Você está na página 1de 10

c

: Escola Municipal Antônio Sampaio Santos


: Marta Prado

 
: Ana Cláudia Santos Araújo

Eliane Pereira de Jesus Oliveira


Elitiene Alves de Oliveira
Elisangela Pereira de Jesus Rocha
Danieli de Jesus reis

Cristiane Cléa Oliveira


Marilândia Teles de Brito
Iracema Leal dos Santos


  cccc c

Jiquiriçá
Março 2011

  cccc c

Trabalho apresentado ao PROGESTÃO,


como requisito parcial de avaliação do
Programa de Capacitação a Distancia para
Gestores Escolares.

Orientadora: Marta Prado


c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
Jiquiriçá
Março 2011
  
cc   c

!    Escola Municipal Antonio Sampaio

"cc#
cc VALORES: SE LIGA EM VOCÊ!

$  c

- Professores e alunos do Ensino Fundamental ± 5ª a 8ª séries.


- Direção, coordenação e funcionários da escola.
- Comunidade local.

r%&': Maio a agosto de 2011

( ) * : Mês de agosto

+ ,%'%c'c%-ccccc

Gestores

Professores

Pessoal de apoio

Pais

Alunos
-). c

Talvez a palavra ética nunca tenha frequentado tanto vocabulário dos


brasileiros quantos nos últimos anos. Não restam dúvidas que há consenso no
cidadão de que os valores estão se degradando e / ou se modificando pela
emergência de novos valores. Essa instabilidade ou mesmo perda de
referencial pode se definir como uma ³crise de valores´. Segundo Madalena
Freire: ³A ética é a matéria que nos leva a refletir a respeito do que fazemos
com a vida e já que estamos vivos, temos a obrigação moral de fazer com que
vida mereça ser vivida que seja digna. Uma vida é feita de relações, viver com
dignidade implica dá valor ao que é humano, aceitar e respeitar o outro´.
Segundo Adolfo SánchesVázquez (1982), a palavra ética vem do grego
ethos que quer dizer "modo de ser", ou "caráter", enquanto estilo de vida que o
homem adquire, este conceito remete a totalidade do homem, que é e está
sendo por meio das relações sociais. Mas, pode-se definir ética como sendo
um conjunto composto de conhecimentos racionais a respeito da co nduta
moral. Isso fica evidente desde os primórdios da ética, que se assume como
uma jerarquia de normas de condutas empregadas nas relações humanas,
sendo assim, tem-se a ética como chave das ações humanas em sociedade, e
esta se encontra presente nos diversos tipos e níveis de relacionamento.
Quando na escola, aprende a aceitar e a respeitar outro, exercita -se a
liberdade responsável, convive -se com a justiça e busca-se o entendimento
pelo diálogo, aprende -se a dar valor ao que é humano.
Pois, os valores não surgem na vida em sociedade como um trovão no
céu. São construídos na vida familiar. Na convivênciahumano , no trabalho ,
nas escolas , nas manifestações culturais, nos movimentos e organizações
locais. Conhecê-los, compreendê-los e praticá-los é uma questão fundamental
da sociedade atual.
Então, a responsabilidade pela educação em valores humanos, será
sempre em conjunto com os pais e a escola. Os dois ambientes precisam
incentivar o diálogo, a criatividade. Mas enquanto família e escola continuarem
limitando a ideia e educação como apenas forma de adquirir conhecimento,
priorizando a aquisição de informações em detrimento da formação do caráter,
ou seja, desenvolvimento de virtude, valores humanos, como bondade,
compreensão, amor, solidariedade, verd ade, paz, respeito e alegria.
Este Projeto surgiu da necessidade encontrada na maioria das salas de
aula: a falta de valores éticos nas relações pessoais, onde a falta de respeito
de si e ao próximo é visível. Busca-se que este projeto lance oportunidades de
diálogos, a propósito de uma construção da consciência ética. Portanto ele tem
a finalidade de promover entre os alunos uma conscientização sobre o que é
Ética e como ela influencia a cidadania e as noções de convívio social.
Sendo assim, a Escola Municipal Antônio Sampaio Santos preocupada
em despertar nos educandos atitudes de cidadania e ética, partindo de
³valores: se liga em você´, tem o intuito de chamar a atençãopara os valores
humanos ,justamente porque se deixou de lado estes parâmetros que r egem
a convivência harmônica. Portanto caberá a esta instituição de ensino a missão
de trabalhar valores no âmbito do desenvolvimento moral dos educandos, visto
que, o ser humano traz em si, potencialidades a serem desenvolvidas e
transformadas.

$c,-c%c
Resgatar no ambiente escolar os valores humanos, elevando a auto -
estima do aluno, promovendo a boa convivência e percebendo a importância
dos mesmos para construção de uma sociedade mais justa.

c
/c,-c &. c
c
- Participar de atividades em grupo com responsabilidade e colaboração;
- Sinalizar os principais valores humanos para a boa convivência em
grupo;
- Valorizar o espírito de solidariedade;
- Compreender a importância de vivenciar os valores humanos no
cotidiano escolar;
- Promover mudanças de atitudes;
- Respeitar a autonomia do outro;
- Perceber e respeitar diferentes pontos de vistas na situação de convívio;
- Integrar professores e alunos por meio de desenvolvimento de
atividades interdisciplinares no contexto da comunidade escolar.

