Você está na página 1de 48

DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

VOCÊ ESTÁ RECEBENDO O LIVRO DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA COM


TEMAS PARA SEREM APLICADOS DIARIAMENTE

PERÍODO ENTRE 01/12/2019 ATÉ 31/12/2019

FERIADOS DE FIM DE ANO

Sempre é bom destacar que você não é um robô. Por mais que prazos apertados e grandes
distâncias obriguem você dirigir a noite, os sinais de cansaço do seu organismo jamais devem
ser desrespeitados. É melhor retardar uma viagem do que sofrer acidentes por insistir em
dirigir exausto. Lembre-se de que seus familiares estão dentro do veículo esperando que você
chegue ao seu destino em segurança.
7 dicas para dirigir com segurança na estrada durante as Festas de Fim de Ano
 Fique atento aos limites de velocidade. Nem muito rápido, nem muito devagar. ...
 Ultrapasse com segurança e respeite as leis de trânsito. ...
 Evite distrações. ...
 Use o cinto de segurança sempre. ...
 Sinalize corretamente. ...
 Faça uma revisão no carro. ...
 Tenha cuidado com animais na pista.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

CONSCIÊNCIA DE SEGURANÇA

Relendo nossas estatísticas de acidentes, temos notado que a maioria dos acidentes que tem
ocorrido em nossa empresa, poderiam ter sido facilmente evitados. POR QUE NÃO FORAM
EVITADOS?

A espinha dorsal da Segurança do Trabalho é, e sempre será a prevenção.

Quando surgiu a Segurança do Trabalho no Brasil, todos os trabalhos eram realizados,


principalmente em cima dos acidentes ocorridos. Ou seja, o acidente ocorria e só depois da
ocorrência do mesmo, e que se entrava o aspecto segurança. Trabalhava-se principalmente
em cima dos EFEITOS. Era um erro muito grande, pois com essa diretriz, muitas vidas foram
ceifadas do nosso convívio, e muitos outros trabalhadores ainda se encontram deitados em
seu leito, inválidos para o trabalho.

Segurança se faz procurando identificar os problemas, observando-se os trabalhos no dia a


dia, analisando-se para depois de ter todos esses dados na mão, propor um plano de ação
que procure evitar durante a realização do trabalho, a ocorrência dos acidentes.

Quais as ferramentas que usaremos?

Sem dúvida nenhuma a CONSCIENTIZAÇÃO através do TREINAMENTO do homem,


adaptando-o a sua atividade. Um trabalhador conscientizado e bem treinado para a função
que vai exercer já é um grande passo para se evitar os infortúnios do trabalho.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

USO DO CORRIMÃO

Use o corrimão
Usar corrimãos diminui a velocidade de sua descida?
No entanto, a grande velocidade com que você vai chegar ao final da escadaria, quando você
cai, torna o tempo perdido através do uso do corrimão irrelevante.
Usar o corrimão é importante para sua segurança. Um erro de cálculo ao pisar num
degrau pode lhe trazer, caso não possa se apoiar em um corrimão, resultados imprevisíveis e
dolorosos.
Muitas vezes, quando estamos com pressa, ignoramos o corrimão. Quando no final do
dia, o corpo cansado tem que enfrentar a subida de uma escada, nós apoiamos no corrimão,
podemos até ter pressa para chegar em casa, mas naquele momento a ajuda extra do apoio
no corrimão é bem-vinda – deveria ser assim sempre.
Muitos acidentes são causados na escada quando as pessoas insistem em transportar
uma carga que é pesada demais para segurar, ou a carga obscurece a visão à medida que
subimos ou descemos os degraus.
Se você tem que levar os objetos para cima ou para baixo de uma escada, a carga
deve ser pequena o suficiente para permitir que uma das mãos esteja livre para segurar no
corrimão.
Uma boa iluminação é outro fator importante para o uso seguro de escadas. Se uma
lâmpada está queimada na área da escada, ela deve ser substituída imediatamente. Além
disso, luzes muito fortes ou situadas em um ângulo ruim podem produzir brilho ofuscante e
causar um acidente.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

DICAS PARA APERFEIÇOAR SEU TEMPO NO TRABALHO

O desempenho de cada um no trabalho é guiado por diversas variáveis que interferem na


rotina e nas atividades do trabalhador. O ambiente em que estamos inseridos, a estrutura
disponível, as tecnologias e os apoios que podem ser utilizados, os colegas de atividade e as
motivações próprias são apenas algumas das coisas que afetam diretamente na
produtividade e no sucesso da nossa rotina.

