Você está na página 1de 25

no facebook ONDULATÓRIA

facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

 DEFINIÇÕES INICIAIS:

Você já teve ter notado o


que acontece, por exemplo,
quando uma pedra é lançada
sobre a superfície em repouso
de um lago.

Uma perturbação se
propaga, a partir do ponto de
contato da pedra com a
superfície da água, se
afastando dele.

Quando um músico tange as cordas


de um violão, através desta corda um
pulso se propaga.

A partir das combinações de


frequências produzidas pelas cordas
são construídos os acordes.

Quando você aquece alimentos em um


aparelho de microondas, as moléculas de
água tem sua temperatura aumentada ao
entrarem em ressonância com as ondas
periódicas produzidas pelo aparelho.

www.youtube.com/fisicatotal 2 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

O pulso é uma perturbação que se propaga através de um meio,


transportando energia sem transportar matéria.

Quando uma sucessão de pulsos é gerada de forma periódica (intervalos


iguais de tempo entre um pulso e outro) temos uma onda periódica.

 CLASSIFICAÇÃO das ONDAS:

QUANTO à NATUREZA

ATENÇÃO

FERA, tanto o
navio quanto o morcego
utilizam a reflexão de
ondas mecânicas para a
localização de obstáculo
e/ou presa.

ATENÇÃO

TODAS as ondas
eletromagnéticas se
propagam no vácuo com a
mesma velocidade que a
luz (  3 × 108 m/s)

www.youtube.com/fisicatotal 3 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

QUANTO à FORMA de PROPAGAÇÃO

LONGITUDINAL TRANSVERSAL

QUANTO às DIMENSÕES de PROPAGAÇÃO

UNI BI TRI(DIMENSIONAL)

www.youtube.com/fisicatotal 4 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

EQUAÇÃO FUNDAMENTAL da ONDULATÓRIA

As ondas periódicas são produzidas por uma fonte que gera pulsos em
intervalos iguais de tempo (período). O número de pulsos gerados por unidade
de tempo (frequência) depende, exclusivamente, da fonte geradora.

A distância entre duas cristas consecutivas (ou entre dois vales consecutivos)
é denominada comprimento de onda ()

v = .f

Onde:

v é a velocidade de propagação da onda (em m/s).


 é o comprimento de onda (em m).
f é a frequência da onda (em Hz).

www.youtube.com/fisicatotal 5 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

ANÁLISE GRÁFICA

y = f(t):

y = f(x):

www.youtube.com/fisicatotal 6 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

EXERCÍCIO S D E A PL ICA ÇÃO

AULA 191 – Exemplo 01 (UFRN):

Quando falamos, o som produzido é um exemplo de um tipo de onda


mecânica longitudinal que se propaga no ar. Por outro lado, quando jogamos
uma pedra na água contida em um tanque, a onda produzida é um exemplo
de um tipo de onda mecânica transversal que se propaga na superfície da
água. O que distingue onda mecânica longitudinal de onda mecânica
transversal é:

a) o fato de apenas uma dessas ondas estar sujeita ao fenômeno de


interferência.
b) o fato de apenas uma dessas ondas estar sujeita ao fenômeno da
difração.
c) a direção em que o meio de propagação vibra enquanto cada uma das
ondas passa por ele.
d) a direção do plano de polarização de cada uma das ondas enquanto elas
se propagam no meio.

www.youtube.com/fisicatotal 7 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 191 – Exemplo 02 (UDESC SC)

Analise as afirmações abaixo, com relação às ondas eletromagnéticas.

I. Os raios gama são radiações eletromagnéticas de frequência maior


do que a luz visível.

II. As micro-ondas são ondas eletromagnéticas que se propagam, no ar,


com velocidade maior do que as ondas de rádio.

III. Os campos elétricos e magnéticos em uma radiação infravermelha


vibram paralelamente à direção de propagação da radiação.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.


b) Somente a afirmativa II é verdadeira.
c) Somente a afirmativa III é verdadeira.
d) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
e) Somente a afirmativa I é verdadeira.

