Você está na página 1de 146

Manual de Serviço

D Caminhões
Grupo 28
Edição 01

Códigos de falha do motor (EECU)


MID 128
VM

20042787
Prefácio

D
As descrições e instruções contidas neste manual são baseadas nos métodos de
construção e estudo até Janeiro 06.
O desenvolvimento dos produtos é contínuo. Por esse motivo, veículos e componentes
produzidos depois da data acima mencionada, podem ter valores e métodos de
reparação diferentes. Quando as diferenças afectarem o conteúdo do manual de forma
sensível, será este completado com informações de serviço.
Na próxima edição do manual serão introduzidos os complementos.
Nas instruções onde aparece um número de operação na rubrica, este é referente ao
V.S.T. (Tempo Standard Volvo).
As instruções sem número de operação na rubrica são de caráter geral e não são
referentes ao V.S.T.
Nesta publicação usam-se os seguintes níveis de observação e advertência:
Nota: indica um procedimento, prático ou uma condição que deve ser seguida de
maneira que o veículo ou o componente funcione da forma pretendida.
Aviso: indica uma situação perigosa que pode causar danos no produto.
Atenção: indica uma situação perigosa que pode causar acidentes pessoais ou
sérios danos no produto.
Perigo: indica uma situação extremamente perigosa que pode causar acidentes
pessoais graves, podendo até levar a morte.

Volvo Truck Corporation


Curitiba, Brazil

Referência para encomenda: 20042787

© 06 Volvo Truck Corporation, Curitiba, Brazil

A reprodução total ou parcial desta publicação é proibida sem autorização


prévia e escrita da Volvo Truck Corporation.

Esta proibição abrange qualquer forma ou processo de reprodução, seja


eletrônico, mecânico, tipográfico ou fotográfico, incluindo fotocópia, xerocópia
ou gravação. Os transgressores são passíveis de procedimento judicial.
BRA19024.ihval
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Deficiências de funcionamento
MID 128, Unidade de controle do motor, códigos de falha
MID: Message Identification Description (identificação de
uma unidade de controle).
PID: Parameter Identification Description (identificação
de um parâmetro (valor)).
SID: Subsystem Identification Description (identificação
do componente).
PPID: Proprietary Parameter Identification Description
(Identificação de parâmetros exclusiva da Volvo (valor)).

Tabela de Códigos de Falha


D PSID: Proprietary Subsystem Identification Description
(identificação do componente exclusiva da Volvo).
FMI: Failure Mode Identifier (identificação do tipo de
falha).
Consultar também “Tabela de FMI” página 3.

Código de falha Componente/Função FMI


MID 128 PID 27 “MID 128 PID 27 Válvula EGR, posição 1” página 4 14
MID 128 PID 45 “MID 128 PID 45 Relé do preaquecedor” página 5 3, 4
MID 128 PID 84 “MID 128 PID 84 Velocidade do veículo” página 10 0, 2, 3, 4, 12
MID 128 PID 85 “MID 128 PID 85 Condição do piloto automático” página 12 2
MID 128 PID 91 “MID 128 PID 91 Posição do pedal do acelerador” página 13 2, 3, 4, 12, 14
MID 128 PID 97 “MID 128 PID 97 Indicador de água no combustível” página 23 0
MID 128 PID 100 “MID 128 PID 100 Pressão de óleo do motor” página 24 1, 3, 4, 12
MID 128 PID 102 “MID 128 PID 102 Pressão do turbocompressor” página 31 0, 3, 4, 7, 12
MID 128 PID 105 “MID 128 PID 105 Temperatura do ar de admissão” página 38 3, 4, 12
MID 128 PID 108 “MID 128 PID 108 Pressão atmosférica” página 45 0, 3, 4, 12
MID 128 PID 110 “MID 128 PID 110 Temperatura do líquido de arrefecimento” página 46 0, 3, 4, 12
MID 128 PID 158 “MID 128 PID 158 Tensão da bateria” página 53 0, 1, 3, 4, 12
MID 128 PID 164 “MID 128 PID 164 Controle da pressão de injeção” página 58 0, 3, 4, 12
MID 128 PID 175 “MID 128 PID 175 Temperatura do óleo do motor” página 65 0, 3, 4, 12
MID 128 PID 190 “MID 128 PID 190 Rotação do motor” página 72 0, 2, 8, 10, 12, 14
MID 128 SID 1/2/3/4/5/6 “MID 128 SID 1/2/3/4/5/6 Injetores” página 73 2, 3, 4, 12
MID 128 SID 21 “MID 128 SID 21 Sensor de posição do motor” página 79 2
MID 128 SID 22 “MID 128 SID 22 Sensor de rotações do motor” página 84 2
MID 128 SID 39 “MID 128 SID 39 Relé do motor de partida” página 89 3, 4
MID 128 SID 52 “MID 128 SID 52 Lâmpada do piloto automático” página 90 3, 4, 12
MID 128 SID 54 “MID 128 SID 54 Lâmpada branca de regime severo” página 91 3, 4
MID 128 SID 78 “MID 128 SID 78 Bomba de alimentação de combustível” página 92 12
MID 128 SID 81 “MID 128 SID 81 Relé do freio motor” página 98 3, 4
MID 128 SID 217 “MID 128 SID 217 Inibidor de partida” página 99 11, 14
MID 128 SID 218 “MID 128 SID 218 Relé principal ECM” página 100 2
MID 128 SID 231 “MID 128 SID 231 Link de controle SAE J1939” página 101 2, 9
MID 128 SID 238 “MID 128 SID 238 Lâmpada de diagnóstico/parada (vermelha)” página 3, 4, 12
102
MID 128 SID 239 “MID 128 SID 239 Lâmpada de advertência (amarela)” página 103 3, 4, 12
MID 128 SID 240 “MID 128 SID 240 Memória do programa” página 104 2
MID 128 SID 245 “MID 128 SID 245 Interruptor do pedal da embreagem” página 105 12

1
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Código de falha Componente/Função FMI
MID 128 SID 246 “MID 128 SID 246 Interruptor do pedal do freio” página 106 2
MID 128 SID 251 “MID 128 SID 251 Alimentação de tensão” página 107 2, 3, 4, 12
MID 128 SID 253 “MID 128 SID 253 Memória de dados EEPROM” página 108 2, 7, 9, 12, 14
MID 128 PSID 50 “MID 128 PSID 50 Monitoramento da pressão de combustível” página 110 0, 1, 3, 4, 7, 12,
14
MID 128 PSID 51 “MID 128 PSID 51 Desligamento da unidade de controle do motor” 2
página 113
MID 128 PSID 52 “MID 128 PSID 52 Sincronização da rotação do motor” página 114 2
MID 128 PSID 53 “MID 128 PSID 53 Monitoramento da válvula de alívio (PRV)” página 115 7, 12
MID 128 PSID 54 “MID 128 PSID 54 Banco capacitor 1” página 116 3, 4, 12
MID 128 PSID 55 “MID 128 PSID 55 Banco capacitor 2” página 117 3, 4, 12
MID 128 PSID 56 “MID 128 PSID 56 Teste de inicialização do sistema” página 118 2, 12, 14

2
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Tabela de FMI
Padrão SAE
FMI
0
1
2
3
4
5
6
Texto SAE

Dados intermitentes ou incorretos. D


Dados válidos, mas acima da faixa normal de trabalho.
Dados válidos, mas abaixo da faixa normal de trabalho.

Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da bateria.


Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Tensão extremamente baixa ou interrupção.
Tensão extremamente alta ou curto-circuito à massa.
7 O sistema mecânico não está funcionando satisfatoriamente.
8 Freqüência anormal.
9 Índice de atualização anormal.
10 Variações extremamente altas.
11 Falha desconhecida.
12 Dispositivo ou componente defeituoso.
13 Valor de calibragem fora dos limites.
14 Instruções especiais.
15 Reservado para uso futuro.

3
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 27 Válvula EGR, posição 1


Informações gerais
Componente: Sistema de controle do sistema do freio
motor.
Código de piscadas: 2.7

Código de falha
FMI 14
Instruções especiais.
Condição para o código de falha:

• Se o freio motor está acionado e a rotação do motor


está acima do limite (acima de 2580 rpm).
D
Possível causa:

• Erro do motorista.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.


Verificação recomendada:

• Condução incorreta do veículo.

4
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 45 Relé do preaquecedor


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar a condição do
relé do preaquecedor de partida.
Componente: Relé do preaquecedor de partida (K40).
Código de piscadas: 1.9

Código de falha
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.
Condições para o código de falha:
D
• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em
contato com a tensão da bateria.

• Quando ocorre um circuito aberto entre a unidade de


controle e o relé do preaquecedor de partida devido a
uma falha no chicote elétrico, conector solto ou defeito
no relé do preaquecedor de partida.
Possíveis causas:
• Curto-circuito a tensão da bateria.

• Chicote elétrico danificado.

• A bobina do relé está com defeito.

• O conector está com defeito ou solto.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, o motor não


pode ser ligado quando a temperatura estiver muito
baixa.
Verificações recomendadas:

• Bobina do relé.

• Chicote elétrico e conectores.

FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Condição para o código de falha:

• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em


contato à massa.
Possível causa:
• Curto-circuito à massa.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, o motor não


pode ser ligado quando a temperatura estiver muito
baixa.
Verificações recomendadas:

• Bobina do relé.

• Chicote elétrico e conectores.


5
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28450-3

D
MID 128 PID 45 Relé do preaquecedor, verificação
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C3001986

6
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle

D
2

C2004155
Cabo branco - massa

C2004176
Cabo vermelho/branco - massa

Condições prévias:

• Cabo vermelho/branco (K40.86) do relé desconectado


(cabo do pino A16 da unidade de controle do motor).
• Cabo branco (K40.85A) do relé desconectado (Cabo
do pino A04 da unidade de controle do motor).
• Medição de resistência utilizando um multímetro.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle do motor conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

Cabo vermelho/branco - massa .................. ≈ 4,3 K


Cabo branco - massa ....................................... ≈ 0

9812519

7
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Relé, verificação

D
3

C2004156

Condições prévias:
• Medição de resistência utilizando um multímetro.
• Cabos do relé desconectados
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação ao componente.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

K40.86 - K40.85A ........................................ ≈ 13,5

9812519

8
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
4

C3001987

9
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 84 Velocidade do veículo


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação e verificação
do sinal do tacógrafo. O sinal de velocidade é enviado do
sensor montado na caixa de mudanças para o tacógrafo
e então para a unidade de controle do motor no formato
PWM.

D
Quando ocorrer um problema com o sensor de velocidade
do veículo localizado na caixa de mudanças, o ponteiro
de velocidade (A) executará um ciclo partindo de 0 km/h
(B) até 40 km/h (D) e retornando para 0 km/h. Este
procedimento se repetirá a cada 8 segundos enquanto o
problema não for resolvido.
Nota! Quando o veículo estiver parado e o tacógrafo
reconhecer que apenas um dos dois sinais do sensor está
chegando no tacógrafo corretamente, este procedimento
será encerrado assim que for iniciada a condução, com o
ponteiro indicando a velocidade do veículo normalmente.
Assim que o veículo voltar a parar, o aviso será mostrado
novamente.
Nota! Se o veículo estiver sendo conduzido e o aviso
de problema no sensor estiver sendo executado, isto
significa que o tacógrafo não está recebendo os sinais
do sensor de forma correta.
Se existir um código de falha ativo e o tacógrafo não
demonstrar nenhum dos dois procedimentos de falha
acima, quer dizer, falha de alimentação ou falha no
sensor, muito provavelmente o problema deve estar no
chicote entre o tacógrafo e a unidade de controle do
motor (sinal PWM).
Componente: Sensor do tacógrafo (B12) / velocímetro e
tacógrafo (A33).

C2004158 Códigos de piscada: 3.1


Em caso de falta de alimentação do tacógrafo, o
mesmo não funcionará. Assim que a alimentação for
Código de falha
reestabelecida o ponteiro de velocidade (A) executará
um ciclo completo partindo de 0 km/h (B) até o final da FMI 0
escala (C) e retornando novamente para 0 km/h. Este Dados válidos mas acima da faixa normal de trabalho.
mesmo procedimento será repetido na primeira vez que
o veículo iniciar uma condução, ficando registrado no Condição para o código de falha:
disco diagrama que ocorreu uma falha de alimentação do
tacógrafo do veículo. • A freqüência do sinal está acima do limite máximo
(velocidade do veículo acima de 150 km/h).
Possíveis causas:

• Configuração do tacógrafo.

• Falha no tacógrafo/sensor de velocidade.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, a tomada de


força e o piloto automático não funcionam.
Verificações recomendadas:

• Tacógrafo/Sensor de velocidade.

• Chicote elétrico.

C2004159

10
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

FMI 2 FMI 4

D
Dados intermitentes ou incorretos. Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Condição para o código de falha: Condições para o código de falha:

• Sinal elétrico incorreto (a tensão do sinal PWM está • O sinal elétrico proveniente do tacógrafo está abaixo
variando entre 3,9 V e 4,3 V). do limite mínimo (abaixo de 0,2 V).
Possível causa: Possíveis causas:

• Falha no tacógrafo/sensor de velocidade do veículo. • Curto-circuito à massa.

Reações da unidade de controle / sintomas externos • Fala no tacógrafo/sensor de velocidade.


observados:
Reações da unidade de controle / sintomas externos
• Código de falha registrado. observados:

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. • Código de falha registrado.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, a tomada de • A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
força e o piloto automático não funcionam.
• Enquanto o código de falha estiver ativo, a tomada de
Verificações recomendadas: força e o piloto automático não irão funcionar.
Verificações recomendadas:
• Tacógrafo/Sensor de velocidade.

• Chicote elétrico. • Tacógrafo/Sensor de velocidade.

• Chicote elétrico.
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da FMI 12
bateria. Unidade ou componente defeituoso.
Condição para o código de falha: Condição para o código de falha:

• O sinal elétrico proveniente do tacógrafo está acima • Falta de sinal, ECU não pode ler o sinal elétrico.
do limite máximo (acima de 9,3 V).
Possíveis causas:
Possíveis causas:
• Chicote elétrico danificado.
• Curto-circuito a tensão da bateria.
• Falha no tacógrafo/sensor de velocidade.
• Falha no tacógrafo/sensor de velocidade.
• Defeito na unidade de controle do motor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados: observados:
• Código de falha registrado. • Código de falha registrado.
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. • A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
• Enquanto o código de falha estiver ativo, a tomada de • Enquanto o código de falha estiver ativo, a tomada de
força e o piloto automático não funcionam. força e o piloto automático não funcionam.
Verificações recomendadas: Verificações recomendadas:
• Tacógrafo/Sensor de velocidade. • Tacógrafo/Sensor de velocidade.

• Chicote elétrico. • Chicote elétrico.

11
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 85 Condição do piloto automático

C0002263 D
Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação dos sinais dos
botões da alavanca do piloto automático.
Componente: Alavanca do piloto automático/tomada de
força (S06).
Código de piscadas: 3.2

Código de falha

FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos.
Condição para o código de falha:

• Os botões R+ e S- estão enviando sinais para


aumentar e diminuir a rotação do motor ao mesmo
tempo.
Possíveis causas:

• Falha na alavanca do piloto automático.

• Curto-circuito no chicote elétrico.


Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, a tomada de


força e o piloto automático não funcionam.
Verificações recomendadas:

• Alavanca da tomada de força/piloto automático.

• Chicote elétrico e conectores.

