Você está na página 1de 22

Substancias Químicas e Seus Impactos

Unidade I

Capitulo 1- Substancias Químicas Poluentes e Suas Fontes

Poluição é o excesso de uma substancia, gerada pela atividade humana, no sítio ambiental errado.

Critério de Pureza Ambiental

A poluição não é sinônimo de contaminação. A poluição é essencialmente gerada pelo homem, ele acumula uma certa quantidade de uma determinada matéria em um local impróprio. A contaminação tem a ver com o estado de pureza de um determinado elemento, a água da chuva não é pura, ela é contaminada pelo material em suspensão e pelos gases presentes no ar. Porém, no geral usamos a palavra contaminada, quando queremos indicar que certa coisa coloca em risco a saúde humana. Assim sendo, um local onde há um afloramento de rocha radioativa, pode ser considerado contaminado, embora seja uma formação natural.

Poluente: Substancia + Localização

Ao usarmos o termo poluição ambiental, temos que ter em mente que para existir a poluição a substancia deve estar no local certo. Por exemplo, próximo ao solo, o ozônio é um poluente (gás irritante, toxico) e o CFC é um gás quase inofensivo. Porém, esse panorama se inverte na estratosfera, onde o CFC é o poluente.

Fontes de Poluição

Ao usarmos o termo poluição, nos referimos à ação do homem. É importante deixar claro pois a própria natureza polui (por exemplo, vulcões laçam gigantescas quantidades de dióxido de carbono na atmosfera, mas como são fontes naturais, não iremos considerar como poluição).

Poluição das Águas

É comum dividirmos a poluição em três categorias: poluição das águas, do ar e do solo. Sendo que em geral, a das águas é a mais preocupante, isso ocorre, pois além da nossa grande necessidade por água, os lençóis subterrâneos, lagos, rios e oceanos são os destinos finais de todo poluente (solúvel em água) lançado no ar ou no solo. Manter a qualidade das poucas reservas de água que dispomos é fundamental.

Formas de Poluição Aquática

Podemos classificar de varias formas a poluição que atinge nossas águas:

Contaminação Biologica •Devido a presença de micro organismos patogenicos na agua
Contaminação Biologica
•Devido a presença de micro organismos patogenicos na agua
Contaminação Térmica •Descarte de grandes volumes de água quente. Esse aumento de temperatura: Diminui
Contaminação Térmica
•Descarte de grandes volumes de água quente. Esse aumento de
temperatura: Diminui solubilidade dos gases, diminui tempo de vida de
algumas especies. potencializa a ação dos poluents presentes.
Poluição Sedimentar •Acumulo de material em suspensão, bloqueando a entrada dos raios solares na lamina
Poluição Sedimentar
•Acumulo de material em suspensão, bloqueando a entrada dos raios
solares na lamina d'água, interferindo na fotossintese e diminuindo a
capacidade dos animais aquaticos.
Poluição Quimica •É o tipo mais grave, pois é mais dificil de ser remediada. Os
Poluição Quimica
•É o tipo mais grave, pois é mais dificil de ser remediada. Os poluentes
mais comuns são: Fertilizantes agricolas, Compostos organicos
Sinteticos, Petroleo, Compostos Inorganicos e minerais.

Obs: Sobre a poluição térmica o aumento da temperatura na água aumenta a solubilidade do O2, fazendo com que esse gás se difunda mais rapidamente para a atmosfera. Além disso, espécies que não toleram grandes variações de temperatura são afastadas do local.

Unidade II O impacto das Substancias Quimicas na Qualidade Ambiental

A partir de 1800 os países europeus começaram a usar sistemas de esgoto

devido, principalmente, ao surgimento de doenças. A revolução industrial

propiciou um aumento da poluição, as substancias químicas podem alcançar

os ambientes aquáticos por meio de várias formas e, dependendo do destino,

elas podem ficar solubilizadas na água, nos sedimentos, evaporar para a

atmosfera ou até se acumular em organismos aquáticos.

Capitulo 1- Parâmetros de Qualidade das Águas

Oxigênio Dissol.

Cloreto

Fluoreto

pH

Alumínio

Cobre

Fósforo Total

Potássio

Bário

Cromo

Manganês

Nitrogênio

Cádmio

Fenóis

Níquel

Zinco

Chumbo

Ferro Total

Óleos e Graxas

Oxigênio Dissolvido Em Água

Os organismos aquáticos precisam de oxigênio, porém eles não podem obte-

los da molécula de água, é necessário que exista uma fonte continua de gás

dissolvido na água, para que eles possam absorve-lo. O oxigênio dissolvido é

proveniente do ar, e através de processos de aeração :(correntezas, ondas,

vento) se mistura com a superfície da água e é dispersados, além disso existe

a fotossinte, que contribui nesse processo.

O O2 dissolvido é um fator limitante a vida, sem ele não pode haver vida no

ecossistema, cada espécie necessita de uma quantidade especifica de O2,

sendo que a maioria dos peixes não sobrevivem a uma concentração menor

que 4 ppm. A dissolução depende da temperatura da água.

Ambientes poluídos possuem baixa concentração de O2, principalmente

devido ao consumo na decomposição de matéria orgânica (quanto mais

poluído, maior o numero de bactérias decompositoras e menor o nível de O2),

A capacidade de e consumir O2 para degradar a matéria orgânica é chamada

de Demanda Biológica de Oxigênio DBO, que é igual ao oxigênio dissolvido

consumido em um período de 5 dias como resultado da oxidação da matéria

orgânica na amostra.

A DQO é uma outra maneira de se avaliar o O2 dissolvido, porém ela superestima os valores.

Alumínio

A principal via de exposição humana, não ocupacional, é através da ingestão de alimento e de água. A questão sobre o poluente é em qual forma ele é consumido. O alumínio metálico apresenta baixa toxicidade, principalmente devido a sua baixa absorção (Esta certo isso??). Há evidencias de que o alumínio seja neurotoxico, e seu acumulo tem sido associado ao aumento de casos de demência, como Alzheimer.

Bário

Costuma ocorrer naturalmente na água, na forma de carbonatos de bário, em baixas concentrações (0,7 à 900μg/L), sendo que o limite de potabilidade é de

1mg/L, e a dose letal para homem é de 600mg. O bário não possui efeito cumulativo, e seu efeito no homem é no sistema nervoso e no cardiovascular, pois leva a constrição dos vasos sanguíneos, aumentando a pressão arterial. É usado pelo homem em atividades industriais (produção de cores, fogos de artifício, fabricação de vidro e inseticidas) e na extração bauxita.

