Você está na página 1de 1

DERMATOLOGIA

Eduardo Oliveira - 2019


DISTÚRBIOS PIGMENTARES DE PELE: Envolvem os melanócitos,
com baixa ou excessiva produção de melanina, podendo ser
hereditárias, congênitas ou adquiridas.

VITILIGO:

 Súbito aparecimento de placas brancas na pele que


consiste em máculas despigmentadas em áreas definidas
(face, axilas, pescoço ou membros) e que aumentam no
decorrer do tempo.
 Áreas com melanócitos alterados, ausentes ou sem
produção de melanina.
 Geralmente, é assintomático, mas pode ocorrer prurido.
 Não tem cura.

Patogênese:

 Hereditário.
 Reação autoimune aos melanócitos.
 Reação neural adjacente que destrói os melanócitos.
 Fenômeno autodestrutivo que programa a apoptose dos
melanócitos.
 Ausência de fatores de crescimento de melanócitos.
 Estresse emocional e físico.

ALBINISMO:

 Ausência completa ou parcial de pigmento na pele e


anexos.
 O albinismo mais comum é aquele em que os melanócitos
carecem de tirosinase, enzima necessária para a síntese
de melanina.
 Não há cura.
 Tratamento objetiva reduzir os riscos de câncer e outras
lesões.
 Diagnóstico: É feito ao exame clínico (alterações oculares
e/ou cutâneas) e com história familiar. Avaliações
laboratoriais hematológicas e histopatológicas são
necessárias para identificar síndromes raras.

MELASMA:

 Mácula hipercrômica na face.


 Mais comum em mulheres.
 É exacerbado com exposição à luz solar.

PRURIDO (COCEIRA):

 A sensação dolorosa pode reduzir o prurido, assim como a


analgesia por opioides pode provocar prurido.
 Principal receptor envolvido é o de H1 (histamina).
 Natureza: cutâneo, sistêmico, neurogênico ou psicogênico
e misto.

Clínica:

 Secundário a doenças sistêmicas: linfoma de Hodgkin,


câncer, diabetes, cirrose, gravidez, icterícia, anemia e
uremia.
 Renal ou uremia: paciente com IRC. Baixa resposta por
anti-histamínicos.
 Deficiência de ferro: vulvar, perineal ou generalizado que
cessa com a administração do mineral.
 Policitemia vera: prurido em contato com a água, podendo
ser tratado com AAS e anti-histamínico.
 Doenças hepáticas: cirrose, hepatite C etc.
 Doenças endócrinas: diabetes, doença tireoidiana,
período pré-menstrual.
 Neoplasias e lesões cerebrais.

Tratamento:

 Corticoide local (creme ou pomada).


 Corticoide sistêmica (casos excepcionais).
 Anti-histamínicos.

PRURIGO: Pápulas acompanhadas de prurido, geralmente


ocorrendo após um período longo de prurido.