12
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 91 Posição do pedal do acelerador


Informações gerais
Este dianóstico é utilizado para avaliação do sinal do
sensor do pedal do acelerador.
O sensor do pedal do acelerador está conectado
diretamente na unidade de controle do motor. Se o pedal
do acelerador for pressionado ao mesmo tempo que o
pedal de freio, a rotação do motor entra em regime de
marcha lenta e o pedal do acelerador é desabilitado
enquanto os dois pedais estiverem sendo pressionados.
Caso este procedimento ocorra de forma repetitiva, o
código de falha PID 91/FMI 14 é registrado.
Componente: Sensor do pedal do acelerador (B25).
Código de piscadas: 3.3
D
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.
Condição para o código de falha:



A tensão no sensor de posição do pedal do acelerador
está acima do limite máximo (acima de 4,5 V cabo de
sinal e acima de 5,2 V cabo de alimentação).
Possíveis causas:
Curtocircuito a tensão da bateria ou a 5 V, cabo de
sinal.
Curtocircuito a tensão da bateria, cabo de alimentação.

• Curtocircuito a tensão da bateria, cabo de massa.


Código de falha
• Falha no sensor.

FMI 2 Reações da unidade de controle / sintomas externos


Dados intermitentes ou incorretos. observados:

Condição para o código de falha: • Código de falha registrado.

• Não existe uma condição aceitável entre a posição do • A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
interruptor da marcha lenta e do potenciômetro.
O interruptor da marcha lenta deve abrir entre 0,4 e • Enquanto o código de falha estiver ativo, o pedal do
0,9 V. acelerador não está disponível e o motor entra em
regime de marcha lenta.
Possíveis causas:
Verificação recomendada:
• Existe um valor muito alto para o valor mínimo do
• “MID 128 PID 91 Posição do pedal do acelerador,
potenciômetro mas o interruptor da marcha lenta ainda
não está aberto. verificação” página 15.

• O interruptor da marcha lenta está aberto mas o


FMI 4
potenciômetro tem o valor mínimo.
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados: Condição para o código de falha:

• Código de falha registrado. • A tensão no sensor de posição do pedal do acelerador


está abaixo do limite mínimo (abaixo de 0,2 V cabo de
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. sinal e abaixo de 4,7 V cabo de alimentação).

• Enquanto o código de falha estiver ativo, o pedal do Possíveis causas:


acelerador não está disponível e o motor entra em
regime de marcha lenta. • Curto-circuito à massa, cabo de alimentação.

Verificações recomendadas: • Curto-circuito à massa, cabo de sinal.

• “MID 128 PID 91 Posição do pedal do acelerador, • Falha no sensor.


verificação” página 15. Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, o pedal do


acelerador não está disponível e o motor entra em
regime de marcha lenta.
Verificações recomendadas:

• “MID 128 PID 91 Posição do pedal do acelerador,


verificação” página 15.

13
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

FMI 12 FMI 14

D
Falha no dispositivo ou no componente. Instruções especiais.
Condição para o código de falha: Condição para o código de falha:

• Falta de sinal, a unidade de controle do motor não • O pedal do acelerador foi pressionado ao mesmo
pode ler o sinal elétrico. tempo que o pedal de freio.
Possíveis causas: Possíveis causas:

• Chicote elétrico danificado. • Erro do motorista.

• Falha no sensor. • Curto-circuito ou falha no interruptor do pedal do freio,


no interruptor da marcha lenta ou no chicote elétrico.
• Defeito na unidade de controle do motor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
Reações da unidade de controle / sintomas externos observados:
observados:
• Código de falha registrado.
• Código de falha registrado.
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. • Enquanto o código de falha estiver ativo, o pedal do
acelerador não está disponível e o motor entra em
• Enquanto o código de falha estiver ativo, o pedal do regime de marcha lenta.
acelerador não está disponível e o motor entra em
regime de marcha lenta. Verificações recomendadas:
Verificação recomendada: • Se o motorista está dirigindo corretamente.

• “MID 128 PID 91 Posição do pedal do acelerador, • “MID 128 PID 91 Posição do pedal do acelerador,
verificação” página 15. verificação” página 15.

14
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28453-3

D
MID 128 PID 91 Posição do pedal do acelerador, verificação
Para informação sobre a utilização da ferramenta
88890012, consultar “Conexão da Ferramenta de
diagnóstico” página 139.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990062, 9998699,
88890016, 88890019,
Outros equipamentos especiais: 9812519
1
Nota! Levantar o tapete.

C8000957

15
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de massa
2

C2004142

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 88890016 conectado no conector do
chicote elétrico e à uma caixa de teste 9998699.
• Caixa de teste 9998699 com o gabarito 88890019.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

5 - massa .......................................................... ≈ 0

9990062, 9998699, 88890016, 88890019


9812519

16
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de sinal
3

C2004177

Condições prévias:

• Conector do componente removido.


• Adaptador 88890016 conectado no conector do
chicote elétrico e à uma caixa de teste 9998699.
• Caixa de teste 9998699 com o gabarito 88890019.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

6 - 5 ............................................................ ≈ 100 K

9990062, 9998699, 88890016, 88890019


9812519

17
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de alimentação
4

C2004177

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 88890016 conectado no conector do
chicote elétrico e à uma caixa de teste 9998699.
• Caixa de teste 9998699 com o gabarito 88890019.
• Medição de tensão utilizando o multímetro 9812519.
• Chave de partida na posição de condução.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - 5 .................................................... ≈ 4,85 - 5,15 V

9990062, 9998699, 88890016, 88890019


9812519

18
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação ao componente

D
5

C2004147

Condições prévias:

• Conector do sensor do pedal do acelerador


desconectado.
• Ferramentas 88890016, 9998699 e 88890019
conectadas no sensor do pedal do acelerador.
• Medição de resistência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação ao sensor do pedal do
acelerador.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

1 - 5 ............................................................. ≈ 2,5 K
6 - 5 ...................... ≈ 330 (pedal não pressionado)
3 - 4 .......................... ≈ 0 (pedal não pressionado)

9990062, 9998699, 88890016, 88890019


9812519

19
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
6

C8000716

20
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Tensão, verificação de funcionamento

D
7

C2004150

Condições prévias:

• Adaptador 88890012 conectado entre a unidade de


controle do motor e a instalação elétrica. Conector
“1-62” conectado a uma caixa de teste 9998699
utilizando uma extensão 9990062. Conector “63-89 /
1-16” conectado a uma caixa de teste 9998699
utilizando uma extensão 9990062, nesta caixa de
teste utilizar o gabarito 88890019.
• Medição de tensão utilizando o multímetro 9812519.
• Chave de partida na posição de condução.
• Unidade de controle do motor conectada.
• Pedal do acelerador conectado na instalação elétrica.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

A72 - A19 ................... ≈ 0 V (pedal não pressionado)


A72 - A19 ..................... ≈ 5 - 6 V (pedal pressionado)
A81 - A03 ........................................................... ≈ 0 V
A83 - A81 ........ ≈ 0,2 - 0,6 V (pedal não pressionado)
A83 - A81 ............... ≈ 3,4 - 4,5 V (pedal pressionado)
A55 - A81 ........................................................... ≈ 5 V

9990062, 9998699, 88890012, 88890019


9812519

21
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
8

C8000719

C8000990

22
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 97 Indicador de água no combustível


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificação de água no
combustível.
Componente: Indicador de água no combustível (B81).
Código de piscadas: 2.1

Código de falha
FMI 0
Dados válidos mas acima da faixa normal de trabalho.
Condição para o código de falha:
D
• Existe água no sistema de combustível.
Possíveis causas:

• Baixa qualidade do combustível.

• Curto-circuito a tensão da bateria no pino A.60.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• Redução de 50% da potência do motor.


Verificações recomendadas:

• Filtro separador de água.

• Chicote elétrico e conectores entre a unidade de


controle do motor e o filtro separador de água.

23
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 100 Pressão de óleo do motor

D
Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para a avaliação do sinal do
sensor de pressão de óleo.
Além de medir a pressão, o sensor também mede
temperatura do óleo do motor.
Componente: Sensor de pressão/temperatura do óleo
do motor (B118).
Código de piscadas: 1.6
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.

Código de falha
FMI 1
Dados válidos mas abaixo da faixa normal de trabalho.
Condição para o código de falha:
• A pressão de óleo está abaixo do limite mínimo
C2003891
(abaixo de 150 kPa).
Possíveis causas:
• Nível do óleo muito baixo.

• Óleo contaminado, muito viscoso ou muito fino.

• Bomba de óleo gasta.

• Falha no sensor.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor


de reposição é registrado. Se a pressão do óleo do
motor for verificada através do VCADS Pro, o valor de
reposição será apresentado (300 kPa).

• Redução de 75% da potência do motor.


Verificações recomendadas:
• Possíveis causas.

• “MID 128 PID 100 Pressão de óleo do motor,


verificação” página 26.

FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.
Condição para o código de falha:
• A tensão no sensor de pressão do óleo do motor está
acima do limite máximo (acima de 4,8 V para o cabo
de sinal e acima de 5,2 V para o cabo de alimentação).
Possíveis causas:
• Curto-circuito a tensão da bateria ou a 5 V, cabo de
sinal.

• Curto-circuito a tensão da bateria, cabo de


alimentação.

• Curto-circuito a tensão da bateria, cabo à massa.

• Falha no sensor.
24
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Reações da unidade de controle / sintomas externos motor for verificada através do VCADS Pro, o valor de
observados: reposição será apresentado (300 kPa).

• Código de falha registrado. • Redução de 25% da potência do motor.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. Verificações recomendadas:

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor • “MID 128 PID 100 Pressão de óleo do motor,
de reposição é registrado. Se a pressão do óleo do verificação” página 26.
motor for verificada através do VCADS Pro, o valor de
reposição será apresentado (300 kPa). FMI 12
Falha no dispositivo ou no componente.
• Redução de 25% da potência do motor.
Condição para o código de falha:
Verificações recomendadas:
• Falta de sinal, a unidade de controle do motor não
• “MID 128 PID 100 Pressão de óleo do motor, pode ler o sinal elétrico.
verificação” página 26.
Possíveis causas:
FMI 4 • Chicote elétrico danificado.
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
• Falha no sensor.
Condição para o código de falha:
• Defeito na unidade de controle do motor.
• A tensão do sensor de pressão de óleo está abaixo do Reação da unidade de controle / sintomas externos
limite mínimo (abaixo de 0,25 V cabo de sinal e abaixo observados:
de 4,7 V cabo de alimentação).
Possíveis causas:
• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.


• Curto-circuito à massa, cabo de alimentação.
• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor
• Curto-circuito à massa, cabo de sinal. de reposição é registrado. Se a pressão do óleo do
motor for verificada através do VCADS Pro, o valor de
• Falha no sensor. reposição será apresentado (300 kPa).
Reações da unidade de controle / sintomas externos • Redução de 25% da potência do motor
observados:
Verificações recomendadas:
• Código de falha registrado.
• “MID 128 PID 100 Pressão de óleo do motor,
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. verificação” página 26.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor • “Unidade de controle do motor, verificação” página
de reposição é registrado. Se a pressão do óleo do 119.

25
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28455-3

D
MID 128 PID 100 Pressão de óleo do motor, verificação
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990216
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

26
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de massa
2

C2004134

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - massa .......................................................... ≈ 0

9990216
9812519

27
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de sinal
3

C2004134

Condições prévias:

• Conector do componente removido.


• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

4 - massa .................................................... ≈ 685 K

9990216
9812519

28
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Cabo de alimentação, verificação

D
4

C2004139

Condições prévias:
• Adaptador 9990216 conectado entre a unidade de
controle do motor e o sensor de pressão de óleo.
• Medição de tensão utilizando o multímetro 9812519.
• Chave de partida na posição de condução.
• Unidade de controle do motor conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

3 - massa ........................................................... ≈ 5 V

9990216
9812519

29
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sensor de pressão de óleo, verificação

D
5

C2004187

Condições prévias:

• Adaptador 9990216 conectado entre a unidade de


controle do motor e o sensor de pressão de óleo.
• Medição de tensão utilizando o multímetro 9812519.
• Chave de partida na posição de condução.
• Unidade de controle do motor conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

1 - 4 ................................ ≈ 0,5 - 4,5 V (50 - 600 kPa)

9990216
9812519

C8000719

30
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 102 Pressão do turbocompressor

DInformações gerais
FMI’s 0, 3, 4 e 12
Este diagnóstico é utilizado para avaliação do sinal do
sensor de pressão de carga do turbocompressor.
Além de medir a pressão de carga do turbocompressor, o
sensor mede também a temperatura do ar de admissão.
Componente: Sensor de pressão/temperatura do ar de
admissão (B148).
Código de piscada: 1.2
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.

FMI 7
Este diagnóstico é utilizado para verificar a pressão de
C2004178 alimentação do Waste Gate, pois altas diferenças de
pressão podem danificar seriamente o Waste Gate.
Componente: Waste Gate
Código de piscada: 1.4

Código de falha
FMI 0
Dados válidos mas acima da faixa normal de trabalho.
Condição para o código de falha:
• A pressão de carga do ar de admissão está acima do
limite máximo (acima de 320 kPa).
Possível causa:
• O sinal está acima da faixa normal de trabalho.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor
de reposição é registrado. Se a pressão do ar de
admissão for verificada através do VCADS Pro, o valor
de reposição será apresentado (100 kPa).
Verificação recomendada:
• “MID 128 PID 102 Pressão do turbocompressor,
verificação” página 33.

FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.
Condição para o código de falha:
• A tensão da pressão do ar de admissão esta acima
do limite máximo (acima de 5,2 V para cabo de
alimentação e acima de 4,8 V para cabo de sinal).
Possíveis causas:
• Curto-circuito a tensão da bateria ou a 5 V, cabo de
sinal.
• Curto-circuito a tensão da bateria ou a 5 V, cabo de
massa.
• Curto-circuito a tensão da bateria, cabo de
alimentação.
31
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

• •

D
Falha no sensor. A diferença entre a pressão estabelecida e a pressão
atual está menor que o limite espeficicado.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados: Possíveis causas:

• Código de falha registrado. • Sistema de admissão obstruido.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. • Vazamento no tubo de pressão.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor • Waste Gate danificado.


de reposição é registrado. Se a pressão do ar de Reações da unidade de controle / sintomas externos
admissão for verificada através do VCADS Pro, o valor observados:
de reposição será apresentado (100 kPa).
Verificação recomendada: • Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.


• “MID 128 PID 102 Pressão do turbocompressor,
verificação” página 33. • Redução de 50% da potência do motor.
Verificações recomendadas:
FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa. • Vazamentos ou obstruções no sistema de admissão.
Condição para o código de falha: • Waste Gate.

• A tensão da temperatura do ar de admissão está FMI 12


abaixo do limite mínimo (abaixo de 0,2 V para cabo de
Dispositivo ou componente defeituoso.
sinal e abaixo de 4,7 V para cabo de alimentação).
Condição para o código de falha:
Possíveis causas:

• Curto-circuito à massa, cabo de alimentação. • Falta de sinal, a unidade de controle do motor não
pode ler o sinal elétrico.
• Curto-circuito à massa, cabo de sinal. Possíveis causas:
• Falha no sensor. • Chicote elétrico danificado.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Falha no sensor.

• Defeito na unidade de controle do motor.


