Você está na página 1de 1

Li tanta bobagem sobre as universidades que resolvi escrever sobre o assunto.

Tentarei ser
breve.

1) Tem gente que faz bagunça na universidade? Sim, é claro que tem. São jovens. Mas você
acha que, se eles não estivessem na universidade, estariam onde? Na igreja, rezando? Não,
estariam fazendo baderna do mesmo jeito, só que em outro lugar. Acabar com a universidade
não vai acabar com a baderna. É só ver a turma dos bailes funks, raves e afins.

2) Até onde sei, a universidade não dá um centavo para festas. Cada um paga do bolso. Não é
você que está pagando. Sabe quando tem universitário pedindo dinheiro no semáforo? Muitas
vezes é para isso. Dá quem quer. Participa quem quer.

3) Sabe a turma do fundão, na escola? Pois é, alguns são inteligentes (apesar de bagunceiros) e
conseguem entrar numa boa faculdade. Muitas vezes, são eles os festeiros.

Você acha uma boa ideia acabar com todo o ensino médio porque existe a turma da bagunça?
Não, é claro que não. E por que raios parece uma boa ideia acabar com a universidade por
causa disso?

Acabar com mais de 90% da pesquisa que é gerada no país, por causa de uma meia dúzia de
bagunceiros por turma? Acabar com a formação de mão de obra qualificada? Acabar com o
futuro da ciência e tecnologia no país? Faça-me o favor.

4) Deveríamos ter mais cuidado ao falar do que não conhecemos. A maioria absoluta das
críticas que vi foi de gente que nunca pôs o pé numa universidade pública. Não conhece a
realidade. Vê fragmentos que não representam 1% do que acontece na universidade, e tira
conclusões imbecis e descabidas. Você não quer estudar? Tudo bem, é um direito seu. Mas
não tire esse direito dos outros.

5) Sou CONTRA os cortes de verbas das faculdades e não acho que isso é bom para o país. O
governo está tentando acabar com uma das poucas coisas boas que tem no nosso país, que
são as universidades públicas. NÃO VAMOS FICAR CALADOS.

Chegamos ao absurdo de ter que defender que investir em educação é essencial. Não conheço
UM país que foi para frente sem priorizar fortemente a educação. Espero que o bom senso
prevaleça e que o futuro do país não vá por água abaixo. Devemos, sim, lutar por uma das
poucas coisas que ainda funcionam no país – as universidades.