Você está na página 1de 20

CENTRO ESPACC/SESI – ESPAÇO CULTURAL E EDUCACIONAL

Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio


1ª PROVA DE HISTÓRIA - 2º BIM. - 2018

PROF. ADEMIR DIAS DE AGUIAR DATA:___/___/___9º ANO E.FUND.


ALUNO:___________________________________________________ Nº ___ VALOR: _______NOTA:______

1) O colapso deflagrado no mundo pela crise financeira dos anos 20 teve como principal ato o craque da Bolsa de
Valores de Nova York, em outubro de 1929. Como consequência dessa crise, podemos destacar:

a) os preços e salários subiram, aumentando a oferta de empregos na área industrial europeia.


b) a Europa recuperou sua prosperidade com altos investimentos dos fundos particulares norte-americanos.
c) o Brasil manteve-se fora da crise com contínuos aumentos das exportações do café.
d) o mundo todo foi afetado drasticamente, quando a Inglaterra abandonou o padrão-ouro, permitindo a
desvalorização da libra.
e) nos primeiros anos da década de 30, a indústria alemã duplicou a sua produção, acarretando o crescimento do
comércio mundial.
______________________________________________________________________________________________
2) Leia o texto: “O que distingue a variedade fascista de intervencionismo é a sua recorrência à ideia de estabilidade
para justificar a ampliação do poder do estado. Sob o fascismo, grandes empresários e poderosos sindicatos se aliam
entusiasticamente ao estado para obter estabilidade contra as flutuações econômicas, isto é, as expansões e contrações
de determinados setores do mercado em decorrência das constantes alterações de demanda por parte dos
consumidores. A crença é a de que o poder estatal pode suplantar a soberania do consumidor e substituí-la pela
soberania dos produtores e sindicalistas, mantendo ao mesmo tempo a maior produtividade gerada pela divisão do
trabalho.” (Rockwell, Lew. O que realmente é o fascismo. IMB).

Partindo da opinião de Rockwell e seus conhecimentos, explique o quem a ser a ideologia fascista.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

3) A Guerra Civil Espanhola (1936 – 1939), em que mais de 1 milhão de pessoas perdeu a vida, terminou com a
derrota dos republicanos e com a subida ao poder do general Francisco Franco.

O Estado Espanhol, após a vitória de Franco, caracterizou-se como:


a) democrático com tendências capitalistas b) democrático com tendências socialistas;
c) populista de esquerda d) totalitário de direita;
e) totalitário de esquerda.
______________________________________________________________________________________________
4) O Nazismo e o Fascismo surgiram:
a) do desenvolvimento de partidos nacionalistas, com pregações em favor de um Executivo forte, totalitário, com o
objetivo de solucionar crises generalizadas diante da desorganização, após a Primeira Guerra Mundial.
b) da esperança de conseguir estabilidade na união das "doutrinas liberais" de tendências individualistas.
c) com a instituição do parlamentarismo da Itália e na Alemanha, agregando partidos populares.
d) com o enfraquecimento da alta burguesia e o apoio do governo às camadas lideradas pelos sindicatos e socialistas.
e) do coletivismo pregado pelos marxistas.
______________________________________________________________________________________________
5) Entre Mussolini e Hitler, há em seus programas, pontos em comum, como a:
a) mobilização contínua das massas através de apelos nacionalistas e a manutenção de uma política de apoio aos
socialistas.
b) ideia de descentralização administrativa e o fortalecimento dos mercados de troca, principalmente ingleses.
c) organização militar da juventude e a não-intervenção do Estado na vida econômica e política.
d) necessidade de fortalecimento do Estado e a adoção do corporativismo como base da reestruturação das relações
sociais.
e) produção de um ideal bélico que acentuasse o gênio militar dos fascistas e a incorporação das minorias étnicas ao
Estado com plena liberdade.
______________________________________________________________________________________________
6) Que função teve o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) no governo do Estado Novo?

a) criminalizar aqueles que apoiavam o nazismo, o fascismo e os países totalitários da Europa.


b) construir grandes redes de jornais e revistas por todo o país com irrestrita liberdade de expressão.
c) construir uma máquina de propaganda que tivesse impacto apenas no exterior.
d) difundir uma imagem paternalista de Getúlio Vargas, enaltecendo-o como grande líder das massas.
e) difundir uma imagem negativa de Getúlio Vargas, mostrando todo o seu viés autoritário.
______________________________________________________________________________________________
7) Leia os fragmentos.
"Foi em 1930 e de grande agitação pelo poder
que à frente da Revolução de 32 a 37,
Getúlio Vargas assumiu
a Presidência do Brasil. aquele estadista
reprimiu os paulistas
Era um tempo novo que se abria comunistas e integralistas.
o desenvolvimento industrial Mas não há quem esconda
as leis trabalhistas ele cria seu valor de idealista,
é a Previdência Social basta falar em Volta Redonda, (...) "
Eram anos de conquista
(Gomes, Dias e Gullar, Ferreira. Dr. Getúlio: sua vida e sua glória. São Paulo, Civilização Brasileira, 1968. pp. 10 e 11)

“A Revolução de 1930 pôs fim à hegemonia do café, desenlace inscrito na própria forma de inserção do Brasil no
sistema capitalista internacional”.
(Fausto, Bóris. A revolução de 30: Historiografia e História. SP, Brasiliense, 1972, p.112).

a) Vários fatores sociais determinaram este processo revolucionário. Cite dois deles.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

b) Analise os desdobramentos da Revolução de 1930 na política brasileira.


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

8) Uma característica próxima e marcante do período conhecido como Era Vargas é perceptível ao analisarmos o
seguinte aspecto:

a) O neoliberalismo implementado por Vargas que, como consequência, gerou um enorme desenvolvimento da
industria nacional.
b) O ultranacionalismo foi uma característica marcante do Estado Novo, uma vez que os Integralistas tornaram-se o
grupo dominante tendo Vargas como a figura de um líder protetor das massas.
c) A centralização da política na figura do presidente, principalmente nos anos finais do período, o que lembrava
características de regimes totalitários europeus.
d) A busca por novas formas de exploração de recursos minerais em colônias europeias, uma vez que que a entrada do
Brasil no conflito mundial da Segunda Guerra foi uma estratégia varguista para o desenvolvimento da industria
nacional.
e) O embate com Carlos Lacerda levou ao seu suicídio em 1945, dando fim a Era Vargas; único período da história
brasileira em que o governo se voltou para políticas trabalhistas em favor da industria nacional.
9) O regime político conhecido como Estado Novo implantado por golpe do próprio Presidente Getúlio Vargas, em
1937, pode ser associado à(ao):

a) radicalização política do período representada pela Aliança Nacional Libertadora, de orientação comunista, e pela
Ação Integralista Brasileira, de orientação fascista.
b) modernização econômica do país e seu conflito com as principais potências capitalistas do mundo, que tentavam
lhe barrar o desenvolvimento.
c) ascensão dos militares à direção dos principais órgãos públicos, porque já se delineava o quadro da Segunda Guerra
Mundial.
d) democratização da sociedade brasileira em decorrência da ascensão de novos grupos sociais como os operários.
e) retorno das oligarquias agrárias ao poder, restaurando-se a Federação nos mesmos moldes da República Velha.
______________________________________________________________________________________________
10)

Getúlio Vargas paira entre palavras e imagens. Em um dos quadros, sorridente, ladeado de escolares também
sorridentes, Getúlio toca o rosto de uma menina; ao seu lado, um menino empunha a bandeira nacional. Os textos são
todos conclamativos e supõem sempre uma voz a comandar o leitor infantil e a incitá-lo para a ação. A mesma
getulização dos textos escolares se faz presente na ampla literatura encomendada pelo DIP [...].

