Você está na página 1de 23

CURSO DE

CURA PRÂNICA

A CURA POR MEIO DA ENERGIA

É a Terapia energética que utiliza a Energia Vital , denominada Prana, para


o processo de cura, em uma Filosofia de vida própria em que há uma Energia Vital
básica no corpo humano, responsável pela manutenção da saúde. Estima-se que os
princípios dessa Terapia já eram conhecidos há cerca de 6.000 mil anos. Estes
conhecimentos ancestrais orientais de cura foram reunidos e codificados no século
XX, desenvolvidos nas Filipinas com o nome de Cura Prânica por Maha Atma Choa
Kok Sui, filipino de ascendência chinesa. Tem sido também chamada de Cura
Psíquica, pela fé, Vital, Magnética, pelas mãos e também por Cura Quântica.
O Mestre Choa Kok Sui , por mais de 20 anos pesquisou técnicas de curas
orientais, desenvolvendo a partir delas um método tão simples que qualquer pessoa
mesmo não tendo nenhuma capacidade psíquica ou paranormal, pode praticá-la ou
se beneficiar com ela. Suas técnicas estabeleceram um novo modelo de percepção
em relação à própria cura, não apenas por conceber esse processo de recuperação

natural, mas também criou a Psicoterapia Prânica que


comprova como a Energia é um fator importante na
cura da Psique.

AN02FREV001/REV 3.0

35
PRANA

Prana é uma palavra de origem Sânscrita (grupo de línguas indo-europeias


da Índia), que significa Força Vital. O conceito de Prana possui diferentes nomes em
diferentes culturas, como Energia Vital, Energia da Vida, Bioenergia, Chi para os
Chineses e Ki para os japoneses.
Podemos encontrar a Prana no ar que respiramos e na luz solar, na energia
de vida, em cada molécula, cada átomo. Nossa alimentação contém pequenas
quantidades de Prana. Quando o Prana é manipulado tem efeito vitalizante,
aliviando muitos males do corpo físico. O Prana não é o oxigênio, mas é a essência
da vida que está no oxigênio.
Embora esta abordagem de cura possa surpreender alguns pontos de vista
tradicionais, seu reconhecimento final fica provado pela eficácia dos resultados
obtidos na cura. Com o avanço das pesquisas e descobertas surpreendentes no
domínio dos fenômenos psíquicos e da cura paranormal, instrumentos modernos
são agora capazes de medir e fotografar este campo de energia existente ao redor
do organismo físico.

O movimento do pensamento na mente surge do movimento do Prana; e o


movimento do Prana surge em função do movimento do pensamento na
consciência. Eles formam assim um ciclo de dependência mútua, como o
movimento das ondas e das correntes marítimas. (CHOA KOK SUI:
Milagres da Cura Prânica, 1998).

Quando as nossas energias se desequilibram e as negativas não são


eliminadas originam-se bloqueios que podem levar aos distúrbios emocionais,
psicológicos e com o tempo às doenças físicas. Por isso, o estresse, a falta de
exercício e de descanso, hábitos negativos, alimentação desequilibrada, atividade
psíquica desapropriada, situações traumáticas e choques emocionais são exemplos
da desarmonia originada por sintomas como a perda de vitalidade, fadiga, dores
sem causa física, depressão, ansiedade ou tristeza sem precedentes, irritabilidade,
conflitos interiores e dificuldades de concentração.
Sem ser preciso tocar na pessoa, a Prânica retira o Prana (Energia Vital)
onde houver excesso, repondo onde houver a falta ou substituindo quando essa
energia encontra-se enfraquecida. A manifestação da dor indica que existe energia
estagnada no local. Age profundamente na Aura do corpo e dos Chakras, limpando-
os, harmonizando-os e ocorrendo inclusive mudanças na tonalidade das cores da
AN02FREV001/REV 3.0

36
Aura com a utilização da Cromoterapia e dos Cristais.
A Energia que pode ser sentida ou vista clarividentemente é chamada de
Corpo Bioplasmático . Nossas emoções negativas ou males de fundo emocional
são resultados da nossa maneira de pensar, ser e agir ou até mesmo do ambiente
em que vivemos. Lembre-se quantas vezes você agiu instintivamente por motivos
fúteis, por meio do inconsciente e do subconsciente?
A Prana é aquela Energia ou Força Vital que mantém o organismo vivo e
saudável. O praticante projeta o Prana ou energia vital ou “respiração de vida” para
o cliente, curando-o. É por meio deste processo que a “cura milagrosa” é realizada.
A “cura milagrosa” nada mais é do que o aumento do ritmo de autorrecuperação do
corpo. Não há nada de sobrenatural ou paranormal na Cura Prânica, pois ela
apenas se baseia em leis naturais que infelizmente a maioria das pessoas
desconhece.

PRINCIPAIS FONTES DE PRANA

Basicamente existem três fontes principais de absorção da Prana:


Prana solar : O Prana solar é aquele proveniente da luz do Sol. Ele revigora
todo o corpo e promove a boa saúde. O Prana solar pode ser obtido por meio da
exposição do Sol ou pela ingestão de água exposta á mesma.
Prana do ar : É também chamado de glóbulo de vitalidade do ar. O Prana do
ar é absorvido pelos pulmões através da respiração e também pelos centros de
energia do Corpo Bioplasmático (Chakras), podendo ser absorvida maior quantidade
de Prana pela respiração ritmada, lenta e profunda do que pela respiração curta e
artificial.
Prana do Solo : Conhecido por glóbulo de vitalidade do solo. Sua absorção
ocorre pelas solas dos pés, de forma automática e inconscientemente. Caminhar
com os pés descalços aumentará a quantidade de Prana do solo absorvido pelo
corpo.
Podemos projetar essa energia para outra pessoa. Quando estamos com
excesso de Prana podemos fazer com que as outras pessoas ao nosso redor se
sintam melhores e mais vigorosas. Porém, quando as pessoas encontram-se
esgotadas acabam por absorver inconscientemente o Prana de outras pessoas. É

