Você está na página 1de 6

CURSO DE AGRONOMIA NOTURNO

ORLANDO LEÃO NETO

ENERGIAS RENOVÁVEIS E NÃO RENOVÁVEIS

Itumbiara-GO, março de 2011.


ENERGIAS RENOVÁVEIS E NÃO RENOVÁVEIS

ORLANDO LEÃO NETO

Trabalho apresentado ao Programa de


Graduação, do Instituto Luterano de Ensino
Superior de Itumbiara – Goiás, sob orientação do
prof. José Augusto Toledo da disciplina de Energia
Rural.

2
Itumbiara-GO, março de 2011.

ENERGIAS RENOVÁVEIS

A Energia Renovável é a energia que vem de recursos naturais como sol, vento, chuva,
marés e calor. São renováveis por que são naturalmente reabastecidos. Em 2008, cerca de
19% do consumo mundial de energia final veio de fontes renováveis, com 13% provenientes
da tradicional Biomassa, que é usada principalmente para aquecimento, e 3,2% a partir da
hidroeletricidade. Novas energias renováveis, que são pequenas Hidrelétricas, Biomassa,
Eólica, Solar, Geotérmica e Biocombustíveis, representaram outros 2,7% e este percentual
está crescendo muito rapidamente. A porcentagem das energias renováveis na geração de
eletricidade é de cerca de 18%, com 15% da eletricidade global vindo de hidrelétricas e 3% de
novas energias renováveis.

A Energia do Sol é convertida de várias formas para formatos conhecidos, como a Biomassa
(fotossíntese), a energia Hidráulica (evaporação), a Eólica (ventos) e a Fotovoltaica, que
contêm imensa quantidade de energia, e que são capazes de se regenerar por meios naturais.

A Geração de Energia Eólica está crescendo à taxa de 30% ao ano, com uma capacidade
instalada a nível mundial de 157,9 mil megawatts (MW) em 2009, e é amplamente utilizada
na Europa, Ásia e nos Estados Unidos. No final de 2009, as instalações fotovoltaicas (PV) em
todo o globo ultrapassaram 21.000 MW e centrais fotovoltaicas são populares na Alemanha e
na Espanha. Centrais de energia térmica solar operam nos Estados Unidos e Espanha, sendo a
maior destas a usina de energia solar do Deserto de Mojave, com capacidade de 354 MW. O
Brasil tem um dos maiores programas de energia renovável no mundo, envolvendo a
produção de álcool combustível a partir da cana de açúcar, e atualmente o etanol representa
18% dos combustíveis automotivos do país.

Biocombustível ou Agrocombustível é o combustível de origem biológica não fóssil.


Normalmente é produzido a partir de uma ou mais plantas. Todo material orgânico gera
energia, mas o biocombustível é fabricado em escala comercial a partir de produtos agrícolas
como a cana-de-açúcar, mamona, soja, canola, babaçu, mandioca, milho, beterraba e algas.

A Biomassa, abrange os derivados recentes de organismos vivos utilizados como


combustíveis ou para a sua produção. Do ponto de vista da ecologia, biomassa é a quantidade
total de matéria viva existente num ecossistema ou numa população animal ou vegetal. Os
dois conceitos estão, portanto, interligados, embora sejam diferentes.

Na definição de biomassa para a geração de energia excluem-se os tradicionais combustíveis


fósseis, embora estes também sejam derivados da vida vegetal (carvão mineral) ou animal
(petróleo e gás natural), mas são resultado de várias transformações que requerem milhões de
anos para acontecerem. A biomassa pode considerar-se um recurso natural renovável,
enquanto que os combustíveis fósseis não se renovam a curto prazo.

3
Suas vantagens são o baixo custo, é renovável, permite o reaproveitamento de resíduos e é
menos poluente que outras formas de energias como aquela obtida a partir de combustíveis
fósseis.

A queima de biomassa provoca a liberação de dióxido de carbono na atmosfera, mas como


este composto havia sido previamente absorvido pelas plantas que deram origem ao
combustível, o balanço de emissões de CO2 é nulo.