(Alcir Lenharo. Sacralização da política, 1986.)

Responda o que se pede:

a) Explique o termo (o apelido) usado para Vargas: “O PAI DOS POBRES”


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

b) Vargas seria um DITADOR, NACIONALISTA ou DEMOCRATA? JUSTIFIQUE.


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
Provão 9º ano

1) Qual alternativa descreve de forma correta a participação do Brasil na Primeira Guerra Mundial?

a) O Brasil participou enviando medicamentos e equipes de assistência médica para ajudar os feridos da Tríplice
Entente (França, Inglaterra e USA).
b) O Brasil enviou soldados, veículos militares, armamentos e munições, atuando diretamente nos campos de batalha
da Europa.
c) O Brasil ficou neutro durante todo o conflito.
d) O Brasil enviou soldados para ajudar na composição das forças militares da Tríplice Aliança.
e) O Brasil se pôs ao lado dos alemães lutando na França contra ingleses e franceses.
______________________________________________________________________________________________

2) Com relação ao processo revolucionário russo, que culminou com a tomada do poder pelos bolcheviques 1917,
pode-se afirmar que:
a) Na fase denominada Comunismo de Guerra, as medidas tomadas por Lenin está, a centralização da produção e a
eliminação da economia de mercado.
b) O governo provisório (anterior a Lenin), tão logo assumiu o poder, retirou a Rússia da Guerra e se uniu aos Estado
Unidos.
c) O lema “Paz, Terra e Pão”, adotado por Lenin, líder menchevique, foi fundamental para o apoio dos industriais a
revolução.
d) Na guerra civil entre brancos e vermelhos, os vermelhos receberam auxílio dos países capitalistas europeus.
e) Na fase da NEP (Nova Política Econômica), houve a estatização definitiva de todas as indústrias e a proibição de
entrada de técnicos estrangeiros.
______________________________________________________________________________________________

3) “[...] todo cruzamento de dois seres de valor desigual dá como produto um meio termo entre os valores dos pais [...]
Tal ajuntamento está em contradição com a vontade da natureza, que tende a elevar o nível dos seres. Este objetivo
não pode ser atingido pela união de indivíduos de valores diferentes, mas só pela vitória completa e definitiva dos que
representam o mais alto valor. O papel do mais forte é o de dominar e não o de se fundir com o mais fraco,
sacrificando assim sua própria grandeza.” (Adolf Hitler).

No livro "Mein Kampf", Hitler expressava que:

a) o mito da superioridade das outras raças servia para que os nazistas estimulassem o internacionalismo e o
liberalismo.
b) o racismo e o autoritarismo serviriam para defender a elevação da raça pura eslava e o extermínio dos alemães.
c) o movimento nacional-socialista desaprovava o antissemitismo e o aperfeiçoamento genético por meio da eugenia
(pureza das raças).
d) os alemães eram superiores e a raça ariana inferior, justificando, desse modo, o espaço vital.
e) a necessidade de preservação da raça pura justificava o domínio e a eliminação das demais raças e a expansão da
Alemanha, tal fato caracteriza um estado revolucionário e transformador evidenciando os traços esquerdistas do
nazismo.
______________________________________________________________________________________________

4) Em março de 1931, o Decreto nº 19.770 criava, no Brasil, o Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio.
Considerando-se o contexto histórico, pode-se afirmar que esse ato do Poder Executivo tinha como um dos seus
objetivos era:

a) promover a expansão do setor primário.


b) desregulamentar o sistema de contratação e de impostos.
c) concentrar a renda nacional nas camadas médias urbanas.
d) acabar com a organização autônoma do movimento operário.
e) intervir nas relações de trabalho no campo.
5) Os cartazes foram um importante meio de publicidade utilizado pelos países beligerantes durante a II Guerra
Mundial, expressando a imagem que cada um tinha de seus inimigos e de si próprio. Frente a isso, analise o cartaz
abaixo:

O cartaz acima expressa a:

a) entrada dos ingleses na II Guerra Mundial.


b) vitória dos estadunidenses sobre os japoneses.
c) entrada dos estadunidenses na II Guerra Mundial.
d) vitoria dos estadunidenses sobre os italianos.
e) entrada da URSS na 2ª guerra mundial.

GABARITO 9º ANO

1A 2A 3E 4D 5C
CENTRO ESPACC/SESI – ESPAÇO CULTURAL E EDUCACIONAL
Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio
1ª PROVA DE HISTÓRIA - 2º BIM. - 2018

PROF. ADEMIR DIAS DE AGUIAR DATA:___/___/___1º ANO E. M.


ALUNO:___________________________________________________ Nº ___ VALOR: _______NOTA:______

1) Uma das características a ser reconhecida no feudalismo europeu é:

a) A sociedade feudal era semelhante ao sistema de castas.


b) Os ideais de honra e fidelidade vieram das instituições dos hunos.
c) Vilões e servos estavam presos a várias obrigações, entre elas, o pagamento anual de capitação, talha e banalidades.
d) A economia do feudo era dinâmica, estando voltada para o comércio dos feudos vizinhos.
e) As relações de produção eram escravocratas.
______________________________________________________________________________________________
2) Analise as alternativas abaixo que tratam das características do feudalismo e indique qual delas está incorreta.

a) O servo ficava preso ao senhor feudal, devendo-lhe fidelidade, obediência e obrigações pessoais, bem como o
pagamento de diferentes impostos.
b) A Igreja, além de possuir uma grande quantidade de feudos e, consequentemente, ser a maior proprietária de terras,
foi também a responsável pela difusão de valores culturais e religiosos da Idade Média.
c) Na Baixa Idade Média, a sociedade feudal era essencialmente agrária, portanto a terra era a maior riqueza que
alguém poderia possuir, ou seja, a terra foi a base econômica do sistema feudal.
d) Em relação aos aspectos políticos, o monarca era a autoridade máxima e absoluta. Neste sentido, os senhores
feudais não detinham autonomia nas áreas militar e judicial, sendo impedidos ainda de cunharem suas próprias
moedas.
e) Os servos poderiam ser ex-escravos, camponeses ou demais homens livres que recebiam casa e terra para cultivar.
Esses servos eram submetidos espontaneamente ou não ao poder dos grandes senhores.
______________________________________________________________________________________________
3) O islamismo, religião fundada por Maomé e de grande importância na unidade árabe, tem como fundamento:

a) o monoteísmo, influência do cristianismo e do judaísmo, observado por Maomé entre povos que seguiam essas
religiões.
b) o culto dos santos e profetas através de imagens e ídolos.
c) o politeísmo, isto é, a crença em muitos deuses, dos quais o principal é Alá.
d) o princípio da aceitação dos desígnios de Alá em vida e a negação de uma vida pós-morte.
e) a concepção do islamismo vinculado exclusivamente aos árabes, não podendo ser professado pelos povos
inferiores.
______________________________________________________________________________________________
4) "Cinco vezes ao dia pára tudo no país. Até a globalização. São os momentos dedicados a Alá.
O muçulmano ajoelha-se e reza." ("Próxima Viagem", ago. 2000, pág. 70)

"Miséria e falta de democracia, aliadas ao nacionalismo, fazem o caldo no qual nasce o radicalismo islâmico -
uma minoria na religião." ("Veja", 19-09-2001)

Nos trechos acima, pode-se perceber as "duas faces" do islã: o islamismo religião, que prega o respeito por
outras crenças e se define como religião de paz, e o islamismo fundamentalista.

