Você está na página 1de 5

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO

Por este instrumento particular de contrato de locação, as partes, adiante nomeadas e qualificadas, contratam
a locação do imóvel adiante descrito, nos seguintes termos e condições a que se obrigam:

LOCADOR

LOCATÁRIO(S)

O imóvel deste instrumento de locação, será obtido por meio de calção que conforme acordo será depositado
o valor de 03 (três) aluguéis antecipados, caso não haja nenhum maleficio ao imóvel a quantia estabelecida
será totalmente ressarcida ao final do prazo de locação estabelecido no contrato.

IMÓVEL OBJETO DESTA LOCAÇÃO

Um imóvel COMERCIAL situado na

CLÁUSULA PRIMEIRA

O prazo de vigência do presente contrato será de 36 (TRINTA E SEIS) meses, iniciando-se em 19 de


março de 2020 com término previsto para 19 de março de 2023.

PARÁGRAFO ÚNICO: após decorridos 12 (doze) meses de locação, poderá o locatário desocupar o
imóvel, ficando, nesta hipótese, isento do pagamento de multa contratual, ou seja, o imóvel somente
poderá ser desocupado após 19 de março de 2021. A desocupação anteriormente à esta data implicará na
cobrança de multa contratual.

CLAUSULA SEGUNDA

O aluguel mensal será no valor de R$450,00 (quatrocentos e cinquenta reais), com vencimento todo dia
20 (vinte) ; Será aplicada correção monetária anualmente pelo IGPM/FGV.

PARÁGRAFO PRIMEIRO: caso o aluguel não seja pago até o dia de seu vencimento, incidirão sobre o
valor do mesmo: correção monetária medida pelo IGPM e juros de mora de 1,00 % (um por cento) ao mês
ou fração de mês, mais multa de 20,00 % (vinte por cento); O depósito fora do prazo, sem o
acréscimo de juros e multa não implica desconto, mas mera tolerância. A diferença entre estes valores
será cobradas oportunamente.

PARÁGRAFO SEGUNDO: o aluguel será pago MEDIANTE A ENTREGA DE RECIBO NA


PARÁGRAFO TERCEIRO: caso o vencimento ocorra em sábados, domingos ou feriados, fica prorrogado
para o primeiro dia útil posterior;
PARÁGRAFO QUARTO: o aluguel será reajustado anualmente tendo por base a variação acumulada do
IGP-M da FGV (índice geral de preços de mercado da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo) e pela
majoração do valor prevista na cláusula segunda deste instrumento.

CLÁUSULA TERCEIRA

O prazo de vigência desta locação é o constante da cláusula primeira, desta forma, no término indicado o
locatário se obriga a entregar o imóvel livre e desembaraçado de pessoas ou coisas, independentemente de
qualquer prévio aviso, judicial ou extrajudicial, ressalvado a hipótese de prorrogação, o que somente se fará
por escrito.

PARÁGRAFO ÚNICO: caso o locatário não restitua o imóvel, findo o prazo contratual, pagará enquanto
estiver na posse do mesmo, o aluguel mensal reajustado nos termos da cláusula segunda, até a data da
efetiva desocupação.

CLÁUSULA QUARTA

Correrão por conta exclusivas do locatário, enquanto perdurar a locação e até a data da efetiva entrega das
chaves, o seguinte:

a) o imposto predial e territorial urbano, que será cobrado junto ao aluguel mensal;

b) as taxas de consumo de água/esgoto que deverão ser pagas a SANESSOL, sendo que a locatária
está ciente que as despesas da água serão divididas entre os outros imóveis;

c) as contas de consumo de luz, que deverão ser pagas diretamente à CPFL Cia. Paulista de Força e
Luz;

d) o seguro contra incêndio, explosão e fumaça;

PARÁGRAFO PRIMEIRO: fica expressamente vedado ao locatário, vincular qualquer espécie cobrança
de terceiros na conta de luz mensal, (assinatura de jornais, revistas, anúncios, etc.).

PARÁGRAFO SEGUNDO: O locatário tem ciência de que as taxas de consumo de água/esgoto deverão
ser divididas com o imóvel vizinho.

PARÁGRAFO TERCEIRO: Os reparos necessários do imóvel deverão ser realizados pelo locatário.

CLÁUSULA QUINTA

Toda e qualquer reforma obra ou reparo, que o imóvel necessite ou venha necessitar, são de
responsabilidade exclusiva do locatário, que se obriga a conservar o imóvel e seus pertences, sempre na mais
perfeita ordem, conforme agora o recebem notadamente vidros, fechaduras, esquadrias, dobradiças,
aparelhos sanitários, pias, torneiras e registros, aparelhos sanitários, tubulações e encanamentos, pisos,
disjuntores, tomadas e interruptores, demais acessórios e pintura.

PARÁGRAFO PRIMEIRO: fica expressamente vedada qualquer alteração nas atuais características do
imóvel;
PARÁGRAFO SEGUNDO: O imóvel deverá ser restituído nas mesmas condições em que fora
entregue a locatária;

PARÁGRAFO TERCEIRO: qualquer irregularidade ou defeito que surgirem no imóvel, provocado pelo
locatário ou seus prepostos, deverão ser imediatamente consertados e regularizados;

PARÁGRAFO QUARTO: qualquer solicitação de serviço e/ou reparo, deverá ser comunicada à

PARÁGRAFO QUINTO: o locatário será o único responsável por obras que vier a executar no imóvel;

PARÁGRAFO SEXTO: o imóvel não possui vaga de garagem ou estacionamento para clientes do
locatário.

CLÁUSULA SEXTA

Obriga-se o locatário a satisfazer todas as exigências dos Poderes Públicos a que derem causa.

