Você está na página 1de 12

COMPUTAÇÃO NAS NUVENS E SUA APLICAÇÃO NO

GERENCIAMENTO DE PROJETOS USANDO ZOHO PROJECTS.

1
FABIANA CRISTINA FONSECA FURTADO
fabianafurtado@gmail.com

2
PABLO DE OLIVEIRA LIMA
pablo.lima.jp@gmail.com

1, 2
INSTITUTO PARAIBANO DE PÓS-GRADUAÇÃO-I2P
FACULDADE DE TECNOLOGIA DE JOÃO PESSOA – FATECJP
João Pessoa - PB

RESUMO

Este artigo tem como objetivos demonstrar a atual popularização da internet e as suas
novas visões, explicar o que é computação em nuvem e como ela se aplica ao
gerenciamento de projetos, e por fim, iremos apresentar nossa análise sobre a utilização da
ferramenta Zoho Projects.

Palavras-chave: Gerenciamento de projetos, computação em nuvem, Zoho Projects.

ABSTRACT

This article aims to demonstrate the current popularity of the Internet and its new
vision, explain what cloud computing and how it applies to project management, and
finally we will present our analysis on the use of the tool Zoho Projects.

Key-words: Projects management, computation in cloud, Zoho Projects


1 - INTRODUÇÃO

Diante das atuais exigências do mercado, as empresas estão


procurando mais qualidade e organização para ter um diferencial competitivo.
Desta forma, muitas empresas estão procurando elaborar e trabalhar com
projetos, uma vez que, projetos bem gerenciados definem e alcançam
objetivos e ao mesmo tempo aperfeiçoa o uso de recursos, tais como: tempo,
dinheiro, pessoas e espaço, mantendo um nível de risco de fracasso baixo.

O segredo está em saber adaptar e usar as práticas de gerenciamento


de projetos da melhor forma possível, com o auxílio de ferramentas
computacionais, para o projeto e/ou empresa em questão.

Temos escutado muito os termos: “Cloud Computing” e “SaaS –


Software-as-a-Service “, “computação em grid” e “virtualização”. Essas
expressões tem despertado o interesse de estudantes, especialistas da área
de TI e também profissionais de outras áreas, pois juntas formam a nova
forma de se trabalhar utilizando a Internet, que aqui no Brasil chamamos de
"computação em nuvem".

Com isso, temos como tema de pesquisa: COMPUTAÇÃO EM NUVEM


E SUA APLICAÇÃO NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS USANDO
ZOHO PROJECTS.

2 – GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Há muitas teorias, técnicas e ferramentas para gerenciar projetos,


muitas com origens militares vindas da época da segunda-guerra mundial ou
no pós-guerra no período conhecido como Guerra Fria. Dentre essas técnicas
o modelo de gerenciamento de projetos apresentado pelo PMI (Project
Management Institute) tem tido ampla aceitação internacionalmente (VIEIRA,
2003).

O PMI é uma associação mundial sem fins lucrativos com foco


exclusivo em Gerenciamento de Projetos. Sua origem se deu em 1969 nos
EUA através de cinco voluntários e atualmente conta com mais de 270.000
associados no mundo inteiro (PMI-SP, 2008).

2.1 - PMBOK

O Project Management Body Of Knowledge ou simplesmente PMBOK


Guide é o principal documento de referência do PMI, embora não seja o
único. Como o próprio nome em português diz, ele é “Um Guia do Conjunto
de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos”. Está atualmente na
terceira edição, lançada em 2004. Como ele mesmo descreve o seu objetivo
é:
“O principal objetivo do Guia PMBOK® é identificar o subconjunto do
Conjunto de conhecimentos em gerenciamento de projetos que é
amplamente reconhecido como boa prática. “Identificar” significa fornecer
uma visão geral, e não uma descrição completa. “Amplamente reconhecido”
significa que o conhecimento e as práticas descritas são aplicáveis à
maioria dos projetos na maior parte do tempo, e que existe um consenso
geral em relação ao seu valor e sua utilidade. “Boa prática” significa que
existe acordo geral de que a aplicação correta dessas habilidades,
ferramentas e técnicas podem aumentar as chances de sucesso em uma
ampla série de projetos diferentes. Uma boa prática não significa que o
conhecimento descrito deverá ser sempre aplicado uniformemente em todos
os projetos; a equipe de gerenciamento de projetos é responsável por
determinar o que é adequado para um projeto específico.” (PMBOK, 2004,
p. 3).