Todas as alternativas abaixo expressam um aspecto do fundamentalismo como um todo, EXCETO:


a) Tal movimento entende os textos sagrados como única orientação para a própria organização da
sociedade.
b) O fundamentalismo, como movimento, não é exclusividade do mundo muçulmano, ocorrendo em outras
religiões, inclusive no judaísmo.
c) Se o "radicalismo islâmico", exemplificado em um dos textos acima, é uma "minoria na religião", é também
insignificante como movimento.
d) A existência de grupos fundamentalistas atualmente é que determina a origem de alguns conflitos ao redor
do mundo.
e) Uma das características do fundamentalismo islâmico, por exemplo, está na organização da sociedade
regida pelo Alcorão.
______________________________________________________________________________________________
5) A respeito do islamismo e dos países preponderantemente islâmicos, considere as afirmativas abaixo.

O mundo islâmico, além dos povos árabes, é constituído também por sociedades africanas, da Ásia Central e do
Sudeste Asiático.
A revolução xiita de 1979, que depôs o ditador Reza Pahlevi, ocorreu no Irã.
Na guerra Irã-Iraque, o ditador Saddam Hussein contou com o apoio dos Estados Unidos e da União Soviética.
Em virtude do universalismo do Islã, não existem mais diferenças étnicas ou religiosas dentro da comunidade
muçulmana.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa 3 é verdadeira. b) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras. d) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
e) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.
______________________________________________________________________________________________
6) Observe a imagem e leia o texto a seguir.

Michelangelo começou cedo na arte de dissecar cadáveres. Tinha apenas 13 anos quando participou das primeiras
sessões. A ligação do artista com a medicina foi reflexo da efervescência cultural e científica do Renascimento. A
prática da dissecação, que se encontrava dormente havia 1.400 anos, foi retomada e exerceu influência decisiva sobre
a arte que então se produzia.
Clayton Levy, “Pesquisadores dissecam lição de anatomia de Michelangelo”. Jornal da Unicamp, nº 256, junho de 2004,
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/junho2004/ju256pag1.html. Acessado em 11/06/2010.

a) Explique a relação, mencionada no texto, entre artes plásticas e dissecação de cadáveres, no contexto do
Renascimento.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

b) Identifique, na imagem acima, duas características da arte renascentista.


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
7) A história da cultura renascentista nos ilustra com clareza todo o processo de construção cultural do homem
moderno e da sociedade contemporânea. Nele se manifestam, já muito dinâmicos e predominantes, os germes do
individualismo, do racionalismo e da ambição ilimitada, típicos de comportamentos mais imperativos e
representativos do nosso tempo. (SEVCENKO, Nicolau. O Renascimento. São Paulo: Atual, 1987.)

Sobre a cultura renascentista, a que se refere Nicolau Sevcenko, assinale V (Verdadeiro) para as afirmações
verdadeiras e F (Falso) paras as afirmações falsas.

( ) O Renascimento marcou a transição da mentalidade medieval para a mentalidade moderna, ao traduzir novas
concepções que tinham como referência o humanismo, enquanto base intelectual que procurava definir e afirmar o
novo papel do homem no universo.
( ) Em meio à desorganização administrativa, econômica e social, principais características da cultura renascentista,
praticamente apenas a Igreja Católica conseguiu manter-se como instituição, conquistando assim grandes poderes e
ampliando sua influência sobre a sociedade.
( ) Ao formular princípios como o humanismo, o racionalismo e o individualismo, o movimento renascentista
estabeleceu as bases intelectuais do mundo moderno.
( ) A cultura renascentista consagrou a vitória da razão abstrata, instância suprema de toda a cultura moderna,
pautada no rigor das matemáticas que passaram a reger os sistemas de controle do tempo, do espaço, do trabalho e do
domínio da natureza.
( ) Em meio a esse processo, transformações socioeconômicas culminaram na substituição de pequenas oficinas de
artesãos por fábricas, assim como as ferramentas simples foram trocadas pelas novas máquinas que então haviam
surgido.
______________________________________________________________________________________________
8) A Reforma Protestante rompeu a unidade cristã existente na Europa e deu origem a uma reforma religiosa na Igreja
Católica, a chamada Contrarreforma. A esse respeito julgue os itens adiante. E (errado) C (certo).

( ) C ( ) E – O combate ao lucro e à usura, bases da vida comercial e financeira que se dinamizava ao final da Idade
Média, mostrava o descompasso da Igreja romana em relação às transformações ocorridas na sociedade.
( ) C ( ) E – As ideias de Lutero centravam-se na salvação pela fé e na leitura direta e interpretação pessoal do
Evangelho, além de contestarem a supremacia da Igreja sobre o Estado.
( ) C ( ) E – Exaltando o trabalho e a poupança na conduta humana, Calvino consagrava valores morais e políticos
defendidos pela burguesia mercantil.
( ) C ( ) E – A Contrarreforma significou a tentativa da Igreja Católica de reorganizar-se com base em princípios
liberais: abrandamento da hierarquia clerical e da autoridade papal, tolerância quanto aos hereges e abandono das
práticas de censura.
______________________________________________________________________________________________
9) A base da teologia de Martinho Lutero reside na idéia da completa indignidade do homem, cujas vontades estão
sempre escravizadas ao pecado. A vontade de Deus permanece sempre eterna e insondável e o homem jamais pode
esperar salvar-se por seus próprios esforços. Para Lutero, alguns homens estão predestinados à salvação e outros à
condenação eterna. O essencial de sua doutrina é que a salvação se dá pela fé na justiça, graça e misericórdia divinas.
(Adaptado de Quentin Skinner, As fundações do pensamento político moderno. São Paulo: Companhia das Letras, 1996, p. 288-290.)

a) Segundo o texto, quais eram as idéias de Lutero sobre a salvação?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

b) Quais foram as reações da Igreja Católica à Reforma Protestante?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
PROVÃO 1º ANO

1) Considere a ilustração.

