Você está na página 1de 26

AGRUPAMENTO DE

ESCOLAS DE CABECEIRAS

DE BASTO

Ano Letivo 2017 /2018

6º ANO - TURMA D

DIRETOR DE TURMA: Manuela Barros Vilas


ÍNDICE

I – ESTUDO DA TURMA

1 – Caracteríísticas educativas e socioculturais da turma


2 – Fotografias e nomes dos alunos
3 – Listagem dos alunos
4 – Listagem dos encarregados de educaçaã o
5 – Horaí rio da turma
6 – Professores do conselho de turma
6.1 – Naã o docentes
7 – Percurso escolar
8 – Principais dificuldades diagnosticadas

II – ESTRATÉGIAS E METEDOLOGIAS

9 – Estrateí gias de atuaçaã o do conselho de turma


10 – Criteí rios de avaliaçaã o
11 – Perfil dos alunos
12 – Metas de sucesso
13 – PAC – Plano de Atividades Curriculares
14 – Lista de alunos propostos para APOIO AO ESTUDO/TUTORIA/SPO/AEELP
15 - Monotorizaçaã o do conselho de Turma

III – ATIVIDADES / VISITAS DE ESTUDO / PROJETOS DA TURMA

IV – MONITORIZAÇÃO /AVALIAÇÃO DO PLANO DE TURMA

V - QUADRO DE MÉRITO

VI – PROPOSTAS PARA O PLANO DE TURMA DO ANO SEGUINTE (SUGESTOÕ ES)

ANEXOS

2
I - ESTUDO DA TURMA

1. CARACTERÍSTICAS EDUCATIVAS E SÓCIOCULTURAIS DA TURMA

Com esta caracterização pretende-se conhecer de forma mais profunda possível os alunos da turma.
Queremos conhecer os seus interesses, problemas, necessidades, dúvidas, anseios e dificuldades. Só
assim podemos partir para a construção de uma escola que se torne fonte de satisfação para quantos
nela desenvolvam a sua função.

1.1. A turma dá continuidade à turma do 5.ºD do ano letivo anterior.


1.2. Turma constituída por 20 alunos, 9 rapazes e 11 raparigas, dos dez aos treze anos de idade e de
nacionalidade portuguesa.
1.3. Três alunos apresentam uma ou mais retenções, no 1.º e 2.º ciclo.
1.4. As alunas Ana Beatriz Ribeiro e Rita Guerreiro estão a ser acompanhadas pelo Subdepartamento
de Educação Especial e beneficiam das medidas educativas de Adequações no processo de
avaliação; Adequações no grupo turma; Adequações Curriculares individuais. A primeira aluna é
muito pouco autónoma, com falta de hábitos de trabalho e organização. Revela muitas
dificuldades na aquisição e aplicação de conhecimentos. Aluna com dificuldades cognitivas.
Usufrui de terapia de fala. A segunda, apresenta um quadro de dislexia, disortografia e disgrafia.
Consegue acompanhar as atividades e é interessada. Possui acompanhamento com técnica da
especialidade da CERCIFafe. Ambas, estão no apoio ao estudo e usufruem de uma tutoria.
1.5. Resultado da avaliação dos alunos que transitaram do 4.º ano:
1.5.1. 16 alunos progrediram para o 6.º ano sem qualquer nível inferior a três;
1.5.2. 5 com níveis inferiores a três: (Ana Beatriz Ribeiro, Daniela, Gonçalo Pacheco, Rita Castelo,
Tiago carvalho);
1.6. Os alunos João Paulo Pacheco e Mª Leonor Teixeira, integraram o Quadro de Mérito.

3
2. FOTOGRAFIA E NOMES DOS ALUNOS

3. LISTAGEM DOS ALUNOS (Lista de Secretaria)

4
4. LISTAGEM DOS ENCARREGADOS DOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO
Nº NOME ENC. EDUCAÇÃO MORADA TELEFONE
1 Adriana Flávia Sousa Ana Mª Castro Sousa Leite Baloutas-Painzela 963803212