CLÁUSULA SÉTIMA

Todas as benfeitorias que forem feitas, sejam elas úteis, necessárias ou voluptuárias, ficarão integradas ao
imóvel, sem que tenham por elas o locatário direito a qualquer tipo de indenização ou pagamento, nem ao
exercício do direito de retenção.

PARÁGRAFO PRIMEIRO: nos termos do artigo 35 da Lei n. 8.245 de 18 de outubro de 1991 (Lei do
Inquilinato), e artigo 578 do novo Código Civil, o locatário expressamente renuncia ao direito de retenção,
bem como a indenização por introdução de benfeitorias no imóvel;

PARÁGRAFO SEGUNDO: obriga-se o locatário a satisfazer todas as exigências dos Poderes Públicos a
que der causa, e a não promover quaisquer modificações e/ou transformações no imóvel, sem autorização
expressa do locador.

CLÁUSULA OITAVA

É expressamente vedada a cessão, sublocação e o empréstimo do imóvel, total ou parcialmente, seja a título
gratuito ou oneroso.

CLÁUSULA NONA

No caso de desapropriação do imóvel objeto desta locação, o locador ficará exonerado de toda e qualquer
responsabilidade deste contrato, ressalvando-se ao locatário a faculdade de agir tão somente contra o poder
expropriante.

CLÁUSULA DEZ

O locatário obriga-se a satisfazer por sua conta exclusiva, a qualquer exigência dos Poderes Públicos,
assumindo toda a responsabilidade por quaisquer infrações em que incorrerem, por inobservância das
determinações das autoridades competentes.
CLÁUSULA ONZE

O locatário declara neste ato, ter pleno conhecimento de que o resgate de recibos posteriores, não significa,
nem representa quitação de outras obrigações estipuladas no presente contrato, que não forem cobradas nas
épocas devidas.

CLÁUSULA DOZE

Se o locador admitir em benefício do locatário, qualquer atraso no pagamento do aluguel, ou no


cumprimento de qualquer outra obrigação contratual, essa tolerância não poderá ser considerada como
alteração das condições deste contrato, pois se constituirá em ato de mera liberalidade do locador.

PARÁGRAFO ÚNICO: qualquer ato ou tolerância do locador, consoante o mencionado na caput desta
cláusula, não dará ao fiador o direito à requerer exoneração.

CLAUSULA TREZE

Fica estipulada a multa no valor equivalente a 03 (três) alugueres vigentes, na qual incorrerá a parte que
infringir qualquer das cláusulas deste instrumento.

CLÁUSULA QUATORZE

Tudo o que for devido em função deste contrato, será cobrado no Foro da comarca de Mirassol, Estado de
São Paulo, com renúncia de qualquer outro, correndo por conta da parte vencida, além do principal e das
multa, todas as despesas e custas processuais e extrajudiciais, mais 20% (vinte por cento) de honorários
advocatícios.

CLÁUSULA QUINZE

Como garantia, assinam os fiadores citados e qualificados no início deste contrato, sendo solidariamente
responsáveis com o locatário, por todas as obrigações aqui exaradas, sempre e até a efetiva entrega das
chaves e devolução do imóvel ao locador., sendo que, neste ato renunciam ao benefício de ordem,
estabelecido pelo artigo 827, do Código Civil.

PARÁGRAFO PRIMEIRO: fica convencionado que os fiadores não se eximirão da obrigação ora
assumida, caso a locação, seja por força de lei, de contrato ou por ajuste feito entre LOCADOR e
LOCATÁRIO, se prorrogue por prazo superior ao convencionado, tornando-se inoperante o disposto no
artigo 835, do Código Civil, com o que desde já concordam.

PARÁGRAFO SEGUNDO: fica desde já, expressamente pactuado que, em qualquer hipótese, a
responsabilidade dos fiadores permanecerá integral, sem solução de continuidade e sem limitação de tempo,
sempre e até efetiva desocupação do imóvel e entrega das chaves ao locador;

PARÁGRAFO TERCEIRO: os fiadores, expressamente renunciam a faculdade de exoneração, prevista no


novo Código Civil Brasileiro, desta forma a fiança prestada neste instrumento é ilimitada no tempo, até a
efetiva entrega das chaves ao locador, e extensiva a todo e qualquer acordo firmado entre locador e
locatário;

PARÁGRAFO QUARTO: os fiadores declaram e aceitam a eventual prorrogação indeterminada do prazo


de vigência deste contrato.
CLÁUSULA DEZESSEIS

Nenhuma intimação do Poder Público será motivo para o locatário desocupar o imóvel, ou pedir rescisão da
locação.

PARÁGRAFO ÚNICO: sob qualquer hipótese, o locatário renuncia ao direito de pleitear rescisão da
locação ou qualquer tipo de indenização, visto que anteriormente à entrega das chaves, declara ter vistoriado
o imóvel, verificado todos os detalhes, concordando e aceitando todas as condições do imóvel objeto da
locação.

CLÁUSULA DEZESSETE

A presente locação somente se encerra com o recibo de quitação final emitido pela locadora, ainda assim,
verificada qualquer irregularidade no estado de conservação do imóvel, fica o locador autorizado a executar
eventuais reparos, cobrando posteriormente do locatário e/ou de seus fiadores.

A presente locação será regida pelas disposições contidas na Lei n.º 8.245 de 18 de outubro de 1991 (Lei do
Inquilinato).

Assim, por estarem justas, contratadas, cientes e de acordo com todas as cláusulas e condições do presente
instrumento, as partes assinam suas 02 (duas) vias, por si, herdeiros ou sucessores, na presença de 02 (duas)
testemunhas, dando tudo por bom, firme e valioso.

19 de março de 2020.

LOCADOR

LOCATÁRIA