Você está na página 1de 2

Aparição de Nossa Senhora em Akita, Japão – 1973.

Numa pequena cidade do Japão, vivia uma moça chamada Agnes que aos 19 anos
sofria de uma paralisia. Em uma clínica, ela conheceu uma enfermeira muito boa, católica,
que lhe deu a base da fé.
Na idade de 19 anos, ela ficou milagrosamente curada depois que tomou a água de
Lourdes. Quando tinha 25 anos, converteu-se ao catolicismo. E foi ser religiosa. Em 1973
ela ficou totalmente surda. Ela partiu para um lugar remoto para viver com as freiras.
Os eventos extraordinários começaram em 12 de junho de 1973. Quando Irma
Agnes viu de repente brilhantes raios misteriosos emanar do sacrário. A mesma coisa
aconteceu em cada um dos dois dias que seguiram.
Em 28 de junho de 1973, sendo Irmã Agnes ainda noviça, apareceu uma ferida em
forma de cruz no lado de dentro da sua mão esquerda. Que irá sangrar e doer muito
intensamente.
Existia ao mesmo tempo no convento, onde a irmã estava começando a sua vida
religiosa. Uma estátua, dedicada à mãe de todos os povos.
Em 6 julho, Irmã Agnes ouviu uma voz vinda da imagem da Virgem Maria na
capela onde estava rezando.
Pouco depois de que a ferida nasceu na irmã Agnes, apareceu também na mão de
Nossa Senhora. E quando sangrava nas mãos da estátua, doía muito intensamente nas
mãos da irmã Agnes.
No mesmo dia algumas das irmãs notaram gotas de sangue fluindo da mão direita
da imagem. Em quatro ocasiões este ato do fluxo de sangue se repetiu.
Uma vez rezando Nossa Senhora apareceu a ela e pediu que rezasse pela conversão
dos pecadores. Pouco depois, o seu anjo da guarda apareceu deixando uma mensagem
dizendo, “Agnes não reze especialmente pela conversão dos teus pecados, mas reze pela
conversão do mundo inteiro”.
Em Akita, desde 1973, quando a irmã recebeu aquela chaga e quando Nossa
Senhora se manifestou, isso apareceu a ela até o ano de 1981. Por 101 vez a estátua de
Nossa Senhora lacrimou abundantemente, chorou e sangrou de suas mãos mais de uma
vez.
Em 29 de setembro, o dia em que a ferida desapareceu, as irmãs notaram que a
imagem tinha começado a suar especialmente na testa e no pescoço, um perfume
maravilhoso, um doce perfume.
Meus caros irmãos, que mensagem tão bonita nos deixa Nossa Senhora nessa
pequena cidade japonesa de Akita.
Nossa Senhora chora e quer que nós consolemos o coração do seu Filho. Nossa
Senhora chora pelos pecados do mundo inteiro, pelos pecados de cada um de nós. Ela
quer que nós consolemos o seu coração.
Nossa Senhora quer que o nosso caminho de vida seja Jesus Cristo. Que nós nos
convertamos e que nos tornemos a Ele. Necessitamos largar a vida de pecado.
Nossa Senhora é a primeira empenhada, é a primeira preocupada pela nossa
conversão final, a nossa salvação eterna. Não façamos e não permitamos que Nossa
Senhora chore nas nossas vidas. Que essas lágrimas que correm dos olhos de Nossa
Senhora não sejam por nós.
Para que, quando o olhar de Nossa Senhora cair sobre nós, não caia do seu rosto
lágrimas. Mas possa sair do seu rosto um sorriso, um sorriso como sinal que ela está
contente conosco, um sorriso porque ela está feliz com o teu comportamento. Um sorriso
porque no fundo tu amas de verdade a Nossa Senhora, você ama a Deus e você quer fazer
essa experiência de Deus em suas vidas.
Como conclusão, eu gostaria de interpelar a cada um de nós aqui que nunca nos
movamos sem o nosso terço. Para que seja nossa obrigação cotidiana, nossa oração
cotidiana, que todos os dias, nós peguemos em nossas mãos o nosso Terço e digamos a
Nossa Senhora o quanto a amamos por meio dessas 50 Ave-Marias. Por meio desses cinco
mistérios.
Quem reza o terço permanece sempre unido a Nossa Senhora, quem reza o terço
tem um caminho seguro para chegar até Deus. Quem reza o terço, vence suas dificuldades,
quem reza o terço permanece unidos como irmãos, como família, como esposo e esposa.
Quem reza o terço, permanece fiel antes as tripulações, antes as diversas dificuldades da
vida. Quem reza o terço tem força. Quem o teço tem amor. Quem reza o terço
permanecem com Deus. Quem reza o terço é feliz.
E você quer ser feliz? Eu quero ser feliz! Que sejamos felizes! Que sejamos felizes
carregando o nosso amor a Nossa Senhora manifestada nessa pequena e tão simples
oração, mas tão filial.