5
Leite 4860-242 253110178C
253666490T
2 Ana Beatriz Gomes Mª das Dores Gomes Magalhães Cucana-Refojos 967093407
Ribeiro 4860-328
3 Ana Francisca Sousa Leite Mª Fernanda Teixeira Sousa Leite Petimão-Alvite 968861394
4860-030
4 Ana Raquel Vieira Elza Mª de Sousa Vieira Ribeira-Passos 961061439
Oliveira 4860-262
5 Daniela Pereira Leite Claudina Mª da Graça Pereira Terreiros-Painzela 967127433
Leite 4860-247
6 Gonçalo Daniel Ferreira Emília Manuela Freitas Ferreira Petimão-Alvite 925066932
Leite 4860-024
7 Gonçalo Teix. Pacheco Conceição Pacheco Paço-Refojos 967043543
8 Inês M. Abreu O. Urjais Mª Teresa Ribeiro Alves Bucos 963427306M
4860-122 961275519P
9 Ivo Duarte Ribeiro Branco Cidália Mº da Costa Ribeiro Ponte de Ranha lot2 925456107M
Branco Painzela4860-246 961023941P
10 João Paulo da Costa Isabel Mª da Costa Martins Madanços-Outeiro 966439940
Pacheco Pacheco 4860 253663068T
11 Lara Margarida Costa Margarida Costa Pereira Portela-Outeiro 939216705
Rocha Magalhães 4860 253665757T
12 Letícia Cristiana Ferreira Sandra Mª Oliveira Castro R.Prof.Emidio 967898466
Guerreironº13-3ºQ 253661552
4860-146 253509173
13 Luís Henrique Morais Mª das Dores Freitas Morais Petimão-Alvite 965262392
Teixeira 4860-024
14 Mª Leonor Bar. L. Teixeira Mª Otília B. Leite Teixeira Esqueiro-Outeiro 966953975 P
4860-232 967802835M
15 Rafael Gonça. Carvalho Sandra Daniela Carvalho Barrosão-Refojos 968390293
Gançalves 4860-319 253666128
16 Rita Beatriz Mach. Odete Cristina Gonçalves Baloutas 933738998
Guerreiro Machado 4860-242
17 Rita de Almeida Castelo Ana Mª Mendes de Almeida Rua do Alto do Pinheiro 961953217M
Magalhães 4860-401 962078528pad
18 Samuel Fabrízio Mesquita Angélica Badim Mesquita Mota R.ProEmidioGuer 926662201
Mota Nº13-2ºF4860-146
19 Tiago Daniel Gonç. Mª Isabel Barroso Gonçalves Ponte da Ranha 963967748
Carvalho Carvalho 4860-
20 Tiago Marques Martins Carla Sofia Pinto Marques RJoãoPauloII 963710181
4860-

5. HORÁRIO DA TURMA

Horas Segunda Sala Terça Sala Quarta Sala Quinta Sala Sexta Sala

8.30

6
9.15 CN 5 EC 20 ING 20 EF EMRC 20
10.15 EM EM1 EF PORT 20 MAT 20 EV EVT2
11.00 EM EM1 EF PORT 20 MAT 20 EV EVT2
11.50 ING 20 PORT 20 AE 20 CN 20 HGP 20
12.35 ING 20 PORT 20 CN 20 HGP 20

13.25

14.10

15.05 MAT 20 AE SA PORT 20 MAT 20


15.50 MAT 20 HGP 20 PORT 20 MAT 20

16.45 AE 20 ET EVT2 AE 20 AE 20
17.30 ET

6. PROFESSORES DO CONSELHO DE TURMA

ÁREAS CURRICULARES NOME


Português Manuela Barros Vilas

História e Geografia de Portugal Filomena Ribeiro

Língua Estrangeira I (Inglês) Manuela Barros Vilas

Matemática Alice Ferreira

Ciências Naturais Alice Ferreira

Educação Visual Mª João Saavedra

Educação Tecnológica Mª João Saavedra

Educação Musical Vítor Santos

Educação Física José Augusto Pereira

Educação Moral e Religiosa Católica Domingos Gonçalves

Educação para a Cidadania Manuela Barros Vilas

APOIO AO ESTUDO DOCENTES

7
Português Filomena Ribeiro

Inglês Ana Paula Silva

Matemática/Ciências Naturais Alice Ferreira

Augusto

Mª Assunção

6.1.Não docentes

Mª Teresa Abreu
Representante dos Encarregados de Educação Cidália Branco
Delegado de turma Mª Leonor Teixeira
Subdelegado de turma João Paulo Pacheco

7. PERCURSO ESCOLAR

ANOS LETIVOS (retenções)


N.º Nome
1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º 7.º 8.º 9.º Planos

1 Adriana

2 Ana Beatriz x x

3 Ana Francisca

4 Ana Raquel X

5 Daniela x

6 Gonçalo Daniel Leite

7 Gonçalo Pacheco x

8 Inês M.

9 Ivo Duarte

10 João Paulo

11 Lara Rocha x

12 Letícia Ferreira

13 Luís Teixeira X

14 Mª Leonor Teixeira

8
15 Rafael Carvalho

16 Rita Beatriz Guerreiro x

17 Rita Castelo x

18 Samuel Mota

19 Tiago Carvalho x x

20 Tiago Martins

PAPI – PLANO DE ACOMPANHAMENTO PEDAGÓGICO INDIVIDUAL

8. PRINCIPAIS DIFICULDADES DIAGNOSTICADAS

De acordo com a análise feita aos registos dos alunos do ano letivo transato, pela análise sociobiográfica e pela informação
veiculada pelos professores, os alunos revelam:

Articulação de conhecimentos
x Cálculo/ raciocínio lógico e abstrato
x Capacidade de pesquisa
x Compreensão escrita
Compreensão oral
Consulta de formulários
Empenho e participação nas atividades letivas
Espírito crítico
x Expressão escrita
Expressão oral
Leitura
x Métodos e hábitos de trabalho e organização
Noção espácio-temporal
Resolução de problemas
x Transferência de conhecimentos para situações novas
x Tratamento da informação
Utilização dos conhecimentos na vida real
Relacionamento com os seus pares
x Falta de atenção/concentração
Diferentes ritmos de trabalho e aprendizagem
x Falta de autonomia
Irregularidade no cumprimento das tarefas letivas
Outras dificuldades:

II - ESTRATÉGIAS E METODOLOGIAS
9
1 - Estratégias e Metodologias de atuação do Conselho de Turma

x Aumentar a autoestima e a confiança do aluno


Aumentar o número de atividades formativas e/ou de remediação
Definir metas mais curtas e ajustadas ao ritmo dos alunos /turma
x Desenvolver a autonomia dos alunos
Dar prioridade aos conhecimentos estruturantes das disciplinas
x Utilizar o trabalho cooperativo
x Reflexão conjunta sobre formas de superação de dificuldades
x Utilização de uma linguagem acessível, mas de enriquecimento das competências comunicativas

x Verificação e controlo sobre a realização dos trabalhos de casa, caderno diário e outras atividades
letivas propostas
x Utilização de novas tecnologias da comunicação e informação, capacitando os alunos para a sua
utilização como ferramenta e fonte de pesquisa
x Potencializar atividades que fomentem o intercâmbio de informação entre pares, o confronto de
distintos pontos de vista, a cooperação, a tolerância e o respeito, bem como o assumir de
responsabilidades
x Incentivar e valorizar os hábitos de trabalho / os métodos de trabalho / a organização
Dar maior valor à participação na organização escolar, nas áreas curriculares não disciplinares e nas
atividades extracurriculares
x Solicitar um maior envolvimento dos responsáveis pela educação dos educandos nas tarefas
escolares de casa e nas atividades letivas
x Sensibilizar o aluno e os Encarregados de Educação para a importância do conhecimento e cultura
escolares numa futura integração profissional
x Estabelecer uma linha de atuação comum dos professores do Conselho de Turma
x Propor aulas de Apoio / Tutoria para os alunos com mais dificuldades
x Reconhecer a necessidade de atuar com o objetivo de conseguir uma “ escola para todos “ –
instituições que incluam todas as pessoas, aceitem as diferenças, apoiem a aprendizagem e
respondam às necessidades individuais
x Promover a realização de projetos que envolvam a resolução de problemas e a tomada de decisões
Dar maior valorização à sua participação na sala de aula
x Treinar o raciocínio lógico e/ou abstrato através de exercícios adequados
Produzir com maior frequência exercícios práticos de expressão escrita
x Aconselhar a leitura recreativa em casa
x Apoio ao Estudo /Apoio
x Apoio mais individualizado / Tutoria
Inclusão em grupos de homogeneidade relativa em termos de desempenho escolar
Coadjuvação em sala de aula
x Fazer respeitar e cumprir regras de comportamento dentro da sala de aula
x Valorizar êxitos
x Utilizar a caderneta para informar o encarregado de educação sobre assuntos relativos ao seu
educando
x Intercâmbio de informações entre todos os professores da turma
Outras propostas:

10
2 - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Os critérios de avaliação das diferentes disciplinas e das áreas curriculares, após a aprovação do Conselho
Pedagógico são divulgados aos alunos e Encarregados de Educação e encontram-se disponíveis no dossiê de cada
Subdepartamento e no PDCA.