Cádmio

Aparece em águas doces em concentrações traços menores que 1μg/L. Não é

benéfico ou essencial para os seres vivos, porém é bioacumulativo, podendo entrar na cadeia alimentar. Possui efeito crônico, se concentrando nos rins, fígado, pâncreas e tireoide (causando disfunção renal, hipertensão, inibição do crescimento), e efeito agudo, sendo que uma dose de 9g é fatal. Se apresenta no esgoto industrial, principalmente resultado da produção de pigmentos, solda, equipamentos eletrônicos, lubrificantes, acessórios fotográficos.

Chumbo

O chumbo é um contaminante perigoso. Apresenta toxicidade crônica (atuando no sistema nervoso e causando dor de cabeça, perda de memória, tontura e uma doença seria chamada Saturnismo). Sua toxicidade aguda causa sede intensa, sabor metálico, inflamação gastrointestinal, vômitos. A concentração

de potabilidade na água é 0,03mg/L. Ele está presente no tabaco, e em bebidas e alimentos contaminados pela embalagem.

Cloreto

O anion Cl- pode se apresentar naturalmente em águas subterrâneas através de solos e rochas. Não é toxico, sendo comum aplicação de Cloro na água. Ele provoca um sabor salgado na água, mas apenas em altas concentrações (1000mg/L) Cada pessoa expele 6g de cloreto por dia através da urina, o que faz com quea concentração desse anion no esgoto ultrapasse 15mg/L.

Cobre

Ocorre naturalmente na água, em baixas concentrações >20μg/L. Para causar efeito toxico no homem precisa de uma concentração maior que 20mg/L, porém uma concentração de 5mg/L já torna o sabor da água insuportável, o que torna difícil o consumo de altas doses. O cobre é benéfico em baixas doses, auxilia a assimilação do ferro na hemoglonina. As fontes antropicas de cobre para o meio ambiente são: corrosão de tubulações, efluentes de ETEs, pesticidas e industrias (mineração, fundição e refinação).

Cromo

Na forma natural tem baixas concentrações na água doce, é importante na forma tetravalente e sua carência causa doenças. Porem, na forma hexavalente, é toxico e cancerígeno. É essa forma que estabelece os limites máximos pra consumo. É usado nas indústrias de alumino, aço, tintas, pigmentos, explosivos, papeis e fotografias.

Fenóis

Ferro Total

Fluoreto

Fósforo Total

Manganês

Níquel

Óleos e Graxas

Potencial Hidrogenionico

Potássio

Encontrado naturalmente na água, em baixa concentração, e geralmente encontrado na forma iônica, sendo que os sais de potássio são muito solúveis. É um elemento nutricional essencial. Muito usado na industria e em fertilizantes (principais fontes de contaminação). Elevadas concentrações indicam a presença de fontes quentes e salmouras.

Serie de Nitrogênio

Zinco

Ocorre naturalmente na água em concentrações da ordem de 0,001 até 10 mg/L. É um elemento essencial para o ser humano, e só causa dano em altas doses, o que é raro, e se acumula nos tecidos. Causa efeito toxico em peixes, atacando o sistema circulatório. As fontes de contaminação antropicas são:

produção de zinco, combustão da madeira, incineração de resíduos, produção de ferro e aço e efluentes domésticos.

Questão 1 Correto Atingiu 1,00 de 1,00 to da questão O destino final de todos poluentes hidrofílicos são os lençóis subterrâneos, os lagos, os rios, os mares e os oceanos. Escolha uma opção:

Verdadeirolagos, os rios, os mares e os oceanos. Escolha uma opção: Falso Feedback Os compostos hidrofílicos

Falso Feedback Os compostos hidrofílicos são polares e por isso, solúveis em água, sendo arrastados para Feedback Os compostos hidrofílicos são polares e por isso, solúveis em água, sendo arrastados para os os lençóis subterrâneos, os lagos, os rios, os mares e os oceanos são o destino final de todo poluente solúvel em água que tenha sido lançado no ar ou no solo. Assim, além dos poluentes já lançados nos corpos receptores, as águas ainda sofrem o aporte de outros poluentes vindos da atmosfera e da litosfera. Por último, vem o fato de que, excluindo-se as águas salinas usadas para recreação, a água disponível para o uso do nosso dia a dia é escassa. Manter a qualidade das nossas parcas reservas de água (além de não desperdiçá-las) é uma questão urgente, se quisermos garantir a nossa sobrevivência neste Planeta. Em contrapartida, ao nos utilizarmos da água, sempre introduzimos nela algum tipo de poluente, algumas vezes em pequenas quantidades, outras em quantidades enormes. A resposta correta é 'Verdadeiro' Questão 2 Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão

O critério de pureza ambiental só pode ser utilizado quando uma substância não está contaminada por nenhuma outra

substância. Escolha uma opção:

Verdadeiropor nenhuma outra substância. Escolha uma opção: Falso Feedback A água mais pura que se conhece

Falsonenhuma outra substância. Escolha uma opção: Verdadeiro Feedback A água mais pura que se conhece é

Feedback

A água mais pura que se conhece é aquela encontrada nos laboratórios, após ter sido passada, várias vezes, por resinas trocadoras

de íons ou destilada repetidamente. Ainda assim, ela não será totalmente livre de outras substâncias. Aliás, o próprio conceito de

pureza é muito relativo. No caso da água, ele depende fundamentalmente de dois fatores: o uso a que ela se destina e a aparelhagem utilizada para medir o grau de pureza. Uma água que se considere adequada para fins recreativos, por exemplo, muito provavelmente não se encaixará nos padrões de potabilidade exigidos para a ingestão humana. Além disso, se temos hipoteticamente água com 99,9988% de pureza e utilizamos um instrumento de medição que não apresenta casas decimais, a leitura do instrumento irá nos informar de que a água é 100% pura (0% de impurezas). Por outro lado, se dispomos de um

instrumento capaz de nos fornecer um resultado com precisão de quatro casas decimais, ele pode nos indicar que a água possui 0,0012% de impurezas.

A resposta correta é 'Falso'.

