Você está na página 1de 27

AMBIENTE

ECONÔMICO

E-mail:
professorgustavo.bsb@gmail.com
Celular: (61) 9869-3994

Prof. Me. Gustavo Oliveira


1
AMBIENTE
ECONÔMICO

CONCEITOS ECONÔMICOS

Prof. Me. Gustavo Oliveira


2
INTRODUÇÃO
ECONOMIA
A palavra economia deriva do grego
“aquele que administra o lar”
Família
Aloca seus recursos escassos entre os seus
membros, levando em conta a capacidade, os
esforços e os desejos de cada um.

Sociedade
Os recursos são alocados pelas ações
combinadas de milhões de famílias e empresas.
Prof. Me. Gustavo Oliveira 3
INTRODUÇÃO
A economia reflete o comportamento das
pessoas que as formam.

ECONOMIA

Ciência que estuda a atividade


produtiva procurando maximizar a
alocação dos recursos escassos,
ou seja, é a forma pela qual a
sociedade administra seus recursos
escassos.
4
Prof. Me. Gustavo Oliveira
INTRODUÇÃO
DIVISÃO
MICROECONOMIA

Estudo de como famílias e empresas tomam


decisões e de como interagem nos
mercados.

MACROECONOMIA

Estudo dos fenômenos da economia


como um todo, incluindo inflação,
desemprego e crescimento econômico.
Prof. Me. Gustavo Oliveira 5
INTRODUÇÃO
ECONOMIA POSITIVA

Descreve o
mundo como
ele é.

ECONOMIA NORMATIVA
Descreve o mundo
como ele
deveria ser.
Prof. Me. Gustavo Oliveira 6
INTRODUÇÃO
ESCASSEZ
É a insuficiência para produzir todos os
bens para atender simultaneamente a
todas as necessidades.
Natureza limitada dos recursos da
sociedade.

As necessidades do ser
humano são
progressivas e ilimitadas.
Prof. Me. Gustavo Oliveira 7
INTRODUÇÃO
PROBLEMAS FUNDAMENTAIS
O que produzir ?

Quantidade a ser
produzida ?

Como produzir ?

Prof. Me. Gustavo Oliveira 8


INTRODUÇÃO
BENS
Tudo o que tem utilidade, podendo satisfazer
uma necessidade ou suprir uma carência.

BENS LIVRES
São aqueles que se encontra
em abundância na natureza e
não demandam trabalho
humano, isto é, encontram-
se disponíveis a custo zero.
BENS ECONÔMICOS
São aqueles
relativamente escassos
ou que demandam
trabalho humano.
Prof. Me. Gustavo Oliveira 9
INTRODUÇÃO
DIVISÃO DOS BENS ECONÔMICOS
BENS DE CONSUMO FINAL
São bens disponíveis para o consumo
Duráveis Semiduráveis
Utilizados várias vezes
durante longos períodos. Utilizados várias vezes, porém
sua duração é curta.

Não Duráveis
Se esgotam no ato da utilização.

Prof. Me. Gustavo Oliveira 10


INTRODUÇÃO
BENS DE CONSUMO INTERMEDIÁRIO
são aqueles que são transformados ou
agregados na produção de outros bens e que
são consumidos no processo produtivo
(insumos, matérias-primas e componentes).

BENS DE CAPITAL
são aqueles utilizados na fabricação de outros
bens, mas que não se desgastam totalmente
no processo produtivo, como máquinas e
equipamentos (geração de outros bens)

Prof. Me. Gustavo Oliveira 11


INTRODUÇÃO
RELAÇÃO DA ECONOMIA COM OUTRAS CIÊNCIAS

 Biologia  Geografia
Darwin e Lamarck Espaço geográfico
 Física  Sociologia
Estática e dinâmica
Classes sociais
 Psicologia
 Ciência Política
Comportamento racional
 História Orçamento
Erros e Acertos  Ciência Jurídica
 Matemática Normas jurídicas
Estatística e Econometria
Prof. Me. Gustavo Oliveira 12
AMBIENTE
ECONÔMICO