AN02FREV001/REV 3.0

37
por isso que podemos encontrar pessoas que tendem a fazê-lo se sentir esgotado,
cansado e, na maioria das vezes, sem nenhuma razão aparente.
Certas árvores (como pinheiros e antigas e saudáveis árvores gigantescas)
ou locais segregam um excesso de Prana. Pessoas cansadas ou doentes alcançam
grandes benefícios ao se deitarem ou descansarem sob estas árvores. Qualquer
pessoa pode aprender a absorver conscientemente o Prana destas árvores, de tal
modo que o corpo formigará e se tornará entorpecido devido à enorme quantidade
de Prana absorvida. Esta habilidade pode ser adquirida com apenas algumas
poucas sessões de prática. Experimente e observe os resultados.
Quando as condições do tempo são ruins, muitas pessoas ficam doentes,
não apenas por causa das mudanças de temperatura, mas também pela diminuição
do Prana solar e do Prana do ar (energia vital). Assim, muitas pessoas se sentem
mal e fisicamente apáticas ou se tornam propensas a doenças infecciosas. Isso
pode ser contrabalançado pela absorção consciente do Prana do ar e do solo.
Podemos observar claramente que há mais Prana durante o dia do que durante a
noite, caindo a um nível muito baixo nas três ou quatro primeiras horas da manhã.

2.2.1 Leis Básicas da Cura Prânica

A Cura Prânica é fundamentada em duas leis que favorecem uma cura


rápida e eficiente:

A Lei da curta recuperação - O corpo é capaz de recuperar-se conforme o seu


ritmo. Uma pessoa com uma ferida ou queimadura no corpo irá se restaurar em
praticamente três dias ou até uma semana. Mesmo quando não é aplicado
antibiótico na parte afetada, o próprio corpo assumirá a tarefa de curar a si mesmo.

A Lei da Energia Vital - O processo de cura torna-se acelerado quando aumenta a


energia vital na parte lesada e em todo o corpo. No processo de Cura Prânica a
energia vital age como catalisadora para acelerar a velocidade das reações

AN02FREV001/REV 3.0

38
bioquímicas envolvidas na cura natural do corpo. Quando se aplica energia Prânica
à parte lesada do corpo o ritmo da recuperação aumenta visivelmente.

2.3 CORPO BIOPLASMÁTICO

Do mesmo modo que o corpo visível, ele possui cabeça, dois olhos, dois
braços, etc. Em outras palavras, o corpo bioplasmático assemelha-se ao corpo
visível. É por isso que os clarividentes o chamam de duplo etérico ou corpo
etérico .
O corpo físico visível é aquela parte do corpo humano que vemos, tocamos,
alimentamos e no qual estamos mais familiarizados. O corpo bioplasmático é aquele
corpo de energia luminosa invisível, que envolve o corpo visível e se estende para
além, por cerca de 10 a 15 cm, ou mais, quando, por exemplo, o terapeuta expande
sua aura com exercício próprio.
O termo bioplasmático é formado por Bio , que significa vida, e Plasma que
se refere ao quarto estado da matéria, sendo os outros três: o sólido, o líquido e o
gasoso. O plasma é um gás carregado (ionizado) com partículas positivas e
negativas. Não é igual ao plasma sanguíneo. O corpo bioplasmático significa corpo
de energia viva composto de matéria sutil invisível ou matéria etérica. A ciência, por
intermédio do uso da fotografia Kirlian, redescobriu o corpo bioplasmático. É por
meio do corpo bioplasmático que o Prana ou energia vital é absorvido e distribuído
por todo o corpo físico.
2.3.1 Meridianos ou Canais Bioplasmáticos

Do mesmo modo que o corpo visível tem vasos sanguíneos através dos
quais flui o sangue, o corpo de energia possui finíssimos canais bioplasmáticos
invisíveis ou meridianos, por meio dos quais fluem e se distribuem por todo o corpo
o Prana e a matéria bioplasmática. Há vários canais de energia principais e milhares
de canais secundários. Por esses canais flui o Prana que alimenta e fortalece todo o
organismo.

O QUE PODE FAZER A CURA PRÂNICA

- Reforça o nível energético;


- Fortalece o sistema imunológico;
- Alivia os efeitos colaterais da quimioterapia;
- Promove emoções positivas;
- Melhora as performances esportivas;
- Aperfeiçoa as condições desenvolvendo a atividade mental;
- Pode ajudar os pais a baixar a febre alta de seus filhos em apenas algumas
horas e a curá-la, na maioria dos casos, em um ou dois dias;
- Pode aliviar imediatamente dores de cabeça, dores causadas por gases,
dores de dente e dores musculares, na maioria dos casos;
- Tosse e resfriados geralmente são curados em um ou dois dias. Movimento
intestinal lento, na maioria dos casos, é curado em poucas horas;
- Doenças mais sérias tais como problemas oculares, hepáticos renais e
cardíacos, podem ser aliviadas em poucas sessões e, em muitos casos, curadas em
poucos meses;
- Eleva a taxa de cura em três vezes ou mais em relação àquela normal;
- Estas são algumas das coisas que a cura Prânica pode fazer. Mas isso
exige que o praticante tenha alcançado certo grau de perícia.

OS PRINCÍPIOS DA CURA PRÂNICA


A Cura Prânica tem por base 14 princípios que mostram como e porque ela
funciona.
Princípio da Força Vital: Para que a vida física exista é preciso haver
força ou energia vital, que é a energia cósmica. Ela também é necessária para a
existência de formas de vida mais sutis.

Princípio da Difusão: A força ou energia vital está em torno de nós.