AULA 191 – Exemplo 03 (UNIFESP SP):

Cientistas descobriram que a exposição das células humanas endoteliais à


radiação dos telefones celulares pode afetar a rede de proteção do cérebro.
As micro-ondas emitidas pelos celulares deflagraram mudanças na estrutura
da proteína dessas células, permitindo a entrada de toxinas no cérebro.
Folha de S. Paulo, 25.07.2002

As micro-ondas geradas pelo telefones celulares são ondas de mesma


natureza que:

a) o som, mas de menor frequência.


b) a luz, mas de menor frequência.
c) o som, e de mesma frequência.
d) a luz, mas de maior frequência.
e) o som, mas de maior frequência.

www.youtube.com/fisicatotal 8 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 192 – Exemplo 01 (UFPE):

O intervalo de frequência do som audível é de 20 Hz a 20 kHz. Considerando


que a velocidade do som no ar é aproximadamente 340 m/s, determine o
intervalo correspondente de comprimento de onda sonora no ar, em m.

a) 2,5 x 10-3 a 2,5 b) 5,8 x 10-3 a 5,8


c) 8,5 x 10-3 a 8,5 d) 17 x 10-3 a 17 e) 37 x 10-3 a 37

AULA 192 – Exemplo 02 (UEL PR)

Numa corda, uma fonte de ondas realiza um movimento vibratório com


frequência de 10 Hz. O diagrama mostra, num determinado instante, a forma
da corda percorrida pela onda.

A velocidade de propagação da onda, em cm/s, é de:

a) 8,0 b) 20
c) 40 d) 80 e) 160

www.youtube.com/fisicatotal 9 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 192 – Exemplo 03 (UFG GO)

O gráfico do movimento de subida e descida


de uma rolha, na superfície de um lago
ondulado, é mostrado na figura a seguir, em
que y é a altura da rolha em relação ao nível
da água parada, e t é o tempo transcorrido.

Se a rolha leva 1,0s para sair do nível zero e


atingir, pela primeira vez, a altura máxima, a
frequência do movimento é igual a:

a) 0,125 Hz b) 0,25 Hz
c) 0,50 Hz d) 1,0 Hz e) 4,0 Hz

AULA 192 – Exemplo 04 (UFSM RS)

A figura representa,
esquematicamente, a
quantidade absorvida ( I ) por
certos tipos de vegetais, em
função do comprimento de
onda (  ) da radiação
eletromagnética proveniente do
Sol.

A frequência, em Hz, que os seres humanos percebem como verde é cerca


de:

a) 1,5 x 102 b) 1,5 x 103


c) 6,0 x 105 d) 1,5 x 1011 e) 6,0 x 1014

www.youtube.com/fisicatotal 10 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 193 – Exemplo 01 (UFPE)

Uma onda transversal de frequência f = 10 Hz propaga-se em um fio de


massa m = 40g e comprimento L = 4,0m. O fio está submetido a uma tração
F = 36N. Calcule o comprimento de onda  em metros.

AULA 193 – Exemplo 02 (UFPE)

Uma onda transversal propaga-se em um fio de densidade  = 10 g/m. O fio


está submetido a uma tração F = 16N. Verifica-se que a menor distância
entre duas cristas da onda é igual a 4,0m. Calcule a frequência desta onda,
em Hz.

AULA 194 – Exemplo 01 (UEA AM):

Um violonista pressiona com o dedo uma das cordas do violão para que,
quando tocada, ela emita uma nota lá-padrão de frequência 440 Hz.
Considerando que a velocidade do som é de 340 m/s e que a corda está
vibrando no modo fundamental, qual o comprimento do trecho da corda que
está emitindo o som?

a) 77 cm b) 38 cm
c) 30 cm d) 20 cm e) 16 cm

www.youtube.com/fisicatotal 11 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 194 – Exemplo 02 (PUC PR)

Numa certa guitarra, o comprimento das cordas (entre suas extremidades


fixas) é de 0,6m. Ao ser dedilhada, uma das cordas emite um som de
frequência igual a 220 Hz. Marque a proposição verdadeira:

a) Se somente a tensão aplicada na corda for alterada, a frequência


fundamental não se altera.
b) A distância entre dois nós consecutivos é igual ao comprimento de onda.
c) O comprimento de onda do primeiro harmônico é de 0,6m.
d) A velocidade das ondas transversais na corda é de 264 m/s.
e) As ondas que se formam na corda não são ondas estacionárias.