Questão 3

Incorreto

Atingiu 0,00 de 1,00

Texto da questão

A capacidade da matéria orgânica numa amostra de água natural de consumir o oxigênio é chamada DEMANDA BIOLÓGICA DE

OXIGÊNIO DBO. A DBO nas águas é avaliada, experimentalmente, pela determinação da concentração de 02 dissolvido no início e no final de 5 dias da amostra incubada a 20oC (DBO5,20), em reações de oxidação catalisadas no laboratório pela adição de micro-organismos à amostra. A DBO é igual ao oxigênio dissolvido consumido nesse período como resultado da oxidação da matéria orgânica dissolvida na amostra. Uma determinação mais rápida da DEMANDA DE OXIGÊNIO pode ser feita pela medida da DEMANDA QUÍMICA DE OXIGÊNIO DQO. Em relação à Demanda Química de Oxigênio, qual a afirmação que é falsa:

Escolha uma:

A DQO é sempre maior do que a DBO.de Oxigênio, qual a afirmação que é falsa: Escolha uma: a. A DQO é determinada experimentalmente

a.

A DQO é determinada experimentalmente utilizando o íon dicromato é um agente oxidante forte.falsa: Escolha uma: A DQO é sempre maior do que a DBO. a. b. Para se

b.

Para se determinar a DQO não se utiliza oxigênio como agente oxidante.utilizando o íon dicromato é um agente oxidante forte. b. c. O aumento da matéria orgânica

c.

O aumento da matéria orgânica em um corpo hídrico pode ser comprovado com a determinação de sua DQO.a DQO não se utiliza oxigênio como agente oxidante. c. d. e. A DQO está relacionada

d.

pode ser comprovado com a determinação de sua DQO. d. e. A DQO está relacionada apenas

e.

A DQO está relacionada apenas com a matéria orgânica biodegradável presente na água. Feedback

A resposta correta é: A DQO está relacionada apenas com a matéria orgânica biodegradável presente na água

Questão 4

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão

A poluição química talvez seja a forma mais problemática de poluição, causada pela presença de produtos químicos nocivos ou

indesejáveis. A poluição química é um pouco diferente e um pouco mais sutil que as outras formas de poluição. A poluição térmica tem pouco efeito sobre a potabilidade da água. A poluição sedimentar é normalmente muito visível e facilmente removível. Mesmo a poluição biológica parece em alguns casos menos perigosa do que a poluição química, uma vez que a maioria dos microrganismos podem ser destruídos pela fervura da água que eles estejam infectando, ou pelo tratamento com substâncias químicas, como o hiploclorito de sódio e a cal viva. Já a poluição química não é assim tão simples. Os efeitos

nocivos podem ser sutis e levar muito tempo para serem sentidos. Das substâncias químicas descritas abaixo, marque aquele que não é considerada como poluentes das águas:

Escolha uma:

Detergentes.a. Óleo diesel. b.

a.

Óleo diesel.Detergentes. a. b.

b.

Petróleo.d. Pesticidas e.

d.

PesticidasPetróleo. d. e.

e.

Feedback

Aprofunde mais sobre essa questão lendo o artigo de Azevedo, 1999. Química Nova na Escola. Poluição e Tratamento de Água

n° 10 que você encontra em nossa biblioteca virtual. A resposta correta é: Glicose

Glicose.c.

c.

Questão 5

Correto

Texto da questão Em relação aos impactos das substâncias químicas na qualidade ambiental, julgue as afirmativas a seguir.

Resposta 1

Os óleos e as graxas em seu processo de decomposição reduzem o oxigênio dissolvido, elevando a DBO5,20 e a DQO, causando alteração no ecossistema aquático.

Resposta 2

O ferro por não ser considerado um composto tóxico e que não traz problemas para o abastecimento público não

existe legislação estabelecendo um limite máximo permitido para seu descarte.

Resposta 3

Apesar de ser nutriente para processos biológicos, o excesso de fósforo em esgotos sanitários e efluentes industriais conduz a processos de eutrofização das águas naturais.

O cádmio, assim como outros metais, apesar de estar presente em águas doces em concentrações traços,

geralmente inferiores a 1 μg/L e, através da bioacumulação, pode entrar na cadeia alimentar, causando anemia,

retardamento de crescimento e morte.

Feedback

A resposta correta é:

Os óleos e as graxas em seu processo de decomposição reduzem o oxigênio dissolvido, elevando a DBO5,20 e a DQO, causando alteração no ecossistema aquático.

Resposta 4

Certo,

O

ferro por não ser considerado um composto tóxico e que não traz problemas para o abastecimento público não existe legislação

estabelecendo um limite máximo permitido para seu descarte.

Errado,

Apesar de ser nutriente para processos biológicos, o excesso de fósforo em esgotos sanitários e efluentes industriais conduz a processos de eutrofização das águas naturais.

Certo,

O

cádmio, assim como outros metais, apesar de estar presente em águas doces em concentrações traços, geralmente inferiores a

1 μg/L e, através da bioacumulação, pode entrar na cadeia alimentar, causando anemia, retardamento de crescimento e morte.

Certo.

Unidade III Poluentes Gasosos e Seus Efeitos no Meio Ambiente

Capitulo 1 Atmosfera e Poluentes Associados à Emissão Veicular

A atmosfera é constituída de uma fina camada de gases, composta por:

Nitrogênio (78%), oxigênio (21%), Argônio (0,9%) e 0,03% (CO2). Ela é dividida em camadas (troposfera, estratosfera, mesosfera, termosfera e exosfera). A principal característica da atmosfera é sua capacidade oxicidante, quase todos os poluentes no ar são totalmente oxidados e acabam depositados na superfície.

Poluentes Atmosféricos

É qualquer forma de matéria ou energia que possa tornar o ar impróprio ou nocivo à saúde. Podem ser classificados como: poluentes Primários (emitidos diretamente pelas fontes de poluição) e Secundários (formados por reações químicas dos primários). As fontes podem ser antropicas ou naturais (vulcões por exemplo). Sendo que os principais mecanismos de dispersão dos poluentes são: Transporte (arraste pelo vento) e difusão (diferença de concentração entre o poluente e diversos pontos).

Poluentes Associados à Emissão Veicular

São poluentes resultantes da queima do combustível ou de sua evaporação.

