Você está na página 1de 7

químico deslocará o primeiro para a direita, no

Questão 1 sentido da dissolução de O 2(g) (aumenta a solubi-


lidade).
O transporte adequado de oxigênio para os
tecidos de nosso corpo é essencial para seu
Questão 2
bom funcionamento. Esse transporte é feito
através de uma substância chamada oxi-he- Pedaços de fio de cobre, oxidados na superfí-
moglobina, formada pela combinação de he- cie pelo ar atmosférico, são colocados em um
moglobina (Hb) e oxigênio dissolvidos no nos- funil com papel de filtro. Sobre este metal
so sangue. Abaixo estão representados, de oxidado, despeja-se solução aquosa concen-
maneira simplificada, os equilíbrios envolvi- trada de amônia. Do funil, sai uma solução
dos nesse processo: azul, contendo o íon Cu(NH 3 )24 + , e que é re-
O2 (g) + H2O ( l ) O2 (aq) colhida num béquer.
a) Escreva as equações químicas balanceadas
Hb (aq) + 4 O2 (aq) Hb(O2 )4 (aq) representando as transformações que ocor-
100 mL de sangue contêm por volta de 15 g rem desde o cobre puro até o íon Cu(NH 3 )24 + .
de hemoglobina e 80 g de água. Essa massa b) Faça um esquema da montagem experi-
de hemoglobina (15 g) reage com cerca de mental e indique nele os materiais de labora-
22,5 mL de oxigênio, medidos nas condições tório empregados, os reagentes utilizados e os
ambiente de pressão e temperatura. produtos formados.
Considerando o exposto acima,
Resposta
a) calcule a quantidade, em mols, de oxigênio
que reage com a massa de hemoglobina conti- a) As equações que representam as transforma-
da em 100 mL de sangue. ções citadas são:
b) calcule a massa molar aproximada da he- Cu → Cu 2 + + 2e −
moglobina. Cu 2 + + 4 NH3 → Cu(NH3 )42 +
c) justifique, com base no princípio de b) O esquema a seguir representa uma filtração
Le Châtelier, aplicado aos equilíbrios citados, simples:
o fato de o oxigênio ser muito mais solúvel no
sangue do que na água.
Dado: volume molar de O2 , nas condições
ambiente de pressão e temperatura: 25 L/mol

Resposta
1 L O2 1 mol O 2
a) 22,5 mL O 2 ⋅ ⋅ =
1 000 mLO 2 25 L O 2
144244 3 14243
conversão v . molar
= 9 ⋅10 −4 mol O 2
15 g hemoglobina 4 mols O 2
b) ⋅ ≅
9 ⋅ 10 −4 mol O 2 1 mol hemoglobina
144424443
equação química
g hemoglobina
≅ 6,7 ⋅10 4
mol hemoglobina
c) Pelo Princípio de Le Chatelier, o consumo de
O 2(aq) no estabelecimento do segundo equilíbrio
química 2

Resposta
Questão 3 a)

O ferro-gusa, produzido pela redução do óxido


de ferro em alto-forno, é bastante quebradiço,
tendo baixa resistência a impactos. Sua com- b) O silício reage mais rapidamente. Pelo gráfico,
posição média é a seguinte: temos uma maior variação da sua porcentagem
em massa que os demais elementos em um mes-
Elemen- mo intervalo de tempo.
Fe C Si Mn P S outros
to
c) A velocidade média do consumo de carbono,
% em no intervalo de 8 a 12 minutos, pode ser calcula-
94,00 4,40 0,56 0,39 0,12 0,18 0,35
massa
da utilizando-se a expressão:
∆ (% C)
vm ≅
∆t
(4 − 2)
vm ≅ ≅ 0,5% C/min
(12 − 8)