3 - PERFIL DOS ALUNOS


Perfil de saída
Nome Perfil de Saída
1Adriana Aluna sensível, com um ritmo lento. Muito Continua muito reservada e às vezes não
concentrada. Boa aluna. consegue lidar com situações de
relacionamento interpessoal. Bem
comportada, organizada, boa aluna.
2AnaBeatriz A aluna melhorou os seus métodos e Ao longo do ano revelou muitas
hábitos de trabalho. Começou a realizar as dificuldades, mas também mais
adequações atividades com mais empenho e na preocupação em superá-las. É uma aluna
totalidade. Ainda evidencia bastantes com uma ténue noção do real. Muito pouco
dificuldades na aquisição de conhecimentos. método, organização, estudo e autonomia.
Usufrui de adequações curriculares, mas foi Nível dois a matemática, inglês.
realizada reunião para a aluna usufruir de
um CEI, não foi aceite. Nível dois: inglês,
matemática, ciências naturais.
3AnaFrancisca Boa aluna, mas podia esforçar-se mais. Aluna com autonomia, interessada. Bons
Realiza as atividades com empenho. resultados que poderiam ser ainda
melhores.
4Ana Raquel Aluna razoavelmente empenhada. Cumpre A aluna piorou o seu aproveitamento geral.
as tarefas. A Diabetes agravou-se. Aluna reservada,
muitas vezes para ocultar as suas falhas.
Necessita de estar mais, não se empenhou .
Nível dois a inglês
5Daniela A aluna é muito conversadora, desatenta, Muitas dificuldades ao longo do ano.
pouco concentrada. Necessita de trabalhar Inquieta, desatenta, tem que se concentrar
mais. Nível dois: matemática mais e estudar.
Nível dois a inglês e matemática.
6Gonçalo Daniel Aluno com capacidades para desenvolver Empenhado o suficiente, bom
um trabalho melhor. Realiza as atividades comportamento.
propostas e tem bom comportamento.
7Gonçalo Pache Aluno pouco responsável, com algumas Aluno desconcentrado, pouco trabalhador.
dificuldades. Não trabalha o suficiente. Nível As dificuldades que demonstrou prendem-
dois: inglês se sobretudo com falta de estudo e
empenho.
Nível dois a inglês.
8Inês M. Aluna conversadora, desatenta. Realiza as Aluna inquieta. Sofre de diabetes, mas é
atividades propostas. controlada e orientada pela família.
9Ivo Duarte Por vezes, foi menos empenhado mas Aluno que teve um aproveitamento abaixo
conseguiu atingir um bom nível de do esperado. Ficou mais desconcentrado e
desempenho. menos empenhado.
10JoãoPaulo Muito bom aluno. Excelente comportamento e
aproveitamento.
11
11Lara Consegue acompanhar as atividades, mas Aproveitamento satisfatório. Deve
podia ser mais empenhada. empenhar-se mais, estudando.
12Letícia Ao longo do ano foi-se tornando mais Boa aluna, mas um pouco desconcentrada e
faladora e, consequentemente, menos nem sempre estuda o suficiente para
empenhada. Podia ter obtido melhores alcançar melhores resultados.
resultados. Por vezes, perturbadora.
13Luís Aluno com capacidades para obter melhores Não se empenhou o suficiente. Deve estar
resultados. Bom comportamento e mais atento. Um pouco imaturo.
empenho.
14MªLeonor Muito boa aluna. Aluna responsável, líder da turma. Orienta e
ajuda os colegas. Muito bom
aproveitamento e comportamento.
15Rafael Aluno por vezes perturbador e muito Manteve a desorganização, pouco empenho
desorganizado. Pouco cumpridor das e estudo. Tem capacidades para obter
tarefas. melhores resultados.
16RitaBeatriz A aluna passou a usufruir de adequações no Empenhada. Cumpre as tarefas. Por vezes,
processo de avaliação, devido ao seu necessita de acompanhamento individual.
adequações problema de dislexia. Foi empenhada ao
longo do ano.
17Rita Castelo Aluna empenhada na aula. Revelou sempre Alunas com várias dificuldades ao longo do
dificuldades. Nível dois: matemática, ano letivo. Bom comportamento ma, tem
ciências naturais. que estudar mais. Nivel dois a ciências
sociais.
18Samuel Aluno por vezes perturbador, imaturo, com Aluno um pouco imaturo. Empenha-se o
empenho suficiente. suficiente.
19TiagoCarvalho O aluno é pouco participativo, trabalha Pouco participativo. Começou no segundo
moderadamente. Evidencia falta de estudo, período a usufruir de adequações. Com
adequações mas também muitas dificuldades em algum empenho conseguiu recuperar.
adquirir e aplicar conhecimentos. Foi feita Necessita de orientação no estudo e
avaliação psicológica para integrar a trabalho.
educação especial, mas não foi Nivel dois a inglês.
encaminhado. Nível dois: português, inglês,
matemática.
20Tiago Martins Aluno empenhado, mas que poderia ter Aluno empenhado e participativo.
ainda melhores resultados. No final do ano
estava mais conversador.

4 - METAS DE SUCESSO

70% Meta previsível de sucesso 100% Meta de sucesso final

0% Taxa previsível de abandono escolar

Metas

Taxa de % alunos
Medidas
Insucesso sem Abandono
disciplinares
Escolar negativas
Inscritos

12
Nº alunos 20 100% 70% 0 0

Insucesso Escolar Sucesso Pleno


% de
Nº de
alunos
Nº de alunos Taxa de alunos
Nº Comparação sem Comparação
não insucesso sem
Período Alunos com a meta níveis com a meta
transitaram/não escolar níveis
Avaliados contratualizada inferiores contratualizada
aprovados da turma inferiores
a três na
a três
turma
1ºP 0 0 %() %(70) 13 65% 5%
2ºP 0 0 %() %(70) 14 70% 0%
3ºP 0 0 0% 100% () 14 70% 0%

Abandono Indisciplina

Nº total de
Nº total de
Nº Nº de Comparação medidas Comparação
Taxa de medidas
Período Alunos alunos em com a meta disciplinares com a meta
abandono disciplinares
Avaliados abandono contratualizada ao longo do contratualizada
por período
ano

1ºP 20 0 0% 0% 0% 0% 0%

2ºP 20 0 0% 0% 0% 0% 0%

3ºP 20 0 0% 0% 0% 0% 0%

5 - PAC – PLANO DE ATIVIDADES CURRICULARES

O Plano de Atividades Curriculares foi elaborado pelos docentes que constituem o Conselho de Turma, divulgado aos
alunos e Encarregados de Educação e encontra-se disponível do dossiê de cada turma.

6 - LISTAS DE AE /AEELP / TUTORIA / SPO / GAAF


A.E.E.L.P* Atividades de Ensino Específico de Língua Portuguesa para alunos oriundos de países estrangeiros.