 

Poluente Primário

 

Hidrocarbonetos (HC): são compostos

Monóxido

de

Carbono

(CO):

gás

de Carbonos e Hidrogênio (podendo incluir aldeídos e alcoóis), os mais reativos são os que contem ligação dupla (C=C), a maioria deles não é prejudicial nas concentrações encontradas. Os hidrocarbonetos não metânicos são reativos e formam poluentes secundários. São produzidos naturalmente (animais, decomposição, e plantas) e antropicamente (veículos devido combustão incompleta, plantas petroquímicas). O metano constitui até 15% das emissões de HC de veículos sem conversores (se houver conversor é de 40%, pois catalisadores são menos efetivos para oxidação do meteno do que outros HC). Aldeído e 1,3 butadieno são presentes nas emissões do escapamento como produtos parciais. Tem alta reatividade para formar ozônio.

incolor, formado a partir da combustão incompleta em motores. A turbulência da câmara de combustão, temperatura da chama e excesso de O2, influenciam a

formação de CO. A conversão de CO para CO2 na atmosfera é lenta, levando de 2 a 5 meses. Efeito Nocivo: Combina-se com a hemoglobina mais facilmente que o O2,

diminuindo

a

oferta

de

oxigênio,

asfixiando a pessoa.

 

partículas

finas de sólidos ou líquidos suspensas. Tem origem natural (solo, cinzas, sais, polens) e antropica (plantas termoelétricas e industriais). As Partículas Totais em Suspensão (PTS) tem diâmetro menor que 100μm (sendo que as <10 μm resultam de erosões ou moagem, e se depositam rápido; as >10 μm são inaláveis, e ficam grande período em suspensão). As partículas inaláveis >2,5 μm são ditas finas (emitidas por motores devido à combustão, ou formado na atm com os gases SO, NO e VOC); as <2,5 μm são ditas grossas (emitidas por veículos em estradas não pavimentadas e outros). Efeitos Nocivos: Apenas as inaláveis causam problemas, agravando doenças como asma e bronquite.

Material

Particulado

(MP):

Dióxido

de

Enxofre

(SO2):

gás

extremamente solúvel em água é estável e incolor. Pode ser convertido em SO3 ao reagir com O2, uma reação que, embora termicamente favorável, é lenta. As: ou remover enxofre dos combustíveis ou remover o SOx dos produtos gasosos. O SOx reage com a umidade do ar, formando ácido sulfuroso e acido

sulfúrico, que podem ser transportados pelos ventos por muitos quilômetros e caírem como chuva acida. Efeito Nocivo:

Causa inflamações graves nas mucosas

 

Dióxido

de

Carbono

(CO2):

gás

inodoro, mais denso que o ar, produzida pela queima matéria orgânica. É emitido por diversos meios naturais, não sendo considerado um poluente, mas sim um gás de efeito estufa. É removido da atm apenas quando para em águas profundas no oceano, ou se precipita como carbonato. Efeito Nocivo: Leva a

hiperventilação

rápida),

(respiração

respiratórias, sendo fatal em altas doses Especula-se que interfira na formação de vitamina D, pois reduzem a quantidade

de

UV-B

que

chega

à

terra,

radiação

responsável pela formação da vitamina D. Com isso aumentando o câncer.

 

transpiração e dor de cabeça; seguido perda da consciência e morte.

 

Poluente Secundário

 

Ozônio

(O3):

gás

incolor.

 

Na

Óxidos

de

Nitrogênio

(NOX):

são

estratosfera

é

formado

 

pela

 

produzidos tanto naturalmente (relâmpagos, vulcões e bactérias) como antropicamente (queima em motores). A formação ocorre sempre que um combustível é queimado na presença de ar com altas temperaturas, o nitrogênio

decomposição

fotoquímica

do

O2

e

a

colisão com o O. A formação depende da

 

quantidade de luz UV e da concentração dos átomos. No nível do solo, é formado pela reação dos COV e NOX, em ambiente

com O2 e luz. Nesse

 

caso, o ozônio

presente no ar (N2) se combina com o O2. 90% da emissão é na forma NO, que é oxidado para NO2 em poucas horas. Esses óxidos participam de várias reações: smog fotoquímico, formação de ozônio ao reagir com HC. Efeito Nocivo:

formando

irrita

sistema

respiratório,

participa do smog, sendo que inversões

térmicas aumentam

 

a

concentração.

Efeito

Nocivo:

destrói

tecidos

pulmonares,

levando

à

doenças

infecciosas. A exposição crônica leva ao envelhecimento precoce do pulmão, pois

o

ozônio

ataca

as

ligações

C=C,

ácidos nítricos que levam a tosse, dispnéa edemas e morte.

presentes nesses tecidos.

 

Efeitos dos Principais Poluentes Atmosféricos sobre a Saúde

Efeito Agudo •Efeitos temporarios que ocorrem imediatamente em respota alta concentração. Como: irritação olhos,
Efeito Agudo
•Efeitos temporarios que ocorrem
imediatamente em respota alta
concentração. Como: irritação olhos,
tosse, mortalidade. Podem ser
reversiveis
Efeito Crônico •Pode ter caracter permanente, ocorrem com longo tempo de exposição a baixas doses.
Efeito Crônico
•Pode ter caracter permanente, ocorrem com
longo tempo de exposição a baixas doses.
Como: prejuizos à vegetação, desgaste de
materiais e estruturas, danos a saúde.

Os principais efeitos dos poluentes ocorrem nos pulmões, gerando crises em pessoas com doenças pulmonares pré existentes.

Padrões de Qualidade do Ar

São padrões que se ultrapassados podem afetar a saúde, segurança e bem estar. Os padrões primários são os que, ao serem ultrapassados prejudicam a população., já os secundários são as que causam diminuição do bem estar da população, e efeito adverso sobre flora e fauna.

Capitulo 2 Efeito Estufa e Aquecimento Global

O capitulo afirma que os gases do efeito estufa são: vapor de água (85%), partículas de água (12%) e o restante são CO2, metano (CH4) e em menor proporção, NOx, CFCs, HCFCs e SF6. Observe que sobraram apenas 3% de contribuição do CO2 e metano e outros gases. De longe (97%) a responsabilidade ppara o efeito estufa é do vapor de água. O efeito estufa nada mais é do que a retenção de ondas infravermelhas longas na atmosfera, enquanto ondas curtas, elas conseguem passar pelos gases, ao incidir no solo se tornam ondas longas, que são refletidas pelos gases, aprisionando-se na atmosfera e aquecendo.

Gases do Efeito Estufa

Dioxido de Carbono

Afirma que o CO2 é apontado como grande vilão, embora não seja verdade, (pois o CO2 NÃO REGULA A TEMPERATURA, ao contrario, o CO2 está dissolvido no oceano, um aumento da temperatura faz com que a capacidade de saturar Co2 seja diminuída e com isso ele é liberado. A temperatura sobre primeiro, depois o CO2) e que o CO2 fica de 50 a 200 anos na atmosfera.

