Você está na página 1de 3

ESBOÇO

ABRÃO E MELQUISEDEQUE E
O REI DE SODOMA
AUTOR: CIDINEI DA ROSA

DEDICATÓRIA

Eu primeiramente antes de tudo dedico está obra ao meu Deus, e também a


minha família, esposa e filho, deixo aqui para todos o
meu carinho e amor eterno

AGRADECIMENTOS
Agradeço a todos os que não desistiram de acreditar em mim,
o meu muito obrigado a todos os amados amigos e colegas,
vocês são o motivo desta e todas as minhas
outras obras, Obrigado.

Copyright © 2012 Autor Pr. Cidinei da Rosa


All rights reserved.
ISBN:
ISBN: Independently published
ESBOÇO PARA PREGAÇÃO
REFERÊNCIA DIRETA
"Gênesis 14:18-23 ARC E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe
pão e vinho; e este era sacerdote do Deus Altíssimo. E abençoou-o
e disse: Bendito seja Abrão do Deus Altíssimo, o Possuidor
dos céus e da terra; e bendito seja o Deus Altíssimo, que
entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E deu-lhe o
dízimo de tudo. E o rei de Sodoma disse a Abrão:
Dá-me a mim as almas e a fazenda toma para ti. Abrão,
porém, disse ao rei de Sodoma: Levantei minha mão ao SENHOR,
o Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra, e juro que, desde
um fio até à correia dum sapato, não tomarei coisa alguma
de tudo o que é teu; para que não digas: Eu enriqueci a Abrão;”

INTRODUÇÃO ( resumir o assunto e despertar interesse aos ouvintes)


Observemos ágora minuciosamente nossa referência direta, notando que Abraão foi visitado pelo sacerdote Melquisedeque,
percebendo que para ele este pode muito bem ter sido um momento edificante, onde ele ceia, compartilhando o pão e o vinho com o
sacerdote, e também entrega o seu dizimo. Nesta passagem lemos também que Abraão foi levado ao deserto, afim de resgatar seu
sobrinho Ló, que havia sido raptado e levado para ser tornado um escravo, da mesma forma que Jesus foi levado ao deserto pra ser
tentado e resistir por amor de nós, de fato um lindo momento cristocêntrico é confirmado e aqui percebido, poderemos também notar
o comportamento do rei de Sodoma, que vem até Abraão afim de lhe fazer uma proposta sem virtudes e sem escrúpulos, onde
podemos perceber com propriedade qual o verdadeiro caráter de Abraão, que não se permitiu em momento algum ser conhecido
como um vencedor as custas dos outros, não desejando prosperar de forma que prejudicasse alguém, temos agora todo este cenário
para explanar e juntos ágora um pouco mais a meditar.

EXPLICANDO A EXESEGE DA REFÊNCIA DIRETA


1° Abraão recebe uma palavra edificante, e nosso Deus o altíssimo é glorificado por meio de sua vida e
reconhecido como o Deus que da as vitórias a ele.

2°Abrão era tio de Ló, e assim que soube que ele havia sido raptado e lavado para ser feito um escravo, não
poupou esforços e partiu para resgatado, saindo a guerra arriscando sua própria vida para salvar a vida de outros,
nos fazendo pensar que arriscou sua própria vida para salvar outras vidas, se tornando o redentor de muitos.

3° Sabe-se que no tempo antigo haviam alguns costumes e regras de guerra seguidos ao pé da letra, quando
alguém nos tempos antigos resgatava outros que antes haviam sido feitos escravos, se tornava dono e senhor
destes regatados, e as riquezas e propriedades que antes estes possuíam agora por sua vez eram transferidos ao
resgata-dor, no caso desta passagem Abraão com seus homens se juntou com os guerreiros do rei de Sodoma, e
juntos resgataram a Ló e o restante do povo de Sodoma que haviam sido levados e escravizados, após Abrão
vencer e voltar vitorioso, o natural e esperado pela maioria das culturas era dividir os despojos de guerra, o rei de
Sodoma lhe faz uma proposta, dizendo, me de estas vidas que foram salvas para se tornarem meus escravos, e
fique com todo o dinheiro ganho de alguma forma por meio da vida delas, mais Abraão se recusou a aceitar esta
proposta, ele levou os seus resgatados com ele, e deixou os que eram de Sodoma aos cuidados de seu rei, não
aceitando comparar as vidas com coisas, nos fazendo entender que coisas podem ser possuídas, mais pessoas
não.
EXPLICANDO A HERMENÊUTICA DA REFÊNCIA DIRETA
1° Precisamos sempre observar constantemente com coerência a nossa vida, e nos perguntar, ela está mesmo
glorificando o nome de nosso Deus e Senhor como ela é e está hoje? Fique a pergunta para nossa meditação.