GAAF** Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família.

Nota: Colocar um * nos alunos propostos pela primeira vez.

III - ATIVIDADES/ VISITAS DE ESTUDO / PROJETOS DA TURMA


Atividade Dinamização Participantes Calendarização
13
Corta-mato Grupo de Educação Física Toda a turma novembro
Olimpíadas do Atletismo Grupo de Educação Física Grupo de Educação Física março
Concurso de presépios Grupo EMRC Toda a turma dezembro
Literacia 3Di Grupo de matemática Toada a turma 1.º período
Dia Mundial da Música Grupo Ed. Musical Toda a turma
Teatro “Ulisses” Grupo Português Toda a turma maio
Visita à LIPOR Grupo MAt/CN Toda a turma junho

1.º PERÍODO 2.º PERÍODO 3.º PERÍODO


ANO/TURMA:6.ºD
08/09/2017 /0 / 2018 18 /0 7/ 2018
TUTORIA
TUTORIA

TUTORIA
AEELP*

AEELP*

AEELP*
GAAF**
GAAF**

GAAF**
SPO

SPO

SPO
A.E.

A.E.

A.E.

N.º NOME

2
Ana Beatriz
x x x x x x
Ribeiro
5 Daniela Leite x x x

16 Rita Guerreiro x x x x x x

14
17 Rita Castelo x x x x x x

20 Tiago Carvalho x x x x x x x x x x x

7 Gonçalo Pacheco Aluno Não Autorizado x x

4 Ana Raquel X X

13 Luis Teixeira x x

IV - MONITORIZAÇÃO DO PLANO DE TURMA

1.º 2.º 3.º


ASPETO AVALIADO Período Período Período
sim não sim não sim não

Houve alterações de horário da turma? X X x

Houve alunos transferidos na turma? x x x

Houve alterações no Conselho de Turma? X X x

Houve alterações da situação familiar e socioeconómica de X X x


algum agregado?
Surgiram (novos) problemas de saúde? X X x

Os problemas detetados mantêm-se? X X x

Há novas estratégias de atuação a propor? X X x

Houve alteração na planificação das áreas curriculares? X X x

Foram cumpridas as articulações horizontais? X X x

Os Encarregados de Educação têm cumprido o seu papel de X X x


coadjuvantes no processo educativo?
Os alunos têm participado, como previsto, nas diversas X X
atividades enriquecedoras das aprendizagens?
A divulgação do Plano de Turma junto dos Pais e Encarregados X X
de Educação tem vindo a ser cumprida?
A divulgação do Plano de Turma junto dos alunos tem vindo a x x
ser cumprida?
OBSERVAÇÕES
1.ºPeríodo 2.ºPeríodo 3.ºPeríodo

15
PROPOSTAS DE ALTERAÇÃO AO PLANO DE TURMA DE ACORDO COM OS
RESULTADOS DA MONITORIZAÇÃO

16
13- INFORMAÇÕES DO CONSELHO DE TURMA

INFORMAÇÕES 1.º PERÍODO 2.º PERÍODO 3.º PERÍODO


RELEVANTES DA TURMA

a média total da turma é de três vírgula trinta e Quanto ao aproveitamento, o conselho de turma é Quanto ao aproveitamento, este considera-se bom,
quatro, pelo que é considerado suficiente. Neste unânime em considerá-lo bom, uma vez que apresenta pois a turma apresenta uma média de três virgula
APROVEITAMENTO GLOBAL aproveitamento consideram-se seis planos de uma taxa de sucesso de três, virgula cinquenta e nove setenta e nove. Ainda há alunos que continuam a
acompanhamento pedagógico individual, todos por cento e treze alunos não tem níveis inferiores a apresentar baixas expetativas face à escola e à
com dois ou mais níveis dois, exceto um aluno. três. construção do seu saber, não se denotando esforço
Treze alunos não têm níveis inferiores a três e para melhorar o respetivo desempenho. Muitos dos
seis têm nível dois a português e matemática. A alunos que não têm sucesso, não evidenciam falta
aluna Ana Beatriz Ribeiro, com adequações
de capacidades para o obter, apenas não querem
curriculares, tem cinco níveis inferiores a três.
ou não se esforçam. Por comparação com os
resultados obtidos no primeiro período, ocorreu
uma melhoria no aproveitamento geral da turma.
Após a análise dos resultados verifica-se que os
alunos com baixo aproveitamento, neste período,
são os números: dois, Ana Beatriz Ribeiro; cinco,
Daniela Leite, por apresentarem dois ou mais níveis
inferiores a três.

comportamento, considerou-se que este é bom. Ao nível do comportamento, considerou-se que este é A nível do comportamento, considerou-se que este
No entanto, é patente a falta de bom continuando, por vezes a verificar-se é bom.
COMPORTAMENTO GLOBAL comportamentos perturbadores do normal decorrer das
atenção/concentração/responsabilidade/orientaçã
atividades letivas. O conselho de turma continuará a
o de alguns alunos, a saber: dois, Ana Beatriz; ser exigente na formalização de comportamentos
cinco, Daniela Leite; sete, Gonçalo Pacheco; oito, ajustados e sempre que se verifiquem desvios,
informará de imediato o respetivo encarregado de
Inês Urjais; quinze, Rafael Carvalho.
educação, via caderneta do aluno.