Pensar formas de contornar essas barreiras é extremamente importante para amplificar a


geração de resultados e para melhorar o ambiente de trabalho. Entretanto, existe um grande
vilão que não recebe tanta atenção e é pouco combatido nas empresas: a má gestão de
tempo.

Independente das facilidades trazidas pela melhora nas variáveis ditadas anteriormente, sem
uma boa gestão de tempo é impossível melhorar processos, fluxos de trabalho e garantir mais
eficiência e eficácia no emprego. Gerir o tempo não é uma coisa tão difícil e talvez por isso
seja algo tão negligenciada. Com apenas algumas dicas você é capaz de melhorar a sua
rotina diária e garantir mais sucesso na entrega de resultados.

1.Priorize atividades;
2.Estipule metas e trace estratégias;
3.Delegue tarefas;
4.Não procrastine;
5.Crie mais tempo;
6.Organize seus recursos e seu espaço;
7.Mantenha o foco;
8.Inclua sua vida pessoal na sua gestão de tempo .
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

VOCÊ SÓ TEM 1 COLUNA. CUIDE DELA!

Neste DDS vamos falar sobre um tema muito importante para a saúde, trata-se da coluna
vertebral. Provavelmente todos sabem que não se deve levantar peso de qualquer maneira.
Pare para pensar por 1 momento. O músculo é que deve fazer força! A coluna não é músculo.
Então, quem tem que fazer força na hora de levantar peso são as pernas. São os músculos
das pernas que devem fazer o trabalho. Mas por que não o fazemos sempre assim? A
resposta é simples: É força do hábito. Você precisa praticar o jeito certo de levantar peso até
que vire um hábito. Até que o jeito certo de fazer vire um hábito. Você precisa praticar o jeito
correto de levantar peso, usando o músculo das pernas, até que o novo hábito está
dominado. As colunas fracas são um dos problemas de saúde mais comuns, principalmente a
medida que a idade for chegando. Nem todas as dores de coluna se devem ao fato de
levantar peso incorretamente. Mas, com certeza, hábitos errados de levantamento de peso ou
de postura estão entre as principais causas dos problemas na coluna. As dores de coluna dão
bastante trabalho aos médicos e são problemas difíceis de solucionar. Uma coluna lesionada
nunca voltará a ser tão boa como era antes do dano. Muitas vezes uma dor na coluna começa
com um pequeno incômodo, que com o tempo, pode se tornar muito dolorosa.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

O QUE É ESTRESSE E COMO LIDAR COM ELE?

O estresse pode ser bom ou mau, é um componente da vida moderna e está cada dia mais
presente, muitas vezes é um aliado na superação de desafios, mas cronicamente pode
causar danos importantes para a saúde física e mental. As facilidades e a agitação da vida
moderna trouxeram consigo o estresse. O trânsito, a instabilidade no emprego, a violência,
entre outras coisas, faz com que recebamos doses diárias de estresse. Mas o estresse em si
não é algo ruim, na verdade ele é uma importante resposta do organismo para a manutenção
da vida. O estresse pode ser bom ou mau, quando ele é apropriado e controlado melhora o
interesse e motiva o indivíduo, e a falta de estresse pode levar ao tédio e depressão. É
importante encarar os eventos cotidianos de uma maneira diferente. Mantenha um senso de
humor durante as situações difíceis, o riso não somente ajuda a aliviar a tensão e manter as
perspectivas, mas também parece ter um efeito físico que reduz os níveis do hormônio do
estresse.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

MANUSEIO DE CARGAS COM SEGURANÇA

Mesmo com o auxílio mecânico para o levantamento de cargas, encontramos certas coisas
que precisam ser feitas manualmente. Para evitar distensões de mau jeito nas costas, temos
que fazê-lo corretamente. Isto já foi dito várias vezes, porém ainda ocorre muita lesão por
levantamento de pesos. Consideremos algumas coisas que temos de levantar manualmente.
O que pesa mais? O que é mais difícil de manusear? Pense nisso enquanto falamos nos
principais pontos sobre levantamento de peso com segurança. A proteção das mãos é de
máxima importância. Ao levantar materiais com bordas cortantes ou superfície áspera, use
luvas para proteger suas mãos. Devemos evitar o pinçamento de dedos e cortes nas mãos.
Mesmo que você esteja usando luvas, deve certificar-se de que suas mãos não correm riscos,
não podem ser atingidas por alguma projeção no momento do levantamento, e que a mesma
não atingirá os pés. A firmeza dos pés é essencial para se tentar levantar um objeto de
qualquer peso substancial. Muitas distensões resultam da perda do equilíbrio. Com isso o
peso da carga é lançado sobre os músculos das costas. A posição dos pés determina se você
está ou não bem equilibrado. Eles devem estar ligeiramente separados um do outro. Dobrar
os joelhos para levantar o peso com os músculos da perna é o requisito básico de segurança.