'c
Conforme definido nos PCNs os procedimentos são conteúdos que se
referem a como atuar para atingir um objetivo e requerem a realização de uma
série de ações de forma ordenada e não aleatório.
Nesse sentido, as disciplinas devem contemplar aprendizagens que
permitam efetivar o princípio de participação e o exercício das atitudes e dos
conhecimentos adquiridas. O aprendizado é longo e processual. Aprende -se a
praticar ações cada vez mais complexas, com maior autonomia e maior grau
de sociabilidade, cabendo ao professor despertar tais habilidades nos
educandos.
Cada disciplina trabalhará um valor, enfatizando a sua
importância e contribuindo desta forma para elevar a auto -estima do
aluno:

ß 01
c 1
c2c
3
4
c#cc5
 c  6
3  
 c
c - Roda de conversas sobre os problemas vivenciados na sala de
aula;

-Listagem dos problemas encontrados na sala;

- Produção de texto sobre o comportamento da sala;

- Entrevista com um colega sobre como resolver os problemas


encontrados na sala

- Construção de um contrato didático;

- Elaboração de um acróstico como alfabeto, correlacionando com


atitudes pautadas nos valores éticos, para ser exposto na sala;

- Elaboração e registro em um diário de classe sobre o


comportamento da sala.
- Auto-avaliação

ß 
#7 
cc' 4c2c
3
4
c#cc5
  1
 8
 c
- Pesquisa na internet sobre os índices de violência nas regiões do
Brasil e por cada estado.

- Construção de mural com recortes de notícias de jornais


abordando o tema violência escolares (professor -aluno, aluno-professor)

- Construção de gráficos com as informações pesquisadas

- Auto-avaliação

ß ö 9
c2
3
4
c#cc5
 c6
8c
- Júri simulado

- Dinâmicas de grupo (relacionamento pessoal e interpessoal)

- Auto-avaliação

ß 1

c2c2c
3
4
c#cc5
 c  6 c
ß :
c22c
3
4
c#cc5
 c #68
c
ß % 1 c2c
3
4
c#cc5
 c
# c
ß   c;
3
4
c#cc5
 c  c
- Dramatização de cena discriminatória, falta de respeito no contexto
social e escolar (a professora antes escolherá d ois alunos e passará a
cena em segredo dos demais colegas, no meio da aula eles encenam a
briga, com xingamentos. Esta atividade lança um debate em torno das
atitudes e valores no trato com o próximo);

- Debate sobre a dramatização;

- Exibição do filme A corrente do bem, com o objetivo de


relacionar o nosso bem-estar à satisfação de contribuir com o outro;

- Auto-avaliação.
ß 1: c2c
3
4
c#cc5
 c  

 c
ß 
c.0 
c2c
3
4
c#cc5
 c6
 c

Assim, será proposto para as disciplinas:

- 3 
cc6   09/05/2011
- Na sala, no primeiro horário com uma dinâmica, uma brincadeira,
uma música, uma mensagem. Apresentar o projeto para os
alunos. .
- Leitura de livro paradidático. Sugestão: Se liga em você e outros;
- Leitura e trabalho com frases, histórias relacionando com o tema
(material xerocado);
- Uso de dinâmica; (material com a coordenação)
- Trabalhar com músicas, textos, jogos e poesias relacionados aos
temas abordados;
- Confecção de atividades diversificadas, artes plásticas;
- Construção de poesias e parodias;
- Dramatização envolvendo os temas;
- Organização de coreografias com músicas, etc.
- Assistir filmes e fazer interpretação.
- Trazer palestrante (professor) para falar sobre o tema.
Logo, espera-se que no final do trabalho proposto, os alunos sejam
capazes de analisar, após orientação do professor, situações que vivenciam
dentro e fora da escola e / ou divulgadas pela mídia, detectando o que pode
causar a ausência desse valor avaliando -os e contrapondo-os as ao resgate do
mesmo afim de uma melhoria na mudança de atitude.

3  5
 Cada professor trabalhará o seu tema uma aula por
semana ou a critério do mesmo.
<=c
c

Ao colocar a possibilidade da avaliação de atitudes não se pode


deixar de salientar da atuação da escol a nessa formação. Vale lembrar
que a educação não pode controlar todos os fatores que interagem na
formação do aluno e não se trata de impor determinados valores, mas
de ser coerente com os valores assumidos e de permitir aos alunos uma
discussão sobre ele s.

Embora se possa saber como, quando e onde intervir e que essa


intervenção produz mudanças, sabe-se também que tais mudanças não
dependem apenas das ações pedagógicas. As atitudes das crianças não
dependem unicamente da ação da escola, mas têm intrincada s
implicações de natureza tanto psicológica quanto social, nas relações de
vida familiar e comunitária.

Pode-se, entretanto, intencionalmente direcionar e redirecionar


ação pedagógica em função dos objetivos e concepções definidas.

Um papel essencial da avaliação será responder: ³O que está sendo


produzido com essa intervenção? Em que medida as situações de
ensino construídas favoreceu a aprendizagem das atitudes desejadas?´.

% )%c

i DVD; TV,
i Retroprojetor,
i Textos xerocados,
i Livros, Dinâmicas,
i Papel ofício,
i Mensagem,
i Filmes, músicas,etc.
c
%.% c
c

CADERNO DE VALORES HUMANOS. 9º concurso Nacional de frases'


 
          .Ministério
da Educação.

REVISTA MUNDO JOVEM.     . Ano 45. Nº 375. Abril /


2007.

PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS:   


    ' 2. Ética. Brasília / MEC/ SEF, 1997.

GASPARETO ,Luis Antônio.     !. 17ª edição. Fevereiro /


2001. Ed. Vida e Consciência.