AULA 194 – Exemplo 03 (CESGRANRIO):

O comprimento das cordas de um violão


(entre suas extremidades fixas é de
60,0cm). Ao ser dedilhada, a segunda
corda (lá) emite um som de frequência
fundamental igual a 220 Hz. Qual será a
frequência do novo som fundamental
emitido, quando o violonista, ao
dedilhar essa mesma corda, fixar o dedo
no traste a 12,0 cm de sua extremidade
(figura)?

www.youtube.com/fisicatotal 12 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 195 – Exemplo 01 (ENEM)

A ultrassonografia, também chamada de ecografia, é uma técnica de geração


de imagens muito utilizada em medicina. Ela se baseia na reflexão que
ocorre quando um pulso de ultrassom, emitido pelo aparelho colocado em
contato com a pele, atravessa a superfície que separa um órgão do outro,
produzindo ecos que podem ser captados de volta pelo aparelho. Para a
observação de detalhes no interior do corpo, os pulsos sonoros emitidos têm
frequências altíssimas, de até 30 MHz, ou seja, 30 milhões de oscilações a
cada segundo.

A determinação de distâncias entre órgãos do corpo humano feita com esse


aparelho fundamenta-se em duas variáveis imprescindíveis:

a) a intensidade do som produzido pelo aparelho e a frequência desses sons.


b) a quantidade de luz usada para gerar as imagens no aparelho e a
velocidade do som nos tecidos.
c) a quantidade de pulsos emitidos pelo aparelho a cada segundo e a
frequência dos sons emitidos pelo aparelho.
d) a velocidade do som no interior dos tecidos e o tempo entre os ecos
produzidos pelas superfícies dos órgãos.
e) o tempo entre os ecos produzidos pelos órgãos e a quantidade de pulsos
emitidos a cada segundo pelo aparelho.

AULA 195 – Exemplo 02 (UFBA)

A maioria dos morcegos possui ecolocalização — um sistema de orientação


e localização que os humanos não possuem. Para detectar a presença de
presas ou de obstáculos, eles emitem ondas ultrassônicas que, ao atingirem
o obstáculo, retornam na forma de eco, percebido por eles. Assim sendo, ao
detectarem a direção do eco e o tempo que demora em retornar, os
morcegos conseguem localizar eventuais obstáculos ou presas.

Um dispositivo inspirado nessa estratégia é a trena sônica, a qual


emite uma onda sonora que é refletida por um obstáculo situado a uma
distância que se deseja medir.

www.youtube.com/fisicatotal 13 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

Supondo que uma trena emite uma onda ultrassônica com frequência
igual a 22,0kHz e comprimento de onda igual a 1,5cm, que essa onda é
refletida em um obstáculo e que o seu eco é detectado 0,4s após sua
emissão, determine a distância do obstáculo, considerando que as
propriedades do ar não mudam durante a propagação da onda e, portanto, a
velocidade do som permanece constante.

a) 33m b) 45m
c) 66m d) 90m e) 99m

AULA 195 – Exemplo 03 (ENEM):

Alguns povos indígenas ainda preservam suas tradições realizando a pesca


com lanças, demonstrando uma notável habilidade. Para fisgar um peixe em
um lago com águas tranquilas o índio deve mirar abaixo da posição em que
enxerga o peixe.