PRINCÍPIOS ECONÔMICOS

Prof. Me. Gustavo Oliveira


1
AMBIENTE
ECONÔMICO

COMO AS PESSOAS TOMAM


DECISÕES

Prof. Me. Gustavo Oliveira


1
COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
1.1 - PESSOAS ENFRENTAM TRADEOFFS
Tomada de decisão
Nada é de graça

Comparação entre
objetivos
Abrir Mão de uma
coisa por outra

Prof. Me. Gustavo Oliveira 15


COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
TRADEOFF DA SOCIEDADE

EFICIÊNCIA
Propriedade que uma sociedade tem de
receber o máximo possível pelo uso de
seus recursos escassos.

EQUIDADE
Justa distribuição da prosperidade
econômica entre os membros da sociedade.
Prof. Me. Gustavo Oliveira 16
COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
Políticas Públicas - tradeoff da sociedade
Dois objetivos geralmente entram em
conflito;

Redução na recompensa pelo esforço


do trabalho;

Pessoas trabalham menos e produzem


menos bens e serviços;

Diminuição do bolo econômico.


Prof. Me. Gustavo Oliveira 17
COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
TRADEOFFS
Em economia, expressão que define
situação de escolha conflitante, isto é,
uma tomada de decisão na qual temos
que abrir mão de uma coisa por outra.

Prof. Me. Gustavo Oliveira 18


COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
1.2 – CUSTO DE ALGUMA COISA E DO QUE VOCÊ
DESISTE PARA OBTÊ-LA
CUSTOS VS BENEFÍCIOS
CUSTO DE OPORTUNIDADE
Qualquer coisa de que se tenha
de abrir mão para obter algum
item.

Ao tomar qualquer decisão


deve-se estar atento aos
custos de oportunidade
que acompanham cada
ação possível
Prof. Me. Gustavo Oliveira 19
COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
1.3 - PESSOAS RACIONAIS PENSAM NA MARGEM
As decisões que as pessoas tomam raramente
são aleatórias, normalmente se tem um
motivo.

Os economistas empregam a expressão


alterações marginais para descrever
pequenos ajustes incrementais a um plano de
ação
Prof. Me. Gustavo Oliveira 20
COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
Alterações marginais são ajustamentos na
beira daquilo que você está fazendo

Pensar na Benefícios marginais


margem ajuda x
na tomada de Custos marginais
decisões

Prof. Me. Gustavo Oliveira 21


COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
Um tomador de decisão
racional empreende uma
ação se e o benefício
marginal for maior que
seu custo marginal.
ALTERAÇÕES MARGINAIS

Pequenos ajustes
incrementais a
um plano de
ação.
Prof. Me. Gustavo Oliveira 22
COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
1.4 - PESSOAS RESPONDEM A INCENTIVOS
As pessoas tomam decisões comparando custos
e benefícios, seu comportamento pode mudar
quando os custos ou os benefícios se alteram.

As pessoas respondem a
incentivos

Prof. Me. Gustavo Oliveira 23


COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES
Políticas mudam os custos ou benefícios
Com que as pessoas se deparam e portanto
alteram comportamentos.

Imposto sobre
a gasolina

Os formuladores de Políticas públicas muitas


vezes não levam em conta como suas medidas
afetam os incentivos, acabam gerando
resultados não desejados.
Prof. Me. Gustavo Oliveira 24
COMO AS PESSOAS TOMAM DECISÕES

Ao analisar qualquer Política Pública


e preciso considerar não só os
impactos diretos, mas também as
conseqüências indiretas que
decorrem da aplicação de incentivos.

Prof. Me. Gustavo Oliveira 25


26
FIM

Obrigado.
Obrigado!!!
.

Prof. Me.
Prof.
Prof. Me. Gustavo Oliveira
Gustavo
Me. Gustavo
Oliveira Oliveira 27