Você está na página 1de 1

Centro Universitário Geraldo Di Biase

Fundação Educacional Rosemar Pimentel


Instituto Superior de Educação
Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas
Disciplina: Microbiologia – 5° Período
Prof. MSc. Marcelo Guedes

Data: 27/04/2020
Discente: Gustavo Souza

Estudo Dirigido – SEMANA 2

1 – Explique como alguns grupos de procariotos conseguem sobreviver à diversidade


ambiental? Que tipo de grupo de microrganismos consegue utilizar dessa estratégia?

Esses procariontes se diferem das bactérias principalmente quanto a sua parede celular e membrana
plasmática.

A parede celular das Archaeas não apresenta peptideoglicano em sua composição, sendo constituídas
por outros sacarídeos. Além disso, a membrana plasmática desses organismos não é composta por uma
bicamada lipídica de fosfolipídio, mas sim por fosfolipídios unitários com duas porções polares nas suas
extremidades, garantindo maior rigidez à membrana.

Isso permite que esses organismos consigam sobreviver em áreas mais extremas do planeta.

As archaeas podem ser classificadas em até três grupos:

 Halófitas: Sobrevivem em regiões de grande salinidade como o Mar Morto;


 Termoacidófilas: Sobrevivem em ambientes de pH ácido e elevadas temperaturas como regiões
vulcânicas;
 Metanogênicas: Sobrevivem em pântanos e nos aparelhos digestivos de animais. São seres
quimiossintetizantes que conseguem produzir matéria orgânica a partir de reações que geram gás
metano.

2 – Explique a ação dos ácidos orgânicos no endósporo, citando o principal deles.

O acumulo de ácidos organicos dentro do endósporo ocorre para que o endospóro consiga reativar seu
metabolismo e ter a atividade metabolica de uma celula normal. O principal deles é um ácido orgânico
chamado ácido dipicolínico que seria responsável pela resistência do esporo ao calor e o cálcio auxiliaria
na resistência ao calor e agentes oxidantes.

3 – Quais as etapas da fissão binária? Explique cada etapa descrevendo a ação das
proteínas nesse processo.

A fissão binária ocorre em 2 etapas: A replicação do DNA e a Formação do Divissomo

 Replicação do DNA: Ela depende exclusivamente de um conjunto de proteinas Min, ao redor do


cromossomo em espiral as proteinas MinC e MinD ficam nas estremidades e a proteina MinE fica no
centro. Ao longo do processo de replicação do DNA ocorre o aumento de proteinas nas espirais
causando a formação do divissomo, induzindo ao septo. Logo assim a divisão é induzida.
 Formação do Divissomo: As proteinas FtsZ se aderem nas proteinas MinE do centro da espiral e se
ancoram as proteinas ZipA e FtsA, asociado a FtsZ temos a proteina FtsI que faz a biossintese de
peptideoglicano para que a celula cresça e por fim temos a proteina FtsK que induz ao processo de
retirada de proteinas FtsZ para restringir o espaço dentro da celula e ela se divida.