Ele deve proceder dessa forma porque os raios de luz

a) refletidos pelo peixe não descrevem uma trajetória retilínea no interior da


água.
b) emitidos pelos olhos do índio desviam sua trajetória quando passam do ar
para a água.
c) espalhados pelo peixe são refletidos pela superfície da água.
d) emitidos pelos olhos do índio são espalhados pela superfície da água.
e) refletidos pelo peixe desviam sua trajetória quando passam da água para
o ar.

www.youtube.com/fisicatotal 14 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 195 – Exemplo 04 ( ):

A maior parte dos tsunamis é gerada devido ao movimento relativo das


placas tectônicas em um oceano. Esse movimento origina uma perturbação
na superfície livre da água que se propaga em todas as direções para longe
do local de geração sob a forma de ondas. Em oceano aberto, onde a
profundidade média é de 4 km, os tsunamis têm comprimento de onda da
ordem de 200 km e velocidades superiores a 700 km/h. Quando um tsunami
atinge a costa, a profundidade do oceano diminui, e, em consequência, a sua
velocidade de propagação decresce, assim como seu comprimento de onda.
Suponha que aqui se aplica o modelo de ondas rasas, em que a velocidade
da onda é proporcional à raiz quadrada da profundidade em que a onda se
encontra.

Analisando-se os dados apresentados na figura anterior, o valor do


comprimento de onda para uma profundidade de 5 m é aproximadamente
igual a:

a) 2,1 km. b) 4,1 km.


c) 5,3 km. d) 7,5 km. e) 8,4 km.

www.youtube.com/fisicatotal 15 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 195 – Exemplo 05 (ENEM):

Ao diminuir o tamanho de um orifício atravessado por um feixe de luz, passa


menos luz por intervalo de tempo, e próximo da situação de completo
fechamento do orifício, verifica-se que a luz apresenta um comportamento
como o ilustrado nas figuras. Sabe-se que o som, dentro de suas
particularidades, também pode se comportar desta forma.

Em qual das situações a seguir está representado o fenômeno descrito no


texto?

a) Ao se esconder atrás de um muro, um menino ouve a conversa de seus


colegas.
b) Ao gritar diante de um desfiladeiro, uma pessoa ouve a repetição do seu
próprio grito.
c) Ao encostar o ouvido no chão, um homem percebe o som de uma
locomotiva antes de ouvi-lo pelo ar.
d) Ao ouvir uma ambulância se aproximando, uma pessoa percebe o som mais
agudo do que quando aquela se afasta.
e) Ao emitir uma nota musical muito aguda, uma cantora de ópera faz com
que uma taça de cristal se despedace.

www.youtube.com/fisicatotal 16 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 195 – Exemplo 06 (ENEM)

Um garoto que passeia de carro com seu pai pela cidade, ao ouvir o rádio,
percebe que a sua estação de rádio preferida, a 94,9 FM, que opera na
banda de frequência de megahertz, tem seu sinal de transmissão superposto
pela transmissão de uma rádio pirata de mesma frequência que interfere no
sinal da emissora do centro em algumas regiões da cidade. Considerando a
situação apresentada, a rádio pirata interfere no sinal da rádio do centro
devido à:

a) atenuação promovida pelo ar nas radiações emitidas.


b) maior amplitude da radiação emitida pela estação do centro.
c) diferença de intensidade entre as fontes emissoras de ondas.
d) menor potência de transmissão das ondas da emissora pirata.
e) semelhança dos comprimentos de onda das radiações emitidas.

AULA 195 – Exemplo 07 ( ):

A genciana que cresce no Cabo da Boa Esperança, na África do Sul, produz


pólen comestível.

Os estames oferecem este pólen amarelo no interior de tubos ocos que a


maioria dos insetos não consegue alcançar.
Um certo tipo de abelha, no entanto, ganhou o nome de “ordenhadeira”
porque, ao fazer suas asas vibrarem mais lentamente que o normal,
provocam a emissão do pólen em jatos através de um orifício no topo dos
tubos.

O mesmo efeito se obtém usando um diapasão que vibre com frequência


idêntica a das asas da abelha. O fenômeno físico relacionado com o fato
descrito é:

a) efeito Doppler b) ressonância


c) reverberação d) refração e) batimento

www.youtube.com/fisicatotal 17 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 195 – Exemplo 08 (UEPB)

Todo corpo capaz de vibrar ou oscilar tem frequência natural de oscilação,


quer seja ele uma lâmina de aço, um copo de vidro, um automóvel, quer
seja uma ponte. Se uma fonte oscilante tiver a mesma frequência que a
frequência natural de um corpo, este pode atingir o colapso. Foi o que
aconteceu com a ponte de Tacoma em 1940 nos Estados Unidos, levando-a
quebrar-se, conforme ilustrado ao lado.
(Gaspar, A. Experiências de Ciências para o Ensino
Fundamental, editora Ática, São Paulo, 2005)

