Você está na página 1de 31

Citologia

 Biologia Celular

 É o ramo da Biologia que estuda as células, abrangendo a


sua estrutura e metabolismo.

 Deriva do grego kytos, célula e logos, estudo.


 A Teoria Celular apresenta postulados importantes para
o estudo da Citologia:

 Todos os seres vivos são constituídos por células;

 As atividades essenciais que caracterizam a vida ocorrem no


interior das células;

 Novas células se formam pela divisão de células preexistentes


através da divisão celular;

 A célula é a menor unidade da vida.


 É a menor unidade estrutural e funcional dos seres vivos.

Organização Estrutural
 Procariontes
 Eucariontes

Número
 Unicelulares
 Pluricelulares
 Contém as organelas (não
é bem definido) celulares.

 Contém a matriz
citoplasmática ou citosol.
Micromoléculas
 Água
 Aminoácidos
 Glicose
 Vitaminas

Macromoléculas
 Proteínas
 Carboidratos
 Ácidos nucleicos

 Contém enzimas que atuam em muitos tipos de


moléculas (energética = ATP e síntese proteica = rRNA,
mRNA e tRNA)
 Plasmalema

 Espessura de 7 a 10 nm

 Estrutura celular que estabelece


o limite entre os meios intra e
extracelulares.
 Organelas esféricas ou alongadas.

 Mede 0,5 a 1,0 um de largura e até 10 um de


comprimento.
 Se acumula em locais em que o gasto de energia é mais
intenso.

 Função de produzir moléculas de ATP.


 Possui os 3 tipos de RNA.

 Seus ribossomos são menores que os do citosol e


semelhante aos das bactérias.

 Sintetizam proteínas, porém numa quantidade menor


devido à pequena quantidade de DNA Mitocondrial.
 Rica em proteínas
 Pouco DNA e RNA

DNA Mitocondrial
 É uma dupla hélice circular semelhante aos DNA das
bactérias.
 É sintetizado na mitocôndria.
 Sua duplicação é independente da duplicação do DNA
Nuclear.
 Pequenas partículas situadas no citosol.

 Compostas por 4 tipos de rRNA e cerca de 80 proteínas.

 Mede 20 a 30 nm de diâmetro.

 A maior parte do seu RNA é sintetizado no nucléolo.

 As proteínas são sintetizadas no citoplasma, migram para


o núcleo e se associam aos rRNA. Depois de prontas saem
do núcleo, passando para o citoplasma, no qual exercerão
suas funções.

 Atua no processo de tradução (RNA – Proteína)


 É uma rede intercomunicante de vesículas e túbulos.
 Possui polirribossomos (ribossomos unidos por uma
molécula de mRNA) na superfície da sua membrana.

 Constituído de cisternas saculares ou achatadas.

Funções
 Separar proteínas, que após a síntese, serão colocadas em
vesículas do RE e ficam no citosol.
 Síntese de fosfolipídios.
 Montagem de moléculas proteicas formadas por múltiplas
cadeias polipeptídicas.
 Não apresenta ribossomos na superfície de suas
cisternas.

 Membrana contínua com o REG.

 Participa da síntese de fosfolipídios.

 Graças a enzima glicóse-6-fosfatase, encontrada em


suas membranas o REL produz glicose para o
metabolismo energético.
 Também conhecida como zona de golgi, complexo de
golgi ou complexo golgiense.

 Constituída por vesículas circulares achatadas e


esféricas de tamanhos variados.

 Localizada quase sempre ao lado do núcleo e de


cisternas do REG.
 Importante na separação
e no endereçamento das
moléculas sintetizadas
nas células,
encaminhando-as para as
vesículas de secreção, os
lisossomos e as vesículas
que permanecem no
citoplasma.
 Do grego lise = quebra, destruição

 São esféricas com diâmetro de 0,05 a 0,5 um.

 São bolsas membranosas que contem mais de 40


enzimas capazes de quebrar e digerir substâncias
orgânicas (digestão intracelular).

 As enzimas dos lisossomos são sintetizadas no REG e


transportadas para o CG.
 São esféricas com diâmetro de 0,05 a 1,2 um.

 Utilizam grande quantidades de O2, porém não


produzem ATP, nem participa do metabolismo
energético.

 São responsáveis pelo armazenamento de enzimas que


catalisam o peróxido de hidrogênio H2O2 (água
oxigenada), substância tóxica para a célula.

 As enzimas dos peroxissomos são sintetizadas em


polirribossomos livres no citosol.
 Contêm substâncias que devem ser excretadas para fora
da célula.
 É uma rede complexa de microtúbulos, filamentos de
actina (microfilamentos) e filamentos intermediários
situados no citosol.
 Essas proteínas estruturais influem na forma das células, e,
junto com as proteínas motoras, possibilitam os
movimentos de organelas e vesículas citoplasmáticas.
 São pequenas organelas situadas no citosol, não
envolvidas por membrana que digerem proteínas que se
ligam com a molécula ubiquitina (proteína).

Funções
 Degradar proteínas, que após exercerem suas funções
tornam-se inúteis para a célula.
 Destroem moléculas proteicas que se formam com defeitos
estruturais e proteínas codificadas por vírus (usadas para
produzir novos vírus).
 Organela cilíndrica composta
principalmente por uma proteína
chamada tubulina.

 Presentes em células
eucarióticas, com exceção das
células dos fungos e plantas com
sementes (gimnospermas e
angiospermas).

 Auxiliam na separação do
material genético durante a
divisão celular.
 Assunto da próxima aula teórica.
 renan.nascimento@ufsb.edu.br
 renanmonteiro.bio@gmail.com

 http://lattes.cnpq.br/9523018821022568
 Estudo Dirigido

 Seminário (orientações, formação dos grupos


e sorteio do tema)