Você está na página 1de 14

SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE PERNAMBUCO


CG – Conselho Superior de Atividades Técnicas

Norma Técnica n.º 001

NT - CSAT - 001.05

Elaboração de Norma Técnica


Formatação

Recife – 23 de fevereiro de 2005


SUMÁRIO

1.0.0. FINALIDADE ................................................................................... 05


2.0.0. ABRANGÊNCIA ............................................................................... 05
3.0.0. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL ........................................................ 05
4.0.0. REFERÊNCIAS NORMATIVAS ................................................... 05
5.0.0. DEFINIÇÕES .................................................................................... 05
6.0.0. PROCEDIMENTOS
6.1.0. Formatação Geral
6.1.1. Configuração de Página ...................................................................... 05
6.1.2. Formatação de Coluna ........................................................................ 05
6.1.3. Formatação de Parágrafo .................................................................... 05
6.1.4. Formatação da Fonte ........................................................................... 05
6.2.0. Formatação do Documento ..............................................................
6.2.1. Estrutura .............................................................................................. 06
6.2.2. Detalhamento dos Elementos de Estrutura
1. Parágrafos ............................................................................................ 06
2. Subparágrafos ...................................................................................... 06
3. Itens ..................................................................................................... 06
4. Incisos ................................................................................................. 07
5. Alíneas ................................................................................................. 07
7.0.0. APRESENTAÇÃO
7.1.0. Capa .................................................................................................... 08
7.2.0. Sumário .............................................................................................. 08
7.3.0. Corpo do Texto
7.3.1. Estrutura da Norma Técnica ................................................................ 08
7.3.2. Redação ............................................................................................... 08
7.3.3. Numeração de Página .......................................................................... 09
7.3.4. Quadros – Gráficos – Figuras – Tabelas ............................................. 09
7.4.0. Anexos ................................................................................................ 09
8.0.0. DISPOSIÇÕES FINAIS ................................................................... 09
ANEXOS
Anexo “A” – Modelo de Capa ............................................................ 11
Anexo “B” – Estrutura do Documento ............................................... 12
Anexo “C” – Apresentação de Anexos ............................................... 13
Anexo “D” – Modelo de Carimbo do CSAT ...................................... 14
1.0.0. FINALIDADE
Esta Norma Técnica tem por finalidade estabelecer critérios para a formatação de elaboração de
“Normas Técnicas” no âmbito do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco.
2.0.0. ABRANGÊNCIA
A presente Norma Técnica tem abrangência geral quanto à sua aplicação para a elaboração de
normas técnicas no âmbito do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco.
3.0.0. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL
A presente Norma Técnica fundamenta-se no inciso III do artigo 320 e inciso III do artigo 321,
combinados com o artigo 333, tudo do Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico para o Estado de
Pernambuco – COSCIP.
4.0.0. REFERÊNCIAS NORMATIVAS
Não há especificação de referências normativas.
5.0.0. DEFINIÇÕES
Para efeito de aplicação da presente Norma Técnica, aplicam-se as definições constantes do
COSCIP.
6.0.0. PROCEDIMENTOS
6.1.0. Formatação Geral
6.1.1. Configuração de Página
1. Tamanho Ofício 2 (330 x 216 mm)
2. Orientação “paisagem”
3. Margens:
a. Superior – 2 cm
b. Inferior – 1,2 cm
c. Esquerda – 2 cm
d. Direita – 2 cm
6.1.2. Formatação de Colunas
A página deverá ser dividida em 02 colunas com 13 cm de largura cada, e espaçamento de 3 cm
entre as mesmas.
6.1.3. Formatação de Parágrafo
1. Alinhamento – Justificado;
2. Recuo – Sem recuos;
3. Espaçamentos entre parágrafos:
a. antes do parágrafo – 6 pt;
b. depois do parágrafo – 0 pt;
4. Espaçamento entre linhas – simples;
5. Tabulação em 0,52 cm e 1 cm, com alinhamento à esquerda.;
6.1.4. Formação de Fonte
Deverá ser usada a fonte “Times New Roman” tamanho 10, usando-se os estilos determinados na
presente Norma Técnica.