Se estiver pegando uma caixa, posicione-a em diagonal pegando pelos cantos opostos. A
coluna deve ficar quase reta. Se encurvar a coluna em demasia poderá ocorrer lesões graves
na coluna vertebral. Lembre-se que a coluna é composta de pequenas vértebras intercaladas
com um disco gelatinoso. A compressão então deve ser no sentido vertical. Após levantada a
carga, mantenha próxima ao corpo para evitar esforços nos músculos dos braços e manter o
equilíbrio da pessoa. Antes de levantar deve ser feita uma avaliação para ter certeza de que,
ao erguê-la poderá traze-la próxima ao seu corpo. Levantar lentamente é outra recomendação
básica de segurança. Coloque lentamente sua força no levantamento. Levante lentamente
esticando suas pernas, mantendo as costas retas e a caixa próxima ao corpo. Se a carga for
muito pesada, logo no início você poderá retornar a carga para a posição original. Peça ajuda
quando precisar e não hesite em fazer isto.

.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

PRÁTICAS DE SEGURANÇA NA UTILIZAÇÃO DE ESCADAS

Nosso trabalho exige que utilizemos vários tipos de escadas. Se elas não forem usadas
corretamente, tornam-se perigosas e podem causar acidentes sérios e até fatais. Por serem
instrumentos de trabalho comuns, os riscos associados a elas normalmente não são levados
muito em conta. Para eliminar estes riscos e reduzir os acidentes recomendamos as
seguintes práticas:

- Use sempre a escada certa para o trabalho. Não improvise usando uma escada muito longa
ou muito curta;

- Inspecione todas as escadas periodicamente quanto a ferrugem, trincas, partes quebradas


e corrimão enfraquecido;

- Mantenha todas as escadas com a ferragem bem firme e verifique quanto a empeno ou
peças quebradas;

- Quando possível, providencie um local de guarda adequado para elas. Considere os


fatores: calor, umidade e possíveis danos por ferramentas e máquinas;

- Providencie apoio suficiente para manter as escadas presas quando transportadas em


veículos. Fixe numa posição que minimize os efeitos num possível choque no trânsito;

- Mantenha as escadas livre de graxas;

- Posicione-as corretamente.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

PORQUE INSPECIONAR FERRAMENTAS E EQUIPAMENTOS?

Os pequenos e grandes acidentes geralmente acontecem da mesma maneira. Os eventos


que acabam em acidentes são os mesmos, porém os resultados são bastantes diferentes.
Suponhamos, por exemplo que um martelo esteja frouxo no cabo. Um dia um trabalhador
tenta usá-lo, batendo em um objeto sobre a bancada. A cabeça do martelo salta longe,
batendo em uma parede de concreto e caindo ao chão. Não ferindo ninguém e nem causando
danos à propriedade. Porém, em uma outra ocasião a cabeça do martelo sai do cabo e vai de
encontro a uma pessoa que estava por perto, ferindo-a seriamente. As circunstâncias foram
inicialmente as mesmas em ambos os casos, mas os resultados foram diferentes. O que é
desagradável nessa história é que nunca sabemos quando a cabeça frouxa vai sair do cabo e
ferir alguém. Assim, a inspeção de ferramentas e equipamentos se torna evidente. Uma
inspeção regular significa que você verificou uma ferramenta ou um equipamento antes de
usá-lo. A inspeção de ferramentas é uma parte programada de cada tarefa. E tão
indispensável para o trabalho a ser feito quanto a sua habilidade e qualificação para executá-
lo. A verificação se as ferramentas e equipamentos estão em ordem é o primeiro passo não
apenas para uma operação segura, mas também para uma operação eficiente. Quantas
vezes você ouviu alguém dizer que um melhor trabalho poderia ter sido feito se ferramentas e
equipamentos estivessem em melhores condições? Talvez um formão mais afiado tivesse
facilitado o encaixe de uma trava numa porta, ou talvez uma gota de óleo num mancal
pudesse ter evitado uma perda na produção, quando o maquinário teve que ser parado. Mas
quando falamos sobre uma pessoa que foi ferida por causa de uma destas falhas, o quadro
muda rapidamente. Nada é mais importante em nossa operação do que evitar que alguém
saia ferido. A perda de um olho, de um braço, de uma perna ou de uma vida é exatamente
isto: uma perda. Não há peça de reposição que devolve a condição normal. Um homem forte
e saudável passou anos de sua vida explicando como perdeu um olho devido a falta de
cuidado. Não foi apenas porque não estava usando óculos de segurança. Seu formão estava
trincado e uma parte o atingiu ao bater.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