Durante muitos séculos, os antigos romanos divertiram-se com a atuação dos gladiadores nos chamados espetáculos
públicos, que utilizavam diferentes tipos de armas, permitidas pelas autoridades de Roma, como as que podem ser
observadas na ilustração.
Esses gladiadores eram recrutados, principalmente, entre
a) homens poderosos da plebe.
b) cidadãos da nobreza romana.
c) servos dos latifúndios estatais.
d) escravos das áreas dominadas.
e) heróis das conquistas romanas.
______________________________________________________________________________________________

2) As chamadas Guerras Médicas, contra os persas, no século V. a.C., condicionaram uma série de transformações
políticas, econômicas e sociais no mundo grego. Dentre essas transformações é correto apontar

a) a consolidação da hegemonia de Esparta sobre toda a Grécia, em virtude da forte concentração militar produzida
por aquela cidade na região do Peloponeso.
b) a relativa decadência comercial de Atenas, que teve sua frota mercante severamente reduzida pelos ataques persas
no mar Egeu.
c) a formação da Confederação de Delos, uma liga militar de forças terrestres comandada por Esparta.
d) a intensificação da luta interna entre os partidos democrático e aristocrático em Atenas.
e) a substituição do domínio econômico do setor agrícola pelo comercial, em Esparta.
______________________________________________________________________________________________

3) O movimento das cruzadas foi essencial para o quadro das transformações por que a Europa passaria nos processos
finais da Idade Média. Definida essa questão, é possível assegurar-se em relação ao movimento cruzadista que:

a) os efeitos imediatos das cruzadas sobre a vida européia foram de natureza política, já que contribuíram para abalar
sensivelmente o poder absoluto dos monarcas europeus.
b) em termos jurídicos, as cruzadas contribuíram para modificar o sistema da propriedade no feudalismo, já que
difundiram o começo da propriedade dominante no Extremo Oriente.
c) os seus resultados abalaram seriamente o prestígio do papado, provocando, inclusive, a separação entre a Igreja de
Roma e a de Constantinopla, fato de implicações negativas para a autoridade clerical.
d) os efeitos sociais das cruzadas fizeram-se sentir principalmente sobre as relações de trabalho, já que os cruzados,
ao retornarem do Oriente, defendiam a substituição da servidão pelo trabalho livre.
e) as exigências das expedições contribuíram decididamente para o recuo da dominação árabe no Mediterrâneo,
abrindo os espaços para que as suas águas viessem a sustentar, mais tarde, parte das grandes rotas do comércio
europeu.
4) Depois de passar a tocha que ajudou a iluminar a Era das Trevas na Europa, os árabes entraram num longo e
agitado sono, do qual só agora começam a despertar. Desde a Segunda Guerra Mundial, libertos por fim de séculos de
domínio estrangeiro, abençoados com os recursos trazidos pelo petróleo e agora aproveitando a tecnologia ocidental,
os povos árabes, há tanto tempo divididos, mais uma vez buscam a unidade. Nahda, assim os árabes chamam essa
renascença. Até agora não passa de um sentimento, um começo, um espírito que se nota no mundo árabe. “A época
dos impérios passou”, comentou certa noite um amigo de Meca. “Mas com certeza iremos, com a permissão de Alá,
reflorescer de novo, unificados por nossa religião, cultura e língua.” E contou a história do cético que provocou
Maomé sobre a promessa islâmica de ressurreição: “Que poder seria capaz de trazer o homem de volta à vida, depois
de transformado em ossos e pó?” “O mesmo que criou o homem a partir da argila”, respondeu imperturbável o
Profeta. (BELT, 2001, p. 143).
A partir da análise do texto e dos conhecimentos sobre a civilização muçulmana, pode-se afirmar:

a) Os países muçulmanos defendem, na atualidade, o restabelecimento do império islâmico e o domínio dos povos
cristãos ocidentais.
b) A dominação européia sobre o mundo muçulmano, no contexto da Segunda Guerra Mundial, deveu-se ao apoio
desses povos à Alemanha hitlerista.
c) A expansão muçulmana, a partir do século Vlll, estabeleceu grandes avanços técnicos, filosóficos, culturais e
científicos na sociedade européia.
d) A Europa só conseguiu superar o obscurantismo medieval, a ignorância e a ausência de produção filosófica e
cultural a partir da dominação muçulmana.
e) A unidade religiosa dos muçulmanos possibilitou que, durante a dominação imperialista, suas fronteiras políticas e
divisões étnicas e culturais fossem respeitadas pelos europeus.
______________________________________________________________________________________________

5) Foi fator relevante para o pioneirismo português na expansão marítima e comercial europeia dos séculos XV e
XVI:

a) a precoce centralização política, somada à existência de um grupo mercantil interessado na expansão e à presença
de técnicos e sábios, inclusive estrangeiros;
b) a posição geográfica de Portugal – na entrada do Mediterrâneo, voltado para o Atlântico e próximo do Norte da
África –, sem a qual, todas as demais vantagens seriam nulas;
c) o poder da nobreza portuguesa, inibindo a influência retrógrada da Igreja Católica, que combatia os avanços
científicos e tecnológicos como intervenções pecaminosas nos domínios de Deus;
d) a descentralização político-administrativa do Estado português, possibilitando a contribuição de cada setor público
e social na organização estratégica da expansão marítima;
e) o interesse do clero português na expansão do cristianismo, que fez da Igreja Católica o principal financiador das
conquistas, embora exigisse, em contrapartida, a presença constante da cruz.
______________________________________________________________________________________________

GABARITO 1º ANO

1D 2D 3E 4C 5 A
CENTRO ESPACC/SESI – ESPAÇO CULTURAL E EDUCACIONAL
Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio
1ª PROVA DE HISTÓRIA - 2º BIM. - 2018

PROF. ADEMIR DIAS DE AGUIAR DATA:___/___/___2º ANO E. M.


ALUNO:___________________________________________________ Nº ___ VALOR: _______NOTA:______

1) A Proclamação da República aconteceu em 15 de novembro de 1889, levando à formação de um Governo


Provisório, que lançou as bases para uma nova Constituinte e uma nova Constituição. A nova Constituição brasileira
foi promulgada em 1891 e implantou grandes mudanças no Brasil. A respeito dessa Constituição, marque a afirmação
FALSA:

a) implantou o federalismo no Brasil, um sistema político que concedia certo grau de autonomia para os estados em
relação à União.
b) implantou o sufrágio universal masculino para todos os homens maiores de 21 anos, alfabetizados e que não
fossem mendigos ou soldados rasos.
c) o presidente foi determinado como o chefe do Executivo, e a escolha do presidente ocorreria a partir de eleições
diretas para um mandato de quatro anos.
d) a Constituição estipulava a realização de eleições diretas para a escolha de um novo presidente em 1891.
e) a comissão que redigiu a Constituição fazia parte da Assembleia Constituinte e, ao todo, cinco pessoas foram
nomeadas para redigir o documento, que foi revisado por Rui Barbosa e aprovado pelos parlamentares brasileiros.
______________________________________________________________________________________________
2) Os primeiros anos da república brasileira, e a República da Espada em particular, foram anos de adaptação e,
portanto, marcados por muitas crises. Uma dessas crises ficou conhecida como Encilhamento. A respeito do
Encilhamento, encontre a alternativa correta:

a) o Encilhamento foi uma crise política que marcou a disputa de Deodoro da Fonseca e Rui Barbosa, com o
presidente brasileiro tentando utilizar de seu cargo para destituir Rui Barbosa de sua função a todo custo.
b) o Encilhamento foi uma rebelião que aconteceu no Rio Grande do Sul, quando tropas monarquistas rebelaram-se e
iniciaram uma luta contra as forças federalistas leais ao governo.
c) o Encilhamento foi uma forte crise econômica que atingiu o Brasil como fruto da desastrada política econômica
praticada por Rui Barbosa e gerou desvalorização da moeda e crescimento da inflação.
d) os efeitos do Encilhamento só foram contidos durante a gestão de Epitácio Pessoa (1919-1922).
e) o Encilhamento foi a tentativa de golpe realizada por Deodoro da Fonseca em novembro de 1891.
______________________________________________________________________________________________
3) "Vai-se o marechal ingente, / vai-se o grande alagoano. / E eu leitor, digo somente: Floriano foi um prudente; / seja
o Prudente um Floriano."
Essa é uma quadrinha do escritor Artur de Azevedo.
A respeito dos personagens e do período aos quais se refere podemos dizer que:

a) O escritor, como um crítico dos governos militares, posicionara-se contra a decretação do estado de sítio e o
fechamento do Congresso por parte de Floriano Peixoto.
b) O escritor, como um defensor dos ideais socialistas no Brasil, fora contrário ao estado de sítio decretado por
Deodoro da Fonseca e prorrogado por Floriano Peixoto.
c) O escritor, como um defensor do "marechal de ferro", mostrava-se satisfeito com a prudência do presidente que,
com pulso firme, havia debelado a Revolta de Canudos.
d) O escritor, como um admirador de Floriano Peixoto, saudava a prudência do ex-presidente, que teve de lidar com a
Revolução Federalista e com a Revolta da Armada.
e) O escritor, como um democrata, reconhecia o despojamento de Floriano, que aceitou a realização imediata de
eleições logo após a renúncia de Deodoro da Fonseca.
______________________________________________________________________________________________
4) “Completaram-se, ontem e hoje, 99 anos da reunião dos presidentes de São Paulo, Minas e Rio de Janeiro que
culminou no Convênio de Taubaté. A primeira crise global do café foi provocada pela triplicação da produção
brasileira na década de 1890 — de 5,5 milhões a 16,3 milhões de sacas (…).” (Folha de S.Paulo, 27.02.2005. Adaptado.)
Do Convênio de Taubaté, origina-se a Política de Valorização do Café, que se constituiu:
a) no controle dos preços do café por meio da compra da produção excedente, por parte dos governos estaduais.
b) na proibição de se plantar novos cafeeiros no prazo mínimo de 10 anos, até a produção igualar-se ao consumo
externo.
c) no acordo entre todos os países produtores e exportadores de café de diminuírem a produção em 25% em 5 anos.
d) na isenção tributária sobre todas as mercadorias e serviços relacionados com o café, como o transporte ferroviário.
e) na criação de um imposto sobre cada saca de café exportada e no incentivo à criação de fazendas de café no
Espírito Santo.
______________________________________________________________________________________________
5) O período de 1900 a 1930, identificado no processo histórico brasileiro como República Velha, teve por traço
marcante:

a) o fortalecimento da burguesia mercantil, que se utilizou do Estado como instrumento coordenador do


desenvolvimento.
b) a abertura para o capital estrangeiro, principal alavanca do rápido desenvolvimento da região amazônica.
c) a modificação da composição social dos grandes centros urbanos, com a transferência de mão-de-obra do Centro-
Sul para áreas do Nordeste.
d) o pleno enquadramento do Brasil às exigências do capitalismo inglês, ao qual o país se mantinha cada vez mais
atrelado.
e) o predomínio das oligarquias dos grandes Estados, que procuravam assegurar a supremacia do setor agrário-
exportador.
______________________________________________________________________________________________
6) Até que ponto, a partir de posturas e interesses diversos, as oligarquias paulista e mineira dominaram a cena
política nacional na Primeira República? A união de ambas foi um traço fundamental, mas que não conta toda a
história do período. A união foi feita com a preponderância de uma ou de outra das duas frações. Com o tempo,
surgiram as discussões e um grande desacerto final. (FAUSTO, B. História do Brasil. São Paulo: EdUSP, 2004 (adaptado).

A imagem de um bem-sucedido acordo café com leite entre São Paulo e Minas, um acordo de alternância de
presidência entre os dois estados, não passa de uma idealizacão de um processo muito mais caótico e cheio de
conflitos. Profundas divergências políticas colocavam-nos em confronto por causa de diferentes graus de envolvi
mento no comércio exterior.
(TOPIK, S. A presença do estado na economia política do Brasil de 1889 a 1930. Rio de Janeiro: Record, 1989 (adaptado).

Para a caracterização do processo político durante a Primeira República, utiliza-se com frequência a expressão
Política do Café com Leite. No entanto, os textos apresentam a seguinte ressalva a sua utilização:
a) A riqueza gerada pelo café dava à oligarquia paulista a prerrogativa de indicar os candidatos à presidência, sem
necessidade de alianças.
b) As divisões políticas internas de cada estado da federação invalidavam o uso do conceito de aliança entre estados
para este período.
c) As disputas políticas do período contradiziam a suposta estabilidade da aliança entre mineiros e paulistas.
d) A centralização do poder no executivo federal impedia a formação de uma aliança duradoura entre as oligarquias.
e) A diversificação da produção e a preocupação com o mercado interno unificavam os interesses das oligarquias.
______________________________________________________________________________________________
7) O coronelismo foi uma peça importante da perversa engrenagem que impedia a representatividade política da
maioria da população, principalmente a parcela da sociedade mais carente. Podemos definir o coronelismo como:

a)Sistema de poder cujo grupo político que alternava-se no poder federal como forma de garantir a manutenção dos
privilégios aos seus respectivos Estados.
b)Sistema de poder que consistia na troca de favores entre o poder estadual e municipal a fim de garantir seus
interesses políticos utilizando práticas fraudulentas para vencer as eleições.
c)Sistema de poder no qual o coronel era uma peça secundária e sua participação era ofuscada pela Comissão de
Verificação, pois na prática era esta quem declarava os candidatos eleitos.
d)Sistema de poder baseado no coronel o líder político local, grande proprietário de terras que usava jagunços para
formar os currais eleitorais, através de práticas de intimidação ao eleitor.
e)Sistema de poder político que arregimentava grande número de seguidores a partir de suas pregações religiosas que
convenciam os mais pobres a se submeterem ao seu controle.
8) Embora fossem movimentos ligados a questão agrária e a falta de justiça no campo Canudos e o Cangaço possuem
finalidades distintas. Em relação a esta diferenciação dos objetivos do Cangaço e de Canudos podemos afirmar como
correto que:

a) O cangaceiro tinha um fim social na sua prática, pois busca a posse da terra e a justiça social, saqueando e
roubando dos ricos para doar aos pobres. Eram considerados os justiceiros pobres.
b) O cangaceiro não tinha nenhum fim social na sua prática, não busca a posse da terra e tampouco a justiça social.
Luta simplesmente pela sobrevivência praticando a violência, assaltos e crimes.
c) O cangaceiro é um tipo de bandido social, uma vítima da sociedade, que procura aplicar a justiça contra os
desmandos dos poderosos no sertão nordestino.
d) Canudos não tinha nenhum fim social na sua prática, não busca a posse da terra e tampouco a justiça social. Luta
simplesmente pela sobrevivência praticando o fanatismo religioso.
e) Canudos tinha um fim social, mas não busca a posse da terra apenas a justiça social mesmo que fosse alcançada por
métodos violentos justificados pelo fanatismo religioso fundamentado na criação de uma sociedade comunista.
______________________________________________________________________________________________
9) O governo Rodrigues Alves (1902-1906) foi responsável pelos processos de modernização e urbanização da
Capital Federal - Rio de Janeiro. Coube ao prefeito Pereira Passos a urbanização da cidade e ao Dr. Oswaldo Cruz o
saneamento, visando a combater principalmente a febre amarela, a peste bubônica e a varíola. Essa política de
urbanização e saneamento público, apesar de necessária e modernizante, encontrou forte oposição junto à população
pobre da cidade e à opinião pública porque:

a) mudava o perfil da cidade e acabava com os altos índices de mortalidade infantil entre a população pobre.
b) transformava o centro da cidade em área exclusivamente comercial e financeira e acabava com os infectos
quiosques.
c) desabrigava milhares de famílias, em virtude da desapropriação de suas residências, e obrigava a vacinação
antivariólica.
d) provocava o surgimento de novos bairros que receberiam, desde o início, energia elétrica e saneamento básico.
e) implantava uma política habitacional e de saúde para as novas áreas de expansão urbana, em harmonia com o
programa de ampliação dos transportes coletivos.
______________________________________________________________________________________________
10) Os movimentos messiânicos brasileiros, como Canudos e Contestado, ocorreram entre o final do século XIX e
início do XX. Sobre esses movimentos:

a) Aponte as causas do movimentos de Canudos.


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

b) Como terminou a revolta de Contestado?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

11) A denominação de república oligárquica é frequentemente atribuída aos primeiros 40 anos da República no Brasil.
Coronelismo, oligarquia e política dos governadores fazem parte do vocabulário político necessário ao entendimento
desse período.
Caracterize os termos utilizados, durante a república velha:
- Curral eleitoral
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

Voto cabresto
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
PROVÃO 2º ANO

1) “Confederação do Equador” Manifesto Revolucionário:


Brasileiros do Norte! Pedro de Alcântara, filho de D. João VI, rei de Portugal, a quem vós, após uma estúpida
condescendência com os Brasileiros do Sul, aclamastes vosso imperador, quer descaradamente escravizar-vos. Que
desaforado atrevimento de um europeu no Brasil. Acaso pensará esse estrangeiro ingrato e sem costumes que tem
algum direito à Coroa, por descender da casa de Bragança na Europa, de quem já somos independentes de fato e de
direito? Não há delírio igual (... )."
(Ulysses de Carvalho Brandão. A CONFEDERAÇÃO DO EQUADOR. Pernambuco: Publicações Oficiais, 1924).

O texto dos Confederados de 1824 revela um momento de insatisfação política contra a:


a) extinção do Poder Legislativo pela Constituição de 1824 e sua substituição pelo Poder Moderador.
b) mudança do sistema eleitoral na Constituição de 1824, que vedava aos brasileiros o direito de se candidatar ao
Parlamento, o que só era possível aos portugueses.
c) atitude absolutista de D. Pedro I, ao dissolver a Constituinte de 1823 e outorgar uma Constituição que conferia
amplos poderes ao Imperador.
d) liberalização do sistema de mão de obra nas disposições constitucionais, por pressão do grupo português, que já
não detinha o controle das grandes fazendas e da produção de açúcar.
e) restrição às vantagens do comércio do açúcar pelo reforço do monopólio português e aumento dos tributos contidos
na Carta Constitucional.
______________________________________________________________________________________________

2) Os turistas que atualmente atravessam as matas da Tijuca para nadar nas águas da Barra ignoram que ali, nas
montanhas que rodeiam o Rio de Janeiro, houve grandes cafezais há mais de um século, pelos flancos da serra, as
plantações continuaram, rumo ao Estado de São Paulo.
Assinale a opção que apresenta as características da economia cafeeirano século XIX.

a) a economia cafeeira não provocou impactos ambientais, o que possibilitou a preservação da Mata Atlântica.
b) o elevado custo da produção cafeeira tornou a atividade dependente dos investimentos de empresários estrangeiros.
c) a economia cafeeira utilizou predominantemente a mão-de-obra indígena devido as leis que impediam o tráfico
negreiro.
d) a agricultura cafeeira, em sua expansão pelo Vale do Paraíba usou técnicas agrícolas que preservaram a qualidade
dos solos.
e) as exportações de café foram responsáveis pelo ingresso de divisas na economia brasileira.
______________________________________________________________________________________________

3) "O negro não só é o trabalhador dos campos, mas também o mecânico, não só racha a lenha e vai buscar água, mas
também, com a habilidade de suas mãos, contribui para fabricar os luxos da vida civilizada. O brasileiro usa-o em
todas as ocasiões e de todos os modos possíveis..." (Thomaz Nelson - 1846) Com relação à utilização do trabalho
escravo na economia brasileira do século XIX, é correto afirmar:
a) com a independência de 1822, a sociedade escravista se modificou profundamente, abrindo espaços para uma
produção industrial voltada para o mercado interno.
b) a utilização do negro africano na economia colonial brasileira gerou um grande conflito entre os vários
proprietários de terras que mantinham o monopólio de utilização do braço indígena.
c) devido a sua indolência e incapacidade física, o índio brasileiro não se adaptou ao trabalho escravo.
d) a utilização de ferramentas e máquinas foi muito restrita na sociedade escravista; com isso, o escravo negro foi o
elemento principal de toda a atividade produtiva colonial.
e) a abolição da escravidão, em 1888, deve-se principalmente à resistência dos escravos nos quilombos e às idéias
abolicionistas dos setores mercantis.
______________________________________________________________________________________________
4) Leia o trecho e, em seguida, assinale a alternativa correta.

“Aconteceu, porém, que era difícil viver D. Pedro II a vida dupla que parece ter pretendido levar, indo piedosamente à
missa no Brasil e fazendo o pelo sinal aos olhos das multidões brasileiras e, na Europa, ostentando espírito
voltairiano; de modo que o Pedro II de feitio europeu – que talvez fosse dos dois o mais autêntico – terminou
superando, dentro do próprio Brasil, o de algum modo antieuropeu e antiprogressista. Daí em crises como a dos
bispos e a militar ter se comportado exatamente como qualquer político ou liberal, ou republicano e até anticlerical –
empenhado em fazer valer o princípio da autoridade legítima sobre o da insubordinação.”
(FREYRE, Gilberto. Ordem e Progresso. São Paulo: Global, 2004. p. 217.)

No trecho acima, é correto dizer que Gilberto Freyre:

a) nega que D. Pedro II tenha tido qualquer tipo de responsabilidade na crise que levou o Império ao seu fim.
b) deixa claro que não era de bom tom o Imperador mostrar sua postura religiosa aos brasileiros.
c) ressalta que a ambiguidade política de D. Pedro II acabou por colocá-lo em litígio com algumas camadas da
sociedade.
d) afirma que Dom Pedro II sempre gostou mais da Europa do que do Brasil.
e) afirma que Dom Pedro II não tinha habilidade política nem como conservador e nem como progressista.
______________________________________________________________________________________________

5) A crise do Encilhamento, ocorrida durante o primeiro governo republicano, provocou um grande descontrole na
economia nacional. Essa crise

a) culminou com o desenvolvimento da forte política de industrialização no Brasil.


b) foi conseqüência da política econômico-financeira de emissão de papel-moeda e do crédito aberto, adotada por Rui
Barbosa, então Ministro da Fazenda.
c) conteve a especulação, evitando a falência de banqueiros e industriais.
d) foi conseqüência da desvalorização dos preços do café no mercado internacional.
e) levou o Ministro Rui Barbosa e a elite agroexportadora a elaborarem o primeiro programa de valorização do café.

