Você está na página 1de 3

Resumos:

Reflexão de eixo r: é a transformação geométrica que faz corresponder a cada ponto A


plano um ponto A’ (tranformado de A) tal que:

Se o ponto A pertence ao eixo r, então A’ coincide com A

Se o ponto A não pertence ao eixo r, então r é perpendicular ao segmento de recta


[AA’] passando no seu ponto médio.

A reflexão conserva a distância entre dois pontos e a amplitude dos ângulos.

Uma reflexão de eixo r transforma uma figura noutra figura congruente.

Rotação de centro O e amplitude  é a transformação geométrica que transforma:

o ponto O nele próprio

um ponto A, diferente de O, noutro ponto A’ (transformado de A), tal que OA=OA' e


AOA’=.

Escreve-se R(O,) e lê-se rotação de centro O e amplitude .

A rotação conserva as distâncias entre dois pontos e a amplitude dos ângulos.

Uma rotação transforma uma figura noutra figura congruente.

(se a rotação se faz no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio, convenciona-se


que o ângulo é positivo; se a rotação se faz no sentido dos ponteiros do relógio,
convenciona-se que o ângulo é negativo)
Translação é uma transformação geométrica em que todos os pontos da figura original
sofrem o mesmo deslocamento (em direcção, sentido e comprimento), desde a
posição inicial até à posição final.

A translação conserva a distância entre dois pontos e amplitude dos ângulos.

Uma translação transforma uma figura noutra figura congruente.

Aplicar a uma figura a composição de duas transformações geométricas é aplicar à


figura a primeira transformação e à figura obtida aplicar a segunda transformação.

Duas reflexões de eixos paralelos são equivalentes a uma translação de direcção


perpendicular aos eixos de reflexão.

Duas reflexões de eixos perpendiculares são equivalentes a uma rotação de 180º em


torno do ponto de intersecção dos dois eixos.

A uma rotação de amplitude 180º em torno do ponto O também se chama simetria


central de centro O.

Reflexão deslizante é uma transformação geométrica que consiste:

Numa reflexão de eixo r, seguida de uma translação ao longo do eixo de reflexão

Ou numa translação seguida de uma reflexão de eixo r paralelo à direcção da


translação.

A reflexão deslizante conserva a distância entre dois pontos e a amplitude dos ângulos.

Uma reflexão deslizante transforma uma figura noutra figura congruente.

Uma figura tem simetria de reflexão (ou simetria axial) se a conseguirmos dobrar de tal
modo que as duas partes se sobreponham exatamente, isto é, se existe uma reflexão
que a deixa invariante. O eixo de reflexão é o eixo de simetria.
Uma figura tem simetria de rotação se existir uma rotação em torno de um ponto fixo,
com uma amplitude superior a 0º e inferior a 360º que faz com que a figura coincida
com ela própria, isto é, que deixa a figura globalmente invariante. Ao ponto fixo
chama-se centro de simetria de rotação.

Rosáceas são figuras compostas por vários módulos congruentes que se repetem por
rotação. têm sempre simetrias de rotação podendo ter também simetria de reflexão.

Os frisos também podem ter simetria de rotação, mas a única simetria de rotação
possível é a de 180º.