Ela difunde. Estamos realmente imersos em um oceano de força vital. Baseado
neste princípio o praticante pode drenar energia Prânica ou força vital do ambiente e
passá-lo ao paciente sem se desgastar.
Princípio da Energia Doente: A doença existe não apenas sob a
forma física, mas também sob a forma de energia. A doença sob forma de energia é
chamada de energia doente ou matéria bioplasmática doente. Os clarividentes
visualizam na como uma energia acinzentada e escura.
Princípio da Transmissibilidade: A força ou energia vital pode ser
transmitida de uma pessoa a outra, de uma pessoa a um objeto, de um objeto a
outro ou a uma pessoa.
Princípio da Contaminação: A energia doente é transmissível e pode
ser transportada de um paciente para outra pessoa ou para um praticante da cura. A
energia doente de um indivíduo pode contaminar outro indivíduo, um objeto, animal
ou planta. Para evitar a contaminação é extremamente importante que os
praticantes da cura estejam atentos aos cuidados necessários, tais como sacudir as
mãos ao realizarem cura e lavá-las, bem como aos braços, ao final de cada prática.
Princípio da Controlabilidade: A força vital e a energia doente podem
ser controladas e dirigidas por meio da vontade ou intenção mental.
Princípio da Limpeza e da Energização: Mostra que na cura,
fornecer energia vital não é suficiente, também é necessário remover a energia
doente. A remoção da energia doente é chamada limpeza. Dar força vital a um
paciente ou a um objeto é chamado de energização . A taxa de cura pode ser
acelerada pela aplicação do princípio de limpeza e energização.
Princípio da Reação Radical: Quando a energização é realizada sem
remoção da energia doente pode ocorrer uma crise, sob a forma de piora temporária
do problema. A isso se denomina reação radical, que deve ser evitada ou
minimizada pela limpeza.
Princípio da Receptividade: Mostra que o paciente precisa ser
receptivo, ou pelo menos neutro, para que possa receber a Energia Prânica
projetada. Estar relaxado também ajuda a aumentar o grau de receptividade, senão,
a energia Prânica projetada não será absorvida ou, se for, o será em uma
quantidade mínima.
Princípio da Estabilização: A energia Prânica projetada tende a vazar
se não for estabilizada. A estabilização é feita pela energização da região tratada
com Prana azul-claro esbranquiçado ou por meio de um movimento com a mão
semelhante ao de "pintar" a parte tratada com Prana azul-pastel. Os sintomas
tendem a retornar se não fizer a estabilização.
Princípio da Liberação: Mostra que um elo etérico se forma durante a
cura e este deve ser cortado para que a energia Prânica projetada seja liberada,
caso contrário, uma porção substancial da mesma poderá retornar ao praticante da
cura.
Princípio da Correspondência: O que afeta o corpo etérico ou corpo
de energia tenderá a afetar o corpo físico. E aquilo que afeta o corpo físico tenderá a
afetar o corpo de energia.
Princípio da Interligação: O corpo do paciente e o do praticante da
cura estão interligados, pois fazem parte do corpo da energia da Terra, em um nível
mais sutil. Como parte do sistema solar, estamos interligados com todo o cosmos.
Este princípio da interligação também é chamado de:
Princípio da Unidade e Princípio do direcionamento: A força vital
pode ser dirigida. Ela segue o caminho indicado pela focalização de sua atenção; ela
segue o pensamento. A cura Prânica a distância baseia-se neste princípio e no da
interligação.

Tempo virá em que a ciência fará avanços extraordinários, não devido


a instrumentos melhores para a descoberta e a mediação das coisas,
mas porque algumas pessoas terão sob seu comando grandes poderes
espirituais raramente utilizados no presente. Em poucos séculos a arte
da cura espiritual estará amplamente desenvolvida e será
universalmente empregada. (GUSTAF STROMBIERG, astrônomo em
Mount Wilson Man, Mind and the Universe).

A nossa falta de conhecimento não altera a realidade, porém a nossa


percepção e concepção tanto do que é como do que não é ou do que pode ou não
ser feito pode transformá-la em uma realidade errônea. Antigamente as pessoas não
sabiam da existência da eletricidade ou conheciam suas propriedades e usos
práticos, porém isso não significava que a eletricidade não existisse.

LIMPEZA E ENERGIZAÇÃO COM PRANA DO CORPO BIOPLASMÁTICO


É pela limpeza ou remoção da matéria bioplasmática doente do Chakra
afetado e do órgão adoentado e energização dos mesmos que a cura se realiza.
Estes dois princípios básicos constituem o verdadeiro alicerce da Cura Prânica. A
limpeza é necessária para remover a matéria bioplasmática doente e desvitalizada
de todo o corpo ou da região afetada e para desbloquear os canais. Os raios da
saúde são limpos, desemaranhados e fortalecidos.
É preciso notar que a parte afetada deve ser completamente limpa antes
e/ou após a energização. Em casos mais sérios, todo o corpo deve ser higienizado.
Muito frequentemente, após a lavagem inicial, o cliente deve ser energizado, para
facilitar a limpeza posterior. Este processo é muito semelhante ao de varrer,
primeiro, um assoalho muito sujo, para, depois, lavá-lo com água e sabão ou algum
produto químico, de modo a retirar a sujeira mais grossa. Todo o processo pode ser
repetido inúmeras vezes, até que o corpo bioplasmático seja normalizado.
A limpeza é necessária para facilitar a absorção de Prana. Sem a limpeza se
gasta mais tempo para alcançar a cura e mais Prana é necessário para curar o
cliente. Ela também reduz o risco de danos aos canais bioplasmáticos mais
delicados. Uma possível reação radical pode ser induzida se a limpeza não for
realizada antes ou após a energização.

AS SEIS TÉCNICAS BÁSICAS NA CURA PRÂNICA ELEMENTAR

· Sensibilização das mãos;


· Exploração da Aura interior;
· Varredura (limpeza): geral e localizada;
· Energização com Prana: técnica dos Chakras das mãos;
· Absorção e Projeção do Prana;
· Estabilização do Prana projetado.