Energia Azul é a energia obtida da diferença de concentração de sal entre a água do mar e a
do rio com o uso de Eletrodiálise reversa (EDR) (ou osmose) com membranas específicas
para cada tipo de íons. O resíduo deste processo, é água salobra.

A tecnologia de EDR foi confirmada em condições laboratoriais. Como em outras


tecnologias, o custo da membrana foi um obstáculo. Uma membrana nova e mais barata,
baseada em polietileno eletricamente modificado, permitiu seu uso comercial. Com isso a
energia azul, é considerada mais uma das novas energias que no futuro, quando se esgotarem
as energias não-renovaveis, nos trará energia. Quando um rio despeja suas águas no oceano,
há uma liberação gigantesca de energia. Coloca-se uma membrana entre dois reservatórios,
um com água doce e outro com água do mar. Ela é capaz de reter íons de sal, mas não a água,
gerando um fluxo de água em direção à água salgada.

Energia Geotérmica ou Energia Geotermal é a energia obtida a partir do calor proveniente


da Terra, mais precisamente do seu interior. Devido a necessidade de se obter energia elétrica
de uma maneira mais limpa e em quantidades cada vez maiores, foi desenvolvido um modo
de aproveitar esse calor para a geração de eletricidade. Para que possamos entender como é
aproveitada a energia do calor da Terra devemos primeiramente entender como nosso planeta
é constituído. A Terra é formada por grandes placas, que nos mantém isolados do seu interior,
no qual encontramos o magma, que consiste basicamente em rochas derretidas. Com o
aumento da profundidade a temperatura dessas rochas aumenta cada vez mais, no entanto, há
zonas de intrusões magmáticas, onde a temperatura é muito maior. Essas são as zonas onde há
elevado potencial geotérmico.

A Energia Hidráulica ou Energia Hídrica é a energia obtida a partir da energia potencial de


uma massa de água. A forma na qual ela se manifesta na natureza é nos fluxos de água, como
rios e lagos e pode ser aproveitada por meio de um desnível ou queda d'água. Pode ser
convertida na forma de energia mecânica (rotação de um eixo) através de turbinas hidráulicas
ou moinhos de água. As turbinas por sua vez podem ser usadas como acionamento de um
equipamento industrial, como um compressor, ou de um gerador elétrico, com a finalidade de
prover energia elétrica para uma rede de energia.

As centrais hidrelétricas geram, como todo empreendimento energético, alguns tipos de


impactos ambientais como o alagamento das áreas vizinhas, aumento no nível dos rios, em
algumas vezes pode mudar o curso do rio represado, podendo, ou não, prejudicar a fauna e a
flora da região. Todavia, é ainda um tipo de energia mais barata do que outras como a energia
nuclear e menos agressiva ambientalmente do que a do petróleo ou a do carvão, por exemplo.

A Energia Solar é a designação dada a qualquer tipo de captação de energia luminosa, e, em


certo sentido, da energia térmica proveniente do sol, e posterior transformação dessa energia

4
captada em alguma forma utilizável pelo homem, seja diretamente para aquecimento de água
ou ainda como energia elétrica ou mecânica.

No seu movimento de translação ao redor do Sol, a Terra recebe 1 410 W/m² de energia,
medição feita numa superfície normal (em ângulo reto) com o Sol. Disso, aproximadamente
19% é absorvido pela atmosfera e 35% é refletido pelas nuvens. Ao passar pela atmosfera
terrestre, a maior parte da energia solar está na forma de luz visível e luz ultravioleta.

Energia Maremotriz é o modo de geração de eletricidade através da utilização da energia


contida no movimento de massas de água devido às marés. Dois tipos de energia maremotriz
podem ser obtidas: energia cinética das correntes devido às marés e energia potencial pela
diferença de altura entre as marés alta e baixa.

A Energia das Ondas provém do aproveitamento das ondas oceânicas. É uma energia
"limpa", isto é, sem quaisquer custos para o ambiente.