5
6.2.0. Formatação do Documento
6.2.1. Estrutura
A norma técnica será estruturada nos seguintes elementos:
a. Parágrafo
b. Subparágrafo
c. Item
d. Inciso
e. Alínea
6.2.2. Detalhamento dos Elementos de Estrutura
1. Parágrafos
a. os parágrafos deverão apresentar numeração com três algarismos arábicos, separados por um
“ponto” (.), devendo os segundo e terceiro algarismos serem sempre 0 (zero), e o primeiro
seqüenciado a partir do “1”;
b. o alinhamento da numeração dos parágrafos deverá ser sempre à esquerda, sem recuos, e o título
alinhado na tabulação correspondente a 1 cm;
c. os parágrafos deverão ter sempre um título;
d. o título dos parágrafos será em estilo negrito e com todas as letras maiúsculas;
e. o texto dos parágrafos, quando estes não possuírem divisões, será em estilo normal, devendo a
primeira linha ser alinhada com recuo de 1 cm, de forma que a primeira letra do texto
correspondente à primeira linha seja alinhada verticalmente com a primeira letra do título do
parágrafo, e as demais linhas serem alinhadas à margem esquerda da coluna;
f. os parágrafos serão divididos em subparágrafos, e dependendo do texto a ser redigido, poderão
conter apenas incisos ou alíneas, ou mesmo os dois elementos de estrutura, dependendo das
divisões que o texto venha a exigir.
2. Subparágrafos
a. os subparágrafos deverão apresentar numeração com três algarismos arábicos, separados por um
“ponto” (.), devendo o primeiro algarismo corresponder ao primeiro algarismo do parágrafo
correspondente, o segundo ser seqüenciado a partir do “1” e o terceiro algarismo ser sempre 0
(zero);
b. o alinhamento da numeração dos subparágrafos deverá ser sempre à esquerda, sem recuos, e o
título alinhado na tabulação correspondente a 1 cm;
c. os subparágrafos deverão ter sempre um título;
d. o título dos subparágrafos será em estilo negrito, e apenas com as iniciais maiúsculas;
e. o texto dos subparágrafos, quando estes não possuírem divisões, será em estilo normal, devendo a
primeira linha ser alinhada com recuo de 1 cm, de forma que a primeira letra do texto
correspondente à primeira linha seja alinhada verticalmente com a primeira letra do título do
subparágrafo, e as demais linhas serem alinhadas à margem esquerda da coluna;
f. os subparágrafos serão divididos em itens, e dependendo do texto a ser redigido, poderão conter
apenas incisos ou alíneas, ou mesmo os dois elementos de estrutura, dependendo das divisões que o
texto venha a exigir.
3. Itens
a. os itens deverão apresentar numeração com três algarismos arábicos, separados por um “ponto” (.),
devendo o primeiro e o segundo algarismos corresponderem à seqüência do subparágrafo

