Você está na página 1de 11

13/10/2017

ESTATÍSTICA
Numa análise estatística distinguem-se essencialmente duas fases:

Uma primeira fase em que se procura descrever e estudar a amostra:

Métodos Quantitativos Estatística Descritiva

e uma segunda fase em que se procura tirar conclusões para a população:


João Mateus
mateus.jgm@gmail.com Estatística Indutiva

Resumindo, podemos dizer que uma análise estatística envolve duas


Esquematicamente, temos: fases fundamentais, com objectivos distintos:

1ª Fase – Estatística Descritiva:


Procura-se descrever a amostra, pondo em
evidência as características principais e as
propriedades.

2ª Fase – Estatística Indutiva:

Conhecidas certas propriedades (obtidas a partir de


uma análise descritiva da amostra), expressas por
meio de proposições, imaginam-se proposições mais
gerais, que exprimam a existência de leis (na
população).

1
13/10/2017

População

Uma vez os dados recolhidos, sob a forma de uma amostra, faz-se a


redução e representação desses dados, utilizando as tabelas e os Colecção de unidades individuais, que podem ser pessoas ou resultados
diferentes tipos de gráficos, sendo um dos principais objectivos desta experimentais, com uma ou mais características comuns, que se pretendem
estudar.
fase, a identificação da estrutura subjacente aos dados, deixando de
lado a aleatoriedade presente.
Podemos também definir população como um conjunto de elementos
abrangidos por uma mesma definição.
Seguidamente o objectivo do estudo estatístico pode ser o de estimar
• A cada elemento da população dá-se o nome de unidade estatística.
uma quantidade ou testar uma hipótese, utilizando-se técnicas
• O número de elementos da população designa-se por dimensão da
estatísticas convenientes, as quais realçam toda a potencialidade da
população e representa-se por N.
Estatística, na medida em que vão permitir tirar conclusões acerca de • A dimensão da população pode ser finita ou infinita.
uma população, baseando-se numa pequena amostra, dando-nos ainda
uma medida do erro cometido.

Exemplo
Nem sempre é possível estudar exaustivamente todos os elementos da população!

Pode a população ter dimensão infinita


Relativamente à população constituída pelos alunos de uma turma, podemos estar
interessados em estudar as seguintes características populacionais: Exemplo: População constituída pelas pressões
atmosféricas, nos diferentes pontos de uma cidade.

Pode o estudo da população levar à destruição da população


Altura (em cm) dos alunos:
Exemplo: População dos fósforos de uma caixa.
Depois de medir a altura de cada aluno, obteríamos um conjunto de dados com o seguinte aspecto:

165, 181, 178, 176, 166, ... ,160, 159, 162 Pode o estudo da população ser muito dispendioso

Exemplo: Sondagens exaustivas de todos os eleitores, sobre


determinado candidato.
Notas obtidas em Métodos Quantitativos, no 1º semestre

10, 15, 13, 16, 9, 11, 10, ... , 18, 11, 13, 8

2
13/10/2017

Por vezes não é viável nem desejável, principalmente quando o número de elementos da população
Quando não é possível estudar, exaustivamente, todos os é muito elevado, inquirir todos os seus elementos sempre que se quer estudar uma ou mais
elementos da população, estudam-se só alguns elementos, a que características particulares dessa população.
damos o nome de Amostra. Assim surge o conceito de sondagem:

Sondagem
Amostra:
Estudo estatístico que se baseia numa parte da população, isto é, numa amostra que
Conjunto de dados ou observações, recolhidos a partir de um subconjunto da
deve ser representativa dessa população.
população, que se estuda com o objectivo de tirar conclusões para a população de
onde foi recolhida.

Censo ou Recenseamento:

Estudo estatístico cujo objetivo é observar todos os indivíduos da população


relativamente aos diferentes atributos que estão a ser objeto de estudo estatístico.

Tipos de Gráficos Estatísticos Gráfico de Barras


• Existem vários tipos de gráficos para representar dados.

• A sua escolha depende do tipo de dados recolhidos e da informação


que se pretende transmitir.

• Cada um possui um conjunto de vantagens e desvantagens.

• São apresentados os principais tipos de gráficos existentes.

• O conhecimento de cada um deles, é fundamental para uma leitura


correta da informação neles contida.

3
13/10/2017

Gráfico de Barras Agrupadas Pictograma

Gráfico de Linhas Gráfico de Caule e Folhas

4
13/10/2017

Gráfico Circular Histograma

Polígono de Frequências Diagrama de Extremos e Quartis

5
13/10/2017

Construa um histograma de frequência com os seguintes dados:

Exercício

6
13/10/2017

Tipos de Dados

Podemos classificar os dados que constituem a Amostra, ou dados amostrais, em


dois tipos fundamentais:

Dados qualitativos e dados quantitativos

Dados Qualitativos:

Representam a informação que identifica alguma qualidade, categoria ou


característica, não susceptível de medida, mas de classificação, assumindo
várias modalidades.

Exemplo: O estado civil de um indivíduo é um dado qualitativo,


assumindo as categorias: Solteiro, casado, viúvo e divorciado.

7
13/10/2017

Os dados qualitativos são organizados na forma de uma tabela de frequências


que apresenta o número de elementos - frequência absoluta (ou só frequência)
Num inquérito realizado a 150 indivíduos, estes tiveram de assinalar o sexo - M ou F,
de cada uma das categorias ou classes.
e o estado civil - Solteiro, Casado, Viúvo ou Divorciado. Uma forma de resumir a
informação contida nos dados, no que diz respeito ao estado civil, é construir uma
Numa tabela de frequências, além das frequências absolutas, também se
tabela de frequências em que se consideram para as classes as diferentes
apresentam as frequências relativas, onde
modalidades que o estado civil pode tomar:

Dimensão da amostra:
Número de elementos da amostra.

Dados Discretos:
Estes dados só podem tomar um número finito ou infinito numerável de valores
Dados Quantitativos: distintos, apresentando vários valores repetidos - é o caso, por exemplo, do nº de
filhos de uma família ou do nº de acidentes, por dia, em determinado
Representam a informação resultante de características susceptíveis de serem medidas,
cruzamento.
apresentando-se com diferentes intensidades, que podem ser de natureza discreta
(descontínua) - dados discretos, ou contínua - dados contínuos.

Construa a tabela de frequências absolutas e relativas


Construa um histograma para representar os dados

8
13/10/2017

Representação gráfica que consiste em marcar num sistema de eixos coordenados,


no eixo dos xx o valor das classes e nesses pontos barras verticais de altura igual à
frequência absoluta ou à frequência relativa.

Dados Contínuos:
No caso de uma variável contínua, esta pode tomar todos os valores numéricos, inteiros
ou não, compreendidos no seu intervalo de variação - temos por exemplo o peso, a altura,
etc...

Enquanto que no caso de dados discretos, a construção da tabela de frequências não


apresenta muita dificuldade, no caso das variáveis contínuas o processo é um pouco
mais elaborado, distinguindo-se certas etapas principais.

9
13/10/2017

Nota: O número de classes a utilizar será o da tabela de Truman Kelly:

10
13/10/2017

Diagrama de caule-e-folhas

É um tipo de representação que se pode considerar entre a tabela e o gráfico, uma vez
que são apresentados os verdadeiros valores da amostra, mas numa apresentação
sugestiva, que faz lembrar um histograma.
Consiste em escrever do lado esquerdo de uma linha vertical o dígito (ou dígitos) da
classe de maior grandeza, seguidos dos restantes. A representação obtida terá o seguinte
aspecto:

11