• Código de falha registrado.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. observados:

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor • Código de falha registrado.


de reposição é registrado. Se a pressão do ar de
admissão for verificada através do VCADS Pro, o valor • A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
de reposição será apresentado (100 kPa).
• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor
Verificação recomendada: de reposição é registrado. Se a pressão do ar de
admissão for verificada através do VCADS Pro, o valor
• “MID 128 PID 102 Pressão do turbocompressor, de reposição será apresentado (100 kPa).
verificação” página 33. Verificações recomendadas:
FMI 7 • “MID 128 PID 102 Pressão do turbocompressor,
O sistema mecânico não esta funcionando verificação” página 33.
satisfatoriamente.
• “Unidade de controle do motor, verificação” página
Condição para o código de falha: 119.

32
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28456-3

D
MID 128 PID 102 Pressão do turbocompressor, verificação
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990216
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

33
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de massa
2

C2004132

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - massa .......................................................... ≈ 0

9990216
9812519

34
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de sinal
3

C2004132

Condições prévias:

• Conector do componente removido.


• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

4 - massa .................................................... ≈ 685 K

9990216
9812519

35
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Cabo de alimentação, verificação

D
4

C2004138

Condições prévias:
• Adaptador 9990216 conectado entre a unidade
de controle do motor e o sensor da pressão do
turbocompressor.
• Medição da tensão utilizando o multímetro 9812519.
• Chave de partida na posição de condução.
• Unidade de controle do motor conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medição:

3 - massa ........................................................... ≈ 5 V

9990216
9812519

36
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sensor de pressão, verificação

D
5

C2004188

Condições prévias:

• Adaptador 9990216 conectado entre a unidade


de controle do motor e o sensor da pressão do
turbocompressor.
• Medição da tensão utilizando o multímetro 9812519.
• Chave de partida na posição de condução.
• Unidade de controle do motor conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medição:

1 - 4 ................................ ≈ 0,4 - 4,7 V (20 - 300 kPa)

9990216
9812519

C8000719

37
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 105 Temperatura do ar de admissão

D
Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação do sinal
de temperatura do ar de admissão. Além de medir a
temperatura do ar na admissão, o sensor mede também
a pressão de carga do turbocompressor.
Componente: Sensor de pressão/temperatura do ar de
admissão (B148).
Código de piscada: 1.3
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.

Código de falha
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
C2004178 bateria.
Condição para o código de falha:
• A tensão da temperatura do ar de admissão está
acima do limite máximo (acima de 4,8 V).
Possíveis causas:
• Curto-circuito a tensão da bateria ou a 5 V, cabo de
sinal.
• Falha no sensor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição é registrado. Se a temperatura do ar de
admissão for verificada através do VCADS Pro, o valor
de reposição será apresentado (40 C).
Verificação recomendada:
• “MID 128 PID 105 Temperatura do ar de admissão,
verificação” página 40.

FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Condição para o código de falha:
• A tensão da temperatura do ar de admissão está
abaixo do limite mínimo (abaixo de 0,25 V).
Possíveis causas:
• Curto-circuito à massa, cabo de sinal.
• Falha no sensor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição é registrado. Se a temperatura do ar de
admissão for verificada através do VCADS Pro, o valor
de reposição será apresentado (40 C).
Verificação recomendada:
• “MID 128 PID 105 Temperatura do ar de admissão,
verificação” página 40.
38
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

FMI 12 •

D
Código de falha registrado.
Falha no dispositivo ou no componente.
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
Condição para o código de falha:
• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
• Falta de sinal, a unidade de controle do motor não reposição é registrado. Se a temperatura do ar de
pode ler o sinal elétrico. admissão for verificada através do VCADS Pro, o valor
de reposição será apresentado (40 C).
Possíveis causas:
Verificações recomendadas:
• Chicote elétrico danificado.
• “MID 128 PID 105 Temperatura do ar de admissão,
• Falha no sensor. verificação” página 40.
• Defeito na unidade de controle do motor. • “Unidade de controle do motor, verificação” página
119.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

39
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28457-3

D
MID 128 PID 105 Temperatura do ar de admissão, verificação
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990216
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

40
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de massa
2

C2004132

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - massa .......................................................... ≈ 0

9990216
9812519

41
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de sinal
3

C2004132

Condições prévias:

• Conector do componente removido.


• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

2 - massa ................................................... ≈ 1,29 K

9990216
9812519

42
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sensor, verificação

D
4

C2004133

Condições prévias:
• Adaptador 9990216 conectado no sensor de
temperatura do ar de admissão.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação ao componente.

43
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar as
seguintes medições nos pontos 1 - 2 da ferramenta:

Temperatura Resistência Tolerância Valor


Medido

-40 C ≈ 48,15 K ± 2,85 K

-30 C ≈ 26,85 K ± 1,50 K

-20 C ≈ 15,61 K ± 829

-10 C ≈ 9,43 K ± 475

0 C ≈ 5,89 K ± 281

10 C ≈ 3,79 K ± 172

20 C ≈ 2,51 K ± 108

30 C ≈ 1,71 K ± 71

40 C ≈ 1,20 K ± 47

50 C ≈ 851,1 ± 31,9

60 C ≈ 612,3 ± 21,9

70 C ≈ 446,3 ± 15,3

80 C ≈ 329,48 ± 10,8

90 C ≈ 246,15 ± 7,7

100 C ≈ 186,00 ± 5,6

110 C ≈ 142,08 ± 4,4

120 C ≈ 109,65 ± 3,6

130 C ≈ 85,45 ± 2,87

9990216
9812519

C8000719

44
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 108 Pressão atmosférica

DInformações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação do sinal do
sensor de pressão atmosférica.
O sensor está localizado dentro da unidade de controle
do motor e não pode ser verificado. O sinal é usado para
calcular a pressão de carga do turbocompressor e para
compensar a injeção de combustível na condução em
grandes altitudes.
Componente: Unidade de controle do motor.
Código de piscadas: 1.5
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.

Código de falha
FMI 0, 3, 4, 12
C2003894 Condições para o código de falha:

• Sinal da pressão atmosférica incorreto.

• O sinal do sensor interno está fora da faixa normal


de trabalho.
Possíveis causas:

• A entrada de ar da unidade de controle está obstruida.

• Falha interna na unidade de controle.

• A unidade de controle foi submetida a pressão


extremamente baixa ou alta.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de


reposição é registrado. Se a pressão atmosférica for
verificada através do VCADS Pro, o valor de reposição
será apresentado (80 kPa).

• Redução de 25% da potência do motor.

• Baixo rendimento do motor em grandes atitudes.


Verificações recomendadas:

• Vedação do sensor de pressão atmosférica.

• Verificar se não existem danos na parte externa da


unidade de controle do motor.

45
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 110 Temperatura do líquido de arrefecimento

D
Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação do sinal do
sensor de temperatura do líquido de arrefecimento.
Componente: Sensor de temperatura do líquido de
arrefecimento (B21E).
Código de piscada: 1.1
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.

Código de falha
FMI 0
Dados válidos mas acima da faixa normal de trabalho.
Condição para o código de falha:

• A temperatura do líquido de arrefecimento é superior


ao limite máximo (acima de 106 C).
Possíveis causas:
C2003888
• Nível do líquido de arrefecimento baixo.

• Falha na Válvula termostática.

• Radiador obstruido (internamente/externamente).

• Intercooler obstruido (externamente).

• Fluxo insatisfatório no sistema de arrefecimento.

• Bomba de água gasta (baixa pressão da bomba).

• Falha na tampa de pressão do tanque de expansão.

• Falha no sensor.

• Falha no ventilador de arrefecimento do motor.


Reações da unidade de controle:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• Redução de 75% da potência do motor enquanto o


código estiver ativo.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de


reposição é registrado. Se a temperatura do líquido de
arrefecimento for verificada através do VCADS Pro, o
valor de reposição será mostrado (-10 C).

• O medidor da temperatura do líquido de arrefecimento


poderá indicar um valor real no instrumento, já que o
sensor da unidade de controle do motor é diferente do
sensor conectado no painel de instrumentos.
Verificações recomendadas:

• Possíveis causas.

46
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

FMI 3 •

D
A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria. • Redução de 25% da potência do motor.

Condição para o código de falha: • Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição é registrado. Se a temperatura do líquido de
• A tensão do sensor do líquido de arrefecimento está arrefecimento for verificada através do VCADS Pro, o
acima do limite máximo (acima de 4,8 V). valor de reposição será apresentado (-10 C).
Possíveis causas: • O medidor da temperatura do líquido de arrefecimento
poderá indicar um valor real no instrumento, já que o
• Curto-circuito a tensão da bateria ou a 5 V, cabo de sensor da unidade de controle do motor é diferente do
sinal. sensor conectado no painel de instrumentos.
• Falha no sensor.
Verificações recomendadas:
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados: • “MID 128 PID 110 Temperatura do líquido de
arrefecimento, verificação” página 48.
• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. FMI 12


Dispositivo ou componente defeituoso.
• Redução de 25% da potência do motor.
Condições para o código de falha:
• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição o é registrado. Se a temperatura do líquido
de arrefecimento for verificada através do VCADS Pro,
• Falta de sinal, a unidade de controle do motor não
pode ler o sinal elétrico.
o valor de reposição será apresentado (-10 C).
Possíveis causas:
• O medidor da temperatura do líquido de arrefecimento
poderá indicar um valor real no instrumento, já que o • Chicote elétrico danificado.
sensor da unidade de controle do motor é diferente do
sensor conectado no painel de instrumentos. • Falha no sensor.

Verificações recomendadas: Reações da unidade de controle / sintomas externos


observados:
• “MID 128 PID 110 Temperatura do líquido de
arrefecimento, verificação” página 48. • Código de falha registrado.

FMI 4
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa. • Redução de 25% da potência do motor.


Condições para o código de falha: • Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição é registrado. Se a temperatura do líquido de
• A tensão do sensor do líquido de arrefecimento está arrefecimento for verificada através do VCADS Pro, o
abaixo do limite mínimo (abaixo de 0,25 V). valor de reposição será apresentado (-10 C).
Possível causa:
• O medidor da temperatura do líquido de arrefecimento
poderá indicar um valor real no instrumento, já que o
• Curto-circuito à massa, cabo de sinal.
sensor da unidade de controle do motor é diferente do
• Falha no sensor. sensor conectado no painel de instrumentos.
Reações da unidade de controle / sintomas externos Verificação recomendada:
observados:
• “MID 128 PID 110 Temperatura do líquido de
• Código de falha registrado. arrefecimento, verificação” página 48.

47
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28460-3

D
MID 128 PID 110 Temperatura do líquido de arrefecimento,
verificação
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990216
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

48
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de massa
2

C2004130

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - massa .......................................................... ≈ 0

9990216
9812519

49
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de sinal
3

C2004130

Condições prévias:

• Conector do componente removido.


• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

2 - massa ................................................... ≈ 1,29 K

9990216
9812519

50
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sensor, verificação

D
4

C2004131

Condições prévias:
• Adaptador 9990216 conectado no sensor de
temperatura do líquido de arrefecimento.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação ao componente.

51
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar as
seguintes medições nos pontos 1 - 2 da ferramenta:

Temperatura Resistência Tolerância Valor


Medido

-40 C ≈ 45,31 K ± 7,61 K

-30 C ≈ 26,11 K ± 4,08 K

-20 C ≈ 15,46 K ± 2,26 k

-10 C ≈ 9,40 K ± 1,264 k

0 C ≈ 5,89 K ± 727

10 C ≈ 3,79 K ± 425

20 C ≈ 2,50 K ± 260

25 C ≈ 2,06 K ± 203

30 C ≈ 1,71 K ± 159

40 C ≈ 1,17 K ± 102

50 C ≈ 834 ± 66

60 C ≈ 596 ± 43

70 C ≈ 435 ± 30

80 C ≈ 323 ± 19

90 C ≈ 243 ± 14

100 C ≈ 186 ± 10

110 C ≈ 144 ±8

120 C ≈ 113 ±6

130 C ≈ 89 ±6

140 C ≈ 71 ±5

9990216
9812519

C8000719

52
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 158 Tensão da bateria


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação da tensão da
bateria e verificação da perda de carga.
Componente: Baterias (G01A e G01B).
Código de piscadas: 1.8

Código de falha
FMI 0
Dados válidos mas acima da faixa normal de trabalho.
Condição para o código de falha:
D
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:




Código de falha registrado.
A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição é registrado. Se a tensão da bateria for
verificada através do VCADS Pro, o valor de reposição
será apresentado (24 V).
A unidade de controle do motor poderá não funcionar.
Verificação recomendada:

• A tensão da bateria está alta (acima de 32 V). • “MID 128 PID 158 Tensão da bateria, verificação”
página 54.
Possíveis causas:
FMI 4
• Falha no alternador.
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
• Carregador de baterias conectado.
Condição para o código de falha:
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados: • A tensão da bateria está muito baixa (abaixo de 8 V).
Possíveis causas:
• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. • Falha no alternador.

Verificação recomendada: • Falha na bateria, cabos da bateria.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
• “MID 128 PID 158 Tensão da bateria, verificação” observados:
página 54.
• Código de falha registrado.
FMI 1
Dados válidos mas abaixo da faixa normal de trabalho. • A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

Condição para o código de falha: • Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição é registrado. Se a tensão da bateria for
• A tensão da bateria está baixa (abaixo de 18 V). verificada através do VCADS Pro, o valor de reposição
será apresentado (24 V).
Possíveis causas:
• A unidade de controle do motor poderá não funcionar.
• Falha no alternador.
Verificação recomendada:
• Falha na bateria, cabos da bateria.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
• “MID 128 PID 158 Tensão da bateria, verificação”
página 54.
observados:
FMI 12
• Código de falha registrado.
Dispositivo ou componente defeituoso.
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. Condições para o código de falha:
• O veículo poderá não funcionar.
• A unidade de controle não consegue ler a tensão da
Verificação recomendada: bateria.
Possível causa:
• “MID 128 PID 158 Tensão da bateria, verificação”
página 54.
• Falha interna na unidade de controle do motor
(hardware).
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da Reações da unidade de controle / sintomas externos
bateria. observados:
Condição para o código de falha: • Código de falha registrado.

• A tensão da bateria está acima do limite máximo • A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
(acima de 32,5 V).
Verificações recomendadas:
Possíveis causas:
• Conectores da unidade de controle do motor.
• Falha no alternador.
• “Unidade de controle do motor, verificação” página
• Carregador de baterias conectado. 119.

53
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28462-3

D
MID 128 PID 158 Tensão da bateria, verificação
Para informação sobre a utilização da ferramenta
88890012, consultar “Conexão da Ferramenta de
diagnóstico” página 139.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990062, 9998699,
88890012
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

54
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Resistência, verificação do funcionamento

D
2

C2004111

Condições prévias:
• Caixa de teste 9998699 com adaptador 88890012
conectados no conector da unidade de controle do
motor utilizando uma extensão 9990062 (conector de
89 pinos).
• Chicote elétrico não conectado na ferramenta
88890012.
• Multímetro na posição de resistência.
• Chave de partida na posição de parada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

A3 - A9 .............................................................. ≈ 0
A3 - A14 ............................................................ ≈ 0
A3 - A15 ............................................................ ≈ 0
A1 - A7 .............................................................. ≈ 0
A1 - A12 ............................................................ ≈ 0
A1 - A13 ............................................................ ≈ 0

9990062, 9998699, 88890012


9812519

55
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Tensão, verificação do funcionamento

D
3

C2004114

Condições prévias:

• Caixa de teste 9998699 com adaptador 88890012


conectados entre a unidade de controle do motor e a
instalação elétrica utilizando uma extensão 9990062.
• Multímetro na posição de tensão DC.
• Chave de partida na posição de condução.
• Conectar o chicote do motor (conector de 89 pinos) na
ferramenta 88890012.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

A3 - A1 .............................................................. ≈ Ubat
A9 - A7 ............................................................. ≈ Ubat
A4 - A12 ........................................................... ≈ Ubat
A15 - A13 ......................................................... ≈ Ubat

9990062, 9998699, 88890012 9812519

4
Desligar a chave de partida e remover as ferramentas.

56
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
5

C8000719

57
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 164 Controle da pressão de injeção

D
Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliar o sinal do sensor
de pressão de combustível que é montado no tubo
distribuidor (Sistema Common Rail).
Componente: Sensor de pressão de combustível (B139).
Código de piscadas: 5.1
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.

