Você está na página 1de 13

As habilidades e competências do professor diante

dos novos recursos tecnológicos1

Neibher Luiz Ferreira2, Sandra da silva Amorim3, Itamar Pereira de Oliveira 4

Resumo: A educação tem passado por transformações significativas no que se refere a aplicação das
metodologias utilizadas no ensino em sala de aula. O desafio encontrado pelo professor em liderar a sala e
encantar seus alunos com aulas prazerosas e atraentes tem se tornado cada dia mais difícil, pois parte dos alunos
possuem acesso às novas tecnologias e aos modernos meios de comunicação, que os mantém informados acerca
de muitos acontecimentos globais. Entende - se que o professor precisa se atualizar e trabalhar os recursos
tecnológicos como parte dessa nova dinâmica no processo de ensino e aprendizagem. As necessidades de
mudanças são observadas de acordo com as transformações ocorridas nos sistemas educacionais decorrentes da
evolução tecnológica, da globalização, do acesso livre ao conhecimento através da rede de comunicação virtual.
Essas alterações são fatores fundamentais na mudança de comportamento dos educadores diante da realidade
apresentada nesse novo contexto educacional. As instituições devem buscar uma nova linguagem acadêmica
para interagir com o discente. Essa interação pode vir através do uso de ferramentas que reduza o abismo
existente entre professores-alunos, facilitando o processo de construção do conhecimento. A pesquisa apresenta
que há recursos tecnológicos disponíveis nas instituições, porém não são suficientes para atender o número de
docentes. Ainda em fase de implantação, esse crescimento lento pode ser uma consequência do número restrito
de equipamentos das instituições. A competência do educador está na capacidade de superação e
desenvolvimento de suas atividades diárias em sala de aula, apresentando habilidades no uso de novas
ferramentas didáticas, proporcionando, desse modo, um ensino de alcance à nova geração de discentes.

Palavras chaves: aluno, educação, professor, tecnologia.

The professor abilities and competences front of new technologic resources1


Abstract: The education has passed for significant transformations with respect to application of the
methodologies used in education in classroom. The challenge found for the professor in leading the room and
enchanting the pupils with pleasant and attractive lessons has become each more difficult day, therefore part of
the pupils possess access to the new technologies and the modern medias of communication keeps that them
informed concerning many global events. The professor understands that is necessary to modernize and to work
the technological resources as part of this new dynamics in the education process and learning. The necessities
of changes are observed in accordance with the occurred transformations in the decurrently educational systems
of the technological evolution, the globalization, the free access to the knowledge through the net of virtual
communication. These alterations are basic factors in the change of education behavior front of the reality
presented in this new educational context. The institutions must search a new language academic to interact
with the learning. This interaction can come through the use of tools that reduce the existing gabs between
professor and pupils, facilitating the process of knowledge construction. Throughout this research the teacher
can consider that available technological resources in the institutions is necessary, however is not enough to
take care of the number of professors. Still in implantation phase, this slow growth can be a consequence of
little number of equipments to all institution number. The educator ability is in the capacity of overcoming and
development of daily activities in classroom, presenting abilities in the use of new didactic tools, providing, in
this manner, an education of reach to the new learning generation.
1
Artigo apresentado como exigência parcial para obtenção do título de especialista em Docência Universitária, sob orientação da
Prof.ª MSc. Linamar Teixeira Amorim.
2
Professor Universitário – Graduado em Matemática pela Universidade Salgado de Oliveira.
3
Professora Universitária – Mestranda em Administração.
4
Professor PhD, Orientador da FMB.

Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011


2
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

Key words: Education. Professor. Student. Technology.

