Você está na página 1de 3

Universidade Federal de São Carlos

Curso de Educação Musical

Disciplina: Educação Musical: Prática e Ensino 4

Professor: Shirlei Escobar Tudissaki.

Tutora Priscila Regina

Robinson Luis Barreto RA. 541087

AT 4.3 – Avaliativa – Atividade em grupo – Plano de aula

Sobre TOXOPLASMOSE:

– Coriorretinite (Toxoplasmose ocular)

É uma inflamação da coroide e retina simultaneamente, geralmente causada por


toxoplasmose congênita. A toxoplasmose é causada pela infestação do protozoário

Toxoplasma Gondii, que pode ser encontrado no sangue, fezes, saliva, urina, leite e
ovos dos animais infectados, que são os hospedeiros intermediários, principalmente o
cachorro e o gato. A Toxoplasmose ocular provoca acentuada diminuição da acuidade

Visual. O quadro neurológico pode ser de alteração focal, com lesões cicatrizadas,
placas macular e convulsões e há uma alta incidência de miopia associada à
coriorretinite.

Recursos Ópticos:

• Óculos de correção refracional comum;

• Lentes bifocais;

• Telescópio tipo Galileu - 2x, 3x, 4x e 6x manuais, preferíveis a

Telescópios fixos em armações.

Adequações Pedagógicas

O aluno apresenta baixa acuidade visual para longe, dificuldade para detalhes,
possibilidade de alteração na visão de cores. O professor precisa compreender que
muitas vezes é impossível a criança olhar para frente, pois os olhos desviam para fugir
da cicatriz macular. . A cópia da lousa é bastante difícil em virtude de, à distância, a
visão ficar prejudicada, ou apresentar escotomas no campo visual. O professor deve
ajudar o aluno a buscar a melhor posição e distância para facilitar a cópia na lousa, além
de organizar o campo gráfico da lousa em relação à necessidade do aluno. O aluno
necessita utilizar magnificação (aproximação/ampliação/auxílios ópticos) e intensa
iluminação.

OBJETIVO DA AULA:
Desenvolver profundamente sentidos importantes como o Tato e a Audição, sentidos
estes que guiam  estas pessoas na ausência da visão.

MATERIAIS
- Lápis 6B e/ou caneta hidrográfica preta;
- Cadernos com pautas ampliadas ou reforçadas;
- Suporte para livros;
- Guia para leitura;
- Luminária com braços ajustáveis.

-UM violão.

DESCRIÇÂO DA (S) AULAS A SEREM PROPOSTAS:


.Através do Tato desenvolve-se, por um lado, porque  a leitura de partituras é feita
através deste sentido pelo deficiente visual; por outro lado, através do toque e percepção
de cordas, teclas, instrumentos de percussão, entre outros, na busca de uma sonoridade
desejada. A Audição é estimulada nos trabalhos de percepção rítmica, melódica e
harmônica necessários a pessoas que exercem uma atividade musical.

Duração da aula
Duração de 50 minutos, mas durante esses 50 minutos Possibilitar momentos de
“descanso ocular”, tais como, leitura e escrita alternadas com perguntas orais, cópia de
livro, tarefas em grupo, entre outras. Quando estiver com fadiga visual é recomendável
que feche os olhos por alguns momentos.

Formas de avaliação
É atribuição de o professor pensar sobre o pensar do aluno, analisar os efeitos de sua
atuação no processo de aprendizagem, redirecionando sua prática em função dos
resultados encontrados. Somente assim a avaliação será um processo efetivo de
diagnóstico pedagógico, compreensivo e indicador de ajustes.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

http://professoramarciavaleria.blogspot.com.br/2010/11/atendimento-pedagogico-ao-
aluno-com.html

http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1109-2.pdf

http://www.conservatoriodeitajai.com.br/publico/?page_id=668

http://www.cdof.com.br/aulas27.htm