Você está na página 1de 2

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO

SUCKOW DA FONSECA
Nome: Data:16/09/2019

Professora: Adriane Lopes Mougo Disc.: Fabricação Mecânica I

Lista de PFM I

1ª QUESTÃO – A partir do conhecimento sobre os mecanismos de formação do cavaco,


determine:
a) Quais são os tipos que o cavaco pode apresentar. Quais são as condições que influenciam
na formação de cada tipo de cavaco;
b) Qual o tipo de cavaco é preferencialmente desejável no processo de usinagem. Explique;
c) Como pode ser realizado o controle do tipo de cavaco formado no processo de usinagem.

2ª QUESTÃO – Em uma operação de usinagem do aço SAE 1060 a ferramenta de corte tem
ângulo de saída de 10°, diâmetro de 125 mm e a rotação do eixo principal é de 350 min -1. A
espessura do cavaco indeformado é de 0,1 mm e a espessura do cavaco é de 0,2 mm. Calcule:
a) O grau de recalque
b) O ângulo do plano de cisalhamento
c) A deformação de cisalhamento na operação
d) As velocidades de saída, de cisalhamento e de deformação do material

3ª QUESTÃO – Conceitue e represente esquematicamente as principais forças no corte ortogonal


a partir do círculo de Merchant. Identifique quais são as forças que em geral não podem ser
medidas diretamente durante uma operação.

4ª QUESTÃO – Conceitue a pressão específica de corte na usinagem e explique quais são


os principais fatores de influência. Destacar a principal diferença da pressão específica de
corte entre os processos de torneamento e fresamento.

5ª QUESTÃO – Descreva com texto e imagens a diferença entre os processos de fresamento


concordante e discordante, explicando as desvantagens de cada processo para a ferramenta e para
o acabamento de superfície da peça. Para este último é obrigatório explicar o fenômeno de
ploughing.

6ª QUESTÃO - Uma operação de furação é realizada com uma broca de 12,7 mm de diâmetro e
118º de ângulo de ponta em uma peça de aço. O furo é cego e tem profundidade de 60 mm. A
velocidade de corte é 25 m/mim e o avanço é 0.3 mm/rot. Qual o tempo necessário para completar
a operação e qual a taxa de remoção de material durante a operação.

7ª QUESTÃO – Um aço de baixo-carbono com resistência a tração de 300 Mpa e tensão de


escoamento por cisalhamento de 220 Mpa é usinado em uma operação de torneamento com
velocidade de corte de 3,0 m/s. O avanço é de 0,20 mm/rot e a profundidade de corte é de 3,0
mm. O ângulo de saída da ferramenta é de 5º na direção de escoamento do cavaco. O grau de
recalque é 0,45. Utilizando o modelo ortogonal como uma aproximação do torneamento,
determine (a) o ângulo do plano de cisalhamento, (b) a força de cisalhamento, (c) a força de corte
e a força de avanço.

8ª QUESTÃO – Em uma operação de usinagem que se aproxima do corte ortogonal, a ferramenta


de corte tem ângulo de saída de 10º. A espessura do material que será removido é 0,50 mm e a
espessura do cavaco é 1,125 mm. Calcule o ângulo de cisalhamento primário e a deformação de
cisalhamento na operação.
Sabendo que a força de corte e de avanço sejam medidas durante a operação com o auxílio de um
dinamômetro, tem-se esses valores de 1559N e 1271N, respectivamente. A largura de corte é 3,0
mm. Com base nesses dados, determine a tensão de escoamento por cisalhamento do material
trabalhado.
A partir dos dados calculados, determine o ângulo de atrito e o coeficiente de atrito.