2.2 – PROJETO

Para o Project Management Institute (PMI, 2004), projeto é um esforço


temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado
exclusivo.

Temporário significa que possui inicio e fim bem definidos. Temporário


não significa necessariamente de curta duração.
Segundo VARGAS (2005) por sua vez, define da seguinte forma: “É um
empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma seqüência clara e
lógica de eventos, com inicio, meio e fim, que se destina a atingir um objetivo
claro e definido, sendo conduzido por pessoas dentro de parâmetros
predefinidos de tempo, custo, recursos envolvidos e qualidade.” Ele ainda
comenta, que: “Os projetos poder ser aplicados em praticamente todas as
áreas do conhecimento humano,inclusive os trabalhos administrativos,
estratégicos e operacionais, bem como na vida pessoal.”

2.3 – AREAS DE CONHECIMENTO DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

A metodologia de gerenciamento do PMI possui 44 processos onde


cada um recebe Entradas que são utilizadas por Ferramentas e/ou Técnicas
que geram Saídas, conforme ilustrado na Figura 1.1.

Segundo o PMBOK processo é:

“um conjunto de ações e atividades inter-relacionadas realizadas para obter


um conjunto pré-especificado de produtos, resultados ou serviços.”
(PMBOK, 2004, p. 38).

Os processos segundo a metodologia PMI ainda são distribuídos em


cinco grupos que se integram entre si, conforme Figura 1.2.
Estes grupos de processos não representam necessariamente uma
fase do projeto, sendo que dependendo do tipo de projeto e sua organização
os processos de um grupo de processo podem ser repetidos por fases do
projeto. (PMBOK, 2004, p. 41).

A metodologia de gerenciamento do PMI também organiza os 44


processos em nove áreas de conhecimento, conforme listagem abaixo:

• Gerenciamento de Integração do Projeto;

• Gerenciamento do Escopo do Projeto;

• Gerenciamento de Tempo do Projeto;

• Gerenciamento de Custos do Projeto;

• Gerenciamento da Qualidade do Projeto;

• Gerenciamento de Recursos Humanos do Projeto;

• Gerenciamento das Comunicações do Projeto;

• Gerenciamento de Riscos do Projeto;

• Gerenciamento de Aquisições do Projeto;

3 – COMPUTAÇÃO EM NUVENS
A denominação Cloud Computing (computação em nuvens) vem sendo
bastante difundida desde 2008, e consiste em utilizar, em qualquer lugar e
independente dos sistemas operacionais nas máquinas dos usuários,
variadas aplicações através da internet com a mesma facilidade dos
softwares desktop.

Estamos habituados a armazenar dados e utilizarmos aplicações


computacionais em nossos próprios computadores, fazendo com que esses
recursos só possam ser utilizados por pessoas que tenham acesso direto aos
mesmos. Parte dessa dificuldade de acesso aos recursos, hoje é resolvida no
ambiente corporativo devido as empresas utilizarem redes de computadores
com servidores que armazenam os dados e aplicações, porém o gasto com
essa infra-estrutura, contratação de funcionários especializados e tempo para
a implantação é bastante alto.

Com o avanço da tecnologia, a Internet está se tornando mais popular


e mais rápida, o que está proporcionando que aplicações possam ser
acessadas com mais facilidade. Daí a popularização da computação em
nuvem, permitindo acesso as aplicações e dados dos usuários em qualquer
lugar através da internet, sem altos custos, em virtude de já existir muitos
aplicativos gratuitos ou com custos baixos equivalentes apenas aos recursos
utilizados pelos clientes.

A estrutura da cloud computing é garantida por empresas


especializadas que se responsabilizam por fazer atualizações nos softwares,
cuidar do armazenamento dos dados, fazer backups, fazer balanceamento de
carga de processamento entre os servidores, manutenção da estrutura física
da rede, possuir sistema de resfriamento dos equipamentos e tudo o que for
necessário para que o usuário/cliente precise apenas acessar os aplicativos.

O monitoramento e as questões de segurança são fatores que estão


dificultando a adoção nos ambientes corporativos, visto que muitos
empresários se questionam sobre como a computação em nuvem irá afetar
suas operações.
Na figura 1.3,
1 , podemos entender melhor como funciona a estrutura da
cloud computing nos datacenters:

Figura 1.3 – Estrutura de um datacenter projetado para cloud computing.

