 Uma haste de aço a 25°C é parafusada nas duas extremidades e
então resfriada. Em que temperatura ela irá se romper? Use a Tabe- ~
~ +5.0 I-+--l----.:'~--l---+---I
la 12-l. ...
Q)
c,
93 A temperatura de um cubo de gelo de 0,700 kg é reduzida até
-150°e. Então, energia é transferida para o cubo sob a forma de ~
calor enquanto ele está termicamente isolado de seu ambiente. A
transferência total é de 0,6993 MJ. Suponha que o valor de cge10 for- -10L-L---~------~--~~
necido na Tabela 18-3 é válido para temperaturas de -150°C a O°e. 8,0 4,0 O 4,0 8,0
Distância (em)
Qual é a temperatura final da água?
94 Suponha que você intercepte 5,0 X 10-3 da energia irradiada por Fig. 18-54 Problema 99.
uma esfera quente que tem um raio de 0,020 m, uma emissividade
de 0,80 e uma temperatura de superfície de 500 K. Quanta energia
você intercepta em 2,0 min? 100 Três hastes retilineas de mesmo comprimento, de alumínio, Inv
95 (a) Qual é o coeficiente de expansão linear do alumínio por grau e aço, todas a 20,0°C, formam um triângulo equilátero com pinos
Fahrenheit? (b) Use sua resposta em (a) para calcular a variação no de dobradiça nos vértices. Em que temperatura o ângulo oposto ::.
comprimento de uma haste de alunúnio de 6,0 m se ela for aquecida haste de Invar será de 59,95°? Veja o Apêndice E para fórmulas
de 40°F para 95°F. trigonométricas necessárias e a Tabela 18-2 para os dados necessá-
rios.
96 A condutividade térmica do vidro Pyrex na temperatura de O°C é
101 É possível fundir um bloco de gelo esfregando-o em outro blo-
2,9 X 10-3 cal/em . CO . s. Expresse esta quantidade em (a) W/m .
K e (b) Btu/pé . FO . h. (c) Usando seu resultado em (a), encontre o co de gelo. Que trabalho, em joules, você teria que realizar para
valor da resistência térmica R para uma lâmina de Pyrex de 6,4 mm derreter 1,00 g de gelo?
de espessura. 102 Um calorímetro de escoamento é um dispositivo usado para
97 Uma placa retangular de vidro tem inicialmente as dimensões medir o calor específico de um líquido. A energia é adicionada com
0,200 m por 0,300 m. O coeficiente de expansão linear para o vidro calor a uma taxa conhecida para uma corrente do líquido quando ela
é 9,00 X 1O-6/K. Qual é a variação na área da placa se sua tempe- passa através do calorímetro com uma vazão conhecida. Uma me-
ratura aumenta em 20,0 K? dida da diferença de temperatura resultante entre os pontos de en-
trada e de saída do escoamento permite a determinação do calor
98 Um termômetro de massa 0,0550 kg e calor específico de 0,837 específico do líquido. Suponha que um líquido de densidade 0,8'=
kl/kg Kindica 15,0°e. Ele então é completamente imerso em 0,300 g/cm' escoa através de um calorímetro com uma vazão de 8,0 cm3!
kg de água e atinge a mesma temperatura final da água. Se o termô- Quando a energia é adicionada a uma taxa de 250 W por meio de
metro então indica 44,4 °C, qual era a temperatura da água antes da um aquecedor elétrico, uma diferença de temperatura de 15Co é
inserção do termômetro? estabelecida em condições de estado estacionário entre os pontos de
99 Uma representação idealizada da temperatura do ar como função entrada e de saída do escoamento. Qual é o calor específico do lí-
da distância a partir de uma vidraça em um dia calmo está mostrada quido?