Código de falha
FMI 0
Dados válidos mas acima da faixa normal de trabalho.
Condição para o código de falha:
• O controle da pressão de injeção está acima do limite
máximo (acima de 148 MPa).
Possíveis causas:
C2003889 • Injetor danificado.
• Falha no sensor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
• Enquanto o código de falha estiver ativo, a válvula
reguladora de pressão fica aberta.
• Redução de 75% da potência do motor.
• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição é registrado. Se a pressão de combustível
for verificada através do VCADS Pro, o valor de
reposição será apresentado (61 ± 5 MPa).
Verificações recomendadas:
• Injetores.
• “MID 128 PID 164 Controle da pressão de injeção,
verificação” página 60.

FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.
Condição para o código de falha:
• A tensão do controle da pressão de injeção está acima
do limite máximo (acima de 4,8 V no cabo de sinal e
acima de 5,2 V no cabo de alimentação).
Possíveis causas:
• Curto-circuito a tensão da bateria ou a 5 V, cabo de
sinal.
• Curto-circuito a tensão da bateria, cabo de
alimentação.
• Curto-circuito a tensão da bateria, cabo de massa.
• Falha no sensor.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
58
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Enquanto o código de falha estiver ativo, a válvula for verificada através do VCADS Pro, o valor de
reguladora de pressão fica aberta. reposição será apresentado (61 ± 5 MPa).

• Redução de 75% da potência do motor. Verificações recomendadas:


• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de • “MID 128 PID 164 Controle da pressão de injeção,
reposição é registrado. Se a pressão de combustível verificação” página 60.
for verificada através do VCADS Pro, o valor de
reposição será apresentado (61 ± 5 MPa). FMI 12
Verificação recomendada: Dispositivo ou componente defeituoso.
Condição para o código de falha:
• “MID 128 PID 164 Controle da pressão de injeção,
verificação” página 60.
• Falta de sinal, a unidade de controle do motor não
consegue ler o sinal elétrico.
FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa. Possíveis causas:
Condição para o código de falha: • Chicote elétrico danificado.
• A tensão da pressão de controle de injeção está • Falha no sensor.
abaixo do limite mínimo (abaixo de 0,25 V cabo de
sinal e abaixo de 4,7 V cabo de alimentação). • Defeito na unidade de controle do motor.
Possíveis causas: Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Curto-circuito à massa, cabo de alimentação.

• Curto-circuito à massa, cabo de sinal. • Código de falha registrado.

• Falha no sensor. • A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

Reações da unidade de controle / sintomas externos • Redução de 75% da potência do motor.


observados: • Enquanto o código de falha estiver ativo, normalmente
a válvula reguladora de pressão estará aberta.
• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende. • Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição é registrado. Se a pressão de combustível
• Enquanto o código de falha estiver ativo, normalmente for verificada através do VCADS, o valor de reposição
a válvula reguladora de pressão estará aberta. será apresentado (61 ± 5 MPa).

• Redução de 75% da potência do motor. Verificação recomendada:

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de • “MID 128 PID 164 Controle da pressão de injeção,
reposição é registrado. Se a pressão de combustível verificação” página 60.

59
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28503-3

D
MID 128 PID 164 Controle da pressão de injeção, verificação
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990216
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

60
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de massa
2

C2004136

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - massa .......................................................... ≈ 0

9990216
9812519

61
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de sinal
3

C2004136

Condições prévias:

• Conector do componente removido.


• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

2 - massa ................................................... ≈ 4,75 K

9990216
9812519

62
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Cabo de alimentação, verificação

D
4

C2004137

Condições prévias:
• Adaptador 9990216 conectado entre a unidade
de controle do motor e o sensor de pessão de
combustível.
• Medição de tensão utilizando o multímetro 9812519.
• Chave de partida na posição de condução.
• Unidade de controle do motor conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

3 - massa ........................................................... ≈ 5 V

9990216
9812519

63
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sensor, verificação

D
5

C2004189

Condições prévias:

• Adaptador 9990216 conectado entre a unidade


de controle do motor e o sensor da pessão de
combustível.
• Medição de tensão utilizando o multímetro 9812519.
• Chave de partida na posição de condução.
• Unidade de controle do motor conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

1 - 2 ................................ ≈ 0,5 - 4,5 V (0 - 150 MPa )

9990216
9812519

C8000719

64
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 175 Temperatura do óleo do motor

DInformações gerais
Este diagnóstico é utilizado para a avaliação do sinal do
sensor de temperatura de óleo.
Além de medir a temperatura do óleo, o sensor mede
também a pressão do óleo no motor.
Componente: Sensor de pressão/temperatura do óleo
do motor (B118).
Código de piscadas: 1.7
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.

Código de falha
FMI 0
Dados válidos mas acima da faixa normal de trabalho.
Condição para o código de falha:

• A temperatura do óleo do motor está acima do limite


C2003891 máximo (acima de 120 C).
Possíveis causas:

• Baixo rendimento do sistema de arrefecimento.

• Falha no sensor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de


reposição é registrado. Se a temperatura do óleo do
motor for verificada através do VCADS Pro, o valor de
reposição será apresentado (-10 C).

• Redução de 75% da potência do motor.


Verificações recomendadas:

• Possíveis causas.

65
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

FMI 3 FMI 12

D
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da Dispositivo ou componente defeituoso.
bateria.
Condição para o código de falha:
Condição para o código de falha:
• Falta de sinal, a unidade de controle não consegue ler
• A tensão do sensor de óleo do motor está acima do o sinal elétrico.
limite máximo (acima de 4,8 V).
Possíveis causas:
Possíveis causas:
• Chicote elétrico danificado.
• Curto-circuito a tensão da bateria ou a 5 V, cabo de
sinal. • Falha no sensor.

• Falha no sensor. • Defeito na unidade de controle do motor.

Reações da unidade de controle / sintomas externos Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados: observados:

• Código de falha registrado. • Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende. • A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de • Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de
reposição o é registrado. Se a temperatura do óleo reposição é registrado. Se a temperatura do óleo do
do motor for verificada através do VCADS, o valor de motor for verificada através do VCADS, o valor de
reposição será apresentado (-10 C). reposição será apresentado (-10 C).

• Redução de 75% da potência do motor. • Redução de 75% da potência do motor

Verificação recomendada: Verificações recomendadas:

• “MID 128 PID 175 Temperatura do óleo do motor, • “MID 128 PID 175 Temperatura do óleo do motor,
verificação” página 67. verificação” página 67.

• “Unidade de controle do motor, verificação” página


FMI 4 119.
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Condição para o código de falha:

• A tensão no sensor de óleo está abaixo do limite


mínimo (abaixo de 0,25 V).
Possíveis causas:

• Curto-circuito à massa, cabo de sinal.

• Falha no sensor.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, um valor de


reposição é registrado. Se a temperatura do óleo do
motor for verificada através do VCADS Pro, o valor de
reposição será apresentado (-10 C).

• Redução de 75% da potência do motor.


Verificação recomendada:

• “MID 128 PID 175 Temperatura do óleo do motor,


verificação” página 67.

66
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28465-3

D
MID 128 PID 175 Temperatura do óleo do motor, verificação
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990216
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

67
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de massa
2

C2004134

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - massa .......................................................... ≈ 0

9990216
9812519

68
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de sinal
3

C2004134

Condições prévias:

• Conector do componente removido.


• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

2 - massa ................................................... ≈ 1,29 K

9990216
9812519

69
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sensor, verificação

D
4

C2004135

Condições prévias:
• Adaptador 9990216 conectado no sensor de
temperatura de óleo do motor.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação ao componente.

70
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar as
seguintes medições nos pontos 1 - 2 da ferramenta:

Temperatura Resistência Tolerância Valor


Medido

-40 C ≈ 45,31 K ± 7,79 K

-30 C ≈ 26,11 K ± 4,14 K

-20 C ≈ 15,46 K ± 2,26 K

-10 C ≈ 9,40 K ± 1,26 K

0 C ≈ 5,90 K ± 727

10 C ≈ 3,79 K ± 430

20 C ≈ 2,50 K ± 260

30 C ≈ 1,71 K ± 160

40 C ≈ 1,18 K ± 102

50 C ≈ 834 ± 66

60 C ≈ 595 ± 44

70 C ≈ 435 ± 30

80 C ≈ 322 ± 20

90 C ≈ 243 ± 14

100 C ≈ 186 ± 10

110 C ≈ 144 ±8

120 C ≈ 112 ±7

130 C ≈ 89 ±6

9990216
9812519

C8000719

71
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PID 190 Rotação do motor


Informações gerais
FMI 0 e 8
Este diagnóstico é utilizado para saber se o motor foi ou
não submetido a alta rotação.
Códigos de piscada 2.6

FMI 2, 10, 12 e 14
Este diagnóstico é utilizado para avaliar o sincronismo
dos sensores.
Códigos de piscada 2.8
Componente: Sensores de rotação (B189 e B190).
D


A distribuição de combustível é interrompida.
Verificações recomendadas:
Comportamento do motorista.

FMI 2, 10, 12, 14


Sinal das rotações do motor incorreto.
Condição para o código de falha:

• Um problema de sincronismo é considerado uma falha


sempre que houver uma diferença entre o sinal do
sensor da árvore de manivelas e do sensor da árvore
de comando de válvulas ou não houver sinal de ambos
os sensores. Caso os sinais não estejam de acordo
Para informação sobre a localização do sensor, consultar com o que foi programado na unidade de controle
“Localização dos sensores” página 140. do motor, este código de falha é registrado (sensor
montado incorretamente, mau contato, redução brusca
Para informações sobre os sinais do motor (rotações) ver de marcha, etc).
“Sinais do motor” página 129.
Possíveis causas:
Código de falha • Sensor com a polaridade invertida.
FMI 0 • Interferência elétrica no sinal de rotação do motor.
Dados válidos mas acima da faixa normal de trabalho.
Condição para o código de falha:
• Perda de contato.

• Sem isolamento ou problema nos chicotes elétricos.


• A rotação do motor está acima do limite (acima de
3000 rpm). • Sensor montado incorretamente (distância incorreta
entre o sensor e a roda dentada).
Possível causa:
• O motor operou em uma condição de alta rotação. • Falha no sensor

Reações da unidade de controle / sintomas externos • Dentes danificados no volante do motor/árvore de


observados: comando de válvulas.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
• Código de falha registrado.
observados:
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
Verificação recomendadas:
• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.


• Comportamento do motorista.
• A unidade de controle utiliza o último sinal de rotação
FMI 8 do motor. Se os dois sinais falharem, o motor desliga
Freqüência anormal. ou não funciona.
Condições para o código de falha: • Quando for dada a partida, o motor leva alguns
segundos para entrar em funcionamento (se apenas
• A rotação do motor está muito acima do limite máximo um dos sinais de rotação estiver disponível).
(acima de 3200 rpm).
Possível causa: • O motor pode desligar ou não dar a partida.

• O motor operou em uma condição de alta rotação. • Normalmente está falha e mostrada juntamente com o
SID 21 ou SID 22.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados: Verificações recomendadas:

• Código de falha registrado. • “MID 128 SID 21 Sensor de posição do motor” página
79 ou “MID 128 SID 22 Sensor de rotações do motor”
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende. página 84.

72
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 1/2/3/4/5/6 Injetores

D
Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificação dos injetores.
Componente: Injetores (Y33A, Y33B, Y33C, Y33D, Y33E,
Y33F).
Código de piscadas: 6.1, 6.2, 6.3, 6.4, 6.5 e 6.6.

Código de falha
FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos.
Condição para o código de falha:

• O tempo de injeção é mais alto que o permitido.


Possíveis causas:

• Bobina do injetor com defeito.

• Funcionamento irregular da unidade de controle.

C2002954
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
Código de Código de Injetores Injetores
falha piscadas do motor do motor
4 cilindros 6 cilindros
• Código de falha registrado.

SID 1 6.1 1 1 • A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

SID 2 6.2 –\\– 2 • Funcionamento irregular.

SID 3 6.3 4 3 • Ruído anormal.

SID 4 6.4 –\\– 4 • Redução de 50% da potência do motor.

SID 5 6.5 3 5 Verificações recomendadas:

SID 6 6.6 2 6 • “MID 128 SID 1/2/3/4/5/6 Unidades injetoras,


verificação” página 75.

• “Unidade de controle do motor, verificação” página


119.

• Reprogramar a unidade de controle. Se a falha


continuar, substituir a unidade de controle (falha
interna).

73
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

FMI 3 •

D
Redução de 50% da potência do motor.
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria. • O código de falha PSID 54 ou PSID 55 (FMI4) será
apresentado de acordo com o injetor em questão.
Condição para o código de falha:
• Se a falha aparecer em um injetor para o primeiro
• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em banco capacitor, os seguintes códigos de falha estarão
contato com a tensão da bateria. ativos:
Possível causa: • SID 1, SID 2 e SID 3 (motor de 6 cilindros).
• SID 1 e SID 3 (motor de 4 cilindros).
• Curto-circuito a tensão da bateria (Pinos da unidade
de controle: C3, C4, C5, C9, C10, C11). • Se a falha aparecer em um injetor para o segundo
banco capacitor, os seguintes códigos de falha estarão
Reações da unidade de controle / sintomas externos ativos:
observados:
• SID 4, SID 5 e SID 6 (motor de 6 cilindros).
• Código de falha registrado. • SID 5 e SID 6 (motor de 4 cilindros).

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende. Verificação recomendada:

• Funcionamento irregular. • “MID 128 SID 1/2/3/4/5/6 Unidades injetoras,


verificação” página 75.
• Ruído anormal.
FMI 12
• Redução de 50% da potência do motor. Falha no componente ou no dispositivo.
Verificação recomendada: Condições para o código de falha:
• “MID 128 SID 1/2/3/4/5/6 Unidades injetoras, • Interrupção no chicote elétrico.
verificação” página 75.
• Falha no injetor.
FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa. Possíveis causas:

Condição para o código de falha: • Bobina do injetor com defeito.

• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em • Chicote elétrico danificado.


contato com à massa.
• Conector com defeito ou solto.
Possíveis causas: Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Curto-circuito à massa do cabeamento.

• Curto-circuito a tensão da bateria (Pinos da unidade • Código de falha registrado.


de controle: C6, C12, C13, C14, C15, C16). • A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
Reações da unidade de controle / sintomas externos • Funcionamento irregular.
observados:
• Ruído anormal.
• Código de falha registrado.
• Redução de 50% da potência do motor
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
Verificação recomendada:
• Funcionamento irregular.
• “MID 128 SID 1/2/3/4/5/6 Unidades injetoras,
• Ruído anormal. verificação” página 75.

74
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28472-3

D
MID 128 SID 1/2/3/4/5/6 Unidades injetoras, verificação
Para informação sobre a utilização da ferramenta
88890012, consultar “Conexão da Ferramenta de
diagnóstico” página 139.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990062, 9998699,
88890012, 88890019
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

75
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Instalação elétrica, verificação

D
2

C2004117

Condições prévias:
• Unidade de controle do motor desconectada.
• Caixa de teste 9998699 com extensão 9990062 e
adaptador 88890012 conectados na instalação elétrica
(somente o conector “63-89 / 1-16”).
• Multímetro na posição de resistência.
• Utilizar na ferramenta 9998699 o gabarito 88890019.
• Chave de partida na posição de parada.