Sensibilização das Mãos

Na parte central de nossas mãos há um pequeno canal, conhecido como


Chakra, que emite e recebe o Prana. É o desenvolvimento desse canal que aguça a
sensibilidade das nossas mãos. Quanto mais estiver aberto, mais facilmente a
energia fluirá por meio dele, nos dois sentidos; é isso que significa ter mãos
sensíveis.

SENSIBILIZAÇÃO DAS MÃOS INICIANDO ABERTURA DE CANAIS DE


ENERGIA

Procedimento:
Para abrir esse canal concentre sua atenção simultaneamente em suas
mãos. Concentre-se em sentir o centro de cada palma, mantendo a respiração de
forma lenta e ritmicamente. A concentração é facilitada ao se pressionar os centros
das palmas das mãos com os polegares, antes de iniciar o processo. Faça esse
exercício com regularidade; fazê-lo de cinco a dez minutos por dia, durante três ou
quatro meses é suficiente para ativar permanentemente a energia emanada por
suas mãos.
Não se desencoraje se não sentir nada na primeira tentativa. Continue a
praticar e poderá se capaz de sentir tais sensações sutis na terceira ou quarta
sessão. É muito importante manter a mente aberta e se concentrar adequadamente.
Outro bom exercício para aumentar a sensibilidade das mãos é manter as palmas
próximas uma da outra, sem se tocarem. Devagar, afaste as mãos até uma distância
de cerca de 40 cm; em seguida, lentamente, aproxime de novo as mãos. Isso deve
ser feito de cinco a dez minutos de cada vez.
Demora alguns minutos antes que o Prana se concentre entre as mãos.
Mantenha-as próximas até que sinta certo calor ou tenha uma sensação de
eletricidade entre elas; então, bem devagar, afaste-as novamente. Normalmente,
oito em cada dez pessoas podem sentir o Prana na primeira tentativa e a maioria
pode notar imediatamente os limites do corpo etérico à medida que as mãos
aproximam-se lentamente.
Concentre sua atenção apenas na mão direita, de onde o Prana sairá.
Lentamente, tome consciência de que um circuito de Prana está se formando, no
qual ele sai de sua mão direita e entra na mão esquerda da outra pessoa. Ele
continua a fluir pelo braço, em seguida, passa pelo coração, desce pelo braço direito
até a mão, seguindo por sua mão esquerda e subindo até a região de seu coração,
em seguida descendo e novamente rumando para sua mão direita. Concentre-se na
mão direita, de onde o Prana sai, e o resto acontece naturalmente. Pode parecer
difícil, mas na verdade não é. Esse fluxo já está acontecendo, embora normalmente
nós não o percebamos, porque é sutil.
Interpretação geral das sensações mais comuns:
Sensação de calor: Indica grande quantidade ou congestão de Prana;
vazamento de Prana ou uma infecção; uma doença grave se a sensação de calor for
muito forte; muito Prana em suas mãos. Caso isso aconteça, esfregue as mãos ou
lave-as com água fria e tente novamente.
Sensação de frio: Indica ausência ou pouco Prana; congestão ou bloqueio
nas áreas ao redor; falta de sensibilidade nas mãos.
Golpes de ar: Geralmente indica que o Prana está deixando o corpo, ou
seja, ocorre o “vazamento” de energia; pode tratar-se de um quadro de infecção.
Ar quente ou frio em movimento: Combinação dos resultados anteriores.
Formigamento e eletricidade paralelamente: Combinação dos elementos
mencionados acima.
Nada: Nenhuma Prana; corpo etérico muito fino; as mãos não estão
sensibilizadas ou sua atenção não foi suficiente.

Exploração ou Mapeamento da Aura interior

O Mapeamento ou Exploração é o método de diagnóstico usado na Cura


Prânica. Essa técnica de diagnóstico é geralmente utilizada nos corpos sutis, mas
pode também ser aplicada no corpo físico. O mapeamento é algo de fácil
compreensão: se você deixa sua mão perto de um fogão por alguns instantes, você
sente calor. Da mesma forma, se mantiver sua mão perto do corpo de outra pessoa,
você terá sensações.
Cada pessoa é diferente; todos sentem sensações diferentes quando fazem
a exploração. Por exemplo, pode ser que eu sinta calor enquanto você sente um
golpe de ar; ou pode ser que eu sinta um golpe de ar e você, um calor acompanhado
de formigamento. Essas são as sensações mais comuns que temos durante a
exploração: áreas quentes ou frias; golpes de ar; ar quente ou frio em movimento;
formigamento; combinação de formigamento com todas as sensações mencionadas;
ou absolutamente nada. A arte da exploração está em saber ou intuir o significado
das variadas sensações.

Um fator importante no mapeamento é ter a mente neutra. Isso exige uma


breve explicação. O que vem a ser neutro? Neutro é não ter conceitos nem ideias
preconcebidas acerca do que está acontecendo com o cliente, que tipo de pessoa
ele é, a natureza de sua doença, a localização ou a causa de sua doença, ou
qualquer sistema de diagnóstico.
O que nos restou como instrumento de trabalho? Nada. Não temos nada
com que trabalhar, a não ser uma mente neutra. Quando a mente está neutra, ou
quando não traz em si um conceito, o nível de exatidão da exploração é alto. Ela não
tem sentido em si mesmo nem por si mesmo; trata-se apenas de uma exploração
neutra do que ocorre naquele momento.

Procedimento:

A aura interior pode ser sentida com uma ou ambas as mãos. Mova-se lenta
e levemente para frente e para trás, para poder senti-la. A aura interior tem, em
geral, cerca de 10 cm de espessura. Concentre-se no centro das palmas de suas
mãos, ao realizar a exploração. É por meio dessa concentração que os Chakras das
mãos permanecem ou são ainda mais ativados. Assim, torne suas mãos mais
sensíveis à matéria ou energia mais refinada.
Explore o seu cliente da cabeça aos pés, do lado direito e o esquerdo. Por
exemplo: explore a orelha direita e a esquerda ou a região do pulmão direito e
esquerdo. Ao explorar a aura interior de um lado e de outro, observe que ela deve
ter mais ou menos a mesma espessura de cada lado.