Apesar dos termos serem novos, mas as idéias existentes em torno da


cloud computing não são, visto que aplicações como webmail,
compartilhamento de fotos e discos virtuais, já existem a mais tempo e podem
ser considerados como primeiras aplicações em estrutura de computação em
nuvem.
Atualmente muitas empresas como Microsoft, Google, TOTVS e Zoho
Corporation, estão dominando o mercado com softwares voltados para a área
empresarial. Diante desse cenário, estaremos mostrando o Zoho Projects,
uma aplicação para gerenciamento de projetos.

4 – ZOHO

Fundada em 1996, a Zoho é uma divisão da Zoho Corporation,


anteriormente chamado de ADVENTNET Inc., sediada em Pleasanton, CA
com escritórios na América do Norte, Europa e Ásia.

Segundo Sridhar Vembu, fundador e CEO (Chefe executivo) da Zoho:


“Ser
Ser inovador significa perturbar o status”. É exatamente isso que Vembu fez
com a Zoho ao produzir, segundo a nossa última contagem, nada menos do
que 22 aplicativos de negócios cloud. É essa estratégia que está permitindo
que canais coloquem na nuvem seus clientes de todos os tamanhos. A
empresa que está sentindo mais pressão com a ofensiva da Zoho é a
Microsoft. Isso porque o Zoho oferece plug-ins online para soluções como
Microsoft Office e Microsoft SharePoint. Zoho fez o mesmo com Google, ao
integrar o Zoho Projects com o Google Apps. Esse é o tipo de estratégia que
torna a vida dos parceiros mais fácil e a nuvem mais acessível aos clientes.

As aplicações dividiram-se em duas categorias: Produtividade &


colaboração e Negócios.

Produtividade & colaboração Negócios

Zoho Mail – Serviço de e-mail baseado na web; Zoho CRM – Solução de CRM online e sobre demanda;
Zoho Writer – Processador de texto online; Zoho Dicussions – Foruns online para suporte a clientes
Zoho Sheet – Planilhas online; e intranet;
Zoho Show – Apresentações online; Zoho Meeting – Conferência Web e suporte remoto;
Zoho Docs – Gerenciador de documentos online; Zoho Creator – Plataforma para criar aplicações de
Zoho Notebook – Bloco de notas online; banco de dados online;
Zoho Wiki – Site que permite criar conteúdo Zoho Invoice – Faturamento online;
colaborativo; Zoho Projects – Gerenciamento de projetos online e
Zoho Share – Repositório público central de colaborativo;
documentos; Zoho Reports – Relatórios online e serviço de business
Zoho Planner – Organizador online; intelligence;
Zoho Chat – Chat online “Torne as decisões em grupo Zoho Recruit – Aplicativo de recrutamento online;
mais rápidas”. Zoho People – Sistema de gerenciamento de recursos
humanos;
Fig. 1.4 - Produtividade e colaboração Zoho Business – Suite office e host de e-mail online;
Fonte: http://www.zoho.com Zoho Marketplace – Compra e venda de aplicações
online.

Fig. 1.5 - Negócios


Fonte: http://www.zoho.com

4.1 – ZOHO PROJECTS

Com o intuito de obter subsídios que pudessem ratificar tudo o que foi
exposto sobre computação em nuvens e sua aplicação no gerenciamento de
projetos, fizemos um exemplo bem prático, para demonstramos as
funcionalidades existentes nesse gerenciador de projetos.

Usaremos a versão gratuita, com limitação de um projeto, sem


limitações de usuários ou tarefas. Está incluso nesta versão gráficos de Grant,
dependências entre as tarefas, calendário do projeto, relatórios,
gerenciamentos de usuários, wiki, chat, fórum e o usuário, com privilégio de
gerente, poderá importar arquivos do MS-Project.
Com uma descrição simples do que vamos demonstrar, começaremos
definindo quem são os stakeholders principais deste projeto, os próprios
autores desta pesquisa. Terão como data de inicio do projeto 03/2/2010 e a
data prevista para o termino será 28/2/2010. O escopo será o
desenvolvimento do próprio ARTIGO. Segue abaixo as tarefas que serão
desempenhadas, pela equipe, conforme mostra a tabela 1.