1. Introdução com alunos dessa nova geração. A pressão pelas


mudanças ocorre tanto por parte das instituições ou
A educação é um processo social dinâmico e a escolas, como por parte dos alunos, pois o perfil do
escola um dos locais de preparação dos indivíduos novo educando está voltado para o domínio das
para a atuação no meio social. Diante de tal fato, faz- tecnologias surgidas diariamente. Nesse contexto de
se necessário que a mesma se adapte às mudanças do mudanças estão inseridos os novos recursos
mundo contemporâneo. As inovações tecnológicas tecnológicos e que se tornaram uma realidade para
devem ser inseridas nas escolas como meios para grande maioria.
facilitar a preparação dos alunos para a atualidade. Os A utilização dos recursos tecnológicos
professores já estão assimilando os recursos disponíveis atualmente e as novas descobertas que
tecnológicos como recursos pedagógicos, e buscando surgem diariamente nos mostram que não poderemos
desenvolver habilidades e competências requeridas nos desviar dela, pois elas estão presentes em todas as
para essa nova postura diante dessas mudanças. nossas atividades. Nesse contexto também estão as
Este estudo tem por objetivo investigar às escolas que ainda relutam na utilização das novas
habilidades e competências dos professores aliadas às tecnologias, mas que terão que se adequar a elas.
novas tecnologias como recursos pedagógicos, bem Assim entendemos.
como compreender a importância da utilização das Nesse novo cenário de inserção de novas
novas tecnologias no processo ensino-aprendizagem; tecnologias na educação surge a figura do professor
mostrar as novas tecnologias que estão à disposição que deverá ter um perfil mais próximo das exigências
do professor e suas especificidades de uso; apresentar requeridas como a possibilidade de novas formas de
a contribuição dessas tecnologias no processo de educar e transmitir conhecimento.
ensino-aprendizagem; descrever e definir habilidades A tecnologia promove dentro das escolas a
e competências requeridas dos professores e analisar mudança no papel do professor que passa a
as mudanças ocorridas no âmbito escolar com a desempenhar um novo papel de organizador de
inserção das novas tecnologias. situações de aprendizagem, usando as tecnologias
Apesar de toda tecnologia disponível, as como ferramentas eficientes na construção do
escolas ainda são voltadas para o ministro de conhecimento e não apenas um fornecedor de
conteúdos sem fazer um paralelo com as experiências informações fazendo de suas aulas quase que um
vividas no dia-a-dia. A chegada das tecnologias tem monólogo.
mudado o cenário em vários setores, dentre eles pode- O professor é um elemento chave na
se observar a educação. Na rotina das escolas é construção de nova imagem do ensino, na motivação
exigido mais dos professores para atender e conviver do aluno a desenvolver sua própria aprendizagem. A

Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011


3
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

transformação do professor para atuar dessa forma Neste contexto avalia-se a atuação do
seria o desapego por métodos antigos e a dependência professor, bem como suas habilidades e competências
pelos livros didáticos, passando a estimular o aluno a em resolver problemas de maneira satisfatória, saber
fazer uma ligação dos ensinamentos à realidade. se sobressair em situações inesperadas, diante de
dificuldades apresentadas por alunos nessa nova
modalidade de aprendizado. A educação por meio das
2. Revisão Bibliográfica novas tecnologias proporciona ao aluno uma visão
maior do contexto.
Os avanços tecnológicos têm sido Desde a construção dos primeiros computadores,
caracterizados pelo surgimento de diversas na metade deste século, novas relações entre
conhecimento e trabalho começaram a ser
tecnologias que tem repercutido em todas as esferas delineadas. Um de seus efeitos é a exigência de um
reequacionamento do papel da educação no mundo
da sociedade. Na sala de aula os professores se contemporâneo [...]. Não basta visar à capacitação
dos estudantes para futuras habilitações em termos
deparam com questões nem sempre muito das especializações tradicionais, mas antes trata-se
de ter em vista a formação dos estudantes em
confortáveis. A forma de difundir o conhecimento e termos de sua capacitação para a aquisição e o
os avanços tecnológicos têm estimulado novas formas desenvolvimento de novas competências, em
função de novos saberes que se produzem e
de pensamento, novos recursos cognitivos que são demandam um novo tipo de profissional,
preparado para poder lidar com novas tecnologias
observados pela inserção das novas tecnologias, tendo e linguagens, capaz de responder a novos ritmos e
processos.
modificado os processos de ensino e aprendizagem e Essas novas relações entre conhecimento e
trabalho exigem capacidade de iniciativa e
trazendo novos desafios. inovação e, mais do que nunca, “aprender a
A tecnologia veio para ficar. O computador foi aprender”. [...] A educação básica tem assim a
função de garantir condições para que o aluno
inserido nas escolas e não houve a preocupação de construa instrumentos que o capacitem para um
processo de educação permanente. (BRASIL,
como seriam adotados as metodologias de utilização e 1999)

adequação dessa nova ferramenta. As novas tecnologias permitem maior


Quando falamos de tecnologias da informação e da
comunicação não estamos nos referindo apenas à interação entre as partes facilitando, desta forma, a
internet, mas ao conjunto de tecnologias troca instantânea de informações. Diante dessa
microeletrônicas, informáticas e de
telecomunicações que permitem a aquisição, realidade ocorre uma necessidade urgente do novo
produção, armazenamento, processamento e
transmissão de dados na forma de imagem, vídeo, perfil do professor para o uso das novas tecnologias
texto ou áudio. (TEDESCO, 2004 p.96)
Essas ferramentas não serão incorporadas como forma de identificação com os novos alunos.

