Você está na página 1de 6

POLÍTICA INTERNACIONAL

Novas Abordagens
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

NOVAS ABORDAGENS

NOVAS ABORDAGENS EM POLÍTICA INTERNACIONAL

• A ecopolítica é ocasionada pelo movimento ambientalista, o qual cresce com os movi-


mentos políticos a partir dos anos 70, sob uma perspectiva de avanço da agenda
ambiental global com as grandes conferências.
• A leitura pós-colonial traz uma perspectiva não hegemônica de entendimento da política
internacional.
• A leitura pós-moderna encapsula temas de gênero (feminismo, em particular), de raça
e de racismo na política internacional.
5m

ECOPOLÍTICA

• Meio ambiente ganha mais espaço na agenda diplomática multilateral e Relações Eco-
nômicas Internacionais.
• Crítica ao capitalismo industrialista (ocidental ou comunista).
–– Progresso absoluto e linear.
–– Modernização das sociedades sem responsabilização social ou socioambiental.
ANOTAÇÕES

1 www.grancursosonline.com.br
POLÍTICA INTERNACIONAL
Novas Abordagens
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

Otimismo falacioso dos avanços tecnológicos (como se a tecnologia fosse capaz de


––
solucionar todos os problemas).
10m • Outra crítica da ecopolítica é a irracionalidade ecológica das instituições sociais centrais
(Mercado e Estado).
• Crítica à instrumentalização dos recursos naturais (por exemplo, a água).
–– Apropriação e uso indevidos dos recursos da natureza.
–– Descaso com o sujeito (comunidades locais).
–– Perpetuação de uma ética destrutiva.
15m
• Círculos concêntricos da segurança internacional:

PÓS-COLONIAL

• Refletem a perspectiva não hegemônica, não ocidental de povos dominados e de cultu-


20m
ras excluídas ao longo dos tempos pelas principais potências.
• Repensar coletivo sobre estudos de desenvolvimento socioeconômico em áreas peri-
féricas.
• O neoimperialismo e o neocolonialismo são maneiras mais sutis de conquistar e de opri-
mir, não por belicosidades diretas ou por conquistas territoriais, e sim por penetração
cultural sob a forma do consumo e da exportação de valores ocidentais embutidos.
ANOTAÇÕES

2 www.grancursosonline.com.br
POLÍTICA INTERNACIONAL
Novas Abordagens
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

• Representação: a capacidade de participação e de difusão de voz em processos polí-


ticos, econômicos, culturais e institucionais de pouca permissão aos grupos menos
favorecidos.

ESTUDOS FEMINISTAS E DE GÊNERO

Características:

1. Uma visão de mundo multidimensional.
2. Perspectiva de luta pela igualdade entre gêneros.
25m
3. Investiga de que maneira é feita a distinção entre público e privado e o “papel” que cada
gênero tem ocupado, questionando essas circunstâncias.
4. Uma forma de entender como o poder (empoderamento) opera, como o poder se legi-
tima e como o poder é perpetuado.
5. Critica as tendências masculinizantes (patriarcado).
• "Gênero” se refere à construção social, não a uma característica biológica.
• As relações (homem x mulher) presentes na sociedade são desiguais, havendo mais
poder concentrado nas mãos de homens, fato que causa um desequilíbrio nas rela-
ções de poder das mais diversas esferas político-sociais e econômicas (exemplo: baixa
representatividade das mulheres em cargos públicos).
ANOTAÇÕES

3 www.grancursosonline.com.br
POLÍTICA INTERNACIONAL
Novas Abordagens
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

RAÇA E RI

Sujeito Fragmentado

• Raça e racismo nas RI – A linha global da cor (Du Bois) e a colonialidade do poder (Qui-
jano).
30m

Quijano

• Perspectiva que integra elementos históricos, econômicos, políticos e ideológicos que


estruturam as relações de poder na atualidade.
• Globalização = derivação do padrão de poder mundial = classificação social, que foi
difundida por meio da ideia de raça, utilizada como uma forma de dominação colonial
eurocêntrica.
• As formas utilizadas para discutir a política da América Latina foram distorcidas da reali-
dade, um resultado da perspectiva eurocêntrica do padrão de poder mundial, que utiliza
o evolucionismo e o dualismo.
• O discurso científico das RI é eurocêntrico e delimita seus sujeitos/objetos a partir da
extensão da realidade dos países do centro para o mundo.
• Modelo de dominação presente na colonialidade do poder, no eurocentrismo e no capi-
talismo, um sistema estrutural violento e insensível, que separou a humanidade utili-
zando uma palheta de cores.

Du Bois

• Dilema universal do negro: emparedado entre a busca de sua especificidade e a inte-


gração ao Ocidente.
–– “O século XX seria o século do confronto racial.”
35m • Buscou construir alianças concretas que possibilitassem a união africana com a diás-
pora negra, tratava-se do “cooperativismo negro” e da “solidariedade negra”.
• Intelectuais negros sul-americanos e africanos praticamente não participaram do debate
acerca da temática negra entre fins do século XIX e início do XX.
• Postura crítico-assimilativa acerca da tradição ocidental.
ANOTAÇÕES

4 www.grancursosonline.com.br
POLÍTICA INTERNACIONAL
Novas Abordagens
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

• Funda-se a ideia-força do pan-africanismo, dialogando com o universo simbólico con-


temporâneo para embasar uma luta comum contra o colonialismo e o racismo.

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
20. As teorias das relações internacionais têm a finalidade de formular métodos e conceitos
que permitam compreender a natureza e o funcionamento do sistema internacional, bem
como explicar os fenômenos mais importantes que moldam a política mundial.
J. P. Nogueira e N. Messari. Teoria das relações internacionais: correntes e debates. Rio
de Janeiro: Elsevier, 2005, p. 2.
A respeito do assunto abordado no fragmento de texto precedente, julgue (C ou E) o pró-
ximo item.

2) As análises pós-coloniais, que representam uma contribuição relativamente recente


na área de Relações Internacionais, questionam as concepções modernizadoras
ocidentais e a politização dos conflitos delas resultantes.
ANOTAÇÕES

5 www.grancursosonline.com.br
POLÍTICA INTERNACIONAL
Novas Abordagens
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

COMENTÁRIO
A politização dos conflitos é parte do pensamento pós-colonial.

22. A respeito de alguns dos principais paradigmas teóricos referentes ao estudo das relações
internacionais, julgue (C ou E) os itens que se seguem.

1) Nas teorias feministas das relações internacionais é comum o argumento de que


questões relativas à reflexividade e à subjetividade devem ser excluídas das pesqui-
sas, de modo a evitar prejuízos ao ideal da objetividade do conhecimento.

COMENTÁRIO
Não devem ser excluídas das pesquisas.

GABARITO
20. E
22. E

�Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a aula
preparada e ministrada pelo professor Thiago Gehre.
A presente degravação tem como objetivo auxiliar no acompanhamento e na revisão do conteúdo
ministrado na videoaula. Não recomendamos a substituição do estudo em vídeo pela leitura
exclusiva deste material.
ANOTAÇÕES

6 www.grancursosonline.com.br