Você está na página 1de 19

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

ESCOLA DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES


CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS-INGLÊS

ISABELLA SILVA

CRÔNICA: LITERATURA E REALIDADE

CURITIBA
2019
ISABELLA SILVA

CRÔNICA: LITERATURA E REALIDADE

Relatório apresentado à disciplina de


Estágio Supervisionado I do Curso de
Graduação em Letras Português-Inglês
da Pontifícia Universidade Católica do
Paraná.

Supervisoras:
Profª. Ms. Karina A. R. F. C. de Moraes
Profª. Ms. Ivete Morosov

CURITIBA
2019
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO.................................................................................................3
2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM LÍNGUA INGLESA/PORTUGUESA.......4
2.1 RELATO DE AULAS E REFLEXÃO CRÍTICA.................................................4
2.1.1 Aulas ministradas pelo professor regente..................................................4
2.1.2 Aulas ministradas pelo autor do relatório...................................................4
2.1.3 Aulas ministradas pelos colegas do grupo.................................................4
2.2 AUTOAVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE......................................................4
4 CONSIDERAÇÕES FINAIS.............................................................................7
REFERÊNCIA...............................................................................................................8
APÊNDICE A – PROJETO...........................................................................................9
APÊNDICE B – PLANOS DE AULA..........................................................................10
APÊNDICE C – MATERIAL DIDÁTICO.....................................................................12
ANEXO A– CRONOGRAMA DE PORTUGUÊS........................................................13
ANEXO B – CRONOGRAMA DE INGLÊS................................................................14
ANEXO C– TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO...............15
3

1 INTRODUÇÃO

A disciplina Estágio Obrigatório I visa proporcionar a primeira experiência dos


acadêmicos de Letras Português-Inglês em sala de aula. A formação dos estudantes
do curso engloba aspectos tanto pedagógicos quanto de formação específica, que,
em sala de aula, se integram uns aos outros na figura do professor estagiário e
buscam proporcionar aos alunos um aprendizado completo, que leve em
consideração seus conhecimentos prévios e sua realidade para, assim, transformar
essa última.
O professor de educação básica possui um papel fundamental não somente
na escolaridade de seus alunos, como também em suas vidas. Para Paulo Freire,
em seu livro intitulado Educação Como Prática da Liberdade, o homem se relaciona
com o mundo e vice-versa, fazendo-o ser um ente de relações. A educação,
portanto, atua para fazer com que as pessoas não simplesmente se acomodem no
meio em que estão presentes, mas sim transformem-o e humanizem-o.
O presente documento diz respeito às aulas ministradas por mim, Isabella
Silva, e por minha colega, Anne Louise Leal Alonso, na disciplina Estágio
Supervisionado I, e sendo ambas acadêmicas do 5º período de Letras Português-
Inglês da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. As aulas foram ministradas
para a turma do 9º ano D do período da tarde do Colégio Estadual Professor
Lysímaco Ferreira da Costa durante quatro quartas-feiras. O tema trabalhado foi o
gênero textual crônica, previsto pela BNCC para o ano para o qual foram lecionadas
as aulas e também presente no plano de ensino da professora regente.
O gênero textual Crônica pode possuir uma estrutura um pouco mais flexível
de acordo com cada autor e seu próposito comunicativo, mas um critério
fundamental é estabelecer uma reflexão crítica. O trabalho, que abrangeu desde a
apresentação do gênero e se expandiu até a produção de um texto próprio e
individual por parte dos alunos, se tornou especialmente significativo por possibilitar
que os alunos não apenas considerassem sua realidade, mas também refletissem
sobre como poderiam transformá-la, principalmente ao utilizar a educação como
instrumento. Para Paulo Freire, vivemos em uma sociedade que está em trânsito,
em transformação e, portanto, a reflexão e a liberdade se fazem necessárias. Dessa
forma, o projeto se finalizou com a consolidação de cada estudante como sujeito e
cidadão.
4

2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM LÍNGUA PORTUGUESA

No presente documento será apresentado o trabalho realizado na disciplina


Estágio Supervisionado I, do 5º período de Letras Português-Inglês da Pontifícia
Universidade Católica do Paraná. O estágio consistiu de uma visita técnica, uma
entrevista com uma pedagoga, uma observação de aula da professora regente e
quatro aulas ministradas pelas estagiárias.
O gênero textual Crônica foi o assunto trabalhado com os alunos do 9º ano D
do Ensino Fundamental do período da tarde do Colégio Estadual Professor
Lysímaco Ferreira da Costa. Foi apresentado o gênero e seus principais elementos,
assim como foram feitas leituras de crônicas e, por fim, foi feita uma avaliação na
qual os alunos deveriam fazer uma crônica própria e individual.