Varredura

A limpeza é tão importante na medicina energética que chega a valer, por si


mesma, sem as outras duas etapas. Em geral, trata-se do aspecto menos conhecido
na cura energética. A varredura é geralmente uma técnica de limpeza. Pode ser
usada também para energizar e distribuir Prana em excesso. Quando a limpeza é

feita no corpo bioplasmático inteiro, é chamada de varredura geral. A limpeza


realizada em áreas específicas do corpo é chamada de varredura localizada.
Na varredura utilizam-se as mãos. Há duas posições de mão: a posição da
mão em concha e a posição dos dedos abertos. Estas duas posições são utilizadas
alternadamente. A posição da mão em concha é mais eficaz na remoção de
substância bioplasmática doente e a posição dos dedos abertos é mais eficaz para
pentear e desemaranhar os raios da saúde. A varredura geral tem sido chamada de
limpeza ou cardadura da aura por alguns estudantes de esoterismo.

Procedimento:

A varredura geral é feita com uma série de movimentos de varredura para


baixo apenas. Na varredura para baixo começa-se na cabeça e se desce até os pés.
Movimentos de varredura em concha cerca de 15 cm acima da cabeça do cliente.
Não toque desnecessariamente o cliente. Mantenha distância de cerca de cinco
centímetros entre o corpo do cliente e suas mãos.
A limpeza geral é um movimento de varredura que começa no topo da
cabeça e desce até a ponta dos pés. Fazer isso três ou quatro vezes é suficiente.
Esse método é bastante eficaz e não deve ser realizado com exagero, uma vez que
a vitalidade do cliente pode diminuir.

2.7.3.1 Eliminação do material etérico negativo

O que acontece com o material etérico que eliminamos ao sacudir as mãos?


Há três possibilidades: ele voltará para o cliente; ele penetrará em nós; ou ele
permanecerá na sala até se fixar em outra pessoa. Das três, a primeira possibilidade
é a mais comum, mas a segunda também não é rara. A terceira é a menos comum,
embora as salas com certeza acumulem vibrações de matéria etérica. Portanto, é
necessário se desfazer do material etérico eliminado dos clientes. Para isso existem
dois métodos: lavar as mãos com água salgada ou queimar o material etérico com a

concentração da mente e com o Prana, sendo esse desaconselhável para iniciantes


por ser considerado um método mais avançado.
O sal é um conhecido purificador em todos os níveis do corpo. Ele tem a
capacidade de dissolver o material etérico. A água é um condutor que retém ou
transfere energia. Isso é demonstrado pela eletricidade, que é uma manifestação
grosseira do Prana. Coloque água e sal em uma vasilha e mergulhe nela as mãos
após cada movimento de varredura. Depois do tratamento jogue a água em local de
água corrente apropriado para o material etérico negativo.

Energização

Ao projetar Prana para o corpo bioplasmático do cliente o praticante deve


simultaneamente absorver Prana do ar, impedindo a retirada ou excesso do Prana
do próprio praticante, pois de outro modo poderá ficar suscetível a infecções e
doenças. Uma das maneiras mais fáceis e mais seguras para projetar a Prana é por
meio dos Chakras das mãos. Um dos Chakras das mãos é utilizado para retirar o
Prana do ar e outro para projetá-lo ao cliente. O Chakra da mão encontra-se
alternadamente absorvendo ou projetando Prana em uma proporção rápida. Se
ele absorve ou projeta Prana é uma questão de intenção ou vontade. Você pode
usar o Chakra da mão direita para projetar o Prana e o Chakra da mão esquerda
para absorvê-lo e vice-versa.
O Prana é absorvido pelo Chakra de uma das mãos e projetado pelo Chakra
da outra mão, para isso proceda da seguinte forma:
A. Pressione com o polegar o centro das palmas de suas mãos para facilitar
a concentração;
B. Concentre ou focalize sua atenção, cerca de dez a quinze segundos, no
centro da palma da mão que será utilizada para absorver a energia Prânica. Isso
serve para ativar parcialmente o Chakra da mão, aumentando, assim, sua
capacidade de absorvê-la. Se você pretende absorver a energia Prânica por meio de
sua mão esquerda, então se concentre no centro de sua palma.
Coloque a outra mão próxima da parte afetada e, simultaneamente,
concentre-se no centro de ambas as mãos. Se você pretende projetar com o Chakra
da mão direita, então coloque sua mão direita perto da região afetada. Mantenha
uma distância de aproximadamente 10 a 15 centímetros do cliente. Continue a
focalizar sua atenção no centro das palmas das mãos, até que o cliente esteja
suficientemente energizado. Em casos simples, isso pode levar de cinco a quinze
minutos, para os iniciantes.
Ao energizar ou projetar o Prana, você precisa desejar ou ter a intenção
inicial de dirigir o Prana projetado para o Chakra afetado e, depois, para a região
afetada. Isso produzirá uma taxa de alívio e cura mais elevada. Os braços devem
ficar ligeiramente abertos para permitir um fluxo de Prana mais fácil do Chakra de
uma das mãos para o Chakra de outra. Deve haver uma expectativa ou intenção de
absorver Prana com o Chakra de uma das mãos e projetá-lo com o Chakra da outra
mão.
É importante se concentrar adequadamente em ambos os Chakras da mão
direita e da mão esquerda. O sucesso depende disso. Concentrar-se mais no
Chakra que projeta e não do Chakra que absorve, pois a concentração suficiente
tende a enfraquecer e exaustar o praticante de cura.
Absorção e Projeção do Prana