bruscamente no ambiente escolar, exige-se que seja Entendemos que tais tecnologias

feito uma preparação dos envolvidos no processo: transformaram a forma de atuar e agir, pois pode ser

professor e educando. Os meios são considerados vista como uma ferramenta de otimização, quando há

todos eficientes de acordo com a finalidade de cada compartilhamento de dados importantes e que podem

um, sendo avaliados sua utilização e necessidades ao servir de base para uma discussão entre professores ou

objetivo proposto. O uso desses meios são essenciais. alunos que sentem interesse por um tema em
particular.

Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011


4
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

...a visão geral é que as novas tecnologias não Essa ferramenta possibilita o alcance de
substituem a cultura do alfabeto. É importante que
nós, educadores, consideremos que, a na escola, já informações imediatas podendo ser observadas em
não é necessário trabalhar com a memória, posto
que a informação está disponível na internet. Nesse qualquer lugar do mundo, sendo possível apresentar
contexto, é essencial analisar quais as funções a
escola deve cumprir para que os jovens possam ter exemplos reais em apenas um toque, o que não é
acesso a essa informação. Acreditamos que o novo possível em outras mídias como televisão e vídeo.
papel da escola deve ser ensinar aos alunos como
buscar, classificar e interpretar informação; Essa mudança na maneira de entender a escola,
quando, como e em que condições utilizar o vinculando-se ao desenvolvimento de novas
conhecimento; e finalmente como produzir habilidades e competências, é indispensável para
conhecimento (TEDESCO, 2004: p. 124). promover a utilização da internet e de outros
As mudanças ocorridas na sociedade atual têm recursos tecnológicos. Certamente, a partir dessa
perspectiva, a informática é concebida como uma
sido provocadas pelo surgimento e uso das novas ferramenta para a aprendizagem de outras matérias
e não como uma disciplina separada, como
tecnologias na produção e alcance de novos especialista, práticas e conteúdos diferentes dos
que circulam na escola, (TEDESCO, 2004, p. 124).
conhecimentos, levando as instituições de educação
O professor deve considerar a utilização dos
em busca de profissionais criativos e abertos às novas
novos recursos e saber abordar cada tipo de acordo
formas de ensinar, atendendo as exigências do
com a necessidade. Atualmente, o uso das ferramentas
mercado.
está se inserido no processo ensino-aprendizagem da
Para haver essa mudança, ou nova função do
seguinte forma: transmitindo conhecimento ou
professor, as escolas devem primeiramente orientar
auxiliando o aluno a construir o seu próprio
seus professores no uso das tecnologias dentro da sala
conhecimento, tendo o discernimento quanto ao seu
de aula. Os professores precisam dominar as
limite de uso.
tecnologias para contribuir com a motivação dos
A competência é a faculdade de mobilizar um
alunos e o desenvolvimento do interesse pela
conjunto de recursos cognitivos (saberes, capacidades
construção de novos conceitos, pela descoberta de
e informações) para solucionar uma série de
novos conhecimentos. Para o professor, o uso das
problema. o professor universitário deve-se beneficiar
tecnologias permitirá maior flexibilidade,
dos recursos tecnológicos e trabalhar em parceria com
dinamicidade para a aplicação dos conteúdos.
ela com o intuito de educar utilizando as novas
A utilização da Internet já se mostra uma
tecnologias.
ferramenta de ensino, favorecendo a muitos, pois
O professor deve oferecer aulas mais
permite a oferta de cursos no formato a distância e,
dinâmicas através desses recursos, pois os alunos não
em casos mais simples, pode ser observado o uso da
mais desejam aulas apenas expositivas e monótonas,
internet em atividades presenciais. A internet
exigem aulas mais realistas e práticas, com recursos
proporciona ao aluno algumas vantagens, se
modernos, não deixando de lado a criatividade, a
comparado ao uso de um livro compreendemos que o
sensibilidade e principalmente o domínio de si e do
seu uso é mais interessantes, apresentando recursos de
conteúdo.
som e vídeo, promovendo interação, e a possibilidade
O conhecimento tecnológico é necessário para
de reunir diversos alunos em locais geograficamente
realizar um trabalho de qualidade e coerente com a
distantes em um só espaço virtual.
sociedade em que vivemos e que são importantes na
Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011
5
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