GABARITO 2º ANO

1C 2E 3D 4C 5 B
CENTRO ESPACC/SESI – ESPAÇO CULTURAL E EDUCACIONAL
Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio
1ª PROVA DE HISTÓRIA - 2º BIM. - 2018

PROF. ADEMIR DIAS DE AGUIAR DATA:___/___/___3º ANO E.FUND.


ALUNO:___________________________________________________ Nº ___ VALOR: _______NOTA:______

1) “Chefes altamente qualificados do Movimento de Março de 64 preferem chamá-lo contra revolução. Com efeito,
houve uma reação ao rumo desordenado e ameaçador das liberdades democráticas que a Nação tomava sob Goulart.
(...) Março de 64 é, pois, uma resposta e não um projeto autônomo. Por isso, foi feito em nome do Anti:
anticomunismo, antipeleguismo, anticorrupção”. (Jarbas Passarinho, Folha de São Paulo, 31/03/1982).

“Com efeito, o governo de Jango não caiu por seus defeitos... ele foi derrubado por suas virtudes. Essencialmente
porque representava uma ameaça inadmissível para as classes dominantes. Quem viveu aqueles últimos meses de
tensão recordará tanto a animosidade e o ódio que se alastraram por toda a casta de privilegiados contra o governo
nacionalista e sindicalista, como o entusiástico apoio popular ao governo trabalhista e reformista”.
(Darcy Ribeiro, Folha de São Paulo, 30/03/1982).

Com base nos testemunhos acima citados, faça o que é pedido abaixo.

a) Identifique os pontos de vista de cada um dos autores citados com relação ao golpe militar de 1964.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

b) Compare os projetos políticos para o Brasil que estão implícitos nos dois trechos acima citados.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

c) Em relação ao período militar brasileiro (1964-1985), como agiram os “AI” (atos institucionais) em relação a
preservação da ordem e controle dos grupos terroristas esquerdistas?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

2) Em 1970 o Brasil tornou-se tricampeão mundial de futebol na Copa do Mundo, realizada no México. Sobre esta
conquista, pode-se afirmar:
a) Propiciou uma operação de propaganda do governo Médici, tentando associar a conquista ao regime autoritário.
b) Não teve qualquer repercussão no campo político, por se tratar de um acontecimento estritamente esportivo.
c) Alentou o trabalho das oposições, que deram destaque à capacidade do povo brasileiro de realizar grandes proezas.
d) Favoreceu o projeto de abertura do general Geisel ao criar um clima de otimismo pelas realizações do governo.
e) Alcançou repercussão muito limitada, pois os meios de comunicação não tinham a eficiência que têm hoje.
______________________________________________________________________________________________
3) Ato Institucional nº 5 de 13 de dezembro de 1968
Art. 10 – Fica suspensa a garantia de habeas corpus, nos casos de crimes políticos, contra a segurança nacional, a
ordem econômica e social e a economia popular.
Art. 11 –_Excluem-se de qualquer apreciação judicial todos os atos praticados de acordo com este Ato Institucional e
seus Atos Complementares, bem como os respectivos efeitos.
Disponível em: http://www.senado.gov.br. Acesso em: 29 jul. 2010.

O Ato Institucional nº 5 é considerado por muitos autores um “golpe dentro do golpe”. Nos artigos do AI-5
selecionados, o governo militar procurou limitar a atuação do Poder Judiciário, porque isso significava
a) a substituição da Constituição de 1967.
b) o início do processo de distensão política.
c) a garantia legal para o autoritarismo dos juízes.
d) a ampliação dos poderes nas mãos do Executivo.
e) a revogação dos instrumentos jurídicos implantados durante o golpe de 1964.
______________________________________________________________________________________________

4) No Brasil, a organização tradicional de esquerda – o PCB – opunha-se à luta armada. Em 1967, um grupo liderado
pelo veterano comunista Carlos Marighella rompeu com o partido e formou a Aliança de Libertação Nacional (ALN).
A Ação Popular (AP) já optara pela luta armada e novos grupos foram surgindo, entre eles o Movimento
Revolucionário 8 de Outubro (MR-8) e a Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), esta última com forte presença
de militares de esquerda. (Boris Fausto, História do Brasil)

Sobre a luta armada na ditadura militar, é correto afirmar que


a) a maior parte dos seus militantes tinha origem nas camadas populares, principalmente operários e camponeses.
b) as discordâncias com o PCB estavam relacionadas à perspectiva nacional democrática e reformista do partido.
c) teve papel de destaque a partir de 1968 e só perdeu fôlego em 1979, com a promulgação da Lei de Anistia.
d) costuma ser pouco estudada pelos historiadores, pois o seu papel na luta contra a ditadura foi secundário.
e) a atuação ocorreu apenas no campo, pois na cidade não havia alvo que interessasse aos guerrilheiros.
______________________________________________________________________________________________
5) Algumas diferenças fundamentais entre o Estado Novo getulista e os governos militares podem ser apontadas: o
segundo período teve caráter militar, Vargas, embora apoiado e sustentado no poder pelas forças armadas, era civil e
governava nessa condição. A política do governo Vargas era nacionalista, voltada para os interesses internos do país,
enquanto a dos militares seguia os ditames do capitalismo internacional, gerenciado pelo FMI. A política social e
trabalhista de Vargas resultou em alguns efetivos avanços populares (...). A política socioeconômica dos governos
militares calou as reivindicações trabalhistas, sobretudo impondo o arrocho salarial...
(In: Gilberto Cotrim. História Global: Brasil e Geral. São Paulo: Saraiva, 2002. p.568)

O texto faz referência a diferenças existentes entre o Estado Novo (1937-1945) e os governos militares (1964-1985).
Contudo, é importante destacar que ambos:
a) foram ditaduras, em suas origens, um tanto diferentes. Vargas sobe ao poder através de um golpe, enquanto, em
1964, o apelo popular, aliado a ação do estado, promove a derrubada de Jango criando dessa maneira, um estado de
exceção.
b) representaram os anseios do povo brasileiro e se caracterizaram pela conciliação com setores mais populares.
c) promoveram uma acentuada disseminação da pequena propriedade rural e uma política de desagregação social no
país ampliando a democracia.
d) encaminharam-se para a reafirmação do nacionalismo e para a manutenção de uma política externa independente
com forte apelo socialista.
______________________________________________________________________________________________

6) Carlos Marighella elege-se deputado federal constituinte pelo PCB em 1946, mas perde o mandato em 1948, em
virtude da decretação da ilegalidade do partido. Entra na clandestinidade e ocupa diversos cargos na direção partidária
até ser preso novamente, em maio de 1964, após os militares assumirem o militar. Libertado em 1965 por decisão
judicial, no ano seguinte opta pela luta armada como meio de combater o regime militar. É expulso do PCB em 1967
e passa a articular então o grupo armado Aliança Libertadora Nacional (ALN). Em setembro de 1968 participa do
sequestro, no Rio de Janeiro, do embaixador norte-americano no Brasil, Charles Elbrick, juntamente com o
Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8). Morre na cidade de São Paulo, em uma ação montada pelos órgãos
de repressão aos grupos terroristas vigentes.
Em relação a atuação de Marighella, assinale a alternativa correta.

