Você está na página 1de 3

CONSOLIDANDO O FRUTO FIEL.

Existe a necessidade de profetizar sempre o crescimento e a multiplicaçã o das células, dos 12. Quando
entendermos e profetizarmos isso seremos como está escrito em Jeremias 17:8. “ÁRVORE PLANTADA
JUNTO ÀS ÁGUAS, QUE ESTENDE AS SUAS RAÍZES PARA O RIBEIRO, E NÃO RECEIA QUANDO VEM O
CALOR, MAS A SUA FOLHA FICA VERDE; E NO ANO DE SEQUIDÃO NÃO SE AFADIGA, NEM DEIXA DE
DAR FRUTO”.

O capítulo 15 de Joã o é dedicado ao discipulado. Somos advertidos sobre o fato de que nã o fomos nó s


quem escolhemos ao Senhor, mas Ele nos escolheu com um objetivo que é o de servi-lO e frutificarmos
a partir do Seu amor em nó s. Para o frutífero, as portas do céu estarã o sempre abertas.

Quando Deus nos chama para o discipulado, Ele nos chama em primeiro plano para uma disciplina
pessoal. Uma Igreja modelo precisa ter um líder modelo e discípulos modelos. Você só pode ser
modelo se tiver sua vida pessoal, familiar e social em ordem. Como podemos ser modelo se nã o somos
modelo na vida pessoal? Ser modelo envolve tudo: aparência, higiene pessoal, maneira de vestir e
falar etc.

Em Apocalipse 22:2 está escrito: “NO MEIO DA SUA PRAÇA, E DE UM E DE OUTRO LADO DO RIO,
ESTAVA A ÁRVORE DA VIDA, QUE PRODUZ DOZE FRUTOS, DANDO SEU FRUTO DE MÊS EM MÊS; E AS
FOLHAS DA ÁRVORE SÃO PARA A SAÚDE DAS NAÇÕES”.

O texto de deixa claro que todos nó s temos uma vocaçã o em Deus e permanecemos na á rvore. Quando
o líder adota a ideia de célula sem gerá -la no seu coraçã o como sua, como parte da sua vida, ele desiste
fá cil dela. Quando há essa compreensã o, o líder torna-se indesistível, nã o permite que ninguém toque
na sua chamada.

Fruto permanente nã o é aquele que nã o nos dá uma dor de cabeça. À s vezes, pensamos que o fruto
permanente é aquele que nunca dá problema. Nã o há um fruto, um discípulo, um líder que nã o
enfrente problemas, cada um no seu nível.

Fruto permanente nã o é o que nã o dá trabalho, mas aquele que é consolidado quando dá trabalho.
Todos precisam de consolidaçã o. O fruto permanente nã o está imune à s crises, aos problemas. Um
fruto permanente nã o é aquele que só nos dá alegria; é aquele que nos dá tristeza também. E diante da
alegria ou da tristeza, o Senhor quer que estejamos certos de que todo fruto é importante e deve ser
consolidado.

Existem discípulos que vivem correndo atrá s de uma Igreja, de um líder que seja perfeito e que nunca
tenha problemas. Só que no dia em que ele encontra essa Igreja e esse líder, ambos deixam de ser
perfeitos por sua causa dele. O problema está nele e nã o na Igreja ou na liderança.

Se o pré-requisito para a escolha dos discípulos tivesse como parâ metro uma espécie de pontuaçã o,
Jesus nã o escolheria os Seus 12. Fomos escolhidos por estarmos debaixo da mesma graça e
misericó rdia. Fomos chamados pela mesma voz e, unidos pela mesma vocaçã o.

COMO TER UM FRUTO PERMANENTE


1. Mantendo o relacionamento familiar;
Manter o relacionamento familiar estrutura o fruto permanente. Do que vale para um homem ser um
excelente líder fora de casa e, em casa, agir diferente, nã o ter êxito. Nã o posso guerrear para
consolidar os meus discípulos, se eu nã o tenho uma família consolidada. Nã o é para você parar na sua
liderança nã o, mas consertar a sua vida em todas as á reas, pois o Senhor o chamou para ter vida em
abundâ ncia.