Questão 4

Vinho contém ácidos carboxílicos, como o tar-


tárico e o málico, ambos ácidos fracos. Na
produção de vinho, é usual determinar a con-
centração de tais ácidos. Para isto, uma
amostra de vinho é titulada com solução
aquosa de hidróxido de sódio de concentração
conhecida. Se o vinho estiver muito ácido, seu
Para transformar o ferro-gusa em aço, é pre- pH poderá ser corrigido pela adição de uma
ciso mudar sua composição, eliminando al- bactéria que transforma o ácido málico em
guns elementos e adicionando outros. Na pri- ácido láctico. Além disso, também é usual
meira etapa desse processo, magnésio pulve- controlar a quantidade de dióxido de enxofre,
rizado é adicionado à massa fundida de fer- caso tenha sido adicionado como germicida.
ro-gusa, ocorrendo a redução do enxofre. O Para tanto, uma amostra de vinho é titulada
produto formado é removido. Em uma segun- com solução aquosa de iodo de concentração
da etapa, a massa fundida recebe, durante conhecida.
cerca de 20 minutos, um intenso jato de oxi- a) Qual dos indicadores da tabela abaixo de-
gênio, que provoca a formação de CO, SiO2 , verá ser utilizado na titulação ácido-base?
MnO e P4O10 , os quais também são removi- Justifique.
dos. O gráfico anterior mostra a variação da b) Por que a transformação do ácido málico
em ácido láctico contribui para o aumento do
composição do ferro, nessa segunda etapa,
pH do vinho? Explique.
em função do tempo de contacto com o oxigê-
c) Qual a equação balanceada que representa
nio.
a reação entre dióxido de enxofre e iodo aquo-
Para o processo de produção do aço: sos, em meio ácido, e na qual se formam íons
a) Qual equação química representa a trans- sulfato e iodeto? Escreva essa equação.
formação que ocorre na primeira etapa? Dados:
Escreva-a.
b) Qual dos três elementos, Si, Mn ou P, rea- Indicador pH de viragem
ge mais rapidamente na segunda etapa do Azul de bromofenol 3,0 − 4,6
processo? Justifique. Púrpura de bromocresol 5,2 − 6,8
c) Qual a velocidade média de consumo de
Fenolftaleína 8,2 − 10,0
carbono, no intervalo de 8 a 12 minutos?
química 3

Constantes de ionização:
ácido málico: K1 = 4 × 10−4 ; K2 = 8 × 10−6
ácido láctico: K = 1 × 10−4

Resposta
a) Numa titulação de uma mistura de ácidos fra-
cos com uma base forte, ocorre a formação de
sais cujos ânions sofrem hidrólise salina, fazendo
com que o pH resultante no ponto de equivalência
seja superior a 7. Logo, o indicador mais adequa-
do para essa titulação será a fenolftaleína (pH de
viragem entre 8,2 e 10,0).
b) O ácido málico possui uma primeira constante O produto orgânico dessa última reação é que
de ionização (K1 ) maior que a constante de ioni- se liga aos grupos OH da celulose, liberando
zação (K) do ácido láctico. Desse modo, o ácido HCl.
láctico libera menos íons H + para a solução, tor- Dessa maneira,
nando o vinho menos ácido (pH mais alto).
a) escreva a fórmula estrutural do composto
c) A equação balanceada do processo redox des-
crito é: que, ao reagir com o cloreto de benzenodiazô-
SO 2(aq) + I 2(aq) + 2 H 2 O( l) → nio, forma o corante crisoidina, cuja estrutu-
ra molecular é:
2− − +
→ SO4(aq) + 2 I(aq) + 4 H(aq)
Para a neutralidade elétrica ser mantida, devem
existir íons H + entre os produtos da reação e a
presença da água entre os reagentes pode ser
aferida durante o balanceamento da equação.

b) escreva a fórmula estrutural do produto


Questão 5 que se obtém quando a crisoidina e a tricloro-
triazina reagem na proporção estequiométri-
ca de 1 para 1.
As equações abaixo representam, de maneira c) mostre como uma molécula de crisoidina se
simplificada, o processo de tingimento da fi- liga à celulose, um polímero natural, cuja es-
bra de algodão. trutura molecular está esquematicamente re-
Certo corante pode ser preparado pela reação presentada abaixo.
de cloreto de benzenodiazônio com anilina:

A fixação deste corante ou de outro do mesmo Resposta


tipo, à fibra de algodão (celulose), não se faz
a) Usando-se como referência a equação dada
de maneira direta, mas, sim, através da tri-
da reação com cloreto de benzenodiazônio, o
clorotriazina. A seguir está representada a reagente necessário para a síntese de crisoidi-
reação do corante com a triclorotriazina. na é:
química 4

b) Complete a tabela com os valores da con-


centração de peróxido de hidrogênio, em fun-
ção do tempo de reação.
c) Use a mesma área milimetrada e a mesma
origem para traçar a curva da concentração
b) A fórmula estrutural do produto da reação entre de peróxido de hidrogênio, em função do tem-
a crisoidina e a triclorotriazina na proporção este- po de reação.
quiométrica de 1 para 1 pode ser deduzida a par-
tir da equação da reação análoga:

c)