2° Sabemos por meio das escrituras sagradas que todos nós um dia fomos escravos do pecado, e que Jesus Cristo foi
nosso grande resgata-dor, nosso salvador e suficiente galardoador, nos tirando das garras do inimigo de nossa alma. E que
após nos resgatar não nos tornou seus escravos como ele poderia fazer, antes nos tornou livres, libertos de todo e qualquer
tipo de escravidão, ao ponto de até mesmo nos tornar filhos por sua adoção, uma nação por ele eleita, um povo escolhido,
e ele sendo um sumo sacerdote até mesmo nos nomeou sacerdotes dele, para glorificar aquele que agora é o nosso Deus.

3° Nos dias de hoje se houve muito falar sobre muitos acontecidos como estes, protagonizado por pessoas que ousam
serem considerados a serem chamados de homens de Deus, homens que na verdade são comparados melhor ao rei de
Sodoma, que poderia bem ser uma representação melhor para outros de satanás, que desejou as almas, escravizar e possuir,
mais o remanescente Abraão por outro lado desejou restaurar a cada um,os tornando novamente homens livres, perceba
que Abrão não cobrou nada em troca, simbolicamente agora Ló era seu escravo, mais ele nunca apropriou deste direito em
seus domínio, nem nosso senhor e salvador Jesus Cristo do mesmo modo.

APLICANDO A HOMILÉTICA QUE É A ARTE DA PREGAÇÃO


1° Sabemos hoje na verdade que Abraão para todos foi o pai da fé, mais sabe-se muito pouco sobre o sacerdote
Melquisedeque rei de salém, que pode ter sido um sacerdote pagão, não sabemos quem foi ele verdadeiramente, mais
entendemos que naquele dia quando ele serviu o pão e o vinho a Abraão, ele de certa forma não foi reprovado por Deus.

2° Quando Abrão sai a peleja para lutar em favor de salvar seus familiares, ele também acabou por ter que lutar por
muitos outros ao mesmo tempo, lutar pelas vidas que ele não conhecia, pessoas que ele nunca havia tido nenhum tipo de
relacionamento, e entendemos que essa é a vontade de Deus para todos os seus filhos, lutar e interceder por todas as vidas
e almas que podemos de alguma forma alcançar, fazer o bem sem acepção de pessoas, e ajudar a todos quantos for
possível a serem direcionadas ao grande livramento de Deus, para que possam também conhecer o seu infinito amor,
intercedendo sempre o quanto preciso for, até a consumação dos séculos.

3° Precisamos com propriedade entender e fazer todos compreender, que as coisas até podem ser possuídas, mais as
vidas somente poderão ser conduzidas, e que nunca será certo enriquecer se aproveitando e tirando vantagem financeiras
as custas dos menos favorecidos, temos como exemplo a Abraão que não aproveitou a oferta do rei de Sodoma, antes
preferiu proceder em maior honra, se contentando com aquilo que Deus o deu.

CONCLUÇÃO
Aprendemos muito nesta passagem, vendo Abraão se tornando redentor de muitos nesta referência direta, nos faz
pensar na representação literal do ministério futuro de Jesus Cristo, que veio ao mundo para se tornar o redentor de
muitos, os milhares de milhares de milhões que hoje são salvos pelo poder do seu nome, e remidos pelo preço pago com o
seu sangue, pois da mesma forma que Abraão que não aceitou a grande oferta do rei de Sodoma, Jesus não aceito a oferta
de satanás, antes preferiu lutar até o fim por nós, e ele venceu, e venceu até mesmo a morte, todas as guerras e batalhas, e
hoje sabemos que ele nos aguarda em grandes bodas, pronta para dividir conosco a sua grande vitória, amém.