76
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar
as seguintes medições:

C09–massa ......................................... circuito aberto


C04–massa ......................................... circuito aberto
C03–massa ......................................... circuito aberto
C11–massa ......................................... circuito aberto
C10–massa ......................................... circuito aberto
C05–massa ......................................... circuito aberto
C09-C13 .......... ≈ 1,4 (medição na caixa de pinos)
C04-C12 .......... ≈ 1,4 (medição na caixa de pinos)
C03-C06 .......... ≈ 1,4 (medição na caixa de pinos)
C11-C16 .......... ≈ 1,4 (medição na caixa de pinos)
C10-C15 .......... ≈ 1,4 (medição na caixa de pinos)
C05-C14 .......... ≈ 1,4 (medição na caixa de pinos)

9990062, 9998699, 88890012, 88890019


9812519

77
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Injetores, verificação

D
3

C2004118

Condições prévias:

• Soltar as capas de proteção.


• Desconectar os chicotes elétricos dos injetores.
• Instalação elétrica do componente desconectada.
• Multímetro na posição de resistência.
• Chave de partida na posição de parada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar as


seguintes medições diretamente no componente:

R1 .................................................................. ≈ 0,6
R2 ........................................................ circuito aberto
R3 ........................................................ circuito aberto

9812519

4
Retirar as ferramentas e montar os chicotes nos injetores.

C8000719

78
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 21 Sensor de posição do motor


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliar o sinal do sensor
de posição do motor.
Componente: Sensor de rotação do motor, árvore de
comando de válvulas (B190).
Código de piscadas: 2.5
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Para maiores informações sobre os sinais do motor
(rotações) ver “Sinais do motor” página 129.
D
Código de falha
FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos.
Condição para o código de falha:

• Sinal de rotações do motor incorreto.


Possíveis causas:

• Sensor com a polaridade invertida.

• Sensor montado incorretamente (distância incorreta


da roda dentada).

• Interferência elétrica no sinal de rotações do motor.

• Mau contato.

• Mau isolamento ou falha nos cabos.

• Falha no sensor.

• Dentes danificados na roda dentada da árvore de


comando de válvulas.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• A unidade de controle do motor utiliza o sinal da árvore


de manivelas para dar a partida. Caso este sinal
também seja perdido durante a condução, o motor
desligará. Sem ambos os sinais não é possível dar
a partida no motor.

• Quando é dada a partida no motor, o motor leva alguns


segundos para entrar em funcionamento (somente
sinal dá árvore de manivelas disponível).
Verificação recomendada:

• “MID 128 SID 21 Sensor de posição do motor,


verificação” página 80.

79
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28432-3

D
MID 128 SID 21 Sensor de posição do motor, verificação
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990216
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

80
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle

D
2

C2004153

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

1 - massa ..................................................... ≈ 4,9 K


2 - massa .......................................................... ≈ 0
2 - 3 .................................................................. ≈ 0

9990216
9812519

81
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sensor, verificação

D
3

C2004154

Condições prévias:

• Adaptador 9990216 conectado no sensor.


• Medição de resistência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medição em relação ao componente.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

1 - 2 ..................................................... ≈ 774 - 946


1 - massa ............................................. circuito aberto
2 - massa ............................................. circuito aberto
3 - massa ............................................. circuito aberto

9990216
9812519

82
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
4

C8000719

83
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 22 Sensor de rotações do motor


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliar o sinal o sinal do
sensor de rotações do motor.
Componente: Sensor de rotações da árvore de manivelas
(B189).
Código de piscadas: 2.4
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.

Código de falha
FMI 2
D
Dados intermitentes ou incorretos.
Condição para o código de falha:

• Sinal de rotações do motor incorreto.


Possíveis causas:

• Sensor com a polaridade invertida.

• Sensor montado incorretamente (distância incorreta


entre o sensor e a roda dentada).

• Interferência elétrica no sinal de rotações do motor.

• Perda de contato.

• Mau isolamento ou cabo incorreto.

• Sensor com defeito.

• Dentes danificados no volante do motor.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• A unidade de controle do motor utiliza o sinal da árvore


de comando de válvulas para dar a partida. Caso
este sinal também seja perdido durante a condução, o
motor desligará. Sem ambos os sinais não é possível
dar a partida no motor.

• Quando é dada a partida no motor, o motor leva alguns


segundos para entrar em funcionamento (somente
sinal da árvore de comando de válvulas disponível).
Verificação recomendada:

• “MID 128 SID 22 Sensor de rotações do motor,


verificação” página 85.

84
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28320-3

D
MID 128 SID 22 Sensor de rotações do motor, verificação
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990216
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

85
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle -

D
cabo de massa
2

C2004140

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - massa .......................................................... ≈ 0
2 - massa ..................................................... ≈ 4,9 K
1 - 3 .................................................................. ≈ 0

9990216
9812519

86
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sensor de posição, verificação

D
3

C2004141

Condições prévias:

• Adaptador 9990216 conectado no sensor.


• Medição de resistência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medição em relação ao componente.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar


as seguintes medições:

1 - 2 ..................................................... ≈ 774 - 946


1 - massa .......................................... ≈ circuito aberto
2 - massa .......................................... ≈ circuito aberto
3 - massa .......................................... ≈ circuito aberto

9990216
9812519

87
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
4

C8000719

88
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 39 Relé do motor de partida


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar a condição do
relé do motor de partida.
Componente: Relé do motor de partida (K33).
Código de piscadas: 2.2

Código de falha
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.
Condições para o código de falha:
D



A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
Enquanto o código de falha estiver ativo, o motor não
funciona.
Verificações recomendadas:
Bobina do relé.
Chicote elétrico e conectores.

FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Condição para o código de falha:

• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em


• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em contato à massa.
contato com a tensão da bateria.
Possível causa:
• Quando ocorre uma conexão aberta entre a unidade
de controle e o relé do motor de partida, perda de • Curto-circuito à massa.
conexão ou defeito no relé do motor de partida.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
Possíveis causas: observados:

• Curto-circuito a tensão da bateria. • Código de falha registrado.

• Chicote elétrico danificado. • A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Bobina do relé. • Enquanto o código de falha estiver ativo, o motor não


funciona.
• Chicote elétrico e conectores.
Verificações recomendadas:
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados: • Bobina do relé.

• Código de falha registrado. • Chicote elétrico e conectores.

89
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 52 Lâmpada do piloto automático


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação do sinal da
lâmpada do piloto automático.
Componente: Lâmpada do piloto automático (A34 –
Painel de instrumentos).
Código de piscadas: 3.6

Código de falha
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.

D Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em


contato à massa.
Possível causa:
• Curto-circuito à massa.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:



Código de falha registrado.
Verificações recomendadas:
O bulbo da lâmpada.
Chicote elétrico e conectores.
Condição para o código de falha:
• Painel de instrumentos.
• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em
contato com a tensão da bateria. FMI 12
Possível causa: Falha no dispositivo ou no no componente.
Condição para o código de falha:
• Curto-circuito a tensão da bateria.
• Quando a conexão está aberta entre a unidade de
Reação da unidade de controle / sintomas externos controle do motor e a lâmpada do piloto automático,
observados: perda de conexão ou defeito na lâmpada do piloto
automático.
• Código de falha registrado.
Possíveis causas:
Verificações recomendadas: • Chicote elétrico danificado.
• O bulbo está quebrado.
• O bulbo da lâmpada. • O conector está com defeito.
• Chicote elétrico e conectores. Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Painel de instrumentos. • Código de falha registrado.
FMI 4 Verificações recomendadas:
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa. • O bulbo da lâmpada.
• Chicote elétrico e conectores.
Condição para o código de falha: • Painel de instrumentos.

90
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 54 Lâmpada branca de regime severo


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar a situação da
lâmpada branca de regime severo.
Componente: Lâmpada branca de regime severo (A34
– Painel de instrumentos).
Código de piscadas: 3.9

Código de falha
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.
D
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:



Código de falha registrado.
Verificações recomendadas:
• Bulbo da lâmpada.
Chicote elétrico e conectores.
Painel de instrumentos.

FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Condição para o código de falha:
Condições para o código de falha:

• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em


• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em
contato com à massa.
contato com a tensão da bateria.
Possível causa:
• Quando ocorre uma conexão aberta entre a unidade
de controle e a lâmpada branca de regime severo, • Curto-circuito à massa.
perda de conexão ou defeito na lâmpada branca de
regime severo. Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:
Possíveis causas:
• Código de falha registrado.
• Curto-circuito a tensão da bateria. Verificações recomendadas:
• Chicote elétrico danificado. • Bulbo da lâmpada.
• O bulbo está quebrado. • Chicote elétrico e conectores.
• O conector está com defeito. • Painel de instrumentos.

91
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 78 Bomba de alimentação de combustível

D
Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar a condição da
válvula reguladora de pressão (MPROP), que é montada
na bomba de alta pressão de combustível.
Componente: Válvula reguladora de pressão (MPROP)
na bomba de alta pressão de combustível (B51).
Código de piscadas: 5.6
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.

Código de falha
FMI 12
Defeito no dispositivo ou no componente.
Condições para o código de falha:

• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em


contato com a tensão da bateria.

• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em


C2002582 contato à massa.

• Quando ocorre uma conexão aberta entre a unidade


de controle e a válvula reguladora de pressão
(MPROP), perda de conexão ou defeito na válvula
reguladora de pressão (MPROP).
Possíveis causas:

• Curto-circuito à massa.

• Curto-circuito a tensão da bateria.

• Chicote elétrico danificado.

• A bobina está com defeito.

• Conector com defeito.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, normalmente


a válvula de alívio (PRV) está aberta.

• Redução de 75% da potência do motor


Verificação recomendada:

• “MID 128 SID 78 Bomba de alimentação de


combustível, verificação” página 93.

92
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28428-3

D
MID 128 SID 78 Bomba de alimentação de combustível, verificação
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Nota! Códigos de falha ativo/inativo: Alguns códigos
de falha tornam-se inativos quando o motor é desligado.
Funcionar o motor para verificar se o código de falha
continua inativo quando o motor está em funcionamento.
Nota! Conector: Sempre verificar se não existe
oxidação e certificar-se de que os pinos dos conectores
não estão danificados. Verificar também a força de
fixação dos pinos, para maiores informações consultar o
IMPACT no grupo 371.
Nota! Após quaisquer reparos nos conectores:
Reinstalar o conector e verificar se o código de falha se
torna ativo. Se o código de falha ainda estiver ativo,
continuar a pesquisa de falhas de acordo com as
instruções.
Ferramentas especiais: 9990216
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

93
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle –

D
cabo de massa
2

C2004162

Condições prévias:
• Conector do componente removido.
• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

2 - massa .......................................................... ≈ 0

9990216
9812519

94
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Medição em relação a unidade de controle –

D
cabo de sinal
3

C2004162

Condições prévias:

• Conector do componente removido.


• Adaptador 9990216 conectado no conector do
chicote elétrico.
• Medição de resitência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medições em relação a unidade de controle do motor.
• Unidade de controle conectada.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - massa ........................... ≈ 120 k (60 k com as


ponteiras do multímetro invertidas)

9990216
9812519

95
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Válvula reguladora de pressão (MPROP),

D
verificação
4

C2004190

Condições prévias:
• Adaptador 9990216 conectado na válvula reguladora
de pressão (MPROP).
• Medição de resistência utilizando o multímetro
9812519.
• Chave de partida na posição de parada.
• Medição em relação ao componente.

Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar a


seguinte medição:

1 - 2 .................................... ≈ 3 ± 1 (-20 C/40 C)

9990216
9812519

96
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
5

C8000719

97
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 81 Relé do freio motor


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar a condição do
relé do freio motor.
Componente: Relé do freio motor (Y01).
Código de piscadas: 2.3

Código de falha
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.
Condições para o código de falha:
D
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:



Código de falha registrado.
A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
Verificações recomendadas:



Bobina.
Chicote elétrico e conectores.

FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Condição para o código de falha:
• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em
contato com a tensão da bateria. • Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em
contato à massa.
• Quando a conexão está aberta entre a unidade de
controle do motor e o relé do freio motor, perda de Possível causa:
conexão ou defeito no relé do freio motor.
• Curto-circuito à massa.
Possíveis causas:
Reações da unidade de controle / sintomas externos
• Curto-circuito a tensão da bateria. observados:

• Chicote elétrico danificado. • Código de falha registrado.

• Bobina com defeito. • A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Conector com defeito. Verificações recomendadas:

• Bobina do relé.

• Chicote elétrico e conectores.

98
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 217 Inibidor de partida


Informações gerais
Este código de falha é registrado sempre que tenha
ocorrido um comando de bloqueio do motor através do
sistema Volvo Link.
Componente: Unidade de controle do motor e Volvo Link.
Código de piscadas: 4.1 para FMI 11 e 4.2 para FMI 14.

Código de falha
FMI 11
Bloqueio do motor.
Condição para o código de falha:
D Verificações recomendadas:



Chicote elétrico entre o Volvo Link e a unidade de
controle do motor.
Situação do gerenciador de frota do Volvo Link.
Situação da unidade de controle do Volvo Link.

FMI 14
Instruções especiais.
Condição para o código de falha:

• Por alguma razão o motor está em um procedimento


de bloqueio, devido à isso a potência do motor está
sendo reduzida.
• Devido as ações do Volvo Link o motor está em modo
de bloqueio. Possíveis causas:
Possíveis causas: • Sinal enviado via satélite.
• Sinal enviado via satélite. • Chicote elétrico.
• Chicote elétrico. • Falha no Volvo Link.
• Falhas no Volvo Link. Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados: • Código de falha registrado.
• Código de falha registrado. • A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende. • Redução de 75% da potência do motor.
• O motor desliga (100% de redução da potência). Verificações recomendadas:

• Chicote elétrico entre o Volvo Link e a unidade de


controle do motor.

• Situação do gerenciador de frota do Volvo Link.

• Situação da unidade de controle do Volvo Link.

99
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 218 Relé principal ECM


Informações gerais
Este diagnóstico permite verificar uma falha no relé
principal.
Componente: Unidade de controle do motor.
Códigos de piscada 7.1

Código de falha
FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos.
Condição para o código de falha:
D
• A unidade de controle do motor não funciona
corretamente.
Possível causa:

• Falha interna na unidade de controle do motor.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• Redução de 75% da potência do motor.


Verificação recomendada:

• “Unidade de controle do motor, verificação” página


119.

100
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 231 Link de controle SAE J1939


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar se as
mensagens J1939 da unidade de controle são recebidas,
decodificas e armazenadas .
Componente: Link de controle (SAE J1939)
Códigos de piscada 7.5

Código de falha
FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos.
Condição para o código de falha:
D Verificações recomendadas:


Pesquisa de falhas no link de controle SAE J1939.
Para maiores detalhes consultar as Publicações de
Serviço do grupo 371 - Link de dados, pesquisa de
falhas.
Entrar em contato com a Assistência Técnica.

FMI 9
Índice de atualização anormal.
Condição para o código de falha:

• As mensagens no link de controle J1939 não são


recebidas em um período de tempo maior que o
• Não existem mensagens no link de controle (SAE especificado.
J1939).
Possível causa:
Possível causa:

• Desconexão ou defeito no Link de controle (SAE


• Desconexão ou defeito no link de controle (SAE
J1939).
J1939).
Reação da unidade de controle / sintomas externos
Reação da unidade de controle / sintomas externos observados:
observados:

• Código de falha registrado.