HIGIENE PESSOAL, COM SIMPLES CUIDADOS VOCÊ JÁ VÊ A DIFERENÇA!

Ao nosso redor existem milhares de micro-organismos, que podem ou não ser nocivos.
Alguns são essenciais, como os que compõem a flora intestinal, fazendo com que o intestino
funcione regularmente. Já outros mais conhecidos por germes (vírus, bactérias e fungos) são
responsáveis por infecções e geralmente estão presentes na superfície de alimentos, água,
objetos e inclusive no corpo humano. Assim, podem ser transferidos de pessoa a pessoa.
Como as mãos são a principal via de contaminação existente, é essencial que a higiene deste
local seja muito bem-feita. Lavar as mãos é a maneira mais importante para ajudar na
redução da disseminação de doenças e transmissão de germes. Além do aspecto de sujeira,
por causa da oleosidade, os cabelos também apresentam mau cheiro, causando sensação de
desconforto. Lembre-se de não utilizar água muito quente durante a lavagem, pois esta
danifica os fios.

Limpar as orelhas: Se você é adepto de cotonetes, elimine-os imediatamente! Quando usados


de maneira incorreta, ao invés de ajudar, empurram a cera para a parte interna do ouvido,
podendo causar infecções no local. O cotonete só deve ser usado na parte externa (orelha).

O mais adequado é, após o banho, limpar a área com a toalha. E somente até aonde seu
dedo alcançar, nada mais que isso. No caso de dores ou desconfortos, procure um médico.
Ele está habilitado para resolver problemas como esses.

Cuide-se!
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

PREPARAÇÃO DE ÁREAS SEGURAS DE TRABALHO

Suponha que temos um projeto que exija de nós reparos em instalações subterrâneas num
cruzamento de rua movimentado. A quebra do asfalto e a abertura de um buraco certamente
apresentam muitos riscos que não podem ser eliminados. Mesmo que seja um trabalho de
emergência, ele deve ser iniciado. Todos os membros da equipe de trabalho são
responsáveis pela identificação e análise dos riscos inerentes a aquela atividade. Todos
devem ser protegidos o máximo possível como o público externo, as propriedades públicas,
os vizinhos e cada membro da equipe. Como nosso trabalho irá interferir no tráfego de
veículos e pedestres, temos de iniciar definindo nossa área de trabalho. Os motoristas devem
ser alertados antecipadamente de que há um grupo de pessoas executando um trabalho à
frente. Como não podemos eliminar os riscos do tráfego, o melhor que podemos fazer é torná-
lo mais lento. Reduzir a velocidade contínua dos veículos não apenas permite a continuidade
do trabalho e melhora a segurança, como também melhora as boas relações com os vizinhos.
Após estabelecermos um padrão seguro para o tráfego, após termos criado proteção aos
pedestres naquele local, ainda assim teremos de lidar com os riscos envolvidos na tarefa.
Muitos dos riscos com os quais defrontamos podem ser eliminados, outros podem ser
minimizados. A utilização de equipamentos como o capacete, luvas, óculos de segurança,
protetores faciais, máscaras, enfim, aqueles equipamentos dimensionados pela segurança
como importantes para sua proteção, eliminarão os outros riscos nesta atividade. Porém, todo
o aparato de proteção existente não impedirá atos inseguros daqueles que querem desafiar a
própria segurança. Cada um de nós é responsável por seu próprio desempenho na segurança
do trabalho.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

ABRA O OLHO: PROTEÇÃO E EQUIPAMENTOS PARA SEGURANÇA DOS OLHOS

Proteção dos olhos é coisa séria! Não abra mão de sua segurança por nada nesse mundo.
Lembre-se sempre existe alguém que te ama e precisa de você. Segurança do Trabalho se
faz com consciência, portanto não adianta ter o melhor equipamento do mundo se não o
usarmos da forma correta. Como todos sabem para que aconteça um acidente basta um
descuido, as vezes é questão de segundos! Prevenção é coisa séria e nesse texto darei dicas
de como proteger os olhos contra acidentes com adoção de medidas básicas.