Sobre este fenômeno, é correto afirmar:

a) Não há relação alguma entre as frequências da fonte oscilante e a


frequência natural do corpo, que possa ocasionar o colapso.

b) É devido à superposição de ondas que a frequência da fonte oscilante


pode atingir a freqüência natural do corpo, e este entrar em colapso.
c) É devido à interferência das ondas que a frequência da fonte oscilante
pode atingir a frequência natural do corpo, e este entrar em colapso.

d) Quando a fonte oscilante tem frequência igual à frequência natural do


corpo, este entra em ressonância.

e) O colapso acontece devido ao efeito Doppler.

www.youtube.com/fisicatotal 18 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

AULA 195 – Exemplo 09 (ENEM):

Os radares comuns transmitem micro-ondas que refletem na água, gelo e


outras partículas na atmosfera. Podem, assim, indicar apenas o tamanho e a
distância das partículas, tais como gotas de chuva. O radar Doppler, além
disso, é capaz de registrar a velocidade e a direção na qual as partículas se
movimentam, fornecendo um quadro do fluxo de ventos em diferentes
elevações. Nos Estado Unidos, a Nexrad, uma rede de 158 radares Doppler,
montada na década de 1990 pela Diretoria Nacional Oceânica e Atmosférica
(NOAA), permite que o Serviço Meteorológico Nacional (NWS) emita alertas
sobre situações do tempo potencialmente perigosas com um grau de certeza
muito maior. O pulso da onda do radar ao atingir uma gota de chuva,
devolve uma pequena parte de sua energia numa onda de retorno, que
chega ao disco do radar antes que ele emita a onda seguinte. Os radares da
Nexrad transmitem entre 860 e 1300 pulsos por segundo, na frequência de
3000 MHz.
FISCHETTI, M., Radar Metereológico: Sinta o Vento. Scientific American
Brasil, n. 08, São Paulo, jan. 2003.

No radar Doppler, a diferença entre as frequências emitidas e recebidas pelo


radar é dada por:

Δf = (2ur / c)f0

onde ur é a velocidade relativa entre a fonte e o receptor, c = 3,0x108 m/s é


a velocidade da onda eletromagnética, e f0 é a frequência emitida pela fonte.
Qual é a velocidade, em km/h, de uma chuva, para a qual se registra no
radar Doppler uma diferença de frequência de 300 Hz?

a) 1,5 km/h b) 5,4 km/h


c) 15 km/h d) 54 km/h e) 108 km/h

www.youtube.com/fisicatotal 19 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

EHC 01. (C01 H01)

Em medicina, o ultrassom é utilizado, entre outras aplicações, como ferramenta


de diagnóstico, permitindo a obtenção de imagens do interior do corpo do
indivíduo. Isto é possível porque o ultrassom:
a) é uma onda eletromagnética, assim como a luz, mas de comprimento de
onda superior ao da faixa da luz visível.
b) interage com os tecidos do corpo humano, produzindo luz, que forma as
imagens observadas numa tela especial.
c) modifica-se ao atravessar os tecidos, produzindo padrões de ondas
mecânicas que podem ser analisados para a obtenção das imagens.
d) por ter frequência superior à do som audível para os seres humanos, aproxima-se
da frequência das ondas eletromagnéticas que formam a luz.
e) produz pulsos elétricos ao interagir com matéria orgânica, que podem ser
captados pela sonda utilizada no exame e convertidos em informação visual.

www.youtube.com/fisicatotal 20 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

EHC 02. (C01 – H01)

Em medicina, o ultrassom é utilizado, entre outras aplicações, como ferramenta


de diagnóstico, permitindo a obtenção de imagens do interior do corpo do
indivíduo. Isto é possível porque o ultrassom:
a) é uma onda eletromagnética, assim como a luz, mas de comprimento de
onda superior ao da faixa da luz visível.
b) interage com os tecidos do corpo humano, produzindo luz, que forma as
imagens observadas numa tela especial.
c) modifica-se ao atravessar os tecidos, produzindo padrões de ondas
mecânicas que podem ser analisados para a obtenção das imagens.
d) por ter frequência superior à do som audível para os seres humanos, aproxima-se
da frequência das ondas eletromagnéticas que formam a luz.
e) produz pulsos elétricos ao interagir com matéria orgânica, que podem ser
captados pela sonda utilizada no exame e convertidos em informação visual.