Metano

Tem um tempo de vida na atm pequeno, cerca de 10 anos, e também contribui para o efeito estufa.

O problema da Emissão de gases-estufa no Brasil

Principais fontes são as queimadas em florestas e as queimadas em campos e cerrados e em canaviais. Os combustíveis fosseis também são uma grande fonte de emissão de CO2. Para o metano a principal fonte são os rebanhos de gado.

A estufa começa a Ficar Muito Quente

Afirma que o aumento dos gases pode levar ao maior bloqueio da radiação infravermelha, aquecendo mais a atmosfera. Porém afirmou-se que 97% era devido a água,l então será mesmo que os 3% mudam tanto? Os efeitos mais falados do aumento desses gases são (sem nenhuma base cientifica):

Elevação do nível do mar devido a dilatação térmica dos oceanos e ao degelo das calotas polares.

Aumento de tempestades, ondas de calor e etc.

Modificação profunda na vegetação

Por fim apresenta, erroneamente, um mapa que relaciona eventos (alguns devido ao El Nino e outros sem fundamento), ao efeito estufa.

O Protocolo de Kyoto

É o primeiro tratado Global sobre o ambiente e tem o poder de estabelecer um limite para emissão de gases estufa por países industrializados. Entrou em vigor em fevereiro de 2005. Pretende reduzir: CO2, CH4, NOx, HCFC, SF6.

O protocolo surgiu em 1997 no Japão, negociado na Convenção sobre

Mudança Climatica da ONU. Há uma diferenciação entre os países industrializados (compõe o anexo I e são os desenvolvidos, tendo restrições “maiores”), países pouco industrializados (compõe o anexo II, e terão acordar a

implementação a partir de 2013). Há ainda os ex países comunistas.

Cada país informa, anualmente, ao secretariado da convenção, como andam seu plano de redução. Os instrumentos para esse são os creditos de carbono, que cria um comercio.

O acordo prevê penalidades, como a exclusão de acordos comerciais ligados

ao protocolo, ou acréscimo na redução.

Mecanismos de Desenvolvimento Limpo

Formado junto com o protocolo de Kyoto, permite que paises industrializados alcancem suas metas investindo em tecnologia limpa nos paises subdesenvolvidos (através do financiamento de projetos). A iniciativa tem que ser aceita pelo comitê executivo do MDL, e devem substituir o uso de uma forma de energia mais poluente, ou diminuir o gás carbônico. O objetivo do MDL é ajudar os países em desenvolvimento, que se beneficiam de recursos financeiros e tecnológicos, além da redução dos gases.

Um projeto ambiental, para comercializar os creditos de carbono, precisa mensurar a sua emissão, e o quanto pode reduzir, de acordo com uma

metodologia a ser aprovada pelo comitê do MDL da ONU. Outro pré requisito é

a voluntariedade, os projeots precisam existir por livre iniciativa. Outro

requisito é a adicionalidade, as empresas só podem contar com projetos que

sejam implementados a partir de 2005.

Capitulo 3 Chuva Acida

A água da chuva é ligeiramente acida devido a presença natural de CO2 na

atmosfera, deixando o pH em 5,6 (suficiente para ter efeito corrosivo na maioria dos metais e para calcário). A emissão de poluentes principalmente dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio aumentam esse potencial, pois eles reagem com a água, formando Ácidos Sulfúrico e nítrico. Ao atingirem o solo, esses ácidos comprometem lavouras, florestas e vida aquática, além de

corroerem estruturas antropicas.

Dióxido de Nitrogenio

A formação do oxido de nitrogênio (NO) depende de muita temperatura (não é natural), sendo um resultado da combustão. O monóxido de nitrogênio pode ser oxidado na atmosfera para dióxido de nitrogênio (NO2), que é o responsável pela cor amarronzada no céu de cidade poluídas. O dióxido reage com a água formando o acido nitrico. Carros modernos possuem um conversor catalítico, que transformam grande parte dos gases prejudiciais a saúde em gases inertes.

Dióxido de Enxofre

É o maior responsável pela acidez, pois forma o ácido sulfúrico. Óleo diesel e carvão contem grande quantidade de enxofre, sendo fundamental a diminuição desse poluente na gasolina.

O Caso da Usina de Candiota

Essa era uma usina brasileira, que no começou da década de 1990, foi denunciada por queimar carvão que estaria causando chuva acida no noroeste uruguaio, comprometendo a relação dos dois países. Em 1996, os uruguaios da cidade de Melo (80km de distancia) continuavam apresentando problemas de saúde, noticiando-se infecções respiratórias e incidência de câncer pulmonar. Desmentido pelo governo brasileiro que assegurava a eficácia dos filtros na empresa.

Capitulo 4 CFCs e o Buraco na Camada de Ozônio

Situada na estratosfera (50km de altura), essa camada bloqueia certas radiações vindas do sol. Em 1974, uma pesquisa de Molina e Rowland, mostraram a presença de cloro, vindo do CFC, sobre a Antártida, região que apresentava um buraco na camada de ozônio.

Formação da Camada de Ozonio

Diferentes moléculas absorvem diferentes tipos de radiação. O O2, absorve a radiação UV da faixa de 70 a 250nm. Já o O3, absorve radiação UV na faixa de 220 a 320nm.

As moléculas de O3 são formadas e destruídas em reações não catalíticas. Essas reações são exotérmicas. O UV incide em uma molécula de O3 e o decompõe, os átomos se recombinam formando moléculas diatômicas, que podem novamente formar O3, ao se colidirem (o que é muito provável dado a grande densidade de oxigênio nessa parte). Por isso o UV é “gasto” na estratosfera. Esse ciclo de destruição e formação de Ozonio é chamado de Ciclo de Chapmam.

Várias espécies atômicas catalisam (aceleram) a destruição do ozônio, sendo chamados de radicais livres, moléculas altamente reativas, pois possuem um

elétron não emparelhado (OH; CH3, CF3Cl, H3COO, NO-). Alguns catalisadores são de origem natural.

O Buraco na Camada de Ozonio

Em 1985, descobriu-se uma redução na camada de O3 em cerca de 50% durande vários meses do ano, e atribuiu-se esse fato à ação do cloro (que estaria ligado a um mecanismo complexo de reações que destruiria o ozônio). Sendo que em 2005, registrou-se o maior buraco sobre a Antártida.