Para projetar o Prana, precisamos inicialmente absorver algum Prana extra


para que você não utilize o seu próprio, diminuindo assim sua vitalidade. Isso
deixaria seu corpo aberto a doenças ou infecções, sendo um erro bastante comum
cometido pelas pessoas para as quais a cura é natural, e que não foram alertadas
para os perigos de perder sua vitalidade.
Para se compreender melhor como ocorre o processo de absorção e
projeção basta imaginar que a mente e o Prana estão ligados entre si, bastando
desejar ou manter a intenção de absorver Prana. O Prana extra acumula-se
naturalmente na região do umbigo ou na região do plexo solar. Todos nós somos
ligeiramente diferentes. O que é verdadeiro para mim pode não ser para você, por
isso não existe um sistema na cura Prânica padronizada.
Há duas razões para que seja preciso absorver uma boa quantidade de
prana no início do tratamento:
1 - Para evitar que o Terapeuta use o próprio Prana afetando
consequentemente sua saúde.
2 - Para impedir que doenças ou infecções se instalem em seu corpo. Basta
que você concentre sua atenção para que o Prana se acumule em seu corpo. Um
pensamento claro e firme é a chave para isso: Quanto mais firme o pensamento,
mais for te o Prana.
Para projetar o Prana, usa-se a mesma regra: mantenha claramente seu
pensamento e sua atenção voltados no Prana que está sendo projetado das suas
mãos. Concentrar a atenção uma única vez é suficiente se o seu pensamento for
bem nítido. Quando a sua mente dispersa, quaisquer que sejam os seus
pensamentos, eles serão levados ao cliente pelo Prana, por isso não permita que
sua mente se disperse e mantenha o pensamento fixo em seu propósito. Por outro
lado, a clareza de seus pensamentos projetará um Prana claro, forte, puro e calmo.
Uma mente disciplinada é essencial em todas as formas de cura.
Sensibilização das mãos – cinco a dez minutos por dia;
Exploração – cinco a dez minutos por dia;
Varredura geral e localizada – dez minutos por dia;
Energização com Prana – dez minutos por dia;
A prática indicada acima deverá capacitá-lo a curar casos simples ou em
situações repentinas, tais como febre, movimentos intestinais lentos, dores
causadas por gases, dores musculares, picadas de insetos, etc. É aconselhável
aprender a curar casos simples antes de passar para aqueles mais difíceis. É
necessário ganhar experiência e confiança. Tente curar o máximo possível de casos
simples, antes de tentar curar casos difíceis ou sérios.

O QUE EVITAR NA CURA PRÂNICA

Não energize os olhos diretamente. São muito delicados e se super


energizam facilmente, quando a energização é direta. Isso pode prejudicá-los em
uma sessão mais longa. Os olhos podem ser energizados pela parte superior da
cabeça ou por meio da área situada entre as sobrancelhas. É mais seguro energizá-
los por intermédio do Chakra frontal (situado na área entre as sobrancelhas). No
caso dos olhos estarem suficientemente energizados, o excesso de Prana
simplesmente fluirá para outras partes do corpo.
Não aplique Prana de maneira intensa em crianças, em clientes muito fracos
e em idosos. No caso das crianças, seus Chakras (centros de energia) são ainda
muito pequenos e não muito fortes. No caso de clientes muito fracos e muito idosos,
os Chakras são frágeis. Uma grande quantidade de Prana ou uma energização
muito intensa tem um efeito de choque sobre seus Chakras.
É uma reação semelhante àquela sentida por uma pessoa muito sedenta,
que bebe muita água em um curto período de tempo. A capacidade de uma pessoa
muito fraca e idosa de assimilar Prana é bastante lenta. Esse tipo de cliente deve ser
energizado suave e gradualmente. Deve-se permitir descansar e assimilar o Prana
por cerca de 15 a 20 minutos antes de energizá-los novamente. Se o Chakra do
Plexo Solar for repentinamente muito energizado, resultando em efeito de choque

sobre o Chakra, o cliente pode ficar pálido e ter dificuldade de respirar. Se isso
acontecer aplique logo a varredura localizada na área do plexo solar. O cliente terá
alívio imediato.
SEQUÊNCIA PARA A PRÁTICA DA CURA

Observe e entreviste o cliente;


Explorar a coluna, os órgãos vitais, os Chakras maiores e as partes afetadas;
Aplicar a varredura geral;
Fazer uma varredura localizada nas áreas afetadas;
Explorar novamente as partes afetadas. Em caso de congestão Prânica,
explorar para determinar se a congestão diminuiu significativamente;
Em casos simples, a varredura ou limpeza é algumas vezes suficiente para
curar o cliente;
Energizar as partes afetadas com Prana;
Realizar uma nova avaliação com o cliente. Se houver ainda alguma dor
localizar os pontos exatos e explorar novamente essas áreas. Aplicar mais
varredura e energização;
Se a região estiver altamente energizada, fazer uma varredura distribuidora,
de modo a evitar uma possível congestão Prânica;
Explorar novamente a área tratada para determinar se a região afetada
encontra-se suficientemente descongestionada ou energizada. A perfeição é
a chave para uma cura imediata ou extremamente rápida;
Na congestão Prânica dá-se ênfase à limpeza. Na redução Prânica, dá-se
ênfase à energização;
Estabilizar o Prana projetado;
Instrua seu cliente para não lavar parte que acabou de ser tratada por cerca
de 10 h, senão os sintomas podem voltar. A água absorve um pouco da
energia Prânica que foi projetada para a parte afetada. Quanto mais tempo o
cliente puder ficar sem tomar banho, melhor será a absorção da energia que
foi projetada;

Em casos de doenças localizadas simples, a varredura geral pode ser


omitida. Nos casos de doenças infecciosas, a varredura geral deve ser
aplicada, mesmo que haja apenas um simples caso de infecção ocular ou
resfriado, porque todo o corpo encontrar-se-á mais ou menos afetado. Nas
doenças infecciosas, a aura exterior geralmente apresenta buracos. A taxa de
cura é muito mais elevada quando a varredura geral é aplicada nesses casos.

LIBERAÇÕES DA ENERGIA PRÂNICA

É importante que o Terapeuta mantenha tranquilidade durante o tratamento.