A instalação de equipamentos técnicos capazes de gerar este tipo de energia ocorreu pela
primeira vez em Portugal no ano de 2008, no Parque de Ondas da Aguçadoura, a cerca de três
milhas náuticas de Aguçadoura, no município da Póvoa de Varzim.

Grande parte dos testes mais recentes de protótipos de energia das ondas têm ocorrido no
European Marine Energy Centre nas ilhas Orkney na Escócia.

A Energia Eólica é a energia que provém do vento. O termo eólico vem do latim aeolicus,
pertencente ou relativo a Éolo, deus dos ventos na mitologia grega e, portanto, pertencente ou
relativo ao vento. Na atualidade utiliza-se a energia eólica para mover aerogeradores - grandes
turbinas colocadas em lugares de muito vento. Essas turbinas têm a forma de um catavento ou
um moinho. Esse movimento, através de um gerador, produz energia elétrica. A energia eólica
pode ser considerada uma das mais promissoras fontes naturais de energia, principalmente
porque é renovável, ou seja, não se esgota, limpa, amplamente distribuída globalmente e, se
utilizada para substituir fontes de combustíveis fósseis, auxilia na redução do efeito estufa.
Em 2009 a capacidade mundial de geração de energia elétrica através da energia eólica foi de
aproximadamente 158 gigawatts (GW), o suficiente para abastecer as necessidades básicas de
dois países como o Brasil(o Brasil gastou em média 70 gigawatts em janeiro de 2010). Para se
ter uma idéia da magnitude da expansão desse tipo de energia no mundo, em 2008 a
capacidade mundial foi de cerca de 120 GW e, em 2008, 59 GW.

5
ENERGIAS NÃO-RENOVÁVEIS

Recursos Energéticos Não-Renováveis é o nome atribuído aos recursos naturais que, quando
utilizados, não podem ser repostos pela ação humana ou pela natureza, a um prazo útil.

O Petróleo é um combustível fóssil, produzido há milhões de anos atrás pela pressão de


material orgânico, e é hoje encontrado em algumas zonas do subsolo da Terra. É a principal
fonte de energia atual. O petróleo e gás natural são encontrados tanto em terra quanto no mar,
principalmente nas bacias sedimentares (onde se encontram meios mais porosos -
reservatórios), mas também em rochas do embasamento cristalino.

É de fácil transporte, mas seu potencial destruidor do meio-ambiente é muito grande, pois
libera grande quantidade CO2 para atmosfera sendo um dos grandes "vilões" do chamado
aquecimento global, por causa, da sua grande utilização nos meios de transportes como carros
e motos.

O Gás Natural é um combustível fóssil com origem muito semelhante á do petróleo bruto, ou
seja, formou-se durante milhões de anos a partir dos sedimentos de animais e plantas.Tal
como o petróleo encontra-se em jazidas subterrêneas, de onde é extraído. A principal
diferença prende-se com a possibilidade de ser usado tal como é extraido na origem, sem
necessidade de refinação.

Carvão Mineral é uma das fontes de energia mais abundante, mas também uma das mais
poluentes. É utilizado nas turbinas das termelétricas, tem ampla utilização nas indústrias como
combustível quase que principal. O carvão mineral é um combustível fóssil natural extraído
do subsolo por processos de mineração. É um mineral de cor preta ou marrom prontamente
combustível. É composto primeiramente por átomos de carbono e magnésio sob a forma de
betumes. Dos diversos combustíveis produzidos e conservados pela natureza sob a forma
fossilizada, acredita-se ser o carvão mineral mais abundante.

Combustíveis Nucleares Um quilo de urânio é capaz de produzir tanta energia como um


milhão de quilos de carvão.

É uma fonte de radioatividade, pelo que é de uso bastante perigoso e complicado, podendo
haver vazão do material radioativos e não existir um modo de tratamento ou de isolamento
eficiente dos dejetos ocasionados pela utilização ampla do urânio enriquecido. Hoje esse
material vem sendo estocado em grandes piscinas para o seu resfriamento, mas não há
previsão para que esses materiais voltem ao "normal".