6
correspondente, e o terceiro seqüenciado a partir do “1”;
b. o alinhamento da numeração dos itens deverá ser sempre à esquerda, sem recuos;
c. os itens deverão ter sempre um título;
d. o título dos itens será em estilo normal, e apenas com as iniciais maiúsculas;
e. o texto dos itens, quando estes não possuírem divisões, será em estilo normal, devendo a primeira
linha ser alinhada com recuo de 1 cm, de forma que a primeira letra do texto correspondente à
primeira linha seja alinhada verticalmente com a primeira letra do título do subparágrafo, e as
demais linhas serem alinhadas à margem esquerda da coluna;
f. os itens serão divididos em incisos, e dependendo do texto a ser redigido, poderão conter apenas
alíneas, dependendo das divisões que o texto venha a exigir.
4. Incisos
a. os incisos deverão apresentar numeração com um algarismo arábico, seguida por um “ponto” (.),
devendo ser seqüenciado a partir do “1”;
b. o alinhamento da numeração dos incisos deverá ser sempre à esquerda, com recuo de 0,52 cm;
c. os incisos poderão ter um título, não sendo, entretanto, obrigatório;
d. o título dos incisos, quando houver, será em estilo normal, e apenas com as iniciais maiúsculas;
e. o texto dos incisos, quando estes possuírem título, será em estilo normal, devendo ser alinhado com
recuo de 1 cm, de forma que o alinhamento esquerdo do texto seja alinhado verticalmente com a
primeira letra do título do item;
f. o texto dos incisos, quando estes não possuírem título ou divisões, será em estilo normal, devendo
ser alinhado com recuo de 1 cm;
g. os incisos serão divididos em alíneas, e dependendo do texto a ser redigido, poderão apenas conter
estas;
h. os incisos deverão ser empregados:
para subdivisões dos itens, quando estes, para melhor entendimento, necessitarem de divisões de
assuntos ou temas, devendo, obrigatoriamente, possuírem títulos;
para seccionamento do texto de um determinado elemento de estrutura do documento, quando este,
por diversidade de temas ou assuntos, necessitar de texto com dois ou mais parágrafos.
i. os textos dos incisos deverão ser iniciados com a letra inicial maiúscula.
5. Alíneas
a. as alíneas deverão apresentar seqüência em ordem alfabética, seguida por um “ponto” (.), e no caso
de esgotarem-se todas as letras do alfabeto, reinicia-se a seqüência, desta feita com as letras
“dobradas” (aa.; bb.; etc.);
b. o alinhamento da seqüência das alíneas deverá ser sempre à esquerda, com recuo de 0,52 cm;
c. as alíneas não conterão títulos ou subdivisões;
d. o texto das alíneas será iniciado com letras minúsculas, salvo os casos de referências a documentos
legais ou normativos, e citações de abreviaturas;
e. o texto das alíneas será em estilo normal, devendo ser alinhado com recuo de 1 cm;
f. as alíneas deverão ser empregadas:
para subdivisões dos incisos, quando estes, para melhor entendimento, necessitarem de divisões de
assuntos ou temas;
para elencar ou relacionar elementos, critérios, procedimentos, ações, referências, textos
explicativos, detalhamentos, etc.

7
7.0.0. APRESENTAÇÃO
7.1.0. Capa
A capa do documento deverá conter:
1. Cabeçalho, seguindo-se os padrões dos documentos expedidos pelo Corpo de Bombeiros Militar de
Pernambuco, devendo constar como órgão de origem do documento o Conselho Superior de
Atividades Técnicas – CSAT;
2. Abaixo do cabeçalho, alinhado à margem esquerda da coluna, apresenta-se o título do documento e
sua respectiva numeração seqüencial, com fonte em formatação “times new roman”, tamanho 18,
em negrito;
3. No terço inferior da capa, alinhado à margem direita da coluna, apresenta-se o grupo identificador
do documento, constando:
a. o seqüencial de identificação (referência), composto pelas iniciais do título do documento, seguidas
pela abreviatura do órgão de origem, o número seqüencial do documento, seguindo de um “ponto”
(.) e dos dois algarismos referentes ao ano de edição, com fonte em formatação “times new roman”,
tamanho 14, em negrito;
b o assunto abordado no documento, com fonte em formatação “times new roman”, tamanho 18, em
negrito, interposto entre duas linhas com espessura de 2,25 pt, que se estendem em toda a largura
da coluna;
c. o local e a data de edição do documento.
7.2.0. Sumário
O sumário da norma técnica será apresentado na folha de rosto, elencando os assuntos tratados,
com indicação da página, de forma a facilitar a consulta aos tópicos de interesse.
7.3.0. Corpo do Texto
4.3.1. Estrutura da Norma Técnica
1. A norma técnica deverá ser estruturada em conformidade com o estabelecido no subparágrafo
3.1.0., e deverá abordar, obrigatoriamente, os seguintes tópicos:
a. a sua finalidade, em conformidade com as disposições do COSCIP;
b. a abrangência do documento normativo, ou seja, onde e em que circunstâncias deverá ser a norma
aplicada;
c. a sua fundamentação legal, ou seja, nas disposições do COSCIP em que seja invocada a sua edição;
d. as referências normativas, em que são elencados dispositivos legais e normativos que deverão ser
observados e adotados para o perfeito cumprimento da norma técnica, ou ainda os documentos
legais e normativos que serviram de base de pesquisa para a elaboração da norma técnica;
e. as definições de termos técnicos a serem aplicados;
f. os procedimentos a serem adotados e observados, detalhando tudo aquilo que deverá ser cumprido;
g. as disposições finais, que abrangerão assuntos de ordem geral, complementando dados e
estabelecendo ações e procedimentos administrativos internos da Corporação, visando a fiel
observância à norma em questão.
2. Outros tópicos poderão ser acrescidos ao corpo da norma, desde que necessários ao seu perfeito
entendimento e aplicabilidade;
3. Os tópicos referidos acima poderão ser subdivididos, de forma a tornarem-se abrangentes na sua
aplicação e entendimento;
7.3.2. Redação
A norma técnica deverá possuir uma redação em linguagem técnica simples, precisa e concisa,
facilitando o seu entendimento, inclusive detalhando-se tópicos e assuntos mais complexos.