2.1 RELATO DE AULAS E REFLEXÃO CRÍTICA

2.1.1 Aulas ministradas pelo professor regente e visita técnica

1º Etapa – Atividade de Pesquisa e Coleta de Dados:

1º Dados da escola
Nome:
Endereço:
Telefone:
Equipe pedagógica e administrativa:
Horário de funcionamento:
Níveis de atendimento:
Turma em que realizou o estágio:

2º Rotina da escola no turno da realização do estágio

a) Organização do tempo (entrada e saída, recreio, lanche, atividade dentro e fora


da sala de aula)
b) Relação entre alunos, professores e funcionários.
c) Segurança de alunos, professores e funcionários.
5

d) Espaço físico da escola (salas, biblioteca, pátio, banheiros, cantina, quadra...)

3º O projeto político pedagógico – Conversar com a Pedagoga do turno

a) A escola tem Projeto Político Pedagógico?


b) Por quem foi elaborado? Quando foi elaborado?
c) Qual a concepção de Educação descrita no projeto?
d) Se a escola não tem Projeto Político Pedagógico, qual o documento que orienta
a prática pedagógica?
e) Quais os principais objetivos da escola?
f) Quais os projetos desenvolvidos na escola (projetos culturais, cuidado com o
meio ambiente)?
g) Há projetos setoriais (biblioteca, sala de informática)?
h) Há planos de trabalho do professor (Projeto didático, Plano anual, Plano de aula)
i) Há no planejamento a descrição de atividades de leitura, escrita, oralidade e
análise linguística?
j) Qual a concepção de ensino de língua estrangeira presente no projeto?

4º Perfil do educando – Conversar com a Pedagoga do turno

a) Qual a faixa etária dos alunos matriculados na escola?


b) Os alunos trabalham e estudam ou só estudam?
c) Descreva o perfil socioeconômico dos alunos.
d) Os alunos desejam concluir o ensino básico (fundamental e médio)?
e) Os alunos demostram interesse pelas atividades realizadas em sala?

2ª Etapa – Atividade de observação das aulas do professor regente


1º Entrevista com o professor:
Nome: Ms. Ivete Morosov;
Habilitação profissional: Letras Português-Espanhol pela Universidade Federal do
Paraná;
Experiências profissionais anteriores: Sua primeira experiência foi dar aulas no
CEFET, que atualmente se chama Universidade Tecnológica do Paraná – UTFPR.
6

Lecionou no Colégio Santa Cruz para o Ensino Médio e no Colégio Expoente para
ambos Ensino Fundamental e Médio;
Tempo de função no local: 4 anos, pois começou a lecionar no Colégio Professor
Lysímaco Ferreira da Costa em 2015;
O número de hora/aula no local: Possui um padrão de 20h (QPM: Quadro Próprio
do Magistério);
Realização de qualificação profissional (curso de especialização, extensão e
outros): Mestrado em Línguística pela Universidade Federal do Paraná.
Realizar perguntas:
Qual a função do ensino de língua materna? “A Língua (materna) Portuguesa
influencia na vida do ser humano e no seu comportamento social, por ser um
instrumento de comunicação. O falante precisa dominar o quê, como, quando e
onde falar.”
Qual livro didático é adotado? FIGUEIREDO, Laura de. Singular & plural: leitura,
produção e estudos de linguagem / Laura de Figueiredo, Marisa Balthasar, Shirley
Goulart. – 2. ed. – São Paulo: Moderna, 2015.
Como é feita a escolha do livro didático? Qual é a sua percepção sobre ele? “A
escola que escolhe, e às vezes o livro deixa a desejar. Sinto falta de exercícios
estruturalistas, pois é preciso mesclar um ensino de norma padrão com as variantes
linguísticas”.