FEVEREIRO

Atividade1 – Definir o tema da pesquisa 03

Atividade2 – Levantamento bibliográfico 03

Atividade3 – Coleta e análise dos dados 03

Atividade4 – Pré-Textuais 03 e 04

Atividade5 – Textuais 04 e 06

Atividade6 – Pós-textuais 07

Atividade7 – Revisão 07

Atividade8 – Entrega do Resumo 07

Atividade9 – Entrega do Artigo (completo) 21

Tabela 1 – Lista de atividades do projeto Artigo

A seguir, imagem do projeto no Zoho Projects aonde se verifica o


calendário do projeto, com as suas metas diárias.

Figura 1.6 – Calendário do projeto


O Zoho Projects, no seu calendario traz as metas diarias e mensais, as
reuniões marcadas, as tarefas pendentes ou concluídas de cada usuario. Ao
passarmos o mouse em cima de cada “link” existente no mesmo, ele abrirá
um popup exibindo os dados referentes aquela meta, tarefa ou reunião. Como
mostra a figura 1.6.

Toda modificação realizada dentro do projeto, você poderá configurar


para todos ou parte dos usuários, serem notificados por email. Veja a
figura1.7 abaixo.

Figura 1.7 – Notificação por email

Também, poderemos visualizar diversos gráficos e relatórios gerenciais


como: tarefas concluídas, tarefas pendentes, o próprio gráfico de Grant,
dentre outros.

Figura 1.8 – Gráficos e relatórios gerenciais


O Zoho Projects parte da idéia de rede social, por isso, é uma
ferramenta interessante em projetos, no qual a comunicação é um fator muito
importante. Para criar uma conta no Zoho Projects basta acessar o link:
https://projects.zoho.com/home.na.

5 – CONSIDERAÇÕES FINAIS

O conteúdo desse artigo mostrou a tecnologia da computação em


nuvem, como meio de auxílio ao gerenciamento de projetos, visto que
proporciona, principalmente para as empresas, redução de custos e aumento
da produtividade, devido à facilidade de acesso às informações relevantes
dos projetos sem ter a necessidade de uma grande infra-estrutura em
tecnologia localmente. Conseguimos ainda mostrar a ferramenta Zoho
Projects, uma ótima opção de aplicativo voltado para o gerenciamento de
projetos, que utiliza a cloud computing.
6 - REFERÊNCIAS

PMI, Project Management Institute (Editor). Um Guia do Conjunto de


Conhecimentos do Gerenciamento de Projetos - PMBOK (Project
Management Body of Knowledge) Guide. PMI, Edição em português – 2004.

PMI-SP. O Instituto: História. Disponível em:


http://www.pmisp.org.br/instituto.asp acesso em 04/2/2010.

VARGAS, Ricardo V. Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo


diferenciais competitivos, 6ª ed. Atual. – Rio de Janeiro: Brasport. 2005.

SILVA, Maria H. Captação de Recursos e Gerenciamento de Projetos no


Terceiro Setor. Disponível em:
http://www.webartigos.com/articles/23931/1/captacao-de-recursos-e-
gerenciamento-de-projetos-no-terceiro-setor/pagina1.html Acesso em:
16/2/2010.
FRAME, J. Davidson. Managing Projects In Organizations In: ANSELMO,
Jefferson L. Escritório de Gerenciamento de Projetos: Um estudo de Caso.
São Paulo: Universidade de São Paulo, 2002, p.10. Disponível em:
www.rausp.usp.br/download.asp?file=V4104394.pdf Acesso em: 16/2/2010.

VIEIRA, Marconi Fábio. Gerenciamento de Projetos de Tecnologia da


Informação. In: TAVARES, Aleckssandro. Gerência de Projeto com PMBOK
e SCRUM - Um Estudo de Caso. Gravataí – Rio Grande do Sul:
FACULDADE CENECISTA NOSSA SENHORA DOS ANJOS, 2008, p.15-20.
Disponível em: http://pessoal.facensa.com.br/sidnei/files/TCCI-
EmAndamento/aleckssandrotavares.pdf Acesso em: 16/2/2010.

http://www.zoho.com acesso em 04/2/2010


http://www.infowester.com/cloudcomputing.php acesso em 19/2/2010
http://imasters.uol.com.br/artigo/15732/cloud/2010_o_ano_do_cloud_computin
g/ acesso em 19/2/2010
http://www.itweb.com.br/noticias/index.asp?cod=64102 acesso em 19/2/2010
http://www.wgsbrasil.com/index_arquivos/zoho_project.htm acesso em
24/2/2010