Você está na página 1de 1

João 4:23 Característica da verdadeira adoração

Evangelho de João escrita por volta dos anos 80-95 d.C, por Discípulo Amado de Jesus, por conta de um alarme
perpetrado por um jovem Herético Cincretista chamado Cerinto, que questionava a Divindade de Jesus, daí que os
anciãos de Éfeso aonde este cenário to acontecia, solicitáram na altura à João como o único discípulo vivo e que teve
experiência de vida com o Senhor Jesus para rscrevesse um Evengélho que prove a Divindade de Jesus, daí que suscita a
abordagem inicial do capítulo 1:1 que “no Princípio era verbo, o verbo estava com Deus, o verbo era Deus…”.

Naquela altura Jesus estava atravessando em samaria, com cede, parou num poço,pois os seus Discípulos haviam saído
pra cidade a comprar comida, enquanto isso chega a Mulher Samaritana que tirava água, tanto é que Jesus pediu a água
e a mulher mostrou renitência em dar, e Jesus mostra para ela que Ele era a água da vida. A mulher percebendo que
Jesus é Divino pergunta-lhe: Senhor onde seria o lugar para adoração, neste monte (Samaria) e os Judeus dizem que é
em Jerusalém (Jerusalém), qual é o verdadeiro lugar?

Contextualização: A anos atrás as 12 tribos de Israel se dividiram em 2 partes: Israel do Norte (com capital a Samaria) e
Israel do Sul (Com a capital Jerusalém), cada Reino estabeleceu o local em que deviam orar, onde o Norte instalou em
samaria na cidade de Betel o culto ao Bezerro de ouro (constríram um templo e colocaram 2 bezerros de ouro onde
declararam que eram os deuses que tiraram Israel da terra do Egipto), enquanto o do sul permanecia que com a
contrução do Templo de Salomão onde Deus havia dito que era alí no monte Sião onde deviam adorar (Lugar onde
estava a arca da aliança, os sacerdotes, o altar, levitas, o lugar dos sacrifício). Logo, estes dois reinos tornaram-se
inimigas em cada um com seu olhar sobre a adoração. Daí a questão da samaritana: Onde é o verdadeiro local?

Jesus ao responder esta questão, procura enfatizar primeiro o que é uma verdadeira adoração e quem são os
verdadeiros adoradores:

Deus procura adoradores, ou seja, Deus quer ser adorado e procura quem o adore, este é o propósito de Deus pela qual
fez a existência do Homem (para reflectir a Sua Glória). Mas esta adoração não deve ser feito de qualquer maneira,
existe uma forma certa para adorar a Deus, e isto vem justamente para o tempo em estamos atravessar, onde cada um
está a mercê, apararentemente ninguém ti vê, mas Deus vê tudo. Há 4 questões que precisamos responder: Onde,
quando, Como e a quem adorar?

a) Onde? Deus é espírito, sendo espírito Ele não está preso em algum lugar, não tem expressão física (Ex 20:4)
reprovando de forma implícita aos Samaritános, e para reprovar os de Jerusalém mostra que o Seu Reino
iria ser estabelecida em todo mundo e o véu iria se rasgar de alto à baixo para que todo homem tivesse a
comunhão plena com Deus (O plano original), não podemos idolatrar o local ou o lugar, Deus é
omnipresente, clame e Ele ti ouvirá.
b) Quando? Não há tempo específico para adoração à Deus (há tempo para todas as coisas mas não de
comunhão com Deus, todo tempo é de comunhão com Deus)
c) Como? Adorar a Deus com cosciência (com sinceridade), não é necessariamente que haja uma motivação,
sem manifestação de imagens, não deve haver um sentimento de obrigação, mas uma necessidade de se
encntrar com o invisível;
d) A quem? Em Verdade – partindo do pressuposto que Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida (João 14:6), a
adoração está centrada em Cristo Jesus – este é o que provoca a verdadeira adoração

Daí que Deus procura os tais que assim O adorem, tire seu tempo para adorar com uma coinciência plena, focado no
sacrifício de Jesus como autor e consumidor da nossa fé, como provedor de tudo, os templos estão vazios e Deus não
habita em templos feito por mão humanas (Atos 7:48), mas das Suas mãos, que é o nosso coração (a igreja somos nós e
não paredes).

Pst. Genito Alberto João