relação aluno-professor, dando suporte no processo de A tecnologia mudou o papel e a função do


ensino-aprendizagem. professor em sala de aula, passando de detentor do
“As crianças nascem em uma cultura em que conhecimento para orientador na investigação de
se clica, e o dever do professor é inserir-se no novos saberes. “O que a tecnologia vem fazendo com
universo de seus alunos” (PATRICK a educação aproxima-se do conceito de andragogia,
MENDELSOHN in PERRENOUD, 2000, p. 125) onde quem determina o assunto é o professor, mas é o
O uso da tecnologia não pode ser colocado próprio aluno que decide os melhores caminhos a
como ação principal, mas deve ser vista como uma tomar”6.
estratégia pedagógica, servindo de incentivo ou O professor contemporâneo deve estar
motivação em aulas. O fato é que o professor não preparado para novos desafios, sabendo que não está
pode ignorar o surgimento das tecnologias e suas centrado nele todo o conhecimento e informações
influências no dia-a-dia dos alunos, muito pelo acerca dos assuntos tratados em sala de aula, deve
contrário, deve fazer o uso e promover maior interesse saber articular e selecionar as melhores informações
das partes tornando , desse modo, as aulas mais encontradas nos meios eletrônicos junto aos seus
interessantes. alunos.
O novo modelo apresentado hoje é o professor Nesse aspecto, Masetto (1998, p.18), entende
como aquele que não mais ensina, mas, sim, o aluno que: "o papel de transmissor de conhecimento, função
que aprende, ou seja, o aluno busca seu próprio desempenhada até quase os dias de hoje, está
conhecimento, tem um papel mais ativo no processo superado pela própria tecnologia existente".
de ensino e aprendizagem, desenvolvendo conceitos, O diferencial do professor, na atualidade, é a
construindo valores e não recorrendo aquele método consciência da necessidade e utilidade que os novos
de assimilação única de conteúdos, valorizando e recursos são úteis para a construção do conhecimento
considerando cada vez mais as mudanças ocorridas no e, de que forma, eles são adquiridos. O
mundo. desenvolvimento das competências não é uma tarefa
O professor deve investir em sua formação, fácil, é preciso que o docente tenha a ousadia de
atento a essas mudanças e acompanhá-las, buscando experimentar novos métodos de ensino.
novas atitudes, habilidades, inovação e práticas em As escolas ultrapassadas são aquelas em que
sala de aula. “A sala de aula é um espaço pedagógico os alunos as frequentavam apenas para memorizar
onde ocorrem as interações sociais favoráveis à conceitos nos quais eram cobrados, o professor era
construção do conhecimento e à troca de experiências, considerado bom apenas pelo domínio do seu
informações, idéias e opiniões que contribuem para o conteúdo, é neste contexto que são necessários o
5
crescimento educacional do indivíduo” . desenvolvimento das competências e estimular

5 6
Fonte: Fonte:
http://www.construirnoticias.com.br/asp/materia.asp?id=874. http://idgnow.uol.com.br/carreira/2007/04/30/idgnoticia.2007-
Visitando em 23/08/2011 as 15:10. 04-30.4722945396/
Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011
6
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

