Você está na página 1de 6

ARTIGO

LINE ARRAY
Selenium na arena do Pan
A Arena Multiuso, construída na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, para
os jogos Pan-americanos, foi sonorizada durante todo o evento com o
Line Array Selenium modelo SLA1P
Homero Sette
backstage@backstage.com.br

E ntregue rigorosamente dentro do prazo previsto, o line array


Selenium, adquirido para uso permanente na Arena, foi
utilizado na sua totalidade, o que significa que em nenhum
momento teve que ser substituído ou “reforçado” por outro siste-
ma. Para comprovar que o equipamento atendia aos termos do
12 kHz com mais ou menos 5 dB de desvio, dentre outros que-
sitos. Para alguns, pode até parecer uma especificação simples
de ser atendida, mas havia um detalhe: as caixas, montadas a 32
metros de altura, em relação ao solo, estavam a 40 metros do
público em muitos pontos da arquibancada. Isso significa que,
edital de fornecimento, a empresa solicitou um minucioso teste nessas distâncias, a diluição da onda cilíndrica (supondo que o
de avaliação, que foi realizado por profissional independente. ponto estivesse dentro do campo próximo produzido pelo line) é
Para a empreitada, a Disconildo, empresa subcontratada de 16 dB, sem falar na absorção do ar, que é muito significativa
para a instalação do sistema permanente de sonorização da Are- nas altas freqüências, sendo que esses dois efeitos são cumulati-
na Multiuso, entregou o projeto ao técnico da empresa, vos e, portanto, somam-se (vide tabela 01).
MacGyver, que cumpriu à risca o que tinha sido especificado no Segundo o engenheiro Acir Ozelame, responsável pelo proje-
edital: uma resposta de freqüência compreendida entre 70 Hz a to do line array Selenium, somente no dia da instalação mecâni-

Fotos: Divulgação

146 www.backstage.com.br
ARTIGO

ca é que a equipe do pela medição fei-


técnica percebeu a ta pela Empresa EAM,
dificuldade para içar de Catanduva, S.P.,
o sistema. “O grid, usando o método do
abaixo do line, mos- plano de terra, e pro-
trou ser um grande in- cessamento de Vi-
cômodo. Cada colu- tório Massoni, apli-
na foi içada fora da cado no DCX2496.
posição ideal para, em No caso da Arena,
seguida, ser tracio- devido às grandes
nada lateralmente até distâ ncias envolvi-
chegar ao ponto cer- das, os agudos fo-
to da instalação. Foi ram atenuados pelo
um trabalho muito ar, efeito parcialmen-
árduo para a valente te compensado por
equipe de riggers”, um novo processa-
explica Ozelame. Vista da Arena vazia com as 4 colunas de SLA1P penduradas do teto.
mento feito no lo-
Ainda de acordo cal. (Tab. 02)
com Acir, o posicionamento do line foi de- arena, dois deles com 12 caixas e os de-
finido no projeto estrutural, sendo as mais com 10 caixas, cada um, cobriram a Avaliação do Sistema
angulações de cada caixa dadas pelo arena em sua totalidade, ou seja, em 360 Os testes e ajustes finais do sistema de
software fornecido pela Selenium e que graus. Sem utilizar subwoofer, o sistema som instalado na Arena Multiuso do Pan
acompanha o produto. “O programa mos- funcionou com as três vias da caixa foram feitos por Swen Muller, PhD pela
trou, mais uma vez, sua grande utilidade, SLA1P, possuindo cada uma dois falan- Universidade de Aachen, na Alema-
pois permitiu determinar a curvatura óti- tes de 12”, dois de 8” e dois drivers de
ma, sem a necessidade de nenhuma cor- titânio de 3”.
reção, o que teria sido extremamente difí-
cil de ser feito”, avalia o engenheiro. Resposta da caixa SLA1P O programa
Com uma cobertura horizontal de 90 A resposta do sistema SLA1P, devida- mostrou, mais uma
graus por coluna, a colocação de quatro mente processado e alinhado, pode ser vez, sua grande
sistemas SLA1P, suspensos no centro da extremamente plana, o que foi confirma- utilidade, pois permitiu
determinar a curvatura
ótima, sem a
necessidade de
nenhuma correção

nha, e pesquisador visitante no Inmetro.