EHC 03. (C01 – H01)

A figura abaixo nos mostra a reflexão na


ionosfera de algumas ondas de rádio, emitidas
através das antenas de emissoras de rádio.
A faixa das frequências das rádios AM
(amplitude modulada) está compreendida entre
530 kHz e 1.600 kHz, enquanto que as rádios FM (frequência modulada), entre
88 MHz e 108 MHz. Analise as afirmativas abaixo e assinale a verdadeira.

a) A rádio Universitária FM (107,9 MHz) tem grande alcance, pois sua antena
emite ondas com pequeno comprimento de onda.
b) A rádio O Povo CBN (1010 kHz) tem grande penetração, pois suas ondas,
que têm grandes comprimentos de onda, são refletidas na ionosfera.
c) A Verdinha (810 kHz) não é captada em cidades distantes, pois suas ondas
não são refletidas na ionosfera.

www.youtube.com/fisicatotal 21 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

EHC 04. (C01 – H01)

O som de determinada frequência, emitido


por uma trombeta, é capaz de quebrar uma
taça de vidro (veja a figura). A taça, antes
de quebrar, oscila na mesma frequência do
som emitido pelo instrumento musical. O
fenômeno físico relacionado a esse evento
é conhecido por:

a) interferência. b) ressonância.
c) difração. d) refração. e) reflexão

EHC 05. (C01 – H01)*

Uma das tecnologias modernas que mais se difunde na sociedade é a dos


aparelhos celulares. Com eles pode-se falar com qualquer pessoa em,
praticamente, todas as regiões do Planeta. Ao usar-se o celular para conversar
com alguém, o aparelho emite ondas que são captadas através das antenas
receptoras e depois retransmitidas até chegar à antena do celular do
interlocutor.
Pode-se afirmar que, durante a conversa, as ondas emitidas e captadas entre
os celulares se propagam

a) apenas na direção da antena receptora e são de natureza sonora.


b) em todas as direções e são de natureza eletromagnética.
c) apenas na direção da antena receptora e são de natureza eletromagnética.
d) em todas as direções e são de natureza sonora.
e) apenas na direção perpendicular à antena receptora.

www.youtube.com/fisicatotal 22 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

EHC 06. (C01 – H01)

As estações de rádio e TV transmitem suas programações por meio


de ondas eletromagnéticas diferentes umas das outras, para que elas
possam ser distinguidas. Por exemplo, as estações de rádio são
divididas em dois grupos: AM e FM, sendo que a “banda de AM” varia
de 530 a 1.710 kHz e a de FM varia de 88 a 108 MHz. Lembre-se de
que o “k” antes da unidade de medida da frequência significa “mil
vezes” e o “M”, “um milhão de vezes”. Comparando os sinais
emitidos por emissoras diferentes, quais são as duas características
que, de maneira equivalente, distinguem as ondas eletromagnéticas
das várias estações?
(considere que todas as ondas eletromagnéticas têm a mesma
velocidade no ar)

a) A frequência e a refração.
b) A difração e a amplitude.
c) A amplitude e a velocidade.
d) A difração e o comprimento de onda.
e) A frequência e o comprimento de onda.