Existem pessoas que valorizam o suficiente sua família, outras pessoas nã o. Deus disse em Sua Palavra
que “converteria o coraçã o dos pais aos filhos e, dos filhos aos pais”. Porque Ele sabe que tanto pais,
quanto filhos sã o passivos a erros, têm problemas e carecem de cura.

2. Manter a comunhão com Deus;


É necessá rio restaurar em Deus o sentimento familiar, mas a comunhã o com Ele é imprescindível.
Esse é um ponto de equilíbrio da Visã o Celular. Ela restaura a vida devocional nos níveis de oraçã o;
comunhã o na Palavra (nã o ler a Bíblia só para ensinar a outros e, sim para ser edificado); intercessã o;
jejum; visã o profética.

Um fruto só permanece se for fortificado. O avivamento nã o virá se nã o tivermos comunhã o com Deus
em nossas casas. Deus nã o pode ser a sua religiã o e sim o Deus que governa a sua vida. Você precisa
estar consciente da importâ ncia de cada fruto sem esquecer de que o fruto permanente nã o é aquele
que sempre está sem problemas.

3. Fazendo discípulos para as nações;


Os discípulos precisam ser preparados para as naçõ es, para fazer discípulos com o cará ter de Cristo,
compreendendo a importâ ncia de propagar o Evangelho de Cristo.
Quem quiser fazer discípulo deve, antes de tudo, fazer investimento para saber a situaçã o de cada uma
delas. “Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; põ e o teu coraçã o sobre os teus rebanhos...” (Pv
27,23).

Todo discipulador tem o dever de se informar de como está a situaçã o financeira de seus discípulos,
quais as suas necessidades bá sicas (materiais). Isso fará com que haja intercessã o para que o espírito
de pobreza, ruína e miséria saiam da casa dos nossos discípulos. Assim virá sobre eles cura, libertaçã o
e a unçã o da prosperidade. Onde Jesus entra, toda a casa é sarada!

Amar o discípulo mesmo quando erra. Há em nosso coraçã o um espírito de rejeiçã o quando o
discípulo erra. Devemos ser tolerantes e piedosos.

4. Multiplicando com santidade;


Na passagem bíblica de Marcos 15:15,16, Jesus censurou a atitude e a incredulidade dos Seus
discípulos e os convocou a fazer discípulos em todas as naçõ es. Jesus os criticou e reivindicou deles o
direito de fé que, antes de morrer, havia injetado neles. Era inadmissível, depois de todo o
ensinamento dado aos discípulos, eles ainda guardarem dú vidas das açõ es de Jesus em suas mentes e
coraçõ es.

Precisamos encher o coraçã o da verdade do Senhor para que as pessoas sejam libertas, curadas,
tratadas e creiam nessas verdades, para que nã o sejam criticadas por sua incredulidade pelo pró prio
Jesus.

Crescer é uma ordem divina. Frutificar é uma chamada à santidade. Nã o posso multiplicar se eu nã o
for santo. A frutificaçã o está relacionada à santidade e a multiplicaçã o é o resultado da frutificaçã o.
Quanto mais santo você for, mais multiplicador será .

A unçã o de Deus que repousa em nó s nos respalda a ganharmos uma multidã o. À medida que se vai
fazendo discípulos, observa-se que a unçã o cresce e a santidade se manifesta. Podemos multiplicar
qualquer coisa, mas Deus está interessado em que multipliquemos quantidade sem esquecer a
qualidade, que é a santidade, sem a qual ninguém verá o Senhor.

5. Investindo no Encontro e Escola de Líderes;


Quer saber se suas células estã o crescendo? Quer saber se seus 12 virã o? Veja quantas pessoas vã o
para o Encontro e quantas estã o matriculadas na Escola de Líderes. Na Visã o, sem Encontro e sem
Escola de Líderes nã o há multiplicaçã o. O contra-ataque do diabo é pesado na formaçã o, porque ele
nã o quer que as pessoas se formem. Também devemos manter rigorosamente a reuniã o com as
células. Se você acha que é muito trabalho, é mesmo, mas nã o haverá tempo para pecar. Por isso,
precisamos pagar um preço muito alto pelos discípulos.