• Código de falha registrado.
Verificações recomendadas:

• Pesquisa de falhas no link de controle SAE J1939.


Para maiores detalhes consultar as Publicações de
Serviço do grupo 371 - Link de dados, pesquisa de
falhas.

• Entrar em contato com a Assistência Técnica.

101
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 238 Lâmpada de diagnóstico/parada (vermelha)


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar o sinal da
lâmpada de diagnóstico/parada (vermelha).
Componente: Lâmpada de diagnóstico/parada
(vermelha) - (A34 - Painel de instrumentos).
Código de piscadas: 3.8

Código de falha
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.



D
Possível causa:
Curto-circuito à assa.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.
A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
Verificações recomendadas:
• O bulbo da lâmpada.
Chicote elétrico e conectores.
Painel de instrumentos.
Condição para o código de falha:
FMI 12
• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em
Unidade ou componente defeituoso.
contato com a tensão da bateria.
Condição para o código de falha:
Possível causa:

• Curto-circuito a tensão da bateria.


• Quando ocorre uma conexão aberta entre a unidade
de controle e a lâmpada de diagnóstico/parada
(vermelha), perda de conexão ou defeito na lâmpada
Reações da unidade de controle / sintomas externos
de diagnóstico/parada (vermelha).
observados:
Possíveis causas:
• Código de falha registrado.
• Chicote elétrico danificado.
• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
• O bulbo está quebrado.
Verificações recomendadas:
• O conector está com defeito.
• O bulbo da lâmpada.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Chicote elétrico e conectores.

• Painel de instrumentos. • Código de falha registrado.


• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.
FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa. Verificações recomendadas:

Condições para o código de falha: • O bulbo da lâmpada.

• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em • Chicote elétrico e conectores.


contato à massa. • Painel de instrumentos.

102
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 239 Lâmpada de advertência (amarela)


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar o sinal da
lâmpada de advertência amarela.
Componente: Lâmpada de advertência (amarela) – (A34
– Painel de instrumentos).
Código de piscadas: 3.7

Código de falha
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria.
D Possível causa:




Curto-circuito à massa.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados:
• Código de falha registrado.
Verificações recomendadas:
O bulbo da lâmpada.
Chicote elétrico e conectores.
Painel de instrumentos.
Condição para o código de falha: FMI 12
Unidade ou componente defeituoso.
• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em
contato com a tensão da bateria. Condições para o código de falha:
Possível causa: • Quando ocorre uma conexão aberta entre a unidade
de controle e a lâmpada de advertência (amarela),
• Curto-circuito a tensão da bateria. perda de conexão ou defeito na lâmpada de
Reação da unidade de controle / sintomas externos advertência (amarela).
observados: Possível causa:
• Código de falha registrado. • Chicote elétrico danificado.
Verificações recomendadas: • O bulbo está quebrado.

• Bulbo da lâmpada. • O conector está com defeito.

• Chicote elétrico e conectores. Reação da unidade de controle / sintomas externos


observados:
• Painel de instrumentos.
• Código de falha registrado.
FMI 4 Verificações recomendadas:
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa.
Condição para o código de falha: • Verificar o bulbo da lâmpada.

• Chicote elétrico e conectores.


• Se o isolamento está com defeito e o cabo entra em
contato à massa. • Painel de instrumentos.

103
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 240 Memória do programa

Informações gerais
T2012704

Na inicialização da unidade de controle do motor é


feito um cálculo da soma de verificação do software
D
Código de falha
FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos.
Condição para o código de falha:

• Soma de verificação incorreta (calculado somente na


inicialização).
Possíveis causas:



Falha na programação.
Falha interna na unidade de controle do motor.
na memória da unidade de controle do motor. Este
diagnóstico é utilizado para comparar este cálculo feito Reações da unidade de controle / sintomas externos
na inicialização com o cálculo já existente feito na observados:
inicialização anterior, para verificar se o software está
correto. • Código de falha registrado.

Componente: Unidade de controle do motor. • O motor não liga.


Verificação recomendada:

• Reprogramar a unidade de controle do motor. Se


depois disto a falha ainda estiver ativa, entrar em
contato com a Assistência Técnica.

104
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 245 Interruptor do pedal da embreagem


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação do sinal do
interruptor do pedal da embreagem.
Componente: Interruptor do pedal da embreagem
(S58B).
Código de piscadas: 3.4

Código de falha
FMI 12
Unidade ou componente defeituoso.
Condição para o código de falha:
D
• Quando a unidade de controle está ligada sem sinal
da embreagem e a velocidade do veículo já é maior
do que a esperada.
Possíveis causas:

• Falha no interruptor do pedal da embreagem.

• Circuito aberto no chicote elétrico.

• Curto-circuito a tensão da bateria ou à massa.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, a tomada de


força e o piloto automático não funcionam.
Verificações recomendadas:

• Pedal da embreagem.

• Chicote elétrico e conectores.

105
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 246 Interruptor do pedal do freio


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação do sinal dos
interruptores do pedal do freio.
Componente: Interruptores do pedal do freio (S58B).
Código de piscadas: 3.5

Código de falha

FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos.
Condição para o código de falha:
D
• A posição do interruptor do freio de serviço e do
interruptor redundante do freio de serviço não são
diferentes.
Possíveis causas:

• Falha nos interruptores do pedal do freio.

• Chicote elétrico danificado.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Enquanto o código de falha estiver ativo, a tomada de


força e o piloto automático não funcionam.
Verificações recomendadas:

• Pedal do freio.

• Chicote elétrico e conectores.

106
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 251 Alimentação de tensão


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para avaliação dos estágios
em que a alimentação de tensão é desligada.
Componente: Unidade de controle do motor.
Código de piscadas: 7.4

Código de falha
FMI 2, 3, 4, 12
Condição para o código de falha:

• A alimentação interna de tensão não pode gerar a


D
saída correta de tensão para os componentes ligados
à unidade de controle do motor.
Possível causa:

• Falha interna na unidade de controle do motor.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Redução de 50% da potência do motor.


Verificações recomendadas:

• “Unidade de controle do motor, verificação” página


119.

• Reprogramar a unidade de controle do motor. Se a


falha continuar, substituir a unidade de controle do
motor (falha interna).

107
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 SID 253 Memória de dados EEPROM

Informações gerais
T2012704

Na inicialização da unidade de controle do motor é


feito um cálculo da soma de verificação do software
D
FMI 7
O sistema mecânico não esta funcionando
satisfatoriamente.
Condição para o código de falha:


Soma de verificação incorreta.
Possíveis causas:

• Falha interna na unidade de controle do motor.


A alimentação de tensão está desligada enquanto a
memória de dados está sendo escrita.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
na memória da unidade de controle do motor. Este observados:
diagnóstico é utilizado para comparar este cálculo feito
na inicialização com o cálculo já existente feito na • Código de falha registrado.
inicialização anterior, para verificar se o software está
correto. Verificações recomendadas:
Componente: Unidade de controle do motor. • Desligar o veículo, aguardar 30 segundos e ligar o
veículo novamente. Verificar se o código de falha
Código de piscadas: ainda está ativo.
FMI 2: Sem código de piscadas. • Alimentação de tensão e bateria.
FMI 7: 8.5 • Reprogramar a unidade de controle do motor. Se
depois disto a falha ainda estiver ativa, substituir a
FMI 9: 8.3 unidade de controle do motor (falha interna).
FMI 11: 8.2
FMI 9
FMI 12: 8.4 Índice de atualização anormal.
FMI 14: 8.1 Condição para o código de falha:

Código de falha • Soma de verificação incorreta.


Possível causa:
FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos. • A alimentação de tensão está desligada enquanto a
memória de dados está sendo escrita.
Condição para o código de falha:
Reação da unidade de controle / sintomas externos
• Soma de verificação incorreta (calculado somente na observados:
inicialização).
• Código de falha registrado.
Possíveis causas:
Verificações recomendadas:
• Falha na programação.
• Desligar o veículo, aguardar 30 segundos e ligar o
• Falha interna na unidade de controle do motor. veículo novamente. Verificar se o código de falha
ainda está ativo.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados: • Bateria e alimentação de tensão.

• Código de falha registrado. • Reprogramar a unidade de controle do motor. Se


depois disto a falha ainda estiver ativa, substituir a
Verificações recomendadas: unidade de controle do motor (falha interna).
• Pode haver um funcionamento irregular do motor,
limite de rotação máxima etc. Não é possível utilizar
o VCADS Pro para realizar testes e/ou programação
no motor. Utilizando o teste do VCADS Pro “17034–2
Informação do veículo, teste” provavelmente haverá
um P/N de dataset faltando no MID128.

• Reprogramar a unidade de controle do motor. Se


depois disto a falha ainda estiver ativa, substituir a
unidade de controle do motor (falha interna).

108
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

FMI 11

D
Reação da unidade de controle / sintomas externos
Cálculo da soma de verificação incorreto na memória de observados:
dados.
• Código de falha registrado.
Condição para o código de falha:
Verificações recomendadas:
• Soma de verificação incorreta.
Possível causa:
• Desligar o veículo, aguardar 30 segundos e ligar o
veículo novamente. Verificar se o código de falha
ainda está ativo.
• Falha interna na unidade de controle do motor.

• A alimentação de tensão está desligada enquanto a • Bateria e alimentação de tensão.


memória de dados está sendo escrita. • Reprogramar a unidade de controle do motor. Se
depois disto a falha ainda estiver ativa, substituir a
• Falha na programação. unidade de controle do motor (falha interna).
Reação da unidade de controle / sintomas externos
observados: FMI 14
Instruções especiais.
• Código de falha registrado.
Condição para o código de falha:
Verificações recomendadas:
• Soma de verificação incorreta.
• Desligar o veículo, aguardar 30 segundos e ligar o
veículo novamente. Verificar se o código de falha Possíveis causas:
ainda está ativo.
• Falha interna na unidade de controle do motor.
• Bateria e alimentação de tensão.
• Falha na programação.
• Reprogramar a unidade de controle do motor. Se
Reação da unidade de controle / sintomas externos
depois disto a falha ainda estiver ativa, substituir a
unidade de controle do motor (falha interna). observados:

FMI 12 • Código de falha registrado.


Unidade ou componente defeituoso. Verificações recomendadas:
Condição para o código de falha:
• Desligar o veículo, aguardar 30 segundos e ligar o
veículo novamente. Verificar se o código de falha
• Soma de verificação incorreta.
ainda está ativo.
Possível causa:
• Bateria e alimentação de tensão.
• Falha interna na unidade de controle do motor.
• Reprogramar a unidade de controle do motor. Se
• A alimentação de tensão está desligada enquanto a depois disto a falha ainda estiver ativa, substituir a
memória de dados está sendo escrita. unidade de controle do motor (falha interna).

109
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PSID 50 Monitoramento da pressão de combustível


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para identificar vazamentos,
pressão muito alta ou muito baixa e outras falhas no
sistema de combustível (Common Rail).
Componente: Todos os componentes relacionados com
o sistema de combustível.
Código de piscadas:
FMI 0, 1, 3, 7, 12 e 14: 5.2
FMI 4: 5.3

Código de falha
D
FMI 1
Alta pressão no tubo distribuidor.
Condição para o código de falha:

• A pressão no tubo distribuidor está um pouco acima


do normal.
Possíveis causas:



Vazamento na válvula reguladora de pressão
(MPROP).
Válvula reguladora de pressão (MPROP) travada na
posição aberta.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:
FMI 0
Baixa pressão no tubo distribuidor. • Código de falha registrado.
Condição para o código de falha: • A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
• A pressão no tubo distribuidor está mais baixa que o • Redução de 75% da potência do veículo.
normal (5 MPa abaixo do estabelecido pela unidade
de controle do motor). Verificações recomendadas:
Possíveis causas: • Tubos de alta pressão.

• Vazamento no circuito de alta pressão de combustível. • Circuito de baixa pressão.

• Tubos de baixa pressão de combustível dobrados ou • Combustível no tanque e no circuito de baixa pressão
obstruidos. (incluindo o filtro separador de água e o filtro de
combustível) - regiões com temperaturas muito baixas.
• Desgaste excessivo dos componentes (injetores e/ou
bomba de combustível). • Substituir os injetores, caso a falha continue mesmo
depois de substituir os injetores, substituir então a
• Válvula reguladora de pressão (MPROP) travada na bomba de alta pressão.
posição fechada.

• Filtros obstruidos (filtro separador de água e filtro de FMI 3


combustível). Alta pressão no tubo distribuidor.
• ”Diesel parafinado” (regiões com temperaturas muito Condição para o código de falha:
baixas).
Reações da unidade de controle / sintomas externos
• A pressão no tubo distribuidor está muito acima do
normal (145 MPa).
observados:
Possíveis causas:
• Código de falha registrado.
• Vazamento na válvula reguladora de pressão
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende. (MPROP).
• Redução de 75% da potência do veículo. • Válvula reguladora de pressão (MPROP) travada na
posição aberta.
Verificações recomendadas:
Reações da unidade de controle / sintomas externos
• Tubos de alta pressão. observados:
• Circuito de baixa pressão.
• Código de falha registrado.
• Combustível no tanque e no circuito de baixa pressão
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
(incluindo o filtro separador de água e o filtro de
combustível) - regiões com temperaturas muito baixas. • Redução de total da potência do motor (100%).
• Substituir os injetores, caso a falha continue mesmo Verificações recomendadas:
depois de substituir os injetores, substituir então a
bomba de alta pressão. • Substituir a bomba de alta pressão.

110
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

FMI 4 •

D
Combustível no tanque e no circuito de baixa pressão
Baixa pressão no tubo distribuidor. (incluindo o filtro separador de água e o filtro de
combustível) – regiões com temperaturas muito baixas.
Condição para o código de falha:
• Substituir a bomba de alta pressão, caso a falha
• Esta falha será reconhecida quando a pressão no tubo continue mesmo depois de substituir a bomba de alta
distribuidor está muito abaixo do normal (25 MPa). pressão, substituir então os injetores.
Possíveis causas:
FMI 12
• Grande vazamento de combustível. Unidade ou componente defeituoso.
• Injetor travado na posição “aberta”. Condição para o código de falha:
• Válvula reguladora de pressão (MPROP) travada na
• Veículo na marcha lenta, velocidade de 0 km/h e
posição fechada. sensor de velocidade do veículo sem defeitos.
Reações da unidade de controle / sintomas externos O fluxo de combustível que passa pela válvula
observados: reguladora de pressão (MPROP) é mais alto que
• Código de falha registrado. o normal.