2º Atividade de observação da aula do professor


a) Qual a atividade desenvolvida no momento da observação? Foi realizado um
trabalho de análises no quadro sobre Orações Subordinadas a partir do que
estava presente no livro didático. Logo após, foi utilizado o caderno e o livro para
a realização de um exercício;
b) Qual a duração? 50 minutos;
c) Qual o conteúdo desenvolvido pelo professor? Orações subordinadas;
d) Qual a metodologia utilizada pelo professor?
e) O professor utilizou livro didático? Qual? Sim, utiliza o livro didático adotado
pela escola, chamado Singular & plural: leitura, produção e estudos de
linguagem. Para essa aula em específico, foi trabalhada a página 220;
7

f) Quais recursos didáticos o professor utilizou? Quadro negro, giz, livro


didático para leitura de texto e realização de um exercício. O exercício estava
presente no livro, mas foi respondido no caderno de forma individual;
g) Os alunos mostram-se motivados? Sim, pois fazem perguntas sobre o
conteúdo trabalho e respondem as perguntas feitas pela professora;
h) Como é a disciplina, a participação, o interesse, a cooperação dos alunos
durante o desenvolvimento das aulas? Os alunos deixam a desejar no quesito
disciplina, pois muitos desde o início da aula desejam sair de sala para irem
tomar água. Ao longo da aula, além da professora, alguns alunos chegam a pedir
para os outros fazerem silêncio. Entretanto, chamar a atenção não se mostra
eficaz. Durante a realização dos exercícios, muitos alunos chegam a levantar de
seus lugares e muitos usam uma linguagem inapropriada para o ambiente
escolar. Apesar disso, ainda há um número significativo de alunos que desejam
participar da aula;
i) Outras observações: Alguns alunos gritaram e jogaram bolinhas de papel uns
nos outros durante a aula.

2.1.2 Aulas ministradas pelo autor do relatório

Aula 01: Regênciada no dia 22/05/2019, com início às 16h05, duração de 50


minutos. As estagiárias Anne Alonso e Isabella Silva, alunas de Letras Português-
Inglês do 5º período da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, deram início ao
conteúdo planejado: o gênero textual Crônica. Após uma breve apresentação
pessoal, as alunas começaram a regência na turma do 9º ano D do Colégio
Lysimaco Ferreira da Costa.
Começando com a palavra, Isabella fez algumas anotações no quadro negro,
com pontos principais que se referem ao gênero, requerendo participação dos
alunos para ter uma breve noção de seus conhecimentos prévios sobre o assunto
trabalhado. Enquanto isso, a estagiária Anne foi distribuindo uma folha de xerox com
uma explicação e atividades a serem analisadas e feitas pelos alunos.
Seguindo nesta mesma linha, as estagiárias pediram aos alunos que as
ajudassem na leitura do material, dando opiniões e citando exemplos. Ambas
explicaram o gênero com variadas situações. Logo após, foi projetado no aparelho
de televisão, uma leitura da crônica “Dois pinheiros e o mar”, de Rubem Braga. Em
8

seguidam foi realizado um debate sobre o vídeo. Ao solicitar que os alunos fizessem
as atividades, as estagiárias acompanharam e auxiliaram com as respostas, de 31
alunos, 20 responderam as duas questões propostas com êxito. Para um primeiro
momento, a participação da turma foi considerada significativa.

Aula 02: A segunda aula foi ministrada no dia 29/05/2019, às 16h05. Durou 50
minutos, acabando às 16h55. As estagiárias Anne Alonso e Isabella Silva
começaram a aula fazendo uma recapitulação do que foi visto na aula anterior,
enquanto dois alunos as auxiliavam entregando as folhas já trabalhadas. A estagiária
Anne Alonso também começou a entregar uma nova folha com a ajuda de uma
aluna, enquanto a estagiária Isabella colocava no quadro algumas das principais
características da crônica, sempre pedindo aos alunos que comentassem o que eles
lembravam. A participação da turma nesse momento da aula variou de baixa à
razoável.
Após serem entregues as folhas com a crônica “Liberdade”, escrita por Cecília
Meireles, assim como com algumas atividades elaboradas sobre o texto, foi
requisitado aos alunos que comentassem suas visões sobre liberdade, o que eles
pensavam a partir desse termo, como uma forma de diagnosticar seus
conhecimentos. Alguns comentários se referirem à liberdade de expressão e
também ao fato de poder sair de casa, algo relevante para a idade em que os alunos
se encontram.
Alunos voluntários leram o texto em voz alta. A cada parágrafo as estagiárias
faziam comentários e chaves de leitura sobre os trechos, sempre contando com a
participação dos alunos. Foram feitas explicações sobre o significado de algumas
palavras (como por exemplo “autômato” e “teleguiado”) e também relações com
fatos históricos. Após a leitura do texto, as questões 01 a 08 foram feitas em
conjunto com a turma. As questões 09 a 11 foram deixadas para serem resolvidas
individualmente após a explicação do que cada uma requisitava. Ainda assim, as
estagiárias auxiliaram alguns alunos.
Quando foi percebido que os alunos tinham terminado as questões, foi pedido
para que alguns lessem suas respostas em voz alta, gerando um debate em sala
sobre o tema “liberdade”. Esse tema foi muito relacionado ao contexto atual do Brasil
e também à Ditatura Militar.
9

