Você está na página 1de 12

1) Resolva as equações a seguir:

Veja que temos uma fração de fatoriais, em frações sempre buscamos


elementos iguais para podermos cancelar. Note que o n! pode ser desenvolvido
até o fator (n-2)! fazendo com que tenhamos números iguais no numerador e no
denominador.

O fatorial foi eliminado de nossa equação, ficando apenas a incógnita. Portanto,


obteremos uma equação do segundo grau na incógnita n. Resolvendo essa
equação iremos obter as seguintes soluções.

Lembre-se que o fatorial só está definido para números naturais, ou seja, apenas
para os inteiros positivos, portanto, a solução n = – 6 é inválida para a nossa
equação fatorial.

Novamente devemos buscar uma maneira de manipular os números fatoriais


para que possamos simplificá-los nesta equação. Busque sempre desmembrar
o maior número fatorial da expressão, em nosso exemplo é o (n+1)!

Substituindo na equação, temos:

Agora, falta apenas simplificar o fatorial (n-1)! e n!. Novamente desenvolveremos


o maior número fatorial, que é o n!

Substituindo na equação:

2) Resolva a equação:
Não existe a possibilidade de simplificarmos estes fatoriais, contudo, note que
podemos construir uma equação do segundo grau na qual a incógnita é n!. Para
melhor visualizarmos, façamos a seguinte substituição: chame n! por outra letra,
por exemplo x.
Ou seja, x = n!
Obtemos uma nova equação:

O x está relacionado ao resultado do n! (Lembre-se n! = x), portanto, a segunda


solução não satisfaz nossa equação. Devemos relacionar agora a primeira
solução com o fatorial.

3) (Unitau – SP – Adaptada) Sendo n ≠ 0, assinale a alternativa que possui o(s)


valor(es) que satisfaz(em) a equação abaixo:

a. 7 b. 0 e 7 c. 0 e 10
d. 1 e. 0 e 2
Note que no numerador temos dois termos, portando, dividiremos essa fração
em duas para facilitar a simplificação dos fatoriais.

Devemos obter no numerador um número fatorial que simplifique com (n-1)!.


Portanto:

Determinamos dois valores para a incógnita do fatorial, contudo a condição inicial


do problema é: n ≠ 0. Portanto, a única solução que podemos utilizar é n=7.

4) Resolva a equacao (n+1)!/(n-1)!=6


n+1)!/(n-1)!=6
(n+1)(n)(n-1)!/(n-1)!=6
(n+1)(n)=6
n² + n - 6 = 0
02. Resolver a equação (n + 2)! + (n + 1)! = 15 . n!

Solução:

(n + 2)! + (n + 1)! = 15 . n!
(n + 2) . (n + 1) . n! + (n + 1) . n! = 15 . n!
Colocando (n + 1) . n! em evidência:

(n + 1) . n! [(n + 2) + 1] = 15 . n!
(n + 1) . n! . (n + 3) = 15 . n!

Dividindo os dois membros por n! (podemos, pois n! ≠ 0)


(n + 1) . (n + 3) = 15 ► n² + 4n - 12 = 0
Resolvendo a equação, encontramos n = - 6 ou n = 2.
Como n = -6 não convém, pois devemos ter n € N, a resposta é apenas n = 2
Logo, S = {2}

03. Simplificar e calcular

Solução:

Nesse tipo de equação é necessário desenvolver o fatorial no numerador ou no


denominador da fração a fim de que o fatorial seja cancelado.

Podemos escrever n! da seguinte forma:

n! = n∙(n-1)!
Substituindo na equação inicial, obtemos:

c)

Podemos escrever n! da seguinte forma:

n!=n∙(n-1)∙(n-2)!

Substituindo na equação inicial, obtemos:

04. Simplifique a expressão a seguir de acordo com as regras do Fatorial de


um número:

Solução:

05.(UNIFOR) - A soma de todos os números primos que são divisores de 30! é


:

a) 140
b) 139
c) 132
d) 130
e) 129

Solução:
Seja S = 30!, então
S = 30.29.28...3.2.1
Sabemos que como S é obtido pelo produto dos números naturais de 1 a 30,
logo todos os números primos que aparecem nesse intervalo são divisores de
S = 30!.
portanto a soma é igual a
2 + 3 + 5 + 7 + 11 + 13 + 17 + 19 + 23 + 29 = 129
opção "e"

06. se (n + 1)! = 10 n!, então ( n - 1 )² vale :

a) 100
b) 81
c) 64
d) 36
e) 25

solução :

(n+1)! = 10 n!
(n+1) . n! = 10 n! , dividimos tudo por n! , então
n + 1 = 10
n = 10 - 1
n=9
portanto, (n - 1)² = (9 - 1)²
(n - 1)² = 8²
(n - 1)² = 64
opção "c"
01.Uma família é composta por seis pessoas (pai, mãe e quatro filhos) que
nasceram em meses diferentes do ano. Calcule as sequências dos possíveis
meses de nascimento dos membros dessa família.
Resolução:

Sabemos que 1 ano é composto de 12 meses, então devemos determinar o


número de sequência através do arranjo de 12, tomados 6 a 6.