– Coifa: Esse tipo de proteção é colocado em cima da serra e é muito importante. Ela diminui
muito a área para onde as partículas serão lançadas. Fornecendo proteção para o operador e
pessoas vizinhas a ele. E além disso, fornece proteção para as mãos do operador.

– Parede: tem utilidade parecida com a da coifa. Serve para limitar a área onde partículas
serão lançadas, esse tipo de proteção pode ser feito de parede de alvenaria, como também
outros materiais. E assim, protege o trabalhador, e pessoas que passam perto quando o
equipamento está em funcionamento.

Medida de Proteção Individual

EPIs – Equipamento de Proteção Individual:

– Óculos de segurança; é eficiente para proteger, porém, dependendo do equipamento a ser


utilizado é do risco que o trabalho oferece é melhor utilizar a Máscara de Proteção total.

– Máscara proteção total; é ideal para a proteção contra partículas em alta velocidade e até
aquecidas. Por ter um custo baixo é acessível a todos os tipos e tamanhos de empresas.
Fornece uma proteção muito satisfatória.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

ZONA DE PERIGO

Muitas das vezes você está entrando num ambiente que aparentemente não demonstra risco
de acidentes, por ele nunca ter acontecido ou pelo fato de você o achar seguro.

Isso não quer dizer que nunca poderá acontecer, basta ter atividades para o risco de
acidentes estar presente, seja em casa, no trabalho, na escola, no deslocamento de percurso
ou realizando uma tarefa arriscada.

Você não prevê o acidente, ele simplesmente acontece sem estarmos esperando por ele.
Para isso devemos estar atentos na tarefa que realizamos no nosso dia-a-dia. É de suma
importância ter em mente que cada pessoa é responsável pelo seu ato.

No lar podemos encontrar várias atividades perigosas que muitas das vezes não percebemos,
mas elas estão lá, seja nos produtos de limpeza, nas tomadas de energia que podem
provocar choques e no fogão podendo até mesmo provocar queimaduras graves ou no
vazamento de gás. Neste caso temos que tomar muito cuidado com as crianças, devido à
falta de conhecimento que elas têm. A conclusão é óbvia, os acidentes acontecem, não
podemos evitá-los, mas podemos reduzi-los, pois, cada pessoa pode ser vigilante de si
mesma. Lembre-se que os quase acidentes, chamados de incidentes, são um sinal de alerta!
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

PREVENÇÃO NO HORÁRIO DO TRABALHO

Todos os anos, milhões de trabalhadores vêm ao óbito ou ficam seriamente feridos e com
sequelas em virtude de acidentes ou lesões ocasionadas durante suas atividades
profissionais. Proporcionalmente, as empresas são penalizadas com perda/afastamento de
funcionários e demandas em juízo com imensuráveis taxas de indenização e tratamentos
médicos de alta complexidade. É certo que a melhor maneira de evitar episódios de acidentes
laborais é investindo em segurança do trabalho. A prevenção é, sobretudo, uma ferramenta
que atua a fim de evitar problemas futuros. Seja engenheiro ou técnico de segurança do
trabalho, todos devem ter como meta a melhoria nas estatísticas de não acidentes.

Algumas dicas para a prevenção no horário do trabalho:

1. Manter-se atento, todo e qualquer trabalho deve ser feito com plena consciência;

2. Não se expor à riscos, acidentes acontecem muitas vezes por imprudência;

3. Manter o local de trabalho limpo e organizado pode evitar escorregões e quedas por
exemplo;

4. Usar corretamente os equipamentos de proteção (que devem ser, obrigatoriamente,


fornecidos pela empresa);

5. Sempre comunicar incidentes para que a solução não demore a aparecer.

Como se faz notar, uma simples caixa deixada no meio do caminho, uma ferramenta largada
ou um rastro de produto no chão podem ser mais perigosos do que parecem. Assim como
ocorre no ambiente residencial, as situações mais simples e improváveis podem gerar
acidentes. Por isso, prevê-las e evita-las faz toda a diferença.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

EXAMES OCUPACIONAIS, POR QUE PRECISO FAZER?

