Você está na página 1de 1

O conhecimento humano

Ao longo da história, os seres humanos sempre buscaram conhecer o mundo ao seu redor.
Desde os primórdios até hoje em dia, nós não convivemos bem com a incerteza e a dúvida, que
nos geram ansiedade e o desejo pelas respostas. Mas, o que será que a sociologia entende por
conhecimento? O que motiva as pessoas a buscarem explicações para o mundo em que vivem?
Quais as diferentes formas pelas quais podemos conhecer as coisas que nos rodeiam?

Essas e outras indagações são o tema das nossas próximas aulas. Nós iremos desbravar
diferentes domínios do conhecimento humano e nos aprofundar em importantes
obras da 1ª Etapa do PAS/UnB. Bons estudos!

Tudo aquilo que consideramos como REAL e VERDADEIRO.


CONHECIMENTO Pode ser algo tão simples e banal como dar o laço nos
sapatos ou tão abstrato e complexo quanto a física quântica.

Resolver uma Pintar o retrato de


Explicar a queda
O que você precisa equação de 2º
grau?
uma pessoa
querida?
de um raio?

saber para:
Escolher uma boa
Atravessar um rio Responder qual é
fruta quando vai
sem se afogar? o sentido da vida?
ao mercado?

Para cada uma das questões acima você utilizará um tipo de conhecimento TRANSCENDENTAL: que vai
específico. É justamente para atender às diversas necessidades humanas que os para além da experiência
conhecimentos são elaborados. Assim, podemos resolver um problema imediato, material e terrena.
responder a uma questão transcendental ou desvendar os fenômenos do mundo.

Existem várias formas de explicar as coisas, como por meio da experiência


do dia-a-dia, com aquilo que se aprende com os pais, na crença em divindades ou Assista o vídeo com a
em regras e critérios sistemáticos de investigação e de verificação. É a partir dessas performance da artista
diferenças que surgem os diversos TIPOS DE CONHECIMENTO, como a arte, os Marina Abramovic.
mitos e as religiões, a filosofia, o senso comum e a ciência.

Veja o exemplo da performance da artista iugoslava Marina Abramovic, em


2010, no Museu de Arte Moderna de Nova York. As pessoas sentavam-se na cadeira
em frente à artista por um minuto, interagindo apenas pelo olhar. Segundo
Abramovic, era uma pesquisa sobre a empatia: como as pessoas se conectam ou
deixam de se conectar. Temos aqui a arte como uma forma de conhecer o mundo!
Nas próximas aulas, vamos investigar os diferentes tipos de conhecimento.