Após a sessão é importante visualizar o referido cordão etérico sendo cortado. Isso
serve para desfazer o elo etérico, que induz o retorno ao praticante da energia
Prânica projetada. Além disso, se o cliente estiver muito cansado há a possibilidade
de que o praticante inadvertidamente continue a energizar o cliente mesmo a
distância, após o tratamento. Isso, com o passar do tempo, pode exaurir o
praticante. É por isso que é importante manter uma postura imparcial ao tratar o
cliente.
Um Terapeuta Prânico deve também se autocurar, porém o fato de praticar
a Cura Prânica é por si só uma autocura. A parte da Energia captada sempre fica
com o praticante, fazendo com que o seu campo fique mais forte e equilibrado,
tornando-o menos vulnerável a doenças. Além disso, aconselha-se a prática de
exercícios e meditação.

SENSIBILIZAÇÃO
1. Apreciação Mútua (em grupo)

Objetivo: Habituar-se a ver a beleza e a energia da outra pessoa.


Tempo: Cerca de 10 minutos.
Instruções: Você pode tocar uma música suave durante este exercício e
diminuir um pouco a luz. Os membros do grupo devem se sentar aos pares, de
frente um para o outro, de modo que pelo menos um deles tenha um fundo mais
escuro atrás de si. Todos devem permanecer em silêncio durante o exercício.
Alguém deverá avisar quando cerca de 7 ou 8 minutos tiverem decorrido, para que
as pessoas tenham tempo de se desvencilhar do processo. Cada pessoa deverá
seguir os seguintes passos:
1. Começar a concentrar-se na qualidade única da outra pessoa.
Apreciar o ser dela, ver a beleza.
2. Imagine que está enviando uma energia de luz que emana de
si mesmo para outra pessoa, banhando-a em uma luminescência de
energia radiante.
3. Concentre-se nas qualidades únicas dessa pessoa e continue a
vê-la como um ser belo e radiante.
4. Depois de 7 ou 8 minutos desligue-se suavemente da outra
pessoa enquanto ambas agradecem uma a outra.
5. Peça às pessoas que descrevam o que aconteceu durante a
experiência.

2. Concentração

Passe algum tempo desta semana em um cenário natural.


Exercite-se focalizando uma árvore ou uma planta pelo menos uma vez esta
semana, e imagine uma faixa de luz ao redor dela.
Veja se pode embelezar seu ambiente de pequenas maneiras.
Observe diariamente as mudanças de energia e exercite-se, intensificando
conscientemente a energia pelo menos uma vez.
Habitue-se a ver a beleza em seus amigos, sua família e colegas de trabalho.

1. Utilizando novas atitudes

Objetivo: Exercitar-se em manter sua energia concentrada, porém fluindo livremente.

Orientação:
a) Escolha uma das atitudes abaixo. Descreva em seu diário como você
aplicaria a um problema atual.

b) Escolha uma atitude e pratique-a durante uma semana. Você se sente


mais aberto e com mais energia? Novas oportunidades estão vindo em sua direção?

Atitudes destinadas a manter sua Energia concentrada livre:


Permaneça presente no momento.
Seja seu eu autêntico – Seja verdadeiro.
Preste atenção em seus sentimentos.
Ouça atentamente – Esclareça o que você escuta.
Mantenha seu ego no estado Adulto.
Concentre-se no que você quer sentir.
Diga a verdade como você a sente.
Livre-se do apego a um único resultado.
Deixe o mistério desenredar-se.
Permaneça aberto.

Sua vida tem um propósito que está em via de lhe ser revelado. Mantenha
suas dúvidas atuais em primeiro plano na sua atenção. Sempre que precisar, peça
mais esclarecimento ao universo.

ENTREVISTA: MESTRE CHOA KOK SUI

A Cura pela Energia Vital: O Prana ou força vital existe em todo lugar. Pelo
uso de certas técnicas podemos canalizar essa energia para o cliente.
Imagine um método de cura fácil, seguro e que possa ser praticado pela
maioria das pessoas, democratizando um produto hoje raro e oneroso – a saúde.
Para um número cada vez maior de seguidores, esse método já existe e se encontra
em pleno desenvolvimento no Brasil. É a técnica de cura Prânica, de origem
ancestral e que utiliza as mãos para curar.

“Para curar, basta o desejo”, afirma o Mestre Choa Kok Sui, filipino de
ascendência chinesa, que durante mais de 20 anos pesquisou e sistematizou essa
prática. Suas pesquisas resultaram na autoria do renomado best-seller “Milagres da
Cura Prânica”, já traduzido em 28 idiomas, distribuído em 45 países, sendo
considerado um marco na desmistificação da cura paranormal.
Além deste trabalho escreveu “Cura Prânica Avançada”, “Psicoterapia
Prânica”, “Cura Prânica com Cristais”, “Autodefesa Psíquica”, “Meditação para o
Desenvolvimento da Alma”, “Meditação Universal e Cabalística do Pai Nosso” e seu
livro mais recente “A Essência Espiritual do Homem” onde nos propicia uma
primorosa fusão dos conceitos espirituais da Cabala, Hinduísmo, Budismo e
Cristianismo.
No livro “Milagres da Cura Prânica”, Mestre Choa descreve minuciosamente
os 11 Chakras principais, que controlam e energizam os órgãos vitais afetando as
condições psicológicas e espirituais do indivíduo. Indica o número de pétalas de
cada Chakras, a cor ou cores do Prana que ele contém bem como os sistemas e
órgãos que controlam e as doenças relacionadas ao seu mau funcionamento.
Descreve os vários sistemas do corpo humano, do imunológico ao sistema nervoso,
mencionando as doenças de cada sistema e suas formas de tratamento.
Segundo seu ponto de vista, a cura preventiva deve considerar fatores como
alimentação, respiração e exercícios adequados, higiene etérica correta, emoções e
pensamentos positivos, relações humanas, meio de vida e estilo de vida apropriada
e o tratamento Prânico preventivo. Mestre Choa não vincula nenhum método
religioso ao método de cura Prânica que sintetizou e modernizou. “Se quiser torná-lo
religioso”, observa o mestre, “pode dizer que a força vital vem de Deus, assim como
tudo. Mas é só isso”.
A imagem que suas obras nos passam, contudo, é a de uma pessoa de
profunda religiosidade. Ele aconselha os praticantes a fazer uma prece antes de
iniciarem o tratamento, invocando a proteção divina dos arcanjos, grandes profetas,
santos, anjos e guias de cura. Orienta o praticante a receber e transmitir a energia
divina de cura, de cor violeta-cintilante.

