Você está na página 1de 46
 
A partir de agosto de 2019, pessoas físicas, jurídicas e corretoras que realizam operaçõescom criptoativos passaram a prestar informações à Receita FederalPublicada no Diário Oficial da União, de 07/05/2019, a Instrução Normativa RFB 1.888/2019 
 
previa queas operações que forem realizadas em ambientes disponibilizados pelas Exchangesde criptoativos domiciliadas no Brasil, seriam informadas pelas próprias Exchanges, sem nenhum limite devalor. As operações realizadas em Exchanges domiciliadas no exterior e as operações realizadas entre aspróprias pessoas físicas ou jurídicas sem intermédio de corretoras, seriam reportadas pelas próprias pessoasfísicas e jurídicas. Nestas hipóteses, as informações deveriam ser prestadas sempre que o valor mensal dasoperações, isolado ou conjuntamente, ultrapassar R$ 30 mil.Assim, atualmente existem três tipos de “declarações” que são prestadas pelos contribuintes no queconcerne aos criptoativos:
Informações entregues
 
somente por Pessoas Jurídicas – PJ
. Essas informações são prestadaspelas empresas de
Exchanges
 domiciliadas no Brasil;
Informações entregues por PJ e Pessoas Físicas – P
F que utilizem de Exchanges estrangeirasou que transacionem entre si sem a intermediação de qualquer Exchange.
 
Não há Programa Gerador de Declaração –PGD, como ocorre para o IRPF, para auxiliar o contribuinte naentrega de sua declaração. O contribuinte de posse do leiaute do arquivo de entrega definido por normativosda Receita Federal – RFB, constrói, utilizando os meios que dispõe, o arquivo representativo da declaração eo envia para a RFB.Opcionalmente, e somente para as Pessoas Físicas, a RFB disponibiliza em seu sítio WEB um formulárioonline equivalente a declaração.
 
ATENÇÃO!
Antes de utilizar os dados a seguir, considere o seguinte:
1.
 Os dados declarados pelo contribuinte são considerados para todos os efeitos, até que se prove ocontrário, a expressão da verdade.
Desta forma, os eventuais erros cometidos pelo contribuinte, aopreencher sua declaração, não são corrigidos
 
pela RFB.
A correção, quando se dá, se faz mediante aentrega de uma nova declaração pelo contribuinte.
2.
Os dados publicados são extraídos diretamente dos arquivos entregues pelos contribuintes sem qualquer alteração, quanto ao seu conteúdo.
 Apenas o agrupamento de dados e a formatação de campos para fins de apresentação são realizados.
 
Dito de outra forma: o que é divulgado é um consolidado das informações prestadas pelos contribuinteso que inclui, inclusive, os erros cometidos por estes. Por isso, sugerimos cautela ao utilizar os dados relativosaos valores divulgados e levar sempre em consideração, durante suas análises, a provável ocorrência desseserros de declarão. Pois
esses erros são frequentes, significativos e não são, em princípio,identificados e excluídos do conjunto dos dados ora divulgados. Exceto, quando expressamenteressalvados.3.Nem toda transação efetuada, importa necessariamente em um valor monetário declarado.
Conforme a IN RFB 1.888/2019 (ART. 7º, inciso I, alínea “f”), uma transação só informará valor monetário, se houver.
4.
Os dados relativos as quantidades de Pessoas Físicas e Jurídicas consideram as ocorrências individuais deCPF e CNPJ em cada transação realizada, sem repetições, durante o período mensal destacado e consideram

Recompense a sua curiosidade

Tudo o que você quer ler.
A qualquer hora. Em qualquer lugar. Em qualquer dispositivo.
Sem compromisso. Cancele quando quiser.

Avaliar

576648e32a3d8b82ca71961b7a986505