8
7.3.3. Numeração de Página
Na parte superior de cada página deverá conter uma referência à norma em questão e a sua
respectiva numeração, devendo ser dispostas nas extremidades opostas da página, separadas por pontos
(.........).
7.3.4. Quadros – Gráficos – Figuras – Tabelas
Em casos de apresentação de quadros, gráficos, desenhos ou tabelas, necessários ao entendimento
ou detalhamento dos assuntos tratados, estes deverão formar anexos à norma técnica em questão,
fazendo-se, no seu texto, as referências aos elementos citados neste item, com citação da respectiva
página onde tais elementos são apresentados.
7.4.0. Anexos
1. Em casos de existência de anexos à norma técnica, os mesmos deverão ser citados:
a. no sumário, com detalhamento do assunto tratado;
b. no corpo da norma, remetendo-se ao anexo respectivo ao assunto abrangido.
2. Nos casos citados acima, deverá sempre ser indicada a página em que o anexo encontra-se
apresentado;
3. Os anexos deverão ser indicados e seqüenciados em ordem alfabética, com texto em fonte “times
new roman”, tamanho 10 pt, em negrito e com todas as letras maiúsculas;
4. A letra seqüencial do anexo deverá estar entre aspas (“);
5. Após a indicação do anexo, segue-se o seqüencial de identificação (referência), observando-se a
formatação estabelecida no inciso 3 supra;
6. Nos casos em que a Norma Técnica possua apenas um anexo, deverá ser indicado como “ANEXO
ÚNICO À ...”, observando-se a formatação estabelecida no inciso 3 supra;
7. O texto referente à indicação no anexo deverá estar centralizado na folha;
8. Abaixo da indicação do anexo deverá constar o título correspondente ao mesmo, obedecendo-se à
formatação estabelecida nos incisos 3 e 7 supra;
9. Quando os anexos forem formados pelos elementos elencados no item 7.3.4., observar-se-ão os
seguintes critérios:
a. deverão estar centralizados na folha;
b. deverão estar contidos em bordas, com linhas de espessura de ¾ pt, na cor preta;
c. deverão ser numerados e seqüenciados por algarismos romanos, dentro de cada anexo respectivo;
d. a indicação do seqüencial deverá ficar abaixo da borda do elemento, com espaçamento vertical de 6
pt, com texto em fonte “times new roman”, tam. 10 pt, em negrito, representada apenas pelas três
primeiras letras do elemento respectivo, com a inicial em maiúsculo, seguidas de um ponto (.) e a
numeração seqüencial;
e. após a indicação seqüencial do elemento, e separado desta por um hífen (-), segue-se o título do
elemento, com texto em fonte “times new roman”, tam. 10 pt, em negrito, e apenas com as letras
iniciais das palavras em maiúsculo;
f. a indicação seqüencial e o título do elemento deverão estar centralizados na folha.
8.0.0. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
1. As Normas Técnicas elaboradas no âmbito do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco deverão
ser homologadas pelo Conselho Superior de Atividades Técnicas da Corporação, após a apreciação
das propostas a este encaminhadas;
2. Na última folha do documento será aposto um carimbo indicativo da data da sessão de
homologação da Norma Técnica, devidamente rubricado pelo Secretário do CSAT;
3. A numeração das normas técnicas será seqüencial, independentemente do ano de sua edição, ou
seja, não deverá ocorrer reinicio de numeração quando do início de cada novo ano;