PARTICIPAÇÕES ______________________________________ ----------------------------------------------------------------------- --------------------------------------------------------------------


DISCIPLINARES

a assiduidade da turma é boa, encontrando-se concluiu-se que a turma continua a ser assídua, a turma continua a ser assídua, considerando-se este
apenas a aluna Rita Castelo, número dezassete considerando-se este parâmetro suficiente. No entanto, parâmetro suficiente, uma vez que as faltas estão
ASSIDUIDADE com algumas faltas injustificadas o aluno número nove, Ivo Branco, apresentou uma maioritariamente, justificadas
assiduidade irregular, embora as faltas estejam
justificadas

Os alunos com bom aproveitamento são os alunos números: um, Adriana Leite; três, Ana Destacam-se pelo seu bom aproveitamento os
números: um, Adriana Leite; três, Ana Francisca Francisca Leite; dez, João Paulo Pacheco; catorze, alunos números: um, Adriana Leite; três, Ana
ALUNOS COM BOM Leite; dez, João Paulo Pacheco; doze, Letícia Francisca Leite; dez, João Pacheco; catorze, Maria
APROVEITAMENTO Maria Leonor Teixeira; vinte e um, Tiago Martins, por
Ferreira; catorze, Maria Leonor Teixeira, e vinte e Teixeira; vinte e um, Tiago Martins.
um, Tiago Martins. terem obtido uma média de aproveitamento igual ou
superior a nível quatro.

Os alunos com aproveitamento insuficiente são Números: dois, Ana Ribeiro; quatro, Ana Raquel Ana Beatriz Ribeiro e Daniela Leite.
os números: quatro, Ana Raquel Oliveira, cinco, Oliveira; cinco, Daniela Leite; sete, Gonçalo Pacheco;
Daniela Leite; sete, Gonçalo Pacheco; treze, Luís dezassete, Rita Castelo; dezanove, Tiago Carvalho, por
Teixeira; dezassete, Rita Castelo; dezanove, ainda terem dois ou mais níveis inferiores a dois
ALUNOS COM MAIS Tiago Carvalho.
DIFICULDADES (2 OU +
NÍVEIS INFERIORES A TRÊS)

quatro, Ana Raquel Oliveira, cinco, Daniela Leite; quatro, Ana Raquel Oliveira, cinco, Daniela Leite; sete, quatro, Ana Raquel Oliveira, cinco, Daniela Leite;
sete, Gonçalo Pacheco; treze, Luís Teixeira; Gonçalo Pacheco; treze, Luís Teixeira; dezassete, Rita sete, Gonçalo Pacheco; treze, Luís Teixeira;
ALUNOS COM PAPI dezassete, Rita Castelo; dezanove, Tiago Carvalho Castelo; dezanove, Tiago Carvalho dezassete, Rita Castelo.

Ana Beatriz, nº2, face aos resultados obtidos A Ana Beatriz, nº2, comparativamente ao primeiro alunos números: dois, Ana Beatriz Ribeiro;
(nível dois a português, inglês, história e período, a aluna continua a revelar bastantes dezasseis, Rita Guerreiro; dezanove, Tiago Carvalho,
OBSERVAÇÕES SOBRE geografia de Portugal, matemática e ciências dificuldades, pelo que obteve nível dois às disciplinas a usufruir no presente ano letivo, de medidas de
ALUNOS NEE naturais), o conselho de turma revela de português, inglês, história e geografia de Portugal, Educação Especial ao abrigo do artigo décimo
preocupação. A aluna tem um comportamento matemática, ciências naturais. A aluna não cumpre oitavo, do Decreto-Lei número três de dois mil e
inquieto, desatento e por vezes um pouco minimamente as tarefas propostas, quer pelas oito, de sete de janeiro (Adequações Curriculares).
perturbador. Segundo informações da dificuldades que evidencia, mas sobretudo, pela falta Assim, e, comparativamente ao segundo período,
encarregada de educação a aluna irá ter consulta de empenho. Quanto à aluna Rita Guerreiro, número
todos os alunos melhoraram o seu aproveitamento,
de pedopsiquiatria no Hospital de Guimarães. dezasseis, também a usufruir de adequações, o
fruto de um trabalho mais empenhado do que no
Rita Guerreiro, nº16, em virtude do seu sucesso conselho de turma concluiu que o seu programa
início do ano letivo e da consolidação das suas
escolar o conselho de turma decidiu retirá-la do educativo individual está a surtir efeito pois, a aluna
aprendizagens. A primeira aluna, ficou aprovada
Programa de Tutoria. obteve sucesso a todas as disciplinas. Ainda neste
ponto, foi também analisado o aproveitamento do com nível dois a matemática e inglês. Saliente-se