Antes da pessoa ser contratada, é obrigatório realizar um exame para que possa ser avaliado
se está apta ou não para a realização da atividade para a qual se propôs. E, além disso, após
a contratação ter sido efetuada, há ainda outros exames que devem ser realizados ao longo
da vida laboral. Os exames compreendem, avaliação clínica, abrangendo anamnese
ocupacional e exame físico e mental, e exames complementares realizados de acordo com os
termos específicos da NR 7 e seus anexos. E para que serve cada um desses exames? Qual
a importância? O exame admissional, como o próprio nome diz, deve ser feito antes que o
trabalhador assuma suas atividades. Nesse exame é realizada uma anamnese, ou seja, uma
entrevista detalhada sobre o estado físico e mental para a função do novo contratado. Dessa
forma, é possível averiguar se o mesmo está apto ou não para realizar a atividade. O exame
periódico tem a finalidade de investigar se aconteceu alguma alteração na saúde do
trabalhador, para que o médico possa encaminhá-lo para o tratamento adequado. Para
trabalhadores expostos a riscos ou a situações de trabalho que impliquem o
desencadeamento ou agravamento de doença ocupacional, ou ainda, para aqueles que sejam
portadores de doenças crônicas, os exames deverão ser repetidos. O exame de retorno ao
trabalho tem o objetivo de analisar se o trabalhador está apto para exercer sua antiga função
após o afastamento, sendo ele maior ou menor que 30 dias, por motivo de doença ou
acidente, ocupacional ou não. O exame de mudança de função é realizado quando o
trabalhador muda de função para outra com maior exposição a algum risco. E o exame
demissional é realizado para avaliar a saúde do trabalhador que está sendo demitido, se
sofreu algum dano relacionado à atividade que exercia.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

COMBATENDO A INSATISFAÇÃO PROFISSIONAL

O descontentamento com o que faz ou onde faz pode, aos olhos do indivíduo, ter causas
muito concretas e facilmente identificáveis: baixos salários (geralmente a primeira a ser
lembrada), condições insalubres, não gostar do que faz e, ainda, o que se costuma chamar de
“mau ambiente de trabalho”, ou seja, conflitos interpessoais. A razão básica por detrás de
todas estas causas acha-se, via de regra, muito mais ligada ao interior da pessoa que às
próprias condições objetivas do trabalho. Tem muito a ver com baixa tolerância à frustração e
alto grau de exigências neuróticas. Em íntima conexão com essa condição interior há outra
causa que compõe o centro da questão: a sensação, por parte do empregado, de não ter a
dignidade respeitada.

E qual é a diferença entre coisas e pessoas?

Coisa é algo que não tem valor intrínseco, mas um valor relativo que lhe é atribuído em
determinado tempo e local e pode variar ao sabor das circunstâncias. Pode ser comprada,
trocada, vendida, jogada fora encostada por obsoleta, usada. À medida que se sente
valorizado e dignificado ao trabalhar, o empregado não somente se compromete, mas
melhora o grau de satisfação em relação a seu trabalho. Reduz-se, assim, o estresse
ocupacional, e melhora sua qualidade de vida. A administração dos conflitos pessoais, dos
ressentimentos e da competição intra-organizacional é enormemente facilitada.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

VERÃO SAUDÁVEL: O QUE MUDA EM NOSSA


ALIMENTAÇÃO DIÁRIA?

Faça trocas saudáveis: Os alimentos gordurosos, como as frituras, por exemplo, devem ser
trocados por gorduras do bem, encontradas no abacate, no coco, ovos, castanhas, linhaça e
chia. Já o refrigerante ou sucos prontos, devem ser trocados por sucos naturais, preparados
com as polpas das frutas.

Diminua o consumo de sal: O consumo excessivo de sódio é um grande causador da


retenção de líquido, ainda pode aumentar os níveis da pressão arterial e ajuda no
desenvolvimento das temidas celulites. Portanto, seu consumo deve ser moderado (5g por
dia), ajudando a desfrutar do verão de forma saudável.

Consuma os alimentos em sua forma natural: Frutas, legumes e verduras são melhores
naturais, garantindo assim a absorção completa dos nutrientes contidos nesses alimentos.
Além disso, durante o verão, quanto mais refrescante for a alimentação, melhor!