02. Em uma urna de sorteio de prêmios existem dez bolas enumeradas de 0 a


9. Determine o número de possibilidades existentes num sorteio cujo prêmio é
formado por uma sequência de 6 algarismos.
Resolução:

03. Dos números distintos que são formados com todos os algarismos do
número 333669, quantos desses são ímpares?

Resolução:

Nesta questão, número ímpares serão aqueles terminados em 3 ou 9.


No caso dos números terminados em 3 devemos calcular P5(2, 2), pois um dos
dígitos três será utilizado na última posição e dos 5 dígitos restantes,
teremos 2 ocorrências do próprio algarismo 3 e 2 ocorrências do 6:
Agora no caso dos números terminados em 9 devemos calcular P5(3, 2), pois o
dígito 9 será utilizado na última posição e dos 5 dígitos que sobram,
teremos 3 ocorrências do 3 e 2 ocorrências do dígito 6:

Como temos 30 números terminados em 3 e mais 10 terminados em 9, então


no total temos 40 números ímpares.
Logo:
Dos números formados, 40 deles são ímpares.
04. Possuo 4 bolas amarelas, 3 bolas vermelhas, 2 bolas azuis e 1 bola verde.
Pretendo colocá-las em um tubo acrílico translúcido e incolor, onde elas ficarão
umas sobre as outras na vertical. De quantas maneiras distintas eu poderei
formar esta coluna de bolas?

Resolução:
Neste caso de permutação com elementos repetidos temos um total
de 10 bolas de quatro cores diferentes. Segundo a repetição das cores,
devemos calcular P10(4, 3, 2):
Então:
Eu poderei formar esta coluna de bolas de 12600 maneiras diferentes.

05. Em um torneio internacional de natação participaram cinco atletas


europeus, dois americanos e um brasileiro.
a) De quantos modos distintos poderão ser distribuídas as medalhas de ouro,
prata e bronze?
São 8 atletas (5 europeus + 2 americanos + 1 brasileiro) que vão disputar as 3
posições do pódio e é claro que importa a ordem né (ouro, prata e bronze)
A 8,3 = 8!/(8-3)! = 8!/5! = 8×7x6x5!/5! = 8×7x6 = 336
Temos 336 maneiras diferentes de preencher este pódio.
b) Em quantos resultados só aparecem atletas europeus nas três primeiras
posições?
Vamos determinar em quantas destas maneiras somente os atletas europeus
preenchem o pódio. São 5 atletas para 3 posições:
A 5,3 = 5!/(5-3)! = 5!/2! = 5×4x3x2!/2! = 5×4x3 = 60
Em 60 destas maneiras só aparecem atletas europeus nas primeiras posições.
c) Em quantos resultados o atleta brasileiro recebe medalha?
Agora uma destas medalhas tem que ser do brasileiro, então restam 7 atletas
para disputar 2 posições:
A 7,2 = 7!/(7-2)! = 7!/5! = 7×6x5!/5! = 7×6 = 42
Mas, como importa a ordem,o atleta brasileiro pode receber a medalha de ouro,
prata ou bronze, temos 3 posições diferentes para ele, daí:
42×3 = 126 resultados em que o atleta brasileiro recebe medalha.
d) Supondo que o atleta brasileiro não recebeu medalha, determine o número
de resultados em que há mais atletas europeus do que americanos no pódio?
Para termos essa situação temos dois casos:
 Um dos atletas americanos recebe uma medalha no pódio (que pode ser
ouro, prata ou bronze, por isso vamos x3). Então teremos 2 posições
ocupadas por atletas europeus e 1 por um americano:

(ESFCEX 2006). Para n natural, n≥2, quanto vale a expressão abaixo?

a) n!
b) (n − 1)!
c) (n + 1)!
d) n.(n + 1)!
e) (n − 2)!

Resolução

Resolva as seguintes equações fatoriais:


Simplifique a
expressão:

Você também pode gostar