18
aluno Tiago Carvalho, número dezanove, que integrou que estes níveis dois, persistiram desde o início
a educação especial em reunião de elegibilidade, no deste ano letivo e desde o ano letivo transato. A
passado dia vinte de fevereiro. O seu programa aluna deve continuar a usufruir das mesmas
educativo individual (PEI) já foi aprovado e nele medidas educativas especiais, ou seja, a
constam adequações curriculares às disciplinas de continuidade do acompanhamento por parte da
português, inglês, história e geografia de Portugal, terapia da fala e tutoria, bem como redução do
matemática e ciências naturais. Neste período, o aluno número de alunos na turma para lhe proporcionar
já deu sinais de recuperação pois, só obteve nível dois
um apoio mais individualizado e apoio técnico
a português e inglês, o que remete para a
especializado a Língua matern., A terapeuta de fala
adequabilidade do seu PEI.
entregou o relatório da intervenção realizada com a
aluna, sendo o mesmo lido e analisado. Quanto aos
outros dois alunos, estes ficaram aprovados, a
segunda sem níveis inferiores a dois e o último com
nível dois a inglês.

OUTRAS SITUAÇÕES

19
14 - IDENTIFICAR/PROPOR ALUNOS QUE DEVEM USUFRUIR DE SUPLEMENTO ALIMENTAR

Ano Turma Nº Nome


6.º D 11 Lara Rocha
6.º D 17 Rita Castelo
6.º D 19 Tiago Carvalho
6.º D 4 Ana Raquel

14- QUADRO DE MÉRITO

MÉDIA (≥4,5)

10 João Paulo da Costa Pacheco 4,82

14 Mª Leonor Barroso teixeira 4,5

19- PROPOSTAS PARA O PRÓXIMO ANO LETIVO


1. Identificar/propor alunos para apoio educativo (AEELP, Apoio ao Estudo, Tutoria, SPO)

Apoio ao Estudo números: 2,4,5,7,17, 19

Tutoria: Ana Beatriz Ribeiro, Tiago Daniel Carvalho, Rita Castelo

SPO:

2. Identificar conteúdos não lecionados nas áreas curriculares disciplinares (caso se aplique)

3. Outras

20
ANEXOS

21
ANÁLISE SOCIOBIOGRÁFICA 2017/2018 Turma/Ano 6.ºD DT: Manuela B. Vilas Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto

ANÁLISE SOCIOBIOGRÁFICA
Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto Ano letivo: 2017/2018 Diretor de Turma:Manuela B. Vilas Ano: 6.º Turma: D

Retenções Transporte Pai Mãe Nº de Problemas Estud Discip. Preferidas Discip. c/ Pretensões do aluno
Nº Nome Idade Nº Cicl Ano Meio Duração Residência Idad Profissão Habilit. Ida Profissão Habilit. irmãos de saúde o mais Estudo Profissão Su
o e de diári dificuldade bs.
o
Adriana 11 carro 5m Painzela 54 Mecânico 6º 49 Op.Fabril 12º 1 alergias 1h EF EC,Mat 12.º Nsabe B
1
,EV
Beatriz 12 1 1º Trans 15m Cucana 42 Trolha 4º 33 ECL 8º 2 30m EF P, I, M 12.º Não A
2 2.º
p. sabe
Francisca 11 Trans 20m Petimão 40 Trolha 6º 39 Desemp. 12º 2 Dentição, 30m P, I, H EV, M, Ens. Nsabe ---
3
p. coluna EF superior -
Raquel 11 Trans 30m Passos 53 Jornaleiro 4º 50 Doméstic 9º 2 30m CN, EF, M I, H 12.º massagi A
4
p. a sta
Daniela 11 Trans 15m Terreiros 41 pedreiro 6º 40 Domést. 9º 1 60m Mat. EV Ens. veteriná A
5
p. Superior ria
Gonçalo D 11 Trans 30m Petimão 49 trolha 6º 43 doméstic 4º 1 30m EF, P, EV, EM, M, I, CN Ens. Mecâni C
6
p. a superior co
Gonçalo P 11 Carro 5m Paço 44 Jardineiro 9º 52 Ajudante 9º 1 alergias 30m EF, EV, EM I, P, H 12.º futeboli B
7
cozinha sta
Inês 11 Carro 15m Bucos 54 Tec.sup. Licen 50 Prof. Licen 1 Diabetes 90m I M Ens. veteriná ---
8
superior ria -
Ivo 11 Carro 15m Pt. Ranha 35 Eletricista 9º 36 Emp. Licen 1 neurofibr 90m P, M, EF H, ET Ens. escritor ---
9
café omatose superior -
João Paulo 11 Carro 5m Outeiro 49 M.seguros 11º 47 A.Operac Licen 1 Asmático 1h3 M, EM, EV P Ens. Sup. Nsabe ---
10
. c 0 -
Lara 11 carro 5m Outeiro 39 Emp.Mes 9.º 45 Op. fabril 6º 5 30m Ev, Et, EF H, I 12.º bancári A
11
a
Letícia 11 A pé 5m Cabeceiras 33 Const.Civ 7º 33 Panificad 9º ---- alergias 30m CN, I, EV M Ens. Design ---
12
ora superior er, -
Luís 11 Trans 20m Petimão 46 Madeireiro 4º 39 Emp. 9º ---- 30m EF, P, EV H, EM, I Ens. Nsabe A
13
p. textil superior
Leonor 11 Carro 5m Outeiro 53 Instrutor 12º 44 Prof. Licen 1 60m M, H, EV P, I, EF Ens. veteriná ---
14
superior ria -
Rafael 11 Carro 5m Refojos 42 ---- ---- 42 Prof. Licen 1 Visão, 1h M, CN, I P, I Ens. Eng A
15
alergias Superior informá
Rita Guerrei 11 Trans 15m Baloutas 39 Trolha 4º 39 Op. 12º 1 90m P, H M, I Ens. Nsabe A
16
p. Fabril superior
Rita Castelo 12 1 2º A pé 15m Refojos 43 40 doméstic 6º 3 30m P, I, M P, M, EM 12º Nsabe A
17 5.º
a
Samuel 11 Carro 5m Refojos 44 trolha 6º 38 doméstic 12º 1 Asmático 90m I, M, CN P, H Curso Nsabe A
18
a profissio
Tiago Carv. 13 1 2.º transp 5m Ponte da 39 Jornaleiro 6.º 39 doméstic 9.º 2 30m EF P, I 12.º Nsabe A
19 5.º
Ranha a
Tiago Mart 11 Carro 5m Refojos 40 Carpinteiro 9º 39 Cabeleire 9º 1 30m EF, EMRC, H, I, M Curso informá B
20
ira EM profissio tico
TRATAMENTO DE DADOS ESTATÍSTICOS DO TURMA