habilidades, como requisito essencial para o conceito suas práticas pessoais, do mesmo modo que ela é
formado de bom ensino. necessária a qualquer um que pretenda lutar contra o
A competência pode ser adquirida com as fracasso escolar e a exclusão social. (PERRENOUD,
experiências diárias, pode ser considerada a 2000, p.139).
qualificação de alguém para realizar determinada O grande avanço da ciência e da tecnologia, na
coisa. “Competência é a maneira como articulamos segunda metade do século XX, nos faz refletir sobre o
nossa sensibilidade e inteligência para alcançar um papel fundamental das instituições de ensino e das
objetivo, superar um desafio, vencer um obstáculo”7. possibilidades de acesso ao conhecimento que elas
Segundo Antunes (2006), a competência é proporcionam dando maior condições de
saber tomar uma decisão, é saber disputar, competir, sobrevivência num mundo que cada vez mais depende
contribuir, argumentar, refletir, cooperar, coexistir. dos conhecimentos e dos recursos tecnológicos.
A evolução da mídia, do comercio eletrônico e a No mundo atual, a universidade deve atender à
generalização dos equipamentos familiares
tornarão o acesso cada vez mais banal, sem que as demanda por mudanças solicitadas por um meio
competências requeridas se desenvolvam no
mesmo ritmo. É por isso que a responsabilidade da ambiente cada vez mais agressivo, onde os alunos
escola está comprometida para além das escolhas
individuais dos professores. (PERRENOUD, 2000,
necessitam de uma formação compatível com a nova
p.132) configuração do mercado de trabalho.
Os professores devem buscar o
desenvolvimento das competências e alinhar às 3. Material e Métodos
necessidades encontradas em sala de aula, pois, a sua
competência pode ser percebida pelo domínio de A Metodologia tem como função apresentar o
recursos que o professor detém. roteiro da pesquisa. Pesquisar envolve planejamento
cuidadoso, baseado em conhecimentos já existentes:
“As novas tecnologias da informação e da Entende-se por planejamento da pesquisa a
previsão racional de um evento, atividade,
comunicação transformam, espetacularmente, não só comportamento ou objeto que se pretende realizar
nossas maneiras de comunicar, mas também de a partir da perspectiva científica do pesquisador.
Como previsão, deve ser entendida a explicitação
trabalhar, de decidir, de pensar”. (PERRENOUD, do caráter antecipatório de ações e, como tal,
atender a uma racionalidade informada pela
2000, p.125) perspectiva teórico-metodológica da relação entre
o sujeito e o objeto da pesquisa. (BARRETO;
Essa competência poderá ser medida também HONORATO, 1998, p. 59).
pela capacidade de conciliá-la com seu lugar de 3.1 Abordagem

trabalho. Todo professor que se preocupa com a


transferência, com o reinvestimento dos A abordagem da pesquisa é de cunho

conhecimentos escolares na vida (MENDELSOHN, quantitativo e será voltada para os dados mensuráveis,

1996) teria interesse em adquirir uma cultura básica através da utilização dos métodos de recursos e

de domínio das tecnologias – quaisquer que sejam técnicas estatísticas, como o Excel, que é uma
ferramenta matemática, buscando, desse modo,
7
http://www.masaia.com.br descrever os significados que são considerados como
Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011
7
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

inerentes aos objetos e atos. A coleta de dados acadêmico contribuindo para a utilização de novas
quantitativos se realiza através de respostas práticas em sala de aula e a descoberta da necessidade
estruturadas de múltipla escolha. de um contínuo aperfeiçoamento profissional.

3.3 Instrumentos de Coleta de Dados


3.2 Tipo de Pesquisa

Este projeto visa diagnosticar o ambiente Como instrumentos de coleta de dados foi
educacional, levantando a realidade dos educadores utilizado questionários. O questionário é constituído
diante de novas mudanças e as dificuldades por 5 perguntas, sendo as mesmas fechadas e de
encontradas. A metodologia utilizada inicialmente é a múltipla escolha.
pesquisa bibliográfica abrangendo a leitura, análise e
interpretação de livros, periódicos, textos legais,
4. Resultados e Discussão
documentos, etc. Segundo Ada (2000), uma pesquisa
Através da pesquisa realizada em conjunto
bibliográfica é realizada embasada em materiais
com professores de todos os níveis educacionais
impressos, ou seja, já elaborados. Basicamente utiliza
observa-se a realidade do ensino com relação ao uso
– se artigos científicos, livros, etc. Com esse estudo
dos recursos disponíveis dentro das instituições de
pretende–se que os participantes compreendam o
educação (Gráfico 1).
processo de mudanças ocorridos no ambiente

Gráfico 1. Recursos tecnológicos mais comuns oferecidos aos alunos por diferentes cursos de formação.

Fonte: Pesquisa de Campo, 2010.