Segundo ele, as respostas impulsivas le-
vantadas em mais de 100 pontos na pla-
téia servem para calcular o noiseless STI,
cujo valor mínimo de 0,5 faz parte do
edital, e outros parâmetros acústicos.
“Por final, sinais com ruído aleatório de
Tabela 01: Atenuação total em dB, por absorção e diluição, para fonte cilíndrica, em
distribuição espectral de oradores mas-
função da freqüência, para distâncias variando de 1 a 100 metros, com 60 % de umidade
relativa, 30 ºC de temperatura e pressão atmosférica igual a 1013 milibares. culinos e femininos foram injetados no

www.backstage.com.br 147
ARTIGO

Tabela 02: Resposta da caixa SLA1P, a 1 m.

Das quatro colunas SLA1P, duas


possuíam 12 caixas
sistema para medir o nível de pressão so-
nora (NPS)”, avalia Muller.
“Os gráficos com a média de todos
Média de 124 pontos nas arquibancadas Nova equalização. Média das respostas
os pontos da Arena, ou de determina-
com configuração original do DCX 2496 nas arquibancadas baixas, sem janela
da área dela, exibem duas curvas, uma curva azul, considerando som direto e (azul) e com janela (vermelho).
mostrando a resposta incluindo a influ- todas as reflexões. Na curva vermelha o
som direto ‘janelado’ (largura: 200 ms).
ência de toda a reverberação (azul) e a
outra com base na resposta impulsiva Na resposta medida na Arena, o pro- ram modificações, pois “o conjunto do
janelada (com uma janela simétrica fessor Homero Sette chama atenção guia de ondas e dois drivers de compres-
tipo Hann de 200 ms de largura), ex- para a ênfase nas baixas freqüências são produzem uma resposta excepcional-
cluindo a cauda reverberante do re- introduzidas pelo local (reverberação) mente bem comportada, permitindo
cinto a partir de 100 ms após o som di- uma vez que, segundo ele, a freqüência uma equalização básica com meramente
reto, portanto dando ênfase ao som di- de corte inferior, aplicada no crossover dois filtros HiShelf-12”, fala o PhD.
reto”, completa. do DCX2496 era igual a 90 Hz, confor-
me a (Tab 03).
Após a nova equalização, aplicada
para compensar as atenuações que ocor-
reram no local, a resposta final do sistema
ficou dentro dos termos do edital. Nessa
nova equalização, segundo Swen, os
pontos de crossover dos Behringer DCX
2496, delays e polaridade não foram alte-
rados na configuração original “de fábri-
Tabela 03: Configurações de entrada do Média de 31 pontos da reverberação de
DCX2496 ca”. Apenas os ganhos nas saídas sofre- banda larga

148 www.backstage.com.br
ARTIGO

Ajustes dos
amplificadores
e limitadores
Para os ajustes, fo-
ram utilizados os ampli-
ficadores Times One,
série Silver Line, com
uma sensibilidade de-
clarada de 1,55 Vrms (6
dBu). Como os geren-
ciadores DCX2496 são
capazes de produzir 9
Vrms (22 dBu), a faixa
dinâmica do sistema fi-
caria comprometida,
tendo em vista que
não se poderia ter nada
além de 6 dBu nas saí-
das do DCX2496, pois
Rack 1 com SL 925. No fundo na os limitadores atuariam
direita: Rack 3
para evitar ceifamento
nos amplificadores. Dos 112 dB de faixa dinâmica declarada para
o DCX2496, sobram então 112 dB – (22 dBu – 6 dBu) = 96 dB.
A solução encontrada pelos engenheiros foi diminuir o ganho
dos amplificadores e aumentar os limiares dos limitadores exis-
tentes no processador. “Com isso aumentaríamos a imunidade
ao ruído elétrico (hum) que pode acontecer com grandes lan-
ces de cabeamento, principalmente com o sistema de ilumina-
ção ligado (o rack com os dimmers ficava na sala dos amps)”,
explica Homero Sette.
Outro ponto que merece destaque é que os ganhos dos am-
plificadores Times One SL 925 e SL 725 foram ajustados para 26
dB. Os limiares dos limitadores dos DCX2496 foram elevados
em 7.5 dB, correspondentemente à diminuição dos ganhos dos
amplificadores Times One SL 725 e SL 925, de 33.5 dB para 26
dB. Os tempos de Release também não foram alterados e os va-
lores dos limiares no DCX2496 referem-se ao limite de ceifa-
mento nas saídas simétricas, 22 dBu. Isso leva aos valores mostra-
dos na (Tab. 04).