EHC 07. (C01 – H01)

Na mitologia grega, a Medusa era um monstro com rosto de mulher e cabelos


de cobra. Se alguém olhasse diretamente para ela, seria transformado em
pedra. O herói Perseu conseguiu matá-la, cortando sua cabeça, porque guiou-
se pela imagem da Medusa refletida em seu escudo. Ignorando os demais
aspectos mágicos que envolvem a mitologia de ambos os personagens, a
melhor explicação, pelas leis da física, do porquê Perseu não virou pedra ao
usar o escudo para observar as ondas de luz que compunham a imagem da
Medusa, é:

www.youtube.com/fisicatotal 23 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

a) As ondas de luz foram parcialmente transmitidas e refletidas no escudo,


chegando a Perseu com energia insuficiente para transformá-lo em pedra.
b) O escudo absorveu toda a amplitude das ondas, que acabaram por chegar
aos olhos de Perseu sem energia nenhuma.
c) A reflexão do escudo foi total, mas as ondas perderam sua frequência,
chegando ao olho de Perseu apenas com comprimento de onda, o que não foi
suficiente para petrificá-lo.
d) As ondas foram completamente absorvidas pelo escudo, fazendo com que
Perseu pudesse enxergar a imagem sem que nenhuma radiação
eletromagnética chegasse aos seus olhos.
e) O escudo converteu as ondas eletromagnéticas em ondas mecânicas,
permitindo aos olhos de Perseu receber a imagem sem o perigo dos campos
elétrico e magnético.

EHC 08. (C01 – H01)

Acerca das ondas eletromagnéticas são feitas algumas afirmações. Analise-as


e marque a correta.

a) as transmissões de AM ocorrem em frequências maiores que as de FM.


b) há vários canais de TV com frequências superiores às do FM comercial.
c) radiocontroles usam frequências inferiores às das transmissões de AM.
d) as telecomunicações ocorrem geralmente em frequências superiores às
visíveis.
e) frequências acima dos 100MHz não se prestam a transmissões comerciais

www.youtube.com/fisicatotal 24 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

EHC 09. (C01 – H01)

Ao contrário dos rádios comuns (AM ou FM), em que uma única antena
transmissora é capaz de alcançar toda a cidade, os celulares necessitam de
várias antenas para cobrir um vasto território. No caso dos rádios FM, a
frequência de transmissão está na faixa dos MHz (ondas de rádio), enquanto,
para os celulares, a frequência está na casa do GHz (micro-ondas). Quando
comparado aos rádios comuns, o alcance de um celular é muito menor.

Considerando-se as informações do texto, o fator que possibilita essa diferença


entre propagação das ondas de rádio e as de micro-ondas é que as ondas de
rádio são:

a) facilmente absorvidas na camada da atmosfera superior conhecida como


ionosfera.
b) capazes de contornar uma diversidade de obstáculos como árvores,
edifícios e pequenas elevações.
c) mais refratadas pela atmosfera terrestre, que apresenta maior índice de
refração para as ondas de rádio.
d) menos atenuadas por interferência, pois o número de aparelhos que utilizam
ondas de rádio é menor.
e) constituídas por pequenos comprimentos de onda que lhes conferem um
alto poder de penetração em materiais de baixa densidade.

www.youtube.com/fisicatotal 25 www.fisicatotal.com.br
no facebook ONDULATÓRIA
facebook.com/fisicatotal E fenômenos ondulatórios

EHC 10. (C01 – H01)

Ao assistir, pela televisão, a uma corrida de Fórmula 1, Abigobal percebe que


sempre que há uma mudança na tomada da câmera e o carro deixa de ser visto de
frente (se aproximando da câmera) e passa a ser visto por trás (se afastando da
câmera), há uma mudança significativa no “ronco do motor”. Abigobal, num primeiro
momento, até acredita, erradamente, que esse fenômeno estaria associado a uma
troca de marcha no câmbio do carro. Contudo, pensando mais um pouco, identifica
que fenômeno físico melhor explicaria o ocorrido. A alteração no som percebido do
motor é melhor explicada pelo:

a) aquecimento do ar próximo a câmera, devido a rápida passagem do carro


de F1 nos arredores dela.
b) efeito dinâmico sobre o microfone, provocado pela mudança de referencial
inercial utilizado para observar o carro.
c) mudança no intervalo de tempo entre a chegada de duas frentes de onda sonora
provocada pela mudança na velocidade relativa entre o carro e o microfone.
d) mau funcionamento do microfone devido a interferência eletromagnética dos
dispositivos eletrônicos do carro.
e) mau funcionamento do televisor de Abigobal.

www.youtube.com/fisicatotal 26 www.fisicatotal.com.br