Observação: a crisoidina-triclorotriazina também


pode associar-se à fibra de algodão através da hi-
droxila dos grupos — CH 2 OH . Resposta
a) e c)

Questão 6

A oxidação de íons de ferro (II), por peróxido


de hidrogênio,
H2O2 + 2 Fe2 + + 2 H + → 2 H2O + 2 Fe 3 +
foi estudada, a 25 o C, com as seguintes con-
centrações iniciais:
peróxido de hidrogênio ....... 1,00 × 10−5 mol/L
íons de ferro (II) .................. 1,00 × 10−5 mol/L
ácido clorídrico .................... 1,00 mol/L
A tabela seguinte traz as concentrações de
íons de ferro (III), em função do tempo de
reação.

t/min 0 10 20 30 40 50
3+ −5 −1 b) Usando-se os coeficientes da equação química
[Fe ]/10 mol L 0 0,46 0,67 0,79 0,86 0,91
dada, podemos completar a tabela:
[H 2O 2 ]/10 −5 mol L−1
t/min 0 10 20 30 40 50
3+ −5 −1
a) Use a área milimetrada abaixo para tra- [Fe ] /10 mol L 0 0,46 0,67 0,79 0,86 0,91
çar um gráfico da concentração de íons de fer- −5 −1
[H 2 O 2 ] /10 mol L 1 0,77 0,67 0,61 0,57 0,55
ro (III), em função do tempo de reação.
química 5

propileno ser um hidrocarboneto com ligações


Questão 7 pouco polares.
b) O poli(ácido 3-aminobutanóico) funde-se a
330 oC (maior temperatura) devido à existência de
Aqueles polímeros, cujas moléculas se orde- interações intermoleculares mais intensas decor-
nam paralelamente umas às outras, são cris- rentes de ligações polares (N — H e C O).
talinos, fundindo em uma temperatura defi- c) A baquelite é um polímero termofixo. O seu
nida, sem decomposição. A temperatura de ponto de fusão é tão elevado que antes de fundir,
fusão de polímeros depende, dentre outros o polímero sofre decomposição térmica. Essa ca-
fatores, de interações moleculares, devidas a racterística decorre das cadeias poliméricas se-
rem fortemente interligadas por ligações covalen-
forças de dispersão, ligações de hidrogênio, tes (estrutura tridimensional).
etc., geradas por dipolos induzidos ou dipo-
los permanentes.
Abaixo são dadas as estruturas moleculares
de alguns polímeros. Questão 8

Kevlar é um polímero de alta resistência me-


cânica e térmica, sendo por isso usado em
coletes à prova de balas e em vestimentas de
bombeiros.

a) Quais as fórmulas estruturais dos dois mo-


nômeros que dão origem ao Kevlar por reação
de condensação? Escreva-as.
b) Qual o monômero que, contendo dois gru-
pos funcionais diferentes, origina o polímero
Kevlar com uma estrutura ligeiramente modi-
ficada? Escreva as fórmulas estruturais desse
monômero e do polímero por ele formado.
c) Como é conhecido o polímero sintético, não
Cada um desses polímeros foi submetido, se-
aromático, correspondente ao Kevlar?
paradamente, a aquecimento progressivo.
Um deles fundiu-se a 160 oC, outro a 330 oC Resposta
e o terceiro não se fundiu, mas se decompôs.
a) O Kevlar é uma poliamida que pode ser obtida
Considerando as interações moleculares, den- pela condensação entre um diácido e uma diami-
tre os três polímeros citados, na:
a) qual deles se fundiu a 160 oC? Justifique.
b) qual deles se fundiu a 330 oC? Justifique.
c) qual deles não se fundiu? Justifique.