Tabela 04: Níveis dos limitadores, e tensões nas saídas dos


amplificadores, com ganho de 26 dB.

www.backstage.com.br 149
ARTIGO

Nível de Pressão Sonora Máximo ainda trabalhou na faixa linear, sem compressão, sendo que os
Para se ter uma primeira noção do desempenho do sistema, a três sinais com ruído utilizados tinham duração de 6 segundos.
medição do NPS máximo foi efetuada em 4 pontos nas arqui- Para deixar o sistema entrar em regime permanente (incluindo
bancadas e 5 pontos na quadra. Três sinais de ruído com ponde- a reverberação do recinto), cada ruído foi repetido mais uma
rações espectrais diferentes foram utilizados: 1) Segundo a IEC vez em loop (duração total 12 segundos) e a avaliação do nível
60268-16 com espectro semelhante a locutor masculino; 2) Se- só foi efetuada com base nos últimos 6 segundos gravados.
gundo a IEC 60268-16 com espectro semelhante a locutor femi- “O valor levantado é o NPS LEQ, sem ponderação, quer dizer o
nino ; 3) Segundo a ANSI, norma desconhecida. valor RMS do intervalo de 6 segundos. Porém, o valor prescrito no
O volume foi aumentado até o exato volume que fez o pri- edital foi de 102 dB pico (nas arquibancadas). O NPS de pico (sem
meiro limitador (sempre o dos médios-graves) entrar levemente ponderação temporal como slow, fast, etc) equivale ao nível RMS
em ação (o LED do limitador piscou uma vez durante a repro- mais o fator de crista do sinal. Como os dois sinais de ruído com distri-
dução do sinal). Em outras palavras, o sistema de sonorização buição espectral segundo a IEC 60268 têm fator de crista de 12 dB e