1. NÚMERO TOTAL DE ALUNOS:

2. COMPOSIÇÃO POR SEXOS 3. Nº DE HORAS A DORMIR POR DIA


SEXO Nº de ALUNOS % DORMIR Nº de ALUNOS %
Masculino 9 45 Menos de 8h 6 30
Feminino 11 55 Mais de 8h 14 70

4. COMPOSIÇÃO POR IDADES 5. SUBSÍDIO ESCOLAR


IDADE Nº de ALUNOS % SUBSÍDIO Nº de ALUNOS %
09 – 10 Anos 0 0 Escalão A 10 50
11 – 12 Anos 19 95 Escalão B 3 15
Escalão C 1 5
13 – 14 Anos 1 5 Não tem 6 30
15 -16 Anos 0 0

6. AGREGADO FAMILIAR
6.1. Nº DE IRMÃOS
Nº de IRMÃOS Nº de ALUNOS %
Sem irmãos 2 10
1 12 60
2 5 25
3 0 0
4 ou mais 1 5

6.2. PERFIL SOCIOLÓGICO


TIPO PROFISSÕES PAI % MÃE %
A Advogados, Médicos, Professores e equivalentes 0 0 2 10
B Industriais, Comerciantes, Quadros Técnicos e equivalentes 2 10 0 0
C Empregados de comércio, de escritório e especializados 2 10 1 5
D Trabalhadores manuais, camponeses 14 70 9 45
E Desempregados, Reformados, Domésticas 2 10 8 40

6.3. PERFIL CULTURAL


HABILITAÇÕES ACADÉMICAS PAI % MÃE %
Ensino Superior 1 5 5 25
Ensino Secundário (12º ano ou 7º ano antigo) 2 10 4 20
3º Ciclo do Ensino Básico (9º ano ou 5º ano antigo) 5 25 8 40
2º Ciclo do Ensino Básico (6º ano ou 2º ano antigo) 7 35 2 10
Instrução Primária completa 4 20 1 5
Instrução Primária incompleta 1 5 0 0
CDT - 14
7. DEFICIÊNCIAS
TIPO de DEFICIÊNCIA Nº de ALUNOS %
Visual 0 0
Auditiva 0 0
Motora 0 0
Outras 0 0

8. RETENÇÕES ESCOLARES
Nº de RETENÇÕES Nº de ALUNOS %
Sem retenções 17 85
1 Ano 3 15
2 Anos 0 0
3 Anos ou mais 0 0

9. PRETENSÕES DOS ALUNOS


CURSO Nº ALUNOS %
Superior 11 55
12º Ano 9 45
9º Ano 0 0
Não Sabe 0 0

10. ASPETO QUE CONSIDERAM MAIS POSITIVO NUM PROFESSOR


ITEM Nº de ALUNOS %
a) Ser simpático 6 30
b) Ensinar bem 12 60
c) Ser compreensivo 2 10

11. ASPETO QUE CONSIDERAM MAIS NEGATIVO NUM PROFESSOR


ITEM Nº de ALUNOS %
a) Antipático 4 20
b) Não ensinar bem 16 80

PLANO DE PERMUTAS DA TURMA

Ano/Turma:

CDT - 14
Horas Segunda Sala Terça Sala Quarta Sala Quinta Sala Sexta Sala

8:30

9:15

10:15

11:00

11:50

12:35

13:25

14:10

15:10

15:55

16:45

17:30

CDT - 14