Prefira os carboidratos complexos: Alimentos como batata doce, inhame e mandioca (ou
aipim), por exemplo, fornecem energia e mais nutriente do que os pães e torradas que são
fontes de carboidratos simples. Esses alimentos vão ajudar a ter mais disposição para
enfrentar a rotina diária.

- Beba muita água: manter o organismo hidratado é extremamente importante. Sendo assim,
invista em isotônicos, sucos naturais, água de coco e chás gelados para aumentar a ingestão
de água durante o verão
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

COMO DAR A RÉ NO CARRO COM SEGURANÇA

Talvez vocês estejam se perguntando por que vamos dedicar um tempo tão valioso para falar
de algo aparentemente tão fácil e simples que é a marcha à ré. Se analisarmos devidamente
a forma em que realizamos esta manobra, daremos conta que em muitas oportunidades não a
fazemos devidamente e que cometemos muitos erros que podem provocar resultados
indesejáveis como são os acidentes. Devemos evitar a manobra de marcha à ré sempre que
for possível já que é uma marcha perigosa e pode se tornar em algumas ocasiões ainda mais
difíceis e complicadas. Ao realizar a marcha à ré devemos sempre levar em consideração o
tamanho do veículo que conduzimos o tráfego que existe na área, tanto de veículos como de
veículos industriais, pessoas e outros obstáculos típicos do dia-a-dia. Existem casos que não
temos alternativa, a não ser realizar manobra em ré. Dirija de modo a evitar acidentes apesar
das ações incorretas dos outros e das condições adversas. Pense no que vai acontecer, ou
no que poderá acontecer, com maior antecedência possível. Não se convença de que “VAI
DAR TUDO CERTO”. Aja a tempo, seja cauteloso e espere a sua vez. Observar o panorama:
Primeiramente antes de começar a dar a ré, devemos observar muito bem o panorama, ou
seja, o meio em que nos encontramos. Não devemos limitar a olhar pelo espelho retrovisor ou
pela janela, devemos até sair e caminhar ao redor do veículo caso seja necessário, para
comprovar que não há objetos, obstáculos, pessoas ou crianças abaixadas ao redor do
veículo por exemplo. Recuar lentamente: Enquanto recuamos devemos ir lentamente porque
o veículo se comporta diferentemente quando se move para trás e podemos perder o controle
do veículo. Se recuarmos rapidamente podemos correr o risco de cometer erros graves ao
calcular a distância.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

COMO PARA EVITAR ACIDENTES DE MOTO

Manter-se em segurança e dirigir defensivamente faz parte da rotina de quem precisa encarar

o trânsito para ir trabalhar, aproveitar momentos de lazer ou, simplesmente, se deslocar de

um ponto a outro. Por isso, no post de hoje, listamos dicas para que você evite um acidente

de moto e mantenha-se em segurança no trânsito. Confira! Use o equipamento adequado.

Você deve estar sempre equipado de acordo com a legislação em vigor. O seu capacete deve

ter o tamanho correto e possuir nele as faixas reflexivas. Para as mãos, não esqueça das

luvas com aderência! E, para os pés, utilize um calçado com fechamento acima dos

tornozelos. Calça jeans ou de cordura e jaqueta finalizam o vestuário mais adequado para

andar de moto com segurança. Pense em menos velocidade, mais segurança. O excesso de

velocidade, independente do meio de transporte, coloca a todos em situações de risco tanto

você, quanto os motoristas e passageiros dos demais veículos e, também, os pedestres.

Previna-se de acidentes obedecendo às velocidades regulamentadas nas vias por onde

circula. E, quando estiver parado no semáforo, cuidado antes de partir! Alguns pedestres

atravessam correndo nos últimos segundos de passagem, e isso pode resultar em

atropelamentos. Faça as curvas sempre com cuidado, para evitar os acidentes nas curvas,

diminua inicialmente a velocidade ao fazê-las, e mantenha-a constante enquanto a

motocicleta estiver inclinada. Quando finalizar a curva, você pode aumentar, aos poucos, a

velocidade da moto. É muito importante evitar frear enquanto a motocicleta estiver inclinada!
Não freie bruscamente, não use os freios da sua moto de maneira brusca isso fará com que o

peso se desloque para a parte frontal e, assim, você perderá o equilíbrio. Não esqueça de

manter o bom estado dos pneus da moto, assim como calibrá-los de acordo com as

recomendações da fabricante.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

FORMAS MAIS COMUNS DE ACIDENTES NO LAR

Cada vez mais recebemos informações sobre segurança em nossos locais de trabalho, felizmente, a

maior parte destas informações acaba por nos capacitar a perceber os riscos existentes em nossos

lares. Porém, são poucos os profissionais que prestam atenção na segurança no lar. Nosso lar deve

ser um local seguro, a falta de cuidado e atenção pode fazer com que ele se transforme em um local

perigoso. As estatísticas indicam que acidentes fatais no lar são mais frequentes do que imaginamos.