Noiseless STI
O STI é sensível tanto fundo na Arena lotada, nenhuma previsão do STI completo
às características da pode ser fornecida.
acústica do recinto quan- Outro aspecto importante é que a reverberação na Arena
to à relação sinal/ruído da lotada vai diminuir notavelmente, já que o recinto é fechado e o
transmissão da voz huma- único material absorvente consiste em uma faixa de material poro-
na. No método indireto, so, acima da última fileira das arquibancadas. A lotação fará o
utilizando respostas im- valor do STI aumentar (melhorar) consideravelmente. Por outro
pulsivas, a deterioração lado, o ruído de fundo irá diminuí-lo (piorar). Não é possível predi-
devido à relação sinal/ruí- zer quais dos dois efeitos terá peso maior no STI da Arena lotada.
do (S/R) é considerada A diminuição da reverberação com público presente é normal-
separadamente da influ- mente avaliada através de simulações executadas em softwares
ência de reverberação e de predição como EASE ou CATT. Como esse recurso ficou fora
reflexões nos cálculos. de alcance, o único valor que pode ser dado aqui é o noiseless
A relação S/R é levantada nas bandas de oitava entre 125 Hz STI, quer dizer o STI na ausência de ruído, na Arena vazia, espe-
e 8 kHz. Para calcular o STI em cada ponto necessita-se de: cificado para homens e mulheres.
•Resposta impulsiva completa, incluindo toda a reverbera- A média de 40 pontos nas arquibancadas baixas, de 74 pon-
ção, mas excluindo o ruído de fundo. tos nas arquibancadas altas, e de todos os 114 pontos do
Na prática, uma relação S/R de 25 dB a 30 dB da RI já é noiseless STIr, seguindo à risca os cálculos da IEC 60268-16 ter-
suficiente. No caso das medições na Arena, a relação S/R variou ceira edição de 2003, incluindo a diminuição do STIr por
entre 55 dB e 70 dB. mascaramento em bandas adjacentes, leva às seguintes conclu-
•NPS em bandas de oitava do sistema de sonorização tocan- sões para a Arena vazia:
do com nível máximo (na prática, com sinal de entrada 6 dB •Os valores calculados levaram em conta o efeito de
acima do primeiro acionamento de qualquer limitador). A distri- mascaramento em bandas adjacentes. Essa correção é calcula-
buição espectral do ruído de excitação é prescrito na norma IEC da só a partir da terceira versão da norma 60268-16 e diminui o
60268-16 (a do STI) no anexo A3 e é diferente para locutores STI tipicamente em 0.01 a 0.03. Portanto, trata-se do cálculo mais
masculinos e femininos. rígido do STI.
•Ruído de fundo no estádio lotado, em bandas de oitava. •A reverberação cairá bastante com público presente, po-
dendo melhorar o STI em 0.05 ou até mais.
•O sistema de sonorização possui reservas consideráveis, o
que garante uma boa relação S/R mesmo com um público ruido-
so, presente.
•A fixação das colunas do line array, acima da armação do
grid, de varas, dutos para cabos, etc, faz com que parte do som
seja refletido ou refratado antes de chegar às arquibancadas,
diminuindo a relação entre som direto e reverberante, ou seja,
Média de 114 pontos do STIr masculino e feminino
prejudicando o desempenho do line array.
Do NPS do sistema tocando com nível máximo e do NPS do •Testes com gravações de vozes reproduzidas através do
ruído de fundo oriundo do público, ambos levantados em ban- sistema revelaram que tudo podia ser entendido sem dificulda-
das de oitava, é calculada a relação S/R. Por causa da ausên- des em toda a área das arquibancadas, e na quadra. A exceção
cia de dados ou estimativas confiáveis dos níveis do ruído de foi um texto em alemão, entendido apenas pelo Swen.

150 www.backstage.com.br
ARTIGO

confortável em toda a área”. Em seu tra-


balho, na Arena Multiuso, Swen Muller
utilizou os seguintes equipamentos: Soft-
ware: Monkey Forest ; Hardware: Aurélio
CMF22 blue edition, quarto protótipo ; Mi-
crofone: Stage Line ECM4000 calibrado.
O Monkey Forest é um software de
processamento de sinais e medições nas
áreas de áudio e acústica, com recursos
específicos para medir alto-falantes e
P.A.s e geração de filtros FIR, para uso em
gerenciadores digitais, rodando somente
As quatro colunas SLA1P penduradas no teto e diversos obstáculos. em DOS. A opção do sistema opera-
o segundo a ANSI, 13.6 dB, os valores NPS procedimento, o NPS LEQ, que nor- cional objetivou ganhar em velocidade e
de pico estariam acima de 110 dB em todos malmente é o valor estipulado nos em confiabilidade, pois o Windows é
os pontos pesquisados” ressalta Homero. editais, chegaria facilmente a 106 – 108 pouco previsível, em seu comportamento
Para avaliar a relação S/R que entra dB na maioria dos pontos na Arena”, multitarefa, o que poderia ser altamente
nos cálculos do STI, o NPS -LEQ é nor- completa Sette. prejudicial durante as medições. O Au-
malmente medido com um nível de en- Para o engenheiro Swen, “pôde ser rélio CMF22 é um frontend de medição
trada 6 dB acima do limiar do aciona- constatado que o sistema de sonorização para uso com o Monkey Forest e outros
mento dos limitadores, permitindo com- instalado na Arena cumpriu o requisito programas. Ambos foram projetados e
pressão considerável. “Seguindo esse de um NPS de 102 dB pico com folga desenvolvidos por Muller.

www.backstage.com.br 151