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende. Possíveis causas:

• Redução total da potência do motor (100%). • Vazamento no circuito de alta pressão de combustível.
Verificações recomendadas: • Tubos do circuito de baixa pressão de combustível
dobrados ou obstruidos.
• Tubos de alta pressão.
• Filtros obstruidos (filtro separador de água e filtro de
• Circuito de baixa pressão. combustível).
• Combustível no tanque e no circuito de baixa pressão
• ”Diesel parafinado” (regiões com temperaturas muito
(incluindo o filtro separador de água e o filtro de baixas).
combustível) - regiões com temperaturas muito baixas.
• Substituir os injetores, caso a falha continue mesmo • Desgaste excessivo dos componentes (injetores e/ou
bomba de combustível).
depois de substituir os injetores, substituir então a
bomba de alta pressão. • Válvula reguladora de pressão (MPROP) travada na
posição fechada.
FMI 7 Reações da unidade de controle / sintomas externos
O sistema mecânico não esta funcionando observados:
satisfatoriamente.
Condições para o código de falha:
• Código de falha registrado.
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
• Veículo está operando em altas rotações.
• Redução de 75% da potência do motor.
• A pressão no tubo distribuidor está sendo reduzida
mais rápido que o normal. Verificações recomendadas:
• O fluxo de combustível na válvula reguladora de • Tubos de alta pressão.
pressão (MPROP) está mais alto que o normal.
• Circuito de baixa pressão.
Possíveis causas:
• Combustível no tanque e no circuito de baixa pressão
• Vazamento no circuito de alta pressão de combustível. (incluindo o filtro separador de água e o filtro de
combustível) - regiões com temperaturas muito baixas.
• Tubos de baixa pressão de combustível dobrados ou
obstruidos. • Substituir a bomba de alta pressão, caso a falha
continue mesmo depois de substituir a bomba de alta
• Filtros obstruidos (filtro separador de água e filtro de pressão, substituir então os injetores.
combustível).
• ”Diesel parafinado” (regiões com temperaturas muito FMI 14
baixas). Instruções especiais.
• Desgaste excessivo dos componentes (injetores e/ou Condição para o código de falha:
bomba de alta pressão).
• O combustível que passa pela válvula reguladora
• Válvula reguladora de pressão (MPROP) travada na de pressão (MPROP) é mais alto que o normal (em
posição fechada. outras condições de rotação do motor que não sejam
Reação da unidade de controle / sintomas externos marcha lenta e alta rotação.
observados: Possíveis causas:
• Código de falha registrado. • Vazamento no circuito de alta pressão de combustível.
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende. • Tubos de baixa pressão de combustível dobrados ou
obstruidos.
• Redução de 75% da potência do motor.
Verificações recomendadas: • Filtros obstruidos (filtro separador de água e filtro de
combustível).
• Tubos de alta pressão.
• ”Diesel parafinado” (regiões com temperaturas muito
• Circuito de baixa pressão. baixas).
111
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Desgaste excessivo dos componentes (injetores e/ou Verificações recomendadas:
bomba de combustível).
• Tubos de alta pressão.
• Válvula reguladora de pressão (MPROP) travada na
posição fechada. • Circuito de baixa pressão.
Reações da unidade de controle / sintomas externos • Combustível no tanque e no circuito de baixa pressão
observados: (incluindo o filtro separador de água e o filtro de
combustível) - regiões com temperaturas muito baixas.
• Código de falha registrado.
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende. • Substituir a bomba de alta pressão, caso a falha
continue mesmo depois de substituir a bomba de alta
• Redução de 75% da potência do veículo. pressão, substituir então os injetores.

112
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PSID 51 Desligamento da unidade de controle do motor


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar o desligamento
da unidade de controle do motor.
Componente: Unidade de controle do motor.
Código de piscadas: 7.2

Código de falha
FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos.
Condições para o código de falha:
D
• Este código de falha será registrado se a chave de
partida for desligada e o conjunto das seguintes
condições não estiverem satisfeitas:

• O motor deve estar quente (acima de 65 C).


• O veículo não deve estar com alta velocidade
(abaixo de 5 Km/h).
• O veículo deve estar na marcha lenta
(210 hp = 750 ± 6 rpm, 260/310 hp = 700 ± 6 rpm).
Possíveis causas:

• Comportamento do motorista.

• Falha no sensor de temperatura do líquido de


arrefecimento/velocidade do veículo (juntamente com
comportamento do motorista).

• Falha interna na unidade de controle do motor.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Redução de 50% da potência do motor.


Verificações recomendadas:

• Verificar se os códigos de falha do sensor de rotação


do motor, velocidade do veículo e temperatura do
líquido de arrefecimento estão ativos.

• Comportamento do motorista.

• Reprogramar a unidade de controle do motor.

• “Unidade de controle do motor, verificação” página


119.

113
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PSID 52 Sincronização da rotação do motor


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar o processo de
sincronização (árvore de comando de válvulas e árvore
de manivelas).
Componente: Sensores da árvore de manivelas e da
árvore de comando de válvulas e unidade de controle
do motor.
Código de piscadas: 2.9
Para informação sobre a localização do sensor, consultar
“Localização dos sensores” página 140.
Para maiores informações sobre os sinais do motor
(rotações) ver “Sinais do motor” página 129.
D
Código de falha
FMI 2
Dados intermitentes ou incorretos.
Condição para o código de falha:

• Sincronização incorreta entre o sensor de rotação


da árvore de comando de válvulas e da árvore de
manivelas.
Possíveis causas:

• Falha interna na unidade de controle do motor.

• Posição incorreta dos sensores da árvore de manivelas


ou da árvore de comando de válvulas.

• Perda de sinal pelos conectores dos sensores da


árvore de manivelas ou árvore de comando de
válvulas.

• Interferência elétrica no sinal de rotação do motor.

• Pouco isolamento ou falha no chicote elétrico.

• Falha no sensor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Reiniciar todo o processo de sincronização.


Verificações recomendadas:

• Posição do sensor de rotações do motor da árvore


de comando de válvulas.

• Posição do sensor de rotações do motor da árvore


de manivelas.

• Chicote elétrico e conectores.

114
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PSID 53 Monitoramento da válvula de alívio (PRV)

D
C2004107

Informações gerais • O motor tem uma redução de 75% da potência.


Este diagnóstico é utilizado para verificar:
Verificações recomendadas:
• A abertura da válvula de alívio de pressão (PRV).
• Forçar a válvula de alívio de pressão (PRV) a abrir. • Chicote elétrico.
• Verificar quando a válvula de alívio de pressão
• Sensor de pressão de combustível.
(PRV) não abre devido à uma alta pressão no tubo
distribuidor.
• Verificar se a válvula de alívio de pressão (PRV) travou • Bomba de alta pressão, mais especificamente na
MPROP (válvula reguladora de pressão).
na posição fechada.

Componente: Válvula de alívio de pressão (PRV).


• Combustível no tanque e no circuito de baixa pressão
(separador de água e filtro de combustível).
Código de piscadas: • Se a falha estiver inativa e não for possível dar a
partida no motor, substituir o tubo distribuidor.
FMI 7: 5.4
FMI 12: 5.5 FMI 12
Unidade ou componente defeituoso.
Código de falha Condição para o código de falha:
FMI 7 • A pressão no tubo distribuidor está mais alta que
O sistema mecânico não esta funcionando o normal (a válvula de alívio não abriu depois do
satisfatoriamente. comando da unidade de controle e como conseqüência
nenhuma redução de pressão foi verificada).
Condições para o código de falha:
Possíveis causas:
• Pressão no tubo distribuidor está mais alta que o
normal (140 MPa). • Válvula reguladora de pressão (MPROP) danificada.
• Pica de pressão de combustível excessivamente alto • Diesel parafinado.
(acima de 165 MPa).
Possíveis causas:
• Válvula de alívio (PRV) travou na posição “fechada”.
Reação da unidade de controle / sintomas externos
• Chicote elétrico danificado. observados:
• Sensor de pressão de combustível danificado.
• Código de falha registrado.
• Válvula de alívio (PRV) danificada.
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
• Diesel parafinado.
• Redução total da potência do motor (100%).
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados: • Tubo distribuidor trincado.

• Código de falha registrado. Verificações recomendadas:

• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende. • Substituir o tubo distribuidor.


115
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PSID 54 Banco capacitor 1


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar a tensão no
banco capacitor 1. Este banco capacitor é responsável
pela alimentação dos seguintes injetores:
Motor de 4 cilindros = Injetores 1 e 4
Motor de 6 cilindros = Injetores 1, 3 e 2
Componente: Unidade de controle do motor e injetores
Código de piscadas: 7.6

Código de falha




D
Possíveis causas:
Curto-circuito a tensão da bateria.
Mau funcionamento dos injetores.
Falha interna no na unidade de controle do motor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.


A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
Redução de 50% da potência do motor.
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da • O motor poderá não funcionar.
bateria. Verificações recomendadas:
Condição para o código de falha:
• Chicote elétrico e conectores dos injetores.
• Os injetores não funcionam.
• “Unidade de controle do motor, verificação” página
Possíveis causas: 119.

• Curto-circuito a tensão da bateria. • Substituir a unidade de controle do motor (falha


interna).
• Mau funcionamento dos injetores.
FMI 12
• Falha interna na unidade de controle do motor. Unidade ou componente defeituoso.
Reações da unidade de controle / sintomas externos Condição para o código de falha:
observados:

• Código de falha registrado. • Os injetores não funcionam.


Possível causa:
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• Redução de 50% da potência do motor. • Mau funcionamento dos injetores.


Reação da unidade de controle / sintomas externos
• O motor poderá não funcionar. observados:
Verificações recomendadas:
• Código de falha registrado.
• Chicote elétrico e conectores dos injetores.
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
• “Unidade de controle do motor, verificação” página
• Redução de 50% da potência do motor.
119.

• Substituir a unidade de controle do motor (falha • O motor poderá não funcionar.


interna). Verificações recomendadas:
FMI 4 • Chicote elétrico e conectores dos injetores.
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito a tensão da
bateria. • “Unidade de controle do motor, verificação” página
119.
Condição para o código de falha:
• Substituir a unidade de controle do motor (falha
• Os injetores não funcionam. interna).

116
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PSID 55 Banco capacitor 2


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificar a tensão no
banco capacitor 2. Este banco capacitor é responsável
pela alimentação dos seguintes injetores:
Motor de 4 cilindros = Injetores 2 e 3
Motor de 6 cilindros = Injetores 4, 5 e 6
Componente: Unidade de controle do motor e injetores
Código de piscadas: 7.7

Código de falha
DPossíveis causas:





Curto-circuito à massa.
Mau funcionamento dos injetores.
Falha interna na unidade de controle do motor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.


A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
Redução de 50% da potência do motor.
FMI 3
Tensão acima do normal ou curto-circuito a tensão da • O motor poderá não funcionar.
bateria. Verificações recomendadas:
Condição para o código de falha: • Chicote elétrico e conectores dos injetores.
• Os injetores não funcionam. • “Unidade de controle do motor, verificação” página
119.
Possíveis causas:

• Curto-circuito a tensão da bateria. • Substituir a unidade de controle do motor (falha


interna).
• Mau funcionamento dos injetores.
FMI 12
• Falha interna na unidade de controle. Unidade ou componente defeituoso.
Reações da unidade de controle / sintomas externos Condição para o código de falha:
observados:
• Os injetores não funcionam.
• Código de falha registrado.
Possível causa:
• A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.
• Mau funcionamento dos injetores.
• Redução de 50% da potência do motor.
Reações da unidade de controle / sintomas externos
• O motor poderá não funcionar. observados:

Verificações recomendadas: • Código de falha registrado.

• Chicote elétrico e conectores dos injetores. • A lâmpada de diagnóstico vermelha acende.

• “Unidade de controle do motor, verificação” página • Redução de 50% da potência do motor.


119.
• O motor poderá não funcionar.
• Substituir a unidade de controle do motor (falha Verificações recomendadas:
interna).
• Chicote elétrico e conectores dos injetores.
FMI 4
Tensão abaixo do normal ou curto-circuito à massa. • “Unidade de controle do motor, verificação” página
119.
Condição para o código de falha:
• Substituir a unidade de controle do motor (falha
• Os injetores não funcionam. interna).

117
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

MID 128 PSID 56 Teste de inicialização do sistema


Informações gerais
Este diagnóstico é utilizado para verificação da
inicialização do sistema.
Componente: Unidade de controle do motor.
Código de piscadas: 7.3

Código de falha
FMI 2, 12, 14
Condição para o código de falha:

• Durante a inicialização do sistema, o motor não


D
está funcionando. A unidade de controle do motor
desabilita as saídas de tensão e tenta corrigir a injeção
de combustível em todos os cilindros. Se a unidade de
controle do motor detectar uma injeção, mesmo que
o sinal de alimentação esteja desligado, um código
de falha é registrado.
Possíveis causas:

• Tensão da bateria.

• Defeito interno na unidade de controle do motor.


Reações da unidade de controle / sintomas externos
observados:

• Código de falha registrado.

• A lâmpada de diagnóstico amarela acende.

• Redução de 50% da potência do motor


Verificações recomendadas:

• “Unidade de controle do motor, verificação” página


119.

• Reprogramar a unidade de controle do motor. Se a


falha continuar, substituir a unidade de controle do
motor (falha interna).

118
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

28108-3

D
Unidade de controle do motor, verificação
Para informação sobre a utilização da ferramenta
88890012, consultar “Conexão da Ferramenta de
diagnóstico” página 139.
Antes de substituir uma unidade de controle do motor
e solicitar a garantia, todas as verificações deste
procedimento devem ser executadas para excluir
possíveis falhas do sistema de controle do motor.
Se as medições na instalação elétrica indicam uma falha,
é possível que a unidade de controle esteja sem falhas.
Uma condição prévia para um processamento correto da
reclamação de garantia, quando uma unidade de controle
do motor é reivindicada sob os termos da garantia, é o
correto preenchimento da lista de verificação com
todos os valores medidos, e que uma cópia da lista de
verificação seja anexada à reclamação.

ATENÇÃO
As unidades de controle, durante a pesquisa de falhas
ou reparos, sob nenhuma circunstância, devem ser
trocadas entre os veículos. Configurações individuais
incorretas nas unidades de controle podem resultar
em acidentes pessoais ou danos ao veículo.

Veículo: ID do chassi: Quilometragem: Cliente:

Variante do motor: Número do motor: Unidade de controle, P/N: Unidade de controle, número de série:

Número do software: Conjunto de dados 1: Conjunto de dados 2:

Ferramentas especiais: 9813194, 9990062,


9990130, 9998699, 88890012, 88890019
Outros equipamentos especiais: 9812519
1

C8000716

119
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Instalação elétrica e circuito, teste de

D
funcionamento
2

C2004115

Condições prévias:
• Chave de partida na posição de parada.
• Unidade de controle do motor desconectada.
• Multímetro na posição de resistência.
• Adaptador 88890012 conectado na instalação elétrica.
• Conectores“1-36” e “63-89 / 1–16” conectados a duas
caixas de teste 9998699 utilizando duas extensões
9990062.
• Na caixa de teste conectada ao conector “63–89 /
1–16” da ferramenta 88890012, utilizar o gabarito
88890019.

120
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar
as seguintes medições:

Tipo do sinal Pontos de Valor nominal Valor Nota


medição medido
Rotação da árvore de manivelas B25–B24 860 ± 86
Rotação da árvore de comando de B23–B30 860 ± 86
válvulas
Temperatura do líquido de B36–B18 0,1 K (120 C)
arrefecimento 50,0 K (-40 C)
Sensor da temperatura de B29–B21 0,1 K (120 C)
admissão 51 K (-40 C)
Temperatura do óleo do motor B35–B19 0,1 K (120 C)
53 K (-40 C)
Válvula reguladora de pressão B07–B05 2 (-20 C) Bomba de alta pressão de
(MPROP) 4 (40 C) combustível

C09–C13 0,6 Medição direta nos pólos do


injetor com o chicote elétrico
Injetor 1 desconectado.
C09–C13 1,4 Medição utilizando a caixa
de teste (chicote +injetor).
C04–C12 0,6 Medição direta nos pólos do
injetor com o chicote elétrico
Injetor 3 desconectado.
C04–C12 1,4 Medição utilizando a caixa
de teste (chicote +injetor).
C03–C06 0,6 Medição direta nos pólos do
injetor com o chicote elétrico
Injetor 2 desconectado.
C03–C06 1,4 Medição utilizando a caixa
de teste (chicote +injetor).
C11–C16 0,6 Medição direta nos pólos do
injetor com o chicote elétrico
Injetor 5 desconectado.
C11–C16 1,4 Medição utilizando a caixa
de teste (chicote +injetor).
C10–C15 0,6 Medição direta nos pólos do
injetor com o chicote elétrico
Injetor 6 desconectado.
C10–C15 1,4 Medição utilizando a caixa
de teste (chicote +injetor).
C05–C14 0,6 Medição direta nos pólos do
injetor com o chicote elétrico
Injetor 4 desconectado.
C05–C14 1,4 Medição utilizando a caixa
de teste (chicote +injetor).

