Você está na página 1de 3

1 - Símbolos de Soldagem

Uma solda é fabricada pela união de metais em várias formas, formando tipos de
configurações particulares. Durante a soldagem, as várias partes são mantidas juntas,
frequentemente por meio de aperto. As soldas devem ser precisamente especificadas nos
desenhos mecânicos, e isto é feito usando-se o símbolo de soldagem mostrado na figura 1,
padronizado pela norma AWS (American Welding Society). A seta neste símbolo aponta
para a junta a ser soldada. O corpo do símbolo contém tantos dos seguintes elementos
quantos forem necessários:

- Linha de Referência
- Seta
- Símbolos básicos de solda como os na figura 2
- Dimensões e outros dados
- Símbolos Suplementares
- Símbolos Finais
- Rabo
- Especificação ou processo

Figura 1(O padrão AWS de soda mostrando a localização dos simbolos dos elementos)

Figura 2(Símbolos de soldagem a arco e a gás)


O lado da seta de uma junta é uma linha, lado, área, ou um membro próximo para o
qual a seta aponta. A extremidade oposta ao lado da seta é o outro lado.
As figuras 3 a 6 ilustram os tipos de soldas usados mais freqüentemente por
engenheiros. Para os elementos de máquinas mais comuns a maioria das soldas são filetes,
embora soldas de topo são usadas nos projetos de vasos de pressão. É claro que as partes a
serem unidas devem ser arranjadas de tal forma que haja uma limpeza suficiente para a
operação de soldagem. Se juntas incomuns são necessárias por causa de uma limpeza
insuficiente ou devido à forma da seção, o “design” da solda pode se tornar ruim e o
engenheiro deve começar novamente e tentar elaborar uma outra solução.
Já que o calor é utilizado na operação de soldagem, existe a possibilidade de
mudanças na microestrutura do metal nas proximidades da solda. Tensões residuais podem
também ser introduzidas por causa do aperto de um metal contra o outro, ou algumas vezes
devido à solda. Geralmente, essas tensões residuais não são suficientes para causar
preocupação; em alguns casos um pequeno tratamento térmico após a soldagem é bom para
aliviá-las. Quando as partes a serem soldadas são grossas, um pré-aquecimento ajudará. Se
o componente a ser soldado for de alto custo, um programa de testes deve ser implantado
para se descobrir quais mudanças nas operações serão necessárias para garantir uma melhor
qualidade da solda.

Figura 3 (a) O número indica o tamanho da perna; a seta deve apontar para somente uma
solda quando os lados são os mesmos. (b)O símbolo indica que as soldas são intermitentes
e medem 60mm de comprimento em centros de 200mm.
Figura 4(O círculo no símbolo indica que a soldagem é para ser feita em todo redor)

Figura 5 (Soldas de topo ou encaixe)

Figura 6 (Soldas especiais de encaixe)