Consequências

Aumento das taxas de mutações na maioria dos seres vivos

Cegueira de insetos

Destruição em larga escala do fitoplancton marinho

Alterações no clima do planeta

Aumento dos casos de câncer

Protocolo de Montreal

Acordo firmado em 1987 que permitu a eliminação do CFC, que foi substituído pelo HCFC. O acordo foi firmado por 191 paises, eliminando mais de 95% das substancias.

Questão 1 Parcialmente correto Atingiu 0,50 de 1,00 Texto da questão Em relação aos principais efeitos dos poluentes do ar sobre a saúde humana, julgue as afirmativas a seguir.

Resposta 1

Monóxido de Carbono (CO): Combina-se à hemoglobina das células do sangue para formar a carboxihemoglobina. A afinidade da hemoglobina pelo CO é em torno de 200 a 240 vezes maior do que pelo oxigênio.

Dióxido de Carbono (CO2): Não causa a morte

Óxidos de nitrogênio (NOx): É um intenso irritante dos bronquíolos e alvéolos, o NO2 não é muito solúvel. O gás inalado dissolve-se no revestimento médio aquoso da mucosa nasal e faríngea onde rapidamente forma ácido sulfúrico e nitroso

Resposta 2

Resposta 3

Resposta 4

Material Particulado (MP): são Filtradas de modo eficiente pelo nariz (incluído seus pelos) e pela garganta, todas as partículas não são transportadas até os pulmões.

Feedback Sua resposta está parcialmente correta. Você selecionou corretamente 2. A resposta correta é:

Monóxido de Carbono (CO): Combina-se à hemoglobina das células do sangue para formar a carboxihemoglobina. A afinidade da hemoglobina pelo CO é em torno de 200 a 240 vezes maior do que pelo oxigênio. Certo,

Dióxido de Carbono (CO2): Não causa a morte

Errado,

Óxidos de nitrogênio (NOx): É um intenso irritante dos bronquíolos e alvéolos, o NO2 não é muito solúvel. O gás inalado dissolve-

se no revestimento médio aquoso da mucosa nasal e faríngea onde rapidamente forma ácido sulfúrico e nitroso

Errado,

Material Particulado (MP): são Filtradas de modo eficiente pelo nariz (incluído seus pelos) e pela garganta, todas as partículas não

são transportadas até os pulmões.

Errado.

Questão 2

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão Padrões primários de qualidade do ar são as concentrações de poluentes que, se ltrapassadas, não afetam a saúde da população. E os padrões secundários de qualidade do ar são as concentrações de poluentes abaixo das quais se prevê o mínimo

efeito adverso sobre o bem-estar da população, assim como o mínimo dano à flora e à fauna, aos materiais e ao meio ambiente em geral. Escolha uma opção:

Verdadeiromateriais e ao meio ambiente em geral. Escolha uma opção: Falso Feedback A resposta correta é

Falsoao meio ambiente em geral. Escolha uma opção: Verdadeiro Feedback A resposta correta é 'Falso'. Questão

Feedback

A resposta correta é 'Falso'.

Questão 3

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão

As emissões de origem veicular são resultado da queima do combustível ou de sua evaporação. Os tipos mais comuns de combustíveis para utilização em transporte são: gasolina para os veículos leves (automóveis) e o diesel para os veículos pesados (ônibus e caminhões). Outros combustíveis são utilizados em veículos leves, como o álcool (etanol e metanol), mistura de gasolina e álcool, gás natural veicular GNV e gás liquefeito de petróleo GLP. Qual dos poluentes listados abaixo não é considerado um poluente primário emitido pelos veículos automotores? Escolha uma:

Óxido de nitrogênio.primário emitido pelos veículos automotores? Escolha uma: a. Material particulado. b. Monóxido de carbono. c.

a.

Material particulado.automotores? Escolha uma: Óxido de nitrogênio. a. b. Monóxido de carbono. c. Dióxido de enxofre. d.

b.

Monóxido de carbono.uma: Óxido de nitrogênio. a. Material particulado. b. c. Dióxido de enxofre. d. e. Ácido sulfúrico.

c.

Dióxido de enxofre.a. Material particulado. b. Monóxido de carbono. c. d. e. Ácido sulfúrico. Feedback Sua resposta está

d.

b. Monóxido de carbono. c. Dióxido de enxofre. d. e. Ácido sulfúrico. Feedback Sua resposta está

e. Ácido sulfúrico.

Feedback Sua resposta está correta.

Os poluentes primários emitidos pelos veículos automotores incluem o dióxido de carbono (CO2), o monóxido de carbono (CO), os hidrocarbonetos (HC), o dióxido de enxofre (SO2), os óxidos de nitrogênio (NOx) e os materiais particulados (MP).

E os poluentes secundários, associados às emissões dos veículos automotores, incluem o dióxido de nitrogênio (NO2), os

oxidantes fotoquímicos (por exemplo, o ozônio), o ácido sulfúrico, o ácido nítrico e seus sais (como os aerossóis de sulfatos e nitratos). O NO2 é formado através da oxidação no ar do óxido nítrico (NO), é um poluente gasoso formado a altas

temperaturas de combustão e emitido pelos veículos automotores. O ozônio (O3) é formado a partir da reação do NOx e o HC em presença de luz solar. O SO2 e o NOx podem reagir com a umidade atmosférica, o oxigênio e o MP para formar o ácido sulfúrico e o ácido nítrico ou seus sais (LOUREIRO, 2005). Aprofunde mais sobre essa questão lendo o Capítulo 3 da Unidade 3.

A resposta correta é: Ácido sulfúrico

Questão 4

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão A atmosfera é dividida em algumas camadas (troposfera, estratosfera, mesosfera, termosfera e exosfera) tendo como base a temperatura. Dessas, as mais significantes são a troposfera que se estende a partir da superfície terrestre e é onde

encontramos vida. A temperatura da troposfera varia de uma média de 15 ºC ao nível do mar a uma média de -56ºC no limite superior Escolha uma opção:

Verdadeirovaria de uma média de 15 ºC ao nível do mar a uma média de -56ºC

Falsovaria de uma média de 15 ºC ao nível do mar a uma média de -56ºC

Feedback

A atmosfera é dividida em algumas camadas (troposfera, estratosfera, mesosfera, termosfera e exosfera) tendo como base a

temperatura. Dessas, as mais significantes são a troposfera que se estende a partir da superfície terrestre até uma altitude de aproximadamente 11 Km, e a estratosfera de 11 Km até aproximadamente 50 Km. A temperatura da troposfera varia de uma média de 15 ºC ao nível do mar a uma média de -56ºC no limite superior. Uma das principais características da atmosfera terrestre é que ela é um ambiente oxidante, fenômeno que se explica pela alta concentração de oxigênio diatômico, O 2 . Quase todos os gases liberados no ar, sejam eles substâncias “naturais ” ou “poluentes”, são totalmente oxidados e seus produtos finais ao longo do tempo, depositados na superfície da Terra. Desse modo, as reações de oxidação são vitais para a remoção dos poluentes do ar.