Através do levantamento referente aos pode-se dizer que em maior número estão
recursos oferecidos para utilizaçao em sala de aula relacionados à TV e Vídeo, sendo a educação infantil

Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011


8
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

a que apresenta maior número de aparelhos em funçao da disponibilidade do mesmo no mercado,


disponíveis. Embora Tedesco ( 1995) declare que a a preços populares, faça com que o aparelho de TV
TV não é a única tecnologia da informação, este esteja sempre presente na sala de aula dos cursos
recurso ainda constitui o instrumento colocado em iniciais de educação. A partir do Ensino fundamental
maior número à disposição do professor em sala de o número dos demais recursos oferecidos disponíveis
aula. Indiretamente, pode-se dizer que, a TV é a porta aos educadores encontra-se em igualdade de
de veiculação de informações para o aprendizado com condições de oferta pelos estabelecimentos de ensino
a utilização de aparelhos eletro-eletrônicos. (Gráfico 2).
Possivelmente devido a popularização desse recurso

Gráfico 2.- Recursos tecnológicos mais usados em cursos de diferentes


níveis.

Fonte: Pesquisa de Campo, 2010.


Ensino fundamental. Algumas mudanças na procura
A TV é o recurso mais procurado nos diferentes podem ser verificadas nos cursos de Ensino médio e
cursos em geral (Gráfico 2). Observando e analisando Ensino superior, aonde os demais recursos vão sendo
os dados pode-se verificar que os demais recursos vão procurados em números semelhantes ou iguais aos
aumentando em procura para utilização, na medida procurados nos cursos iniciais. Esses resultados
em que o grau dos cursos vai chegando aos patamares podem ser explicados devidos aos próprios
evolutivos educacionais. A TV é muito mais educadores entenderem que existe um período de
procurada nos Cursos de Educação infantil e no curiosidade e adaptação dos usuários aos diferentes
Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011
9
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

níveis de tecnologia e conhecimento. De acordo com A importância desses resultados é assegurada


os resultados obtidos pode-se inferir que o aprendiz, quando se verifica a frequência de utilização de
orientado pedagogicamente progride no conhecimento recursos nos Cursos de Ensino Fundamental e de
e se inicia no uso dos demais recursos mais Ensino Medo, que se caracteriza por utilizar essas
complexos que o complementa nos conhecimentos de novas tecnologias com menos frequência. Logo em
formação. seguida, no Curso de Ensino superior, todos fazem
Como ocorre na formação do adulto, o ser uso das mesmas ferramentas pedagógicas
humano ao atravessar as várias etapas da existência da frequentemente.
maioria dos seres vivos, no processo de formação cria
suas preferências e responsabilidades que refletem na
avaliação desta pesquisa ( Gráfico 3). Apenas um
pequeno número de pessoas consegue entrar nas
faculdades, contudo a maior frequência de utilização
dessas tecnologias pode ser observada em relação aos
alunos de curso superior.
Gráfico 3. – Freqüência de uso dos recursos tecnológicos em cursos de diferentes níveis.

Fonte: Pesquisa de Campo – Goiânia, 2009

Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011


10
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

o homem nas dimensões biológica, psicológica e


O indivíduo, devido à própria racionalidade
social.
humana, com sua exclusividade de pensamento, aguça
curiosidades e reflexões sobre o universo que lhe
rodeia e parte para a procura dos recursos que fazem a
vida mais amena e com maiores probabilidades de
atuar em diversas direções aproveitando e aprendendo
com a própria evolução da ciência. A própria
convivência se ocupa com a particular sagacidade da
busca pelas respostas às questões encontradas
cotidianamente. O desenvolvimento do homem
moderno vai sendo moldado sem traumas construindo

Gráfico 4. Qualificação dos docentes oferecidos por escolas de diferentes níveis.

Fonte: Pesquisa de Campo, 2010

. relação a toda a modernidade que a ciência pode


oferecer. Os resultados da qualificação ou do
O uso e acompanhamento das novas
desenvolvimento podem ser notados anualmente
tecnologias colocam o ser humano atualizado em
Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011
11
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

(Gráfico 4). As maiores qualificações pessoais foram Os estudiosos do desenvolvimento do ser


