Você está na página 1de 7

O que é gás natural?

O gás natural é um combustível fóssil que se encontra na natureza,


normalmente em reservatórios profundos no subsolo, associado ou
não ao petróleo. Assim como o petróleo, ele resulta da degradação
da matéria orgânica, fósseis de animais e plantas pré-históricas,
sendo retirado da terra através de perfurações.

Inodoro, incolor e de queima mais limpa que os demais


combustíveis, o gás natural é resultado da combinação de
hidrocarbonetos gasosos, nas condições normais atmosféricas de
pressão e temperatura, contendo, principalmente, metano e etano.

Pode ser encontrado de duas maneiras na natureza:

Imagem retirada do site www.bahiagas.com.br.


Gás natural e o seu uso.
O gás natural é muito usado como fonte de energia (combustível)
nas indústrias, residências e veículos.

O GNV (Gás Natural Veicular) tem sido muito utilizado como


combustível para veículos. Além de ser mais barato do que o álcool
e a gasolina, o GNV gera um baixo índice de poluentes
atmosféricos em comparação aos combustíveis fósseis. Portanto é
considerado uma fonte de energia limpa.

O gás natural pode ser transportado por gasodutos, tubos


subterrâneos que ligam as exploradoras até o consumidor, da
própria distribuidora para o cliente, residências, indústrias,
comércios.

Imagem retirada do site www.gasnaturalfenosa.com.br.


Gás natural no Brasil.
No Brasil, a sua utilização iniciou-se nos anos 1940, na Bahia. Com
a descoberta da Bacia de Campos, em 1970, a utilização de gás
natural na matriz energética nacional teve um aumento de 2,7%.

Em 1999 entrou em operação o Gasoduto Brasil-Bolívia tendo um


aumento expressivo da utilização do gás natural em usinas
termoelétricas brasileiras. Segundo a Agência Nacional de Energia
Elétrica (ANEEL), são 81 usinas termoelétricas movidas a gás. Com
capacidade de transportar 30 milhões de metros cúbicos de gás por
dia, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o
Gasoduto fez com que houvesse uma oferta muito elevada e preços
reduzidos, fazendo com que o gás natural correspondesse a 10%
da matriz energética brasileira.

O gás natural é utilizado como combustível tanto em indústrias,


como em casas e automóveis, sendo uma fonte de energia mais
limpa que os derivados do petróleo e o carvão, porém ainda elimina
gás carbônico em seu processo de queima. Sua grande vantagem
também é o menor custo de manutenção com vida longa de seus
equipamentos.
Imagem retirada de site www.petrobras.com.br.

O consumo do gás natural aumenta a cada ano, trazendo


facilidades e conforto à população. Porém, antes de o produto
atender às mais diversas demandas residenciais, comerciais,
automotivas, industriais e da geração de energia elétrica, há um
longo trajeto a ser percorrido. Nossa subsidiária Transpetro é
responsável por algumas etapas deste processo, permitindo o
abastecimento de norte a sul do país.

O gás natural junto do petróleo e o carvão é um dos combustíveis


mais utilizados no mundo, de acordo com dados divulgados pela
Agência Internacional de Energia em 2013.
Imagem retirada do site mundoeducacao.bol.uol.com.br.
O que é Carvão Mineral?
Carvão mineral é um material rochoso, fóssil, encontrado em
jazidas localizadas no subsolo e que pode ser extraído por meio do
processo de mineração. Tem em sua composição o carbono, o
oxigênio, o hidrogênio, o enxofre e cinzas. Combustível fóssil
formado por raízes, troncos, folhas e galhos de árvores, que têm
aproximadamente 250 milhões de anos, das regiões sedimentares.

Carvão Mineral e seus usos.

Em 1880, cerca de 100% da energia consumida no mundo era


proveniente do carvão, mas, em 1970, somente 12% desse total
provinham desse recurso natural. Após a crise do petróleo, em
1973, a elevação dos preços do óleo fez com que o carvão fosse
novamente valorizado, ao menos em parte, e seu consumo voltou a
subir um pouco, representando aproximadamente 23% da energia
total consumida no mundo, em 2004. Hoje o carvão mineral é
bastante usado para produzir energia elétrica em usinas
termelétricas e como matéria-prima para fabricar aço nas
siderúrgicas. Os grandes produtores mundiais desse recurso são os
Estados Unidos, China, Cazaquistão, Rússia, Polônia, Índia,
Alemanha, Austrália e África do Sul. Calcula-se que essas reservas
carboníferas são suficientes para gerar energia para cerca de 100
anos de consumo. Mas existem os pontos negativos desse recurso,
a começar pela sua extração, que causa sérios impactos
ambientais, a poluição causada por sua queima que colabora com o
aquecimento global.

Carvão Mineral no Brasil.