9
4. A Norma Técnica homologada pelo CSAT será encaminhada ao Comandante Geral da Corporação,
para aprovação, quando então passará a vigorar;

10
ANEXO “A” À NT-CSAT – 001.05

MODELO DE CAPA

SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL


CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE PERNAMBUCO

CG – Conselho Superior de Atividades Técnicas

Norma Técnica n.º 002

NT – CSAT – 002.05

Instalações de
Gás Natural

Recife – 00 de fevereiro de 2005

Fig. I – Modelo de Capa de Norma Técnica

11
ANEXO “B” À NT – CSAT – 001.05

ESTRUTURA DO DOCUMENTO

Norma Técnica – NT – CSAT – 001.05 ................................................ – fls 05 –

1.0.0. PARÁGRAFOS
Título com todas as letras maiúsculas (caixa alta), em negrito, com 1ª
linha do texto iniciando abaixo da primeira letra do título (recuo de 1 cm), e as
demais no alinhamento esquerdo da folha (sem recuo).

1.1.0. Subparágrafos
Título com apenas as letras iniciais maiúsculas, em negrito, com 1ª
linha do texto iniciando abaixo da primeira letra do título (recuo de 1 cm), e as
demais no alinhamento esquerdo da folha (sem recuo).

1.1.1. Itens
Título com apenas as letras iniciais maiúsculas, com 1ª linha do texto
iniciando abaixo da primeira letra do título (recuo de 1 cm), e as demais no
alinhamento esquerdo da folha (sem recuo).

1. Incisos
Título com apenas as letras iniciais maiúsculas, ou texto normal, quando
for o caso, com 1ª linha do texto iniciando abaixo da primeira letra do
título (recuo de 1 cm), e as demais acompanhando a primeira linha.
Quando não houver título, inicia-se o texto logo após a numeração
seqüencial, obedecendo-se os recuos estabelecidos;

a. alíneas
Não possuem títulos, devendo o texto ser iniciado logo após a numeração
seqüencial, obedecendo-se o recuo de 1 cm em todo o corpo do texto,
empregando-se todas as letras minúsculas, salvo os casos previstos no
corpo da Norma Técnica.

Fig. I – Estrutura do Documento

12
ANEXO “C” À NT – CSAT – 001.05

APRESENTAÇÃO DE ANEXOS

Norma Técnica – NT – CSAT – 001.05 ................................................ – fls 05 –

ANEXO ÚNICO À NT – CSAT – 002.05


PROTEÇÃO DAS BOMBAS DE ABASTECIMENTO DE GNV

d ≥1,00 m d ≥1,00 m
d ≥ 0,60 m

d ≥ 0,60 m
2 1 3 1 2

LEGENDA:
1 Bomba de Gás Natural Veicular
2 Obstáculo contra choques mecânicos
3 Ponto para aterramento do veículo transportador

Fig. I – Esquema de Proteção das Bombas de Abastecimento de GNV

Fig. I – Apresentação de Anexos

13
ANEXO “D” À NT – CSAT – 001.05

MODELO DE CARIMBO DO CSAT

SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL


CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE PERNAMBUCO

CG – Conselho Superior de Atividades Técnicas

A presente Norma Técnica foi homologada


em sessão ordinária do CSAT, realizada em data de
.......... / .......... / ..........

................................................................
Secretário

Qua. I – Modelo de Carimbo de Homologação

14