observados nas fases do Ensino Fundamental e do human, recomendam que deve-se verificar a decisão
Ensino Médio. Nesta fase o ser humano encontra-se de pensar dos adolescentes sob o ponto de vista de
saindo da fase de criança e em pleno estágio de sujeitos, e pensá-los a partir de sua capacidade de
adolescência. Estudantes nesta fase de construir e participar coletivamente da produção da
desenvolvimento procuram conhecimentos e métodos sociedade e da cultura.
de assuntos que os atrai como músicas, poesia, teatro, Baseado no princípio de que a transformação
dinâmicas, filmes e jogos, como forma lúdica de ocorre em maior intensidade na pós-infância até o fim
trabalhar o conhecimento, forma essa bem diferente da adolescência, é de se entender que nesta fase os
do paradigma tradicional. A absorção do estudantes encontram-se no curso do Ensino
conhecimento em cursos dirigidos depende da Fundamental e do Ensino Médio quando ocorre a
maneira de como o mestre expõe os assuntos aos maior demanda aos recursos tecnológicos pelos
alunos. Conhecendo também os conflitos que ocorrem discentes. O adulto, já no ensino superior, não é
na adolescência e entendendo que eles fazem parte do influenciado pelos recursos tecnológicos quando este
desenvolvimento emocional do adolescente, o já domina a tecnologia dos eletro-eletrônicos.
educador pode canalizá-los em atividades em sala de Assim, justificam-se os resultados representados pelo
aula que vão de encontro ao interesse do aluno, Gráfico 5.
tornando o ambiente escolar um espaço produtivo e
agradável. Desse modo, não fica difícil de entender
como as maiores qualificações profissionais ocorrem
no Ensino Fundamental e Médio.

Gráfico 5.- Demanda por recursos tecnológicos por docentes de escolas de diferentes níveis.

Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011


12
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

Fonte: Pesquisa de Campo, 2010.

Contudo, deve-se concluir que, o professor, ao bem preparado para conhecer e aprender sobreviver no
compreender os pressupostos psicanalíticos e a teoria da mundo moderno.
adolescência, passa a entender o processo transferencial
que se desenvolve entre esses dois personagens no ensino- 5. Considerações finais
aprendizagem. Dessa forma, compreende o lugar que ele As transformações ocorridas no sistema
ocupa no inconsciente do aluno, e que pode estabelecer
educacionais são decorrentes da evolução tecnológica,
uma relação interpessoal que favoreça o aprendizado do
da globalização, do acesso livre ao conhecimento
mesmo. As reações dos adolescentes constituem as
através da rede de comunicação virtual. Essas
respostas aos mecanismos de recalque, formação reativa,
alterações são fatores fundamentais na mudança de
regressão, sublimação, projeção, repressão, divisão,
comportamento dos educadores diante da realidade
negação, racionalização, identificação, isolamento e
deslocamento. O professor, conhecendo e compreendendo apresentada nesse novo contexto educacional.
como esses mecanismos funcionam, pode entender melhor As instituições devem buscar uma nova
o aluno e a si próprio, e ajudá-lo a desenvolver seu linguagem acadêmica para interagir com o discente.
aprendizado, em um clima favorável ao respeito, à Essa interação pode vir através do uso de ferramentas
amizade, à confiança. Como resposta tem-se um adulto que reduza o abismo existente entre professores-
Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011
13
N. L. Ferreira et al. As habilidades e competências do professor diante dos novos recursos tecnológicos

alunos, facilitando o processo de construção do


conhecimento.
A pesquisa apresenta que há recursos
tecnológicos disponíveis nas instituições, porém não
são suficientes para atender o número de docentes.
BARRETO, Alcyrus Vieira Pinto; HONORATO,
Verificou-se que o uso dessas ferramentas ainda está
Cezar de Freitas. Manual de sobrevivência na selva
em evolução, ficando a desejar a utilização, esse acadêmica. Rio de Janeiro: Objeto Direto, 1998. 80 p.
crescimento lento pode ser uma consequência do
BRASIL. MEC - Ministério da Educação e do
número restrito de equipamentos. Desporto. Parâmetros Curriculares Nacionais ,
1999. Disponível em: http://www.mec.gov.br/.
Conclui-se, que a competência do educador
Acesso em: 30 set. 2009.
está na capacidade de superação e desenvolvimento de
PERRENOUD, Philipe. Utilizar novas tecnologias. In
suas atividades diárias em sala de aula, apresentando
: ------. Dez novas competências para ensinar. Porto
habilidades no uso de novas ferramentas didáticas, Alegre: Artes Médicas, 2000. p. 125-40
proporcionando, desse modo, um ensino de alcance à
PERRENOUD, Philippe et al. As competências para
nova geração de discentes. ensinar no século XXI. Porto alegre: Artmed Editora,
2002. 176 p.
6. Referências Bibliográficas
TEDESCO, Juan Carlos. Educação e Novas
Tecnologias: esperança ou incerteza?Brasilia:
ANTUNES, Celso: Trabalhando habilidades - UNESCO, 2004. 255 p.
construindo idéias. São Paulo, Scipione, 2001. 79 p.

Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 2, Nov. 2011