As formas mais comuns de acidentes no lar estão ligadas a quedas, queimaduras, envenenamento,

choques, asfixia e outros. Agora pense em como os pontos a seguir se aplicam a sua casa. A maioria

das quedas ocorre em casa, mas se forem tomadas algumas precauções, pode-se reduzir muito os

riscos, ninguém está livre de uma queda. Mas, você pode prevenir tomando alguns cuidados:

– Coloque corrimãos firmes (se possível, dos dois lados), fitas adesivas antiderrapantes nos degraus e

interruptores de luz nas extremidades da escada.

– Mantenha as escadas desobstruídas, em boas condições e bem iluminadas.

– Piso antiderrapante na cozinha, no banheiro e nas áreas de serviço.

– Grade de proteção no alto da escada se houver crianças na casa.

Sempre tenha a máxima cautela ao usar aparelhos que podem emitir monóxido de carbono, verifique

constantemente as condições de segurança de sua casa, não hesite em fazer consertos e melhorias,

um lar seguro é responsabilidade de todos os que moram nele.


DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

O QUE É A SAÚDE MENTAL?

A saúde mental e a saúde física são duas vertentes fundamentais e indissociáveis da saúde

É sentirmo-nos bem conosco próprios e na relação com os outros.

É sermos capazes de lidar de forma positiva com as adversidades.

É termos confiança e não temermos o futuro.

Mente sã em corpo são! A saúde mental e a saúde física são duas vertentes fundamentais e

indissociáveis da saúde.

Problemas de saúde mental mais frequentes

Para manter uma boa saúde mental

Não se isole

Reforce os laços familiares e de amizade

Diversifique os seus interesses

Mantenha-se intelectual e fisicamente ativo

Consulte o seu médico, perante sinais ou sintomas de perturbação emocional.

Não seja espectador passivo da vida!

Contribua para promover a sua saúde mental e a dos outros!


DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

PREVINA-SE CONTRA O CÂNCER DE PELE NESSE VERÃO

Hoje o câncer de pele é considerado um novo risco no trabalho, provocado pela maior
intensidade de exposição aos raios ultravioletas. Por que isso acontece?

O planeta Terra tem uma camada de ozônio, em cima da Terra, que protege o planeta
da incidência de raios ultravioleta provenientes do sol. E em função de vários
problemas, provocados inclusive pelo homem, a camada de ozônio apresenta falhas,
buracos, que fazem com que os raios ultravioletas cheguem com mais intensidade na
superfície da Terra. De uns anos pra cá́ esse problema tem se agravado. Até poucos
anos atrás era comum as pessoas irem à praia para pegar sol, para se bronzearem ao
sol. Hoje já́ é mais difícil ver pessoas muito queimadas, pois a tendência é outra. As
pessoas quando vão à praia se protegem, utilizam bloqueadores solares para evitar os
problemas causados pela grande incidência de raios ultravioletas na pele. O sol, na
verdade, é muito importante para evitar várias doenças como raquitismo e a fraqueza
óssea, porém em um país como o Brasil que é muito ensolarado, uma exposição
prolongada ao sol faz mal à saúde. E pior ainda para quem trabalha ao ar livre. Por
isso, algumas medidas de proteção são muito importantes para o trabalhador. Quais
são essas medidas? O uso de um bloqueador solar na pele é fundamental para a
proteção e diminuição da incidência dos raios ultravioletas. O uso de roupas
adequadas que também atuam na proteção da pele da radiação solar.
DIÁLOGO DE SEGURANÇA - SEGURANÇA DO TRABALHO MÊS: DEZEMBRO

LISTA DE PRESENÇA DE DIÁLOGO DE SEGURANÇA

Tema:
Data: Estúdio/PGM: Carga horária: 10 minutos
Supervisor: Empresa: TVG
Nº NOME LEGÍVEL MATRÍCULA ASSINATURA
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

------------------------------------------------------------------------------------
Assinatura do Supervisor