Aprofunde mais sobre essa questão lendo o Capítulo 3 da Unidade 3.

A resposta correta é 'Verdadeiro'

Questão 5

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão

Um poluente atmosférico pode ser qualquer forma de matéria ou energia com intensidade e em quantidade, concentração, tempo ou características que tornem ou possam tornar o ar impróprio ou nocivo à saúde; inconveniente ao bem-estar público; danoso aos materiais, à fauna e à flora; e prejudicial à segurança, ao uso e ao gozo da propriedade e às atividades normais da comunidade (CONAMA no 003/90). Em relação aos poluentes atmosféricos, faça as associações corretas de acordo com os 6 poluentes associados à emissão veicular mencionados no Capítulo 3 da Unidade 3:

Os COV mais reativos no ar urbano são desta classe de compostos que contêm ligação dupla, C=C, dado que eles

podem se adicionar aos radicais livres.

Gás incolor e inodoro que é emitido por fontes naturais e antropogênicas. As fontes antropogênicas formam este composto a partir de combustão incompleta de combustíveis com carbono em: veículos automotores, instalações industriais, plantas termelétricas e incineradores.

É um gás estável, não inflamável, não explosivo e incolor que pode ser detectado pelo paladar em concentrações tão baixas quanto 1,0 μg/m3 ou pelo olfato, acima de 10,0 μg/m3, e é extremamente solúvel em água.

Resposta 1

Resposta 2

Resposta 3

1. Na atmosfera, esses compostos podem estar envolvidos em uma série de reações (na presença de

radiação ultravioleta) que produz smog fotoquímico, reduzindo a visibilidade. A cor amarela na atmosfera de uma cidade envolvida pelo smog deve-se à presença deste composto, uma vez que esse gás absorve um pouco de luz visível próximo do limite do violeta e, consequentemente, a luz solar transmitida através da névoa, parece amarela.

É uma molécula formada por três átomos de oxigênio. É um gás incolor que ocorre em duas camadas distintas da atmosfera. A maioria do oxigênio estratosférico existe como diatômico (O2) em vez de atômico (O).

É São partículas finas de sólidos ou líquidos que se encontram suspensas em uma dada massa de ar e que não são todas do mesmo tamanho, forma ou composição química. Feedback Sua resposta está correta.

A resposta correta é:

Os COV mais reativos no ar urbano são desta classe de compostos que contêm ligação dupla, C=C, dado que eles podem se adicionar aos radicais livres. Hidrocarbonetos, Gás incolor e inodoro que é emitido por fontes naturais e antropogênicas. As

fontes antropogênicas formam este composto a partir de combustão incompleta de combustíveis com carbono em: veículos automotores, instalações industriais, plantas termelétricas e incineradores. Monóxido de Carbono, É um gás estável, não inflamável, não explosivo e incolor que pode ser detectado pelo paladar em concentrações tão baixas quanto 1,0 μg/m3 ou pelo olfato, acima de 10,0 μg/m3, e é extremamente solúvel em água. Dióxido de Enxofre, Na atmosfera, esses compostos podem estar envolvidos em uma série de reações (na presença de radiação ultravioleta) que produz smog fotoquímico, reduzindo a visibilidade. A cor amarela na atmosfera de uma cidade envolvida pelo smog deve-se à presença deste composto, uma vez que esse gás absorve um pouco de luz visível próximo do limite do violeta e, consequentemente, a luz solar transmitida através da névoa, parece amarela. Óxido de nitrogênio, É uma molécula formada por três átomos de oxigênio. É um gás incolor que ocorre em duas camadas distintas da atmosfera. A maioria do oxigênio estratosférico existe como diatômico (O2) em vez de atômico (O). Ozônio, É São partículas finas de sólidos ou líquidos que se encontram suspensas em uma dada massa de ar e que não são todas do mesmo tamanho, forma ou composição química. Material Particulado.

Resposta 4

Resposta 5

Resposta 6

UNIDADE IV Substancias Tóxicas Persistentes (STP):

Caracteristicas, origem e destino

Capitulo 1 Características das Substâncias Tóxicas Persistentes

Os STP são uma classe de substancias toxicas (são compostos orgânicos) cujas principais características são: alta hidrofibicidade, baixa reatividade, tendência para se acumular e bioconcentrar. São poluentes globais, pois podem ser levados para regiões distantes, viajando das regiões mais quentes para as mais frias (onde se condensam e precipitam), já encontrou-se vestígios de contaminação no ártico.

A fonte primária de exposição do STP ao homem é através da comida, principalmente as gordurosas. Seus principais problemas de saúde são:

distúrbios endócrinos, desordem de aprendizado, problemas reprodutivos, mudanças no sistema imunológico e incidência de diabetes.

Ao entrarem em contato com a água, se unem a matéria orgânica em suspensão. As STPs incluem compostos aromáticos (provindos da queima de combustíveis fosseis).

Processos de Degradação Ambiental e Disponibilidade no Meio Ambiente

As STPs sofrem degradação total, gerando H3O e CO2 em condições aeróbicas. A degradação química compreende a fotolise e hidrolise, já a biológica é feita por micro-organismos. As moléculas sorvidas ao solo são menos moveis, não estão biodisponiveis e estão protegidas da luz UV.

Bioacumulação

Os STP se acumulam nos tecidos lipídicos dos predadores. Ao ingerir uma presa contaminada, um peixa é contaminado devido à alta afinidade do STP com os lipídios. Isso causa a biomagnificação.

