Você está na página 1de 2

Psicologia no Desenvolvimento e aprendizagem

Professor: Bruno de Oliveira


Grupo 1 – Rafael e Renato Lima

A linguagem, nós já nascemos com ela como se fosse um órgão (parte de uma estrutura mais
complexa) e não pode ser removida, é considerada a primeira forma de socialização, não há um
espaço para restrições sempre estamos progredindo, efetuada explicitamente pelos nossos pais que
devem tratar seus filhos como parceiros de conversa desde os primeiros meses de vida, fazendo
com que o Período Crítico seja bem aproveitado como por exemplo, adquirir a linguagem materna
ou até mesmo uma segunda língua, tendo o contato com pessoas que possua mais de um idioma.
Após este período a dificuldade para aprender um idioma cresce ao longo da vida e para adquirir
terá de ler e praticar no seu dia a dia.

Segundo Skinner, um psicólogo por formação que tem como teoria, nós seres humanos,
aprendemos de acordo com o vier que tem ao nosso redor, se temos um ambiente que estimule,
nós teremos um bom desenvolvimento, ele acredita que precisamos de estímulo, resposta e
reforço. O estímulo vai ser o ambiente, pode ser ele, visual (expressões e sinais) ou auditivo
produzidas pelos pais, fazendo com que estimule o aprendizado, partindo daí a criança dará uma
resposta, quando ocorrer de a criança não dar uma resposta, nós teremos que dar um reforço para
que assim possibilite a resposta, ele acredita que nos condicionados a criança a ter uma
desenvoltura melhor da linguagem.

Lev Vygotsky foi um psicólogo russo que sua teoria foi nomeada como teoria socio-historica ou
seja que o desenvolvimento de qualquer ser humano ia de acordo com o ambiente no qual ele vivia,
ele não acreditava que o desenvolvimento estaria totalmente a hereditariedade, maturação ao
meio, ele dizia que era impossível compreender a realidade do desenvolvimento de cada indivíduo
sem considerar a história, ele diz que as atividades mentais eram de acordo com as atividades
sócias, entao ele acredita que todo e qualquer desenvolvimento requerido pelo ser humano
depende do estímulo e do ambiente em que ela vive.

Chomsky tem uma teoria totalmente contrária, a teoria dele diz que a linguagem é algo
totalmente genético, algo que todo ser humano irá desenvolver independente do ambiente
(ambiente precário, família com problemas, etc.) e do estímulo que a criança irá receber. Ele
acredita que todos nós nascemos com uma gramática pessoal na qual ela irá desabrochar no
decorrer do desenvolvimento da criança, ou seja independente do estímulo que essa criança irá
receber a linguagem irá aparecer, ele tem um pensamento que mesmo com o pior tipo de ambiente
para o desenvolvimento linguístico da criança, por volta dos 18 aos 24 meses essa gramática
universal que ele diz que já está em nós, irá aparecer normalmente.

Existem vários problemas para que dificulte o desenvolvimento da aprendizagem, tanto em baixo
rendimento, isolamento social e retardo no conhecimento no desenvolvimento cognitivo (podendo
causar distúrbios emocionais). As etiologias da interação da linguagem e da fala podem envolver
aspectos genéticos, lesionais, ambientais ou emocionais (Surdez, Autismo, Transtorno de
Aprendizagem, etc.) são desvios de padrões normais para a aquisição da linguagem.
Crianças surdas levam geralmente de 12 meses até 2 anos de idade para que a linguagem seja
estabelecida, no entanto segundo estudos mostram que crianças com pais com problemas
auditivos, se inicia o estágio de sinal por volta de 6 meses.

Jean Piaget foi um biólogo por formação e um psicólogo por dedicação ao assunto, Piaget
acreditava que o desenvolvimento acontecia em uma mesma direção, ele dizia que as pessoas
precisavam viver para desenvolver, que o ser humano se desenvolveria naturalmente, a teoria de
Piaget ficou conhecida como teoria interacionista, ele acreditava que o desenvolvimento
aconteceria de acordo com as experiências que o ser humano tem no decorrer do tempo, esse
conhecimento surge atrás da necessidade de ter algo ou de aprender algo, um exemplo básico que
eu vejo como o pensamento de Piaget e de que se uma criança vê um fogo e pergunta o que é o
fogo você tentaria explicar pra ela porém não iria entender ao certo o que é o fogo, na cabeça de
Piaget ele acredita que se a criança botar a mão no fogo ela irá entender melhor o que é o fogo do
que com uma pessoa explicando por que para ele o conhecimento vem se acordo com a experiência
adquirida, ele diz que a hereditariedade influência no desenvolvimento pois no pensamento de
algumas questões biológicas herdadas de nossos ancestrais pode ser um empecilho no
desenvolvimento, ele acredita que o meio em que os estímulos chegam também afetam nosso
desenvolvimento.

Piaget definiu alguns estágios para o desenvolvimento, utilizou seus próprios filhos como
pesquisa chegando a uma conclusão de que o pensamento infantil possui quatro estágios
desde o nascimento até a adolescência e cada um deles gira em torno do anterior e o amplia,
porém o início e o término de cada uma delas dependem das características biológicas do
indivíduo (maturação do sistema nervoso) e de fatores educacionais, sociais que possuir. O
primeiro estágio é o Sensório-Motor que vai de 0 a 2 anos, invenção de novos meios através
de combinações mentais, aprendem sobre sí e tudo ao seu redor por meio sensório e motor,
no que para Piaget é um dos estágios mais importantes no qual começa o desenvolvimento
mental, seus reflexos inatos, de sugar, agarrar, apertar e morder, com suas mãos e seus lábios
fazem com que sinta a forma e textura. O segundo estágio chamado Pré-Operatório - 2 a 6-7
anos capacidade de usar símbolos ou representações mentais tanto palavras quanto números
ou imagens aos quais uma pessoa atribui em experiências que foram adquiridas ao longo dos
tempos, neste período a criança começa a reconhecer seus pais fazendo com que apareça a
afetividade entre os indivíduos e também começa a reconhecer objetos mesmo distantes
como por exemplo sua chupeta e seu brinquedo, surge a linguagem. Neste período o
egocentrismo é uma característica muito forte, pois a criança não vê um ponto de vista do
outro e ao meu ver, pode-se dizer que determina se a criança poderá ser boa ou ruim como
por exemplo, praticar o bullying ou até mesmo o racismo. O Terceiro estágio Operatório
Concreto inicia-se de 7 anos e vai até a adolescência, período em que as ações mentrias ainda
são ligadas a objetos concretos, começam a cooperar tendo o respeito e honestidade e
começa a lidar com conceitos como os números constituição do espaço, que se trata da
conservação de comprimento, superfície, perímetros, horizontais e verticais e a constituição
do tempo e do movimento (coordenação entre tempo e velocidade).