Quais são os princípios da cura Prânica?

A cura Prânica se baseia em princípios óbvios que, no entanto, não são


facilmente reconhecidos. O primeiro é que o corpo tem a habilidade natural de curar-
se. É o que ocorre com um corte ou um resfriado. Outro princípio é o da força vital
ou Prana. Baseia-se na ideia de que a energia vital ou Chi é necessária para que
exista a vida. E que a cura será acelerada se o nível de Chi ou a Bioenergia da parte
afetada, ou de todo o corpo, for aumentado. Isso é facilmente verificável
comparando-se o ritmo de recuperação de uma criança com os de um adulto e de
um ancião. As crianças, tendo muito mais energia vital, se curam mais rápido que os
velhos, que às vezes não conseguem se recobrar de uma fratura óssea.

O curador então direciona a sua força vital ao paciente?

A cura Prânica trabalha com a ideia de que há transferência da força


vital do curador para o paciente. Nós todos temos um corpo de luz e de energia. Se
a pessoa está saudável, esse corpo é brilhante e luminoso; se está doente, há
partes acinzentadas. Transferindo luz para o paciente ele pode curar-se, porque o
que afeta o corpo energético afeta o corpo físico. Mas o curador não usa a sua
própria energia, a sua própria força vital. Se isso ocorresse, ele se tornaria mais e
mais fraco. O Prana ou força vital está em todo lugar. Usando certas técnicas, pode-
se canalizar essa energia para o paciente. Era prática comum dos médicos da
antiguidade prescrever aos velhos reis que dormissem com jovens para se sentirem
revigorados. Apenas dormissem, sem relacionar-se sexualmente.

A cura Prânica não provoca sentimentos de concorrência nos médicos?

Não receio por isso. Temos uma atitude saudável em relação a eles.
Os médicos se especializaram no corpo físico e nós nos especializamos no corpo
energético. Qualquer fanatismo deve ser evitado. O paciente deve sempre consultar
um médico. Os dois tratamentos podem ser combinados.

Que elementos agem na formação da doença?


Tanto fatores externos quanto internos. Os fatores externos são
basicamente físicos, como os germes e bactérias, dieta inadequada, toxinas. Os
internos são emoções e pensamentos negativos, estresse, estilo de vida impróprio.
É preciso saber colocar esses dois fatores na balança. O problema é que tanto os
médicos quantos os curadores espirituais tendem a ser extremistas. Os médicos
veem as doenças como puramente físicas ou materiais, enquanto os curadores
tendem a enxergar apenas os fatores emocionais. Doenças causadas por fatores
genéticos podem estar relacionadas ao carma, mas para ser capaz de verificar isso
é preciso ser um bom clarividente.

Fale-nos do conceito de Prana colorido presente no livro Cura Prânica


Avançada?

Até aqui, este é o único livro que demonstra exatamente como curar
diferentes tipos de doenças com Prana colorido. Se o estudante reproduzir os
passos indicados, será capaz de curar com um acerto de aproximadamente 80% ou
90%. A cura Prânica usa normalmente apenas o Prana branco. Mas, assim como a
luz branca pode desdobrar-se em seis cores, o Prana branco pode ser desdobrado
em seis Pranas coloridos, cada um com qualidade e aplicações específicas.

Quanto à alimentação, quais são as suas recom endações básicas?

É necessário considerar não só a limpeza física, mas também a


limpeza energética dos alimentos. Se as pessoas pudessem ver como é suja a
energia da carne de porco, elas deixariam de comê-la. Principalmente pessoas com
doenças graves não devem comer nenhum tipo de carne. Além dos benefícios
advindos de uma dieta vegetariana, tornar-se vegetariano é um ato de misericórdia
para com o reino animal. Baseada na lei do carma, uma pessoa que demonstra
misericórdia também irá receber misericórdia. Evitar a crueldade e ter bondade, esta
é a principal chave para a boa saúde, para a felicidade e para se evitar as doenças
dolorosas graves.

Como você vê o futuro do planeta e da humanidade?

Se muita gente meditar, abençoar a Terra e mandar boa energia para


ela, seu corpo de luz poderá se regenerar e a humanidade será curada. O Brasil é
muito sensível à espiritualidade e às questões profundas do ser humano. Por isso,
recomendo aos brasileiros que orem e meditem em intenção de seu país e do
planeta. É claro que, para essa ação ser efetiva, ela deve ser realizada por um
grande número de pessoas. Acredito que o Brasil pode realmente ajudar a curar a
Terra. Mas, para isso acontecer, é necessário que a humanidade se desenvolva.

E qual é o caminho para esse desenvolvimento?

Precisamos ir além do plexo solar, que é o centro das emoções


inferiores e na maioria das pessoas se encontra cheio de tensão, ódio, dor e
impossibilidade de perdoar. E o perdão normaliza esse Chakra e os outros que são
afetados. Ele também é um centro com qualidades como coragem e agressividade.
Entretanto, há outros centros com qualidades que deveriam ser desenvolvidas: o
Chakra do coração, ligado à sensibilidade, ao acolhimento, ao calor, o Chakra Ajna,
entre os olhos, que tem a ver com clareza da mente e dos processos de
pensamento; ou ainda o Chakra da coroa que está ligado à espiritualidade.

Seu trabalho enfatiza a necessidade da meditação, no que consiste a Yoga


Arhática?