Capitulo 2 Classes de STP

PAREI PAGINA 57/70 em DIOXIDO DE ENXOFRE

Questão 1

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão As Substâncias Tóxicas Persistentes STP ou compostos orgânicos persistentes (COP) compreendem os compostos orgânicos que demoram muito tempo para se degradarem e são potencialmente tóxicos. Escolha uma opção:

Verdadeiroe são potencialmente tóxicos. Escolha uma opção: Falso Feedback A resposta correta é 'Verdadeiro'

Falsopotencialmente tóxicos. Escolha uma opção: Verdadeiro Feedback A resposta correta é 'Verdadeiro' Questão

Feedback

A resposta correta é 'Verdadeiro'

Questão 2 Parcialmente correto Atingiu 0,50 de 1,00 Texto da questão

Os COP são poluentes extremamente importantes e por isso muito estudado. Esses compostos, ao entrarem na coluna d’água, através dos vários processos de transporte, como lixiviação e arraste por águas de chuva, serão incorporados ao material particulado rico em matéria orgânica que, ao decantarem se misturam a minerais de diversos tipos e granulações presentes no fundo da coluna d’água, participando da formação dos sedimentos.

Em relação às propriedades dos poluentes , faça as associações corretas de acordo com conceitos importantes mencionados na Unidade IV:

Respiração, Ingestão de alimentos e Ingestão de sedimentos

 

Resposta 1

bioacumulação ao longo da cadeia alimentar

Resposta 2

é

representado pelo coeficiente de partição n-octanol/água.

 

Resposta 3

ocorre quando os processos envolvidos na assimilação são superiores àqueles envolvidos na eliminação. Resposta 4

Feedback Sua resposta está parcialmente correta. Você selecionou corretamente 2.

A resposta correta é:

Respiração, Ingestão de alimentos e Ingestão de sedimentos

Processos de assimilação,

bioacumulação ao longo da cadeia alimentar

biomagnificação,

é representado pelo coeficiente de partição n-octanol/água.

Grau de hidrofobicidade,

ocorre quando os processos envolvidos na assimilação são superiores àqueles envolvidos na eliminação.

Bioacumulação.

Questão 3

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão Em relação aos compostos orgânicos tóxicos, julgue as afirmativas a seguir.

A Portaria no 329/MA de 02/09/85 não proíbe em todo o território nacional, a comercialização, o uso e a distribuição

dos produtos agrotóxicos organoclorados, destinados à agropecuária, dentre outros: aldrin, BHC, toxafeno, DDT, dodecacloro, endrin, heptacloro, lindano, endossulfan, metoxicloro, nonacloro, pentaclorofenol, dicofol e

clorobenzilato.

Resposta 2

Resposta 3

As bifenilas policloradas (ou do inglês, PCB) são compostos caracterizados pela presença de anéis aromáticos halogenado.

No município de Duque de Caxias, Baixada Fluminense, numa antiga fábrica de pesticidas, num terreno onde funcionava a Fundação Cidade dos Meninos. Em 1960, essa fábrica foi desativada e pelo menos 300 toneladas de substâncias possivelmente cancerígenas, como o HCB (popularmente conhecido como pó de broca), foram abandonadas no local. Feedback Sua resposta está correta.

Resposta 4

A resposta correta é:

Os compostos organoclorados compreendem duas classes diferentes de STP: pesticidas e compostos industriais.

Certo,

A Portaria no 329/MA de 02/09/85 não proíbe em todo o território nacional, a comercialização, o uso e a distribuição dos

produtos agrotóxicos organoclorados, destinados à agropecuária, dentre outros: aldrin, BHC, toxafeno, DDT, dodecacloro, endrin,

heptacloro, lindano, endossulfan, metoxicloro, nonacloro, pentaclorofenol, dicofol e clorobenzilato.

Errado,

As bifenilas policloradas (ou do inglês, PCB) são compostos caracterizados pela presença de anéis aromáticos halogenado.

Certo,

No município de Duque de Caxias, Baixada Fluminense, numa antiga fábrica de pesticidas, num terreno onde funcionava a

Fundação Cidade dos Meninos. Em 1960, essa fábrica foi desativada e pelo menos 300 toneladas de substâncias possivelmente cancerígenas, como o HCB (popularmente conhecido como pó de broca), foram abandonadas no local.

Certo.

Questão 4

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão Os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos PAH compõem uma classe de POP caracterizados como subprodutos não intencionais. Esses compostos só podem ser formados por fontes antrópicas, sendo que as atividades antrópicas que incluem os efluentes industriais e esgotos domésticos, incineração de lixo, derramamento de petróleo (óleos crus contêm 0,2 a 7% de PAH), produção de asfalto, produção de alumínio e queima de combustíveis fósseis.

Escolha uma opção:

Verdadeiro7% de PAH), produção de asfalto, produção de alumínio e queima de combustíveis fósseis. Escolha uma

FalsoPAH), produção de asfalto, produção de alumínio e queima de combustíveis fósseis. Escolha uma opção: Verdadeiro

Feedback

A resposta correta é 'Falso'.

Questão 5

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Texto da questão Apesar dos COP serem frequentemente liberados em um único compartimento, rapidamente, atingem outros compartimentos adjacentes, dependendo de suas propriedades físico-químicas. Apesar de serem frequentemente liberadas em um único compartimento, rapidamente, atingem outros compartimentos adjacentes, dependendo de suas propriedades físico-químicas. Teoricamente, fala-se que um composto vai escapar de seu compartimento original até sua concentração atingir um equilíbrio entre todos os compartimentos adjacentes (solo, água, ar, sedimento e biota). Apesar desse equilíbrio dificilmente ser atingido no mundo real, está frequentemente perto o suficiente para se fazer previsões de distribuição química. As partições, ou distribuições, entre fases adjacentes e imiscíveis não contribuem para a dissipação dos COP no meio ambiente?

Escolha uma:

a. entre um sólido ou um líquido e um gás (volatilização);

a.

entre um sólido ou um líquido e um gás (volatilização);

b.

b.

entre um sólido, um gás ou um líquido e outro líquido (dissolução);

entre dois seres vivosum gás ou um líquido e outro líquido (dissolução); c. entre uma solução e uma superfície

c.

entre uma solução e uma superfície sólida (adsorção);e outro líquido (dissolução); entre dois seres vivos c. d. e. entre uma solução e um

d.

uma solução e uma superfície sólida (adsorção); d. e. entre uma solução e um líquido imiscível

e.

entre uma solução e um líquido imiscível (partição de solvente e bioconcentração). Feedback Sua resposta está correta.

A resposta correta é: entre dois seres vivos.