a) O Manual do Guerrilheiro Urbano, criado por Marighella era um claro incentivo à subversão, luta armada e
promoção do caos no período militar brasileiro.
b) Democrata e atento aos interesses nacionais e aberto aos debates, assim se pode caracterizar o perfil político de
Carlos Marighella;
c) Marighella, apesar de suas atitudes revolucionárias, não planejava criar no Brasil um sistema parecido com o
cubano, mas sim estabelecer uma política nacionalista semelhante a de Vargas.
d) Participando da luta armada no Araguaia, Marighella entendia ser necessário manter o diálogo com o governo
militar, o que tentou em duas oportunidades, porem sem sucesso.
______________________________________________________________________________________________

7) Ao mesmo tempo em que reprimia duramente os opositores da ditadura militar, o governo de Garrastazu Médici
pretendeu mostrar à população brasileira uma visão otimista do Brasil, principalmente através da utilização dos meios
de comunicação de massa e o uso maciço de slogans ufanistas, como:

a) “O Petróleo é Nosso”.
b) “50 anos em 5”.
c) “Eu quero votar para Presidente”.
d) “Brasil: Ame-o ou Deixe-o”.
______________________________________________________________________________________________

8) Segundo o historiador José Honório Rodrigues, seu estilo foi autoritário, duro, personalista, alemão demais para
um povo tão pouco germânico. Contudo, o governo Ernesto Geisel foi responsável:

a) pelo recrudescimento da repressão e apogeu do modelo econômico implantado após 1964.


b) pelo início da Abertura Política, extinção do AI-5 e enfrentamento da linha dura.
c) pelo milagre econômico, marcado por intenso consumismo das classes médias urbanas.
d) por medidas que impediram casuísmos que prejudicassem o crescimento da oposição.
e) por concessões políticas à "linha dura" que terminaram por indicar o sucessor do presidente, o general Silvio Frota.
______________________________________________________________________________________________

9) Após duas décadas de governos militares e de intensa campanha popular pelas diretas em 1984, as eleições
presidenciais de 1985 foram:

a) diretas, vencidas por José Sarney, candidato do PDS (Partido Democrático Social), que apoiava o regime militar.
b) diretas, vencidas pelos partidos de esquerda que nasceram após a anistia política de 1979: PT (Partido dos
Trabalhadores) e PDT (Partido Democrático Trabalhista).
c) indiretas, vencidas pelo general João Figueiredo, da Arena (Aliança Renovadora Nacional), que se tornou o último
presidente militar do Brasil.
d) indiretas, vencidas pela Aliança Democrática, que reunia o PMDB (Partido do Movimento Democrático
Brasileiro), de oposição, e setores dissidentes do PDS.
e) indiretas, vencidas pelo PFL (Partido da Frente Liberal), que apoiara o regime militar e que, após a
redemocratização, passou para a oposição.
PROVÃO 3º ANO

1) Na história da República brasileira, a expressão "Estado Novo" identifica:

a) o período de 1930 a 1945, em que Getúlio Vargas governou o país de forma ditatorial, só com o apoio dos
militares, sem a interferência de outros poderes.
b) O período de 1950 a 1954, em que Getúlio Vargas governou com poderes ditatoriais, sem garantia dos direitos
constitucionais.
c) o período de 1937 a 1945, em que Getúlio Vargas fechou o Poder Legislativo, suspendeu as liberdades civis e
governou por meio de decretos-leis.
d) o período de 1945 a 1964, conhecido como o da redemocratização, quando foi restabelecida a plenitude dos
poderes da República e das liberdades civis.
e) o período de 1930 a 1934, quando se afirmou o respeito aos princípios democráticos, graças à Revolução
Constitucionalista de São Paulo.
______________________________________________________________________________________________

2) A Segunda Guerra (1939-1945) foi decisiva para a nova configuração geopolítica mundial, assentada em bases
bastante distintas das existentes até então. No que concerne ao cenário vivido pelo mundo nas décadas que se
seguiram ao fi m do conflito, em 1945, é correto afirmar que

a) a bipolaridade mundial passou ao largo dos aspectos ideológicos, concentrando-se na disputa de poder econômico
entre duas superpotências.
b) esgotou-se o modelo de exploração neocolonial decorrente da expansão imperialista, de que seria exemplo o surto
de independência afro-asiática.
c) a Europa reafirmou sua hegemonia política, ainda que tenha perdido a força econômica de que dispunha desde o
século XIX. d) a denominada Guerra Fria correspondeu ao quadro de acirrada competição entre uma Alemanha em
recuperação e um Japão que buscava reconstruir-se.
e) o conceito de Terceiro Mundo perdeu densidade e importância em face de uma nova realidade econômica mundial.
______________________________________________________________________________________________

3) Observe a imagem abaixo.

Uma das características do governo de Juscelino Kubitschek foi o estímulo à produção industrial e ao aumento de
consumo por parte das camadas urbanas de rendimento médio. Tal político obteve sucesso junto à população, e
economicamente não teve como consequência:
a) a consolidação do setor de bens de consumo.
b) o aumento da inflação.
c) o aumento da dívida pública.
d) a intensificação da industrialização.
e) o aumento da qualidade de vida da classe operária.
______________________________________________________________________________________________

4) "(...) Considerando que, assim, se torna imperiosa a adoção de medidas que impeçam sejam frustrados os ideais
superiores da Revolução, preservando a ordem, a segurança, a tranquilidade e o desenvolvimento econômico e
cultural e a harmonia política e social do país (...)."
(Ato Institucional nº 5 - 13/12/1968.)

A edição do AI-5 representou, há 30 anos, uma radicalização do poder gerado pelo golpe político-militar de abril de
1964 no Brasil. Diante do quadro que se apresentava na época, podemos entender que "os ideais superiores da
Revolução" significavam:

a) a integração do capitalismo brasileiro ao grande capital internacional e a representação da segurança nacional com
a perseguição aos grupos terroristas que atuavam em solo brasileiro, medidas estas, anticomunistas.
b) a implantação da chamada "República Sindicalista" e a vinculação econômica ao sistema financeiro internacional.
c) o desenvolvimento capitalista independente e a aproximação político-cultural com os países socialistas.
d) a maior aproximação com o capitalismo oriental para romper a dependência com os Estados Unidos e a União
Soviética.
e) a criação de uma economia planificada e uma aproximação com outros regimes revolucionários asiáticos.
______________________________________________________________________________________________

5) Em 25 de abril de 1984, a Emenda Constitucional das “Diretas Já!”, relativa à eleição direta para presidente e vice-
presidente da República, foi:

a) aprovada pela Câmara dos Deputados, obrigando o governo Figueiredo a controlar os grupos militares de extrema
direita.
b) rejeitada pela Câmara dos Deputados, levando à posterior formação da Aliança Democrática e à candidatura de
Tancredo Neves.
c) aprovada pela Câmara dos Deputados, permitindo ao governo o estabelecimento de medidas de emergência nos
estados.
d) rejeitada pela Câmara dos Deputados, propiciando forte reação da classe trabalhadora, que se decidiu pela
formação do Partido dos Trabalhadores.
e) aprovada pela Câmara dos Deputados, articulando-se a anistia geral e a extinção do bipartidarismo.

GABARITO 3º ANO

1C 2B 3E 4A 5 B