9990062, 9998699, 88890012, 88890019


9812519

121
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Instalação elétrica entre o motor e o Gateway,

D
teste de funcionamento
3

C3001960

C2004186

Condições prévias:
• Chave de partida na posição de parada.
• Unidade de controle do motor e do Gateway
desconectadas.
• Multímetro na posição de resistência.
• Caixa de teste conectada no conector “1–62” do
adaptador 88890012.
• Ferramenta 9813194 conectada no chicote do
Gateway.
• Conectar a ferramenta 9813194, utilizando uma
extensão 9990062, em uma caixa de teste 9998699
em conjunto com o gabarito 9990130.

122
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar
as seguintes medições:

Pinos Valor nominal Valor medido


52 e 34 (unidade de controle do motor) ≈0
53 e 35 (unidade de controle do motor) ≈0
(34 e 35 (unidade de controle do motor ≈ 60
34 (unidade de controle do motor) e 6 (Gateway) ≈0
35 (unidade de controle do motor) e 7 (Gateway) ≈0

9813194, 9990062, 9990130, 9998699, 88890012


9812519

4
Remover a ferramenta 9813194 e 9990130, reconectar o
chicote do Gateway e fechar a tampa da central elétrica.

9813194, 9990130

123
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sistema, verificação

D
5

C2004116

Condições prévias:

• Unidade de controle do motor conectada.


• Multímetro na posição de tensão DC.
• Conectores do adaptador 88890012 conectados na
unidade de controle do motor.
• Conectar o conector “63-89 / 1-16” na ferramenta
9998699 utilizando uma extensão 9990062.
• Na caixa de teste conectada ao conector “63–89 /
1-16” da ferramenta 88890012, utilizar o gabarito
88890019.
• Chave de partida na posição de condução.

124
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar
as seguintes medições:

Tipo do sinal Pontos de medição Valor nominal Valor medido Nota


A01 - A03 Ubat
A07 - A09 Ubat
Tensão da bateria
A12 - A14 Ubat
A13 - A15 Ubat
Chave de partida A39 - A03 Ubat
Ubat Pedal do freio
Interruptor do freio aplicado
A80 - A03
de serviço ≈ 0 V Pedal do freio
desaplicado
≈ 0 V Pedal do freio
Interruptor do freio de aplicado
A76 - A03
serviço redundante Ubat Pedal do freio
desaplicado
≈ 0 V Pedal da embreagem
Interruptor da aplicado
A62 - A03
embreagem Ubat Pedal da embreagem
desaplicado
Ubat Botão pressionado
Piloto automático
A79 - A03 ≈ 0 V Botão não
(R+)
pressionado
Ubat Botão pressionado
Piloto automático (S-) A61 - A03 ≈ 0 V Botão não
pressionado
≈ 0 V Botão desligado
Piloto automático A22 - A03
Ubat Botão ligado
Ubat Botão pressionado
Piloto automático
A59–A03 ≈ 0 V Botão não
(Resume)
pressionado
6 - 1,0 V Pedal do acelerador
Interruptor da marcha aplicado
lenta do pedal do A72 - A19
acelerador ≈ 0 V Pedal do acelerador
desaplicado
Massa do pedal do A81 - A03 ≈ 0 V
acelerador
0,2 - 0,6 V Pedal do acelerador
Potenciômetro do desaplicado
A83 - A03
pedal do acelerador 3,44 - 4, 50 V Pedal do acelerador
aplicado
Alimentação do pedal A55 - A03 5 ± 0,15 V
do acelerador

Interruptor do freio de Ubat Freio aplicado


A77 - A03
estacionamento ≈ 0 V Freio não aplicado
Ubat Interruptor
Interruptor de pressionado
A27 - A03
diagnóstico ≈ 0 V Interruptor não
pressionado

125
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Tipo do sinal Pontos de medição Valor nominal Valor medido Nota
Ubat Chave de partida na
posição de partida
Solicitação de partida A20 - A03
≈0V Chave de partida na
posição de parada
Saída da bateria A08 - A03 Ubat
Ubat Água no combustível
Água no sensor de A60 - A03
combustível ≈0V Sem água no
combustível

Lâmpada de Ubat Lâmpada desligada


A65 - A03
advertência ≈0V Lâmpada ligada
Ubat Lâmpada desligada
Lâmpada de parada A64 - A03
≈0V Lâmpada ligada
Ubat Freio motor acionado
Freio motor A11 - A04 ≈0V Freio motor
desacionado
Ubat Relé do preaquecedor
de partida ligado
Relé do preaquecedor A16 - A04
≈0V Relé do preaquecedor
de partida desligado
Ubat Relé de partida ligado
Relé de partida A37 - A02 ≈0V Relé de partida
desligado
≈0V Interruptor do freio
Interruptor do freio motor ligado
A40 - A19
motor Ubat Interruptor do freio
motor desligado
Saída de alimentação A68 - A03 5 ± 0,15 V
≈0V Operação normal
Volvo Link, limitador
A78 - A03 5 ± 0,3 V Limitador de
de velocidade
velocidade

Volvo Link, bloqueio ≈0V Operação normal


A38 - A03
do motor 5 ± 0,3 V Motor bloqueado
Saída de massa A50 - A03 ≈0V

Lâmpada do piloto Ubat Desligado


A63 - A03
automático ≈0V Ligado

Lâmpada branca de ≈0V Desligado


A05 - A10
regime severo Ubat Ligado

9990062, 9998699, 88890012, 88890019


9812519

126
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Motor em marcha lenta, verificação

D
6

C2004179

Condições prévias:

• Unidade de controle do motor conectada.


• Multímetro na posição de tensão DC.
• Chave de partida na posição de condução.
• Conectores do adaptador 88890012 conectados na
unidade de controle do motor.
• Conectar o conector “1-36” na ferramenta 9998699
utilizando uma extensão 9990062.
• Funcionar o motor.

127
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Com todas as condições prévias satisfeitas, realizar
as seguintes medições:

Tipo do sinal Pontos de medição Valor Valor medido Nota


Alimentação do B12 - B20 5 ± 0,15 V
sensor de pressão
do tubo distribuidor
Sinal do sensor de 0,5 V(0 MPa)
pressão do tubo B27 - B20 4,5 V (150 MPa)
distribuidor
Alimentação de 5 ± 0,15 V
tensão do sensor
B10 - B21
de pressão do
turbocompressor
Sinal do sensor 0,4 (20 kPa)
de pressão do B28 - B21 4,65 V (300 kPa)
turbocompressor
Alimentação de 5 ± 0,15 V
tensão do sensor B09 - B19
de pressão de óleo
Sinal do sensor de 0,5 (50 kPa)
B33 - B19
pressão de óleo 4,5 V (600 kPa)

9990062, 9998699, 88890012, 88890019


9812519

7
Desligar a chave de partida e remover as ferramentas.

C8000719

128
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sinais do motor
Motor 4 cilindros

C2004180
A = Rotação
B = antes do PMS
C = depois do PMS

A roda dentada da árvore de comando de válvulas possui 4 + 1 dentes. O volante do


motor possui 60 – 2 dentes. A ilustração mostra a sincronia entre a roda dentada da
árvore de comando de válvulas e o volante do motor no PMS do primeiro cilindro.

129
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
C2004181
1 Sinal da árvore de comando de válvulas
2 Sinal do volante do motor

Através da operação “28420-3 Sinal do volante do motor e da árvore de comando de


válvulas, teste” do VCADS Pro, pode-se observar a sincronia entre os sinais com
a utilização do osciloscópio.

130
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
C2004182

No motor de 4 cilindros observar se a onda da árvore de comando de válvulas cruza a


onda do volante do motor conforme o ponto A da ilustração.

131
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Exemplos de sinais do motor

C2004183

Em marcha lenta

C2004184

Em 1000 rpm

132
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
C2004185

Em 2000 rpm

133
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Motor 6 cilindros

C2004170
A = Rotação
B = antes do PMS
C = depois do PMS

A roda dentada da árvore de comando de válvulas possui 6 + 1 dentes. O volante do


motor possui 60 – 2 dentes. A ilustração mostra a sincronia entre a roda dentada da
árvore de comando de válvulas e o volante do motor no PMS do primeiro cilindro.

134
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
C2004171
1 Sinal da árvore de comando de válvulas
2 Sinal do volante do motor

Através da operação “28420-3 Sinal do volante do motor e da árvore de comando de


válvulas, teste” do VCADS Pro, pode-se observar a sincronia entre os sinais com
a utilização do osciloscópio.

135
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
C2004172

No motor de 6 cilindros quando a segunda onda da árvore de comando de válvulas


passar por 0 V (ponto B), verificar o número de picos existentes antes do sinal do
volante estabilizar em 0 V (região C). O número de picos deve ser 6.

136
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
Exemplos de sinais do motor

C2004173

Em marcha lenta

C2004174

Em 1000 rpm

137
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

D
C2004175

Em 2000 rpm

138
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Conexão da Ferramenta de diagnóstico

D
Com os novos motores eletrônicos da Volvo, fez-se necessário o desenvolvimento
de algumas ferramentas para que seja feito o mais correto e preciso diagnóstico
nos veículos.
Quando forem realizados os diagnósticos de falha nos veículos deve-se sempre
satisfazer todas as condições prévias antes de começar a realizar as medições.

C2004097
1 Conector do adaptador 88890012 para verificação do conector na unidade de controle para os injetores.
2 Conector do adaptador 88890012 para verificação do conector na unidade de controle para os sensores.
3 Conector do adaptador 88890012 para verificação do conector na unidade de controle para diagnóstico do
veículo.
4 Conector do veículo.
5 Conector dos injetores.
6 Conector dos sensores do motor.
7 Conector do adaptador (pinos A63 – A89 / C1 - C16) para que em conjunto com a extensão 9990062
seja feita a conexão na caixa de teste 9998699.
8 Conector do adaptador (pinos A1- A62) para que em conjunto com a extensão 9990062 seja feita a
conexão na caixa de teste 9998699.
9 Conector do adaptador (B1 - B36) para que em conjunto com a extensão 9990062 seja feita a conexão
na caixa de teste 9998699.

Conexão da ferramenta

Quando forem realizadas medições com relação a unidade de controle e/ou chicote
do veículo/motor, deve-se conectar os conectores da ferramenta na unidade de
controle e/ou do veículo na ferramenta, dependendo das condições prévias do
procedimento. Em conjunto deve-se utilizar a extensão 9990062 para facilitar a conexão
dos conectores “63-89 / 1-16”, “1-62” ou “1-36” da ferramenta 88890012 nas caixas
de testes 9998699. Em algumas operações é necessário a utilização do gabarito
88890019, sendo esta necessidade sempre descrita nas condições prévias.

139
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Localização dos sensores


Sensores do motor de 4 cilindros

C2002946
1 Sensor de pressão atmosférica. 7 Sensor de pressão e temperatura do óleo.
2 Sensor de pressão de combustível. 8 Sensor para indicação da temperatura do líquido
3 Sensor de pressão de carga e temperatura do ar de arrefecimento (não ligado na unidade de
na admissão. controle).
4 Sensor de temperatura do líquido de 9 Sensor de posição da árvore de comando de
arrefecimento. válvulas.
5 Sensor de posição do volante do motor. 10 Sensor de temperatura da lâmpada de
6 Sensor de pressão de óleo (não ligado na advertência (não ligado na unidade de controle).
unidade de controle). 11 Sensor de restrição do filtro de ar (não ligado na
unidade de controle).

140
Grupo 28 Códigos de falha unidade de controle do motor (EECU), MID 128 Deficiências de funcionamento

Sensores do motor de 6 cilindros

C2003354
1 Sensor de pressão de combustível. 7 Sensor de pressão e temperatura do óleo.
2 Sensor de pressão atmosférica. 8 Sensor para indicação da temperatura do líquido
3 Sensor de pressão de carga e temperatura do ar de arrefecimento (não ligado na unidade de
na admissão. controle).
4 Sensor de temperatura do líquido de 9 Sensor de posição da árvore de comando de
arrefecimento. válvulas.
5 Sensor de posição do volante do motor. 10 Sensor de temperatura da lâmpada de
6 Sensor de pressão de óleo (não ligado na advertência (não ligado na unidade de controle).
unidade de controle). 11 Sensor de restrição do filtro de ar (não ligado na
unidade de controle).

141
D
Retorno de informações

Um de nossos objetivos, é conseguir que os funcionários das concessionárias tenham


acesso a manuais de serviço corretos e apropriados, onde possam ser encontradas
informações sobre pesquisa de avarias, instruções de reparo e serviços de assistência
técnica dos veículos Volvo.
Para mantermos um padrão em nossa literatura, suas opiniões e observações referentes
a esse manual serão analisadas.
Caso existam comentários, faça uma cópia desta página, escreva suas críticas e
sugestões no local apropriado e envie-nos via fax ou pelo endereço abaixo.

Para De:
Volvo Truck Corporation .......................................................................
Publicações Técnicas
Caixa Postal 660 .......................................................................
CEP 80011-970
Curitiba - Paraná - Brasil .......................................................................
.......................................................................
Fax +55 41 317 8605
.......................................................................
.......................................................................
.......................................................................

Comentários/sugestões
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................
.............................................................................................................................................................................

Referente ao Manual de Serviço ..................................................................................................................


Números de operação

D
Os números de operação neste manual são uma referência ao V.S.T.
28450-3 MID 128 PID 45 Relé do preaquecedor, verificação ............................................................................................ 6
28453-3 MID 128 PID 91 Posição do pedal do acelerador, verificação ........................................................................... 15
28455-3 MID 128 PID 100 Pressão de óleo do motor, verificação ................................................................................... 26
28456-3 MID 128 PID 102 Pressão do turbocompressor, verificação .............................................................................. 33
28457-3 MID 128 PID 105 Temperatura do ar de admissão, verificação ......................................................................... 40
28460-3 MID 128 PID 110 Temperatura do líquido de arrefecimento, verificação ........................................................... 48
28462-3 MID 128 PID 158 Tensão da bateria, verificação ............................................................................................... 54
28503-3 MID 128 PID 164 Controle da pressão de injeção, verificação .......................................................................... 60
28465-3 MID 128 PID 175 Temperatura do óleo do motor, verificação ............................................................................ 67
28472-3 MID 128 SID 1/2/3/4/5/6 Unidades injetoras, verificação ................................................................................... 75
28432-3 MID 128 SID 21 Sensor de posição do motor, verificação ................................................................................. 80
28320-3 MID 128 SID 22 Sensor de rotações do motor, verificação ............................................................................... 85
28428-3 MID 128 SID 78 Bomba de alimentação de combustível, verificação ................................................................ 93
28108-3 Unidade de controle do motor, verificação ....................................................................................................... 119
D

Volvo Truck Corporation


Curitiba, Brazil

20042787 Portuguese/Brazil Brasil.01.2006