Resposta
a) O polipropileno funde-se a 160oC (menor tem-
peratura) devido às mais fracas interações inter-
moleculares dentre os três polímeros dados.
Essas fracas atrações decorrem do fato do poli-
química 6

b)

Esses 9 compostos não foram sintetizados


separadamente, mas em apenas 6 experi-
mentos. Utilizando-se quantidades corretas
de reagentes, foram então preparadas as se-
guintes misturas:
M1 = A1B1 + A1B2 + A1B3
M2 = A2B1 + A2B2 + A2B3
M3 = A3B1 + A3B2 + A3B3
M4 = A1B1 + A2B1 + A3B1
c) Uma das poliamidas não aromática mais co-
nhecidas é o náilon. M5 = A1B2 + A2B2 + A3B2
M6 = A1B3 + A2B3 + A3B3
Dessas misturas, apenas M2 e M6 apresenta-
ram atividade antibiótica.
Questão 9 a) Qual o grupo funcional, presente nos com-
postos do tipo A, responsável pela formação
A reação representada a seguir produz com- dos 9 compostos citados? Que função orgânica
postos que podem ter atividade antibiótica: é definida por esse grupo?
b) Qual a fórmula estrutural do composto que
apresentou atividade antibiótica?

Resposta
a) Segundo o esquema de preparação dos com-
postos fornecidos no texto, o grupo funcional é a
carbonila (— CHO) presente nos compostos do
tipo A que reage com o grupo amino (— NH 2 ) dos
compostos do tipo B. O grupo carbonila nos com-
postos do tipo A caracteriza a função aldeído.
b) Comparando-se as misturas M2 e M6, nota-se
Tal tipo de reação pode ser empregado para que o composto comum à ambas e que não apa-
preparar 9 compostos, a partir dos seguintes rece nas outras misturas é o A2B3. Sua fórmula
reagentes: estrutural é:

Questão 10

Em 1999, a região de Kosovo, nos Bálcãs, foi


bombardeada com projéteis de urânio empo-
brecido, o que gerou receio de contaminação
radioativa do solo, do ar e da água, pois urâ-
nio emite partículas alfa.
química 7

238 234
a) O que deve ter sido extraído do urânio na- b) 92 U → Th + 24 α
190
23
tural, para se obter o urânio empobrecido? tório − 234
Para que se usa o componente retirado?
c) Considerando que o urânio empobrecido seja
b) Qual a equação da primeira desintegração
constituído somente pelo isótopo U-238, o núme-
nuclear do urânio-238? Escreva-a, identifi- ro inicial de átomos de urânio na amostra é:
cando o nuclídeo formado. 238
238 1 mol U 6 ⋅ 10 23 átomos
c) Quantas partículas alfa emite, por segun- 1 000 g U ⋅ 238
⋅ =
do, aproximadamente, um projétil de urânio 2384g244
14 3
U ol2238
11m4 43
U
empobrecido de massa 1 kg? m. molar nº de Avogadro
Dados: composição do urânio natu- = 2,52 ⋅ 10 24 átomos.
ral............................................. U-238 - 99,3%
U-235 - 0,7% O decaimento de uma amostra radioativa é des-
meia-vida do U-238 ................. 5 x 109 anos crito por uma curva exponencial e não por uma
constante de Avogadro............. 6 x 1023 mol −1 reta. Esse fato significa que a cada instante te-
mos um determinado e específico número de
1 ano ........................................ 3 x 107 s
emissões radioativas. Com os dados fornecidos é
alguns elementos e respectivos números atô- possível somente realizar-se um cálculo proporcio-
micos nal e aproximado.
Adotando-se para o cálculo o intervalo de tempo
88 89 90 91 92 93 94 95 96 transcorrido entre 0 s e o primeiro tempo de meia-
vida, podemos calcular o número médio de emis-
Ra Ac Th Pa U Np Pu Am Cm sões α por segundo:
1,26 ⋅ 10 24 átomos U 1 part. α
Resposta 9
⋅ ⋅
51⋅4
10
4244
anos
3
11átomo
4243
U
a) A extração do isótopo físsil U-235 no urânio na- eq. nuclear
T1/ 2
tural irá transformá-lo no urânio empobrecido usa-
do em projéteis militares. 1 ano part . α
O U-235 extraído, em proporção adequada com ⋅ ≅ 8,4 ⋅ 10 6
⋅ 107 s
314 s
o isótopo U-238 pode ser utilizado em usinas nu- 24 3
cleares e bombas nucleares. conversão