A aula foi, por fim, encerrada após um debate sobre a última questão e as
atividades foram recolhidas. Todos os 31 alunos presentes fizeram as atividades
com êxito e a participação deles nas atividades e debates foi expressiva, sendo
possível perceber que “liberdade” é um tema de grande interesse para os
adolescentes.

Aula 03: A terceira aula foi ministrada no dia 05/06/2019, às 14h10, com duração de
50 minutos. Nesta aula, foram mostradas duas crônicas humorísticas escritas pelo
autor Luis Fernando Verissimo, a fim de os alunos se familizarizarem ainda mais
com o gênero. Também foi realizado um exercício com o objetivo de auxiliar os
alunos na construção do que chamamos de “esqueletos”, para que pudessem
começar a pensar como seriam as crônicas a serem avaliadas na próxima aula. As
alunas Anne Alonso e Isabella Silva deram uma breve retomada no conteúdo, com
dicas e anotação no quadro de giz.
Com o decorrer da aula, as estagiárias passavam de mesa em mesa tirando
dúvidas com os alunos. Foi uma aula prática na qual os alunos mostraram muita
dedicação, tirando muitas dúvidas e apresentado diferentes deias. Ao final da aula
foram recolhidos os materiais impressos que foram entregues desde a iniciação do
estágio, os quais serviriam de base para a construção da crônica na quarta e última
aula.

Aula 04: Finalizando as quatro aulas desenvolvidas pelas estagiárias Anne Alonso e
Isabella Silva, no dia 12/06/2019 no horário das 14h10 até 15h, a aula foi totalmente
voltada para a produção textual do gênero crônica. Os alunos juntaram os materiais
recebidos nas aulas anteriores, os consultaram e tiraram respectivas dúvidas. Como
muitas dúvidas dos alunos eram parecidas, as estagiárias fizeram uma síntese no
quadro, com temas, ideias e o que era necessário ter dentro deste gênero.
Após passarem os 50 minutos de aulas, todos os alunos entregaram suas
atividades, as alunas deram um feedcack sobre as datas da devolutiva fizeram uma
interação de despedida. De 37 alunos 33 realizaram a atividade deste dia.

2.2 AUTOAVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE

ALGUNS ASPECTOS A SEREM OBSERVADOS


10

1) Condições para ministrar a aula: pontualidade e planejamento.


2) Dinâmica da aula: contextualização do conhecimento, articulando-o com a
diversidade cultural dos alunos e gestão da aula (uso adequado do tempo e
seqüência lógica da aula).
3) Compromisso com a aprendizagem do aluno: envolvimento dos alunos nas
atividades da aula, persistência e domínio do conteúdo, utilização da linguagem
correta.
4) Pertinência do material distribuído aos alunos e utilização adequada de
recursos didáticos.
11

CONSIDERAÇÕES FINAIS
12

REFERÊNCIA

SOBRENOME, Nome do autor; SOBRENOME, Nome do autor. Título do livro em


negrito: subtítulo sem negrito. Edição. Local: Editora, ano. Xx p.
SOBRENOME, Nome do autor; SOBRENOME, Nome do autor; SOBRENOME,
Nome do autor. Título do livro em negrito. Edição. Local: Editora, ano. Xx p
SOBRENOME, Nome do autor. Título do artigo. Nome da revista em negrito,
Cidade, v.00, n.11, p.111-222, jan. 2011.
SOBRENOME, Nome do autor. Título do artigo. Nome da revista em negrito,
Cidade, v.00, n.11, p.111-222, jan. 2011. Disponível em: <WWW.xxxxxx.yyyy>.
Acesso em: 12 jan. 2013.
NOME DO SITE. Título. Disponível em: <WWW.xxxxxx.yyyy>. Acesso em: 12 jan.
2013.
13

APÊNDICE A – PROJETO
14

APÊNDICE B – PLANOS DE AULA


15
16

APÊNDICE C – MATERIAL DIDÁTICO


17

ANEXO A– CRONOGRAMA DE INGLÊS


18

ANEXO C– TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO